Perfeição/          Capítulo 025               PÁG.: 01Recanto das                             Capítulo   025Letras       ...
Perfeição/                 Capítulo 025                  PÁG.: 02                       PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS:          ...
Perfeição/             Capítulo 025                  PÁG.: 03TRISTE.             ESTER     —— Eu vou dormir, que tô morren...
Perfeição/             Capítulo 025                   PÁG.: 04      CENA 2. HOTEL DE SÃO PAULO. INT. SUÍTE DESIRRÉ. DIA.DE...
Perfeição/                Capítulo 025                     PÁG.: 05               CENA 3. CASA DE JUREMA. INT. SALA. DIA.J...
Perfeição/               Capítulo 025                   PÁG.: 06                         de mim, que tenho o Constantino? ...
Perfeição/                 Capítulo 025                          PÁG.: 07             CONSTANTINO   —— O que quer?        ...
Perfeição/              Capítulo 025                  PÁG.: 08             JOANA      —— Mas a Mirela tá bem grandinha e s...
Perfeição/            Capítulo 025                     PÁG.: 09                      quase nos pegou aqui, nessa sala.    ...
Perfeição/               Capítulo 025                  PÁG.: 010        CENA 8. SALÃO DE FESTAS. INT. NOITE. CONTINUIDADE....
Perfeição/              Capítulo 025                  PÁG.: 011             RAQUEL     —— (bêbada) Como assim? Vem cá, com...
Perfeição/             Capítulo 025                   PÁG.: 012ELA SE APROXIMA DE UMA MESA EM QUE HÁ APENAS A CLARIDADE DU...
Perfeição/            Capítulo 025                   PÁG.: 013             RAQUEL   —— Ih, é alguma desgraça, pra ligar no...
Perfeição/             Capítulo 025                  PÁG.: 014                       encontro com ela, dum lugar bem      ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Perfeição - cap. 25 - Jurema expulsa Ermelita de casa!

351 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
351
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
58
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Perfeição - cap. 25 - Jurema expulsa Ermelita de casa!

  1. 1. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 01Recanto das Capítulo 025Letras PERFEIÇÃO novela de: LUCAS VINÍCIUS escrita por: LUCAS VINÍCIUS PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO: Carmélia Cleiton Constantino Desirré Ermelita Ester Jeca Joana Jurema Leandro Lisa Mirela Paulo Raquel Simone
  2. 2. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 02 PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS: Convidados, Garçons, DJ, Segurança CENA 1. HOTEL DE SÃO PAULO. INT. SUÍTE LEANDRO E ESTER. TARDE. CONTINUIDADE DO CAP.ANTERIOR.Continuidade do capítulo anterior. ESTER QUASE A CHORAR DERAIVA. LEANDRO SÉRIO. LEANDRO —— Então é assim? Vai me chamar de nojento agora, pro resto do nosso casamento?ESTER NÃO DIZ NADA, APENAS FICA CABISBAIXA. LEANDRO —— Aliás, eu queria entender porque... até hoje de manhã, você estava feliz feito uma andorinha voando, com o nosso casamento. De repente, vem com 4 pedras nas mãos, expulsa uma convidada do casamento. ESTER —— (esbraveja) Uma penetra! LEANDRO —— Não! Lisa não é penetra, é uma convidada. E você sabe disso. Desde o noivado! Que você a humilhou, a expulsou/ Tudo isso porque ela é pobre. Qual é? Você não é? Não era? ESTER —— (chorando) Por que você não se casou com ela, então?! LEANDRO —— Não desconversa. Você era pobre... se não fosse eu, você estaria morando ainda naquele quartinho de fundo, duma balada. Eu que te dei a mão, fui sua esperança, e você me chama de nojento?ESTER ABRE O BERRO DE VEZ: ESTER —— (chorando) Eu não esperava casar com um grosso. Troglodita! E que ainda me joga o que passei na minha cara! LEANDRO —— Eu não/ ESTER —— Chega, chega, chega!
  3. 3. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 03TRISTE. ESTER —— Eu vou dormir, que tô morrendo de dor de cabeça. Antes vou pegar um remédio lá embaixo.ESTER ENCARA LEANDRO. SAI, BATENDO A PORTA EM SEGUIDA. LEANDRO —— A Ester mudou da água pro vinho... Expulsou a Lisa e...LEANDRO SE DÁ CONTA DE ALGO: LEANDRO —— (se espanta) Meu Deus! Será que...ELE ENTÃO COMEÇA A SE LEMBRAR:-------------------------LEANDRO LEMBRANDO-SE---------------- LEANDRO —— Olha só, João, eu sei que você tá tentando me tirar do sério, só pra eu te quebrar a cara e ser expulso, não é isso?! Mas isso não vai acontecer, porque eu não sou irresponsável feito você! JECA —— Ui, ui, ui! Tô morrendo de medo de você, ô, filho de médico do cacete! LEANDRO —— Não tem medo? Por quê não parte pra cima, então?! JECA —— Porque pretendo quebrar tua cara sim, mas dum outro jeito! Continua achando aí, ô, mauriçola. Enquanto isso, eu vou me divertindo e muito. E... abre teu olho.--------------------------PRESENTE--------------------------- LEANDRO —— (p/ si) Será que o Jeca contou algo que não devia pra Ester? Não, não... ele não seria doido. Prefiro acreditar que não.LEANDRO VOLTA PRO BANHEIRO, PARA SE VESTIR.Corta para:
  4. 4. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 04 CENA 2. HOTEL DE SÃO PAULO. INT. SUÍTE DESIRRÉ. DIA.DESIRRÉ à CAMA, LENDO UMA REVISTA, DEITADA. SIMONE ESPIAVAPOR ENTRE A PORTA MEIO ABERTA A DISCUSSÃO. VIRA-SE PRA DESIEMPOLGADA: SIMONE —— Menina! Um arranca-rabo dos diabos ali no quarto 28! DESIRRÉ —— Simone, nunca disseram que é feio ouvir discussão dos outros? Ainda mais de marido e mulher, recém-casados. SIMONE —— Ah, não é pecado dar uns pitacos! Esses novatos aí, hein, mal chegaram e já tão puxando cabelo do outro. (se aproxima empolgando) Sabe o que eu acho? DESIRRÉ —— (interessada) Hum? SIMONE —— Pelo que soube, ela se chama Estéfane/ DESIRRÉ —— (corrige) Ester. SIMONE —— isso. Tô achando que o noivo dela é gay, e só se casou pra dar o golpe. Porque eles não se beijam, não têm lua- de-mel, a noiva acaba de sair soltando fogo pelo rabo. Só pode ser isso! DESIRRÉ —— (ri) Só você, viu, Simone! Gay? SIMONE —— Também pensei, amiga. Se ele não fosse comprometido, eu pegava pra mim. É lindo, ele! DESIRRÉ —— Simone. Vê lá! Não vai se atirar pro bonitão que chegou aí não. SIMONE —— Você sabe que é a minha vontade. Mas essa loira aí, noiva dele, parece faixa-preta. Nem vou mexer! DESIRRÉ —— Isso, isso, é o melhor a se fazer. Vem ver, a revista “Diarie Model” tá falando da última fofoca do momento! SIMONE —— Hum, e qual é? DESIRRÉ —— Venha ver. Se aprochegue!SIMONE TODA EMPOLGADA SE JOGA NA CAMA, E SE SURPREENDE AO VERA NOTÍCIA.Corta para:
  5. 5. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 05 CENA 3. CASA DE JUREMA. INT. SALA. DIA.JUREMA E ERMELITA. ERMELITA ACABA DE OUVIR ALGO DE JUREMA, ESE LEVANTA DO SOFÁ: ERMELITA —— Eu? Golpista? JUREMA —— Isso! Fui lá na feira, e seu Mourão bateu tudo, tudo pra mim! ERMELITA —— (assusta-se) Mourão, é? JUREMA —— Mourão, sim! E tem mais... você me traiu, sua irmã talarica! Me traiu, me apunhalou! ERMELITA —— Quando, que num me lembro? JUREMA —— Andou se encontrando com Constantino, e sabia que eu gostava do traste! Safada! ERMELITA —— Como é? Quem lhe contou? JUREMA —— Não interessa! Danada de safada, tava usufruindo do galinha e mentindo pra mim. E mais! Mais! Botou a Fifi no meio! ERMELITA —— Esse drama todo por isso? (decidida) Pois eu vou falar! Fiz, fiz, fiz! Fiz! JUREMA —— Fez o quê? ERMELITA —— Cê sabe, danada! Fiz, e admito! Foi bom! Sabe por quê fizemos? (Dá uma voltinha toda exibida) Porque ele gosta do meu corpo!JUREMA FICA IDIGNADA E BOQUIABERTA. JUREMA —— Irmã traíra! Rolha de poço! ERMELITA —— Rolha, mas ainda gostosa!ERMELITA PROVOCANDO, COMEÇA A DANÇAR SENSUALMENTE: ERMELITA —— Veja, espie que delícia que sou! Ande! Espie! JUREMA —— Se eu tivesse uma faca tramontina você ia ver! ERMELITA —— (dançando) Olha só que delícia de corpo! JUREMA —— Chega! ERMELITA —— Chega o quê? (para) Chega de inveja
  6. 6. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 06 de mim, que tenho o Constantino? E você não?JUREMA OLHA FIRME PRA ERMELITA.Corta velozmente para: CENA 4. CASA DE JUREMA. EXT. FACHADA. CALÇADA. DIA.JUREMA ABRE A PORTA E EMPURRA ERMELITA PRA FORA, JOGANDO-AQUASE QUE NA SARJETA. DEPOIS, JOGA UMA BOLSA CHEIA DE ROUPASPOR CIMA DELA, DIZENDO: JUREMA —— Irmã traíra, queima no fogo!ERMELITA SE DESESPERA E SE LEVANTA DO CHÃO: ERMELITA —— (desesperada) Ai, meu São Manoel Carlos! JUREMA —— Quero que vá pro raio que a parta! Te aturei demais, sua gorducha! Acho que não somos irmãs, pois somos muito diferentes!ERMELITA COMEÇA A CATAR SUAS ROUPAS DO CHÃO DESESPERADA: ERMELITA —— (Desesperada) Vai me jogar na rua? Jureminha, linda do meu coração... eu tava brincando! Olha pra mim, eu tava brinca/ERMELITA OLHA PRA JUREMA. JUREMA MOSTRA AQUELE DEDO PRA IRMÃ(Censura) E BATE A PORTA NA CARA DELA. ERMELITA ABRE O BOCÃONO MAIOR DRAMA: ERMELITA —— Ai, fui jogada na rua da amargura, desgraça! Olha só, as minhas roupas! (alto) Jurema! Irmã ingrata, infiel!Corta rapidamente para:ERMELITA, COM SUA TROUXA DE ROUPAS, BATE À PORTA DECONSTANTINO. ABRE-SE A PORTA, E SAI CONSTANTINO, COM BALDUCOÀ COLEIRA: ERMELITA —— (sorrindo) Oi, cachorrão!
  7. 7. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 07 CONSTANTINO —— O que quer? ERMELITA —— É que eu vim pedir, como fui despejada da casa de minha irmã, pra passar uns dias aqui na sua ca/ELA NÃO TERMINA DE FALAR, PORTA NA CARA. FICA SOZINHA.ERMELITA VIRA-SE CHATEADA: ERMELITA —— Oh, Deus... tenha piedade de mim. (T) Só faltava começar a chover, igual aqueles filmes desgraçados, em que a pessoa toma chuva porque não tem casa!PRA SUA SURPRESA, NUVENS ESCURAS COMEÇAM A SE FORMAR ETROVOADAS A VISTA. ERMELITA ENTORTA A BOCA ESPANTADA: ERMELITA —— Ave! Cala-me, boca! Antes que eu fale que aqui cai um raio e cai mesmo!Corta para: CENA 5. TRANSIÇÃO DE TEMPO. TARDE/NOITE. SÃO PAULO. TOMADA. EXT.Anoitece em SÃO PAULO. NUVENS ESCURAS E TROVOADAS COM RAIOS.Edição & Sonoplastia: TEMA BEM ANIMADO MARCA A PASSAGEM DATARDE, PARA NOITE. IMAGENS DE SÃO PAULO À NOITE, COM NUVENS,TROVÕES E RAIOS.Corta para: CENA 6. CASA PAIS DE LISA. INT. SALA. NOITE. CONTINUIDADE.CLEITON AO SOFÁ. LISA VÊ PELA JANELA DA SALA QUE O TEMPO TÁFEIO, TROVÕES, RAIOS E ETC: CLEITON —— (muxoxa) Hum-hum! Você não vai embora hoje, Lisa! Tá muito perigoso essa São Paulo, ainda mais com chuva. LISA —— (se aproxima) Não posso, pai. Tem a Mirela. Imagina. Ela sozinha?JOANA VEM CHEGANDO COM UM COPO DE LEITE PARA LISA, E INTERVÉMNO ASSUNTO:
  8. 8. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 08 JOANA —— Mas a Mirela tá bem grandinha e sabe se cuidar!JOANA ENTREGA O LEITE PRA LISA: LISA —— Obrigada. Mas eu tenho medo de deixá-la lá, mãe. CLEITON —— Se nós que somos pais não estamos com tanto medo assim, porque cacholas você vai ficar? Ninguém entra no apartamento como aquele! JOANA —— E também é muito importante pra nós, né, Cleiton, passar um dia com a nossa filhinha amada! LISA —— (sorri) Hum! Mas tudo bem, eu vou ligar pra lá, então. Pra avisar! JOANA —— Assim está ótimo. Evitamos preocupações de ambos os lados.Corta rápido para: CENA 7. APÊ DE LISA E MIRELA. INT. SALA. NOITE.MIRELA ANDA DUM LADO PRO OUTRO, PREOCUPADA, NO CENTRO DASALA. MIRELA —— Lisa, Lisa. Tá quase chovendo e nada dela voltar da casa do papai.ESCUTA-SE BATIDAS à JANELA. MIRELA SE ASSUSTA. MIRELA —— (assustada) Quem sera, na janela? (alto) Quem é? PAULO —— (baixinho) Mirela... Mirela! Sou eu! MIRELA —— (não reconhece) Você? Você quem?MIRELA CURIOSA SE APROXIMA DA JANELA DA SALA. QUANDO ABRE,PAULO PULA PRA DENTRO. MIRELA SURPRESA. (Detalhe: PAULO AINDACOM O DISFARCE LOIRO) MIRELA —— (surpresa) Paulo? PAULO —— (feliz) Surpresa! Eu vi quando a Lisa saiu e entrei! MIRELA —— Você é doido?! Hoje mesmo, a Lisa
  9. 9. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 09 quase nos pegou aqui, nessa sala. PAULO —— Eu sei. Mas eu não consigo viver longe de você, Mirelinha.MIRELA IA DIZER ALGO, MAS O TELEFONE DA MESA DE CENTRO TOCA. MIRELA —— (preocupada) Ai, notícias!MIRELA CORRE E ATENDE. É LISA: MIRELA —— (ao tel) Alô? (T) (alegre) Lisa! Que alívio, minha irmã! Poxa, pensei cada bobagem preocupada com você. (T) Como é? Você não vem pra dormir aqui hoje? Mas e eu? (T)CAM FOCA O SORRISO DE PAULO EM SABER QUE LISA NÃO DORMIRÁALI. MIRELA —— (ao tel) Se eu vou ficar bem?MIRELA OLHA PRA PAULO, QUE CONFIRMA: MIRELA —— (ao tel) Sim, Lisa, vou sim. (T) Então tá, até amanhã cedinho! (T) Beijo!MIRELA DESLIGA E PÕE O TELEFONE NO LUGAR. MIRELA —— Eu já sei o que você tá pensando, Paulo. Mas nem pense! PAULO —— Por quê, Mirela? Aproveitar que sua irmã não tá aqui, podíamos dormir juntinho. O que acha? MIRELA —— Acho uma péssima ideia! Porque Lisa vai chegar amanhã cedo, vai cair da cama, se não tiver chovendo. PAULO —— (implorando) Mas eu juro, acordo mais cedo que ela e vazo! Pela janela dos fundos!VENDO QUE NÃO PODE CONTRA A INSISTÊNCIA, MIRELA SUSPIRAINDECISA.Corta para:
  10. 10. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 010 CENA 8. SALÃO DE FESTAS. INT. NOITE. CONTINUIDADE.OS CONVIDADOS AINDA ANIMADOS, TODOS DANÇANDO. VÊ-SE OS RAIOSDE TROVÃO PELAS JANELAS E ESCUTA-SE TAMBÉM. Corta prum CANTOISOLADO. RAQUEL APENAS SE ENCONTRA, BÊBADA E COM TRÊS TAÇASDE CHAMPANHE À MÃO: RAQUEL —— (tonta) Ih, gente... vai dar pra ir embora não! Tá nevando ou eu que tô boiando?Corta pra ENTRADA. JECA VEM CHEGANDO E QUANDO IA ENTRAR, OSEGURANÇA (do cap. Anterior) O SEGURA PELO BRAÇO, IMPEDINDOSUA ENTRADA: JECA —— Qual é, “rapá”! SEGURANÇA —— Convite na mão! JECA —— Ih, cara, sabe o que é... esqueci. SEGURANÇA —— Há, há. Todos dizem isso! Mas não me convenceu não. Penetra tem de monte, mesmo. JECA —— Ah, é?JECA TIRA DO BOLSO UMA CARTEIRA. NELA, TIRA UMA NOTA DE 100REAIS. APONTANDO PARA O SEGURANÇA, ELE DIZ: JECA —— (sorrindo) Será que uma merda de um convite vale isso aqui? (Cem Reais) SEGURANÇA —— (ri) Hum... bela nota! Já que não tem ninguém à vista, eu vou aceitar. Mas ó, vê se não se enturma muito não, senão vão desconfiar que tu é penetra! JECA —— Feito!JECA ENTREGA O DINHEIRO E O SEGURANÇA DESTRAVA A ROLETA, ELEPASSA.PAUSAJECA CAMINHA MEIO AOS CONVIDADOS. ELE PARA E VÊ RAQUEL NUMCANTO, SE ESBALDANDO DE BEBER. RAPIDAMENTE CAMINHA ATÉ LÁ.TENSO. ELE A CUTUCA E QUANDO ELA SE VIRA TOMA UM SUSTO: RAQUEL —— Ui! Jeca?! JECA —— Eu preciso conversar com você.
  11. 11. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 011 RAQUEL —— (bêbada) Como assim? Vem cá, como cê entrou aqui? (rindo) Foi voando, superhomem? JECA —— (sério) Cê tá doidona, mesmo! Vamo lá fora que eu preciso conversar com você. RAQUEL —— Mas eu tô terminando/ JECA —— Mas nada, vamos!JECA PUXA RAQUEL PELO BRAÇO, O CHAMPANHE CHEGA A CAIR TODO NOCHÃO.Corta PARA OUTRO CANTO. CARMÉLIA AINDA FUÇA A MESA DE DOCES EBEBES. SOZINHA. CARMÉLIA —— (p/ si) Bem que podia acabar a força, assim eu podia roubar algumas coisas sem ser vista. Ou enfiar a mão em alguém e puxar uma bela de uma carteira gorda. Cadê Bartolomeu agora?Corta para: CENA 9. HOTEL DE SÃO PAULO. INT. SUÍTE LEANDRO E ESTER. NOITE.SOB TROVÕES E RAIOS, APENAS LEANDRO DEITADO NA CAMA, COBERTO.ESTER VEM CHEGANDO AO QUARTO, AINDA TENSA. LEANDRO —— Ester. Vem deitar, vem. ESTER —— Eu... eu não quero. Não agora. Vou tomar um ar fresco agora. LEANDRO —— Outro ar fresco? Já tomou uns 500 ares frescos, hoje. ESTER —— Me poupe. Boa noite.ESTER VIRA-SE E SAI, FECHANDO A PORTA. LEANDRO MAIS UMA VEZCONFUSO.Corta para: CENA 10. HOTEL DE SÃO PAULO. INT. RESTAURANTE. NOITE.NÃO HÁ NADA NEM NINGUÉM NO RESTAURANTE, AS LUZES APAGADAS, UMVERDADEIRO BREU. PORÉM ESTER VEM CHEGANDO, CALADA, SOZINHA.
  12. 12. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 012ELA SE APROXIMA DE UMA MESA EM QUE HÁ APENAS A CLARIDADE DUMAVELA ACESA. SE SENTA. COMEÇA A SE LEMBRAR:----------------------ESTER SE LEMBRANDO--------------------- (CAP. 22 – CENA 09)O QUARTO TODO REPLETO DE PÔSTERES E FOTOS COLADOS NA PAREDEDE LISA E LEANDRO AOS BEIJOS. TORMENTO PARA ESTER, QUE NÃOSABE O QUE FAZER. Pior: NA TV DE PLASMA ENORME, PASSA O VÍDEOQUE JECA FILMOU, DE LISA E LEANDRO SE BEIJANDO NA FRENTE DAESCOLA. ESTER —— (horrorizada) Meu Deus! Meu Deus, meu Deus, meu Deus, meu Deus...! Era tudo verdade... era tudo verdade!ESTER DISPARA UM GRITO QUE ECOA PELA CASA TODA.----------------------PRESENTE-------------------------------ESTER ATORMENTADA APÓS SE LEMBRAR DISSO. ESTER —— Lisa... Lisa... Lisa... essa desgraçada me paga, por ter me botado um chifre!ESTER PEGA O CELULAR NO SUTIÃ E DISCA:Corta rapidamente para: CENA 11. SALÃO DE FESTAS. EXT. METROS DALI. NOITE.JECA E RAQUEL ANDAM PELA CALÇADA: RAQUEL —— A Ester ficou realmente em choque. Um choque da realidade, entendeu? Não conheço a Ester, você sabe, mas como tava de acompanhante do meu Júlio gostoso, vi tudo! Assim, só eu que vi! JECA —— Pena que tudo isso não foi necessário pra impedir o casamento! O babaca do Leandro conseguiu! RAQUEL —— Ui, que raivinha tu tem dele!O CELULAR DA BOLSA DE RAQUEL COMEÇA A TOCAR.
  13. 13. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 013 RAQUEL —— Ih, é alguma desgraça, pra ligar no meio da noite, e com essa chuva que vem por aí. Espera só!ELA PEGA E ATENDE. RAQUEL —— (ao cel) Hello! ESTER —— (off, ao cel) Alô. Raquel.RAQUEL FICA ESTRANHA, POIS PRECISA EVITAR QUE JECA SAIBA QUEELA E ESTER SE CONHECEM. RAQUEL TAPA O CELULAR E DIZ A JECA: RAQUEL —— Aí, gato, dá licença um instante. É ligação da minha tia-avó, acho que a cadela dela morreu. JECA —— Tudo bem. Te espero aqui. RAQUEL —— Feito!RAQUEL APRESSADA VAI SAINDO DE PERTO DE JECA, E VOLTA AOCELULAR. (Sempre que Mostrar diálogos de Ester ao celular,imagens dela no Restaurante também. O mesmo de Raquel). RAQUEL —— (ao cel) Pode falar, patroa! Patroa porque tu é manda-chuva, sacou? E tá me devendo! ESTER —— (Séria, ao cel) Cala a boca! E escuta! RAQUEL —— (ao cel) Eita! Grita comigo que eu te mordo! ESTER —— (ao cel) Que você é cadela todos já sabemos. RAQUEL —— (ao cel) Ih, ligou pra ofender, aposto que já vai desligar. Manda a real! ESTER —— (ao cel, possessa) Eu quero que você descubra o telefone, o endereço e marque um encontro com a Lisa. (T) Eu vou acertar as contas com essa suburbana!RAQUEL PARA DE ANDAR TENSA. RAQUEL —— (espanta-se, ao cel) Credo! Mas assim, é pra ontem? ESTER —— (ao cel) É pra anteontem se possível! Eu quero que você marque um
  14. 14. Perfeição/ Capítulo 025 PÁG.: 014 encontro com ela, dum lugar bem afastado daqui. Ela vai ver a dor da traição! RAQUEL —— (ao cel) Ih, menina, tu não tá pensando em dar cabo da menina, tá? ESTER ——(ao cel) O futuro a Deus pertence!RAQUEL TENTA DIZER, MAS ESTER DESLIGA NA CARA. RAQUEL FICACHATEADA. RAQUEL —— Desligou na minha cara.Close em JECA, LÁ ATRÁS, CURIOSO COM TUDO, ESPIANDO RAQUEL DELONGE. RAQUEL —— (p/ Raquel) Raquel, Raquel... eu faço ou não faço esse serviço pra loira de botequim? (se anima) Ué, se ela pagar até dou beijo na boca dela! (ri)Corta para: CENA 12. HOTEL DE SÃO PAULO. INT. RESTAURANTE. NOITE. CONTINUIDADE.COM MUITA RAIVA, ESTER AINDA SENTADA À MESA PEGA A VELAACESA, E SEGURA COM A MÃO. ESTER —— Mexeram com a pessoa errada!COM TODO ÓDIO, ESTER ESMAGA A VELA, QUE CHEGA A APAGAR EM SUAMÃO. Close em SEU ROSTO VINGATIVO.Corta para: FIM DO CAPÍTULO.

×