Perfeição/              Capítulo 021                       PÁG.: 01Recanto das                                         Cap...
Perfeição/             Capítulo 021                  PÁG.: 02   CENA 1. MANSÃO DE JÚLIO. INT. SALA. NOITE. CONTINUIDADE.Co...
Perfeição/                 Capítulo 021                      PÁG.: 03                           cama de casal, linda.     ...
Perfeição/            Capítulo 021                    PÁG.: 04                      casa do papai e da mamãe pra ajudá-los...
Perfeição/             Capítulo 021                   PÁG.: 05                       de frente com a Mariana?Corta para:  ...
Perfeição/             Capítulo 021                  PÁG.: 06             LENINHA   —— Quero ver quem vai me impedir.     ...
Perfeição/              Capítulo 021                   PÁG.: 07             LENINHA    —— (p/ Geovane) Eu quero ter uma   ...
Perfeição/                Capítulo 021                     PÁG.: 08SÉRIA, MARIANA ESTALA OS DEDOS E ELA E LILICA SAEM. MIR...
Perfeição/                Capítulo 021                  PÁG.: 09Corta para:                           À TARDEZINHA...     ...
Perfeição/             Capítulo 021                  PÁG.: 010SUAS COISAS NUMA PRATELEIRA, E CÂNDIDA OLHA UNS CONVITES.   ...
Perfeição/                Capítulo 021                      PÁG.: 011DIRIGINDO.Corta para:             CENA 11. FAVELA. CA...
Perfeição/                Capítulo 021                   PÁG.: 012                           Pode entrar e sair?          ...
Perfeição/                Capítulo 021                  PÁG.: 013                          Então eu vou esperar o casament...
Perfeição/            Capítulo 021                   PÁG.: 014                      desconvidada do casamento. Só pode!   ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Perfeição - capítulo. 21

466 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Perfeição - capítulo. 21

  1. 1. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 01Recanto das Capítulo 021Letras PERFEIÇÃO novela de: LUCAS VINÍCIUS escrita por: LUCAS VINÍCIUS PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO: Ester Lilica Lisa Simone Leandro Desirré Mirela Cândida Raquel Jeca Leninha Astolfo Fátima Néia Geovane Carmélia Carla Bartolomeu Mariana Júlio PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS: Cliente Mulher, Costureira
  2. 2. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 02 CENA 1. MANSÃO DE JÚLIO. INT. SALA. NOITE. CONTINUIDADE.Continuidade da última cena do cap. Anterior. ESTER DO LADODE FORA DA MANSÃO FORÇA A FECHADURA E CHAMA POR LEANDRO. LÁDENTRO, LISA E LEANDRO SE APAVORAM. ESTER —— (off, lá fora) Leandro! Por acaso morreu aí, foi? LISA —— (baixinho, desesperada) E agora, Leandro?! LEANDRO —— (baixinho) Anda, foge pela porta dos fundos. Antes que a Ester nos veja. Vai! LISA —— Tá!LISA SAI APRESSADA PRA COZINHA. LEANDRO TENTA SE RECOMPOR. ESTER —— (OFF, lá fora) Leandro, dormiu?!LEANDRO ESPERA UNS SEGUNDOS E ABRE A PORTA. ESTER IRRITADA. LEANDRO —— (apreensivo) Oi, meu amor! ESTER —— É, até que enfim, achava que tinham te deixado em cárcere privado, porque não me atendia. LEANDRO —— (disfarça) Ah... eu tava quase cochilando, meu amor. ESTER —— Hum. (entra) Ai, você não sabe, mas minha noite na Leninha foi ótima! Conversamos, e muito! LEANDRO —— (desinteressado) Hum, que bacana.ELE FECHA A PORTA DA SALA. MAS LEANDRO FICA OLHANDO PRACOZINHA AFLITO. ESTER —— Ai, mas sabe que hoje eu tive a certeza duma coisa? LEANDRO —— Do quê? ESTER —— (se aproxima, animada) De que você, meu futuro maridinho, é fiel a mim! LEANDRO —— (pálido) Ah, teve... e como teve? ESTER —— Ué... não interessa. Mas agora sabe o que me deu vontade? LEANDRO —— De? ESTER —— De deitar juntinho de você. Naquela
  3. 3. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 03 cama de casal, linda. LEANDRO —— (desanimado) Ah, é? ESTER —— É. Nosso casamento é daqui algumas semanas e … quero aproveitar! LEANDRO —— Ótimo.Corta para: CENA 2. MANSÃO DE JÚLIO. EXT. FACHADA. NOITE.LISA VEM SAINDO PELO QUINTAL EM SILÊNCIO. PORÉM O PORTÃO TÁFECHADO, ELA PARA IRRITADA. LISA —— Droga! E agora?PAUSA. LISA PUXA UMA CADEIRA QUE HÁ ALI NO QUINTAL PERTO DOJARDIM. ELA POSICIONA NO MURO, E SOBE: LISA —— Eu não acredito. Não posso imaginar que um dia eu precisaria pular um muro! (de bom humor) Tudo bem, ainda bem que não é uma cerca.ELA PÕE AS MÃOS NO MURO E SOBE. DEPOIS PULA PARA O OUTROLADO. LISA —— Meu Deus...LISA VAI SAINDO DE FININHO.Corta para: DIA SEGUINTE, MANHÃ CENA 3. APÊ DE LISA E MIRELA. INT. COZINHA. MANHÃ.MIRELA À MESA. LISA PEGA E PÕE UM PRATO DE CEREAL PARA ELA. MIRELA —— Obrigadão, acordei tipo aqueles ursos famintos. LISA —— Mas eu sei o que é isso. É de ficar até tarde no computador, sem dormir e sem comer nada. MIRELA —— Mas você viu, ontem eu fui dormir cedo. LISA —— Tudo bem, ontem foi exceção. Tá, mas come rápido que eu preciso passar na
  4. 4. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 04 casa do papai e da mamãe pra ajudá-los mais nessa. MIRELA —— (preocupada) É? De novo aquela história do cara que enganou eles? LISA —— Pois é. Mas enfim, vamos logo. Eu te levo pra escola.TENSÃO. MIRELA FICA ESTRANHA, POIS NÃO QUER IR COM LISA PRAESCOLA, POR CAUSA DE MARIANA E LILICA. MIRELA —— (disfarça) Não. Quer dizer, você não precisa me levar na escola hoje. LISA —— Não preciso? Que história é essa? Todo dia eu te levo pra escola. MIRELA —— Na boa, maninha, hoje não precisa. É que, a Carla, lembra, que veio aqui anteontem, ela mora aqui perto. Eu passo de lá e vamos juntas. LISA —— (desconfia) Tudo bem. Mas ó, nada de matar aula, chegar atrasada. Porque a diretora da sua escola me avisa num segundo. MIRELA —— (se levanta) Tudo bem, eu juro. LISA —— Tá. Eu vou indo e passando na casa do papai e da mamãe.ELA PEGA UMA MAÇÃ E COLOCA SOB A MESA: LISA —— Sobremesa. MIRELA —— Credo, Lisa! Antes fosse um doce de leite, tu me dá uma maçã? LISA —— Da próxima vou te dar um repolho, pra vê se você vai gostar. Não reclama e come uma maçã. MIRELA —— (resmunga) Mais vale uma maça do que dois repolhos. LISA —— Vou indo. Tchau, e pra escola!LISA DÁ UM BEIJO NO ROSTO DE MIRELA. MIRELA —— Tchau, mana. Vai com Deus!LISA SAI INDO PRA SALA. MIRELA TENSA, SE SENTA. MIRELA —— (p/ si) E agora? Como eu vou bater
  5. 5. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 05 de frente com a Mariana?Corta para: CENA 4. MANSÃO DE JÚLIO. INT. QUARTO LEANDRO. DIA.APENAS ESTER. ELA FALA AO TELEFONE COM RAQUEL. ESTER —— (assustada, ao cel) Roubada? Você foi roubada? RAQUEL —— (off, ao cel) Falei Mandarim por acaso? Entraram e afanaram minha gaveta. ESTER —— (ao cel, baixinho) Mas quem? Esse muquifo que você mora não é nem frequentado. Será cliente revoltado? RAQUEL —— (off, ao cel) Há, há, há! Da grana que eu tinha descontado das joias, roubaram quase metade. ESTER —— (ao cel, ri) Ah, que ótimo. RAQUEL —— (off, ao cel) Tá rindo de quê? Você quem me deu as joias, e que você as roubou. ESTER —— (ao cel) Roubei o escambau! Você que ficou me ameaçando. E quer saber? Tchau!ESTER DESLIGA O CELULAR E COM TODA RAIVA O JOGA PRA TRÁS.OLHA PRA SEU REFLEXO NO ESPELHO. ESTER —— (rindo) Ai, que cena formidável. Raquel sendo roubada. (ri)Corta para: CENA 5.ESCRITÓRIO DE GEOVANE. INT. SALA RECEPÇÃO. DIA.MARIA DE FÁTIMA EM SUA MESA, NORMALMENTE, EM SEU COMPUTADOR.PORÉM, INDIGNADA E TODA “EMPERIGUETADA” E PARA A FRENTE DEFÁTIMA. LENINHA —— Suponho que você nem tente me impedir de entrar nessa sala. FÁTIMA —— (se levanta, surpresa) Maria Helena. Que surpresa. Não pode entrar.
  6. 6. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 06 LENINHA —— Quero ver quem vai me impedir. FÁTIMA —— Eu! Dr. Geovane está no meio de uma reu/ LENINHA —— Ele pode tá no meio duma missa, mas vai se ver comigo! Porque aqui quem vos fala é Maria Helena de Assis, a revoltada! Com licença!LENINHA TENTA, MAS FÁTIMA ENTRA EM SUA FRENTE, IMPEDINDO SUAPASSAGEM à PORTA DO GEOVANE. FÁTIMA —— Muito bem, você tá revoltada, não sei porquê, mas você não vai interromper o meu patrão! LENINHA —— Ah, já entendi. Você tá querendo levar bolacha na cara, né, concorrência? FÁTIMA —— (irritada) Que concorrência?! Que idiotice é essa?! LENINHA —— Você vive querendo tirar o loirão de mim, gata. Mas Geovane não dá bola pra uma secretária gorda feito você! FÁTIMA —— (ri) É que não posso brigar em serviço, senão ia ter cabelo espalhado por esse chão todo! LENINHA —— Ninguém vai me impedir de tirar satisfações do Geovane, que me deixou plantada, de cara no prato de macarrão, ontem à noite. FÁTIMA —— (ri) Levou um bolo, tá vendo? LENINHA —— Ah não vai me deixar entrar mesmo? FÁTIMA —— Não vou! FÁTIMA —— Pois bem!Corta imediatamente para: SALA GEOVANELENINHA METE O PÉ NA PORTA, QUASE QUE ARROMBANDO-A. GEOVANEESTAVA COM UMA CLIENTE ESTRANGEIRA, AMBOS SE ASSUSTAM. GEOVANE —— (assustado) Mas o que é isso! CLIENTE —— Oh, my God! Mas ser um bandido!FÁTIMA VEM CORRENDO DESCONTROLADA. FÁTIMA —— Tá mais pra uma louca revoltada!
  7. 7. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 07 LENINHA —— (p/ Geovane) Eu quero ter uma conversa da muito séria com o senhor. GEOVANE —— Uma conver... Quem você acha que é pra invadir meu escritório? LENINHA —— (no drama) Fez eu gastar dinheiro com linguiça, presunto, mussarela, da perdigão que é mais caro... e me deixou plantada de novo!GEOVANE SE DÁ CONTA DA BURRADA. GEOVANE —— Ih, é mesmo. Me esqueci do jantar.FOCO NO ROSTO DE DESCONTENTAMENTO DE LENINHA. Closes emFÁTIMA, CLIENTE E GEOVANE.Corta para: CENA 6. ESCOLA ESTADUAL DE SP. EXT. ENTRADA. DIA.MIRELA NUM CANTO CONVERSANDO COM CARLA. MARIANA VEM SEAPROXIMANDO JUNTO DE LILICA, E MIRELA ESTÁ DE COSTAS PRA ELA.CARLA VÊ E ALERTA: CARLA —— Mirela... a Mariana tá vindo aí. MIRELA —— A Maria/MIRELA VIRA-SE SÉRIA. MARIANA CHEGA. MARIANA —— Ora, ora, Carla. Se bandeou pro lado da dela, foi? CARLA —— Nada a ver, Mariana. MIRELA —— Eu não quero brigar, Mariana. E nem porque você começou essa briga. MARIANA —— Ah, tem certeza de que fui eu? Ou foi você, quando prometeu se vingar de Lilica, Carla e eu? LILICA —— Prometeu, mas pelo visto não cumpriu. MIRELA —— Não cumpri porque não sou mau- caráter, que faz justiça pelas próprias mãos! MARIANA —— (ri) Nós pensamos diferente. Mas, enfim, pode ficar aí com sua amiguinha Carla... sua hora vai chegar.
  8. 8. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 08SÉRIA, MARIANA ESTALA OS DEDOS E ELA E LILICA SAEM. MIRELAVIRA-SE PRA CARLA. MIRELA —— Essa tal hora que elas estão dizendo... CARLA —— É a hora que elas vão contar pra sua irmã que te viu falar com um “bandido” no telefone.MIRELA FICA PREOCUPADA E AFLITA.Corta para: CENA 7. HOTEL DE SP. INT. RESTAURANTE. DIA.SIMONE TOMANDO CAFÉ DA MANHÃ, À MESA, NUM FARTO PRATO.SOZINHA. DESIRRÉ VEM CHEGANDO À MESA TODA DESCABELADA, CHEIADE OLHEIRA. SIMONE SE ASSUSTA: SIMONE —— Bom dia. Não pergunto porque sei como foi sua noite. DESIRRÉ —— (se senta) Ai, que bom, porque você é a única que não me perguntou. Bom dia. Não dormi a noite toda pensando. E se uma daquelas pessoas maluquinhas que “entrevistamos” ontem fosse a minha filha? SIMONE —— Hum, sei não. Pouco tinha mulher. E se tinha, eram raras as de 21 anos, que é a idade que sua filha teria hoje. DESIRRÉ —— Bom, isso é. (pega pão) Sabe o que me deixa mais triste? É o interesse do povo pelo dinheiro! Choveu gente “querendo” ser a Maria Helena, depois daquele anúncio que você pôs nos postes públicos. SIMONE —— É, de interesseiros o mundo tá cheio. Vamos dar tempo a tempo. A sua filha não vai vir voando por aquela porta, mas se você tá empenhada em achá-la, na certa isso vai acontecer. DESIRRÉ —— (bufa) Deus te ouça!DESIRRÉ VAI PASSANDO MANTEIGA NO PÃO.
  9. 9. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 09Corta para: À TARDEZINHA... CENA 8. MANSÃO DE JÚLIO. INT. QUARTO HÓSPEDES. DIA.CAM GIRA. ESTER ESTÁ PROVANDO SEU VESTIDO. TODO TRABALHADO NOBRANCO, BORDADO EMBAIXO, UM LUXO. A COSTUREIRA, AGACHADAFAZENDO A BAIA DO VESTIDO. ESTER RADIANTE. ESTER —— Ai! Que lindo! A última prova do vestido, antes do casamento. COSTUREIRA —— É, está lindo. Fiz exclusivamente pra senhorita. ESTER —— Ai, está lindo!ESTER VIRA-SE PRA SEU REFLEXO NO ESPELHO: ESTER —— É, quem diria que um dia eu casaria? COSTUREIRA —— E me conte, dona Ester, sua família vem pro casamento?ESTER FICA ABALADA, POR TUDO QUE JÁ PASSOU NAS MÃOS DE SUAFAMÍLIA ADOTIVA. ESTER —— (seca) Eu não tenho família. COSTUREIRA —— Ah. Desculpa a pergunta.LEANDRO VEM ENTRANDO E SE SURPREENDE NA HORA, MAS ESTER VIRA-SE INTERVINDO: ESTER —— Leandro! Sai, não pode ver a noiva antes do casamento!!!LEANDRO DÁ UMA RISADA E SAI, FECHANDO A PORTA. COSTUREIRA —— É, não pode quebrar a tradição, não é mesmo? ESTER —— (vira-se pro espelho) Ai, tô linda!Corta para: CENA 9. ESCOLA PÚBLICA. INT. SALA PROFESSORES. TARDE.LISA ARRUMA SEUS LIVROS, PRONTA PRA IR EMBORA. ASTOLFO PEGA
  10. 10. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 010SUAS COISAS NUMA PRATELEIRA, E CÂNDIDA OLHA UNS CONVITES. LISA —— (se levanta) Olha, fico feliz que hoje posso ir mais cedo pra casa. Porque se deixar, Mirela madruga na frente do computador, e nem come! CÂNDIDA —— (ri) Essa juventude. ASTOLFO —— Ah, melhor eles mexerem com tecnologia do que com drogas. Eu tô aprendendo a manobrar essas máquinas e tô me saindo bem.CÂNDIDA VIRA-SE COM DOIS CONVITES ÀS MÃOS. CÂNDIDA —— Que lindos convites! LISA —— Convites? CÂNDIDA —— Sim. Convites. Para o casamento do meu quase afilhado Leandro com a Ester.PARA TUDO. LISA FICA EM CHOQUE AO VER QUE ESTÁ MAIS PERTO DOQUE IMAGINA O CASAMENTO. Fundo triste. LISA —— Eles... vão se casar já, assim tão depressa? ASTOLFO —— É, mais que esperado esse casamento, porque eles namoram a quase 9 anos. Não é pouca coisa. LISA —— (estranha) Gente, eu vou indo. Tchau.LISA AGARRA SEUS LIVROS E QUASE A CHORAR SAI DA SALA, VAZADA.CÂNDIDA OLHA PRA ASTOLFO. CÂNDIDA —— Credo. Saiu daqui feito vulto. ASTOLFO —— Eu vi. É a pressa, será? CÂNDIDA —— Acho que não, viu.Corta para:CENA 10. AVENIDAS E AVENIDAS DE SP. CARRO LISA. EM MOVIMENTO. INT. TARDE.COM LÁGRIMAS AOS OLHOS, LISA DIRIGE SEU CARRO, MAS AINDADESATENTA. ELA COMEÇA A SE LEMBRAR DE QUANDO BEIJA LEANDRO NAMANSÃO (Cap. 20) E QUASE SÃO FLAGRADOS POR ESTER. Corta praREALIDADE. LISA ENXUGA AS LÁGRIMAS DO ROSTO E SEGUE
  11. 11. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 011DIRIGINDO.Corta para: CENA 11. FAVELA. CASA DE RAQUEL. INT. TARDE.JECA JOGA VÁRIAS FOTOS QUE TIROU DE LISA E LEANDRO AOS BEIJOSSOB O SOFÁ. RAQUEL A SEU LADO. JECA —— Tudo isso aqui à toa! RAQUEL —— Do quê que você tá falando? Melou lá teu plano de pedir 1 mil pra loira ? JECA —— Melou é pouco! A safada me descobriu, e ainda por cima agora que acredita que não tem nenhuma amante. RAQUEL —— Como é? (começa a rir) Ah, se lascou! Te disse, aquela lá é doida. JECA —— Mas você disse que não conhecia ela. RAQUEL —— (disfarça) Quer dizer, não conheço. Só que dá pra ver a loucura dela, sacou? JECA —— Sei. RAQUEL —— Ah, eu tô tranquila. Porque eu vou ser convidada pro casamento. Agora sou amigona do dr. Júlio. JECA —— É? Se conheceram fazendo programa? RAQUEL —— Eu já te falei que saí dessa vida. Eu salvei a vida dele, se você quer saber. E o casamento tá próximo, faltam duas semanas agora. JECA —— E agora? (sério) Como vamos fazer? RAQUEL —— Eu já falei pra tu me tirar dessa. A treta tua com o Leandro não tem nada a ver comigo. Eu te conheço porque ficamos de sair aquele dia, e você não largou mais do meu pé. JECA —— Mas espera, eu tive uma ideia! RAQUEL —— (desconfiada) Ih... tô sentindo cheiro podre. O que vem aí, dessa vez? JECA —— Você se lembra que eu filmei, não é, o Leandro e a professorinha na escola, aos beijos (cap. 9), não lembra? RAQUEL —— É, eu não tava, mas você me contou. JECA —— Eu tive uma ideia. Mas você precisa me ajudar. Você tem acesso à mansão?
  12. 12. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 012 Pode entrar e sair? RAQUEL —— É, não toda essa liberdade, não, mas eu posso dar uma fuçada... basta ligar pro meu médico Júlio! (ri) JECA —— Ótimo! Eu vou te explicar!ELE VAI CONTANDO TODO SEU PLANO *Mudo* - Alguns Dias Depois... CENA 12. ESCRITÓRIO DE GEOVANE. INT. SALA GEOVANE. DIA.GEOVANE PARA LENINHA. LENINHA TODA PRODUZIDA. GEOVANE —— (se levanta) Casamento, Leninha? LENINHA —— É, Geo, casamento. Me emperiquitei toda aqui, vamos logo! GEOVANE —— Casamento de gente estranha eu não vou. LENINHA —— Gente estranha? É o casamento do filho do médico gostosão de Sampa, cheio do cascalho! GEOVANE —— E vem cá, desde quando a gente tá namorando pra eu te acompanhar em festas? LENINHA —— Ai, então eu conto. É que tem a Rosinha, a Claudinha, a Silvinha, a Neuzinha lá também, todas minhas inimigas. Aí queria botar inveja nas desgraçadas! Vamos, Geo! GEOVANE —— Hum... não sei, tô cheio de trabalho! LENINHA —— Ah, não vai? Vou ficar aqui parada até você decidir ir! Olha aqui, to toda emperiquitada, pra nada? GEOVANE —— Deixa eu ver, dá uma voltinha!LENINHA DÁ UMA VOLTINHA COM SEU DECOTE CURTÍSSIMO. GEOVANE —— (T) Tudo bem, eu vou. LENINHA —— (dá gritinho) Ai! Sabe o que é, eu tô querendo dar umas bolachas numas “meninas” que ficam me azucrinando.
  13. 13. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 013 Então eu vou esperar o casamento, depois...LENINHA DISPARA UM MONTE DE ASNEIRA EM GEOVANE, ENQUANTO OMESMO CAMINHA ATÉ A SUA PRATELEIRA.Corta para: CENA 13. CASA DE CARMÉLIA E BARTOLOMEU. INT. SALA. DIA.BARTOLOMEU ARRUMADO SEU RELÓGIO E À ESPERA DE CARMÉLIA.CARMÉLIA VEM CHEGANDO COM SEU DECOTE 1980. CARMÉLIA —— Então, como estou? BARTOLOMEU —— Tem sorte de sermos convidados. CARMÉLIA —— Não, mas eu já sabia que seríamos convidados, afinal, dr. Júlio nem desconfia que nós ó... (gesto) afanamos o cofre! (ri) Ai, aquele salão de festas tem um lustre lindo. BARTOLOMEU —— Você não tá pensando em roubar o lustre, né, Carmélia? CARMÉLIA —— Ah, não ia dizer isso, mas não é má ideia! Tente levar na perua uma escada também, que quando todos saírem do salão, nós entramos em ação! BARTOLOMEU —— Esquece, eu quero ir pra me divertir. E comer, porque aqui em casa arroz e ovo tá ruim de comer. CARMÉLIA —— Tudo bem. Vamos logo, seu resmungão. Vão servir petiscos lá? BARTOLOMEU —— Acho que sim. Bom, vamos então!BARTOLOMEU CAMINHA PRIMEIRO. APAGA A LUZ DA SALA E SAI, EMSEGUIDA CARMÉLIA.Corta para: CENA 14. FAVELA. EXT. FACHADA CASA DE RAQUEL. DIA.RAQUEL TODA ARRUMADA. CONVERSANDO COM NÉIA, DE FRENTE SUACASA. NÉIA —— Casamento? RAQUEL —— É! Casamento da Ester, menina. Você não foi convidada, né? (ri) Deve ter aprontado alguma boa pra ser demitida e
  14. 14. Perfeição/ Capítulo 021 PÁG.: 014 desconvidada do casamento. Só pode! NÉIA —— (séria) Ih, quem te perguntou?! (p/ si) Se tem uma coisa que eu quero hoje, é que esse casamento dê muito errado. Que exploda a igreja, se possível! RAQUEL —— Credo. Que fé, hein!O CELULAR DA BOLSA DE RAQUEL TOCA. RAQUEL PEGA E ANTES DEATENDER DIZ PRA NÉIA: RAQUEL —— Vou ali um instantinho atender.RAQUEL CAMINHA LONGE DALI, AO TELEFONE: RAQUEL —— (ao cel) Fala, João. (T) Sim, eu já passei na mansão hoje cedo, e dei conta de pegar a chave. Olha, a Ester tava se arrumando no quarto do Leandro, e você sabe, o quarto dela é o de hóspedes por enquanto. (T) Ótimo. Eu não sei o que você vai fazer. Vê lá! Vê lá, João! (T) Até logo.RAQUEL DESLIGA O CELULAR, MAS ESTÁ PREOCUPADA. RAQUEL —— Santo Cristo... o que será que esse garoto vai aprontar na mansão?FOCO NA PREOCUPAÇÃO DE RAQUEL.Corta para: FIM DO CAPÍTULO.

×