CURSO PRÉ-VESTIBULAR: S I M U L A D O G E O G R A F I A E H I S T Ó R I A
C:Documents and SettingsCoordenação 01Meus docum...
2-13
a) são os conflitos étnicos verificados na parte meridional
do país.
b) são os conflitos de migrantes canadenses com
...
3-13
Fonte: adaptação do autor.
Leia as afirmações I a IV e decida quais delas estão
corretas.
I. A pirâmide A representa ...
4-13
(MAGNOLI, Demétrio; ARAÚJO, Regina. Geografia. A
construção do mundo.
São Paulo: Moderna, 2005, p. 14)
Sobre revoluçã...
5-13
20 - (UEMG)
DE VOLTA AOS TRILHOS
“Os chineses repetem hoje os maciços investimentos que os
Estados Unidos e países eu...
6-13
b) A fusão entre cultura e entretenimento é uma forma de
valorizar a cultura e espiritualizar espontaneamente a
diver...
7-13
A análise da tabela permite concluir que, no ano de 2006,
a) o setor secundário, após o fim da Sudene, gerou menos
em...
8-13
b) A expansão do monoteísmo pelo Egito e pela
Mesopotâmia, ocorrida no século III a.C. deveu-se a
iniciativa de Amenó...
9-13
40 - (UFRR)
O CRU E O COZIDO:
OS MITOS SOBRE A ORIGEM DO FOGO.
O antropólogo Claude Lévi-Strauss propôs certa vez
que...
10-13
Disponível em: <hist7alfandega.blogspot.com/>. Acesso em: 28
ago. 2009.
“O feudalismo foi constituído pela articulaç...
11-13
garantir a paz seria a delegação de um poder ilimitado ao
soberano. Por defender tais princípios, Hobbes ficou
conhe...
12-13
a) liberalismo econômico, que propunha a consolidação da
aliança política e econômica dos reis absolutistas com
as b...
13-13
59 - (UEPB)
Os séculos XVI e XVII viram paradigmas, tidos como
imutáveis, serem transgredidos. A migração do geocent...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sim his ge0_09_10

840 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
840
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sim his ge0_09_10

  1. 1. CURSO PRÉ-VESTIBULAR: S I M U L A D O G E O G R A F I A E H I S T Ó R I A C:Documents and SettingsCoordenação 01Meus documentosCoordenação Ensino MédioSimulados do Ensino MédioPré-VestibularSim_HIS-GE0_09_10.doc Nome do aluno(a) Turma 06/07/2010 Data GEOGRAFIA Profº Rubens Leal 01 - (UDESC SC) Recentemente um país latino americano teve problemas políticos internos que chamaram a atenção mundial e por esta razão foi repreendido pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Organização dos Estados Americanos (OEA). Assinale a alternativa que contém o nome do país e o fato político, sequencialmente. a) Honduras e o golpe militar que depôs o presidente Manuel Zelaya. b) Nicarágua e o assassinato do presidente Daniel Ortega. c) Venezuela e o plebiscito ilegal levado a cabo pelo congresso, comandado pelo primeiro ministro Evo Morales. d) Honduras e o assassinato do chefe da casa civil Manuel Zelaya. e) El Salvador e a prisão do presidente do senado Maurício Funes. 02 - (UFPel RS) De 1962 até 2009, decorreram 47 anos de embargos dos Estados Unidos da América (EUA) a Cuba. Para Cuba, isso representou I. perdas devido aos obstáculos impostos ao crescimento dos serviços, das exportações, do turismo, do transporte aéreo, da produção de açúcar, da extração de níquel, entre outros. II. ganhos registrados após a reorientação geográfica dos fluxos comerciais sobre custos de fretes, de armazenagem, de comercialização, na compra de mercadorias, entre outros. III. melhora e contribuição para o crescimento da produção nacional com acesso ilimitado às tecnologias, abundância de peças de reposição e assistência ao serviço de equipamentos, reestruturações de grandes empresas, entre outros. IV. entraves de ordem monetária e financeira, impossibilidade de negociar novamente a dívida externa, proibição de acesso ao dólar, impacto desfavorável de variações das taxas de câmbio sobre o comércio, entre outros. Estão corretas apenas a) I e IV. b) II e III. c) I, II e IV. d) II, III e IV. e) I e II. 03 - (FGV) Leia com atenção o texto abaixo. Esquerdas desprevenidas “(...) Depois dos ataques ocorridos em setembro, quando George W. Bush, sem especificar o inimigo nacional, declarou os Estados Unidos em guerra contra o mal, não se inaugura um novo tipo de conflito, que passa por cima de todas as convenções firmadas para afirmar a irracionalidade da própria guerra? Isso acontece paradigmaticamente no Oriente Médio, quando leis e tratados valem apenas como instrumentos da violência. A guerra deixa de se processar entre Estados-nação para se converter numa luta entre nações cujos respectivos Estados, ou Estados em formação, passam a ficar sob a ameaça de um inimigo sem rosto, que pode até mesmo habitar o interior de seu próprio território. É de notar ainda como esse tipo de conflito está longe da guerra civil, quando um grupo trata de tomar o poder para reformar o Estado, ou da guerra revolucionária, cujo objetivo final seria a abolição do próprio Estado. O Estado- nação ameaçado abre mão daqueles ordenamentos jurídicos que legitimariam a violência exercida para se transformar ele mesmo num grupo terrorista. Em vez de se legitimar, agindo segundo a lei, passa a agir em nome da moral, como se existisse a moral universal. Cada parte, ao ver-se acuada, identifica-se com o Bem em luta contra o Mal.” José Arthur Giannotti, Folha de S. Paulo, Caderno Mais , 12/05/2002 Como se pode constatar no trecho do artigo, o terrorismo tem merecido especial atenção devido a transformações significativas que esse tipo de ação vem apresentando, sobretudo após os atentados de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos. Considerando esse fenômeno em seus vários sentidos e formas de atuação, assinale a alternativa correta. a) O terrorismo do século XXI caracteriza-se por estar circunscrito ao âmbito de um Estado Nacional, no qual um grupo luta por uma causa específica, como é o caso do IRA, o grupo separatista católico que reivindica a independência da República da Irlanda. b) Dois fatores caracterizam mais fortemente as organizações terroristas atuais: o uso sistemático da violência como forma de atuação política e a sua estrutura em redes cujos centros de operação encontram-se dispersos nos mais diversos Estados. c) Grupo terrorista característico do século XXI, a Al Qaeda, comandada por Osama Bin Laden, surgiu no Afeganistão como uma organização nacional e manteve sua atuação limitada à região do Oriente Médio. d) Enquanto Chávez é acusado pelos EUA de apoiar os rebeldes marxistas da FARC, considerados terroristas por Washington, o líder líbio Muammar Kadafi, do Hezbollah, está se tornando um dos maiores defensores das ações terroristas praticadas no Oriente Médio. e) Uma forma de terror pouco divulgada refere-se ao terrorismo de Estado, que, embora não admitido oficialmente, é adotado por organizações totalitárias como a OLP (Palestina), que utiliza métodos de tortura e execução para impedir a deserção de seus membros. 04 - (UFPE) O Canadá teve forjadas a Geografia e a História, basicamente, ao longo dos 570 km do vale do rio São Lourenço, onde se situam algumas das mais importantes cidades daquele país, como Quebec, Ottawa, Toronto e Montreal. Com relação a esse país da América do Norte, é correto afirmar que seu principal problema geopolítico:
  2. 2. 2-13 a) são os conflitos étnicos verificados na parte meridional do país. b) são os conflitos de migrantes canadenses com autoridades de fronteira dos Estados Unidos, ao sul. c) são as tentativas se separatismo, por parte de uma das mais importantes regiões, a província de Quebec. d) é a diferença de idiomas e de etnias existentes no país. e) é a ocorrência de grandes depósitos de ferro e carvão mineral, que despertaram a cobiça de grandes multinacionais dos Estados Unidos e da Europa. 05 - (UNIFOR CE) Há vinte anos, o mundo vivenciou um dos mais importantes marcos da história mundial. Em nove de novembro de 1989, a queda de um muro simbolizou o desaparecimento de um regime de rivalidade políticointernacional que deixou cicatrizes até nossos tempos. Acerca do referido momento histórico e do contexto em que se inseriu, marque a opção INCORRETA: a) Uma das consequências advindas da Queda do Muro de Berlim foi a reunificação das duas Alemanhas antes divididas. b) O acontecimento propiciou uma maior integração da Europa, além de ter selado o final da Guerra Fria. c) O líder soviético Gorbachev teve notável influência na derrocada do antigo regime, dando lugar a uma nova ordem política internacional. d) Também foram atores políticos da época o exlíder sindical polonês Lech Walesa e o exdirigente húngaro Miklos Nemeth. e) A principal consequência deste acontecimento foi o fortalecimento do regime comunista, especialmente na Alemanha, Rússia e Polônia. 06 - (FUVEST SP) Cartaz de 1994 da campanha de Nelson Mandela à presidência da África do Sul. Fonte: AFP, 1994. Essa campanha representou a a) luta dos sul-africanos contra o regime do apartheid então vigente. b) conciliação entre os segregacionistas e os partidários da democracia racial. c) proposta de ampliação da luta anti-apartheid no continente africano. d) contemporização diante dos atos de violência contra os direitos humanos. e) superação dos preconceitos raciais por parte dos africânderes. 07 - (FGV) A democracia sul-africana completou quinze anos em 2009. O delicado processo histórico de transição negociado desde 1990, dirigido por Nelson Mandela e o então presidente Frederik de Klerk, resultou em um novo governo de unidade nacional. No que se refere ao processo de transição democrática sul-africana é correto afirmar: a) Foi marcado pela radicalização política e pela oposição entre negros e brancos, dando início à luta armada. b) Foi marcado pela imposição de sanções da ONU e pela expulsão da África do Sul das Federações Esportivas Internacionais. c) Foi marcado pelo aprofundamento dos conflitos com protestos de movimentos estudantis, boicotes e greves decretados pelos sindicatos negros. d) Foi marcado pela guerra civil e a vitória militar do governo do apartheid. e) Foi marcado pela tolerância política e pela reconciliação entre os principais opositores durante o apartheid: o Partido Nacional e o Congresso Nacional Africano. 08 - (UFPA) Entre as alternativas a seguir, a que NÃO corresponde à realidade do Japão no contexto dos blocos regionais é: a) O Japão aparece efetivamente como competidor industrial dos EUA nos anos de 1940. b) O Japão aparece como importante centro de produção tecnológica. c) O Japão aparece como potência mundial e como um país de economia já consolidada desde 1960. d) O Japão aparece exercendo influência em grande parte do Sudeste Asiático. e) O Japão aparece como produtor potencial de armamentos. 09 - (FUVEST SP) “Pela primeira vez na história da humanidade, mais de um bilhão de pessoas, concretamente 1,02 bilhão, sofrerão de subnutrição em todo o mundo. O aumento da insegurança alimentar que aconteceu em 2009 mostra a urgência de encarar as causas profundas da fome com rapidez e eficácia.” Relatório da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação [FAO], primeiro semestre de 2009. Tendo em vista as questões levantadas pelo texto, é correto afirmar que a) a principal causa da fome e da subnutrição é a falta de terra agricultável para a produção de alimentos necessários para toda a população mundial. b) a proporção de subnutridos e famintos, de acordo com os dados do texto, é inferior a 10% da população mundial. c) as principais causas da fome e da subnutrição são disparidades econômicas, pobreza extrema, guerras e conflitos. d) as consequências da subnutrição severa em crianças são revertidas com alimentação adequada na vida adulta. e) o uso de organismos geneticamente modificados na agricultura tem reduzido a subnutrição nas regiões mais pobres do planeta. 10 - (FGV) Analise as pirâmides etárias A e B de duas situações demográficas fictícias.
  3. 3. 3-13 Fonte: adaptação do autor. Leia as afirmações I a IV e decida quais delas estão corretas. I. A pirâmide A representa um país que dispõe de uma população economicamente ativa proporcionalmente maior que as outras faixas etárias, mas que tende a apresentar um sistema previdenciário deficitário em algumas décadas. II. A pirâmide B pode indicar dificuldades orçamentárias mais relacionadas à educação básica do que ao setor previdenciário (aposentadorias). III. Comparativamente, a pirâmide A pode indicar uma população mais instruída, e a pirâmide B, uma população mais excluída dos serviços sociais. IV. A base larga da pirâmide B indica maior acesso aos serviços de saúde, o que se reflete em menor mortalidade infantil. a) Estão corretas apenas as afirmações I, II e III. b) Estão corretas as afirmações I, II, III e IV. c) Estão corretas apenas as afirmações II e III. d) Estão corretas apenas as afirmações I e III. e) Estão corretas apenas as afirmações II, III e IV. Questão 11) Segundo a classificação do professor Aziz N. Ab’Saber, existem no Brasil seis principais paisagens Naturais e, entre elas, inúmeras faixas de transição. Analise as proposições sobre os domínios morfoclimáticos brasileiros. I. O Domínio Amazônico contém em sua maior extensão terras baixas. A Floresta Amazônica ou latifoliada equatorial é o elemento que mais marca a paisagem. II. O Domínio da Caatinga é marcado por solos pouco profundos devido às poucas chuvas e ao predomínio do intemperismo físico. III. O Domínio das Pradarias é um prolongamento, pelo território brasileiro, dos campos ou das pradarias do Uruguai e da Argentina. IV. O Domínio do Cerrado possui vegetação semelhante às savanas africanas. Os solos do Cerrado são pobres e ácidos. V. O Domínio das Araucárias possui solos diversificados. Existem manchas com terra roxa de grande fertilidade natural e solos mais ácidos e pobres em minerais básicos. A planta que marca visualmente a paisagem deste domínio é a Araucária. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas III, IV e V são verdadeiras. b) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I e V são verdadeiras. d) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras. 12 - (UDESC SC) Assinale a alternativa que contém a descrição correta do processo de conurbação: a) É a reunião de cidades em torno de atividades comuns, formando redes econômicas especializadas em varejo ou atacado. b) Conurbação é o movimento de trabalhadores que, diuturnamente, se deslocam para realizarem atividades de trabalho em municípios vizinhos. c) Conurbação é o nome que se dá para o crescimento de duas ou mais cidades vizinhas, que acabam por formar um único aglomerado urbano. Em geral, numa conurbação existe uma cidade principal e uma (ou várias) cidade(s)-satélite. d) Conurbação é o nome que se dá ao processo de êxodo rural que culmina na metropolização de áreas industriais recentes, formadas por polos econômicos. e) É quando “cidades locais” se vêem polarizadas por centros regionais que exercem influência sobre as vilas e as áreas rurais e suas vizinhanças. 13 - (UFC) O processo de urbanização é um dos traços marcantes do mundo contemporâneo presente em países desenvolvidos e subdesenvolvidos, entretanto a urbanização apresenta características distintas em cada uma dessas realidades. Analise as afirmações abaixo sobre essas características. I. Nos países desenvolvidos, as cidades estruturam-se gradativamente para absorver os migrantes e, por conseguinte, melhoram as condições de moradia, de serviços e a oferta de emprego. II. Nos países subdesenvolvidos, a urbanização acelerada está associada às péssimas condições de vida no campo e à estrutura fundiária concentrada, o que estimula o êxodo rural. III. Nos países subdesenvolvidos, o rápido e desordenado crescimento das cidades deu origem ao fenômeno denominado macrocefalia urbana. IV. Nos países desenvolvidos, a urbanização está relacionada à presença da indústria na cidade e à ausência de técnicas modernas no campo, o que acentuou a migração rural-urbana. Assinale a alternativa correta. a) Apenas II é verdadeira. b) Apenas I e II são verdadeiras. c) Apenas I, II e IV são verdadeiras. d) Apenas I, II e III são verdadeiras. e) Apenas II, III e IV são verdadeiras. 14 - (UFCG PB) Eixo Temático: A revolução técnico-científica e a reconfiguração dos espaços As imagens abaixo serão utilizadas nas questões 29 e 30.
  4. 4. 4-13 (MAGNOLI, Demétrio; ARAÚJO, Regina. Geografia. A construção do mundo. São Paulo: Moderna, 2005, p. 14) Sobre revolução técnico-científica e a reconfiguração dos espaços, as imagens da cidade de Essen, na Renânia, Alemanha, identificam: I. o conjunto de transformações econômicas e sociais, equilibrando o desenvolvimento sustentável da sociedade, ao reintroduzir as áreas verdes na cidade, conforme mostra a imagem C. II. a paisagem transformada pelo saber técnico-científico, conforme mostra a imagem C, onde a marcha urbana expande- se vertical e horizontalmente. III. o descompasso entre o ritmo de funcionalidade do capitalismo, identificado nas imagens pela expansão industrial, e os ritmos da natureza. A integração entre campo e cidade cede lugar, em muitas metrópoles, à conurbação. IV. o desenvolvimento das tecnologias a partir da Revolução Industrial, alterando a relação entre campo e cidade. Os vínculos do núcleo urbano com o entorno rural, conforme mostram as figuras A e B, entram em declínio. V. a periurbanização, mostrando o espaço das metrópoles cada vez mais dividido em subespaços, diferenciados tanto pela idade das construções quanto pelas atividades industriais que nele se localizam. Estão corretas: a) I, II e III. b) II, III e IV. c) III e IV. d) I, IV e V. e) III e V. 15 - (UFRN) A respeito do comércio global de alimentos no contexto atual, é correto afirmar: a) A Argentina apresenta uma baixa produção de cereais, constituindo-se em um dos maiores importadores de trigo. b) O Brasil assume uma posição irrelevante na produção mundial de soja. c) O Japão se destaca na produção de cereais, constituindo-se em um dos principais exportadores de trigo. d) Os Estados Unidos assumem posição de liderança na produção mundial de soja. 16 - (UFMG) Considerando-se o atual estágio da agricultura mundial, é INCORRETO afirmar que a) a agricultura voltada para o mercado interno, em países como o Brasil, ao incorporar insumos e tecnologias gerados pelo agronegócio, pode promover elevação dos preços dos alimentos para o consumidor. b) a maior disponibilidade de terras agrícolas, em escala planetária, é encontrada nas zonas temperadas, onde a fragilidade dos solos constitui obstáculo à expansão de sua exploração. c) a produção global de alimentos, na atualidade, é capaz de atender ao consumo em escala planetária, embora a ingestão de alimentos por parcela da população mundial ainda se dê de forma insuficiente em quantidade e diversidade. d) as restrições geográficas impostas, em decorrência de determinadas condições de clima, solo e relevo, a um numeroso grupo de cultivos são, em grande parte, satisfatoriamente contornadas por práticas de manejo modernas. 17 - (FGV) Todo mundo sabe que o mundo está atravessando a pior crise econômica desde a década de 1930. [Na União Europeia] As reações protecionistas são dolorosamente conhecidas: protestos contra trabalhadores estrangeiros, exigências de proteção ao comércio e um nacionalismo financeiro cujo objetivo é limitar a circulação de dinheiro pelas fronteiras. (Exame Ceo. Abril de 2009) A leitura do texto e os conhecimentos sobre a dinâmica econômica da atual década permitem afirmar que a) a oportunidade de o bloco europeu tornar-se a principal potência econômica e financeira do mundo foi perdida. b) a saída viável para os países da Europa centro-oriental é diminuir a ação individualista dos Estados em detrimento da integração. c) os planos europeus de integração devem aumentar de intensidade, sobretudo no que se refere à entrada de novos membros. d) a Europa ocidental enfrenta um dilema entre avançar na integração ou cada país defender seus interesses nacionais. e) os planos de expansão de áreas de influência econômica europeia tornaram-se inviáveis frente à crise. 18 - (UECE) Sobre a organização regional, considere as seguintes afirmações: I. Após a Segunda Guerra Mundial, intensificou-se a formação de blocos regionais, principalmente, de teor econômico e geopolítico. II. Em 1991, Brasil, Argentina, México e Paraguai fomentaram a constituição dos blocos econômicos com a criação do Mercado Comum do Sul (Mercosul), buscando a integração econômica e comercial. III. No ano de 1994, com a proposta da Área de Livre Comércio das Américas (ALCA), os Estados Unidos da América (EUA) lideram e controlam o mercado, em todo o continente americano. IV. Apesar de a União Européia (UE) propor ambiente de paz no continente europeu, presencia-se divergências étnicas, culturais, territoriais e econômicas que dificultam a plena integração. Está correto o que se afirma a) somente em I. b) somente em II e III. c) somente em II e IV. d) somente em I e IV. 19 - (UECE) O Mercado Comum do Sul (Mercosul) teve seu início em meados dos anos 1980 em discussões iniciais entre o, então, Presidente argentino Raúl Alfonsín e José Sarney. Com o objetivo de consolidar o bloco econômico, foi assinado o primeiro acordo, denominado de a) Tratado de Buenos Aires. b) Tratado de Santiago do Chile. c) Tratado de Brasília. d) Tratado de Assunção.
  5. 5. 5-13 20 - (UEMG) DE VOLTA AOS TRILHOS “Os chineses repetem hoje os maciços investimentos que os Estados Unidos e países europeus fizeram em ferrovias no século XIX e dos quais até hoje se beneficiam. Mostram, com isso, que ter perdido o trem no passado não implica ficar acomodado no atraso - uma lição para a qual o Brasil deve prestar atenção, considerando que as ferrovias, ainda, são a principal solução para o deslocamento em massa de cargas e de pessoas em países de grande dimensão.” A ilustração, a seguir, mostra a distribuição da malha ferroviária em alguns países. Revista Exame – 05/03/2009 Com base nas informações obtidas no texto e nos desenhos, acima, só é CORRETO afirmar que a) as ferrovias representam uma das mais eficientes opções de transporte de carga, em países com dimensões continentais. b) a metade da malha ferroviária russa está concentrada na porção oriental do país, nas áreas de maior movimentação de cargas. c) o uso das ferrovias nos diversos países ajuda a descongestionar as principais rodovias, liberando espaço para o transporte de passageiros e de cargas mais pesadas. d) a utilização das ferrovias promove distúrbios ambientais atmosféricos, pois os trens consomem menos combustível que os caminhões. 21 - (UDESC SC) Dentre as vantagens do transporte ferroviário, pode-se citar, exceto: a) velocidades muito elevadas, em torno de 300 a 500km/h, atingidas pelos trens modernos. b) tempo bastante longo de utilização do material rodante. c) custo operacional não muito elevado. d) atendimento bastante disperso em função da natureza e da sua estrutura, que implica enorme maleabilidade. e) capacidade de transportar grandes volumes de cargas e passageiros. 22 - (UNESP SP) Estatísticas recentes dão conta de que as exportações brasileiras de produtos de alta tecnologia estão sendo prejudicadas pela expansão da participação chinesa no mercado mundial. Em 2006, a China exportou 288 bilhões de dólares para os Estados Unidos e 148 bilhões de dólares para a União Européia participando, respectivamente, com 34,9% e 35,3% do total importado, contra 7,7% e 5,2% de participação do Brasil. CHINA: EXPORTAÇÕES DE PRODUTOS DE ALTA TECNOLOGIA PARA VÁRIAS PARTES DO MUNDO CONFORME INTENSIDADE TECNOLÓGICA, EM 1999 E 2006, EM %. A análise da tabela permite afirmar que, entre as duas datas, a) as exportações chinesas de produtos de alta tecnologia para os países de nível tecnológico médio-alto apresentaram as maiores diferenças percentuais. b) a China passou a exportar mais para países de alto nível tecnológico do que para aqueles com baixo nível tecnológico. c) as diferenças significativas nos percentuais de exportações chinesas para os países de baixa tecnologia deveram-se ao grande avanço tecnológico conseguido internamente por tais países. d) o aumento de 20,8% para 34,5% das exportações chinesas para o bloco de países de alta tecnologia revela o grande contingente de mão-de-obra não qualificada que eles possuem. e) as exportações chinesas de produtos de alta tecnologia para os países de nível tecnológico baixo-médio apresentaram as maiores diferenças percentuais. 23 - (PUC RJ) A Geografia do Turismo tem objetivos diferentes daqueles voltados apenas para a descrição de informações direcionadas para quem vai viajar. De acordo com a afirmação acima, assinale a opção que NÃO aborda um objetivo da Geografia do Turismo. a) Estudar os impactos gerados pelo aumento do turismo em determinado local, visando analisar os efeitos da transformação e/ou degradação causados pela atividade turística. b) Analisar o desenvolvimento local gerado pelas políticas públicas voltadas para o turismo, nos âmbitos nacional, estadual e municipal, e sua relação com a qualidade de vida da população residente. c) Incentivar o aumento de publicações de revistas direcionadas ao turismo, ampliando a divulgação de dados geográficos que constituem vantagens tanto para aqueles que a realizam quanto para os locais receptores. d) Desenvolver projetos de mapeamento dos principais pólos turísticos internacionais, nacionais e regionais, úteis ao monitoramento da ocupação social e da transformação do espaço. e) Analisar a intensidade e a dinâmica dos diversos fluxos turísticos no país, fornecendo suporte para o planejamento e ordenamento territorial. 24 - (UEL PR) Segundo Adorno e Horkheimer, “a indústria cultural pode se ufanar de ter levado a cabo com energia e de ter erigido em princípio a transferência muitas vezes desejada da arte para a esfera do consumo, de ter despido a diversão de suas ingenuidades inoportunas e de ter aperfeiçoado o feitio das mercadorias”. (ADORNO, T. ; HORKHEIMER, M. Dialética do esclarecimento. Tradução de Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Zahar, 1985. p.126.) Com base nessa passagem e nos conhecimentos sobre indústria cultural em Adorno e Horkheimer, é correto afirmar: a) A indústria cultural excita nossos desejos com nomes e imagens cheios de brilho a fim de que possamos, por contraste, criticar nosso cinzento cotidiano.
  6. 6. 6-13 b) A fusão entre cultura e entretenimento é uma forma de valorizar a cultura e espiritualizar espontaneamente a diversão. c) A diversão permite aos indivíduos um momento de ruptura com as condições do trabalho sob o capitalismo tardio. d) Os consumidores têm suas necessidades produzidas, dirigidas e disciplinadas mais firmemente quanto mais se consolida a indústria cultural. e) A indústria cultural procura evitar que a arte séria seja absorvida pela arte leve. 25 - (MACK SP) Em termos monetários, observa-se a relativamente pequena participação dos países subdesenvolvidos no comércio mundial, que se deve a vários motivos. A partir dessa constatação, considere cada afirmativa a seguir. I. São países que direcionam sua produção muito mais para o abastecimento do mercado interno do que para o mercado externo, por considerarem o primeiro mais rentável. II. Tais países apresentam atividades econômicas pouco industrializadas e, normalmente, baixa produtividade nas atividades primárias, resultando numa baixa competitividade externa. III. Para a obtenção de divisas, necessárias às importações, esses países se vêem obrigados a realizar negócios com produtos primários, que têm, em geral, baixo valor monetário no mercado mundial. Está correto o que se afirma em: a) I, apenas. b) II, apenas. c) III, apenas. d) I e II, apenas. e) II e III, apenas. 26 - (UNIFOR CE) A Europa passou por uma mudança significativa no que se refere ao sistema de produção, no século XVIII, com a introdução da “Revolução Industrial”, iniciada na Inglaterra, fortalecendo o sistema capitalista e solidificando suas raízes na Europa e em outras regiões do mundo. A Revolução Industrial modificou o sistema de produção, pois colocou a máquina para fazer o trabalho que antes era realizado pelos artesãos. Marque a alternativa correta em relação à evolução do capitalismo por impulso da Revolução Industrial: a) A Revolução Industrial Inglesa foi disseminada, inicialmente, nos Estados Unidos, que nessa época já era a maior potência econômica do mundo. b) O princípio da Revolução Industrial foi possível pelos avanços tecnológicos da invenção da máquina à vapor e caracterizou-se por um tripé da Indústria Têxtil, da Siderurgia e da Mineração. c) O princípio fundamental para o sucesso da Revolução Industrial foi a estatização dos meios de produção. d) As maiores invenções da Revolução Industrial no século XVIII foram o automóvel, a televisão, o telefone e a geladeira. e) Com o surgimento das primeiras indústrias na Inglaterra, aconteceu uma forte migração de trabalhadores das cidades para o campo, onde estavam instaladas essas fábricas. 27 - (FUVEST SP) A partir da redemocratização do Brasil (1985), é possível observar mudanças econômicas significativas no país. Entre elas, a a) exclusão de produtos agrícolas do rol das principais exportações brasileiras. b) privatização de empresas estatais em diversos setores como os de comunicação e de mineração. c) ampliação das tarifas alfandegárias de importação, protegendo a indústria nacional. d) implementação da reforma agrária sem pagamento de indenização aos proprietários. e) continuidade do comércio internacional voltado prioritariamente aos mercados africanos e asiáticos. 28 - (FGV) A respeito do mercantilismo é correto afirmar: a) Foi uma doutrina desenvolvida exclusivamente na Península Ibérica e sustentava que o desenvolvimento econômico era obtido graças ao comércio e à produção de gêneros agrícolas. b) Tratou-se de um conjunto de ideias sociais que confrontava os privilégios da nobreza e do clero em defesa dos interesses dos setores mercantis e manufatureiros. c) Tratou-se de um conjunto de práticas e ideias religiosas desenvolvido nas regiões europeias de penetração protestante e associada, sobretudo, ao calvinismo e ao luteranismo. d) Foi um conjunto de práticas e ideias econômicas que visava o enriquecimento dos Estados europeus por meio, principalmente, do metalismo, da exploração colonial, de práticas protecionistas e de uma balança comercial favorável. e) Foi uma doutrina econômica desenvolvida na Inglaterra e que defendia o livre comércio, o fim das barreiras alfandegárias, o desenvolvimento industrial e a abolição das relações escravistas de produção. 29 - (UNIOESTE PR) Tomando como referência a divisão do Brasil em regiões geoeconômicas ou complexos regionais, assinale a alternativa correta. a) Trata-se de uma proposta de estudo do espaço brasileiro com base em cinco grandes unidades territoriais: Amazônia, Nordeste, Centro-Sul, Sudeste e Oeste, individualizadas segundo critérios geográficos e econômicos. b) Trata-se de proposta adotada oficialmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, e foi estabelecida para facilitar o levantamento e a divulgação de dados estatísticos para o país. c) Conforme essa divisão, o Norte do Estado de Minas Gerais, porção semiárida e de economia deprimida, integra o complexo regional nordestino, sendo que o restante dessa Estado faz parte do complexo regional Centro-Sul. d) O complexo regional da Amazônia tem como traço marcante o quadro natural, e abrange o conjunto dos Estados das regiões tradicionalmente definidas como Norte e Centro-Oeste. e) Para definir as macrorregiões geoeconômicas foi utilizado como critério exclusivo o levantamento dos elementos naturais diversificados. 30 - (UNIMONTES MG) Analise a tabela. Número e Porcentagem de Empregos Formais Gerados em Montes Claros, em 2006 Fonte: GOMES, 2009.
  7. 7. 7-13 A análise da tabela permite concluir que, no ano de 2006, a) o setor secundário, após o fim da Sudene, gerou menos empregos que a construção civil. b) o maior percentual de empregos gerados em Montes Claros ocorreu no setor terciário. c) o setor primário continua ofertando vagas para uma mão de obra mais qualificada. d) o terceiro setor gerou empregos, com um percentual superior a 2%. HISTÓRIA Profº Rubens Leal 31 - (UFPE) Muitas crenças e idéias do passado continuam a ter adeptos no presente, mostrando que a continuidade também faz parte da História. A Astrologia, por exemplo, é uma forma de ler o mundo e a vida, que tem presença marcante na contemporaneidade. Historicamente, a Astrologia: a) foi inventada pelos gregos, no auge do seu poder político e militar. b) conseguiu ter, no Mundo Antigo, a mesma força política das religiões. c) foi criada pelo zoroastrismo persa e teve destaque no Antigo Oriente. d) existe desde a Antigüidade e constituiu elemento importante da cultura mesopotâmica. e) foi resultado de superstições dos povos asiáticos e africanos, ligados aos judeus. 32 - (UFCG PB) O cotidiano dos povos antigos foi marcado por tramas sociais e constituição de espaços em disputas nos diversos campos do saber. Cada povo imprimia suas identidades através de várias artes de fazer (medicina, física, filosofia, caligrafia, matemática, etc), nos rituais, nos entretenimentos e nas descobertas sobre a constituição do universo. Sobre a história da ciência e da técnica no Mundo Antigo, é certo afirmar que: I. O saber médico, no Egito Antigo, destacou-se pelo conhecimento sobre a oftalmologia e o funcionamento das vias respiratórias. II. A física chinesa antiga se concentrava no crescimento e na diminuição mútua de duas forças, Yin e Yang, identificando o universo como possuidor de contínuas mudanças em formas de ondas. III. A ciência grega, através da Escola de Mileto, se apropriava da linguagem e dos saberes mitológicos para explicar a formação do Universo e a constituição física da natureza. IV. A caligrafia japonesa utiliza, desde a Antiguidade, o Shodo como forma de representação artística, influenciando tanto a escrita sino-coreana quanto a construção da identidade oriental. V. A matemática, a partir da invenção do Zero, pelos hindus, possibilitou o desenvolvimento da aritmética e a representação de novas leituras e interpretações sobre os numerais. Estão corretas: a) I, II e V. b) II, III e V. c) III e IV. d) IV e V. e) I, II e III. 33 - (UFG GO) Analise a figura a seguir. Disponível em: <http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/2/23/Ferlite_Crescent_ map. png/...>. Acesso em: 18 mar. 2009. (Adaptado). O conceito “Crescente Fértil” foi criado pelo arqueólogo James H. Breasted para designar a região onde surgiram as primeiras civilizações da humanidade. Com base nessa informação e na leitura da figura, identifica-se como elemento comum a tais civilizações a a) prática do nomadismo associado às condições de caça, pesca e coleta na área demarcada. b) organização das atividades sociais e dos trabalhos coletivos em torno dos portos marítimos. c) constante tentativa de unificação política e territorial da região, tomando como limite os leitos dos rios. d) atividade econômica fundada no trabalho coletivo para o aproveitamento dos cursos d'água. e) escolha de regiões tropicais para fixação, em função do equilíbrio no regime de chuvas. 34 - (UFTM MG) As civilizações da Antiguidade Oriental, particularmente a egípcia e a mesopotâmica, desenvolveram a) conquistas militares para assegurar o abastecimento de escravos, fundamentais às grandes obras públicas, como templos e pirâmides. b) a escrita, sob diferentes formas, permitindo o registro dos princípios de seu monoteísmo, que se espalhou pelo Mediterrâneo. c) grande integração comercial com os povos vizinhos, devido à abundância de recursos hídricos, agrícolas e minerais. d) a arquitetura e as ciências, com caráter utilitarista, que se manifestou nos anfiteatros, aquedutos e conhecimentos matemáticos. e) forte ligação entre a política e a religião, como se observa no caso do faraó egípcio, supremo soberano que era considerado um deus vivo. 35 - (UFAM) Sobre as religiões da Antiguidade é possível afirmar que: a) O politeísmo e o antropozoomorfismo foram características destacadas, já que quase todas as religiões cultuavam mais de uma divindade, que podiam assumir formas humanas ou de animais.
  8. 8. 8-13 b) A expansão do monoteísmo pelo Egito e pela Mesopotâmia, ocorrida no século III a.C. deveu-se a iniciativa de Amenófis IV e à elevação de Aton (sol) à condição de divindade única. c) De grande difusão na Índia e na China, o Budismo sustentava que pelo caminho da retidão moral os homens alcançariam o nirvana, o paraíso celestial onde residia Buda, sua divindade suprema. d) Difundidas por Zoroastro no século VI a.C. o politeísmo persa previa a existência de duas divindades antagônicas que encarnavam o bem e o mal. e) Ancorada no Novo Testamento, a religião dos hebreus, revelada por João Batista à Abraão, assegurava a primazia de um único Deus como criador do mundo e dos homens. 36 - (UFC CE) “Na cidade grega antiga, ser cidadão não significava apenas fazer parte de uma entidade ‘nacional’, mas também participar numa vida comum.” MOSSÉ, Claude. O cidadão na Grécia antiga. Lisboa: Edições 70, 1999, p. 51. Tomando por base a afirmativa acima, pode-se compreender corretamente que a vida na polis, para o cidadão, significava: a) romper com a religião e os mitos e adotar o modo de vida proposto pelos filósofos, o de disseminar a filosofia e a democracia para todas as cidades-estado gregas. b) realizar o ideal grego de unificação política, militar, geográfica, econômica, religiosa e cultural de todas as cidades-estados e assim suprimir as tiranias e as oligarquias. c) exercer obrigatoriamente uma magistratura ao longo da vida, pois o aprendizado político por todos representava a garantia do bem-estar social e da manutenção da democracia. d) formar um corpo de súditos cujas decisões políticas se orientavam para a manutenção do poder econômico e religioso das famílias detentoras de frotas que comercializavam pelo Mediterrâneo. e) integrar uma comunidade que visava ao seu bem comum por meio de decisões políticas, da adoção de uma defesa militar e de práticas religiosas que buscavam benefícios e proteção dos deuses da cidade. 37 - (UEL PR) Leia o texto a seguir: Algumas medidas de Licurgo diferiram daquelas da maior parte dos povos. Em outras cidades, cada qual governa seus filhos, domésticos e bens. Licurgo, desejoso que os cidadãos pudessem ajudar uns aos outros, permitiu que cada um pudesse mandar, igualmente, em seus e em filhos de outros. [...] Há, ainda, outros costumes contrários aos da maioria dos gregos, estabelecidos, em Esparta, por Licurgo. Em outras cidades, sabe-se, todos tentam ganhar o máximo de dinheiro possível. Uns são agricultores, outros armadores, comerciantes ou artesãos. Em Esparta, contudo, Licurgo proibiu que os homens livres exerçam qualquer atividade lucrativa e estabeleceu que as únicas atividades aceitáveis fossem aquelas que se ligam à liberdade da cidade. Ademais, como buscar a riqueza neste país que, graças a Licurgo, ter estabelecido para todos a mesma contribuição alimentar e o mesmo tipo de vida, impediu-se que se ambicione a fortuna, devido aos prazeres que ela proporciona? (Xenofonte, A constituição Lacedemônica, 6-7. In: FUNARI, P. P. A. Antiguidade Clássica. A história e a cultura a partir dos documentos.2ª ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2003, p. 102.) Xenofonte contrapõe, nesse excerto, os costumes dos esparciatas aos de outros povos da Grécia Antiga. Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, analise as seguintes afirmações: I. A busca do lucro não era uma característica comum à maioria das cidades gregas, já que se tratavam de sociedades agrárias voltadas para a auto-suficiência. II. Graças à igualdade estabelecida entre os homens livres por sua constituição, Esparta se tornou, para o mundo grego, um exemplo de democracia. III. Em Esparta, a exploração do trabalho de uma comunidade dependente fez com que os homens livres não precisassem, necessariamente, se dedicar às atividades lucrativas. IV. A disciplina imposta aos esparciatas e a austeridade de seu modo de vida favoreceram o poderio militar de Esparta, mas também a conservação de suas instituições oligárquicas. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I e II são corretas. b) Somente as afirmativas II e IV são corretas. c) Somente as afirmativas III e IV são corretas. d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas. e) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas. 38 - (UEL PR) Entre os séculos VIII e VI a.C. os gregos e a civilização grega conheceram uma notável expansão, com a criação de cidades ou “colônias” em torno do Mediterrâneo e do Mar Negro. Sobre esse processo, é correto afirmar: a) As colônias gregas eram entrepostos comerciais dependentes e administrados por membros das famílias residentes na metrópole, que asseguravam a transferência de matérias-primas e de riquezas da periferia para o centro. b) As colônias gregas, a exemplo das colônias romanas, eram povoações constituídas a partir da transferência de indivíduos num objetivo de controlar administrativamente uma cidade ou região recentemente conquistada pela metrópole. c) A fundação de colônias pelos gregos, como aconteceria depois com os romanos, visava, antes de tudo, à conquista de novas terras para assegurar o assentamento dos veteranos dos exércitos metropolitanos. d) A colonização grega insere-se no contexto da expansão imperialista de cidades-Estado como Atenas, pois assegurava a exação de tributos e o controle político da metrópole sobre suas antigas cidades aliadas. e) As colônias gregas, embora conservassem laços culturais e comerciais com suas metrópoles, eram povoações completamente independentes, constituídas pelos excluídos por diversos motivos que deixavam suas cidades à procura de novas terras para se instalar. 39 - (UEG GO) O filme 300, que fez grande sucesso nos cinemas de todo o mundo em 2007, tematiza uma das batalhas mais importantes das Guerras Médicas. Tal evento pode ser caracterizado como um conflito que a) foi causado pelo processo de expansão territorial do império persa, que ambicionava expandir seus domínios sobre os gregos. b) enfraqueceu as cidades-Estado gregas e persas, facilitando o domínio macedônico sobre a região. c) culminou no domínio dos gregos sobre os persas e no florescimento cultural de Esparta. d) marcou o processo de unificação entre medas e persas, garantindo a sua supremacia econômica na região da Mesopotâmia.
  9. 9. 9-13 40 - (UFRR) O CRU E O COZIDO: OS MITOS SOBRE A ORIGEM DO FOGO. O antropólogo Claude Lévi-Strauss propôs certa vez que o conhecimento e uso do fogo constituíssem o divisor de águas entre a natureza e a cultura. Isto é, por meio do fogo, o homem afasta-se da natureza, desenvolve técnicas mais avançadas e, mais importante ainda, distingue-se em relação à natureza e aos animais. Neste sentido, haveria uma oposição básica entre os alimentos crus e os alimentos cozidos, sendo estes últimos tomados também, como índice de identificação entre as comunidades tribais atuais. Sobre o conhecimento do fogo, marque a alternativa correta: a) O domínio do fogo possibilitou ao homem do Paleolítico melhorar a alimentação com mais variedade de carne assada e verduras cozidas. c) A conquista e domínio do fogo provocaram uma revolução na vida dos “homens e mulheres” do Neolítico. c) A conquista e domesticação do fogo significaram um processo de humanização, aquecimento do corpo contra o frio, espantar os animais perigosos e cozinhar os alimentos. d) O domínio do fogo elevou o homem ao estágio de civilização. e) O fogo foi a grande descoberta do homem do paleolítico, mas isto não o tornou diferente dos outros animais deste período e nem mudo a alimentação. 41 - (UECE) No Paleolítico, praticava-se o nomadismo em larga escala, enquanto que no Mesolítico, o nomadismo é reduzido, pois os grupos permanecem circunscritos a uma determinada região respeitando os ciclos da natureza, a mudança das estações climáticas e as migrações dos animais. Assim, o Neolítico assinala o fim do nomadismo. Assinale o correto. a) A sedentarização dos primeiros grupos humanos impulsionou a organização das primeiras vilas com habitações fixas, o desenvolvimento da organização social e a divisão do trabalho. b) O processo de sedentarização dos primeiros grupos humanos, não contribuiu para nem alterou significativamente o desenvolvimento da agricultura, pois eles eram, essencialmente, pastores e nômades. c) Os primeiros grupos humanos, nas três fases da Idade da Pedra, praticaram o nomadismo e o sedentarismo, assim como as atividades de caça e coleta. d) A sedentarização não contribuiu para o desenvolvimento da agricultura, assim como não foi importante para o nascimento das primeiras vilas. 42 - (UFCG PB) Eixo temático: Além da fé, o pão: permanências, continuidades e o projeto de felicidade na Modernidade “Os mitos dos soberanos da Idade Média e do Renascimento fundavam-se consideravelmente numa visão de mundo ou mentalidade tradicional. Se um soberano desta época era representado como (digamos) Hércules, isso era muito mais que uma metáfora para dizer que ele era forte, ou mesmo que resolveria os problemas de seu reino com a mesma facilidade com que Hércules realizara seus vários trabalhos” (Peter Burke – A fabricação do Rei: a construção da Imagem pública de Luís XIV; RJ; Jorge Zahar Editor; 1994 – p.139). Com base no fragmento textual acima é correto afirmar que, durante o Antigo Regime, os soberanos: a) Eram instituídos, pensados e proclamados como um ser humano comum, com qualidades e defeitos próprios aos homens. b) Não podiam ser contrariados em suas determinações sob pena de os agressores serem acusados do crime de lesa-majestade. c) Eram representados pela Igreja Católica como sujeitos indispensáveis à sociedade, dando-lhes uma proeminência muito grande sobre os assuntos eclesiásticos; d) Eram considerados um “igual” por seus súditos, devendo tratá-los, portanto, com fraternidade e respeito. e) Eram procurados constantemente pelos representantes do povo, pois estes tinham acesso ilimitado para expressar suas opiniões, mesmo que nem sempre fossem atendidos. 43 - (FUVEST SP) “A instituição das corveias variava de acordo com os domínios senhoriais, e, no interior de cada um, de acordo com o estatuto jurídico dos camponeses, ou de seus mansos [parcelas de terra].” Marc Bloch. Os caracteres originais da França rural, 1952. Esta frase sobre o feudalismo trata a) da vassalagem. b) do colonato. c) do comitatus. d) da servidão. e) da guilda. 44 - (UFG GO) Na Baixa Idade Média (séc. XI-XV), o juramento de fidelidade e reciprocidade compunha um ritual que estabelecia uma relação de dependência pessoal. Esse ritual remete a uma associação central para a constituição do Feudalismo, que se caracteriza a) pelo estabelecimento de uma autoridade equânime sobre o feudo, por parte do senhor e do servo. b) pela defesa do cristianismo por parte do senhor feudal, ameaçado pelas guerras religiosas. c) pelo acordo entre os membros da nobreza senhorial, que assegurava um pacto hierárquico. d) pela manutenção dos princípios do Direito Romano, que reforçavam os laços de parentesco nos feudos. e) pela proteção do senhor feudal aos desvalidos, que estavam expostos às epidemias recorrentes. 45 - (UFRN) As imagens e o fragmento textual a seguir abordam elementos essenciais do feudalismo medieval. Figura 1 – Camponês arando a terra MONTELLATO, Andréa; CABRINI, Conceição; CATELLI Jr., Roberto. História temática: terra e propriedade. 2. ed. São Paulo: Scipione, 2005, p. 57. Figura 2 – Relações de suserania e de vassalagem
  10. 10. 10-13 Disponível em: <hist7alfandega.blogspot.com/>. Acesso em: 28 ago. 2009. “O feudalismo foi constituído pela articulação entre dois eixos de relações: as relações feudo-vassálicas e as relações servis de produção. As relações feudo- vassálicas estabeleciam-se entre membros da aristocracia militar e territorial e baseavam-se no feudo, na fidelidade e na reciprocidade. As relações servis de produção estabeleciam-se entre o senhor da terra e o trabalhador e estavam baseadas na desigualdade de condições e na exploração do trabalho.” PEDRO, Antonio; LIMA, Lizânias de Souza; CARVALHO, Yvone de. História do mundo ocidental: ensino médio. São Paulo: FTD, 2005. p. 97. A partir da análise das imagens e do fragmento textual, sobre a sociedade medieval na Europa Ocidental é correto afirmar: a) A reciprocidade típica das relações entre suseranos e vassalos também estava presente nas relações servis de produção, devido às desigualdades sociais existentes entre nobres e servos. b) As relações de produção predominantes no mundo feudal estavam assentadas na exploração do trabalho dos vilões, que viviam nas comunas, base política e econômica de suseranos e vassalos. c) As relações servis de produção adquiriram importância e serviram de sustentáculo para a manutenção da aristocracia feudal, no interior da qual se estabeleceram relações de suserania e de vassalagem. d) O desenvolvimento das relações servis de produção, graças a sua alta produtividade no final do período medieval, reforçou, ainda mais, os vínculos entre suseranos e vassalos em toda a Europa. 46 - (FGV) (…) Deus tinha distribuído tarefas específicas a cada homem; uns deviam orar pela salvação de todos, outros deviam lutar para proteger o povo; cabia aos membros do terceiro estado, de longe o mais numeroso, alimentar, com seu trabalho, os homens de religião e da guerra. Este padrão, que rapidamente marcou a consciência coletiva, apresentava uma forma simples e em conformidade com o plano divino e assim sancionava a desigualdade social e todas as formas de exploração econômica (…) (Georges Duby, As três ordens ou o imaginário do feudalismo apud Patrícia Ramos Braick e Myrian Becho Mota, História: das cavernas ao Terceiro Milênio) A partir do texto, é correto concluir que a) a Igreja não reconhecia importância nas atividades que estivessem desligadas da religião, assim a condição de não nobre revelava um sujeito vítima do castigo divino. b) a rigidez da estrutura da sociedade feudal não foi regra durante a Idade Média, pois a partir do século X, estabeleceu-se uma dinâmica sociedade de classes. c) as posições sociais menos importantes derivavam menos da vontade divina e mais da ausência de empenho dos homens, segundo a teologia cristã medieval. d) a sociedade feudal estruturava-se de forma rígida, determinada pelo nascimento e com pequenas possibilidades de movimentação entre as camadas sociais. e) a suposta imobilidade da sociedade medieval tem fundamento nas teses teológicas de santo Agostinho, que defendiam a supremacia da razão em detrimento da fé. 47 - (UFJF MG) Acerca do início da Idade Moderna, leia a afirmação abaixo. Em seguida, com base na citação e em seus conhecimentos, responda ao que se pede. Atividades econômicas, estruturas e relações sociais, formas políticas, ideologias, manifestações culturais, tudo afinal se modificou em maior ou menor grau, embora em ritmos e proporções bastante diferenciados entre si. Tal conjunto permite-nos considerar essa época o começo de um período distinto do medieval, quaisquer que tenham sido as permanências e continuidades então verificadas. Explica-se assim o hábito há muito difundido entre os historiadores de procurar sintetizar todas as transformações do período que então se iniciava utilizando a noção de moderno. Fonte: FALCON, Francisco;RODRIGUES, Antonio E. A formação do mundo moderno: a construção do Ocidente dos séculos XIV ao XVIII. 2ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006. P.2. Sobre as diversas modificações ocorridas no período, marque a alternativa INCORRETA. a) O movimento conhecido como Renascimento Cultural tinha como uma de suas características centrais o antropocentrismo. b) O desenvolvimento dos Estados Modernos foi caracterizado pela crescente descentralização dos poderes, que enfraqueceu o poder dos monarcas. c) O movimento da Reforma Protestante criticou as práticas da Igreja Católica e dividiu a Cristandade Ocidental. d) Ocorreu a propagação de importantes correntes de pensamento tais como as teorias de direito divino dos Reis. e) O surgimento de avanços tecnológicos como a bússola e o astrolábio colaborou para a realização das grandes navegações. 48 - (UEG GO) Nos séculos XVII e XVIII, ganharam força as teorias contratualistas, cujo principal questionamento é o fundamento racional do poder soberano. Filósofos como Thomas Hobbes, John Locke, Jean-Jacques Rousseau tinham igual propósito de investigar a origem do Estado. Esses pensadores partem da hipótese do estado de natureza e imaginam as pessoas vivendo antes de qualquer sociabilidade. Thomas Hobbes, advertindo que a guerra era inevitável no estado natural, conclui que a única maneira de
  11. 11. 11-13 garantir a paz seria a delegação de um poder ilimitado ao soberano. Por defender tais princípios, Hobbes ficou conhecido como o teórico do a) neoliberalismo. b) absolutismo. c) liberalismo. d) socialismo. 49 - (UNIR RO) “O Estado sou eu”. A célebre frase atribuída ao rei francês Luís XIV, também conhecido como Rei-Sol, sintetiza o período absolutista na Europa moderna. Em relação ao Estado absolutista, assinale a afirmativa correta. a) A política econômica do absolutismo estava baseada no livre comércio que era controlado pela burguesia. b) A nobreza havia perdido seus privilégios políticos e sociais devido às constantes guerras entre os Estados absolutistas. c) Os poderes de governos e a autoridade política encontravam-se centralizados nas mãos do soberano. d) A burocracia foi reduzida em decorrência da atuação burguesa que defendia a diminuição da presença estatal na vida dos súditos. e) As diversas revoltas camponesas, ocorridas naquele momento, conquistaram melhorias nas condições de trabalho no meio rural. 50 - (UEPB) É difícil imaginar sociedades sem Estado. Hoje, como ontem, os Estados podem se fundar em princípios jurídicos, ideológicos ou religiosos e culturais, com governos eleitos ou ditatoriais. Analise as questões abaixo e aponte, com F ou V, as falsas e as verdadeiras. ( ) A ideia de Estado vem do Renascimento, quando se refletia sobre a relação entre governantes e governados. Aqui surge a lógica que diz que o Estado não tem que necessariamente recorrer ao uso da força para ser respeitado, e que ele legitimase quando é autorizado pelo povo para comandar. ( ) O Estado é apenas um dos elementos da natureza. Ele é um instrumento que os homens herdam naturalmente para que possam resolver seus conflitos e organizar a vida em comunidade. ( ) Não existe qualquer diferença entre os conceitos de Estado, administração e governo. O Estado é apenas uma criação filosófica, já o governo é a única face visível do poder público. ( ) Uma das principais características do Estado moderno é possuir o monopólio da violência e ter a autoridade necessária para fazer cumprir a lei que garante os direitos e deveres do cidadão. Assinale a alternativa correta: a) V, V, F, V b) V, F, V, F c) F, F, V, V d) V, F, F, V e) V, F, V, V 51 - (PUC RJ) “Para o progresso do armamento marítimo e da navegação, que sob a boa providência e proteção divina interessam tanto à prosperidade, à segurança e ao poderio deste reino [...], nenhuma mercadoria será importada ou exportada dos países, ilhas, plantações ou territórios pertencentes à Sua Majestade, ou em possessão de Sua Majestade, na Ásia, América e África, noutros navios senão nos que [...] pertencem a súditos ingleses [...] e que são comandados por um capitão inglês e tripulados por uma equipagem com três quartos de ingleses [...], nenhum estrangeiro [...] poderá exercer o ofício de mercador ou corretor num dos lugares supracitados, sob pena de confisco de todos os seus bens e mercadorias [...]”. Segundo Ato de Navegação de 1660. In: Pierre Deyon. O mercantilismo. São Paulo: Perspectiva, 1973, p. 94-95. Por meio do Ato de Navegação de 1660, o governo inglês: a) estabelecia que todas as mercadorias comercializadas por qualquer país europeu fossem transportadas por navios ingleses. b) monopolizava seu próprio comércio e impulsionava a indústria naval inglesa, aumentando ainda mais a presença da Inglaterra nos mares do mundo. c) enfrentava a poderosa França retirando-lhe a posição privilegiada de intermediária comercial em nível mundial. d) desenvolvia a sua marinha, incentivava a indústria, expandia o Império, abrindo novos mercados internacionais ao seu excedente agrícola. e) protegia os produtos ingleses, matérias-primas e manufaturados, que deveriam ter sua saída dificultada, de modo a gerar acúmulo de metais preciosos no Reino inglês. 52 - (UEL PR) Leia o texto a seguir: Ao empreender a análise da estrutura e dos limites do conhecimento, Kant tomou a física e a mecânica celeste elaboradas por Newton como sendo a própria ciência. Entretanto, era preciso salvá-la do ceticismo de Hume quanto à impossibilidade de fundamentar as inferências indutivas e de alcançar um conhecimento necessário da natureza. Com base no pensamento de David Hume acerca do entendimento humano, é correto afirmar: a) Dentre os objetos da razão humana, as relações de ideias se originam das impressões associadas aos conceitos inatos dos quais obtém-se dedutivamente o entendimento dos fatos. b) As conclusões acerca dos fatos obtidas pelo sujeito do conhecimento realizam-se sem auxílio da experiência, recorrendo apenas aos raciocínios abstratos a priori. c) O postulado que afirma a inexistência de conhecimento para além daquele que possa vir a resultar do hábito funda-se na ideia metafísica de relação causal como conexão necessária entre os fatos. d) O sujeito do conhecimento opera associações de suas percepções, sensações e impressões semelhantes ou sucessivas recebidas pelos órgãos dos sentidos e retidas na memória. e) Pelo raciocínio o sujeito é induzido a inferir as relações de causa e efeito entre percepções e impressões acerca da regularidade de fenômenos semelhantes que se repetem na sucessão do tempo. 53 - (UFRN) Thomas Mun, pensador inglês do século XVII, analisando o conjunto de práticas e idéias econômicas adotadas pelos Estados Modernos, afirmou: “O recurso comum [...] para aumentar nossa riqueza e tesouro é pelo comércio externo, no qual devemos observar algumas regras rígidas. A primeira é vender mais aos estrangeiros, anualmente, do que consumimos de seus artigos. A parte de nosso stock que não nos for devolvida em mercadorias deverá necessariamente ser paga em dinheiro [...].” MUN, Thomas. In: FREITAS, Gustavo de. 900 textos e documentos de história. Lisboa: Plátano, 1976, v. 2. p. 223. O conjunto das práticas e idéias econômicas a que o texto faz referência constitui o
  12. 12. 12-13 a) liberalismo econômico, que propunha a consolidação da aliança política e econômica dos reis absolutistas com as burguesias nacionais. b) mercantilismo, cujos princípios incluíam a manutenção de uma balança comercial favorável e o acúmulo de metais preciosos. c) mercantilismo, que defendia a completa eliminação do metalismo, mediante a criação de uma balança comercial superavitária . d) liberalismo inglês, para o qual a intervenção do Estado era a única forma de uma nação superar a pobreza. 54 - (UFV MG) Assinale a alternativa que apresenta INCORRETAMENTE uma das características da Contra-Reforma: a) Estabelecimento de tribunais inquisitoriais para julgamento de práticas religiosas consideradas heréticas. b) Criação de ordens religiosas no século XVI, que atuaram em missões católicas na Europa e fora do continente europeu. c) Confirmação do papel da arte religiosa como instrumento utilizado no ensino das doutrinas católicas e no estímulo à devoção. d) Reformulação da teologia com base na doutrina da salvação pela fé e no pensamento de Santo Agostinho. 55 - (UFCG PB) Em uma sociedade basicamente iletrada que ainda perdurava entre os séculos XIII e XV na Europa, o papel dos teólogos da Reforma foi extremamente importante para o letramento das pessoas comuns e para o aumento das possibilidades de cidadania. Sobre as conquistas intelectuais advindas com a Reforma é INCORRETO afirmar que: a) A Reforma nasceu no próprio seio da Igreja e procurou dar visibilidade ao conjunto de valores que preconizavam o retorno às origens do cristianismo. b) Os clérigos reformistas renovaram a abordagem da teologia pastoral a fim de responder às angústias dos crentes, elaborando obras curtas sobre a moral e a prática da fé. c) As traduções da Bíblia (como a de Gutenberg, 1456) difundiram-se na Europa, permitindo aos leigos acesso mais fácil às escrituras. d) A nova relação mais direta, mas íntima entre os fiéis e Deus, intermediada pelos textos sagrados, incomodava a Igreja, porque diminuía fortemente a autoridade do Papa e do clero e quebrava a ordem social do mundo medieval. e) As traduções mais livres da Bíblia permitiram a liberalidade dos costumes, fazendo com que alguns protestantes não seguissem mais os valores morais pregados pelo Cristianismo. 56 - (UFC CE) A análise histórica do Renascimento italiano, caso das obras de Leonardo da Vinci e de Brunelleschi, permite identificar uma convergência entre as artes plásticas e as concepções burguesas sobre a natureza e o mundo naquele período. Acerca da relação entre artistas e burgueses, é correto afirmar que ambos: a) convergiram em ideias, pois valorizavam a pesquisa científica e a invenção tecnológica. b) retomaram o conceito medieval de antropocentrismo ao valorizar o indivíduo e suas obras pessoais. c) adotaram os valores da cultura medieval para se contrapor ao avanço político e econômico dos países protestantes. d) discordaram quanto aos assuntos a serem abordados nas pinturas, pois os burgueses não financiavam obras com temas religiosos. e) defenderam a adoção de uma postura menos opulenta em acordo com os ideais do capitalismo emergente e das técnicas mais simples das artes. 57 - (UEG GO) O movimento de ideias, conhecido como Renascença, foi caracterizado na literatura e na arte por um esmerado cultivo da forma e por uma admiração entusiasta da antiguidade pagã. Mudanças foram experimentadas em todas as áreas de atuação humana. Dentre os pensadores que marcaram este período, destacam-se os seguintes: a) Kant, Hegel e Marx b) Descartes, Bacon e Comte c) Sócrates, Platão e Aristóteles d) Giordano Bruno, Maquiavel e Jean Bodin 58 - (UFPB) Observe a imagem ao lado. David – Escultura de Michelangelo – 1501 e 1504. Disponível em: <http://es.wikipedia.org/wiki/David_de_Miguel_%C3%81ngel>. Acesso em: 22 set. 2009. A Escultura do Rei David, esculpida por Michelangelo entre 1501 e 1504, simboliza um período de transformações na história europeia, conhecido como Renascimento ou Renascença. Sobre esse período histórico e as transformações dele decorrentes, é correto afirmar que, no campo a) ideológico, houve o fortalecimento das universidades religiosas tradicionais, que reforçaram a difusão do ideário teocentrista. b) artístico da pintura, ganharam destaque as obras em duas dimensões, em contraposição às obras medievais, que trabalhavam com a noção de perspectiva. c) médico, proibiu-se a dissecação de cadáveres, a qual era medida necessária ao combate contra a propagação de velhas e novas doenças. d) político, ocorreu a aliança entre os novos pensadores e o alto clero, o que possibilitou o aparecimento do Estado moderno. e) do conhecimento, ocorreu a abertura de escolas e universidades laicas, que passaram a colocar o ser humano como foco de seus estudos.
  13. 13. 13-13 59 - (UEPB) Os séculos XVI e XVII viram paradigmas, tidos como imutáveis, serem transgredidos. A migração do geocentrismo para o heliocentrismo possibilitou rompimentos com o senso comum e o fundamentalismo religioso. Relacione a coluna da direita de acordo com a da esquerda: (1) Nicolau Copérnico (2) Johannes Kepler (3) Galileu Galilei (4) Francis Bacon (5) Isaac Newton ( ) Inventou a bomba que faz subir água, o compasso geométrico e a bússola. Sua tese sobre a queda dos corpos é o ponto, sem regresso, a partir do qual a física inicia. ( ) Para ele a máquina do universo não é como um ser divino animado, e sim como um relógio, onde os movimentos dependem de uma força ativa material. ( ) Três de suas descobertas são o método das fluxões ou cálculo diferencial, a lei da composição da luz e a lei da gravitação universal. ( ) Reformou o sistema monetário e o código canônico de sua época. Defendeu o heliocentrismo, a tese dos corpos celestes e o movimento das diferentes esferas. ( ) Autor de “A Grande restauração”, propôs que, para se conhecer a natureza, devem-se observar os fatos, classificando-os, para determinar suas causas. Assinale a alternativa correta: a) 1, 3, 2, 5, 4 b) 4, 1, 3, 2, 5 c) 5, 3, 1, 4, 2 d) 3, 2, 5, 1, 4 e) 2, 4, 5, 3, 1 60 - (UEG GO) O filósofo Thomas Hobbes entendia que a natureza humana é inteiramente voltada para o auto-interesse. Portanto, é CORRETO afirmar que, segundo este filósofo, a) há necessidade de contínua vigilância de cada um sobre sua própria natureza, a fim de evitar que o auto- interesse prevaleça sobre o altruísmo. b) esta natureza má é, na verdade, uma degeneração, pela convivência em sociedade, de uma natureza originalmente boa. c) o único controle que pode ser exercido sobre esta natureza é o da moralização do Estado. d) o governante deve ser forte e repressor o bastante para manter os homens sob controle.

×