Prova completa resposta - 1 s-rie

5.640 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.640
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prova completa resposta - 1 s-rie

  1. 1. Geografia Questões Questões Questões Questões Filosofia Sociologia Professor: Rocha Professores: André Lopes Grabóis Professor: Victor Cretti Professor: Victor Cretti 01 - 15 16 - 23 24 - 30 31 - 38 39 - 45 História 1. Este caderno de avaliação contém 45 questões de múltipla escolha. 2. Verifique se o caderno está completo ou se há alguma imperfeição gráfica que possa gerar dúvidas. Se necessário, peça sua substituição antes de iniciar a avaliação. 3. Leia cuidadosamente cada questão da avaliação e utilize, quando houver, o espaço final da avaliação como rascunho. 4. Durante a realização das respectivas avaliações serão colhidas as assinaturas dos alunos. 5 . O tempo de duração da avaliação será de 3 horas e 30 minutos e o aluno só poderá entregá-la após 1 hora e 30 minutos do seu início 6 . Prencha corretamente o cartão resposta com seu nome e série. OS FISCAIS NÃO ESTÃO AUTORIZADOS FORNECER INFORMAÇÕES ACERCA DESTA AVALIAÇÃO 1ª Série 2º Bimestre - N2 13 / 06 / 2014 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES POCH - 2 Ciências Humanas e suas Tecnologias CÓDIGO DA PROVA / SIMULADO Aluno(a):
  2. 2. PROVA DE GEOGRAFIA – ROCHA Questão 01) A ampliação do uso de combustíveis fósseis para geração de energia contribui para o aumento da concentração de SO3 que, ao reagir com H2O, presente na atmosfera, produz H2SO4. Esta solução é, também, responsável por danificar a cobertura vegetal próxima às fontes poluidoras, desequilibrar ecossistemas aquáticos e destruir monumentos históricos. Tal fenômeno climático é denominado A) efeito estufa. B) chuva ácida. C) inversão térmica. D) El Niño. E) ilhas de calor. B) Questão 02) Na formação da nuvem, pequeninas gotas e diminutos cristais de gelo rapidamente condensam-se e sublimam-se ao redor dos núcleos de condensação e sublimação, crescendo molécula por molécula, sem atingir o tamanho adequado para se precipitar. Contudo, algumas das gotas e cristais crescem o suficiente para começar uma queda apreciável. Em sua queda, vão agregando as moléculas que encontram no caminho, o que permite que elas rapidamente cresçam para gotas maiores, conseguindo atingir a superfície na forma de chuva. MENDONÇA, F.; DANNI-OLIVEIRA, I. M. Climatologia: noções básicas e climas do Brasil. São Paulo: Oficina deTextos, 2007. Adaptado. As chuvas são classificadas conforme sua gênese. Dessa forma, podemos encontrar diferentes tipos de chuvas. Sobre esses tipos, é correto afirmar: A) As chuvas convectivas resultam de um acentuado aquecimento do ar ao longo do dia, que desencadeia movimentos ascensionais, os quais elevam o ar úmido, provocando a formação de nuvens e precipitação, geralmente no final da tarde. B) As chuvas orográficas estão associadas ao encontro de massas de ar que formam uma frente que permanecerá no local, dependendo da quantidade de umidade e da diferença de temperatura entre as massas de ar, como também da velocidade de deslocamento da frente. C) As chuvas frontais acontecem em locais onde o relevo funciona como uma barreira à circulação livre do ar, impulsionando-o a ascender próximo às encostas. A ascensão do ar úmido e quente provoca um rápido resfriamento do mesmo, produzindo chuvas. D) As chuvas de relevo resultam de um acentuado aquecimento do ar úmido que, ao se expandir, sobe a altitudes superiores, onde se resfria e retorna à superfície, formando nuvens que se precipitam na forma de aguaceiros. E) As chuvas de origem térmica são mais comuns nas regiões de altas latitudes da Terra, pois são áreas de convergência dos sistemas subpolares, aumentando a pluviosidade de forma acentuada como resultado das altas pressões que caracterizam essas regiões. A) Questão 03) As variações climáticas no globo terrestre estão relacionadas A) à forma esférica da terra. B) ao deslocamento dos ventos alísios do Polo Norte. C) à predominância das terras emersas sobre as imersas. D) à atuação da Corrente do Golfo no litoral oriental da Europa. E) ao predomínio das águas continentais sobre as oceânicas na superfície terrestre. A) Questão 04) A variação de temperatura observada no cartograma acima é explicada A) pela diferença de pressão atmosférica nas diversas altitudes. B) pela correção da maior latitude pelas variações longitudinais. C) pela variação da longitude que afeta a mudança de latitude. D) pela menor concentração de pressão nas altitudes mais baixas. E) pela mudança climática nas camadas de gelo das maiores altitudes. A) Disponível em: <http://professoralexeinowatzki.webnode.com. br/climatologia/fatores-do-clima/latitude-e-altitude>. Acesso em: 30 jul. 2012.
  3. 3. Questão 05) A disposição das terras emersas asiáticas e a localização do oceano Índico geram uma circulação atmosférica singular. Sobre essa circulação, é correto afirmar: A) Os centros de baixa pressão, no verão, são encontrados no oceano Índico. B) A dinâmica sazonal das monções caracteriza o clima tropical de toda a Ásia Ocidental. C) O deslocamento da zona de convergência intertropical, durante o inverno, é o que distingue a circulação atmosférica, na vasta área das monções. D) O regime das monções está associado aos centros de baixa pressão atmosférica, que se alternam sazonalmente entre o oceano e o continente. E) O oceano Índico funciona, no verão do Hemisfério Norte, como um reservatório de calor, e suas águas ficam mais aquecidas que a massa de terras localizada ao sul. D) Questão 06) Uma região onde predomina o clima equatorial registrou uma temperatura de 9 ºC, em julho de 2009. O fenômeno climático ocorrido denomina-se A) friagem e acontece quando a massa de ar Polar Atlântica alcança a Amazônia ocidental. B) ciclone e se dá pelo encontro entre as massas de ar Tropical Continental e Equatorial Continental. C) El Niño e resulta do esfriamento abrupto da massa de ar Tropical Atlântica. D) nevoeiro e ocorre quando a massa de ar Equatorial Continental perde força e recua para Leste. E) geada e depende da extensão da massa de ar Polar Atlântica. A) Questão 07) Leia a notícia. ÍNDIA TERÁ CHUVAS INSUFICIENTES EM 2012 AGRICULTURA EM RISCO As chuvas de monção na Índia deverão ser insuficientes em 2012, disse o centro meteorológico do país nesta quinta-feira, sinalizando a primeira seca em três anos, uma vez que o fenômeno climático do El Niño deve reduzir as precipitações na segunda metade da temporada que vai de junho a setembro. A Índia, importante produtor e consumidor mundial de produtos alimentícios com uma população de 1,2 bilhão de pessoas, sofreu com uma seca pela última vez em 2009, quando teve que importar açúcar, elevando os preços globais da commodity. (http://br.reuters.com. Adaptado.) As atividades agrícolas e os preços dos alimentos dependem, entre outros fatores, das condições climáticas. Com relação ao fenômeno climático El Niño, é correto afirmar que o seu efeito A) provoca a intensificação dos ventos alísios na região equatorial, favorecendo a formação de tufões e tempestades tropicais que atingem a Ásia. B) diminui a temperatura das águas nas costas do Peru e do Chile, contribuindo para o maior rendimento da pesca, apesar dos problemas na agricultura. C) está associado ao aquecimento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico, com consequências climáticas sentidas em vários continentes. D) exerce pouca influência na produtividade agrícola brasileira, pois o país está situado na costa do Oceano Atlântico, que não possui tais anomalias climáticas. E) ocorre a cada 3,5 anos, e obriga os agricultores a mudar o tipo de cultura, afetando os preços de mercado e penalizando os mais pobres. C)
  4. 4. Questão 08) Leia os textos. Em países como Bélgica, França e Portugal a temperatura chegou à casa dos 40 °C e a população precisou buscar maneiras de se refrescar. Parques, especialmente aqueles com fontes, têm sido o destino de muitos moradores. A idosos e crianças tem sido recomendado não sair às ruas nos horários de calor mais intenso para evitar problemas de saúde. (www.terra.com.br, julho de 2010. Adaptado.) A onda de frio na Europa já matou 28 pessoas. A nevasca que atinge do Reino Unido à Lituânia suspendeu milhares de voos e prejudicou as viagens de trens. Estradas estão bloqueadas. Na Polônia, os termômetros chegaram a registrar –33 °C. (www.g1.com.br, dezembro de 2010.) O tipo climático onde tradicionalmente se verifica essa grande variação de temperatura entre as estações do ano é o A) Equatorial. B) Tropical. C) Semiárido. D) Polar. E) Temperado. E) Questão 09) Analise a figura seguir. Nas áreas identificadas por (I), (II) e (III), atuam fenômenos climáticos de macro escala ou mesmo planetária. Isso considerando, assinale a alternativa correta. A) A ZCIT (Zona de Convergência Intertropical) atua na área (I) e é determinante para ocorrência do clima equatorial na América do Sul. Na área (II) ocorre o clima de monções cuja dinâmica depende da umidade do oceano e dos ventos frios do continente. B) A ZCIT (Zona de Convergência Intertropical) atua na área (I) e é determinante para ocorrência do clima equatorial na América do Sul. O La Niña, que ocorre na área (III), é responsável pelos períodos prolongados de secas na África, Ásia e na Europa, outras áreas do planeta não são influenciadas. C) A ZCIT (Zona de Convergência Intertropical) atua na área (I) e é determinante para ocorrência do clima tropical. Na área (II) ocorre o clima de monções cuja dinâmica depende da alternância dos ventos quentes e úmidos do continente em contraposição aos ventos frios e secos do oceano. D) A MeA (Massa Equatorial Atlântica) atual na área (I) e é determinante para ocorrência da umidade na floresta amazônica. O El Niño, que ocorre na área (III), é responsável pelos períodos de chuvas ou de secas em diversas partes do Planeta durante o ano todo. E) A área (II) é demarcada pelo clima tropical cuja dinâmica depende da umidade do oceano e dos ventos frios do continente. O El Niño, que ocorre na área (III), é responsável por períodos de chuvas ou de secas em diversas partes do Planeta. A) Questão 10) O dia 25 de abril é considerado o Dia Mundial de Combate à Malária. Neste ano, a ONU fez um apelo para que a doença, uma das mais antigas a atingir a humanidade, seja erradicada até 2015. Em todo o mundo, cerca de 800 mil pessoas morrem por ano em decorrência da doença, em especial na África. No Brasil, a partir do início da década de 1990, a malária se estabilizou em cerca de 500 mil casos por ano – a maciça maioria na Amazônia Legal –, experimentando uma queda para pouco mais de 300 mil em 2008 e 2009. (Giovana Girardi. Unespciência, ano 2, n.° 20, junho de 2011. ) A partir da leitura do texto e da observação do mapa, pode-se afirmar que a maior incidência de casos de malária ocorre em regiões com o domínio do clima A) desértico. B) mediterrâneo. C) subtropical. D) temperado. E) equatorial. E)
  5. 5. Questão 11) Quase todos os climas do Brasil são controlados por massas de ar quentes e úmidas. Sobre as massas de ar que influenciam o clima brasileiro, é correto afirmar: A) A atuação da MEC se restringe à região Centro-Oeste, durante todas as estações do ano. B) A estação da estiagem, na caatinga nordestina, está relacionada à penetração no território brasileiro da MTC, quente e seca. C) O clima tropical úmido é controlado, principalmente, pela MTA, que provoca chuvas orográficas nos litorais sudeste e sul. D) A MPA, durante o inverno, atinge o continente americano, acarretando, dentre outros fenômenos, a friagem, nos estados do sul do país. E) A MEA é responsável pelo deslocamento dos ventos alíseos e, na sua área de atuação, se estende da Amazônia ao Nordeste, onde ocasiona chuvas convectivas e quedas bruscas de temperatura. C) Questão 12) Um dos mais surpreendentes estudos publicados em 2009, na Revista Nature Geoscience, demonstrou que a poeira do deserto de Saara, na África, tem uma influência importante no regime de chuvas da Amazônia. Pela primeira vez, foram realizadas, em uma região tropical do planeta, medidas dos núcleos de condensação do gelo. Essas partículas têm a propriedade de formar nuvens convectivas, influenciando a precipitação, a dinâmica das nuvens e a quantidade de entrada e saída de radiação solar. A vegetação própria da Amazônia e a poeira proveniente do Saara são as duas principais fontes dos núcleos de condensação de gelo. (Superinteressante. 2012, p. 38). Com base no texto e nos conhecimentos sobre a Amazônia, pode-se afirmar: A) As chuvas convectivas têm sua formação relacionada ao transporte do calor e, na Amazônia, a maior parte das chuvas apresenta essa característica. B) A poeira oriunda do deserto do Saara é responsável pela biodiversidade e pela fertilidade do solo. C) A vegetação predominante da floresta é do tipo aciculifoliada, pouco densa, homogênea e herbácea. D) Os desmatamentos ocorridos na última década do século passado provocaram alterações no padrão hídrico, aumentando expressivamente os índices pluviométricos. E) A Amazônia é um bioma frágil e, para preservá-la, se faz necessário impedir a exploração e a ocupação de suas terras para atividades agrárias, mesmo que de forma sustentável. A) Questão 13) Devido à grande extensão territorial, nosso país se diferencia de outros pela diversidade climática, pela posição geográfica, pela latitude, pela configuração do território e pelos sistemas atmosféricos. Observe o mapa do Brasil abaixo e identifique os tipos de clima característicos das regiões indicadas pelas letras A, B e C. (MOREIRA, I. Construindo o espaço do homem. São Paulo: Ática, 2001. p. 200.) Assinale a alternativa abaixo em que os climas listados correspondem, correta e respectivamente, às letras A, B e C, localizadas no mapa acima. A) tropical úmido, tropical semiárido, tropical de altitude. B) equatorial, tropical, subtropical. C) tropical semiúmido, tropical de altitude, subtropical. D) tropical de altitude, tropical úmido, extratropical. E) tropical semiárido, tropical semiúmido, tropical de altitude. C)
  6. 6. Questão 14) Leia a previsão de tempo dada por uma rádio local. O dia hoje em São Paulo foi de temperaturas elevadas e com baixa umidade do ar na cidade, mas a previsão é de que, amanhã, o tempo mude, podendo a temperatura despencar e ocorrerem chuvas. A queda da temperatura será ocasionada pela chegada de___________________, e a chuva prevista para ocorrer é denominada _______________________. Assinale a alternativa que preenche, correta e respectivamente, a frase acima. A) massa polar ártica ... orográfica. B) massa polar ártica ... convectiva. C) massa equatorial atlântica ... orográfica. D) frente polar atlântica ... frontal. E) frente equatorial continental ... convectiva. D) Questão 15) Os tipos de clima que atuam em nosso extenso território proporcionam a existência de paisagens variadas em cada uma das regiões brasileiras. De maneira geral, destacam-se, no Brasil, os climas quentes, uma característica que decorre do domínio de massas de ar equatoriais e tropicais e da posição geográfica de seu território, localizado quase que totalmente em baixas latitudes. BOLIGIAN, L.; BOLIGIAN, A. T. A. Geografia : espaço e vivência; volume único: ensino médio. São Paulo: atual, 2004, p. 79_ Disponível: www.google.com/mapas/climas. Acesso: 02/02/2013 Com base no mapa acima, segundo a classificação de STRAHELER, o clima predominante da região número 02 corresponde ao: A) Clima equatorial. B) Clima semiárido. C) Clima tropical típico. D) Clima tropical úmido. E) Clima sutropical. C) PROVA DE HISTÓRIA – ANDRÉ LOPES Questão 16) A administração de Maurício de Nassau, no Brasil Holandês, foi importante, pois, entre outras realizações A) eliminou as divergências existentes com os representantes da Companhia das Índias Ocidentais. B) criou condições para que a Reforma Luterana se afirmasse no Nordeste. C) promoveu a efetiva consolidação do sistema de produção açucareira. D) integrou o sistema econômico baiano ao de Pernambuco. E) realizou alterações na estrutura fundiária, eliminando os latifúndios. C)
  7. 7. Questão 17) Os holandeses permaneceram no Brasil, em Pernambuco, de 1630 até 1654; conquistaram terras, desenvolveram a indústria açucareira e urbanizaram Recife. É correto afirmar, ainda, que A) foram traídos por Domingos Fernandes Calabar quando invadiram o Brasil. B) invadiram primeiramente o Rio de Janeiro, onde fundaram o Brasil Holandês, uma colônia totalmente formada por protestantes. C) dominaram grande parte dos senhores de engenho preocupados não só em escravizar os índios para trabalhar na lavoura mas também em destruir o Quilombo de Palmares. D) fundaram o Arraial do Bom Jesus, de onde partiram e dominaram por completo os brasileiros. E) tiveram em Maurício de Nassau a maior figura holandesa no Brasil, pois foi ele quem reorganizou a vida econômica, após ter garantido a ocupação do território. E) Questão 18) Com relação ao domínio holandês no Brasil, no período colonial, pode-se afirmar que A) os limites das suas conquistas ficaram restritos a Pernambuco, então a Capitania que mais produzia açúcar na Colônia. B) o governo de Nassau, de acordo com a Companhia das Índias Ocidentais, procurou, juntamente com os produtores locais, incrementar ainda mais a produção do açúcar. C) a partir de suas bases no Nordeste, os holandeses ampliaram o raio da sua dominação, chegando, em 1645, a conquistar a Amazônia peruana. D) oriundo de uma Holanda dividida pelas guerras de religião, o protestante Nassau fez do seu governo, em Pernambuco, um regime teocrático de protestantismo radical. E) nas regiões que dominaram, os holandeses transformaram a economia numa atividade igualmente lucrativa para Portugal e Espanha. B) Questão 19) Entre as várias formas de resistência do negro ao regime escravista no Brasil Colonial encontramos os quilombos. Palmares, o maior exemplo de grande quilombo, possuía uma organização econômica que apresentava as seguintes características: A) agricultura policultora como principal atividade, organizada com base num sistema de sesmarias semelhante ao dos engenhos, que visava o consumo local e a comercialização do excedente. B) agricultura monocultora, que visava a comercialização, a caça, pesca, coleta e criação de gado para o consumo interno. C) agricultura policultora realizada em pequenos roçados das famílias, e um sistema de trabalho cooperativo que produzia excedentes comercializados na região, além da extração vegetal e da criação para a subsistência. D) atividades extrativas, pecuária bovina e caprina para atender o consumo local, e fabricação de farinha, aguardente e azeite para a comercialização. E) criação de animais, caça, pesca e coleta para a subsistência, e agricultura monocultora que concorria com a produção dos engenhos. C) Questão 20) Em 1694, uma expedição chefiada pelo bandeirante Domingos Jorge Velho foi encarregada pelo governo metropo- litano de destruir o quilombo de Palmares. Isto se deu porque A) os paulistas, excluídos do circuito da produção colonial centrada no Nordeste, queriam aí estabelecer pontos de comércio, sendo impedidos pelos quilombos. B) os paulistas tinham prática na perseguição de índios, os quais aliados aos negros de Palmares ameaçavam o governo com movimentos milenaristas. C) o quilombo desestabilizava o grande contingente escravo existente no Nordeste, ameaçando a continuidade da produção açucareira e da dominação colonial. D) os senhores de engenho temiam que os quilombolas, que haviam atraído brancos e mestiços pobres, organizassem um movimento de independência da colônia. E) os aldeamentos de escravos rebeldes incitavam os colonos à revolta contra a metrópole visando trazer novamente o Nordeste para o domínio holandês. C)
  8. 8. Questão 21) O Quilombo dos Palmares passou para a história como símbolo da resistência negra, sediado na Serra da Barriga, no atual Estado de Alagoas. Esta experiência existiu porque A) os holandeses dominaram o Nordeste e não tinham interesse no escravo africano. B) os paulistas começaram a apresar o índio e a vendê-lo para as lavouras, suprimindo o braço escravo. C) as invasões holandesas permitiram a fuga dos escravos negros porque desorganizavam as fazendas, nos primeiros tempos. D) a fuga era a única saída para os quilombos auxiliados pelos jesuítas. E) os escravos africanos foram estimulados pelos Bandei-rantes, que pretendiam valorizar a mão-de-obra indígena. C) Questão 22) Considere as afirmações. I. A Companhia das Índias Ocidentais foi criada pelos holandeses, em 1621, com o objetivo de restabelecer, entre outros, o comércio do açúcar no nordeste brasileiro. II. A Coroa Ibérica enviou Maurício de Nassau para governar Pernambuco e expulsar os holandeses que tentavam ocupar a região produtora de açúcar em todo o nordeste brasileiro. III. Durante a ocupação do nordeste brasileiro, a administração holandesa procurou manter uma política de tolerância em relação às dívidas dos senhores de engenho, que foi rompida a partir de 1644. IV. Por serem calvinistas, os holandeses perseguiram principalmente os católicos e judeus, durante o período de sua ocupação na zona produtora de açúcar, no nordeste brasileiro. Sobre a ocupação holandesa no nordeste brasileiro no século XVII, estão corretas somente A) I e II. B) I e III. C) II e III. D) II e IV. E) III e IV. B) Questão 23) O domínio holandês no Brasil, sobretudo no governo de Maurício de Nassau, foi marcado por grande desenvolvimento cultural e artístico. Tal processo pode ser relacionado a características peculiares da República das Províncias Unidas no século XVII. Relativamente a este momento histórico é incorreto afirmar: A) A assimilação da arte, identificada mais fortemente na produção artística de Rembrandt, testemunhou o poderio da burguesia holandesa do período. B) Os holandeses viviam num república descentralizada que encorajava não só a eficiência econômica, como também o florescimento das artes e ciências. C) O calvinismo foi o fator determinante para o desenvolvimento do capitalismo holandês. D) A cultura holandesa era mais receptiva às inovações, assim como os elementos estrangeiros. E) A inexistência de uma corte contribuiu para que a burguesia holandesa não assimilasse, mais efetivamente, o consumismo exacerbado ditado pelos padrões culturais europeus. C)
  9. 9. PROVA DE HISTÓRIA – GRABÓIS Questão 24) “Ele supõe saber alguma coisa e não sabe, enquanto eu, se não sei, tampouco suponho saber. Parece que sou um pouco mais sábio que ele exatamente por não supor que saiba o que não sei.” Sócrates, 469-399 a. C. O filósofo grego Sócrates, nascido em Atenas, por ensinar seus discípulos a se libertar do orgulho e da pretensão de que sabiam algo e que, somente ao se libertarem dessa postura prepotente poderiam inicar a construção de suas próprias ideias, foi considerado subversivo pelo governo ateniense. Para o filósofo, não importava a condição socioeconômica de seus discípulos e, sim, suas qualidades interiores. Acusado de coromper a juventude, foi condenado a tomar cicuta (veneno). Suas ideias contrariavam os valores dominantes da sociedade ateniense da época, porque A) permitiriam que todo grego pudesse ser considerado “heleno”, pois participaria do processo de educação e cultura grega e, não mais, apenas os atenienses. B) Atenas, considerada a “educadora da Hélade”, não seria mais a única cidade-Estado grega a monopolizar o direito à educação, podendo tal direito ser exercido por qualquer outra pólis. C) para a democracia ateniense, a maioria da população (composta de escravos, mulheres e estrangeiros) não tinha direito de cidadania e, portanto, não deveria participar das decisões políticas. D) não respeitavam os valores religiosos atenienses, influenciando seus jovens discípulos a não se submeterem a nenhuma imposição ou princípio religioso, pois seria prejudicial à sua formação acadêmica. E) o regime democrático ateniense nunca incentivou o desenvolvimento intelectual de seus cidadãos, por considerar que os valores tradicionais deveriam ser respeitados e preservados. C) Questão 25) Aedo e adivinho têm em comum um mesmo dom de “vidência”, privilégio que tiveram de pagar pelo preço dos seus olhos. Cegos para a luz, eles veem o invisível. O deus que os inspira mostra-lhes, em uma espécie de revelação, as realidades que escapam ao olhar humano. Sua visão particular age sobre as partes do tempo inacessíveis às criaturas mortais: o que aconteceu outrora, o que ainda não é. (Jean-Pierre Vernant. Mito e pensamento entre os gregos, 1990. Adaptado.) O texto refere-se à cultura grega antiga e menciona, entre outros aspectos, A) o papel exercido pelos poetas, responsáveis pela transmissão oral das tradições, dos mitos e da memória. B) a prática da feitiçaria, estimulada especialmente nos períodos de seca ou de infertilidade da terra. C) o caráter monoteísta da sociedade, que impedia a difusão dos cultos aos deuses da tradição clássica. D) a forma como a história era escrita e lida entre os povos da península balcânica. E) o esforço de diferenciar as cidades-estados e reforçar o isolamento e a autonomia em que viviam. A) Questão 26) Sobre a Guerra do Peloponeso (431-404 a.C.), é correto afirmar que A) as suas origens encontram-se num momento especial da história ateniense, pois a sua democracia atingia então o seu máximo desenvolvimento. B) a vitória militar de Atenas permitiu a ampliação dos direitos de cidadania, com a incorporação dos estrangeiros nas instâncias da democracia ateniense. C) a sua mais importante decorrência foi a criação da democracia ateniense, fruto do contato de Atenas com a cidade- Estado de Esparta. D) a vitória de Atenas, aliada aos tebanos, permitiu que a democracia fosse levada a todas as cidades-Estado, além de aumentar o poderio militar grego. E) a surpreendente vitória de Corinto permitiu o seu expansionismo territorial pela Ásia Menor e a consolidação da democracia em Esparta. A) Questão 27) Aristóteles propunha dois critérios para diferenciar senhores e escravos: O primeiro critério é de ordem política: o homem é, por natureza, um animal político, um ser cívico; por conseguinte, só o homem livre é totalmente homem porque só ele está apto para a vida política. O senhor coincide com o cidadão. Pelo contrário, o escravo é, por natureza, incapaz de deliberar; participa da razão sem a possuir. O segundo critério articula-se com o primeiro. Certos trabalhos que implicam apenas o uso da força são, por essência, servis e são esses os que se adequam aos indivíduos que foram definidos como escravos pela sua incapacidade de raciocinar. (Aristóteles, Política).
  10. 10. Baseado nos critérios de Aristóteles, é correto afirmar: A) Na Grécia Antiga, a escravidão e a política estavam vinculadas contraditoriamente, pois a existência de uma justificava a outra, ou seja, para que os homens livres pudessem se dedicar exclusivamente à política, o trabalho, que garantia sua subsistência, deveria ser feito pelos escravos. B) A condição de escravo, em qualquer época, implica o reconhecimento, pelo indivíduo escravizado, da perda de sua condição humana e de sua inferioridade em relação ao senhor, o que o leva a aceitar mais facilmente tal situação, que passa a ser vista como inevitável. C) A escravidão no mundo antigo greco-romano recaia sobre povos de tradição guerreira, que, por serem portadores de grande força física e de culturas primitivas, eram considerados mais capazes de realizar trabalhos que exigiam apenas o uso da força. D) A escravidão na Antiguidade Clássica adotava critérios étnicos e culturais, o que fazia com que somente povos considerados bárbaros, incultos, incapazes de usar a razão fossem escravizados nas guerras. Portanto, os povos vistos como civilizados ficavam isentos de tal condição. E) Os escravos antigos assemelhavam-se aos modernos, principalmente no que dizia respeito à destinação dos produtos de seu trabalho, já que, em ambas as situações, o trabalho escravo vinculava-se à produção de alimentos que garantiam a subsistência dos homens livres. A) Questão 28) Sobre o período helenístico (séculos IV a II a.C.) é correto afirmar: A) Com a rápida conquista territorial feita pelos macedônios, liderados especialmente por Alexandre Magno, houve a difusão da cultura grega do Egito até a Índia, por meio da adoção da koiné, uma variante mais simples do grego. Ocorreu a fusão entre culturas orientais e a cultura grega, além da construção de polos culturais, como Alexandria. Esse período deixou uma influência duradoura, que se manteve também dentro dos limites do Império Romano. B) Foi um longo período de desenvolvimento econômico, em que a agricultura foi incentivada por todos os territórios conquistados por Alexandre Magno. O objetivo desse imperador era rivalizar com o Império Romano, estabelecendo em Alexandria um governo despótico e centralizador. Nesse período, a cultura grega se expandiu do Egito até a China. C) Foi marcado pelas conquistas de Alexandre Magno, que teve dificuldades em expandir o seu governo, por conta da resistência dos romanos e dos persas. Apesar de ter reinado por décadas, Alexandre Magno não conseguiu manter a independência grega, perdendo seus territórios para o nascente Império Romano. D) Foi um período de decadência cultural, em que manifestações culturais gregas misturaram-se a influências de outras culturas conquistadas pelos exércitos de Alexandre Magno. Devido ao seu rápido crescimento, o império helenístico permitiu que as culturas e costumes locais se preservassem em troca de lealdade política. Isso levou ao fim da língua, da filosofia, do teatro e da arquitetura gregas. E) Foi uma era de violência endêmica e de escravidão dos povos conquistados por Alexandre Magno, o que explica sua breve duração. Logo após a morte de Alexandre, o império se dividiu e foi conquistado pelos persas. Dessa forma, o projeto de difusão da cultura grega foi abandonado, deixando alguns poucos monumentos e bibliotecas pelo Oriente. A) Questão 29) As cidades [do Mediterrâneo antigo] se formaram, opondo-se ao internacionalismo praticado pelas antigas aristocracias. Elas se fecharam e criaram uma identidade própria, que lhes dava força e significado. Norberto Luiz Guarinello, A cidade na Antiguidade Clássica. São Paulo: Atual, p.20, 2006. Adaptado. As cidades-estados gregas da Antiguidade Clássica podem ser caracterizadas pela A) autossuficiência econômica e igualdade de direitos políticos entre seus habitantes. B) disciplina militar imposta a todas as crianças durante sua formação escolar. C) ocupação de territórios herdados de ancestrais e definição de leis e moeda próprias. D) concentração populacional em núcleos urbanos e isolamento em relação aos grupos que habitavam o meio rural. E) submissão da sociedade às decisões dos governantes e adoção de modelos democráticos de organização política. A) Questão 30) A cultura helenística originou-se a partir A) da conquista da Grécia pela Macedônia e da expansão da cultura grega pelo Oriente. B) da vitória dos romanos sobre a Grécia, que impuseram sua cultura às regiões conquistadas. C) da crise das cidades-estado gregas que, durante o século V a.C., digladiavam-se pelo poder. D) dos valores democráticos, que se difundiram a partir do governo de Péricles. E) do fortalecimento do cristianismo, que impôs o monoteísmo ao mundo greco-romano. A)
  11. 11. PROVA DE FILOSOFIA – VICTOR CRETTI Questão 31) Sigmund Freud fez observações a respeito de seus pacientes, focalizando uma série de conflitos e acordos psíquicos, o que o conduziu a tentar ordenar este caos aparente propondo três componentes básicos estruturais da psiquê: o id, o ego e o superego. O ego tem, dentre suas tarefas, a de A) ser o reservatório de energia de toda a personalidade. B) preservar os elementos da cultura. C) conter tudo o que é herdado. D) funcionar como censor, determinando o que não deve ser feito. E) exercer a consciência, a auto-observação e a formação de ideais. E) Questão 32) A peça “Édipo-Rei” de Sófocles permite diversas interpretações. Talvez a mais famosa seja a de Freud, que propõe o desenrolar dramático da peça – a descoberta pelo filho de que assassinara seu pai e casara com a mãe – como a realização do desejo inconsciente comum a quase todos os homens. Como afirma Jocasta a Édipo na peça: "Não tenhas medo da cama da tua mãe: quantas vezes em sonho um homem dorme com a mãe! É bem mais fácil a vida para quem dessas coisas não cogita." Há uma segunda leitura, provavelmente menos sutil, que resgata “Édipo-Rei” como uma das primeiras histórias de mistério conhecidas. Trata-se de um drama policial em que o responsável pela identificação do culpado de um assassinato descobre ser ele mesmo o assassino. Marcos de Barros Lisboa. Um país de pobres. In: Valor, cademo Eu&Fim de Semana, 1-3/2/2002, p. 10 (com adaptações). Com o auxílio do texto acima, marque a incorreta A) Tragédia e comédia eram os gêneros básicos do teatro grego, uma das grandes criações culturais da civilização helênica. Sófocles, o autor de “Édipo-Rei”, entre outras peças marcantes, é considerado o maior tragediógrafo grego. B) O surgimento do teatro ocidental na Grécia antiga integra um contexto cultural tão amplo quanto expressivo, em que o antropocentrismo comanda as mais diversas formas de expressão cultural, daí decorrendo o desenvolvimento da Filosofia, da História e das técnicas da arquitetura e da escultura. C) Citado no texto como autor da "talvez mais famosa" interpretação de “Édipo-Rei”, Sigmund Freud é figura central da História contemporânea: seu livro “A interpretação dos Sonhos” inaugura um inovador caminho de análise do ser humano, a partir da valorização do inconsciente. D) O "drama policial" de que fala o texto é um gênero literário que encontrou as melhores condições para se desenvolver com as mudanças verificadas na sociedade contemporânea a partir da Revolução Industrial e a acentuada urbanização dela decorrente. E) O teatro grego, devido a ser escrito há muitos anos atrás, não tem mais nenhuma funcionalidade no mundo do conhecimento, ficando restrito apenas ao universo da arte e da diversão. E) Questão 33) Analise a charge abaixo:
  12. 12. A imagem apresentada faz referência a qual passagem da Tragédia grega Édipo-Rei, de Sófocles? A) A solução do enigma da esfinge. B) Ao assassinato de Laio. C) A relação amorosa e incestuosa que Édipo mantem com Jocasta. D) Ao fato de o rei arrancar seus próprios olhos. E) Ao nascimento de Antígona. C) Questão 34) O céu Urano, e a terra, Gaia, surgiram do nada. Da sua união nasceram os Titãs, os Ciclopes e os Gigantes. O mais jovem dos Titãs, Cronos destituiu seu pai. E para que ele mesmo não fosse destituído, passou a devorar seus filhos, os deuses. Então sua esposa, Rea, para salvar Zeus, o último recém-nascido, substituiu-o por uma pedra que foi devorada por Cronos: e escondeu o filho em uma caverna, em Creta. Quando cresceu, Zeus obrigou seu pai a devolver todos os filhos que havia comido; e com a ajuda deles, encarcerou Cronos e seus aliados Titãs no inferno. ARRUDA. 1986, p. 166. A partir do texto, podemos afirmar que: A) os primeiros seres humanos da mitologia grega chamaram-se Urano e Gaia. B) os Titãs, os Cíclopes e os Gigantes nasceram da união entre o céu e a terra. C) Cronos lutou contra o céu e perdeu a batalha e, por isso, depôs Urano. D) o mais jovem dos Ciclopes destituiu seu pai Cronos e tomou-lhe o lugar. E) Zeus foi derrotado pelo seu filho Cronos que tomou seu lugar no poder entre os deuses. B) Questão 35) A tira faz referência a relação entre pais e filhos na contemporaneidade, chamando a atenção para A) a maneira como os pais impõe seus desejos sobre os filhos. B) a maneira que os meios de comunicação de massa vê, facilitando a comunicação entre pais e filhos. C) o conflito causado nas famílias modernas devido ao mau uso da internet. D) a diferença de acesso a internet entre pais e filhos. E) a deterioração das relações entre pais e filhos nos dias atuais. E) Questão 36) "... Dividiu-se em três partes o Universo, e cada qual logrou sua dignidade. Coube-me habitar o mar alvacento, quando se tiraram as sortes; a Hades couberam as brumosas trevas e coube a Zeus o vasto Céu, no éter, e as nuvens. A Terra ainda é comum a todos, assim como o vasto Olimpo." (HOMERO. Ilíada. São Paulo : Difusão Europeia do Livro, 1961. p. 261-262.)
  13. 13. Segundo o texto de Homero, a origem do universo é explicada pela divisão feita por Cronos entre seus três filhos: Poseidon, Hades e Zeus. A visão mítica revelada por relatos como esse permeou as sociedades gregas e romanas da Antiguidade e atribuiu um caráter religioso ao seu legado artístico e cultural. Sobre a religião dessas sociedades, é correto afirmar: A) A mitologia era a base da religião, celebrada no culto aos antepassados, aos deuses e aos heróis. B) Para os romanos, os deuses eram seres que não se identificavam com os vícios ou com as virtudes dos seres humanos. C) Na Grécia, o culto a Júpiter não permitia a veneração de divindades protetoras das diversas cidades. D) O conjunto de mitos criado pelos gregos permaneceu inalterado mesmo depois de sua adoção pelos romanos. E) Na sociedade grega, não se estabeleceu relação arte e religião, sendo proibido a reprodução de imagens religiosas. A) Questão 37) Quando Édipo nasceu, seus pais, Laio e Jocasta, os reis de Tebas, foram informados de uma profecia na qual o filho mataria o pai e se casaria com a mãe. Para evitá-la, ordenaram a um criado que matasse o menino. Porém, penalizado com a sorte de Édipo, ele o entregou a um casal de camponeses que morava longe de Tebas para que o criasse. Édipo soube da profecia quando se tornou adulto. Saiu então da casa de seus pais para evitar a tragédia. Eis que, perambulando pelos caminhos da Grécia, encontrou-se com Laio e seu séquito, que, insolentemente, ordenou que saísse da estrada. Édipo reagiu e matou todos os integrantes do grupo, sem saber que entre eles estava seu verdadeiro pai. Continuou a viagem até chegar a Tebas, dominada por uma Esfinge. Ele decifrou o enigma da Esfinge, tornou-se rei de Tebas e casou-se com a rainha, Jocasta, a mãe que desconhecia. Disponível em: http://www.culturabrasil.org. Acesso em: 28 ago. 2010 (adaptado). No mito Édipo Rei, são dignos de destaque os temas do destino e do determinismo. Ambos são características do mito grego e abordam a relação entre liberdade humana e providência divina. O determinismo é a crença de que a vida de um indivíduo é pré-determinada por algo que é externo a ele. A expressão filosófica que toma como pressuposta a tese do determinismo é A) “Nasci para satisfazer a grande necessidade que eu tinha de mim mesmo.” Jean Paul Sartre B) “Ter fé é assinar uma folha em branco e deixar que Deus nela escreva o que quiser.” Santo Agostinho C) “Quem não tem medo da vida também não tem medo da morte.” Arthur Shopenhauer D) “Não me pergunte quem sou eu e não me diga para permanecer o mesmo.” Michel Foucault E) “O homem, em seu orgulho, criou a Deus a sua imagem e semelhança.” Friedrich Nietzche B) Questão 38) Leia o trecho da canção abaixo: Você culpa seus pais por tudo, isso é absurdo São crianças como você O que você vai ser Quando você crescer. Pais e Filhos – Renato Russo - Legião Urbana A canção fala da relação entre pais e filhos, sobretudo no período da adolescência. Em relação a adolescência, marque a incorreta: A) Adolescência é uma etapa intermediária do desenvolvimento humano, entre a infância e a fase adulta. Este período é marcado por diversas transformações corporais, hormonais e até mesmo comportamentais. B) É a fase em que deve demonstrar responsabilidade diante das cobranças do meio social, como a escolha profissional, estruturar as relações com o sexo oposto e a formação da identidade, necessitando cada vez menos da ajuda intelectual dos adultos. C) Existem três fases da adolescência — a adolescência inicial, que vai dos 12 ao14 anos; a adolescência intermediária, dos 15 ao17 anos; e adolescência final, dos 18 anos para cima. D) Na adolescência, o tempo que se passa com os pais tende a diminuir, busca-se a independência e o espaço próprio. E) O processo de adolescer é um fenômeno somente biológico que não tem implicações psíquicas, comportamentais e culturais. E)
  14. 14. PROVA DE SOCIOLOGIA – VICTOR CRETTI Questão 39) A publicidade abaixo expressa ideias e valores dos movimentos de contestação e de crítica de costumes, ocorridos em sociedades europeias e americanas, incluindo-se o Brasil, na década de 1960. Uma das transformações ocasionadas por esses movimentos de contestação, claramente explorada na publicidade, foi A) a politização das questões de gênero. B) a mecanização do trabalho doméstico. C) a modernização da identidade feminina. D) a massificação dos hábitos de consumo. E) a processo de libertação sexual da mulher. A) Questão 40) APELO Amanhã faz um mês que a Senhora está longe de casa. Primeiros dias, para dizer a verdade, não senti falta, bom chegar tarde, esquecido na conversa de esquina. Não foi ausência por uma semana: o batom ainda no lenço, o prato na mesa por engano, a imagem de relance no espelho. Com os dias, Senhora, o leite primeira vez coalhou. A notícia de sua perda veio aos poucos: a pilha de jornais ali no chão, ninguém os guardou debaixo da escada. Toda a casa era um corredor deserto, até o canário ficou mudo. Não dar parte de fraco, ah, Senhora, fui beber com os amigos. Uma hora da noite eles se iam. Ficava só, sem o perdão de sua presença, última luz na varanda, a todas as aflições do dia. Sentia falta da pequena briga pelo sal no tomate — meu jeito de querer bem. Acaso é saudade, Senhora? Às suas violetas, na janela, não lhes poupei água e elas murcham. Não tenho botão na camisa. Calço a meia furada. Que fim levou o saca-rolha? Nenhum de nós sabe, sem a Senhora, conversar com os outros: bocas raivosas mastigando. Venha para casa, Senhora, por favor. (TREVISAN, D. Mistérios de Curitiba. Rio de Janeiro: Record, 1996.) O narrador-personagem, ao relatar suas privações, revela a imagem que tem da mulher. Ele a considera uma mulher A) com quem se partilha preocupações intelectuais. B) boa dona-de-casa, eficiente em relação aos afazeres domésticos e à segurança emocional da família. C) companheira com quem ele divide as responsabilidades da casa. D) companheira com forte apelo sexual. E) extremamente fria e distante. B)
  15. 15. Questão 41) DAS IRMÃS os meus irmãos sujando-se na lama e eis-me aqui cercada de alvura e enxovais eles se provocando e provando do fogo e eu aqui fechada provendo a comida eles se lambuzando e arrotando na mesa e eu a temperada servindo, contida os meus irmãos jogando-se na cama e eis-me afiançada por dote e marido QUEIROZ, S. O sacro ofício. Belo Horizonte: Comunicação, 1980. O poema de Sonia Queiroz apresenta uma voz lírica feminina que contrapõe o estilo de vida do homem ao modelo reservado à mulher. Nessa contraposição, ela conclui que A) a mulher deve conservar uma limpeza que a distingue de homens, que podem se jogar na lama. B) a palavra “fogo” é uma metáfora que remete ao ato de cozinhar, tarefa destinada exclusivamente às mulheres. C) a luta pela igualdade entre os gêneros depende somente da ascensão financeira e social das mulheres. D) a cama, como sua “alvura e enxovais”, é um símbolo da fragilidade feminina no espaço doméstico, do qual ela é excluída. E) os papéis sociais destinados aos gêneros produzem efeitos desiguais devido aos preconceitos contra a mulher. E) Questão 42) "MULHERES DE ATENAS". Mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas / Vivem pros seus maridos, orgulho e raça da Atenas / Quando amadas, se perfumam / Se banham com leite, se arrumam / Suas melenas / Quando fustigadas não choram / Se ajoelham, pedem, imploram / Mais duras penas. Chico Buarque Disponível em: www.mundocultural.com.br. Acesso em: 11 set. 2006. O papel desempenhado pela mulher na História foi, por muito tempo, negligenciado pelos historiadores. Apenas a partir da segunda metade do século XX, os historiadores, despertados pelas contestações feministas, passaram a interessar mais pela atuação da mulher. Sobre a mulher na antiguidade, analise a validade das proposições a seguir. I. A mulher no Egito Antigo teve um status privilegiado em comparação com outras civilizações antigas, pois possuía direitos sociais e jurídicos que lhe garantiam uma significativa liberdade. II. As mulheres hebraicas possuíam direitos políticos e sociais equivalentes aos dos homens, derivados dos preceitos religiosos do Pentateuco, os quais defendiam que os homens e as mulheres são iguais, pois ambos são filhos de Deus. III. A mulher ateniense casada vivia grande parte do seu tempo confinada ao lar, estando submissa a um regime de quase reclusão, privada de uma participação efetiva nas decisões políticas. IV. A sociedade guerreira espartana privada as mulheres de qualquer participação no exército e na política, restringindo suas funções à educação dos seus filhos e de suas filhas. A) As proposições I e III são verdadeiras. B) As proposições I e IV são verdadeiras. C) As proposições II e III são verdadeiras. D) As proposições III e IV são verdadeiras. E) As proposições I, II e III são verdadeiras. A)
  16. 16. Questão 43) Sobre os novos movimentos sociais que eclodiram na segunda metade do século XX, assinale o que for correto. A) As alterações na estrutura social que conduziram à crescente presença das mulheres na vida econômica, política e cultural, contribuíram para o surgimento do movimento feminista que defende, dentre outras causas, o direito à isonomia. B) O ambientalismo se caracteriza como um novo movimento social ao questionar o modelo de desenvolvimento autodestrutivo do capitalismo em sua fase monopolista avançada. C) Uma das novidades apresentadas pelos novos movimentos sociais foi a denúncia das contradições da sociedade capitalista em diferentes padrões de relações e não apenas na dimensão produtiva. D) Apesar de serem organizados por grupos bastante diversos, os novos movimentos sociais se orientam pelo mesmo dogmatismo revolucionário característico do movimento operário tradicional. E) Os movimentos ecológico e pacifista estendiam suas críticas também ao bloco de países do chamado socialismo real. A) Questão 44) Dilma Roussef é a primeira mulher a ser eleita Presidente da República no Brasil. Nos últimos 50 anos, outras mulheres já ocuparam ou ocupam as lideranças políticas de suas nações, como Margareth Tatcher, na Inglaterra, Ângela Merker, na Alemanha, Cristina Kirchner, nas Argentina, Golda Meir, em Israel e Benazir Butho, no Paquistão. Sobre a condição feminina contemporânea, é correto afirmar: I. A Revolução industrial, nos séculos XVIII e XIX, concedeu às mulheres, simultaneamente, o direito ao trabalho e ao voto, colocando-as em igualdade de condições com os homens. II. A Revolução Sexual da década de 1960-70 estimulou a fixação da mulher no lar, proporcionando mais tempo para os cuidados com a família e o casamento. III. Embora ocupem cargos de liderança política em vários países, as mulheres ainda constituem minoria entre os grupos dirigentes políticos e econômicos de todo o mundo. IV. Existe até hoje uma divisão sexual do trabalho, na qual as mulheres ganham salários menores que os dos homens, executando as mesmas funções e cargos. Assinale a alternativa correta: A) Somente as afirmativas I e II são corretas. B) Somente as afirmativas I e III são corretas. C) Somente as afirmativas III e IV são corretas. D) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas. E) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas. C) Questão 45) Saffioti afirma que “A identidade social da mulher, assim como a do homem, é construída através da atribuição de distintos papéis, que a sociedade espera ver cumpridos pelas diferentes categorias de sexo. A sociedade delimita, com bastante precisão, os campos em que pode operar a mulher, da mesma forma como escolhe os terrenos em que pode atuar o homem.” (SAFFIOTI, Heleieth. O poder do Macho. São Paulo: Moderna, 1987, p.8). Tendo como referência o texto e seus conhecimentos sobre a temática de “gênero”, assinale o que for correto. A) Tradicionalmente, as sociedades ocidentais modernas destinaram às mulheres a tarefa de socializar os filhos. Contudo, ao longo do tempo, surgiram “novos arranjos familiares”, pois a família é uma instituição marcada pelo dinamismo. B) A atribuição do espaço doméstico à mulher decorre de sua capacidade natural para realização dos afazeres de casa e da socialização dos filhos. C) Abiologia exerce papel central na constituição das identidades sociais de homens e de mulheres, tornando natural a submissão feminina. D) A definição de distintos papéis sociais para homens e mulheres torna legítima, para as diferentes categorias de sexo, a suposta superioridade dos homens. E) A inferioridade feminina não é exclusivamente social, sendo que o fenômeno da subordinação da mulher ao homem está presente apenas nas classes subalternas. A)

×