Fósseis joão santos.pptx

1.063 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.063
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
58
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fósseis joão santos.pptx

  1. 1. Fósseis são restos de seresvivos que vivem há muitos anos no nosso planeta, ou aindavestígios da sua atividade queficaram preservados nas rochas sedimentares. Fósseis Como fazer um fóssil João Pedro Pinheiro dos Santos Turma/Ano: 7ºA, Nº:19Escola Secundária Augusto Gomes
  2. 2. 1.Introdução: Na Antiguidade, tudo era imutável! Considerava-se que a Terra, oCéu, o Homem e todos os seres que o rodeavam tinham sido criadosconjuntamente, permanecendo iguais ao longo dos tempos. A Terra nãotinha uma história. Com Charles Darwin, no século XIX, surgiu uma nova perspetiva: ada evolução dos seres vivos. Concluiu-se então que os organismos vivos e a Terra evoluem deforma dinâmica e em interação constante desde há pelo menos 3800milhões de anos. Charles Darwin (1809-1882) Nessa altura os cientistas chegaram à conclusão que as rochasconstituem o “livro” onde se escreve a história da Terra; os fósseis são as“palavras”, muitas vezes frases incompletas, e, por isso, é fundamentalsaber interpretá-las.
  3. 3. Os Fósseis encontram-se, geralmente nas rochas sedimentares.Algumas destas rochas formaram-se lentamente a partir de partículasprovenientes de outras rochas (sedimentos).Com essas partículas,depositaram-se organismos ou parte deles. Fóssil, Fóssil de Celacanto. A Paleontologia é a ciência que estuda os fósseis um paleontólogoé, portanto, um cientista que se dedica ao estudo dos fósseis. Embora todos nós conheçamos o aspeto dos dinossauros, poucosnos questionamos sobre a forma como foi possível adquirir talconhecimentos, já que estes animais se extinguiram há cerca de 65milhões de anos. O conhecimento que possuímos sobre estes animais e sobre umnúmero intocável de outros seres vivos deve-se ao registo fóssil presentenas rochas.
  4. 4. Ossos fossilizados de um dinossauro. Segundo alguns autores, fósseis são restos de seres vivos queviveram há muitos anos no nosso planeta, ou ainda vestígios da suaatividade, que ficaram preservados em rochas. Fósseis, restos de seres vivos As marcas ou vestígios da atividade dos seres vivos fornecem-nosimportantes informações sobre a locomoção (pegadas), a alimentação(coprólitos) e a reprodução (ovos fósseis) dos seres vivos que lhes deramorigem.
  5. 5. Fósseis, vestígios de seres vivos. Pegadas, coprólitos, e ovos de dinossauro Os fósseis, verdadeiros testemunhos dos fenómenos que ocorreramao longo da história da Vida na Terra, formam-se através de um processodesignado fossilização. A fossilização é o conjunto de fenómenos físicos e químicosque permitem a formação de um fóssil. No entanto, este é umfenómeno muito raro na Natureza, porque, habitualmente, quandoos seres vivos morrem, entram em decomposição. Para se tornar um fóssil, o ser vivo tem, geralmente, de ficarenterrado em condições que:  Evitem a sua ingestão por animais e a sua decomposição;  Evitem a exposição dos seus ossos e conchas aos agentes erosivos, porque, caso contrário, desaparecem. Processo Fossilização
  6. 6. Principais processos de fossilização: Mumificação ou Conservação Este processo de fossilização, que é o mais raro, implica apreservação total do indivíduo ou parte dele. Para ocorrer a preservaçãototal do indivíduo ou parte dele. Para ocorrer a mumificação, é necessário que o ser vivo, ou partedele, seja envolvido por uma substância impermeável, como, porexemplo, o âmbar. Um outro exemplo de mumificação, também muitoraro, é o dos mamutes encontrados na Sibéria totalmente preservadospelo gelo. Aranha preservada no âmbar; Fóssil de um mamute bebé (congelado) Moldagem A moldagem é um tipo de fossilização em que as partes moles doser vivo desaparecem totalmente, deixando gravado na rocha um moldegeralmente das suas partes dura, como conchas, dentes e ossos. Um bomambiente para a sua formação e conservação são os sedimentosdepositados no meio marinho. Ex:
  7. 7. 1. Quando a parte exterior da peça dura desaparece, deixa gravada, nas rochas que a envolveram, a sua forma- Molde Externo. 2. Se os sedimentos penetram no interior da parte dura, quando esta se dissolve, resta apenas o molde da parte inferior- Molde Interno. Mineralização A mineralização é um processo de fossilização em que a matériaorgânica que constitui o ser vivo é substituída por minerais. As partes duras dos seres vivos, as mais resistentes, são as que maisfacilmente fossilizam. Quando os sedimentos que envolvem os seres vivos
  8. 8. sofrem a pressão dos depósitos que se vão acumulando sobre eles, algunscompostos minerais substituem a matéria orgânica. Fóssil de uma Trilobite Mineralizada. Este processo de fossilização conduz, por vezes, a uma cópia perfeita do ser vivo.Espécies que Sobrevivem ao Longo dos Milénios: Os fósseis constituem o melhor testemunho da evolução da Vida naTerra, mostrando que, ao longo dos tempos, os seres vivos sofrerammodificações surpreendentes confirmadas por algumas espécies atuais,que possuem características bastante diferentes das que se encontramfossilizadas. Contudo, existem seres vivos que são idênticos aos fósseis damesma espécie com milhões de anos. A estas espécies Darwin chamou “fósseis vivos”. O Nautilius é vulgarmente designado ”Fóssil Vivo”. Este belo representante dos moluscos manteve, praticamente, as suas características desde o Período do Cretácico.
  9. 9. Os fósseis são, por excelência, os testemunhos da história daevolução das espécies e também a prova da sua adaptação. No entanto,os fósseis também nos dão as respostas a outras questões. O que nos dizem os fósseis? Os paleontólogos, muitas vezes, são capazes de reconstituir umanimal com base em ossos do seu esqueleto. Os cientistas, muitas vezes, fazem deduções acerca do modo de vidados animais. Por exemplo, se encontram fósseis de dentes semelhantesaos dos atuais herbívoro, deduzem que o animal se alimentava devegetais. No entanto, se os dentes se assemelham aos dos atuais carnívoros,então, o animal seria, provavelmente um predador. É também através deles e de outros registos presentes nas rochasque hoje se sabe que esta é uma história que se pode contar por etapas,capítulos, esta é a história da Terra.2.Material/Procedimento: o Plasticina; o Concha de molusco ou de bivalve; o Gesso; o Óleo ou vaselina; o Copo; o Colher;
  10. 10. o Vareta; o Espátula; o Água. 1. Moldar a plasticina. 2. Juntar óleo à parte exterior da concha. 3. Pressionar a concha sobre a plasticina até a enterrar completamente. 4. Retirar a concha e juntar óleo ao molde deixado por ela. 5. Num copo com água juntar o gesso com cuidado e misturar com a ajuda da vareta até se obter uma pasta. 6. Deitar essa pasta no molde deixado pela concha na plasticina. 7. Deixar secar o gesso e retirá-lo do molde. 8. Repetir este procedimento com outros moldes.3.Resultados: Material utilizado para a “recriação” de um fóssil.
  11. 11. Material usado para a “recriação” dos fósseis.Criação de fósseis, produto final. Exemplo de um FóssilFóssil de um buzio.
  12. 12. 5.Discussão/Conclusão: Esta atividade experimental proposta pela professora de Ciência, foimuito interessante, pois consegui aprender que: o Com esta atividade consegui conceber um fóssil e descobrir quais são as características ideais para a formação de um, por exemplo: Pressionar com força na plasticina para que o fóssil fique mais pormenorizado; Deixar o gesso secar durante um dia; Retirar devagar e cuidadosamente o fóssil/gesso; …. o Quando a parte exterior da peça dura desaparece, deixa gravada, nas rochas que a envolveram, a sua forma- Molde Externo. o Se os sedimentos penetram no interior da parte dura, quando esta se dissolve, resta apenas o molde da parte inferior- Molde Interno. o A partir desta atividade consegui entender que os fósseis se formam a partir da fossilização, que é o conjunto de fenómenos físicos e químicos que permitem a formação de um fóssil. No entanto, este é um fenómeno muito raro na Natureza, porque, habitualmente, quando os seres vivos morrem, entram em decomposição. o Em suma os fósseis servem para reconstituir animais que viveram no passado, os ambientes em que viviam, bem como a sua evolução ao longo da história da Terra.
  13. 13. 6.Recursos Bibliográficos: Novo Descobrir a Terra 7, Ciências Físicas e Naturais| Terceiro Ciclodo Ensino Básico.

×