SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
FÓSSEIS
O QUE SÃO FÓSSEIS ? ,[object Object]
Fósseis O estudo dos fósseis é muito importante para a compreensão e estudo da história da Terra; é testemunha da existência de organismos num tempo remoto e que foi preservado no meio de sedimentos.   O processo pelo qual o organismo, parte dele ou vestígios da sua actividade ficam preservados, permitindo que chegue aos nossos dias é chamado  fossilização .
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Etapas do processo de fossilização Os organismos ficam soterrados no fundo do mar e são lentamente cobertos por camadas de sedimentos
As camadas inferiores transformam-se em rochas mais compactas e os restos dos organismos fossilizam. O mar recua e é agora a superfície de um continente.
A rocha onde os fósseis se encontram podem sofrer a pressão de determinadas forças e dobrar-se. Após a acção erosiva dos agentes do meio ambiente, esses fósseis podem ficar próximos da superfície.
Finalmente, os fósseis ficam expostos à superfície e poderão ser encontrados.
Processos de fossilização   Moldagem Quando desaparecem as partes moles do organismo, ficando apenas um molde das suas partes duras como conchas, dentes ou ossos. As pegadas deixadas por seres como os dinossáurios são casos particulares de moldes.
Mineralização A matéria que constitui o esqueleto do ser vivo é substituída por certos minerais como a calcite e a sílica. Os minerais depositados cimentam e originam rocha.   Exemplares de trilobites fossilizados por mineralização Cabeça de Triceratopsis conservada por mineralização
Conservação total Ocorre em situações especiais quando o organismo é totalmente preservado. Pode ocorrer por ficarem conservados por gelo e neve ou quando são totalmente envolvidos por resinas como o âmbar.
Fósseis de idade ou fósseis característicos ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Exemplos de fósseis de idade Estromatólitos Pré-câmbrico Trilobites  Paleozóico Amonites  Mesozóico Mamífero Primitivo  Cenozóico
Fósseis de ambiente ou fósseis de fácies ,[object Object],[object Object],[object Object]
Noção de Fóssil "Vivo" ,[object Object],[object Object]
Exemplos de fósseis “Vivos” Latimeria chalumnae, ou celacanto  O peixe que é um verdadeiro 'fóssil vivo', sem mudanças de aspecto externo e dos detalhes anatómicos, habita a Terra desde o período Cretácico, há cerca de 100 milhões de anos. Limulus pelyphemus  Artrópode marinho, aparentado dos escorpiões marinhos, que actualmente habita a Costa Atlântica dos EUA , existente desde o período Pérmico, há cerca de 250 milhões de anos atrás. Ginkgo biloba  É uma das árvores mais antigas que se conhece com registos fósseis datados de mais de 250 milhões de anos atrás. Charles Darwin referiu a ginko biloba como "fóssil vivo" e ilustrações da época dos dinossauros frequentemente incluem árvores de ginkgo biloba.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

6 métodos estudo interior da terra
6   métodos estudo interior da terra6   métodos estudo interior da terra
6 métodos estudo interior da terramargaridabt
 
Geo 10 tempo geológico (datação absoluta)
Geo 10   tempo geológico (datação absoluta)Geo 10   tempo geológico (datação absoluta)
Geo 10 tempo geológico (datação absoluta)Nuno Correia
 
Datação Das Rochas
 Datação Das Rochas Datação Das Rochas
Datação Das Rochastmar
 
A terra e os seus subsistemas em interação
A terra e os seus subsistemas em interaçãoA terra e os seus subsistemas em interação
A terra e os seus subsistemas em interaçãoMarília Pereira
 
1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestresmargaridabt
 
7 ppt-prof-7-fosseis
7 ppt-prof-7-fosseis7 ppt-prof-7-fosseis
7 ppt-prof-7-fosseisPelo Siro
 
Resumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º anoResumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º anoRita Pereira
 
Idade Relativa e Idade Radiométrica
Idade Relativa e Idade RadiométricaIdade Relativa e Idade Radiométrica
Idade Relativa e Idade RadiométricaGabriela Bruno
 
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraRochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraAna Castro
 
Descontinuidades Internas
Descontinuidades InternasDescontinuidades Internas
Descontinuidades InternasTânia Reis
 
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º AnoResumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º AnoVitor Perfeito
 
Exercícios de aplicação Geologia 10 ano
Exercícios de aplicação Geologia 10 anoExercícios de aplicação Geologia 10 ano
Exercícios de aplicação Geologia 10 anoCatir
 
Estrutura interna da terra
Estrutura interna da terraEstrutura interna da terra
Estrutura interna da terracatiacsantos
 
Formação das Rochas Sedimentares
Formação das Rochas SedimentaresFormação das Rochas Sedimentares
Formação das Rochas SedimentaresAnabela César
 
3 tectónica de placas
3   tectónica de placas3   tectónica de placas
3 tectónica de placasmargaridabt
 

Mais procurados (20)

6 métodos estudo interior da terra
6   métodos estudo interior da terra6   métodos estudo interior da terra
6 métodos estudo interior da terra
 
Geo 10 tempo geológico (datação absoluta)
Geo 10   tempo geológico (datação absoluta)Geo 10   tempo geológico (datação absoluta)
Geo 10 tempo geológico (datação absoluta)
 
Datação Das Rochas
 Datação Das Rochas Datação Das Rochas
Datação Das Rochas
 
A terra e os seus subsistemas em interação
A terra e os seus subsistemas em interaçãoA terra e os seus subsistemas em interação
A terra e os seus subsistemas em interação
 
1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestres
 
7 ppt-prof-7-fosseis
7 ppt-prof-7-fosseis7 ppt-prof-7-fosseis
7 ppt-prof-7-fosseis
 
Resumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º anoResumos global de geologia 10º ano
Resumos global de geologia 10º ano
 
Idade Relativa e Idade Radiométrica
Idade Relativa e Idade RadiométricaIdade Relativa e Idade Radiométrica
Idade Relativa e Idade Radiométrica
 
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraRochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Descontinuidades Internas
Descontinuidades InternasDescontinuidades Internas
Descontinuidades Internas
 
Mobilismo Geológico
Mobilismo Geológico Mobilismo Geológico
Mobilismo Geológico
 
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º AnoResumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
 
Exercícios de aplicação Geologia 10 ano
Exercícios de aplicação Geologia 10 anoExercícios de aplicação Geologia 10 ano
Exercícios de aplicação Geologia 10 ano
 
Estrutura interna da terra
Estrutura interna da terraEstrutura interna da terra
Estrutura interna da terra
 
Fósseis....
Fósseis....Fósseis....
Fósseis....
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Formação das Rochas Sedimentares
Formação das Rochas SedimentaresFormação das Rochas Sedimentares
Formação das Rochas Sedimentares
 
3 tectónica de placas
3   tectónica de placas3   tectónica de placas
3 tectónica de placas
 
Fósseis de Fácies
Fósseis de FáciesFósseis de Fácies
Fósseis de Fácies
 

Semelhante a Fosseis

Os fósseis
Os fósseisOs fósseis
Os fósseisCatir
 
P Pdo Jant..[1]
P Pdo Jant..[1]P Pdo Jant..[1]
P Pdo Jant..[1]8ºC
 
P Pdo Jant..[1]
P Pdo Jant..[1]P Pdo Jant..[1]
P Pdo Jant..[1]8ºC
 
A Terra conta a sua História
A Terra conta a sua HistóriaA Terra conta a sua História
A Terra conta a sua HistóriaLucca
 
CiêNcias Naturais
CiêNcias NaturaisCiêNcias Naturais
CiêNcias Naturais8ºC
 
P Pdo Jant..
P Pdo Jant..P Pdo Jant..
P Pdo Jant..8ºC
 
A Terra Conta A Sua HistóRia
A Terra Conta A Sua HistóRiaA Terra Conta A Sua HistóRia
A Terra Conta A Sua HistóRiaguestbbb7bf
 
FóSseis Cristelo
FóSseis CristeloFóSseis Cristelo
FóSseis CristeloTânia Reis
 
A Terra conta a sua história
A Terra conta a sua históriaA Terra conta a sua história
A Terra conta a sua históriaLeonardo Alves
 
Trabalho sobre Fósseis
Trabalho sobre FósseisTrabalho sobre Fósseis
Trabalho sobre FósseisMaria Freitas
 
Fosseis e Datação ras Rochas
Fosseis e Datação ras RochasFosseis e Datação ras Rochas
Fosseis e Datação ras RochasSérgio Luiz
 

Semelhante a Fosseis (20)

Fosseis
FosseisFosseis
Fosseis
 
Os fósseis
Os fósseisOs fósseis
Os fósseis
 
Fosseis
FosseisFosseis
Fosseis
 
Fosseis
FosseisFosseis
Fosseis
 
P Pdo Jant..[1]
P Pdo Jant..[1]P Pdo Jant..[1]
P Pdo Jant..[1]
 
P Pdo Jant..[1]
P Pdo Jant..[1]P Pdo Jant..[1]
P Pdo Jant..[1]
 
Fosseis
FosseisFosseis
Fosseis
 
A Terra conta a sua História
A Terra conta a sua HistóriaA Terra conta a sua História
A Terra conta a sua História
 
CiêNcias Naturais
CiêNcias NaturaisCiêNcias Naturais
CiêNcias Naturais
 
P Pdo Jant..
P Pdo Jant..P Pdo Jant..
P Pdo Jant..
 
7º 2.1.
7º 2.1.7º 2.1.
7º 2.1.
 
A Terra Conta A Sua HistóRia
A Terra Conta A Sua HistóRiaA Terra Conta A Sua HistóRia
A Terra Conta A Sua HistóRia
 
Fosseis
Fosseis Fosseis
Fosseis
 
FóSseis Cristelo
FóSseis CristeloFóSseis Cristelo
FóSseis Cristelo
 
A Terra conta a sua história
A Terra conta a sua históriaA Terra conta a sua história
A Terra conta a sua história
 
Trabalho sobre Fósseis
Trabalho sobre FósseisTrabalho sobre Fósseis
Trabalho sobre Fósseis
 
Fósseis
FósseisFósseis
Fósseis
 
Os fosseis.
Os fosseis.Os fosseis.
Os fosseis.
 
Apresentação fósseis
Apresentação fósseisApresentação fósseis
Apresentação fósseis
 
Fosseis e Datação ras Rochas
Fosseis e Datação ras RochasFosseis e Datação ras Rochas
Fosseis e Datação ras Rochas
 

Último

Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfInocencioHoracio3
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASMarcio Venturelli
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx2m Assessoria
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAMarcio Venturelli
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx2m Assessoria
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx2m Assessoria
 

Último (8)

Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
 

Fosseis

  • 2.
  • 3. Fósseis O estudo dos fósseis é muito importante para a compreensão e estudo da história da Terra; é testemunha da existência de organismos num tempo remoto e que foi preservado no meio de sedimentos.   O processo pelo qual o organismo, parte dele ou vestígios da sua actividade ficam preservados, permitindo que chegue aos nossos dias é chamado fossilização .
  • 4.
  • 5. Etapas do processo de fossilização Os organismos ficam soterrados no fundo do mar e são lentamente cobertos por camadas de sedimentos
  • 6. As camadas inferiores transformam-se em rochas mais compactas e os restos dos organismos fossilizam. O mar recua e é agora a superfície de um continente.
  • 7. A rocha onde os fósseis se encontram podem sofrer a pressão de determinadas forças e dobrar-se. Após a acção erosiva dos agentes do meio ambiente, esses fósseis podem ficar próximos da superfície.
  • 8. Finalmente, os fósseis ficam expostos à superfície e poderão ser encontrados.
  • 9. Processos de fossilização   Moldagem Quando desaparecem as partes moles do organismo, ficando apenas um molde das suas partes duras como conchas, dentes ou ossos. As pegadas deixadas por seres como os dinossáurios são casos particulares de moldes.
  • 10. Mineralização A matéria que constitui o esqueleto do ser vivo é substituída por certos minerais como a calcite e a sílica. Os minerais depositados cimentam e originam rocha. Exemplares de trilobites fossilizados por mineralização Cabeça de Triceratopsis conservada por mineralização
  • 11. Conservação total Ocorre em situações especiais quando o organismo é totalmente preservado. Pode ocorrer por ficarem conservados por gelo e neve ou quando são totalmente envolvidos por resinas como o âmbar.
  • 12.
  • 13. Exemplos de fósseis de idade Estromatólitos Pré-câmbrico Trilobites Paleozóico Amonites Mesozóico Mamífero Primitivo Cenozóico
  • 14.
  • 15.
  • 16. Exemplos de fósseis “Vivos” Latimeria chalumnae, ou celacanto O peixe que é um verdadeiro 'fóssil vivo', sem mudanças de aspecto externo e dos detalhes anatómicos, habita a Terra desde o período Cretácico, há cerca de 100 milhões de anos. Limulus pelyphemus Artrópode marinho, aparentado dos escorpiões marinhos, que actualmente habita a Costa Atlântica dos EUA , existente desde o período Pérmico, há cerca de 250 milhões de anos atrás. Ginkgo biloba É uma das árvores mais antigas que se conhece com registos fósseis datados de mais de 250 milhões de anos atrás. Charles Darwin referiu a ginko biloba como "fóssil vivo" e ilustrações da época dos dinossauros frequentemente incluem árvores de ginkgo biloba.