CONVIVÊNCIA E INTEGRAÇÃO DAS GERAÇÕES NO               AMBIENTE DA IGREJA TEXTO: EFÉSIOS 6.1-4 A igreja é composta de pe...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS                ADOLESCENTES: Procurar entender a sua linguagem. Eles se comunicam  por gí...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS              ADOLESCENTES: Preservar seus valores de grupo. O adolescente cristão  tem na...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS JOVENS: A igreja espera do jovem...para hoje. Mas será que  temos dado a devida atenção à...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS JOVENS: A juventude cristã também vive a influência  da modernidade, do corre-corre e da ...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS JOVENS:  O que fazer para atrair os jovens para momentos de  maior comum entre eles e entr...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS:                De meia idade: 35 a 55 anos             adulto maduro : de 56 a 70...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS:                De meia idade: 35 a 55 anos              adulto maduro : de 56 a 7...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS: Filhos adolescentes. O conflito de gerações se  instala na casa. Achamos que nos...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS: O “ninho vazio”. A ocupação com os filhos  passou; talvez alguns casais digam: ‘...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AO ADULTO MADURO                  (56 A 70 ANOS). Esta fase marca a saída da meia-idade, e qu...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AO ADULTO MADURO                  (56 A 70 ANOS). O adulto maduro e a sua aposentadoria. Talv...
CONCLUSÃO Mais que conhecer quem são as crianças, os adolescentes, os jovens e os adultos, é necessário construir, aperfe...
Convivência e integração das gerações no ambiente da
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Convivência e integração das gerações no ambiente da

432 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
432
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Convivência e integração das gerações no ambiente da

  1. 1. CONVIVÊNCIA E INTEGRAÇÃO DAS GERAÇÕES NO AMBIENTE DA IGREJA TEXTO: EFÉSIOS 6.1-4 A igreja é composta de pessoas de todas as faixas etárias, que procuram viver unidas, entrelaçadas pela ação do Espírito Santo. Qualquer diferença deve ser resolvida nas bases do fruto do Espírito. A relação entre jovens e pessoas maduras. É impensável que vivamos nossa experiência cristã à luz dos mecanismos discriminatórios da sociedade secular. O desprezo aos mais velhos não pode caracterizar nosso modo de proceder. Deus exige que os idosos sejam inseridos e integrados à nossa vida (Lv 19.32). A relação entre pessoas maduras e jovens. A vida do jovem pode se tornar um pesadelo na igreja, se tudo o que os mais velhos quiserem for engessá-los com frases: “no meu tempo era diferente...”. Cada um vive o seu próprio tempo, e certamente, os tempos são diferentes. Precisamos, como crentes, podemos chamar de mais velhos, tentar compreender os adolescentes e jovens da desta geração.
  2. 2. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADOLESCENTES: Procurar entender a sua linguagem. Eles se comunicam por gírias, gestos, neologismos, códigos diversos. Descobrir seus anseios mais profundos. Muitas vezes perdemos nossos adolescentes e jovens porque não conseguimos compreendê-lo na fase que precisa de muito mais apoio. Devemos observá-lo para ajudar quanto a busca das amizades, desenvolvimento de talentos e criatividade, programações atraentes, namoro, adoração, projetos novos. Compreender seu mundo e seu estilo de vida. Muitas vezes temos dificuldades em compreender o mundo no qual gira a cabeça do adolescente. Se como pais e irmãos em Cristo pudermos entendê-los em seus conflitos e acomodação à própria vida, eles nos ouvirão, e seremos referenciais em suas vidas.
  3. 3. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADOLESCENTES: Preservar seus valores de grupo. O adolescente cristão tem na igreja a sua primeira ideia de grupo; já do berçário eles aprendem sobre relacionamento e ideia de posse. Depois, as classes diversas de EBD, os grupos musicais, de teatro e coreografia. Talvez algumas coisas que eles gostem têm sido o nó na cabeça da liderança da igreja. O que podemos fazer para ajudar os adolescentes na busca de uma vida cristã equilibrada: 1. Seja amigo sem consentir com o erro; 2. Invista com carinho e dedicação que certamente os frutos virão. Não podemos pensar que a fase da adolescência seja uma fase de descuido, de falta de compromisso e de oba-oba.
  4. 4. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS JOVENS: A igreja espera do jovem...para hoje. Mas será que temos dado a devida atenção à dinâmica da vida jovem? O jovem de hoje não é como o de outros tempos. Cazuza definiu tudo como sendo ‘vida louca vida breve’. Bem verdade que ele falava de sua própria vida Dizem que hoje estamos vivendo a juventude chamada de Geração “Z”. Alguns diriam que é a geração ‘zzzzzzz’, porque eles gostam de dormir demais. A Geração “Z” é marcada pelo controle remoto, do click rápido, do X- box, do celular e de outras coisas instantâneas. Nas redes sociais os jovens criam as suas ‘networking’ e ‘netloving’.
  5. 5. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS JOVENS: A juventude cristã também vive a influência da modernidade, do corre-corre e da falta de tempo. Assim, acabamos percebendo que a igreja acaba sofrendo com a vida acelerada da juventude. Mas podemos acreditar que quem mais sofre é o próprio jovem, que não tem mais tempo para viver a sua vida cristã ‘como nos velhos tempos’, como dizem hoje os seus pais.
  6. 6. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS JOVENS: O que fazer para atrair os jovens para momentos de maior comum entre eles e entre os demais membros da igreja.Vejamos: Fazer uma viagem missionária Planejar treinamento para evangelização Promover encontros que possam trazer amigos da escola, trabalho e vizinhança Promover atividades esportivas e de confraternização Promover retiros
  7. 7. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS: De meia idade: 35 a 55 anos adulto maduro : de 56 a 70 anos terceira idade: acima de 71 Fase da meia idade (35 a 55 anos). O adulto dessa fase pode viver uma realidade sócio-econômica e psicológico- familiar mais segura. Mas, por outro lado, podem surgir algumas crises, tais como: Fracasso. No trabalho, no casamento ou em outros alvos da vida. Reduzidas as possibilidades para novos começos, alguns adultos de meia idade entram em pequenos períodos de tristeza, que se não cuidados, acentuam-se levando a um quadro depressivo.
  8. 8. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS: De meia idade: 35 a 55 anos adulto maduro : de 56 a 70 anos terceira idade: acima de 71 Problemas no casamento. Os cônjuges vão ficando menos tolerantes e inflexíveis, o que torna possível o rompimento afetivo e matrimonial. A igreja não pode ficar imaginando que isso só acontece com as pessoas do ‘mundo’. A saúde e a idade. O tempo passou, e com ele foi o vigor e o ânimo da juventude. O que fomos na juventude, nos dias de paquera e namoro já se foi; é preciso conviver com o que somos agora. Aparecem as dores, o cansaço físico e as limitações.
  9. 9. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS: Filhos adolescentes. O conflito de gerações se instala na casa. Achamos que nossos filhos não nos entendem e eles acham que nós não os entendemos. Mas há também a crise de não ter gerado filhos; não são poucos os casais que nesta fase da vida rompem com o casamento. Menopausa e andropausa. Este é um período nem sempre fácil de ser vencido e pode gerar depressão e ansiedade, além de desgaste relacional entre as pessoas envolvidas (cônjuges).
  10. 10. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS: O “ninho vazio”. A ocupação com os filhos passou; talvez alguns casais digam: ‘e agora, o que vamos fazer?’. A casa ficou grande e o tempo também. Nesta fase é possível o casal fazer novos planos, redescobrir a vida a dois. É bom aproveitar o tempo do “ninho vazio” porque logo o “ninho” vai encher- se de netos. Para muitos, os netos trazem de volta a alegria perdida com a saída dos filhos.
  11. 11. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AO ADULTO MADURO (56 A 70 ANOS). Esta fase marca a saída da meia-idade, e quem sobreviveu ao período anterior pode usar as experiências para minorar os problemas que surgirão a partir de agora. Talvez seja muito pessimismo falar nos problemas que surgirão, mas na verdade, eles aparecem. Mas é possível vivenciar muitas possibilidades. Algumas crises dessa fase: doenças prolongadas, a morte do cônjuge, sentimento de frustração, a própria idade avançada, a solidão etc. Mas diante desse quadro triste, ainda assim é possível vencer os problemas com a força que vem do Senhor. A igreja deve ter condições de acompanhar as pessoas nessa fase ajudando na superação dos problemas.
  12. 12. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AO ADULTO MADURO (56 A 70 ANOS). O adulto maduro e a sua aposentadoria. Talvez a aposentadoria não permita a realização dos sonhos acalentados no tempo de atividade. Os recursos não são mais os mesmos e os gastos aumentam a cada dia (é uma conta que não fecha). A própria questão da aposentadoria pode gerar tristeza, sentimentos de somenos importância, solidão ou mesmo inutilidade. Também podemos, como igreja, criar situações que envolvam os idosos, para que eles possam maximizar sua autoestima e “na velhice ainda darem frutos” (Sl 92.14).
  13. 13. CONCLUSÃO Mais que conhecer quem são as crianças, os adolescentes, os jovens e os adultos, é necessário construir, aperfeiçoar e desenvolver estratégias ou possibilidades de ação, para maior integração entre as pessoas de todas as gerações.

×