SlideShare uma empresa Scribd logo

Sexualidade1

sexualidade Humana

1 de 8
Baixar para ler offline
FORMAÇÃO
Setor pré-matrimonial
2012
TEMA
A Sexualidade Humana.
1º- Passo: Oração inicial (Todos).
2º- Passo: Apresentação do casal Palestrantes e depois dos noivos.
(Tempo de namoro e casamento)
3º- Passo: Falar um pouco do objetivo de estar ali naquele momento.
- Não é uma obrigação e sim uma orientação;
- Foi uma escolha dos noivos casar na Igreja.
4º- Passo: Falar do TEMA a ser abordado.
- Somente orientação da Igreja;
- Exemplo: nossa vida conjugal.
5º- Passo: Iniciar o Tema com uma Leitura Bíblica.
• Gen. 1,31 “ E viu Deus tudo quanto tinha feito, eis que era muito
Bom”
• Heb. 13,4 “ Cultive a vida sexual de uma maneira correta, divertida
e Santa”
• Gen. 2,18 “ Não é bom que o homem esteja sozinho”
• Gen. 2,24 “ Por isso, um homem deixa seu pai e sua mãe, se une a
Sua mulher, e eles se tornam um só carne”.
Objetivo: Anunciar aos noivos o sentido cristão da sexualidade,
mostrando a forma positiva da relação sexual do casal e os riscos fora
do casamento.
Finalidade: Conscientizar os noivos o sentido da sexualidade humana,
mostrando no plano de Deus. Mostrar também que a sexualidade não
pode ser desvinculada da geração de filhos.
Item - A harmonia das relações sexuais.
Refletir com os casais sobre a relação sexual:
O Físico – Estar bem com o corpo,
O Psíquico – Estar bem de cabeça,
E o Espiritual – Estar bem com Deus.
(Para uma boa relação sexual do casal ambos devem estar de bem fisicamente ,
psiquicamente e espiritualmente)
Item - As fases do ato conjugal.
Refletir com os noivos sobre o que são as fases do ato conjugal:
O que é Pré-ato,
O que é o Ato,
E o Pós-ato, ( e a importância na relação o sexual ).
Fecundidade: (A verdadeira fecundidade se manifesta também no modo como o casal
acolhe Os filhos, antes mesmo que o casal possa gerar filhos é preciso que o casal possam
se gerar como casal)
Esterilidade: (Masculina e Feminina deve ser orientada pela medicina como proceder).
Conclusão: Sexualidade é dom de Deus.
1º- Passo: Oração inicial (Todos).
2º- Passo: Apresentação do casal Palestrantes e depois dos noivos. (Tempo de namoro e casamento)
3º- Passo: Falar um pouco do objetivo de estar ali naquele momento.
- Não é uma obrigação e sim uma orientação;
- Foi uma escolha dos noivos casar na Igreja.
4º- Passo: Falar do TEMA a ser abordado.
- Somente orientação da Igreja;
- Exemplo: nossa vida conjugal.
5º- Passo: Iniciar o Tema com uma Leitura Bíblica.
- Gen. 1, 28 “Deus os abençoou e lhes disse: sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a Terra e submeteia-a ...” ;
- Ecle. 30.1 “ Aquele que ama seu filho, castiga-o com frequência, Para que ele se alegre com isso mais tarde, e ...”
Objetivo: Anunciar aos noivos a grandeza e dignidade dos esposos em tornar
fecundo, em criar uma família.
Finalidade: Mostrar que a família, além de ser comunhão de pessoas, é “santuário da
vida”, espaço vital, lugar onde a vida pode ser gerada.
TEMA
Planejamento Familiar
( Paternidade e Maternidade Responsável)
Item - “ Planejamento Familiar ”.
• Definir o que é controle de natalidade e planejamento
familiar.
• Controle de natalidade política do governo.
• Planejamento é parte integrante da responsabilidade do casal
cristão
• A grandeza e dignidade dos esposos estão em tornar o seu
amor fecundo, em criar uma família. “A família, além de ser
comunhão de pessoas, é ‘santuário da vida”.
• Família espaço vital, lugar onde a vida pode ser gerada, aceita,
acolhida, protegida e educada, para que o crescimento
humano seja verdadeiro.
• O matrimonio e o amor conjugal está por si mesmos
ordenados para a procriação e educação dos filhos.

Recomendados

A sexualidade dentro do casamento
A sexualidade dentro do casamentoA sexualidade dentro do casamento
A sexualidade dentro do casamentoVilmar Nascimento
 
Pastoral familiar - Sexualidade
Pastoral familiar - SexualidadePastoral familiar - Sexualidade
Pastoral familiar - Sexualidadefamiliaregsul4
 
Sexualidade e afetividade 2
Sexualidade e afetividade   2Sexualidade e afetividade   2
Sexualidade e afetividade 2familiaregsul4
 
Relacionamento sexual para casais cristãos
Relacionamento sexual para casais cristãosRelacionamento sexual para casais cristãos
Relacionamento sexual para casais cristãosArsky
 
Apresentação do Guia de Preparação para a Vida Matrimonial - Encontros para N...
Apresentação do Guia de Preparação para a Vida Matrimonial - Encontros para N...Apresentação do Guia de Preparação para a Vida Matrimonial - Encontros para N...
Apresentação do Guia de Preparação para a Vida Matrimonial - Encontros para N...André Kawahala
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Um amor abundante, um leito viçoso em pdf
Um amor abundante, um leito viçoso em pdfUm amor abundante, um leito viçoso em pdf
Um amor abundante, um leito viçoso em pdfPr Ismael Carvalho
 
Sexualidade no matrimônio
Sexualidade no matrimônioSexualidade no matrimônio
Sexualidade no matrimônioWebExecutivo1
 
Planejamento familiar
Planejamento familiarPlanejamento familiar
Planejamento familiarClayton Moura
 
Sete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedidoSete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedidomarckmel
 
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casalLição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casalÉder Tomé
 
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos Ev,Israel Leandro
 
Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2
Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2 Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2
Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2 familiaregsul4
 
O Que O Sexo Faz Pelo Casamento
O Que O Sexo Faz Pelo CasamentoO Que O Sexo Faz Pelo Casamento
O Que O Sexo Faz Pelo CasamentoPr Ismael Carvalho
 
Livro esposa desejável marido encantador 29ago
Livro esposa desejável marido encantador 29agoLivro esposa desejável marido encantador 29ago
Livro esposa desejável marido encantador 29agoPr Ismael Carvalho
 
Casamento, Duas Perspectivas: Mundo x Bíblica
Casamento, Duas Perspectivas: Mundo x BíblicaCasamento, Duas Perspectivas: Mundo x Bíblica
Casamento, Duas Perspectivas: Mundo x BíblicaRespirando Deus
 
Mandamentos para o casal editado
Mandamentos para o casal editadoMandamentos para o casal editado
Mandamentos para o casal editadoPr Ismael Carvalho
 
Sacramento do matrimônio
Sacramento do matrimônioSacramento do matrimônio
Sacramento do matrimôniofamiliaregsul4
 
O cristão e o namoro
O cristão e o namoroO cristão e o namoro
O cristão e o namoroLuan Almeida
 

Mais procurados (20)

Um amor abundante, um leito viçoso em pdf
Um amor abundante, um leito viçoso em pdfUm amor abundante, um leito viçoso em pdf
Um amor abundante, um leito viçoso em pdf
 
Sexualidade no matrimônio
Sexualidade no matrimônioSexualidade no matrimônio
Sexualidade no matrimônio
 
Planejamento familiar
Planejamento familiarPlanejamento familiar
Planejamento familiar
 
Sete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedidoSete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedido
 
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casalLição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
 
Curso de noivos
Curso de noivosCurso de noivos
Curso de noivos
 
Amor conjugal
Amor conjugalAmor conjugal
Amor conjugal
 
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
 
Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2
Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2 Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2
Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2
 
Amor conjugal
Amor conjugalAmor conjugal
Amor conjugal
 
O Que O Sexo Faz Pelo Casamento
O Que O Sexo Faz Pelo CasamentoO Que O Sexo Faz Pelo Casamento
O Que O Sexo Faz Pelo Casamento
 
Livro esposa desejável marido encantador 29ago
Livro esposa desejável marido encantador 29agoLivro esposa desejável marido encantador 29ago
Livro esposa desejável marido encantador 29ago
 
Relacionamento Conjugal
Relacionamento ConjugalRelacionamento Conjugal
Relacionamento Conjugal
 
O amor conjugal
O amor conjugalO amor conjugal
O amor conjugal
 
Casamento, Duas Perspectivas: Mundo x Bíblica
Casamento, Duas Perspectivas: Mundo x BíblicaCasamento, Duas Perspectivas: Mundo x Bíblica
Casamento, Duas Perspectivas: Mundo x Bíblica
 
Mandamentos para o casal editado
Mandamentos para o casal editadoMandamentos para o casal editado
Mandamentos para o casal editado
 
Sacramento do matrimônio
Sacramento do matrimônioSacramento do matrimônio
Sacramento do matrimônio
 
Curso de noivos
Curso de noivosCurso de noivos
Curso de noivos
 
O cristão e o namoro
O cristão e o namoroO cristão e o namoro
O cristão e o namoro
 
Pastoral Familiar Londrina
Pastoral Familiar LondrinaPastoral Familiar Londrina
Pastoral Familiar Londrina
 

Destaque

Apresentação sobre o pré e pós matrim onial
Apresentação sobre o pré e pós matrim onialApresentação sobre o pré e pós matrim onial
Apresentação sobre o pré e pós matrim onialfamiliaregsul4
 
Sexualidade e planejamento familiar
Sexualidade e planejamento familiarSexualidade e planejamento familiar
Sexualidade e planejamento familiarMAE, DONA DE CASA
 
A Família Cristã e a Sexualidade
A Família Cristã e a Sexualidade A Família Cristã e a Sexualidade
A Família Cristã e a Sexualidade yosseph2013
 
Curso formação de agentes da pf versão final
Curso formação de agentes da pf versão finalCurso formação de agentes da pf versão final
Curso formação de agentes da pf versão finalsfamilianeopolis
 
Relatório da caminhada da pastoral familiar diocese regional
Relatório da caminhada da pastoral familiar diocese regionalRelatório da caminhada da pastoral familiar diocese regional
Relatório da caminhada da pastoral familiar diocese regionalfamiliaregsul4
 
Estudo para a pf nazaré
Estudo para a pf nazaréEstudo para a pf nazaré
Estudo para a pf nazaréguest8110ba
 
A caminhada da Pastoral Familiar no Brasil
A caminhada da Pastoral Familiar no BrasilA caminhada da Pastoral Familiar no Brasil
A caminhada da Pastoral Familiar no Brasilfamiliaregsul4
 
Pastoral familiar e suas divisões - JUCRIS
Pastoral familiar e suas divisões - JUCRISPastoral familiar e suas divisões - JUCRIS
Pastoral familiar e suas divisões - JUCRISAlexandre Castro
 
Formação CEFAS - 13º Dia
Formação CEFAS - 13º DiaFormação CEFAS - 13º Dia
Formação CEFAS - 13º Diamarciosegurado
 
Para Onde Vão os Mortos?
Para Onde Vão os Mortos?Para Onde Vão os Mortos?
Para Onde Vão os Mortos?Rogério Nunes
 
Amor E Sexualidade Na Contemporaneidade A Perspectiva HomoeróTica Do Enamor...
Amor E Sexualidade Na Contemporaneidade   A Perspectiva HomoeróTica Do Enamor...Amor E Sexualidade Na Contemporaneidade   A Perspectiva HomoeróTica Do Enamor...
Amor E Sexualidade Na Contemporaneidade A Perspectiva HomoeróTica Do Enamor...Thiago de Almeida
 
Atitude
AtitudeAtitude
Atitudemvgui
 
A família e a sexualidade
A família e a sexualidadeA família e a sexualidade
A família e a sexualidadeMoisés Sampaio
 
Teologia do corpo para jovens
Teologia do corpo para jovensTeologia do corpo para jovens
Teologia do corpo para jovensMAE, DONA DE CASA
 

Destaque (20)

Apresentação sobre o pré e pós matrim onial
Apresentação sobre o pré e pós matrim onialApresentação sobre o pré e pós matrim onial
Apresentação sobre o pré e pós matrim onial
 
Sexualidade e planejamento familiar
Sexualidade e planejamento familiarSexualidade e planejamento familiar
Sexualidade e planejamento familiar
 
A Família Cristã e a Sexualidade
A Família Cristã e a Sexualidade A Família Cristã e a Sexualidade
A Família Cristã e a Sexualidade
 
Curso formação de agentes da pf versão final
Curso formação de agentes da pf versão finalCurso formação de agentes da pf versão final
Curso formação de agentes da pf versão final
 
Ciências
CiênciasCiências
Ciências
 
Relatório da caminhada da pastoral familiar diocese regional
Relatório da caminhada da pastoral familiar diocese regionalRelatório da caminhada da pastoral familiar diocese regional
Relatório da caminhada da pastoral familiar diocese regional
 
Estudo para a pf nazaré
Estudo para a pf nazaréEstudo para a pf nazaré
Estudo para a pf nazaré
 
Diretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral FamiliarDiretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral Familiar
 
A caminhada da Pastoral Familiar no Brasil
A caminhada da Pastoral Familiar no BrasilA caminhada da Pastoral Familiar no Brasil
A caminhada da Pastoral Familiar no Brasil
 
Pastoral familiar e suas divisões - JUCRIS
Pastoral familiar e suas divisões - JUCRISPastoral familiar e suas divisões - JUCRIS
Pastoral familiar e suas divisões - JUCRIS
 
3 nufesp-casos-especiais-enfase-2%c2%aauni%c3%83 o
3 nufesp-casos-especiais-enfase-2%c2%aauni%c3%83 o3 nufesp-casos-especiais-enfase-2%c2%aauni%c3%83 o
3 nufesp-casos-especiais-enfase-2%c2%aauni%c3%83 o
 
Nufesp sexualidade
Nufesp   sexualidadeNufesp   sexualidade
Nufesp sexualidade
 
Formação CEFAS - 13º Dia
Formação CEFAS - 13º DiaFormação CEFAS - 13º Dia
Formação CEFAS - 13º Dia
 
Para Onde Vão os Mortos?
Para Onde Vão os Mortos?Para Onde Vão os Mortos?
Para Onde Vão os Mortos?
 
Amor E Sexualidade Na Contemporaneidade A Perspectiva HomoeróTica Do Enamor...
Amor E Sexualidade Na Contemporaneidade   A Perspectiva HomoeróTica Do Enamor...Amor E Sexualidade Na Contemporaneidade   A Perspectiva HomoeróTica Do Enamor...
Amor E Sexualidade Na Contemporaneidade A Perspectiva HomoeróTica Do Enamor...
 
Atitude
AtitudeAtitude
Atitude
 
A família e a sexualidade
A família e a sexualidadeA família e a sexualidade
A família e a sexualidade
 
3 ppp sobre inapaf
3 ppp sobre inapaf3 ppp sobre inapaf
3 ppp sobre inapaf
 
O trabalho de pastoreio familiar
O trabalho de pastoreio familiarO trabalho de pastoreio familiar
O trabalho de pastoreio familiar
 
Teologia do corpo para jovens
Teologia do corpo para jovensTeologia do corpo para jovens
Teologia do corpo para jovens
 

Semelhante a Sexualidade1

aconselhamento e orientação pastoral
aconselhamento e orientação pastoralaconselhamento e orientação pastoral
aconselhamento e orientação pastoralDeniserma
 
Projeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para SempreProjeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para SempreSolinftec
 
Os Jovens e o projeto pessoal de vida
Os Jovens e o projeto pessoal de vidaOs Jovens e o projeto pessoal de vida
Os Jovens e o projeto pessoal de vidaMary Donzellini MJC
 
Preparando-se Para O Casamento - John Piper
Preparando-se Para O Casamento - John PiperPreparando-se Para O Casamento - John Piper
Preparando-se Para O Casamento - John PiperBeatrizIBorges
 
O que é discipulado 1.ppt
O que é discipulado 1.pptO que é discipulado 1.ppt
O que é discipulado 1.pptzanwashington
 
Livrinho e preparacao para-o-batismo
Livrinho e preparacao para-o-batismoLivrinho e preparacao para-o-batismo
Livrinho e preparacao para-o-batismotorrasko
 
Lição 12: Culto Doméstico
Lição 12: Culto DomésticoLição 12: Culto Doméstico
Lição 12: Culto DomésticoEscol Dominical
 
Pastoral Familiar - Setor Pós-Matrimonial.doc
Pastoral Familiar - Setor Pós-Matrimonial.docPastoral Familiar - Setor Pós-Matrimonial.doc
Pastoral Familiar - Setor Pós-Matrimonial.docMarceloJosRocha1
 
Especial Comunhão Relacionamento e Missão
Especial Comunhão Relacionamento e MissãoEspecial Comunhão Relacionamento e Missão
Especial Comunhão Relacionamento e Missãouniaolestebrasileira
 
família estudo em guaira
família estudo em guairafamília estudo em guaira
família estudo em guairaJonatasMLopes
 
Namoro uma visão para a igreja
Namoro uma visão para a igreja Namoro uma visão para a igreja
Namoro uma visão para a igreja Alan James James
 
Noivos sacramento do matrimônio slides
Noivos   sacramento do matrimônio slidesNoivos   sacramento do matrimônio slides
Noivos sacramento do matrimônio slidesMauricio Soares
 
Seminário - A Escola Dominical e a Família
Seminário - A Escola Dominical e a FamíliaSeminário - A Escola Dominical e a Família
Seminário - A Escola Dominical e a FamíliaSergio Silva
 
Nossa família não é problema de outra pessoa pps
Nossa família não é problema de outra pessoa ppsNossa família não é problema de outra pessoa pps
Nossa família não é problema de outra pessoa ppsC. Soares
 

Semelhante a Sexualidade1 (20)

Namoro (2)
Namoro (2)Namoro (2)
Namoro (2)
 
aconselhamento e orientação pastoral
aconselhamento e orientação pastoralaconselhamento e orientação pastoral
aconselhamento e orientação pastoral
 
Projeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para SempreProjeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para Sempre
 
Os Jovens e o projeto pessoal de vida
Os Jovens e o projeto pessoal de vidaOs Jovens e o projeto pessoal de vida
Os Jovens e o projeto pessoal de vida
 
Setor pre matrimonial
Setor pre matrimonialSetor pre matrimonial
Setor pre matrimonial
 
APOSTILA SETOR PÓS-MATRIMONIAL
APOSTILA SETOR PÓS-MATRIMONIALAPOSTILA SETOR PÓS-MATRIMONIAL
APOSTILA SETOR PÓS-MATRIMONIAL
 
APOSTILA SETOR PÓS-MATRIMONIAL
APOSTILA SETOR PÓS-MATRIMONIALAPOSTILA SETOR PÓS-MATRIMONIAL
APOSTILA SETOR PÓS-MATRIMONIAL
 
Preparando-se Para O Casamento - John Piper
Preparando-se Para O Casamento - John PiperPreparando-se Para O Casamento - John Piper
Preparando-se Para O Casamento - John Piper
 
O que é discipulado 1.ppt
O que é discipulado 1.pptO que é discipulado 1.ppt
O que é discipulado 1.ppt
 
Nova Criatura (M.D.A.)
Nova Criatura (M.D.A.)Nova Criatura (M.D.A.)
Nova Criatura (M.D.A.)
 
Livrinho e preparacao para-o-batismo
Livrinho e preparacao para-o-batismoLivrinho e preparacao para-o-batismo
Livrinho e preparacao para-o-batismo
 
Lição 12: Culto Doméstico
Lição 12: Culto DomésticoLição 12: Culto Doméstico
Lição 12: Culto Doméstico
 
Pastoral Familiar - Setor Pós-Matrimonial.doc
Pastoral Familiar - Setor Pós-Matrimonial.docPastoral Familiar - Setor Pós-Matrimonial.doc
Pastoral Familiar - Setor Pós-Matrimonial.doc
 
Especial Comunhão Relacionamento e Missão
Especial Comunhão Relacionamento e MissãoEspecial Comunhão Relacionamento e Missão
Especial Comunhão Relacionamento e Missão
 
família estudo em guaira
família estudo em guairafamília estudo em guaira
família estudo em guaira
 
Namoro uma visão para a igreja
Namoro uma visão para a igreja Namoro uma visão para a igreja
Namoro uma visão para a igreja
 
Noivos sacramento do matrimônio slides
Noivos   sacramento do matrimônio slidesNoivos   sacramento do matrimônio slides
Noivos sacramento do matrimônio slides
 
Manual de Discipulador
Manual de DiscipuladorManual de Discipulador
Manual de Discipulador
 
Seminário - A Escola Dominical e a Família
Seminário - A Escola Dominical e a FamíliaSeminário - A Escola Dominical e a Família
Seminário - A Escola Dominical e a Família
 
Nossa família não é problema de outra pessoa pps
Nossa família não é problema de outra pessoa ppsNossa família não é problema de outra pessoa pps
Nossa família não é problema de outra pessoa pps
 

Último

Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...manoelaarmani
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdfPlanejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdfJanielleCristina1
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!Psyc company
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIAHisrelBlog
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 

Último (20)

Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdfPlanejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 

Sexualidade1

  • 2. TEMA A Sexualidade Humana. 1º- Passo: Oração inicial (Todos). 2º- Passo: Apresentação do casal Palestrantes e depois dos noivos. (Tempo de namoro e casamento) 3º- Passo: Falar um pouco do objetivo de estar ali naquele momento. - Não é uma obrigação e sim uma orientação; - Foi uma escolha dos noivos casar na Igreja. 4º- Passo: Falar do TEMA a ser abordado. - Somente orientação da Igreja; - Exemplo: nossa vida conjugal.
  • 3. 5º- Passo: Iniciar o Tema com uma Leitura Bíblica. • Gen. 1,31 “ E viu Deus tudo quanto tinha feito, eis que era muito Bom” • Heb. 13,4 “ Cultive a vida sexual de uma maneira correta, divertida e Santa” • Gen. 2,18 “ Não é bom que o homem esteja sozinho” • Gen. 2,24 “ Por isso, um homem deixa seu pai e sua mãe, se une a Sua mulher, e eles se tornam um só carne”. Objetivo: Anunciar aos noivos o sentido cristão da sexualidade, mostrando a forma positiva da relação sexual do casal e os riscos fora do casamento. Finalidade: Conscientizar os noivos o sentido da sexualidade humana, mostrando no plano de Deus. Mostrar também que a sexualidade não pode ser desvinculada da geração de filhos.
  • 4. Item - A harmonia das relações sexuais. Refletir com os casais sobre a relação sexual: O Físico – Estar bem com o corpo, O Psíquico – Estar bem de cabeça, E o Espiritual – Estar bem com Deus. (Para uma boa relação sexual do casal ambos devem estar de bem fisicamente , psiquicamente e espiritualmente) Item - As fases do ato conjugal. Refletir com os noivos sobre o que são as fases do ato conjugal: O que é Pré-ato, O que é o Ato, E o Pós-ato, ( e a importância na relação o sexual ). Fecundidade: (A verdadeira fecundidade se manifesta também no modo como o casal acolhe Os filhos, antes mesmo que o casal possa gerar filhos é preciso que o casal possam se gerar como casal) Esterilidade: (Masculina e Feminina deve ser orientada pela medicina como proceder). Conclusão: Sexualidade é dom de Deus.
  • 5. 1º- Passo: Oração inicial (Todos). 2º- Passo: Apresentação do casal Palestrantes e depois dos noivos. (Tempo de namoro e casamento) 3º- Passo: Falar um pouco do objetivo de estar ali naquele momento. - Não é uma obrigação e sim uma orientação; - Foi uma escolha dos noivos casar na Igreja. 4º- Passo: Falar do TEMA a ser abordado. - Somente orientação da Igreja; - Exemplo: nossa vida conjugal. 5º- Passo: Iniciar o Tema com uma Leitura Bíblica. - Gen. 1, 28 “Deus os abençoou e lhes disse: sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a Terra e submeteia-a ...” ; - Ecle. 30.1 “ Aquele que ama seu filho, castiga-o com frequência, Para que ele se alegre com isso mais tarde, e ...” Objetivo: Anunciar aos noivos a grandeza e dignidade dos esposos em tornar fecundo, em criar uma família. Finalidade: Mostrar que a família, além de ser comunhão de pessoas, é “santuário da vida”, espaço vital, lugar onde a vida pode ser gerada. TEMA Planejamento Familiar ( Paternidade e Maternidade Responsável)
  • 6. Item - “ Planejamento Familiar ”. • Definir o que é controle de natalidade e planejamento familiar. • Controle de natalidade política do governo. • Planejamento é parte integrante da responsabilidade do casal cristão • A grandeza e dignidade dos esposos estão em tornar o seu amor fecundo, em criar uma família. “A família, além de ser comunhão de pessoas, é ‘santuário da vida”. • Família espaço vital, lugar onde a vida pode ser gerada, aceita, acolhida, protegida e educada, para que o crescimento humano seja verdadeiro. • O matrimonio e o amor conjugal está por si mesmos ordenados para a procriação e educação dos filhos.
  • 7. Item - “ Apresentação do Método Bllings”. • Método Billings ou Método de ovulação. (Serve para espaçar as gravidezes, evitar a gravidez e para tratar muitos casos de infertilidade). • Para ser usuário do Método Billings, é preciso a auto-observação do muco e observar como fazer nos dias férteis conforme orientação medica. Item - “ As vantagens do Método Billings”. • Saúde: Não há contraindicações e não tem efeitos colaterais. • Economia: Não existe método mais barato. • Segurança: Tem eficácia comparável a da pílula. • Não banaliza as relações: Nem sempre se pode tê-las, o que permite aos dois um descanso. • Harmonia Conjugal: Favorece o dialogo e o acompanhamento do ciclo feminino pelo marido, que pode, por exemplos ajudar a mulher que sofre de TPM e compreendê-la melhor. • Domínio da mente sobre o corpo: Favorece o autocontrole. • Respeita a vontade de Deus: Usa o que Deus criou, ele sabe melhor que ninguém.
  • 8. Item - “ Orientação da Igreja, uso dos métodos naturais”. • A igreja é a favor da vida e orienta os métodos naturais. (Tabela, Temperatura e Billings). • Métodos Artificiais: Camisinha, Diafragma, Cremes, Durcha, DIU, Pílulas, Vasectomia e Laqueadura. Item - “Aspectos negativos de alguns métodos artificiais”. • Camisinha – Eficiência 7% - 28%. • Pílula – Efeitos colaterais ( Câncer, trombose, inchaço etc.) • DIU – Pode gerar complicações como perfuração do útero. • Esterilização: Laqueadura e vasectomia – Mutilações de órgãos sadios. Conclusão: Somente Deus é o Autor da vida.