CONVIVÊNCIA E INTEGRAÇÃO DAS GERAÇÕES NO            AMBIENTE DA IGREJATEXTO: EFÉSIOS 6.1-4A igreja é composta de pessoas d...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS              ADOLESCENTES:Procurar entender a sua linguagem. Eles se comunicampor gírias, ...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS            ADOLESCENTES:Preservar seus valores de grupo. O adolescente cristãotem na igrej...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS JOVENS: A igreja espera do jovem...para hoje. Mas será que temos dado a devida atenção à d...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS JOVENS: A juventude cristã também vive a influência da modernidade, do corre-corre e da fa...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS JOVENS: O que fazer para atrair os jovens para momentos de maior comunão entre eles e entr...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS:               De meia idade: 35 a 55 anos            adulto maduro : de 56 a 70 a...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS:               De meia idade: 35 a 55 anos             adulto maduro : de 56 a 70 ...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS:Filhos adolescentes. O conflito de gerações seinstala na casa. Achamos que nossos ...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS:O “ninho vazio”. A ocupação com os filhospassou; talvez alguns casais digam: ‘e ag...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AO ADULTO MADURO                (56 A 70 ANOS).Esta fase marca a saída da meia-idade, e quemso...
ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AO ADULTO MADURO                (56 A 70 ANOS).O adulto maduro e a sua aposentadoria. Talvez a...
CONCLUSÃOMais que conhecer quem são as crianças, osadolescentes, os jovens e os adultos, é necessárioconstruir, aperfeiçoa...
Convivência e integração das gerações no ambiente da igreja
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Convivência e integração das gerações no ambiente da igreja

2.229 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.229
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Convivência e integração das gerações no ambiente da igreja

  1. 1. CONVIVÊNCIA E INTEGRAÇÃO DAS GERAÇÕES NO AMBIENTE DA IGREJATEXTO: EFÉSIOS 6.1-4A igreja é composta de pessoas de todas as faixas etárias, que procuramviver unidas, entrelaçadas pela ação do Espírito Santo. Qualquerdiferença deve ser resolvida nas bases do fruto do Espírito.A relação entre jovens e pessoas maduras. É impensável quevivamos nossa experiência cristã à luz dos mecanismosdiscriminatórios da sociedade secular. O desprezo aos mais velhos nãopode caracterizar nosso modo de proceder. Deus exige que os idosossejam inseridos e integrados à nossa vida (Lv 19.32).A relação entre pessoas maduras e jovens. A vida do jovem pode setornar um pesadelo na igreja, se tudo o que os mais velhos quiserem forengessá-los com frases: “no meu tempo era diferente...”. Cada um vive oseu próprio tempo, e certamente, os tempos são diferentes.Precisamos, como crentes, podemos chamar de mais velhos, tentarcompreender os adolescentes e jovens da desta geração.
  2. 2. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADOLESCENTES:Procurar entender a sua linguagem. Eles se comunicampor gírias, gestos, neologismos, códigos diversos.Descobrir seus anseios mais profundos. Muitas vezesperdemos nossos adolescentes e jovens porque nãoconseguimos compreendê-lo na fase que precisa de muitomais apoio. Devemos observá-lo para ajudar quanto a buscadas amizades, desenvolvimento de talentos e criatividade,programações atraentes, namoro, adoração, projetos novos.Compreender seu mundo e seu estilo de vida. Muitasvezes temos dificuldades em compreender o mundo noqual gira a cabeça do adolescente. Se como pais e irmãosem Cristo pudermos entendê-los em seus conflitos eacomodação à própria vida, eles nos ouvirão, e seremosreferenciais em suas vidas.
  3. 3. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADOLESCENTES:Preservar seus valores de grupo. O adolescente cristãotem na igreja a sua primeira ideia de grupo; já do berçárioeles aprendem sobre relacionamento e ideia de posse.Depois, as classes diversas de EBD, os grupos musicais, deteatro e coreografia. Talvez algumas coisas que eles gostemtêm sido o nó na cabeça da liderança da igreja.O que podemos fazer para ajudar os adolescentes nabusca de uma vida cristã equilibrada: 1. Seja amigo semconsentir com o erro; 2. Invista com carinho e dedicaçãoque certamente os frutos virão.Não podemos pensar que a fase da adolescência seja umafase de descuido, de falta de compromisso e de oba-oba.
  4. 4. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS JOVENS: A igreja espera do jovem...para hoje. Mas será que temos dado a devida atenção à dinâmica da vida jovem? O jovem de hoje não é como o de outros tempos. Cazuza definiu tudo como sendo ‘vida louca vida breve’. Bem verdade que ele falava de sua própria vida Dizem que hoje estamos vivendo a juventude chamada de Geração “Z”. Alguns diriam que é a geração ‘zzzzzzz’, porque eles gostam de dormir demais. A Geração “Z” é marcada pelo controle remoto, do click rápido, do X- box, do celular e de outras coisas instantâneas. Nas redes sociais os jovens criam as suas ‘networking’ e ‘netloving’.
  5. 5. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS JOVENS: A juventude cristã também vive a influência da modernidade, do corre-corre e da falta de tempo. Assim, acabamos percebendo que a igreja acaba sofrendo com a vida acelerada da juventude. Mas podemos acreditar que quem mais sofre é o próprio jovem, que não tem mais tempo para viver a sua vida cristã ‘como nos velhos tempos’, como dizem hoje os seus pais.
  6. 6. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS JOVENS: O que fazer para atrair os jovens para momentos de maior comunão entre eles e entre os demais membros da igreja.Vejamos: Fazer uma viagem missionária Planejar treinamento para evangelização Promover encontros que possam trazer amigos da escola, trabalho e vizinhança Promover atividades esportivas e de confraternização Promover retiros
  7. 7. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS: De meia idade: 35 a 55 anos adulto maduro : de 56 a 70 anos terceira idade: acima de 71 Fase da meia idade (35 a 55 anos). O adulto dessa fase pode viver uma realidade sócio-econômica e psicológico- familiar mais segura. Mas, por outro lado, podem surgir algumas crises, tais como: Fracasso. No trabalho, no casamento ou em outros alvos da vida. Reduzidas as possibilidades para novos começos, alguns adultos de meia idade entram em pequenos períodos de tristeza, que se não cuidados, acentuam-se levando a um quadro depressivo.
  8. 8. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS: De meia idade: 35 a 55 anos adulto maduro : de 56 a 70 anos terceira idade: acima de 71 Problemas no casamento. Os cônjuges vão ficando menos tolerantes e inflexíveis, o que torna possível o rompimento afetivo e matrimonial. A igreja não pode ficar imaginando que isso só acontece com as pessoas do ‘mundo’. A saúde e a idade. O tempo passou, e com ele foi o vigor e o ânimo da juventude. O que fomos na juventude, nos dias de paquera e namoro já se foi; é preciso conviver com o que somos agora. Aparecem as dores, o cansaço físico e as limitações.
  9. 9. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS:Filhos adolescentes. O conflito de gerações seinstala na casa. Achamos que nossos filhos não nosentendem e eles acham que nós não osentendemos. Mas há também a crise de não tergerado filhos; não são poucos os casais quenesta fase da vida rompem com o casamento.Menopausa e andropausa. Este é um períodonem sempre fácil de ser vencido e pode gerardepressão e ansiedade, além de desgaste relacionalentre as pessoas envolvidas (cônjuges).
  10. 10. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AOS ADULTOS:O “ninho vazio”. A ocupação com os filhospassou; talvez alguns casais digam: ‘e agora, o quevamos fazer?’. A casa ficou grande e o tempotambém.Nesta fase é possível o casal fazer novos planos,redescobrir a vida a dois. É bom aproveitar o tempodo “ninho vazio” porque logo o “ninho” vai encher-se de netos. Para muitos, os netos trazem de volta aalegria perdida com a saída dos filhos.
  11. 11. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AO ADULTO MADURO (56 A 70 ANOS).Esta fase marca a saída da meia-idade, e quemsobreviveu ao período anterior pode usar as experiênciaspara minorar os problemas que surgirão a partir de agora.Talvez seja muito pessimismo falar nos problemas quesurgirão, mas na verdade, eles aparecem. Mas é possívelvivenciar muitas possibilidades.Algumas crises dessa fase: doenças prolongadas, a mortedo cônjuge, sentimento de frustração, a própria idadeavançada, a solidão etc. Mas diante desse quadro triste,ainda assim é possível vencer os problemas com a força quevem do Senhor. A igreja deve ter condições de acompanharas pessoas nessa fase ajudando na superação dosproblemas.
  12. 12. ALGUMAS QUESTÕES EM RELAÇÃO AO ADULTO MADURO (56 A 70 ANOS).O adulto maduro e a sua aposentadoria. Talvez aaposentadoria não permita a realização dos sonhosacalentados no tempo de atividade. Os recursos nãosão mais os mesmos e os gastos aumentam a cada dia(é uma conta que não fecha).A própria questão da aposentadoria pode gerartristeza, sentimentos de somenos importância, solidãoou mesmo inutilidade.Também podemos, como igreja, criar situações queenvolvam os idosos, para que eles possam maximizarsua autoestima e “na velhice ainda darem frutos” (Sl92.14).
  13. 13. CONCLUSÃOMais que conhecer quem são as crianças, osadolescentes, os jovens e os adultos, é necessárioconstruir, aperfeiçoar e desenvolver estratégias oupossibilidades de ação, para maior integração entre aspessoas de todas as gerações.

×