Maria, a mulher do genesis ao apocalipse

1.752 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.752
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
275
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Maria, a mulher do genesis ao apocalipse

  1. 1. MARIA A “MULHER” De Gên. 3.15 e Apocalipse 12.1
  2. 2. Quando nos aproximamos do livro doApocalipse parece que estamos numaespécie de ante câmara da qual o apóstoloPedro chamou de “outras Escrituras”, ouseja, o Antigo Testamento – II Pedro 3.16.Na verdade, dos quatrocentos e quatroversículos que compõem este livro, cercade duzentos e setenta e oito pertencem aestas “outras Escrituras”.
  3. 3. Tendo em conta este enraizamento, algunspesquisadores precisam que “este livro doNovo Testamento é o que mais se refere aoAntigo Testamento e as instituições judaicastradicionais. Neste contam-se, não menos deduas mil alusões ao Antigo Testamento, dasquais quatrocentas alusões explícitas enoventa citações literais do Pentateuco oudos profetas”.
  4. 4. Tendo em conta este contexto próximo, parapodermos compreender este capítulo quenos ocupa, temos que entender um versículoque encontramos logo no princípio daBíblia, um versículo de capital importância;diríamos até que, dentro da importância quetodos os textos têm, este é um dos maisimportantes, pois nele encontramos de umaforma resumida a razão de ser de toda aEscritura.
  5. 5. O texto em causa encontramo-lo em Gênesis3.15. Aqui podemos ver um diálogo de Deus comSatanás: - “E porei inimizade entre ti e a mulher;e entre a tua semente e a sua semente; esta(este) te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás ocalcanhar”. Aqui encontramos quatro aspectos:1- inimizade; 2- serpente; 3- mulher; 4- 2sementes. Irá existir uma inimizade mortal entrea serpente e a mulher; entre a semente daserpente e a da mulher.
  6. 6. Mas, como nos podemos aperceber, averdadeira guerra não é entre a serpente e amulher e as respectivas sementes. Serepararmos bem para a última parte doversículo, é dito que “(…) este te ferirá acabeça”, o que significa que esta descendêncianão se encontra, filologicamente, nofeminino, mas no masculino. Naverdade, quem é a verdadeira semente damulher?
  7. 7. Sem sombra de dúvida que é Cristo a quem Satanásodeia em primeiro lugar? A Igreja ou aquele que estána sua base? A quem esta entidade quis destruir emprimeiro lugar? Claro, a Cristo. Porquê? PorqueSatanás sabia, desde o Jardim do Éden que esta“semente” era um “ele” – Cristo – e não umasemente, um coletivo. Note-se, a este respeito oreforço desta verdade no interior do texto doApoc.12.5, pois aqui é dito que “a mulher deu à luzum filho, um varão, (…)”. Do termo impreciso -“filho” -, que poderá ser entendido por ele ou ela, otexto acrescenta, reforçando de uma forma precisaque, este “filho” trata-se de um varão.
  8. 8. A análise
  9. 9. Este capítulo começa com uma referência aopassado, ao dizer: – “E viu-se um grande sinal nocéu: uma mulher vestida de sol, tendo a luadebaixo dos seus pés, e uma coroa de dozeestrelas sobre a sua cabeça” – v. 1. Estamulher, biblicamente falando é símbolo de umaIgreja – cf. II Cor. 11.2; Ef. 5.23,25-27. Peladescrição que é feita, esta representa uma Igrejapura, que contrasta com a que é apresentada nocap. 17 do Apocalipse - uma mulher prostituída.
  10. 10. Porquê a referência a doze estrelas? Afinal, deque fase da história da mulher/Igreja nos está aser apresentada neste capítulo? Tudo apontapara a alusão ao Antigo Testamento. Qual arazão? Quando se vê a descrição que é feita destamulher, que “estava grávida, e com dores departo, e gritava com ânsia de dar à luz”
  11. 11. v. 2 - o que é que o vidente de Patmos nosquer mostrar? Note-se que, quando oapóstolo vê a mulher, a criança ainda nãotinha nascido. Assim, esta mulherrepresenta, efetivamente, a Igreja do AntigoTestamento, que desejava, ardentemente, avinda do Messias há tanto tempo prometidopara a libertação plena de Israel – o povo deDeus.
  12. 12. Em relação ao texto em lide, como aode Gênesis 3.15, far-se-ão as maisestranhas interpretações dasEscrituras, a saber: 1- Gén. 3.15 – aquia mulher, representa Maria ou Eva, oua mulher, em geral; 2- Apoc. 12.1
  13. 13. aqui está representada Maria, Israel e a Igreja.Referem, a este propósito que “primeiro: aprole ou o filho da mulher não é nem pode seroutro senão o anunciado Reparador ouRedentor, isto é, Jesus Cristo; segundo: que amulher apresenta-se como a mãe doRedentor, e mãe do redentor, Jesus Cristo, nãohá outra propriamente a não ser a VirgemMaria. (…).
  14. 14. (…). Partimos do pressuposto, inegável de que amulher do Proto-evangelho (Gên. 3.15) é amesma mulher do Apocalipse 12.1”. Antes demais, debrucemo-nos sobre algumasconsiderações tendentes a ver nesta mulher doApocalipse, não somente a Igreja em geral, masa figura de Maria, em particular.
  15. 15. Considerações acerca do texto;Por: Marcos Antonio da Silva [dommarko42]http://www.youtube.com/user/dommarko42
  16. 16. Este texto poderia passar por despercebido epoderia-se até imaginar que tenha sidoescrito por algum exegeta católico, massurpreendentemente foi escrito por umpastor adventista, uma das igrejas maisjudaizantes das que existem e que tem comoRegra negar toda a condição de Maria nocenário cristão.
  17. 17. Maria a mãe do Senhor conforme São Lucascap. 2 versos de 41 à 45.Muitas vezes no adventismo descida àsegundo plano, onde em primeiro plano jásubsiste a figura de Ellen Gould White.
  18. 18. De qualquer forma o texto do agorarevelado Pastor Adventista José CarlosCosta que foi responsável pelosDepartamentos da Juventude, EscolaSabatina, Ministério Pessoal eConferencista da União Portuguesa. Foitambém Diretor dos Ministérios da Igrejana Divisão Euroafricana com sede emBerna, Suíça. Mostra que é impossívelneste caso negar a verdade divina.
  19. 19. O texto na íntegra pode ser visualizado no blogEstudo das profecias do mesmo autor no linkabaixo;http://www.estudoprofecias.com/2010/04/maria-mulher.html#comment-form
  20. 20. Para saber mais sobre catolicismo acesse:http://igrejareformacivilizacao.blogspot.com/2010/ 04/indice-geral.htmlhttp://www.paginaoriente.com/http://www.montfort.org.br/http://caiafarsa.wordpress.com/http://cienciaconfirmaigreja.blogspot.com/

×