A FormaçãO De Portugal

23.868 visualizações

Publicada em

0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
23.868
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
148
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A FormaçãO De Portugal

  1. 1. A Formação de Portugal Realizado por: Daniela 7ºA nº3 Prof.ª: Sílvia Mendonça Escola Básica 2,3 da Cruz de Pau
  2. 2. <ul><li>Introdução---  Pagina 3 </li></ul><ul><li>A Formação de Portugal---  Pagina 4 á 5 </li></ul><ul><li>Conclusão-----  Pagina 6 </li></ul><ul><li>Bibliografia-----  Pagina 7 </li></ul>Índice
  3. 3. <ul><li>Eu com este trabalho pretendo aprender mais sobre a Formação de Portugal, como surgiu, o que fez com que desse a origem, o que é o condado Portucalense. </li></ul>Introdução
  4. 4. Mais ou menos no século XI, no ano 1031, ouve uma perda de unidades no domínio taifas ). Os taifas eram reinos pequenos e muito fracos, e como tal a reconquista muçulmano na península Ibérica. Começaram a existir vários reinos chamados (avançou com o rei Fernando Magno. Fernando Magno tinha um filho chamado Afonso VI, rei de Galiza, Castela e Leão. Mais tarde este reino chamou um grupo de guerreiros muçulmanos, que eram originados de Marrocos, esses homens chamavam-se de Almorávidas. O rei Afonso VI agiu rapidamente e pediu auxilio de dois cavaleiros francos. Chamavam-se Raimundo e Henrique. Henrique recebeu em casamento D.Teresa, que era filha ilegítima do rei e recebeu também o mais importante de tudo, o condado portucalense. Mas em troca disso tinha obrigações, de administrar, defender e aumentar o seu território. Depois da morte de Henrique D.Teresa ficou na direcção do condado Portucalense. Apareceu depois D.Afonso Henrique filho de D.Teresa,que foi quando se revoltou com a sua mãe e seus aliados, que foram derrotados na batalha de São Mamede. <ul><ul><ul><ul><ul><li>A formação de Portugal </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  5. 5. <ul><li>O rei D. Afonso Henriques continuou as suas expedições para Sul, fazendo doações aos cruzados que ficaram em Portugal, à Ordem dos Templários e aos monges cistercienses, que receberam grandes domínios para colonizarem. Os Templários ficaram, a partir daí, encarregados da defesa de Santarém e Lisboa, de modo a evitarem as investidas dos muçulmanos, vindos agora de leste. Apoiado nesta estratégica defesa, o rei pôde continuar as suas campanhas. Em 1158 ou 1160, tomou Alcácer do Sal. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Quando, em 1185, morreu D. Afonso Henriques, a Reconquista chegara ao Alentejo e tinham sido tomadas as importantes cidades de Évora e Beja , depois de ser rei, concentrou todos os seus esforços no reforço da defesa e no recomeço da ofensiva. Continuou, tal como o pai, a fazer importantes doações às ordens militares que protegiam o território português dos ataques muçulmanos, principalmente a Ordem de Santiago . Em 1189, mais uma vez com a ajuda de cruzados, foi atacado o castelo de Alvor, preparando a conquista da poderosa cidade de Silves, a 3 de Setembro de 1189. Em 1190, iniciou-se um longo período de crise que durou até ao reinado de D. Afonso III e que ficou marcado por sucessivas incursões dos muçulmanos no território já conquistado, tendo sido perdidas muitas das terras conquistadas no Alentejo. Com as numerosas expedições levadas a cabo por D. Sancho II , foram conquistadas sucessivamente Elvas e Juromenha , Moura e Serpa , Aljustrel , e Mértola . </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Com D. Afonso III terminou a conquista do Algarve: Faro e toda a região do Oeste algarvio passaram a ser controladas pelos cristãos.Grande parte das conquistas no Alentejo e no Algarve não foram feitas directamente pelo rei, mas pelas ordens militares, principalmente pelos cavaleiros de Santiago. As fronteiras portuguesas, fixadas a sul no reinado de D. Afonso III, foram delimitadas a leste no reinado de D. Dinis, com o tratado de Alcanises . A nova linha de fronteira, com excepção de Olivença, manteve-se inalterável até aos nossos dias. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Eu consegui realizar o que eu queria. Consegui aprender como surgiu a Formação de Portugal, Como deu a sua origem, e o que e o tratado de Portucalense entre outros. </li></ul>Conclusão
  9. 9. <ul><li>http://pt.wikipedia.org/ wiki /Condado_Portucalense </li></ul><ul><li>http://web.rcts.pt/escolovar/historia_formacao.htm </li></ul><ul><li>Livro de Historia de 7ºA </li></ul>Bibliografia

×