SlideShare uma empresa Scribd logo
A Fixação do Território
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
•   A origem do REINO de POERTUGAL remonta às atitudes  rebeldes de Afonso Henrique contra o seu primo e suserano Afonso VII, rei de Leão e Castela e imperador da Espanha. D. Afonso Henriques
•   D. AFONSO HENRIQUES  era vassalo do rei de Leão e devia-lhe obediência, à maneira feudal. No entanto, vai lutar contra Castela para conseguir uma maior autonomia do CONDADO PORTUCALENSE, com vista a torná-lo independente.  É um acto próprio de um senhor feudal que se quer tornar mais poderoso, com mais territórios e com mais poder sobre o território e a população que nele vive.  D. Afonso Henriques
•   Em 1143, na CONFERÊNCIA DE ZAMORA, o rei de Leão e de Castela, Afonso VII acaba por reconher D. Afonso Henriques como rei (rex) de Portugal. 1143 Portugal  Novo reino cristão da Europa
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],A LUTA PELO ALARGAMENTO DO TERRITÓRIO
[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],Mesquita almóada de Mértola
[object Object],[object Object],[object Object],Muralhas de Silves
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
•   Reinava em Portugal  D. Dinis , quando, em 1297, foi assinado  o  TRATADO  DE  ALCANISES,  entre  o  rei  português  e  Fernando IV de Castela. Ao mesmo tempo projectavam-se casamentos reais, uma paz de 40 anos baseada na «amizade a defesa mútuas»e fixavam-se os limites territoriais dos dois reinos hispânicos. 1297 Portugal  estabelece  definitivamente  as suas fronteira s Diploma do TRATADO DE ALCANISES D. DINIS
[object Object]
A RECONQUISTA Carácter Político Carácter Religioso Conduziu à afirmação e ao  engrandecimento dos reinos  e soberanos  ibéricos. A Reconquista foi entendida como uma «guerra santa» dos Cristãos contra os Muçulmanos. O seu triunfo levou à afirmação e expansão da religião cristã na Península Ibérica.
A reconquista ou «CRUZADAS DO OCIDENTE» tomou contornos de GUERRA SANTA, merecedora  de tanta consideração como as CRUZADAS à Palestina. Os reis peninsulares usufruíram de várias bulas papais que exortavam à expulsão dos muçulmanos da  Península Ibérica, concedendo perdão aos que  participavam na luta. A Reconquista teve o apoio  das  Ordens Religioso-militares Cruzado Cristão
[object Object],[object Object],Templário Cavaleiros da ordem religioso-militar de Santiago
Senhores laicos e eclesiásticos Os concelhos Regiões do território  português
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],ALADINOOOO TXAPINHOOOO MAUROOOO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdfVítor Santos
 
Reconquista Cristã
Reconquista CristãReconquista Cristã
Reconquista Cristãcattonia
 
19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII
19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII
19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIIICarla Freitas
 
A identidade civilizacional da Europa Ocidental
A identidade civilizacional da Europa OcidentalA identidade civilizacional da Europa Ocidental
A identidade civilizacional da Europa OcidentalSusana Simões
 
Condado portucalense
Condado portucalenseCondado portucalense
Condado portucalenseLuisa Jesus
 
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial  módulo II- 10º ANOPaís rural e senhorial  módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial módulo II- 10º ANOCarina Vale
 
A identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidentalA identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidentalVítor Santos
 
A identidade civilizacional da Europa Ocidental - A multiplicidade de poderes
A identidade civilizacional da Europa Ocidental - A multiplicidade de poderesA identidade civilizacional da Europa Ocidental - A multiplicidade de poderes
A identidade civilizacional da Europa Ocidental - A multiplicidade de poderesNúcleo de Estágio ESL 2014-2015
 
A identidade civilizacional da Europa Ocidental - O renascimento das cidades...
 A identidade civilizacional da Europa Ocidental - O renascimento das cidades... A identidade civilizacional da Europa Ocidental - O renascimento das cidades...
A identidade civilizacional da Europa Ocidental - O renascimento das cidades...Núcleo de Estágio ESL 2014-2015
 
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo JoaninoD. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo JoaninoBarbaraSilveira9
 
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentosVítor Santos
 
País urbano concelhio módulo II-10 º ANO
País urbano concelhio  módulo II-10 º ANOPaís urbano concelhio  módulo II-10 º ANO
País urbano concelhio módulo II-10 º ANOCarina Vale
 
18 reconquista cristã e a formação de portugal
18   reconquista cristã e a formação de portugal18   reconquista cristã e a formação de portugal
18 reconquista cristã e a formação de portugalCarla Freitas
 
MÓDULO II- 10º ANO- Idade média: reconquista
MÓDULO II- 10º ANO-  Idade média: reconquistaMÓDULO II- 10º ANO-  Idade média: reconquista
MÓDULO II- 10º ANO- Idade média: reconquistaCarina Vale
 
4. O Modelo Romano - a progressiva extensão da cidadania; a afirmação imperia...
4. O Modelo Romano - a progressiva extensão da cidadania; a afirmação imperia...4. O Modelo Romano - a progressiva extensão da cidadania; a afirmação imperia...
4. O Modelo Romano - a progressiva extensão da cidadania; a afirmação imperia...Núcleo de Estágio ESL 2014-2015
 

Mais procurados (20)

O poder régio
O poder régioO poder régio
O poder régio
 
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
 
Reconquista Cristã
Reconquista CristãReconquista Cristã
Reconquista Cristã
 
Apresentação sobre o Absolutismo Régio
Apresentação sobre o Absolutismo RégioApresentação sobre o Absolutismo Régio
Apresentação sobre o Absolutismo Régio
 
19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII
19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII
19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII
 
Concelhos 1
Concelhos 1Concelhos 1
Concelhos 1
 
A identidade civilizacional da Europa Ocidental
A identidade civilizacional da Europa OcidentalA identidade civilizacional da Europa Ocidental
A identidade civilizacional da Europa Ocidental
 
Condado portucalense
Condado portucalenseCondado portucalense
Condado portucalense
 
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial  módulo II- 10º ANOPaís rural e senhorial  módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
 
A identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidentalA identidade civilizacional da europa ocidental
A identidade civilizacional da europa ocidental
 
A identidade civilizacional da Europa Ocidental - A multiplicidade de poderes
A identidade civilizacional da Europa Ocidental - A multiplicidade de poderesA identidade civilizacional da Europa Ocidental - A multiplicidade de poderes
A identidade civilizacional da Europa Ocidental - A multiplicidade de poderes
 
A identidade civilizacional da Europa Ocidental - O renascimento das cidades...
 A identidade civilizacional da Europa Ocidental - O renascimento das cidades... A identidade civilizacional da Europa Ocidental - O renascimento das cidades...
A identidade civilizacional da Europa Ocidental - O renascimento das cidades...
 
O país urbano e concelhio
O país urbano e concelhioO país urbano e concelhio
O país urbano e concelhio
 
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo JoaninoD. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
 
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
 
País urbano concelhio módulo II-10 º ANO
País urbano concelhio  módulo II-10 º ANOPaís urbano concelhio  módulo II-10 º ANO
País urbano concelhio módulo II-10 º ANO
 
18 reconquista cristã e a formação de portugal
18   reconquista cristã e a formação de portugal18   reconquista cristã e a formação de portugal
18 reconquista cristã e a formação de portugal
 
MÓDULO II- 10º ANO- Idade média: reconquista
MÓDULO II- 10º ANO-  Idade média: reconquistaMÓDULO II- 10º ANO-  Idade média: reconquista
MÓDULO II- 10º ANO- Idade média: reconquista
 
4. O Modelo Romano - a progressiva extensão da cidadania; a afirmação imperia...
4. O Modelo Romano - a progressiva extensão da cidadania; a afirmação imperia...4. O Modelo Romano - a progressiva extensão da cidadania; a afirmação imperia...
4. O Modelo Romano - a progressiva extensão da cidadania; a afirmação imperia...
 
Concelhos 2
Concelhos 2Concelhos 2
Concelhos 2
 

Destaque

Reconquista Cristã (Resumo)
Reconquista Cristã (Resumo)Reconquista Cristã (Resumo)
Reconquista Cristã (Resumo)mari_punk
 
A Formação do Reino de Portugal
A Formação do Reino de PortugalA Formação do Reino de Portugal
A Formação do Reino de PortugalHistN
 
Resumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º anoResumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º anojorgina8
 
A identidade civilizacional da Europa Ocidental: a fragilidade do equilíbrio ...
A identidade civilizacional da Europa Ocidental: a fragilidade do equilíbrio ...A identidade civilizacional da Europa Ocidental: a fragilidade do equilíbrio ...
A identidade civilizacional da Europa Ocidental: a fragilidade do equilíbrio ...Núcleo de Estágio ESL 2014-2015
 
Formação de Portugal
Formação de PortugalFormação de Portugal
Formação de PortugalIsabel Alves
 
5. a urbanização medieval
5. a urbanização medieval5. a urbanização medieval
5. a urbanização medievalAna Cunha
 
Programa historia a 10_11_12
Programa historia a 10_11_12Programa historia a 10_11_12
Programa historia a 10_11_12Ana Cristina F
 
A Reconquista e a Formação de Portugal
A Reconquista e a Formação de PortugalA Reconquista e a Formação de Portugal
A Reconquista e a Formação de PortugalNelson Faustino
 
A crise do século xiv 1
A crise do século xiv 1A crise do século xiv 1
A crise do século xiv 1Carla Teixeira
 
Guerra da reconquista e a formação de portugal
Guerra da reconquista e a formação de portugalGuerra da reconquista e a formação de portugal
Guerra da reconquista e a formação de portugalrafaforte
 
D. Afonso Henriques
D. Afonso HenriquesD. Afonso Henriques
D. Afonso HenriquesMaria Gomes
 
Poder Senhorial
Poder SenhorialPoder Senhorial
Poder Senhorialjorgina8
 
Domínio senhorial
Domínio senhorialDomínio senhorial
Domínio senhorialMaria Gomes
 

Destaque (17)

Reconquista Cristã (Resumo)
Reconquista Cristã (Resumo)Reconquista Cristã (Resumo)
Reconquista Cristã (Resumo)
 
País rural e senhorial
País rural e senhorialPaís rural e senhorial
País rural e senhorial
 
A Formação do Reino de Portugal
A Formação do Reino de PortugalA Formação do Reino de Portugal
A Formação do Reino de Portugal
 
Resumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º anoResumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º ano
 
A identidade civilizacional da Europa Ocidental: a fragilidade do equilíbrio ...
A identidade civilizacional da Europa Ocidental: a fragilidade do equilíbrio ...A identidade civilizacional da Europa Ocidental: a fragilidade do equilíbrio ...
A identidade civilizacional da Europa Ocidental: a fragilidade do equilíbrio ...
 
Formação de Portugal
Formação de PortugalFormação de Portugal
Formação de Portugal
 
Reconquista Cristã
Reconquista CristãReconquista Cristã
Reconquista Cristã
 
5. a urbanização medieval
5. a urbanização medieval5. a urbanização medieval
5. a urbanização medieval
 
Programa historia a 10_11_12
Programa historia a 10_11_12Programa historia a 10_11_12
Programa historia a 10_11_12
 
A Reconquista e a Formação de Portugal
A Reconquista e a Formação de PortugalA Reconquista e a Formação de Portugal
A Reconquista e a Formação de Portugal
 
A crise do século xiv 1
A crise do século xiv 1A crise do século xiv 1
A crise do século xiv 1
 
Guerra da reconquista e a formação de portugal
Guerra da reconquista e a formação de portugalGuerra da reconquista e a formação de portugal
Guerra da reconquista e a formação de portugal
 
D. Afonso Henriques
D. Afonso HenriquesD. Afonso Henriques
D. Afonso Henriques
 
Reconquista Cristã
Reconquista CristãReconquista Cristã
Reconquista Cristã
 
Poder Senhorial
Poder SenhorialPoder Senhorial
Poder Senhorial
 
Domínio senhorial
Domínio senhorialDomínio senhorial
Domínio senhorial
 
Idade Ma
Idade MaIdade Ma
Idade Ma
 

Semelhante a A Reconquista

Resumo da matéria para o teste fevereiro
Resumo da matéria para o teste fevereiroResumo da matéria para o teste fevereiro
Resumo da matéria para o teste fevereiropatriciacanico
 
A formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território portuguêsA formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território portuguêsAnabela Sobral
 
A península ibérica
A península ibéricaA península ibérica
A península ibéricaceufaias
 
Peninsula ibericadois mundos em presença
Peninsula ibericadois mundos em presençaPeninsula ibericadois mundos em presença
Peninsula ibericadois mundos em presençalazaro12r
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Carolina Magalhães
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Carolina Magalhães
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Maria Ferreira
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01lmmj
 
A FormaçãO De Portugal Trabalh O Ja Feit O
A FormaçãO De Portugal Trabalh O Ja Feit OA FormaçãO De Portugal Trabalh O Ja Feit O
A FormaçãO De Portugal Trabalh O Ja Feit OSílvia Mendonça
 
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024Cabiamar
 
A Reconquista Cristã
A Reconquista Cristã A Reconquista Cristã
A Reconquista Cristã DinisStudios
 
154 ab reconquista e formação de espanha e portugal
154 ab reconquista e formação de espanha e portugal154 ab reconquista e formação de espanha e portugal
154 ab reconquista e formação de espanha e portugalcristianoperinpissolato
 

Semelhante a A Reconquista (20)

Resumo da matéria para o teste fevereiro
Resumo da matéria para o teste fevereiroResumo da matéria para o teste fevereiro
Resumo da matéria para o teste fevereiro
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 
A formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território portuguêsA formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território português
 
A península ibérica
A península ibéricaA península ibérica
A península ibérica
 
Hgp 5
Hgp 5Hgp 5
Hgp 5
 
Peninsula ibericadois mundos em presença
Peninsula ibericadois mundos em presençaPeninsula ibericadois mundos em presença
Peninsula ibericadois mundos em presença
 
Formaçaõ de portugal
Formaçaõ de portugalFormaçaõ de portugal
Formaçaõ de portugal
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
 
A FormaçãO De Portugal
A FormaçãO De PortugalA FormaçãO De Portugal
A FormaçãO De Portugal
 
A FormaçãO De Portugal
A FormaçãO De PortugalA FormaçãO De Portugal
A FormaçãO De Portugal
 
A FormaçãO De Portugal Trabalh O Ja Feit O
A FormaçãO De Portugal Trabalh O Ja Feit OA FormaçãO De Portugal Trabalh O Ja Feit O
A FormaçãO De Portugal Trabalh O Ja Feit O
 
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
 
A Reconquista Cristã
A Reconquista Cristã A Reconquista Cristã
A Reconquista Cristã
 
154 ab reconquista e formação de espanha e portugal
154 ab reconquista e formação de espanha e portugal154 ab reconquista e formação de espanha e portugal
154 ab reconquista e formação de espanha e portugal
 
2º avanços e recuos da reconquista
2º avanços e recuos da reconquista2º avanços e recuos da reconquista
2º avanços e recuos da reconquista
 
2º avanços e recuos da reconquista
2º avanços e recuos da reconquista2º avanços e recuos da reconquista
2º avanços e recuos da reconquista
 

Mais de Professores História

Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926Professores História
 
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926Professores História
 
12º EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx
12º   EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx12º   EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx
12º EvoluçãO Do Mundo No SéCulo XxProfessores História
 
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula TorresProfessores História
 
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula TorresProfessores História
 
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –Professores História
 
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –Professores História
 

Mais de Professores História (20)

Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
 
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
 
12º EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx
12º   EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx12º   EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx
12º EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx
 
As experiências das vanguardas
As experiências das vanguardasAs experiências das vanguardas
As experiências das vanguardas
 
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
 
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
 
12º A Cultura De Massas Ii
12º   A Cultura De Massas   Ii12º   A Cultura De Massas   Ii
12º A Cultura De Massas Ii
 
12º A Cultura De Massas Ii
12º   A Cultura De Massas   Ii12º   A Cultura De Massas   Ii
12º A Cultura De Massas Ii
 
20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal
 
20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal
 
20 Datas Da História De Portugal
20  Datas Da  História De  Portugal20  Datas Da  História De  Portugal
20 Datas Da História De Portugal
 
20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal
 
20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal
 
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
 
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
 
Guerra Civil Portuguesa
Guerra Civil PortuguesaGuerra Civil Portuguesa
Guerra Civil Portuguesa
 
A Crise Religiosa
A Crise ReligiosaA Crise Religiosa
A Crise Religiosa
 
A Crise Religiosa
A Crise ReligiosaA Crise Religiosa
A Crise Religiosa
 
A Crise Religiosa
A Crise ReligiosaA Crise Religiosa
A Crise Religiosa
 
A Pintura Do Renascimento
A Pintura Do RenascimentoA Pintura Do Renascimento
A Pintura Do Renascimento
 

A Reconquista

  • 1. A Fixação do Território
  • 2.
  • 3.
  • 4. A origem do REINO de POERTUGAL remonta às atitudes rebeldes de Afonso Henrique contra o seu primo e suserano Afonso VII, rei de Leão e Castela e imperador da Espanha. D. Afonso Henriques
  • 5. D. AFONSO HENRIQUES era vassalo do rei de Leão e devia-lhe obediência, à maneira feudal. No entanto, vai lutar contra Castela para conseguir uma maior autonomia do CONDADO PORTUCALENSE, com vista a torná-lo independente. É um acto próprio de um senhor feudal que se quer tornar mais poderoso, com mais territórios e com mais poder sobre o território e a população que nele vive. D. Afonso Henriques
  • 6. Em 1143, na CONFERÊNCIA DE ZAMORA, o rei de Leão e de Castela, Afonso VII acaba por reconher D. Afonso Henriques como rei (rex) de Portugal. 1143 Portugal Novo reino cristão da Europa
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14. Reinava em Portugal D. Dinis , quando, em 1297, foi assinado o TRATADO DE ALCANISES, entre o rei português e Fernando IV de Castela. Ao mesmo tempo projectavam-se casamentos reais, uma paz de 40 anos baseada na «amizade a defesa mútuas»e fixavam-se os limites territoriais dos dois reinos hispânicos. 1297 Portugal estabelece definitivamente as suas fronteira s Diploma do TRATADO DE ALCANISES D. DINIS
  • 15.
  • 16. A RECONQUISTA Carácter Político Carácter Religioso Conduziu à afirmação e ao engrandecimento dos reinos e soberanos ibéricos. A Reconquista foi entendida como uma «guerra santa» dos Cristãos contra os Muçulmanos. O seu triunfo levou à afirmação e expansão da religião cristã na Península Ibérica.
  • 17. A reconquista ou «CRUZADAS DO OCIDENTE» tomou contornos de GUERRA SANTA, merecedora de tanta consideração como as CRUZADAS à Palestina. Os reis peninsulares usufruíram de várias bulas papais que exortavam à expulsão dos muçulmanos da Península Ibérica, concedendo perdão aos que participavam na luta. A Reconquista teve o apoio das Ordens Religioso-militares Cruzado Cristão
  • 18.
  • 19. Senhores laicos e eclesiásticos Os concelhos Regiões do território português
  • 20.
  • 21.
  • 22.