1
Associação Lageana de Voleibol
I - DA OBSERVÂNCIA DESTE REGULAMENTO
Art. 1º - Este Regulamento é o conjunto das disposiç...
2
mesmo não ocorrendo, acarretará no seu desligamento das competições da LV por tempo
indeterminado, caso a equipe for rei...
3
VI - DOS JOGOS
Art. 16º - Não haverá tempo técnico em nenhum evento da Associação Lageana de Voleibol.
Art. 17o
– Nas co...
4
AUSÊNCIA - 0 (ZERO) PONTO
Art. 27º - Ocorrendo empate na classificação, será adotado o seguinte critério:
a) ENTRE DUAS ...
5
- um assistente técnico;
- um preparador físico;
- um médico, massagista ou fisioterapeuta.
Obs. A comissão técnica deve...
6
- 1 (um) troféu para a equipe classificada em 1º lugar;
- 15 medalhas para as equipes classificadas em 1º, 2º, 3º;
45.2 ...
6
- 1 (um) troféu para a equipe classificada em 1º lugar;
- 15 medalhas para as equipes classificadas em 1º, 2º, 3º;
45.2 ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Regulamento da Liga Serrana

189 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
189
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Regulamento da Liga Serrana

  1. 1. 1 Associação Lageana de Voleibol I - DA OBSERVÂNCIA DESTE REGULAMENTO Art. 1º - Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem as disputas do Campeonato de Voleibol Associação Lageana de Voleibol, tendo vigência em 2014, aos que com ele tenham relação, sua total obediência. Art. 2º - Os filiados que participarem dos Campeonatos de Voleibol da Associação Lageana de Voleibol serão Considerados conhecedores deste Regulamento e se submeterão, sem reserva, aos seus anexos, aditivos, resoluções, circulares, notas oficiais, instruções normativas e normas orgânicas da Associação Lageana de Voleibol. Art. 3º - O Campeonato de Voleibol da Associação Lageana de Voleibol, além do estabelecido neste Regulamento, será regido pelas REGRAS INTERNACIONAIS DA MODALIDADE, com as adaptações feitas e publicadas. Art. 4º - É de competência da Diretoria da Associação Lageana de Voleibol, interpretar este Regulamento, zelar por sua execução e resolver os casos omissos. II - DA PARTICIPAÇÃO Art. 5º - Poderão participar dos Campeonatos todos os Clubes, Entidades e municípios Filiados em dia com as suas obrigações estatutárias. III - DOS CAMPEONATOS E CATEGORIAS Art. 6º - Os Campeonatos de 2014 da ALV serão realizados nas categorias: No naipe Masculino: Mirim, Infantil, Infanto/Juvenil e Adulto. No naipe Feminino: Mirim, Infantil, Infanto/Juvenil e adulto. III - DAS ETAPAS CLASSIFICATÓRIAS Art. 7º - As categorias mirim, infantil, infanto-juvenil e adulto masculino e feminino serão realizadas em 2 (duas) etapas classificatória + final, conforme artigo 8º. 7.1 – Todas as equipes se obrigam a participar nas duas etapas classificatórias mais fase final se houver classificação, não será preciso confirmação para 2ª etapa. 7.2 – Não poderão participar da 2ª etapa equipes que não tenham participado da 1ª etapa. Art. 8º - Para formação das chaves as equipes serão divididas da seguinte forma: a) Com 2 (duas) equipes, não será realizada a etapa; b) De 3 (três) a 6 (seis) equipes, sede única; Obs.: Quando o campeonato atingir um total de 6 (seis) participantes, os mesmos serão divididos em duas chaves, com cruzamento direto, sendo 1º de A x 1º de B (1º/2º lugares), 2º de A x 2º de B (3º/4º lugares), 3º de A x 3º de B (5º/6º lugares). c) Com 07 (sete) ou 10 (dez) equipes, duas sede com chaves A e B; d) De 11 (onze) a 15 (quinze) equipes, três sedes com chaves A e B e C; e) acima de 15 (quinze) equipes, quatro sedes com chaves A, B, C e D; Art. 9º – Caso a equipe inscrita desista da etapa ou competição após a distribuição da tabela, se obrigará ao pagamento de uma multa de R$ 400,00 (quatrocentos reais) mais a taxa de arbitragem da etapa. O
  2. 2. 2 mesmo não ocorrendo, acarretará no seu desligamento das competições da LV por tempo indeterminado, caso a equipe for reincidente a multa será de 800,00 (oitocentos reais). 9.1 – O prazo para equipe ser reincidente será de 2 (dois) anos, a partir da primeira desistência. Art. 10º – As datas das competições só poderão ser alteradas caso coincidam com as organizadas pela Fesporte ou Federação Catarinense de Voleibol, desde que estes não afetem o bom andamento da competição. Art. 11º - Após a publicação as tabelas não poderão sofrer alterações; Art. 12º – O calendário será mensal e enviado as equipe na primeira quinzena do mês anterior; IV – FORMAÇÃO DAS CHAVES Art. 13º – As etapas se realizarão conforme programação do departamento técnico da A.L.V. Na primeira etapa será realizado sorteio para definir a programação. 2ª Etapa com duas chaves: Duas chaves: Chave A – 1º colocado de “A”, 2º de chave “B”, 3º colocado “A”, 4º colocado “B”; 5º colocado “A”; Chave B – 1º colocado de “B”, 2º de chave “A”, 3º colocado “B” 4º colocado “A”; 5º colocado “B”; 2ª etapa com três chaves: Chave A – 1º colocado de “A”, 2º colocado de “C”, 3º colocado de “B”, 4º colocado de “A”, 5º colocado de “C”; Chave B – 1º colocado de “B”, 2º colocado de “A”, 3º colocado de “C”, 4º colocado de “B”, 5º colocado de “A”; Chave C – 1º colocado de “C”, 2º colocado de “B”, 3º colocado de “A”, 4º colocado de “C”, 5º colocado de “B”; V – ETAPAS FINAIS Art. 14º - Não poderão participar da fase final, atletas que não participaram de pelo menos uma etapa classificatória; Art. 15º - Os classificados para a fase final serão proporcionais ao número de equipes inscritas e participantes no Campeonato, como segue: a) Com 3 (três), não haverá fase final, sendo a competição realizada em turno e returno; a.1) Caso a equipe vença os dois turnos será automaticamente campeã da competição e os demais definido pela pontuação adquirida nas duas etapas; a.2) Caso haja um campeão em cada etapa, as duas equipes que mais pontuarem na somatória das duas etapas, disputarão um jogo extra na mesma data do returno. O 3º colocado será definido pela pontuação adquirida nas duas etapas. b) Acima 3 (três) equipes, classificam-se os 4 (quatro) com melhor pontuação, disputando 1º x 4º e 2º x 3º. Perdedores jogam 3º/4º lugares e vencedores 1º/2º lugares, disputando a série ouro; Taça prata a) Com 7 (sete), classificam-se do 5º ao 7º lugares para disputa da série prata; b) Acima de 7 (sete), classificam-se do 5º ao 8º lugares para disputa da série prata, as disputas serão iden “b” das etapas finais; Obs.: A premiação da taxa prata será rateada entre as equipes participantes;
  3. 3. 3 VI - DOS JOGOS Art. 16º - Não haverá tempo técnico em nenhum evento da Associação Lageana de Voleibol. Art. 17o – Nas competições que houver 3 (três) equipes participantes , desde a fase turno, serão realizados em 3 (três) sets vencedores; Art. 18o – Nas competições com mais de 3 (três) equipes, nas suas fases classificatórias serão realizadas em 2 (dois) sets vencedores. Art. 19º – Nas finais, os jogos serão realizados em 3 (três) sets vencedores; Art. 20º - Não poderá utilizar o LIBERO, na categoria: Mirim Art. 21o – Nas fases classificatórias e finais, a equipe que não se apresentar, em condição de jogo, até 15 minutos após o horário estipulado para a partida, será considerada perdedora por 2 x0(25x0,25x0). Para fins de classificação a equipe faltante não terá nenhum ponto computado na etapa, ficando ainda sujeita às penalidades no artigo 9º. Art. 22o - Nenhum jogo deixará de ser realizado por motivo do não comparecimento dos árbitros, apontadores ou Delegado da Associação Lageana de voleibol. § Único: Na hipótese descrita neste artigo, atuará como arbitro aquele que for escolhido de comum acordo pelos capitães das duas equipes. Se não houver acordo, atuará aquele que for designado pelo Delegado da competição. Art. 23o – Cabe ao Delegado a apresentação das súmulas, ordem de saque e banner, para a realização do evento. Art. 24o - Ao Clube sede compete tomar todas as providências necessárias para a realização das partidas. VII - PONTUAÇÃO PARA AS ETAPAS DOS CAMPEONATOS. Art. 25o - A pontuação das equipes em cada etapa será: 1º lugar 09 pontos 2º lugar 07 pontos 3º lugar 05 pontos 4º lugar 03 pontos 5º lugar 02 pontos Demais participantes 01 ponto. 25.1 – No caso das equipes somarem o mesmo número de pontuação nas etapas classificatórias será adotado os seguintes critérios de desempate: 25.1.1 – 1º critério: Pontos average; 25.1.2 – 2º critério: Menor número de cartões vermelhos; 25.1.3 – 3º critério: Menor número de cartões amarelos; 25.1.4 – 2º critério: Sorteio; VIII - DA DECISÃO DOS CAMPEONATOS Art. 26o – Para os jogos realizados em 2 (dois) ou 3 (três) sets vencedores, será considerada vencedora de cada etapa a equipe que somar maior número de pontos, contados da seguinte forma: VITÓRIA - 2 (DOIS) PONTOS DERROTA - 1 (UM) PONTO
  4. 4. 4 AUSÊNCIA - 0 (ZERO) PONTO Art. 27º - Ocorrendo empate na classificação, será adotado o seguinte critério: a) ENTRE DUAS EQUIPES: b) ENTRE TRÊS EQUIPES OU MAIS: a.1) confronto direto; b.1) sets average entre as equipes empatadas; b.2) pontos average, entre as equipes empatadas; b.3) sorteio; IX - DAS INSCRIÇÕES DOS CLUBES Art. 28º - Somente poderão inscrever-se nos Eventos promovidos pela Associação Lageana de voleibol, as Entidades, Clubes e/ou municípios que estiverem com a Taxa de inscrição em dia. Art. 29º - Os pedidos de inscrição deverão ser feitos até 10 (dez) dias antes do evento, pelo Presidente ou responsável dos Clubes e/ou técnicos, através de ofício e relação nominal de atletas devidamente preenchida e enviada a entidade. 29.1 - A Associação Lageana de Voleibol não aceitará pedidos de participação que não cumpram os prazos determinados. 29.2. – Os atletas relacionados e que tenham jogado pela equipe A, não poderão atuar pela B ou C, e vice-versa. Art. 30º - Os Clubes poderão inscrever até 20 (vinte) atletas por categoria. Art. 31º - A relação de atletas será preenchida em formulário fornecido pela Associação Lageana de Voleibol, devendo ser protocolada na secretaria, até 10(dez) dias antes da 1ª participação. O Clube poderá completar a relação até o final da última etapa classificatória. Não será permitida a substituição de nomes nas relações, exceto quando o atleta não tenha jogado, nem tenha sido relacionado em súmula, em nenhuma das etapas. Art.32º - Para participar dos eventos realizados pela Associação Lageana de Voleibol, as entidades, instituições e/ou municípios deverão realizar recolhimento das taxas de inscrições, que deverá ser depositada da conta da corrente da Associação Lageana de Voleibol: a) Inscrição por categoria: R$ 250,00 (duzentos cinquenta reais); b) Nas etapas classificatórias ou finais será acrescido nas taxas de arbitragem o valor de R$ 10,00 por equipe em taxas administrativas; Art. 33º - Nenhuma equipe poderá jogar a próxima etapa seM ter liquidado a taxa de inscrição. X - DAS INSCRIÇÕES DE ATLETAS NOS CAMPEONATOS Art. 34º - Será obrigatório aos atletas e técnicos apresentar à mesa a carteira de identidade e/ou carteira da F.C.V. antes do início de cada jogo. Os técnicos deverão apresentar carteira do CREF, devidamente regularizado junto aquele órgão. O Delegado da Associação Lageana de Voleibol terá autonomia para decidir nas situações especiais. 34.1 – Caso o técnico for acadêmico de Educação Física, terá o direito de atuar, mediante comprovação expedida pela faculdade. 34.2 - Não poderão integrar a comissão técnica, menores de 18 anos, com exceção os incisos no Art. 34.1. 34.3 - Do Banco de Reserva: Somente poderão ocupar o banco de reservas: - um técnico;
  5. 5. 5 - um assistente técnico; - um preparador físico; - um médico, massagista ou fisioterapeuta. Obs. A comissão técnica deverá estar com uniforme igual. Nos dias de extremo calor o delegado poderá liberar a bermuda aos técnicos e arbitragem. A bermuda deverá ter cores neutras. XI - DAS CESSÕES TEMPORÁRIAS Art. 35o - O atleta que participar de uma categoria por um clube, poderá participar de outra categoria por outra equipe, desde que sua equipe de origem não esteja participando dessa. XII - DEFINIÇÃO DE SEDES Art. 36º - Para definições das sedes em etapas classificatórias a Associação Lageana de Voleibol respeitará a ordem de pedido dos cubes, entidades e/ou municípios. XIII - DA COORDENAÇÃO Art. 37o - A coordenação, durante as competições, é de responsabilidade do Delegado designado pela Associação Lageana de voleibol. Art. 38o - Na sua ausência, essa função será assumida pelo árbitro mais graduado. XIV - DAS OBRIGAÇÕES DE ENTIDADES SEDES Art. 39º - A cidade sede deverá arcar com as despesas de alimentação da arbitragem e delegado, mesmo quando os jogos forem realizados em um período do dia. Art. 40º - Caso houver necessidade, a cidade sede deverá dar hospedagem aos árbitros e equipes participantes, fornecendo colchões. Art. 41º - A cidade sede deverá dar todo apoio técnico para realização dos jogos, sendo de sua total obrigação: • Boleiros. • Três bolas penalty 7.0 (bola oficial da Liga Voleibol de Santa Catarina). • Placar eletrônico ou manual (com controlador). • 2 (duas) bambonas d’água para os atletas. • Protetor de poste. • Campainha. • Placas de substituição. • Antenas para rede. Art. 42º - Caberá à equipe sede impedir a entrada de quaisquer instrumentos, materiais de qualquer tipo ou tamanho e seus acessórios, de sopro ou percussão, ou buzinas, apitos que prejudiquem o desenrolar do jogo. Art. 43o - As despesas de viagem e taxas dos árbitros, e delegados da Associação Lageana de Voleibol, serão rateadas pelas equipes participantes. Art. 44o - As taxas de arbitragem deverão ser pagas, em espécie, na primeira rodada de cada etapa do Campeonato, e nas partidas isoladas, antes do início do jogo. XV – DA PREMIAÇÃO Art. 45o - Serão conferidos troféus e medalhas: 45.1 - ETAPAS FINAIS:
  6. 6. 6 - 1 (um) troféu para a equipe classificada em 1º lugar; - 15 medalhas para as equipes classificadas em 1º, 2º, 3º; 45.2 – Nas etapas classificatórias e finais será conferido um troféu: a) Iniciante – troféu para melhor jogador (a); b) Mirim, infantil, infanto-juvenil - melhor jogador (a) e melhor levantador (a); Obs.: Para escolha dos destaques serão adotados os seguintes critérios: a) Em cada jogo será escolhido o melhor jogador (a) e melhor Levantador (a), que somará um ponto; b) Após o ultimo jogo, o atleta que receber o maior numero de pontos será o destaque da etapa. Caso a pontuação esteja empatada, o delegado e arbitragem escolherão o destaque da etapa que somará mais um ponto; c) Os votados irão para um link no site www.voleilages.blogspot.com. d) Ao final das duas etapas classificatórias e fase final, o atleta que somar o maior número de pontos será declarado como melhor Jogador (a) e/ou melhor levantador (a) de 2014, recebendo seu troféu em jantar em encerramento do final de 2014. XVI – DA ARBITRAGEM Art. 46º - Os árbitros serão selecionados pela Associação Lageana de Voleibol, onde será dada prioridade aos árbitros com Experiência na área. Art. 47º - Fica instituída para as fases classificatórias e finais um valor por jogo para pagamento arbitro/apontador (a) e delegado conforme tabela abaixo especificada no anexo, sendo rateada pelas equipes, mais taxa de transporte. Nº de sets vencedor Valor 2 R$ 95,00 3 R$ 110,00 47.1 - A taxa de transporte: Km x 2 : 10 x preço combustível. XVII - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS Art. 48o - O limite de idade e altura da rede para as categorias será: 48.1. Masculino Mirim - 14 anos no ano da competição – 2000 – 2 m e 30 cm; Infantil - 16 anos no ano de competição – 1998 – 2 m e 38 cm; Infanto-Juvenil - 18 anos no ano da competição – 1996 – 2 m e 43 cm; Adulto Livre- 2 m 43 cm: Mirim - 14 anos no ano da competição – 2000 – 2 m e 15 cm; Infantil - 16 anos no ano de competição – 1998 – 2 m e 20 cm; Infanto-Juvenil - 18 anos no ano de competição – 1996 – 2 m e 24 cm; Adulto Livre- 2 m 24 cm: Art. 49o - Nas etapas dos Campeonatos fica instituído o seguinte órgão judicante: Comissão Disciplinar montada pela Associação Lageana de Voleibol, baseado na Medida Disciplinares Automática e Código de Justiça Desportiva. Art. 50o - Os casos omissos serão decididos pela presidência da Associação Lageana de Voleibol
  7. 7. 6 - 1 (um) troféu para a equipe classificada em 1º lugar; - 15 medalhas para as equipes classificadas em 1º, 2º, 3º; 45.2 – Nas etapas classificatórias e finais será conferido um troféu: a) Iniciante – troféu para melhor jogador (a); b) Mirim, infantil, infanto-juvenil - melhor jogador (a) e melhor levantador (a); Obs.: Para escolha dos destaques serão adotados os seguintes critérios: a) Em cada jogo será escolhido o melhor jogador (a) e melhor Levantador (a), que somará um ponto; b) Após o ultimo jogo, o atleta que receber o maior numero de pontos será o destaque da etapa. Caso a pontuação esteja empatada, o delegado e arbitragem escolherão o destaque da etapa que somará mais um ponto; c) Os votados irão para um link no site www.voleilages.blogspot.com. d) Ao final das duas etapas classificatórias e fase final, o atleta que somar o maior número de pontos será declarado como melhor Jogador (a) e/ou melhor levantador (a) de 2014, recebendo seu troféu em jantar em encerramento do final de 2014. XVI – DA ARBITRAGEM Art. 46º - Os árbitros serão selecionados pela Associação Lageana de Voleibol, onde será dada prioridade aos árbitros com Experiência na área. Art. 47º - Fica instituída para as fases classificatórias e finais um valor por jogo para pagamento arbitro/apontador (a) e delegado conforme tabela abaixo especificada no anexo, sendo rateada pelas equipes, mais taxa de transporte. Nº de sets vencedor Valor 2 R$ 95,00 3 R$ 110,00 47.1 - A taxa de transporte: Km x 2 : 10 x preço combustível. XVII - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS Art. 48o - O limite de idade e altura da rede para as categorias será: 48.1. Masculino Mirim - 14 anos no ano da competição – 2000 – 2 m e 30 cm; Infantil - 16 anos no ano de competição – 1998 – 2 m e 38 cm; Infanto-Juvenil - 18 anos no ano da competição – 1996 – 2 m e 43 cm; Adulto Livre- 2 m 43 cm: Mirim - 14 anos no ano da competição – 2000 – 2 m e 15 cm; Infantil - 16 anos no ano de competição – 1998 – 2 m e 20 cm; Infanto-Juvenil - 18 anos no ano de competição – 1996 – 2 m e 24 cm; Adulto Livre- 2 m 24 cm: Art. 49o - Nas etapas dos Campeonatos fica instituído o seguinte órgão judicante: Comissão Disciplinar montada pela Associação Lageana de Voleibol, baseado na Medida Disciplinares Automática e Código de Justiça Desportiva. Art. 50o - Os casos omissos serão decididos pela presidência da Associação Lageana de Voleibol

×