Brevipalpus chilensis e Brevipalpus lewisi

443 visualizações

Publicada em

Workshop realizado pela SBDA e SEAPA em 11 de setembro de 2014, em Bento Gonçalves, RS.

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
443
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Brevipalpus chilensis e Brevipalpus lewisi

  1. 1. Brevipalpus chilensis e Brevipalpus lewisi Dr. Noeli Juarez Ferla Laboratório de Acarologia UNIVATES
  2. 2. Ácaros quarentenários para o RS • Tamanho. • Tenuipalpidae • Ácaros planos. • Coloração. • Ovos, formas imaturas e danos. • Brevipalpus lewisi. • Brevipalpus chilensis .
  3. 3. Brevipalpus chilensis e Brevipalpus lewisi •Classificados como praga quarentenária A1 –ausentes no país. •Representam risco de introdução. •Não são vetores de viroses –Brevipalpus phoenicis.
  4. 4. Brevipalpus chilensis e Brevipalpus lewisi •Morfologia: •Seis ou sete pares de setas laterais. •Três pares de setas dorso centrais. •Solenidium tarso II. •Ovo, larva, ninfa e adulto. •Coloração variável: jovens e adultos.
  5. 5. Brevipalpus chilensis e Brevipalpus lewisi
  6. 6. Brevipalpus lewisi Distribuição geográfica: •Origem: EUA •Europa, Japão, Líbano, Egito, EUA, México, Austrália... •Presente em citros, romã, nozes, videiras e ornamentais. •Danos significativos: •Citros –EUA (Califórnia) e Japão. •Videiras –Europa e Austrália.
  7. 7. Brevipalpus lewisi •Citros (ácaro plano dos citros) •Extremidade da haste, na base ou no fruto. •Ovos no fruto, ramos ou folhas. •Prefere frutos verdes; frutos às folhas. •Colheita: retirada da maioria dos ácaros. •Pico populacional -meses mais quentes com alta temperatura e baixa umidade relativa. •Preferem alimentar-se em áreas dos frutos danificadas por tripes ou cigarrinhas. •Altas populações : cicatrizes, diminuição da qualidade e classificação.
  8. 8. Brevipalpus lewisi •Videira •Presente em todas as partes verdes da planta. •Impede o desenvolvimento das bagas. •Bulgária e Austrália –maiores danos.
  9. 9. Brevipalpus lewisi -dispersão •Partes de plantas transportadas com espécimes (fases): •Frutos: ovo, ninfa e adulto. •Folhas: ovo, ninfa e adulto. •Ramos: ovo, ninfa e adultos. •Fêmeas hibernam no inverno (reentrâncias) •Visíveis apenas sob microscópio estereoscópico (lupa).
  10. 10. Brevipalpus lewisi •Controle: •Controle Químico –enxofre, ... •Controle biológico –Phytoseiidae e Stigmaeidae. •Potencial Risco Introdução? •Importação de partes de plantas –controle alfandegário. •Como praga: •Potencial ação deste organismo como praga no Brasil? •No RS videiras •Maiores danos associados ao comércio interno(in natura) de frutas, expressivo em determinadas regiões do país.
  11. 11. Brevipalpus chilensis -distribuição geográfica
  12. 12. Brevipalpus chilensis -morfologia •Seis pares de setas laterais. •Três pares de setas dorso centrais. •Solenidium tarso II. •Ovo, larva, ninfa e adulto. •Coloração variável: ovo, jovens e adultos.
  13. 13. Brevipalpus chilensis •Seis gerações durante o ano. •Inverno -fêmea fertilizada em ranhuras das cascas das plantas. •Início da brotação, na primavera, ocorre a migração das fêmeas fertilizadas. •Vivem na face inferior das folhas de vários hospedeiros: •Videiras, nectarina, kiwi, pêssego, citros.....arbustos, ornamentais, árvores....
  14. 14. Brevipalpus chilensis -danos •Provoca manchas vermelho escuras nas folhas, podendo causar sua queda e influenciando na formação das novas folhas. •Nas videiras, no início da brotação pode causar necrose dos tecidos e ocasionar a morte dos brotos. •Também nesta cultura pode provocar desidratação da raques, pedicelos e bronzeamento das folhas.
  15. 15. Brevipalpus chilensis •Controle: •Controle Químico •Controle biológico –Phytoseiidae e Stigmaeidae. •Potencial Risco Introdução? •Importação de frutas –controle alfandegário. •Como praga: •Potencial ação deste organismo como praga no Brasil? •Para o RS –videiras, pessegueiro, nectarinas ...
  16. 16. Ácaros quarentenários •Necessidade de especialista e estrutura. •Avaliação. •Identificação. •Laboratórios conveniados. •Dano ? •Impacto econômico ?
  17. 17. Muito Obrigado !

×