Reproducao

4.963 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.963
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
89
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reproducao

  1. 1. Sônia Lopes
  2. 2. Reprodução Assexuada Sexuada Participação de óvulos e espermatozóides Eucarionte unicelular em processo de bipartição ou divisão binária Brotamento em Hydra, um animal de água doce.
  3. 3. Óvulos Muito vitelo. Distinção entre pólo animal, que contém o núcleo, e pólo vegetativo, que contém o vitelo. Ocorrência: peixes (alguns) e anfíbios. Possui pouco vitelo, homogênea ou quase homogeneamente distribuído pelo citoplasma. Ocorrência: equinodermos e cefalocordados (anfioxo). Pólo animal Pólo vegetativo HETEROLÉCITO ( hetero = diferente) ISOLÉCITO OU OLIGOLÉCITO ( iso = igual , lecito = vitelo , oligo = pouco) Vitelo Núcleo Núcleo Citoplasma com pouco vitelo Citoplasma com muito vitelo
  4. 4. O vitelo ocupa praticamente toda a célula, ficando a porção do citoplasma sem vitelo reduzida a uma pequena região na periferia da célula e junto ao núcleo. Ocorrência: insetos Pólo animal Pólo vegetativo Óvulos grandes, com muito vitelo no pólo vegetativo. Nítida separação entre o citoplasma sem vitelo (pólo animal) e o citoplasma rico em vitelo (pólo vegetativo). Ocorrência: peixes (alguns), répteis e aves Na maioria dos mamíferos, o óvulo é praticamente desprovido de vitelo, podendo ser considerado como um óvulo alécito, embora também possa ser chamado de oligo ou isolécito. Ocorrência: mamíferos (maioria) Óvulos CENTROLÉCITO ( centro = meio) TELOLÉCITO ( telo = fim) ALÉCITO ( a = sem) Citoplasma sem vitelo Núcleo Citoplasma com muito vitelo Vitelo Núcleo Citoplasma Núcleo Cicatrícula
  5. 5. Gametogênese (espermatogênese) Células germinativas (2n) Período germinativo Período de crescimento Período de maturação Período de diferenciação Espermatozóides Epidídimo (armazena espermatozóides) Túbulo seminífero Mitoses 2n Mitose 2n 2n Meiose n n n n n n n n n n 2n Crescimento sem divisão celular Testículo Espermatogônia Espermatócito I (2n) Espermatócitos II (n cromossomos duplicados) Espermátides (n) Epiteliócito sustentador (célula de Sertoli) (em corte transversal)
  6. 6. Espermiogênese humana O complexo golgiense concentra-se perto do núcleo. As mitocôndrias concentram-se na região próxima ao centríolo, que se transforma em flagelo. Espermatozóide Peça intermediária cauda cabeça Espermátide Núcleo Complexo golgiense Mitocôndria Centríolo Início da formação do acrossomo Parte do citoplasma que será eliminada Início da formação do flagelo Acrossomo Mitocôndrias Núcleo
  7. 7. Gametogênese (ovulogênese) Células germinativas (2n) Meiose II (só se completa se ocorre fecundação) São formados eventualmente Período germinativo Período de crescimento Período de maturação Corpos lúteos Folículo ovariano primário Ovulação Ovócito II Folículo maduro Ovário Ovogônias (2n) 2n Mitose Ovogônias (2n) 2n 2n Crescimento sem divisão celular Ovócito I (2n) Meiose I 2n Ovócito II (n cromossomos duplicados) n Primeiro glóbulo polar (n cromossomos duplicados) n n n glóbulos polares (n) n n Óvulo (n)
  8. 8. Sistemas genitais Vulva Tuba uterina (de Falópio) Ovário Útero Ligamento Vagina em corte longitudinal Testículo Epidídimo Pênis Uretra Glândula bulbouretral Duto ejaculatório Próstata Vesícula seminal Duto deferente
  9. 9. Foto ao microscópio eletrônico mostrando vários espermatozóides tentando penetrar em um ovócito II no momento da fecundação. Esta foto permite mostrar as diferenças de tamanho entre ovócito II e espermatozóide. Foto ao microscópio de luz. A penetração do espermatozóide no ovócito II estimula a finalização da meiose. Há liberação do segundo glóbulo polar com posterior fusão dos pronúcleos haplóides masculino e feminino. Fecundação Foto ao microscópio eletrônico de varredura, colorida artificialmente, que documenta o momento em que o espermatozóide atinge a superfície do ovócito II. Zona pelúcida Acrossomo Núcleo Centríolo Flagelo Citoplasma do ovócito II Membrana de fecundação
  10. 10. Camisinha Diafragma vaginal Dispositivo intra-uterino Geléia espermicida e diafragma Métodos anticoncepcionais reversíveis
  11. 11. Métodos anticoncepcionais irreversíveis Laqueadura tubária Vasectomia Corte Corte Corte
  12. 12. Conteúdo Sônia Lopes Produção e diagramação Patrick Grandsire Revisão final Maria Júlia Chelini Realização

×