Estudo dos anos 40
A Segunda Guerra Mundial começou na Europa em 1939. Apesar das regrasde racionamento impostas pelo governo, que limitavam ...
Na Grã-Bretanha, o corte também era reto e masculino. As jaquetas e abrigostinham ombros acolchoadosangulosos. Os tecidos ...
O livro ‘ Fashion by Decade: The 1940′s ’ cita que por volta de 1941, “A calça já havia-se tornadouma peça aceitável para ...
Símbolo feminista,reproduzido até hoje pormovimentos do gênero, masna verdade, ele foi um pôsterde propaganda do governoam...
O náilon e a seda estavam em falta, fazendo com que as meias calças desaparecessemdo mercado. Elas foramtrocadas pelas mei...
Os cabelos das mulheres estavam mais longos que os dos anos 30.Com adificuldade em encontrar cabeleireiros,os grampos eram...
Ele foi inventado pelo estilistafrancês Louis Réard ,em 1946,que o batizou com o nome dopequeno Atol de Bikini, noPacífico...
Apesar de toda euforia emtorno do novo traje de banho,descrito por um jornal da épocacomo "quatro triângulos denada", o bi...
“ Mantenham as saias curtas! Protejam as pernas americanas! ”Estas foram algumas das reivindicações de alguns grupos de mu...
Na época, os efeitos da Guerra ainda afetavam as famílias. Embora houvesse algode genuíno nas críticas ao estilo de Dior p...
No pós-guerra, o curso natural da moda seria a simplicidade e a praticidade.Entretanto, depois de crises, a moda costuma a...
O New Look dominou o mundo por mais 10 anos, se tornando a característica padrão                           da moda dos ano...
A roupa masculina também foiafetada pela nostalgia.Os alfaiates agora produziam looksimitando a Era Eduardiana: paletóscom...
No final da década de 40,a silhueta já estava bem maisleve e as saias mais rodadas,influênciadas pelo New LookDior e as tã...
Na década de 40 uma atriz se destacou, Carmen Miranda foi a primeira brasileira alançar moda em Hollywood,o Mirandalook. S...
Nos Estados Unidos, inspirou chapeleiros internacionais, lançando a onda dosturbantes. Carmen era baixinha (media 1,52) e ...
Sandálias de plataforma usadas por Carmen Miranda durante suasapresentações.
O turbante virou adorno indispensável depois da grande influência de CarmenMiranda ,ícone da década, e devido a escassez d...
Relatório sobre a moda no século xx com
Relatório sobre a moda no século xx com
Relatório sobre a moda no século xx com
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relatório sobre a moda no século xx com

465 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
465
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório sobre a moda no século xx com

  1. 1. Estudo dos anos 40
  2. 2. A Segunda Guerra Mundial começou na Europa em 1939. Apesar das regrasde racionamento impostas pelo governo, que limitavam a quantidade detecidos que se podia comprar e utilizar na fabricação das roupas, a modasobreviveu à guerra.A silhueta do final dos anos 30, em estilo militar (ombros quadrados, peçasretas como saia lápis), perdurou até o final dos conflitos em 1945. Amulher da época era magra e as suas roupas e sapatos ficaram maispesados e sérios .A escassez de tecidos fez com que as mulheres tivessem de reformar suasroupas e utilizar materiais alternativos e fibras sintéticas. Mesmo depois daguerra, essas habilidades continuaram sendo muito importantes para aconsumidora de classe média que queria estar na moda, mas não tinharecursos para isso.
  3. 3. Na Grã-Bretanha, o corte também era reto e masculino. As jaquetas e abrigostinham ombros acolchoadosangulosos. Os tecidos eram pesados e resistentes, como o tweed. As saiaseram mais curtas, com pregas finas oufranzidas. As calças compridas se tornaram práticas e os vestidos, queimitavam uma saia com casaco, erampopulares.
  4. 4. O livro ‘ Fashion by Decade: The 1940′s ’ cita que por volta de 1941, “A calça já havia-se tornadouma peça aceitável para a mulher”. Era aceitável do ponto de vista da sociedade em geral, o quenão significava que não houve críticas e resistência. Muitas mulheres se recusaram a usar calças compridas, mas em geral as que aderiram a calça usavam-a para facilitar nas atividades diárias nas fábricas, campo, funções que antes eram atuadas pelos homens.
  5. 5. Símbolo feminista,reproduzido até hoje pormovimentos do gênero, masna verdade, ele foi um pôsterde propaganda do governoamericano na II GuerraMundial (que, por sua vez, erauma cópia de um pôstersemelhante da UniãoSoviética). Conhecido comoRosie The Riveter (algo comoRosie, a rebitadeira), eleencorajava as mulheres à irempara as fábricas, tomar o lugardos homens.
  6. 6. O náilon e a seda estavam em falta, fazendo com que as meias calças desaparecessemdo mercado. Elas foramtrocadas pelas meias soquetes ou pelas pernas nuas ou artificialmente bronzeadascom uma pintura falsa na partede trás, imitando as costuras.
  7. 7. Os cabelos das mulheres estavam mais longos que os dos anos 30.Com adificuldade em encontrar cabeleireiros,os grampos eram usados para prendê-lose formar cachos. Os lenços também foram muitos usados nessa época.A simplicidade dos cabelos despertou interesse pelos chapéus,que eram muitocriativos com muitos modelos eadornos. Alguns eram grandes, com flores e véus e outros, menores, de feltro,em estilo militar.A maquiagem era improvisada com elementos caseiros. Alguns fabricantesapenas recarregavam as embalagens debatom, já que o metal estava sendo utilizado na indústria bélica.
  8. 8. Ele foi inventado pelo estilistafrancês Louis Réard ,em 1946,que o batizou com o nome dopequeno Atol de Bikini, noPacífico onde os americanoshaviam realizado uma série detestes atômicos.Apesar de toda euforia emtorno do novo traje de banho,descrito por um jornal daépoca como "quatrotriângulos de nada", o biquíninão emplacou logo de cara.
  9. 9. Apesar de toda euforia emtorno do novo traje de banho,descrito por um jornal da épocacomo "quatro triângulos denada", o biquíni não emplacoulogo de cara. O primeiromodelo, todo em algodão comestamparia imitando a páginade um jornal. Para os padrões da época, umverdadeiro escândalo. Tanto,que nenhuma modelo quisparticipar da divulgação dopequeno traje. Por isso, emtodas as fotografias do primeirobiquíni, lá está a corajosastripper Micheline Bernardini, aúnica a encarar o desafio.
  10. 10. “ Mantenham as saias curtas! Protejam as pernas americanas! ”Estas foram algumas das reivindicações de alguns grupos de mulheres quando, em 1947, quando Dior lançou o New Look, nova maneira de se vestir que impôs toda a década de 50 com seus vestidos amplos e rodados.
  11. 11. Na época, os efeitos da Guerra ainda afetavam as famílias. Embora houvesse algode genuíno nas críticas ao estilo de Dior por conta do alto preço de suas roupas.O livro Fashion of a Decade: The 1940s - Patrícia Baker, traz a interessanteinformação de que algumas mulheres viam no novo estilo uma maneira dedevolver as mulheres à antiga condição, antes da guerra, ou seja, ao lar.Elas achavam que o novo padrão de saia estava sendo implantado para “esconderas pernas das mulheres”, o que para algumas era simplesmente um “atraso”.
  12. 12. No pós-guerra, o curso natural da moda seria a simplicidade e a praticidade.Entretanto, depois de crises, a moda costuma apresentar tendências para luxo enostalgia de eras “seguras”. Então, o francês Christian Dior fez em sua primeiracoleção, apresentada em 1947, que surpreendeu com suas saias rodadas ecompridas, cintura fina, ombros e seios naturais, luvas e sapatos de saltos altos.O estilo baseava-se nas roupas de 1860, e ficou conhecido como o ‘NewLook’.As saias deveriam ser 40cm acima do chão, eram também bastanteamplas.Um vestido podia exigir até 25 metros s de tecido e o estilo acentuava eexagerava as formas femininas graças a roupas íntimas com barbatanas,anáguas e tecidos engomados.
  13. 13. O New Look dominou o mundo por mais 10 anos, se tornando a característica padrão da moda dos anos 50.
  14. 14. A roupa masculina também foiafetada pela nostalgia.Os alfaiates agora produziam looksimitando a Era Eduardiana: paletóscompridos e justos abotoados até opescoço, calças apertadas e chapéucoco com abasviradas.Os homens estavam livres dasfardas, os ternos escuros ficarammenos formais e era permitidotrabalhar com calças maisesportivas.
  15. 15. No final da década de 40,a silhueta já estava bem maisleve e as saias mais rodadas,influênciadas pelo New LookDior e as tão desejadas meiascalças, item fundamental praexibir pernas perfeitas comsaias curtas, voltaram aomercado.
  16. 16. Na década de 40 uma atriz se destacou, Carmen Miranda foi a primeira brasileira alançar moda em Hollywood,o Mirandalook. Suas características latinas e visual supertropical fizeram de Carmen uma celebridade nos EUA, sendo a atriz mais bem paga deHollywood.A Brazilian Bombshell (bombshell é um artista que causa muito impacto) era cantora,dançarina, atriz e estilista. Costurava e criava suas próprias roupas, algumas de suasfantasias de palco pesavam até 12 quilos. Mas é engano pensar que Carmen só usavaroupas caricatas.Ela era muito elegante e avant-garde, abusava de terninhos masculinos, casaquinhos,calças compridas, chapéus, sapatos, bijuterias e jóias, tudo desenhado por elamesma e lançava tendências.
  17. 17. Nos Estados Unidos, inspirou chapeleiros internacionais, lançando a onda dosturbantes. Carmen era baixinha (media 1,52) e pediu à um sapateiro carioca da Ruado Catete, para fazer um sapato com 10cm de salto e sola.Nascia a plataforma, o calçado a livravra dos saltos finos e lhe dava elegância eoriginalidade. Algumas de suas plataformas chegavam à 20cm.Essa é a maior criaçãode Carmen para a moda, as plataformas influenciam hoje os calçados góticos efetichistas com saltos altíssimos e plataformas gigantescas.
  18. 18. Sandálias de plataforma usadas por Carmen Miranda durante suasapresentações.
  19. 19. O turbante virou adorno indispensável depois da grande influência de CarmenMiranda ,ícone da década, e devido a escassez de cabeleireiros devivo à SegundaGuerra.

×