Paroquia do Santíssimo Sacramento<br />Grupo de Acólitos<br />
Hóstia<br />Hóstia - pão não fermentado (ázimo) circular. Ao pão maior chamamos hóstia, consagrada e consumida pelo sacerd...
Vasos Sagrados:<br />Corporal<br />Pala<br />Hóstia<br />Patena<br />Sanguíneo<br />Cálice<br />
Píxide - também chamada de Cibório, é utilizada para a conservação e distribuição das hóstias consagradas aos fiéis.<br />...
Custódia ou Ostensório – Destinado à exposição solene do Santíssimo Sacramento.<br />Lúnula – faz parte da custódia. Trata...
Galhetas - dois recipientes para a colocação da água e do vinho, para a celebração da Eucaristia.<br />Turíbulo - é o obje...
Panos de Altar:<br />Toalha de altar<br />Crismal – pano que, nos altares consagrados, em sinal de respeito pelas unções, ...
Vestes Sagradas<br />Alva – veste comum a todos os ministros.<br />Cíngulo – cordão que ajusta  a alva à cintura<br />Amit...
Véu umeral - manto ricamente ornado, usado pelo sacerdote quando transporta o santíssimo principalmente em procissões e na...
Cores Litúrgicas:<br />As cores litúrgicas variam de acordo com o tempo litúrgico ou a solenidade que se celebra. As cores...
Roxo - simboliza a penitência. Usa-se nos tempos penitenciais (Quaresma e Advento). Também se pode utilizá-lo nos ofícios ...
Símbolos episcopais<br />O  bispo nas celebrações litúrgicas, utiliza as vestes sagradas próprias daquele que preside. Alé...
Fim.<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vocabulário dos Acólitos

7.151 visualizações

Publicada em

Vocabulário dos Acólitos (pt) / Acholites' Vocabulary (ing)

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.151
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
557
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
381
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vocabulário dos Acólitos

  1. 1. Paroquia do Santíssimo Sacramento<br />Grupo de Acólitos<br />
  2. 2. Hóstia<br />Hóstia - pão não fermentado (ázimo) circular. Ao pão maior chamamos hóstia, consagrada e consumida pelo sacerdote durante a missa. Aos menores, consagrados e distribuídos aos fiéis, chamamos partículas. Essas, uma vez guardadas no sacrário para adoração dos fiéis, e que são consumidas na missa seguinte, chamamos reserva eucarística<br />
  3. 3. Vasos Sagrados:<br />Corporal<br />Pala<br />Hóstia<br />Patena<br />Sanguíneo<br />Cálice<br />
  4. 4. Píxide - também chamada de Cibório, é utilizada para a conservação e distribuição das hóstias consagradas aos fiéis.<br />Cálice - recipiente onde se consagra o vinho durante a missa.<br />Patena - pequeno prato, geralmente de metal, utilizado na consagração do pão. Também, é usada na distribuição da comunhão, para prevenir a possibilidade de queda das partículas consagradas ou partes delas.<br />Teca - pequeno estojo, geralmente de metal, onde se leva a Eucaristia para os doentes.<br />
  5. 5. Custódia ou Ostensório – Destinado à exposição solene do Santíssimo Sacramento.<br />Lúnula – faz parte da custódia. Trata-se de um pequeno semi-circulo. Geralmente de metal precioso, que serve para segurar a hóstia.<br />Outros vasos:<br />Âmbulas – Vasos destinados a conterem os Santos óleos (dos Catecúmenos, do Santo Crisma, dos Doentes)<br />
  6. 6. Galhetas - dois recipientes para a colocação da água e do vinho, para a celebração da Eucaristia.<br />Turíbulo - é o objeto utilizado na incensação. Nele é colocado o incenso, uma resina aromática, sobre a brasa. O incenso, que simboliza a oração elevada a Deus, é depositado no turíbulo, pelo sacerdote, e guardado na naveta, um pequeno vaso utilizado para o seu transporte<br />Vasos de abluções – Objecto onde o sacerdote purifica as mãos antes da consagração.<br />Caldeirinha e aspersório - a caldeirinha é o recipiente utilizado para colocar água benta para a aspersão. O aspersório ou também chamado de hissope é um pequeno bastão metálico com o qual a água benta é aspergida.<br />
  7. 7. Panos de Altar:<br />Toalha de altar<br />Crismal – pano que, nos altares consagrados, em sinal de respeito pelas unções, se coloca entre o altar e a toalha.<br />Corporal - tecido em forma quadrangular sobre o qual se coloca o cálice com o vinho e a patena com o pão.<br />Pala – pano quadrado ou redondo, utilizado para cobrir a patena, o cálice ou uma píxide sem tampa.<br />Sanguíneo – pano destinado a enxugar o cálice depois das abluções, bem como a boca e os dedos do sacerdote que o Sangue e Corpo de Cristo tocaram.<br />Manustérgio - toalha com que o sacerdote enxuga as mãos no rito do lavabo.<br />
  8. 8. Vestes Sagradas<br />Alva – veste comum a todos os ministros.<br />Cíngulo – cordão que ajusta a alva à cintura<br />Amito – espécie de lenço, utilizado para envolver o pescoço, caso a alva seja decotada,<br />Casula – veste do sacerdote para a celebração da missa.<br />Estola – os bispos e os padres colocam-na deixando-a cair sobre o peito; os diáconos colocam a estola a tiracolo, atravessando-a do ombro esquerdo, sobre o peito e prendendo-a do lado direito do corpo.<br />Dalmática – veste própria do diácono.<br />
  9. 9. Véu umeral - manto ricamente ornado, usado pelo sacerdote quando transporta o santíssimo principalmente em procissões e nas bênçãos.<br />Pluvial ou capa de asperges – é usada pelo sacerdote nas procissões e outras funções sagradas, segundo o que as rubricas prevêem.<br />Roquete e Sobrepeliz – espécie de alva mais curta que os sacerdotes usam sobre a batina quando em funções litúrgicas. O roquete tem mangas, a sobrepeliz, não.<br />
  10. 10. Cores Litúrgicas:<br />As cores litúrgicas variam de acordo com o tempo litúrgico ou a solenidade que se celebra. As cores aparecem nas vestes do sacerdote e do diácono, na toalha do altar e do ambão e, eventualmente, nas cortinas colocadas atrás do altar (onde houver).<br />Branco - simboliza a paz, a vitória, a ressurreição, a pureza e a alegria. É utilizado na Quinta-feira Santa, na missa solene da Vigília Pascal do Sábado Santo e em todo o Tempo Pascal. Também é usado no Natal, nas festas dos santos não mártires e nas festas do Senhor, com exceção da Sexta-Feira Santa<br />Vermelho - simboliza o amor, o sangue, o martírio, o fogo. É utilizado no Domingo de Ramos, na Sexta-Feira Santa, no domingo de Pentecostes, nas festas dos apóstolos e dos santos mártires e dos evangelistas.<br />Verde - simboliza a esperança. É usado em todo o Tempo Litúrgico comum, quando não há uma festa de um santo ou do Senhor. Nesses casos, utiliza-se a cor adequada.<br />
  11. 11. Roxo - simboliza a penitência. Usa-se nos tempos penitenciais (Quaresma e Advento). Também se pode utilizá-lo nos ofícios e missas pelos fiéis defuntos.<br />Preto - simboliza o luto. É utilizado geralmente nas missas rezadas pelos mortos.<br />Rosa - significa a alegria. É utilizado somente em duas ocasiões, no tempo litúrgico: no terceiro domingo do Advento, também chamado 'Gaudete', e no quarto domingo da quaresma, chamado de 'Laetare'. Tais celebrações, em que se destaca a alegria, foram inseridas nos tempos penitenciais como forma de alentar os fiéis em meio aos rigores próprios daqueles tempos.<br />Outros Símbolos<br />IHS - IesusHominumSalvator, Jesus Salvador dos homens. Símbolo fartamente utilizado nos paramentos litúrgicos, em portas de sacrário e nas hóstias<br />XP - são as duas primeiras letras da palavra Cristo em grego: ΧΡΙΣΤΌΣ. É um dos mais antigos símbolos do Cristianismo.<br />Alfa e Ômega - respectivamente, a primeira e a última letra do alfabeto grego. Jesus é o "alfa e ômega", princípio e fim de todas as coisas.<br />
  12. 12. Símbolos episcopais<br />O bispo nas celebrações litúrgicas, utiliza as vestes sagradas próprias daquele que preside. Além das comuns aos presbíteros, usa, na cabeça, o solidéu e em situações especificas na celebração usa a mitra. E também durante a celebração usa o báculo.<br />
  13. 13. Fim.<br />

×