Acólitos no rito da missa

45.120 visualizações

Publicada em

Rito da Missa passo a passo

Publicada em: Espiritual
3 comentários
25 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
45.120
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
66
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.366
Comentários
3
Gostaram
25
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Acólitos no rito da missa

  1. 1. Formação de Acólitos<br />Grupo de Coroinhas São Tarcísio da Paróquia N. Srª. de Lourdes<br />
  2. 2. O ACÓLITO NOS RITOSINICIAIS<br />A Missa começa pela procissão de entrada.Esta procissão, pelo menos nos dias mais festivos, parte da sacristia (ou do fundo da igreja), e daí dirige-se para o presbitério, enquanto o coro canta o cântico de entrada.<br />A procissão organiza-se assim:<br />
  3. 3. 1 – Turiferário e Naveteiro2-Cruciferário3 -Ceroferários4 - Leitores 5 - Ministros da Comunhão 6 - Dois acólitos, para oofertótio7 – Acólito com o EVANGELIÁRIO (Se houver DIÁCONO é ele que leva);8 - presbíteros CONCELEBRANTES (quando Houverem);9 - PRESIDENTE da celebração (bispo ou presbítero);10 - ACOLITANTES do báculo e Mitra (Mitrífero e baculífero).<br />
  4. 4. Procissão de Entrada Solene<br />
  5. 5. Ao chegarem junto do altar, todos fazem inclinação profunda; se no presbitério houver sacrário com o Santíssimo Sacramento, todos genuflectem, exceto os acólitos que estiverem com algum objeto litúrgico (cruz,círios, livro ou turíbulo e naveta). O Acólito ou o diácono depõem o Evangeliário sobre o altar, enquanto o turiferário e o naveterio aproximam-se do presidente para que este coloque incenso no turíbulo para incensar o altar e a cruz processional. (Se não houver Diácono o mestre de Cerimônia auxilia o presidente durante a incensação).<br />
  6. 6. Os ritos iniciais da Missa terminam pela oração Coleta. Quando o presidente diz ou canta: Oremos, o acólito do livro apresenta o Missalaberto, ao presidente, segurando-o com ambas as mãos. Depois de o povo dizer: Amém, o acólito depõe o Missal<br />no seu lugar. Obs: Não esquecer de levar o microfone, caso não haja cerimoniário.<br />O acólito do livro deve aprender a abrir o Missal e a segurá-lo, à altura devida, mas sem amarrotar ou sujar as folhas. Para isso não se esqueça de lavar muito bem as mãos antes da Missa começar.<br />Obs: após o ato penitencial o acólito deverá apresentar o missal ao presidente, isto é, se não for solenidade ou festa.<br />
  7. 7. Apresentação do Missal <br />
  8. 8. O ACÓLITO NA LITURGIA DAPALAVRA<br />Terminados os ritos iniciaisda Missa, começa imediatamente a Liturgia da Palavra. Inútil será dizer que os acólitos a devem escutar com toda a atenção e fé. É Deus que lhes fala pela voz dos leitores.<br />È de extrema importância os acólitos manterem silêncio e respeito, pois somos vistos por toda a assembléia e devemos dar exemplo.<br />
  9. 9. PROCISSÃO DO EVANGELHO<br />Quando tiver sido lida a segunda leitura, o ceromoniáriovai tirar o Lecionário do Ambão, para que aí seja colocado o Evangeliário. Enquanto canta-se a Aclamação ao Evangelho, o turiferário apresenta o turíbulo ao presidente para que este coloque incenso.<br />Os ceroferáriosse posicionam ao lado do Ambão. Terminada a proclamação do Evangelho, Retornam aos seus lugares. E um acólito coloca de volta no ambãoo Lecionário. <br />
  10. 10. PROCISSÃO DO EVANGELHO<br />E se houver procissão solene com o Evangeliário, tomam parte na procissãoo turiferário e os ceroferários, que se colocam junto do Ambão, um de cada lado daquele que proclama o Evangelho.<br />
  11. 11. Durante a homilia devem escutar com atenção; e se o presidente chamar algum, este deve fazer o que lhe for pedido com desembaraço e simplicidade, porém sempre discreto.<br />Após a homilia deve estar atento ao Credo e as orações dos fiéis (Preces), e logo mais se prepararem para a procissão dos dons.<br />Obs: Somente reza-se o Credo em solenidades <br />
  12. 12. O ACÓLITO NA PREPARAÇÃODO ALTAR<br />A Liturgia eucarística tem quatro momentos importantes: a preparação do altar, a apresentação dos dons, a Oração eucarística e a Comunhão. Em cada um deles os acólitos devem fazer tudo e só o que lhes compete. Nem mais, nem menos.<br />E o que é esse tudo e só?<br />
  13. 13. O ACÓLITO NA PREPARAÇÃODO ALTAR<br />Assim que termina a oração dos fiéis, os acólitos responsáveis pela procissão dos dons vão à credência e levam para o altar nesta ordem: o cálice (com sanguíneo, patena, hóstia, pala e corporal), as âmbulas (com as particulas a serem consagradas), as galhetas (com água e vinho),Se não houver turíbulo e naveta,o lavabo; e enquanto o presidente purifica as mãos o outro acólito depõem o missal sobre o altar (para ser rezada a oração sobre as oferendas).<br />
  14. 14. O ACÓLITO NA PREPARAÇÃODO ALTAR<br />A quem entregam eles essas coisas?<br />Ao Mestre de cerimônia, ou ao Diácono caso este esteja presente.<br />Cada acólito entrega as coisas com ambas as mãos, assim como o que as recebe.<br />
  15. 15. O ACÓLITO NA PREPARAÇÃODO ALTAR<br />Antes do momento do lavabo o turiferário apresenta o turíbulo e o outro a naveta para o presidente da celebração, para que o mesmo incense as ofertas e o altar.<br />Na falta do Diácono o Mestre de cerimônia incensa o Presidente com 3 ductos de 2 ictos e logo após a assembléia com 1 ducto de 2 ictos. Após a incensação, o sacerdote vai ao lado do altar e os acólitos servem-lhe a água para ele purificar as mãos, e apresentam-lhe a toalha para as limpar. Depois voltam a levar tudo para a credência.<br />
  16. 16. O ACÓLITO NA PREPARAÇÃODO ALTAR<br />Antes do presidente da celebração purificar as mãos, use-se o turíbulo para incensar as oferendas.<br />Caso não haja diácono nem mestre de cerimônia, o acólito auxilia o presidente.<br />
  17. 17. Os acólitos durante a Oração eucarística<br />Diz o Missal: «A oração Eucarística é uma oração de graças e de consagração…, que o sacerdote, em nome de toda a comunidade, dirige a Deus Pai por Jesus Cristo no Espírito<br />Santo… A Oração Eucarística exige que todos a escutem com reverência e em silêncio» (IGMR,78)<br />Todos, particularmente os acólitos. Porquê?<br />Porque é durante esta oração que, no altar, ao qual ele servem, acontece o maior milagre da Missa.<br />Que Milagre é este?<br />O pão e o vinho, que os acólitos entregaram nas mãos do Sacerdote, e que este colocou no altar, tornam-se no Corpo e Sangue de Cristo<br />
  18. 18. Os acólitos durante a Oração eucarística<br />Enquanto se canta o Santo, o turiferário e o naveterio se posicionam diante do altar, e quando o presidente rezar a epíclese , ajoelham-se para incensar a hóstia e o cálice <br /><ul><li>3 ductos de 3 ictos - que serão mostrados depois da consagração.</li></ul>Após a consagração não precisará mais do turíbulo e da naveta.<br />
  19. 19. Ritos da Comunhão<br />Após a oração do Pai-Nosso os ceroferáriosacompanham os ministros até o sacrário, e logo mais durante a procissão da comunhão.<br />Terminada a comunhão dos fiéis, os acólitos responsáveis pela procissão dos dons, aproximam-se do altar. Um acólito traz a galheta com água e outro aproxima-se para ajudá-lo a levar de volta à credência os vasos sagrados.<br />
  20. 20. Quando não houver mais nenhum vaso sobre o altar um acólito deve apresentar o missal para que seja lida o Oração depois da Comunhão.Após a oração não havendo aviso , o Presidente da cebração conclui a missa com a benção final.<br />
  21. 21. Retirada Organizada (procissão de Saída)<br />Com estes ritos, dá-se por concluída a celebração da Missa, mas não a nossa missão, essa ainda agora começou, quando o Sacerdote disse: Ide em Paz… este “IDE” é um Ide de envio para dar a conhecer Cristo aos outros.<br />O Acólito, sobretudo como cristão, deve ser responsável não só na Missa, mas sobretudo fora dela.<br />
  22. 22. Procissão do Final da Missa<br />

×