Perceções negativas,pessimismo, medo: aconfiança do consumidornão parece estar a quererrecuperar!                         ...
No atual clima de instabilidade económica quais são as opções para as empresas? Deverãoconcentrar os seus esforços de mark...
Growth InsightÉ importante ter presente que os pontos de vista sobre a                          entrevistados na Suécia e ...
As previsões da opinião pública Europeia não parecem positivas – mas o otimismotem ganho algum terreno.Growth Insight O pe...
Apesar da perspetiva do consumidor, ao nível nacional, ser sombria, os Europeuspermanecem geralmente otimistas sobre as su...
A grande maioria dos Europeus pensam que a situação financeira do seu agregadofamiliar irá permanecer inalterada a curto p...
Uma maioria absoluta dos Europeus pensam que a situação financeira do seuagregado familiar irá se manter inalterada a curt...
Planos Precisos para o Crescimento   O impacto da confiança do consumidor no consumo é          económica quer do seu paí...
Insights precisos para o crescimento europeuSobre o Eurobarómetro                                     Mais informaçõesEstu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Percecoes negativas, pessimismo, medo, a confiança do consumidor nao parece estar a querer recuperar

367 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
367
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Percecoes negativas, pessimismo, medo, a confiança do consumidor nao parece estar a querer recuperar

  1. 1. Perceções negativas,pessimismo, medo: aconfiança do consumidornão parece estar a quererrecuperar! ‘Think...’ nº 2 – Setembro 2012 © TNS 2012 1
  2. 2. No atual clima de instabilidade económica quais são as opções para as empresas? Deverãoconcentrar os seus esforços de marketing e de investimento nos mercados Europeus ondeos consumidores estão mais confiantes, menos afetados pela crise e mais propensos paracomprar?Growth InsightA crise está a afetar todos, em toda a parte… Europeus vê a economia do seu país de uma formaA grande maioria dos consumidores Europeus continuam positiva, enquanto que um pouco mais de 70% têm umaa ser muito pessimistas relativamente ao estado da sua visão negativa. Esta perspetiva não é nova na Europa:economia nacional. Um pouco mais de um quarto dos na verdade, tem-se mantido estável nos últimos dois anos.Como é que avalia a atual situação económica do seu país (Média Europeia)? Total “Boa” Total “Mal” Não SabeFonte: Eurobarómetro Starndart 77, Primavera 2012. Inquérito conduzido pela TNS. „Think...‟ nº 2 – Setembro 2012 © TNS 2012 2
  3. 3. Growth InsightÉ importante ter presente que os pontos de vista sobre a entrevistados na Suécia e 82% em Luxemburgo sãosituação económica diferem bastante entre os Estados- positivos relativamente à economia do seu país, menosMembros da UE. É o reflexo das diferenças nas situações de 5% tem a mesma perceção em países como: Irlandaeconómicas de cada país: enquanto que 83% dos (4%), Portugal (3%), Espanha (3%) e Grécia (0%).Como é que avalia a atual situação económica do seu país (por país)? Total “Bem” Total “Mal” Não SabeFonte: Eurobarómetro Standart 77, Primavera 2012. Inquérito conduzido pela TNS.‘Think ...’ lições para as empresas: entanto, o índice de confiança é elevado em algunsA maioria dos países Europeus tem sido gravemente países que continuam a ter um potencial de compraafetada pela atual crise económica o que inevitavelmente elevado. Nem tudo é universalmente sombrio na zonaafeta a forma como os consumidores se comportam. No económica Europeia. „Think...‟ nº 2 – Setembro 2012 © TNS 2012 3
  4. 4. As previsões da opinião pública Europeia não parecem positivas – mas o otimismotem ganho algum terreno.Growth Insight O pessimismo económico continua a dominar a opinião previsões. No Outono de 2011, 16% dos Europeus pública Europeia. Menos de um quinto dos Europeus referiram que esperavam que a situação económica fosse pensam que os próximos 12 meses vão ser melhores “melhor” (3 pontos abaixo do valor da Primavera de (19%) para a sua economia nacional. Quatro em cada 2012). Para além disso, os entrevistados foram mais dez acreditam que a situação se vai manter estável propensos a esperar que a situação da economia (“igual”, 40%), e 37% pensam que irá piorar. No entanto nacional piorasse do que se mantivesse igual (“pior”, estes números escondem alguma esperança: ao longo do 44%, vs. “igual”, 36%). Seis meses depois, a situação é tempo, tem havido uma ligeira, mas real melhoria nas inversa (“pior”, 37%, vs. “igual”, 40%).Quais são as suas expectativas para os próximos 12 meses: será que os próximos 12 meses vão ser melhores, piores ou iguais, noque diz respeito à situação económica no (seu país)? Melhor Pior Igual Não sabeFonte: Eurobarómetro Standard 77, Primavera 2012. Inquérito conduzido pela TNS.‘Think ...’ Lições para as empresas:Tendo em conta o impacto da confiança no consumo, esta melhoria na confiança é um sinal positivo para os próximos meses. „Think...‟ nº 2 – Setembro 2012 © TNS 2012 4
  5. 5. Apesar da perspetiva do consumidor, ao nível nacional, ser sombria, os Europeuspermanecem geralmente otimistas sobre as suas situações pessoais.Growth InsightPerto de dois terços dos Europeus consideram que a dimensão: nos países Nórdicos, Benelux, Áustria,situação financeira do seu agregado familiar é boa Alemanha e no Reino Unido, mais de três quartos dos(62%), apesar dos seus sentimentos mais pessimistas entrevistados referem que a sua situação é “boa”,relativamente à economia nacional. Não obstante, ainda enquanto que menos de um terço pensam da mesmaexistem importantes variações nacionais nesta forma na Bulgária, Portugal, Hungria e Grécia.Como é que avalia a situação atual em cada um dos seguintes: a situação financeira do seu agregado familiar? Muito boa Boa Má Muito má Não sabeFonte: Eurobarómetro Standard 77, Primavera 2012. Inquério conduzido pela TNS.‘Think ...’ lições para as empresas: Europa, esta preocupação parece ser bastante limitada.Existem discrepâncias significativas entre a forma como Em termos de negócios, nos países em que osos Europeus vêm as suas perspetivas económicas consumidores estão otimistas relativamente à suapessoais e as suas previsões para a economia nacional. situação financeira a propensão para o consumo tambémAs pessoas estão-se a tornar obviamente ansiosas permanece elevada, independentemente da avaliaçãoperante a possibilidade da crise provocar um impacto que fazem da situação do seu país.nas suas vidas. Mas por enquanto, exceto no Sul da „Think...‟ nº 2 – Setembro 2012 © TNS 2012 5
  6. 6. A grande maioria dos Europeus pensam que a situação financeira do seu agregadofamiliar irá permanecer inalterada a curto prazo. Será isto pessimismo, ou umpensamento positivo?Growth InsightMenos de um quinto dos Europeus pensam que a índice de confiança (diferença entre as respostassituação financeira do seu agregado familiar irá melhorar “melhor” e “pior”) dá-nos uma indicação do nível denos próximos 12 meses (18%). Por outro lado, pouco confiança do consumidor na Europa: de +16 pontos nomais de um em cada cinco considera que a situação irá Outono de 2000, caiu para -10 em Janeiro de 2009, unspiorar num curto prazo (21%). Mas a grande maioria dos meses após o colapso do Lehman Brothers.Europeus espera que não haja qualquer mudança (58%). A última avaliação, -3 (21% “pior”, 18% “melhor”), mostra que os Europeus estão equilibradamenteMais uma vez, os Europeus parecem distinguir entre a divididos quando se trata de fazer previsões sobre asua situação pessoal e o futuro económico do seu país. situação financeira pessoal. Mais uma vez, existemAnalisando a linha de tendência, num longo período, diferenças marcantes entre países: o índice de confiançaverifica-se que o indicador pessoal não é realmente chega aos +26 na Suécia, +24 na Letónia, +22 naafetado pela atual crise económica: desde 2000, uma Estónia e +20 na Dinamarca; desce para -53 na Grécia, -maioria absoluta dos Europeus respondem “igual”, com 34 na Hungria e - 32 em Portugal.um intervalo constante entre 50 e 60%. No entanto, o „Think...‟ nº 2 – Setembro 2012 © TNS 2012 6
  7. 7. Uma maioria absoluta dos Europeus pensam que a situação financeira do seuagregado familiar irá se manter inalterada a curto prazo. Será isto pessimismo ouum pensamento positivo?Quais são as suas expectativas para os próximos 12 meses: será que os próximos 12 meses vão ser melhores, piores ou iguais, no que diz respeitoà situação financeira no seu agregado familiar? Melhor Pior Igual Não sabeFonte: Eurobarómetro Standart 77, Primavera 2012. Inquérito conduzido pela TNS .‘Think ...’ lições para as empresas: mas seriamente otimistas quando se trata doNeste momento, qualquer estratégia de Marketing ou de desenvolvimento da sua própria situação financeira no curtoinvestimento na UE precisa de ter em consideração estas prazo (e.g. Letónia e Estónia). Nestes países, o índice dediferenças significativas entre os Estados-Membros. Com confiança no futuro poderá ter uma influência positiva noparticular atenção aos países em que as pessoas são seu comportamento de consumo.negativas relativamente ao futuro da economia do seu país, „Think...‟ nº 2 – Setembro 2012 © TNS 2012 7
  8. 8. Planos Precisos para o Crescimento O impacto da confiança do consumidor no consumo é económica quer do seu país, quer do seu agregado bem conhecido. Quando a confiança do consumidor é familiar como positiva. O consumo nestes países pode elevada, existe uma maior propensão para o recuperar os seus níveis de pré-crise de forma consumo. Quando a confiança é baixa esta propensão relativamente rápida. é baixa.  Nos países Mediterrâneos, Bulgária, Roménia, Irlanda No entanto, fazer suposições da confiança do e Hungria, a situação é inversa: o público tem uma consumidor a „nível Europeu‟ aquando da definição visão sombria da economia. Uma estratégia low-cost das suas estratégias de investimento ou de Marketing pode ser adequada aos consumidores destes países. não é válido. A confiança do consumidor difere largamente de um país para o outro.  Os países Bálticos estão entre os mais otimistas em termos das previsões das suas perspetivas No entanto, podem ser encontrados alguns padrões económicas a curto prazo. Esta confiança no futuro geográficos: nos países Nórdicos, Luxemburgo, poderá implicar um impulso nas intenções de compra Áustria e Alemanha, a população vê a situação dos consumidores no Báltico. „Think...‟ nº 2 – Setembro 2012 © TNS 2012 8
  9. 9. Insights precisos para o crescimento europeuSobre o Eurobarómetro Mais informaçõesEstudo da Comissão Europeia que acompanha a Teresa Velosoevolução da opinião pública nos Estados-Membros da Client Service DirectorUnião Europeia, com o objetivo de fornecer informações e: teresa.veloso@tnsglobal.comrelevantes para tomar decisões e avaliar a perceção dos t: +351 21 843 7050cidadãos em temas como: situação social, situação Ou o seu contacto habitual na TNSeconómica, saúde, cultura, tecnologias de informação, www.tns.ptmeio ambiente, etc. A TNS é a empresa que coordena erealiza o Eurobarómetro em todos os países da União Siga-nos!Europeia, incluindo Portugal.Sobre a TNSCom presença em mais de 80 países, a TNS aconselhaos seus clientes em estratégias específicas decrescimento nas áreas de inovação e desenvolvimentode novos conceitos, produtos e/ou serviços,desenvolvimento de marca e comunicação, gestão destakeholders e entrada em novos mercados. Aviso legal Relatório propriedade da TNS. Não é permitida a reprodução, comunicação pública ou qualquer outro ato sem autorização expressa da TNS. © TNS 2012 9

×