Setores de crescimentomais rápido: onde devemas empresas e os governosEuropeus investir emprimeiro lugar pararecuperar o c...
Os Estados-Membros da União Europeia ainda estão a lutar para encontrarem uma forma de sair dacrise financeira. Que setore...
Para criar uma estratégia para um crescimento sustentável, as empresas e os governosdevem ouvir a voz da juventude!       ...
Para trazer crescimento, criar emprego e apoiar setores em dificuldade, os decisores devem promover oe-commerce e as redes...
Planos precisos para CrescimentoEmpresas                                                   Governos   Crescimento constan...
Insights precisos para o crescimento europeuSobre o Eurobarómetro                                     Mais informaçõesEstu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sectores de crescimento mais rapido

402 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Sectores de crescimento mais rapido

  1. 1. Setores de crescimentomais rápido: onde devemas empresas e os governosEuropeus investir emprimeiro lugar pararecuperar o crescimentoperdido? „Think...‟ nº 5 – Dezembro 2012 © TNS 2012 1
  2. 2. Os Estados-Membros da União Europeia ainda estão a lutar para encontrarem uma forma de sair dacrise financeira. Que setores irão trazer crescimento e emprego no futuro próximo? Que tipos deempresas são mais capazes de atuar nesses setores?Growth Insight QA7. Que tipos de empresas do setor privado considera que são as mais importantes para o crescimento e Pequenas e Médias desenvolvimento de um país? Empresas (PMEs)As empresas vistas pelo público como as mais locaisimportantes para o crescimento edesenvolvimento nacional dão-nos algumas Grandes empresas locaisindicações sobre as ferramentas mais eficazes com atividades de negócios Não sabe 7%para criar crescimento. em regiões mais alargadas ou em todo o continente Outra (Espontânea) 1%Os Europeus acreditam que o ‘pequeno é bonito’:metade diz que as Pequenas e Médias Empresas Nenhuma (Espontânea) 1%(PMEs) locais são as mais importantes para o Empresas internacionaiscrescimento e desenvolvimento do país. Mais de Microempresas locaisdois terços dos inquiridos na Finlândia (68%) etrês quartos na Suécia (75%) partilham esta Grandes empresas locais ativasopinião. De um modo geral, é a opinião mais apenas no mercado domésticofrequente em todos os Estados-Membros da UE, àexceção do Chipre e da Lituânia. „Think ...‟ lições para as empresas:Mencionadas com menos frequência são asgrandes empresas locais que atuam apenas no Os Europeus parecem confiar nas empresas locais comomercado doméstico (24%) ou numa região mais motores de crescimento e desenvolvimento nos seus países.alargada (30%), tal como as empresas Esta confiança pública pode ter um impacto positivo no seuinternacionais (28%). comportamento enquanto consumidores.As microempresas locais completam a lista(21%), mas são citadas por cerca de três em cada Os governos da UE devem tomar decisões que encorajem,dez inquiridos na Holanda (38%), Suécia (32%), promovam e incentivem as atividades das PMEs locais noGrécia (31%), Chipre (30%) e Luxemburgo seu país: políticas fiscais, simplificação de procedimentos(30%). administrativos, etc. ‘Think...’ nº 5 – Dezembro 2012 Fonte: Eurobarómetro Especial (EB), Futuro da Europa, para a Comissão Europeia, EB76.4, Dezembro de 2011, conduzido pela TNS. © TNS 2012 2
  3. 3. Para criar uma estratégia para um crescimento sustentável, as empresas e os governosdevem ouvir a voz da juventude! Q12. Em que setor gostaria de trabalhar? Informação: 30% Administração Pública: 25% Banca, Finanças: 25% Investigação: 25%Growth Insight Cultura: 19% Investigação: 25% Educação: 21% Administração Pública: 10% Saúde: 26% Educação: 23%Para descobrir os setores mais dinâmicos do Investigação: 20% Banca, Finanças: 41% Informação: 29%futuro próximo, perguntámos a jovens de todo o Educação: 26%mundo quais os setores onde eles gostariam detrabalhar. As respostas variaram entre diferentespaíses. Aqui apresentam-se os destaques. Educação: 25% Investigação: 25% Informação: 30% Educação: 29% Administração Pública: Investigação: 23% 25% Desporto: 18% Saúde: 23% Saúde: 17%A Investigação apresenta-se como um dos setores Comunicação: 17% Cultura: 17%Top 3 em sete dos doze países da União Europeiainquiridos. É mencionado por cerca de 25% Educação: 32% Investigação: 25%jovens na Alemanha, tal como em Espanha e Desporto: 22%Grécia, dois outros Estados-Membros atingidos Comunicação: 24%pela crise. Investigação: 22% Informação: 21% Administração Pública: 21%A Educação está nos setores Top 3 em seis paísesda UE. Quatro outros setores são mencionados „Think ...‟ lições para as empresas:em cinco dos doze Estados-Membros: Saúde,Banca Financeira, Comunicação e Cultura. Emoutras potências económicas ocidentais, os Quando decidirem a suas estratégias, os empresasresultados são semelhantes: nos EUA, a Saúde, europeias devem ouvir a voz dos jovens e anotar os setoresEducação e Investigação estão no topo da lista. que os atraem. Sem alterarem o seu negócio principal ouNas economias emergentes, um setor goza de setor, as empresas podem desenvolver-se de forma a atrairuma popularidade muito maior que na UE: a os jovens. A Investigação é um bom exemplo já que asInformação está nos setores Top 3 mencionado empresas poderiam desenvolver o seu departamento de I&Dpor jovens na China, Brasil, Rússia e Turquia. (Investigação e Desenvolvimento) de forma a refletir este novo foco. ‘Think...’ nº 5 – Dezembro 2012 Fonte: Survey ScenaRio: Juventude e Desenvolvimento Sustentável, para Fondapol, Fevereiro-Abril de 2012, conduzido pela TNS. © TNS 2012 3
  4. 4. Para trazer crescimento, criar emprego e apoiar setores em dificuldade, os decisores devem promover oe-commerce e as redes sociais Nos últimos 12 meses, adquiriu algum bem ou serviço através da Internet, telefone ou correio (no seu país)?Growth InsightAtualmente, o Mundo é percebido como uma“aldeia global”: a Internet aproximou o mundo Via Internetcomo uma grande comunidade. Esta situação tem (website, e-mail, etc.)um impacto dramático nas economias do mundo.Muitos setores sentiram uma reviravolta devido a Através do correioesta revolução. O comércio, por exemplo, alterou- (catálogos, ordem de correio, etc.)se ao ponto de quase ficar irreconhecível nosúltimos anos. O surgimento e o crescimento Através do telefoneexponencial do e-commerce ilustra bem esta‘nova forma de fazer negócios’. Em 2006, apenasum pouco mais do que um quarto dos Europeushavia adquirido bens ou serviços através daInternet (no seu país ou noutro local). Em 2011,quase metade já o havia feito – depois de umaumento quase contínuo (33% em 2008, 38% em „Think ...‟ lições para as empresas:2009, 37% em 2010 e 46% em 2011). Independentemente do seu setor de atividade, todos osEnquanto isso, a proporção de Europeus que, negócios Europeus têm a oportunidade de aproveitar esterecentemente, adquiriram bens ou serviços desenvolvimento. A Internet deve fazer parte da sua estratégia de crescimento, não apenas para vender os seus produtos ouatravés do telefone ou através do correio diminuiu serviços online mas, também, para encontrar matérias-primas(respetivamente, 15% em 2006 contra 13% em e fornecedores externos com o melhor preço.2011e 27% contra 20%) . A relutância e adesconfiança dos primeiros anos face ao e-commerce estão a desaparecer. É provável que A presença em plataformas de social media é a chave para isto.este setor continue a crescer rapidamente nos Mais de 900 milhões de pessoas utilizam, atualmente,próximos anos. plataformas de social media. As empresas e as marcas têm uma grande oportunidade de os atingir de formas inovadoras. ‘Think...’ nº 5 – Dezembro 2012 Fonte: 2011: Flash Eurobarometer 332, para a Comissão Europeia, conduzido pela TNS; 2010: Flash Eurobarometer 299, para a Comissão Europeia, conduzido por Gallup; 2009: Flash Eurobarometer 282, para a Comissão Europeia, conduzido por Gallup; 2008: Eurobarómetro Especial 298, para a © TNS 2012 Comissão Europeia, conduzido pela TNS; 2006: Eurobarómetro Especial 252, para a Comissão Europeia, conduzido pela TNS. EU27 average in 2008- 4 2011 ; EU25 in 2006.
  5. 5. Planos precisos para CrescimentoEmpresas Governos Crescimento constante para as PMEs  Apoio às PMEs locaisAs Pequenas e Médias Empresas são vistas como as OS governos Europeus devem adotar medidas quemais importante para o crescimento e desenvolvimento promovam e incentivem as atividades de Pequenas ede um país: algumas empresas precisam desenvolver-se Médias Empresas locais, potenciais criadores de futuroscom um ritmo mais constante. Uma empresa que cresça empregos.de forma demasiado rápida pode enfrentar uma crise decrescimento.  Priorizar a Investigação e a Educação Os Governos da UE devem priorizar o apoio aos setores Estratégias para atrair jovens nos quais os jovens gostariam de trabalhar, tais comoAo decidirem a sua estratégia, as empresas devem Investigação e Educação. Isso teria um impacto positivotentar desenvolver os setores nos quais os jovens mais na imagem do Governo e ajudaria a reduzir a ‘fuga degostariam de trabalhar, como investigação e educação. cérebros’ para os EUA e para as economias emergentes.Isso torná-las-á mais atrativas para os jovens da Europae para os jovens talentos das economias emergentes.  Auxiliar o e-commerce e os envios por correio Os Governos da UE devem apoiar as empresas de e- Adaptação ao e-commerce commerce, um setor capaz de proporcionar crescimentoAs empresas necessitam de estar conscientes do e criar empregos. Devem também antecipar oscrescimento exponencial do e-commerce. Devem problemas nos setores de vendas à distância.adaptar o seu negócio de forma a atrair o númerocrescente de consumidores que adquirem bens e  Desenvolvimento do e-administration deserviços pela Internet. serviços O facto de cada vez mais pessoas utilizarem a Internet Utilização de Social Media para adquirirem bens e produtos pode sugerir que osAs plataformas de social media oferecem formas serviços de e-administration tornar-se-ão cada vezinovadoras e eficientes para as empresas atraírem mais populares no futuro próximo. Isso oferece umanegócios. forma efetiva de os Governos reduzirem os gastos públicos. ‘Think...’ nº 5 – Dezembro 2012 © TNS 2012 5
  6. 6. Insights precisos para o crescimento europeuSobre o Eurobarómetro Mais informaçõesEstudo da Comissão Europeia que acompanha a Teresa Velosoevolução da opinião pública nos Estados-Membros da Client Service DirectorUnião Europeia, com o objetivo de fornecer informações e: teresa.veloso@tnsglobal.comrelevantes para tomar decisões e avaliar a perceção dos t: +351 21 843 7050cidadãos em temas como: situação social, situação Ou o seu contacto habitual na TNSeconómica, saúde, cultura, tecnologias de informação, www.tns.ptmeio ambiente, etc. A TNS é a empresa que coordena erealiza o Eurobarómetro em todos os países da União Siga-nos!Europeia, incluindo Portugal.Sobre a TNSCom presença em mais de 80 países, a TNS aconselhaos seus clientes em estratégias específicas decrescimento nas áreas de inovação e desenvolvimentode novos conceitos, produtos e/ou serviços,desenvolvimento de marca e comunicação, gestão destakeholders e entrada em novos mercados. Aviso legal Relatório propriedade da TNS. Não é permitida a reprodução, comunicação pública ou qualquer outro ato sem autorização expressa da TNS. © TNS 2012 6

×