Custos (trabalho)

184 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
184
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Custos (trabalho)

  1. 1. 2 CUSTOS É um gasto relativo ao serviços ou produtos, utilizado na produção de outros bens ou serviços, como por exemplo a linha utilizada na fabricação de roupas. Alguns custos são facilmente identificáveis aos produtos, outros são comuns a vários produtos, outros tem a ver com o volume de produção e vendas e outros nada tem a ver, por isso temos algumas classificações de custos. 2.1 CUSTOS DIRETOS São os custos efetuados exclusivamente com a fabricação do produto, ou seja, os custos que podem ser identificados com facilidade como apropriáveis ao item produzido. 2.2 CUSTOS INDIRETOS São os itens de custo em que há dificuldades de identificar as unidades de produtos fabricados no período. Nesses casos, a atribuição dos custos indiretos aos produtos acontece por intermédio de rateios, que considerem a divisão do montante de determinado tipo de custo entre produtos ou serviços utilizando um critério qualquer, como o volume fabricado por produto ou o tempo de fabricação consumido. 2.3 CUSTOS VARIÁVEIS São os gastos cujo o total do período está proporcionalmente relacionado com o volume de produção. Quanto maior ela for, maior será o custo, lembrando sempre que todos os custos diretos são sempre variáveis, mas nem todo custo variável é direto.
  2. 2. 2.4 CUSTO FIXO São os gastos cujo os valores totais tendem a permanecer fixos, mesmo havendo alterações nos níveis de atividades operacionais do período, ou seja, especificamente com a capacidade instalada, ou com a estrutura física que a empresa possui, sendo seu valor total desvinculado do volume fabricado. Existem ainda outras duas categorias de custos: Semivariáveis São aqueles que tem variação no valor total pelo volume de unidades produzidas, mas não exatamente na mesma proporção, como por exemplo a água e a energia elétrica. Semifixos São aqueles que tem valor total constante até certo volume de produção, como a folha de pagamento dos funcionários de produção. 3 DESPESAS São gastos voluntários ocorridos no ambiente administrativo das empresas. São valores despendidos voluntariamente com bens ou serviços utilizados para obter receitas de forma direta ou indireta, ou seja gastos ligados as atividades gerenciais da empresa, como despesas de vendas, administrativas e financeiras, incluindo também comissões de vendedores e propaganda. As despesas são saídas de recursos financeiros em oposição às entradas. Porém, não constituem gastos que afetem perdas ou ganhos. O conceito de despesas está bastante associado à contabilidade. São consideradas despesas as saídas de dinheiro da tesouraria de uma empresa ou organização, ao passo que se dá o nome de receitas ou lucros ao dinheiro que entra. As despesas incluem os gastos e os investimentos. O gasto é o lançamento contábil que aumenta as perdas ou diminui o benefício. O gasto supõe um desembolso financeiro, podendo ser um movimento de caixa ou bancário. O pagamento de um serviço e o arrendamento de um espaço comercial são alguns dos gastos habituais que fazem parte das despesas das empresas.
  3. 3. 4 GASTOS São ocorrências nas quais a empresa despende recursos ou contrai uma obrigação perante terceiros, para obter algum bem ou serviços que necessite para suas operações cotidianas. Uma empresa pode ter gastos com suas contas de sempre ou gastos que não sejam tão frequentes como compras pessoais ou ainda gastos em determinados serviço. Os gastos de uma empresa, mas gastos que não são comuns precisam de controle para manter as contas em dia e sempre ter o necessário, evitando assim mais gastos desnecessários como podem ser os empréstimos. Em termos contábeis os gastos incluem custos e despesas. O termo neste sentido relaciona todo tipo de desembolso financeiro para conseguir obter algum produto ou algum serviço. Os gastos neste caso são todo o tipo de pagamento que se faz para adquirir algo seja esse pagamento á vista, no ato ou em forma de dívida.Em resumo, gasto é o uso voluntário de um determinado capital para conseguir um produto ou serviço que pode ser considerado como investimento ou simplesmente como pagamento por esses produtos ou serviços. E um conceito abrangente e pode englobar outros termos comuns na área de custos, como um investimento na compra de máquinas e equipamentos. 5 INVESTIMENTO São “gastos” ativados, que gerarão suporte tecnológico, estrutural e operacional, em função da utilidade de bens ou serviços obtidos, ou seja, ativado em função de sua vida útil ou benefícios atribuíveis a futuros períodos, com a perspectiva de gerar benefícios econômicos, como por exemplo, a aquisição de um lote de matéria-prima, pois a empresa desembolsa recursos com esses ativos, visando um retorno futuro sob a forma de produtos fabricados transformando a matéria-prima em produtos elaborados e sua comercialização com lucro posteriormente. O investimento é a aplicação de algum tipo de recurso (dinheiro ou títulos) com a expectativa de receber algum retorno futuro superior ao aplicado compensando inclusivamente a perda de uso desse recurso durante o período de aplicação (juros ou lucros).
  4. 4. Em contabilidade o investimento é a aplicação de algum tipo de recurso com a expectativa de receber algum retorno futuro superior ao aplicado compensando, inclusive, a perda de uso desse recurso durante o período de aplicação. Num sentido amplo, o termo aplica-se tanto à compra de máquinas, equipamentos e imóveis para a instalação de unidades produtivas como à compra de títulos financeiros (letras de câmbio, ações). Nesses termos, investimento é toda aplicação de dinheiro com expectativa de lucro. O investimento bruto corresponde a todos os gastos realizados com bens de capital (máquinas e equipamentos) e formação de estoques. O investimento líquido exclui as despesas com manutenção e reposição de peças, equipamentos, e instalações desgastadas pelo uso. Como está diretamente ligado à compra de bens de capital e, portanto, á ampliação da capacidade produtiva, o investimento líquido mede com mais precisão o crescimento da economia.

×