Africa

415 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
415
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Africa

  1. 1. Acarajé, agogô, angu, axé, banguela, bunda, batuque, berimbau, búzio, cacunda, cachaça, cachimbo, chuchu, cafundó, cafuné, canjica, calombo, candomblé, camundongo, carimbo, capenga, caruru, caxambu, caxumba, dendê, dengo, Exu, farofa, fubá, inhame, Iemanjá, jiló, macumba, mandinga, maracatu, marimba, marimbondo, maxixe, miçanga, molambo, moleque, muamba, Orixá, Oxalá, Ogum, quiabo, quilombo, quindim, quitute, samba, senzala, tutu, vatapá, xangô, etc.
  2. 2. DANÇAS E RELIGIÃO
  3. 3. O samba Gênero musical binário, que representa a própria identidade musical brasileira. De nítida influência africana, o samba nasceu nas casas de baianas que emigraram para o Rio de Janeiro no princípio do século. O primeiro samba gravado foi Pelo telefone, de autoria de Donga e Mauro de Almeida, em 1917. Inicialmente vinculado ao carnaval, com o passar do tempo o samba ganhou espaço próprio. A consolidação de seu estilo verifica-se no final dos anos 20, quando desponta a geração do Estácio, fundadora da primeira escola de samba.
  4. 4. Capoeira A capoeira é uma dança de luta, ritualizada e estilizada, que tem sua própria música e é praticada principalmente na cidade de Salvador, estado da Bahia. É uma das expressões características da dança e das artes marciais brasileiras. Evoluiu a partir de um estilo de luta originário de Angola. Nos primeiros anos da escravidão havia lutas permanentes entre os negros e quando o senhor de escravos as descobria, castigava ambos os bandos envolvidos. Os escravos consideravam essa atitude injusta e criavam "cortinas de fumaça" por meio da música e das canções, para esconder as verdadeiras brigas. Ao longo dos anos, essa prática foi sendo refinada até se converter em um esporte sumamente atlético, no qual dois participantes desfecham golpes entre si, usando apenas as pernas, pés calcanhares e cabeças, sem utilizar as mãos.
  5. 5. Candomblé Festa religiosa dos negros jeje-nagôs na Bahia, mantida pelos seus descendentes e mestiços, é um culto africano introduzido no Brasil pelos escravos. Algumas de suas divindades são: Xangô, Oxum, Oxumaré e Iemanjá, representando esta, por si só, um verdadeiro culto. As cerimônias religiosas do Candomblé, são realizadas de um modo geral em terreiros, que são locais especialmente destinados para esse fim, e recebem os seguintes nomes: Macumba no Rio de Janeiro, Xangô em Alagoas e Pernambuco.
  6. 6. Nelson Mandela foi o líder negro mais importante do mundo contra o racismo e o apartheid na África do Sul. Superou barreiras e conseguiu levar qualidade e justiça para seu povo, sendo agraciado com o Prêmio Nobel da Paz em 1993. http://www.reidaverdade.net/nelson-mandelaresumo-biografia.html
  7. 7. Nelson Rolihlahla Mandela nasceu em uma pequena aldeia na região sudeste da África do Sul chamado de Transkei. Seu pai era chefe da aldeia e um membro da família real da tribo Thembu, que falava a língua Xhosa. Como um menino, Mandela cresceu na companhia dos anciãos e chefes tribais. Em 1942 ele recebeu uma licenciatura em Direito pela Universidade do Sul da África.
  8. 8. Durante 27 anos Mandela passou na prisão, seu exemplo de sofrimento silencioso foi apenas uma das muitas pressões sobre o governo da África do Sul. Mas com o passar dos anos, Mandela começou a ser visto como mártir na África do Sul e em todo o mundo, tornando-se um símbolo de protestos internacionais contra o apartheid.
  9. 9. Em 1988 Mandela foi hospitalizado e depois de sua recuperação, voltou para a prisão em condições menos duras. A esta altura a situação na África do Sul estava se tornando desesperadora. Protestos se espalharam e as pressões internacionais para o fim do apartheid foram aumentando. Cada vez mais, a África do Sul ficava isolada como um Estado racista. Foi neste contexto que FW de Klerk , o presidente da África do Sul, finalmente respondeu aos apelos de todo o mundo para libertar Mandela.
  10. 10. Mandela tornou-se o mais velho presidente eleito da África do Sul quando assumiu o cargo em 1994. Ele tinha 77 anos naquela época. Nelson Mandela assumiu a aposentadoria da vida pública em Junho de 1999. Recebeu mais de cem prêmios nas últimas quatro décadas de sua luta pela democracia, igualdade e aprendizagem. Ele nunca respondeu racismo com racismo. Ganhou respeito internacional por tentar promover a reconciliação de brancos e negros.
  11. 11. Mandela faleceu no mês de Dezembro de 2013, mas nos deixou um grande ensinamento:

×