SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Sistema de Socorro e Luta Contra Incêndios:
 Pr...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
São objectivos, fundamentais do SSLI:
 A luta c...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 A busca e o salvamento de pessoas em risco emi...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
A actividade dos Corpos de Bombeiros está sujeit...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Cada Corpo de Bombeiros tem uma área de actuação...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
No âmbito dos municípios cabe aos Corpos de Bomb...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Os Corpos de Bombeiros podem criar subunidades, ...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Os Corpos de Bombeiros, obrigam-se a assegurar e...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
MunicípiosMunicípios
CB Sapadores CB Voluntários...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
A actuação dos corpos de bombeiros em locais ext...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Cada município constitui uma AO, agrupando os Co...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Cada ZO é um agrupamento de Áreas Operacionais (...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
O SOD tem uma área territorial coincidente com a...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
• Nos Distritos de Lisboa e Porto existem sector...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL
Ins...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL
Ins...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
o Dirigir o Centro Distrital de Coordenação de S...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
o Assegurar a representação operacional do SNB n...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
O CSOD desempenha as suas funções em ligação con...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Compete ao CSOD em fase de
planeamento:
 Colabo...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 Colaborar na preparação de acções conjuntas de...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 Compete ao CSOD, em fase de operação, comparec...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Ao CZO compete, em estreita colaboração com o In...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
• Comparecer no local do sinistro e assumir as f...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 A função de Comandante de Sector Operacional E...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E
CONT...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E
CONT...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E
CONT...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
o A função de Comandante de Zona Operacional Esp...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E
CONT...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E
CONT...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E
CONT...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Os CCS são serviços do SNB, que coordenam a acti...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 Assegurar a coordenação, a direcção operaciona...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 Mobilizar e despachar os meios terrestres, aqu...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 Proceder à gestão da rede própria de comunicaç...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 Prestar apoio operacional a todos os agentes i...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
O CNCS tem por finalidade coordenar os Centros D...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Os Centros Distritais de Coordenação de Socorros...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
DistritoDistrito
1 CCO
Distrital
1 CCO
Distrital...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
NÍVEIS DE COORDENAÇÃO
NacionalNível I CNCS
Distr...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
o O nível estratégico;
o O nível táctico;
o O ní...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
O nível estratégico detém todo o comando da oper...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 Elaboração e actualização do Plano Estratégico...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
O nível táctico dirige todas as actividades oper...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
O nível de manobra encarrega-se das tarefas espe...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
É o órgão director das operações de conjuntura q...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 A recolha e o tratamento operacional das infor...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Qualquer bombeiro responsável por uma operação d...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E
CONT...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E
CONT...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E
CONT...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E
CONT...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
NÍVEIS DE COMANDO OPERACIONAL DISTRITAL
Sector
O...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 Propor ao CDCS os pedidos de reforço de meios ...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 Requisitar temporariamente quaisquer bens móve...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 Ordenar as destruições, demolições, remoções e...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Na escolha e na efectiva aplicação das medidas p...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Compete ao COS comandar em exclusivo as operaçõe...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Em incidentes de maior dimensão ou gravidade, o ...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Comandante das Operações
de Socorro
ADJ Relações...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONT...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
DIRECÇÃO ESTRATÉGICA
Acto de emanar directivas, ...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
COORDENAÇÃO
Acto de relacionar acções, meios téc...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
COMANDO OPERACIONAL
Topo da autoridade investida...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 Grupos de Primeira Intervenção – GPI;
 Grupos...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
ORGANIZAÇÃO DAS FORÇAS
GRUPOS DE COMBATE
(GC)
Un...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
ORGANIZAÇÃO DAS FORÇAS
GRUPOS DE REFORÇO
(GRR)
G...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 Incêndios florestais;
 Incêndios em edifícios...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
O SICO tem em vista permitir um tratamento estat...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
A classificação da ocorrência é da responsabilid...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Qualquer saída de qualquer veículo de socorro é ...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
A circulação da informação operacional é de rele...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Sempre que o início da ocorrência revista caráct...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
1 – Incêndios em estruturas
FLUXO DE INFORMAÇÕES...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
2 – Incêndios Florestais
FLUXO DE INFORMAÇÕES OP...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
4 – Acidentes Rodoviários
FLUXO DE INFORMAÇÕES O...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
5 – Outros
FLUXO DE INFORMAÇÕES OPERACIONAIS
SIS...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Podem ser constituídas redes de comunicações de ...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
CDCS (CCOD)CDCS (CCOD) CCOLCCOL
CNCSCNCS
PRRPRR
...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Rede Táctica
Rede Manobra
PCOB
CD
OPAR ZCR
CHGC
...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
COMUNICAÇÕES DE SOCORRO E ALERTAS
SISTEMA DE COM...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
O SAEB é uma forma de intensificar as acções pre...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
COMUNICAÇÕES DE SOCORRO E ALERTAS
SISTEMA DE DE ...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
O Alerta para os Corpos de Bombeiros caracteriza...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
 Na adopção de esquemas preparatórios para comb...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Os Comandantes determinam para os respectivos Co...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
A activação do SAEB é da exclusiva competência d...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
O CNCS informa e determina, se necessário, o Est...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
O Dispositivo Permanente de Resposta Operacional...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
O Dispositivo de Combate a Incêndios Florestais ...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
DISPOSITIVO PARA OPERAÇÕES INTERNACIONAIS (DIOI)...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Todo o pessoal dos bombeiros envolvido num Teatr...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Os CDCS informam de imediato o Centro de Coorden...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Os Corpos de Bombeiros têm um prazo máximo de do...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
ORGANIZAÇÃO OPERACIONAL DOS BOMBEIROS
SICCCSICCC...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SNAPSSNAPS
SINPCSINPC SSLISSLI
SNPCSNPC
DEL DIST...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SITUAÇÃO NORMAL
Chefe
Deleg
Chefe
Deleg
SNPCSNPC...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SITUAÇÃO DE ACTIVAÇÃO DO CDOEPC
Chefe
Deleg
Chef...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
SISTEMA DE COMANDO OPERACIONAL
CÉLULA DECÉLULA D...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
ADJ RELAÇÕESADJ RELAÇÕES
PÚBLICASPÚBLICAS
ADJ RE...
SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA
INCÊNDIOS
(SSLI)
Núcleo de Formação 2003
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sistema de socorro e luta contra incêndios

665 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
665
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
288
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema de socorro e luta contra incêndios

  1. 1. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003
  2. 2. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Sistema de Socorro e Luta Contra Incêndios:  Protecção de pessoas;  Bens;  Ambiente;  Prevenindo as situações que os ponham em perigo ou limitando as consequências destas.
  3. 3. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 São objectivos, fundamentais do SSLI:  A luta contra incêndios e outros incidentes;  O socorro e o resgate em ambiente pré-hospitalar;
  4. 4. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  A busca e o salvamento de pessoas em risco eminente ou perigo actual;  O socorro aquático;  A prevenção e segurança contra riscos de incêndios.
  5. 5. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 A actividade dos Corpos de Bombeiros está sujeita à tutela do Serviço Nacional de Bombeiros, independentemente da natureza jurídica da entidade que os detém.
  6. 6. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Cada Corpo de Bombeiros tem uma área de actuação própria (AAP), pela qual é responsável, que no caso dos Corpos de Bombeiros Sapadores ou Municipais corresponde à área total do respectivo município. As AAP dos Corpos de Bombeiros coincidem obrigatoriamente com a divisão administrativa do País.
  7. 7. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 No âmbito dos municípios cabe aos Corpos de Bombeiros a responsabilidade de assegurar em tempo útil, na sua área de actuação própria, a intervenção operacional em todos os serviços que lhes forem solicitados e para os quais estejam aptos ou, fora dela, todos aqueles que lhes forem requisitados.
  8. 8. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Os Corpos de Bombeiros podem criar subunidades, secções destacadas, a fim de actuarem em locais previamente definidos, cuja localização é a mais próxima do centro da área de risco que se pretende defender.
  9. 9. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Os Corpos de Bombeiros, obrigam-se a assegurar em tempo útil e em todo o território nacional o reforço de teatros de operações, em situações de risco.
  10. 10. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 MunicípiosMunicípios CB Sapadores CB Voluntários+ Responsabilidade de intervenção SAP Apoio Complementar VOL como 1ª intervenção de acordo com planos
  11. 11. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 A actuação dos corpos de bombeiros em locais exteriores à sua área de actuação própria tem lugar em caso de accionamento pelo:  CCS;  Inspector de Bombeiros;  Comandante das Operações de Socorro;  Planos prévios de intervenção;  Acordos de ajuda mútua, no caso de Corpos de Bombeiros com AAP adjacentes.
  12. 12. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Cada município constitui uma AO, agrupando os Corpos de Bombeiros aí existentes. Área Operacional (AO) AGRUPAMENTOS OPERACIONAIS SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO
  13. 13. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Cada ZO é um agrupamento de Áreas Operacionais (AO), englobando um mínimo de seis (6) Corpos de Bombeiros do mesmo Distrito, com Áreas de Actuação Próprias de risco semelhante. Zonas Operacionais - ZO AGRUPAMENTOS OPERACIONAIS SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO
  14. 14. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 O SOD tem uma área territorial coincidente com a do Distrito, podendo ser composto por uma ou mais Zonas Operacionais (ZO). Sectores Operacionais Distritais - SOD AGRUPAMENTOS OPERACIONAIS SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO
  15. 15. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 • Nos Distritos de Lisboa e Porto existem sectores operacionais especiais (SOE), que abrangem as áreas dos municípios de Lisboa e Porto. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO • Os municípios que possuem Companhias de Bombeiros Sapadores constituem Zonas Operacionais Especiais (ZOE).
  16. 16. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Inspector Nacional de Bombeiros o Dirigir o Centro Nacional de Coordenação de Socorros; o Coordenar a actividade operacional dos Inspectores Distritais; o Coordenar a actividade operacional dos Meios Aéreos; o Acompanhar em permanência a situação nacional; SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO
  17. 17. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Inspector Nacional de Bombeiros o Assegurar ao nível central, a representação operacional do Serviço Nacional de Bombeiros (SNB) no sistema e nas operações de Protecção Civil; o Assegurar a Coordenação e o Comando Operacional das Operações de Socorro; o Requisitar a mobilização do pessoal e meios que permitam a direcção coordenada das acções de socorro. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO
  18. 18. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 o Dirigir o Centro Distrital de Coordenação de Socorros; o Assegurar a coordenação das operações de bombeiros; o Assumir a direcção estratégica nas operações de socorro e assistência cuja natureza, dimensão, grau de risco e meios a envolver tornem necessária a sua intervenção; SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Inspector Distrital de Bombeiros
  19. 19. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 o Assegurar a representação operacional do SNB no sistema e nas operações de protecção civil, ao nível distrital; o Assegurar a Coordenação e o Comando Operacional das Operações de Socorro; o Requisitar a mobilização do pessoal e meios que permitam a direcção coordenada das acções de socorro. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Inspector Distrital de Bombeiros
  20. 20. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 O CSOD desempenha as suas funções em ligação constante com: SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Sector Operacional Distrital (CSOD)  Inspector Distrital de Bombeiros;  Centro Distrital de Coordenação de Socorros.
  21. 21. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Compete ao CSOD em fase de planeamento:  Colaborar com o Inspector Distrital, dinamizando a elaboração de planos prévios de intervenção, com vista à articulação de meios face a cenários previsíveis; SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Sector Operacional Distrital (CSOD)
  22. 22. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  Colaborar na preparação de acções conjuntas de intervenção dos Corpos de Bombeiros;  Dar parecer, quando solicitado pelo Inspector Distrital, sobre o material mais adequado à intervenção operacional do respectivo sector. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Sector Operacional Distrital (CSOD)
  23. 23. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  Compete ao CSOD, em fase de operação, comparecer no local do sinistro e assumir as funções de Comandante das Operações de Socorro, sempre que as circunstâncias o aconselhem ou por solicitação do Inspector Distrital. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Sector Operacional Distrital (CSOD)
  24. 24. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Ao CZO compete, em estreita colaboração com o Inspector Distrital: • Colaborar com os Comandantes dos Corpos de Bombeiros, dinamizando a elaboração de Planos Prévios de Intervenção, com vista à articulação de meios face a cenários previsíveis; SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Zona Operacional (CZO)
  25. 25. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 • Comparecer no local do sinistro e assumir as funções de Comandante das Operações de Socorro, por solicitação do Comandante do Corpo de Bombeiros da área presente no Teatro de Operações ou do Inspector Distrital de Bombeiros. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Zona Operacional (CZO)
  26. 26. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  A função de Comandante de Sector Operacional Especial é desempenhada por inerência pelo Comandante do Regimento ou Batalhão de Bombeiros Sapadores. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Sector Operacional Especial (CSOE)
  27. 27. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Sector Operacional Especial (CSOE) Compete ao CSOE no âmbito do respectivo sector, em fase de planeamento:  Dinamizar a elaboração dos Planos Prévios de Intervenção com vista à realização e articulação de meios face a cenários previsíveis;  Preparar acções conjuntas de intervenção dos Corpos de
  28. 28. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Sector Operacional Especial (CSOE)  Promover reuniões periódicas de trabalho, sobre matérias de âmbito operacional, com os Comandantes dos Corpos de Bombeiros;  Dar parecer, quando solicitado, sobre o material mais adequado à intervenção operacional do respectivo Sector Operacional
  29. 29. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Sector Operacional Especial (CSOE) Compete ao CSOE, no âmbito do respectivo sector, em fase de operação: o Comparecer no local do sinistro sempre que as circunstâncias o aconselhem; o Assumir em exclusivo as funções de Comandante das Operações de Socorro.
  30. 30. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 o A função de Comandante de Zona Operacional Especial é desempenhada por inerência pelo Comandante da Companhia de Bombeiros Sapadores do respectivo município. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Zona Operacional Especial (CZOE)
  31. 31. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Zona Operacional Especial (CZOE) Compete ao CZOE, no âmbito do seu município, em fase de planeamento: • Dinamizar a elaboração dos Planos Prévios de Intervenção com vista à realização e articulação dos meios face a cenários previsíveis; • Preparar acções conjuntas de intervenção dos Corpos de
  32. 32. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Zona Operacional Especial (CZOE) • Promover reuniões periódicas de trabalho, sobre matérias de âmbito operacional, com os Comandantes dos Corpos de Bombeiros; • Dar parecer, quando solicitado, sobre o material mais adequado à intervenção operacional da respectiva Zona Operacional.
  33. 33. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Comandante de Zona Operacional Especial (CZOE) Compete ao CZOE, no âmbito do seu município, em fase de operação:  Comparecer no local do sinistro sempre que as circunstâncias o aconselhem;  Assumir em exclusivo as funções de Comandante das Operações de Socorro.
  34. 34. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Os CCS são serviços do SNB, que coordenam a actividade operacional dos Corpos de Bombeiros. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Centros de Coordenação de Socorros (CCS)
  35. 35. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  Assegurar a coordenação, a direcção operacional estratégica e o apoio logístico das operações de socorro e assistência realizadas pelos bombeiros;  Recolher e divulgar informações de carácter operacional; SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Centros de Coordenação de Socorros (CCS)
  36. 36. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  Mobilizar e despachar os meios terrestres, aquáticos e aéreos dos bombeiros, assim como todos os que sejam indispensáveis para garantir a direcção coordenada das operações de socorro e assistência;  Planear acções de intervenção operacional; SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Centros de Coordenação de Socorros (CCS)
  37. 37. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  Proceder à gestão da rede própria de comunicações de socorro;  Garantir a ligação do sector dos bombeiros com entidades externas;  Receber ao nível adequado chamadas de socorro e informações pertinentes para a localização de sinistros; SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Centros de Coordenação de Socorros (CCS)
  38. 38. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  Prestar apoio operacional a todos os agentes integrantes do Sistema Nacional de Protecção e Socorro;  Assegurar ao nível adequado e em situação de emergência, as ligações operacionais, de acordo com a lei, entre o Serviço Nacional de Bombeiros e o Serviço Nacional de Protecção Civil. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Centros de Coordenação de Socorros (CCS)
  39. 39. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 O CNCS tem por finalidade coordenar os Centros Distritais de Coordenação de Socorros, as operações de socorro e assistência dos bombeiros, garantindo o apoio técnico e logístico necessário em situações consideradas de emergência ou que, pela sua natureza, gravidade, extensão e meios envolvidos ou a envolver, ultrapassem o estrito âmbito de actuação de um CDCS. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Centro Nacional de Coordenação de Socorros (CNCS)
  40. 40. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Os Centros Distritais de Coordenação de Socorros, têm por finalidade coordenar todas as operações de socorro e assistência dos bombeiros no seu Sector Operacional, garantido o apoio técnico e logístico necessário em situações consideradas de emergência, quer aos Corpos de Bombeiros, quer aos Postos de Comando Operacional dos Bombeiros (PCOB). SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO FUNÇÕES DE COORDENAÇÃO E COMANDO OPERACIONAL Centros Distritais de Coordenação de Socorros (CDCS)
  41. 41. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 DistritoDistrito 1 CCO Distrital 1 CCO Distrital CCO’s Locais CCO’s Locais Centro Nacional de Coordenação de Socorros (CNCS) Centro Nacional de Coordenação de Socorros (CNCS)
  42. 42. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 NÍVEIS DE COORDENAÇÃO NacionalNível I CNCS DistritalNível II CCOD CCS LocalNível III CCB
  43. 43. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 o O nível estratégico; o O nível táctico; o O nível de manobra. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO ORGANIZAÇÃO OPERACIONAL DE CONJUNTURA Sistema de Comando Operacional (SCO) A configuração do SCO inclui:
  44. 44. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 O nível estratégico detém todo o comando da operação e é responsável pela:  Determinação da estratégia apropriada;  Estabelecimento dos objectivos gerais da operação;  Definição de prioridades; SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO ORGANIZAÇÃO OPERACIONAL DE CONJUNTURA Sistema de Comando Operacional (SCO)
  45. 45. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  Elaboração e actualização do Plano Estratégico de Acção (PEA);  Recepção e colocação de meios de reforço;  Previsão e planeamento de resultados;  Fixação de objectivos específicos a nível táctico. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO ORGANIZAÇÃO OPERACIONAL DE CONJUNTURA Sistema de Comando Operacional (SCO)
  46. 46. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 O nível táctico dirige todas as actividades operacionais tendo em consideração os objectivos a alcançar , que correspondem à estratégia definida no PEA. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO ORGANIZAÇÃO OPERACIONAL DE CONJUNTURA Sistema de Comando Operacional (SCO)
  47. 47. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 O nível de manobra encarrega-se das tarefas específicas, normalmente realizadas e desenvolvidas com o apoio de meios técnicos ou equipas de pessoal, de acordo com os objectivos tácticos definidos. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO ORGANIZAÇÃO OPERACIONAL DE CONJUNTURA Sistema de Comando Operacional (SCO)
  48. 48. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 É o órgão director das operações de conjuntura que apoia o Comandante das Operações de Socorro na preparação das decisões e na articulação dos meios no Teatro de Operações. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO POSTO DE COMANDO OPERACIONAL DOS BOMBEIROS (PCOB)
  49. 49. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  A recolha e o tratamento operacional das informações;  A preparação das acções a desenvolver;  A formulação e transmissão de ordens, directrizes e pedidos;  O Controlo da execução das ordens;  A manutenção das capacidades operacionais dos meios empregues;  A gestão dos meios de reserva. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO POSTO DE COMANDO OPERACIONAL DOS BOMBEIROS (PCOB) O PCOB tem por missões genéricas:
  50. 50. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Qualquer bombeiro responsável por uma operação de socorro e assistência designa-se por Comandante das Operações de Socorro. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO Comandante das Operações de Socorro (COS) RESPONSABILIDADES DAS OPERAÇÕES DE SOCORRO E ASSISTÊNCIA
  51. 51. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO Comandante das Operações de Socorro (COS) RESPONSABILIDADES DAS OPERAÇÕES DE SOCORRO E ASSISTÊNCIA Comandante das Operações de Socorro (COS) Guarnição Chefe de Viatura
  52. 52. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO Comandante das Operações de Socorro (COS) RESPONSABILIDADES DAS OPERAÇÕES DE SOCORRO E ASSISTÊNCIA MUN USAP / UMUN COS Elemento de Comando USAP / UMUN
  53. 53. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO Comandante das Operações de Socorro (COS) RESPONSABILIDADES DAS OPERAÇÕES DE SOCORRO E ASSISTÊNCIA COS Mais GraduadoMais Graduado MUN USAP Mais GraduadoMais GraduadoMais GraduadoMais Graduado
  54. 54. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO Comandante das Operações de Socorro (COS) RESPONSABILIDADES DAS OPERAÇÕES DE SOCORRO E ASSISTÊNCIA Operações CB’s + de 1 MUN Operações CB’s + de 1 MUN COS Mais GraduadoMais Graduado EXC MUN USAPEXC MUN USAP EXC MUN UMUNEXC MUN UMUN
  55. 55. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 NÍVEIS DE COMANDO OPERACIONAL DISTRITAL Sector Operacional Nível I Comandante Sector Operacional Zona Operacional Nível II Comandante de Zona Operacional Área de Actuação Própria Nível III Comandante Corpo Bombeiros Local
  56. 56. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  Propor ao CDCS os pedidos de reforço de meios operacionais ou de apoio logístico a outros Corpos de Bombeiros, autarquias locais ou outras entidades.  Solicitar às autoridades policiais, quando necessário, o auxílio para o patrulhamento, policiamento, evacuação e isolamento do teatro de operações. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO RESPONSABILIDADES DAS OPERAÇÕES DE SOCORRO E ASSISTÊNCIA No exercício de uma missão de socorro, o COS tem os seguintes poderes e responsabilidade: Comandante das Operações de Socorro (COS)
  57. 57. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  Requisitar temporariamente quaisquer bens móveis indispensáveis às operações de socorro e os serviços de pessoas válidas.  Ocupar os prédios rústicos e urbanos necessários ao estabelecimento dos serviços de socorro.  Utilizar imediatamente quaisquer águas públicas e, na falta destas, as de particulares, necessárias para conter ou evitar danos. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO RESPONSABILIDADES DAS OPERAÇÕES DE SOCORRO E ASSISTÊNCIA Comandante das Operações de Socorro (COS)
  58. 58. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  Ordenar as destruições, demolições, remoções e cortes nos prédios, contíguos ao sinistrado, quando sejam absolutamente necessários às operações de socorro.  Solicitar, dando conhecimento ao CDCS, o accionamento dos Órgãos do Sistema de Protecção Civil legalmente constituídos.  Fornecer em exclusivo, mas em articulação com o CDCS e o Inspector Distrital de Bombeiros a informação oficial sobre o sinistro. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO RESPONSABILIDADES DAS OPERAÇÕES DE SOCORRO E ASSISTÊNCIA Comandante das Operações de Socorro (COS)
  59. 59. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Na escolha e na efectiva aplicação das medidas previstas anteriormente, devem respeitar-se, sempre, critérios de: SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO RESPONSABILIDADES DAS OPERAÇÕES DE SOCORRO E ASSISTÊNCIA Comandante das Operações de Socorro (COS)  Necessidade;  Proporcionalidade;  Adequação aos objectivos.
  60. 60. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Compete ao COS comandar em exclusivo as operações de socorro e assistência no TO, garantindo a montagem de um PCOB e a existência de condições de segurança para o pessoal envolvido. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO RESPONSABILIDADES DAS OPERAÇÕES DE SOCORRO E ASSISTÊNCIA Activação do Posto de Comando Operacional dos Bombeiros (PCOB)
  61. 61. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Em incidentes de maior dimensão ou gravidade, o COS pode constituir um Posto de Comando Operacional Conjunto (PCOC), por si coordenado e integrando elementos de ligação das várias entidades envolvidas no socorro, assistência, segurança e apoio, sem prejuízo do respeito pela cadeia hierárquica de comando das várias organizações e entidades presentes. SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO RESPONSABILIDADES DAS OPERAÇÕES DE SOCORRO E ASSISTÊNCIA Activação do Posto de Comando Operacional Conjunto (PCOC)
  62. 62. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Comandante das Operações de Socorro ADJ Relações Públicas ADJ Segurança ADJ Ligação Célula de Combate Célula de Planeamento Célula de Logística Meios e Recursos Comunicações Divisões (até 25) Equipas específicas Recursos Locais Situação Documentação Desmobilização Especialistas Técnicos Apoio Sanitário Instalações Alimentação Grupos Comb. (até 125) Frentes até 5 Aprovisionamento Transportes ZCR’s P C O B SISTEMA DE COMANDO OPERACIONAL OPA R
  63. 63. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SISTEMA INTEGRADO DE COORDENAÇÃO, COMANDO E CONTROLO (SICCC) INBINB CNCSCNCS PortugalPortugal INAINA SO E SO E CSO E CSO E BPHBPH CMANCMAN CDCSCDCSIDBIDB Sector Operacional Sector Operacional CSODCSOD IDAIDA ZOEZOE CZO E CZO E BALBAL CMALCMAL CCOLCCOL Zona Operacional Zona Operacional CZOCZO Área Operacional Área Operacional Área Actuação Própria Área Actuação Própria Central CBL Central CBL CCBLCCBL
  64. 64. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 DIRECÇÃO ESTRATÉGICA Acto de emanar directivas, impulsionar, supervisionar e guiar a execução dos Planos visando objectivos estratégicos precisos.
  65. 65. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 COORDENAÇÃO Acto de relacionar acções, meios técnicos e humanos (CCS/PCOB), por forma a que contribuam para a perssecução de um mesmo objectivo (extinção do incêndio).
  66. 66. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 COMANDO OPERACIONAL Topo da autoridade investida num Comandante que lhe confere faculdades para:  Atribuir missões operacionais;  Articular e rearticular as forças que lhe forem atribuídas (pelo IDB);  Dirigir e regular aspectos logísticos de interesse imediato para a operação;  Exercer competência disciplinar (Advertência).
  67. 67. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  Grupos de Primeira Intervenção – GPI;  Grupos de Intervenção Permanentes – GIPE;  Grupos de Apoio – GAP;  Grupos Especiais de Intervenção Helitransportados – GEIHT;  Grupos Especiais de Salvamento – GES;  Grupos de Intervenção em Matérias Perigosas – GIMAP. ORGANIZAÇÃO DAS FORÇAS GRUPOS DE INTERVENÇÃO
  68. 68. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 ORGANIZAÇÃO DAS FORÇAS GRUPOS DE COMBATE (GC) Unidade Operacional BaseUnidade Operacional BaseUnidade Operacional BaseUnidade Operacional Base Grupo de CombateGrupo de Combate Chefia Graduado Integra Até 5 GI
  69. 69. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 ORGANIZAÇÃO DAS FORÇAS GRUPOS DE REFORÇO (GRR) Grupo de ReforçoGrupo de ReforçoGrupo de ReforçoGrupo de Reforço Grupo de Combate AC AMS Grupo de Combate AC AMS Missões de Socorro, Salvamento e Assistência Autonomia – 72 horas
  70. 70. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  Incêndios florestais;  Incêndios em edifícios e estruturas;  Emergência e resgate;  Urgência pré-hospitalar. ORGANIZAÇÃO DAS FORÇAS GRUPOS DE REFORÇO (GRR)
  71. 71. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 O SICO tem em vista permitir um tratamento estatístico mais adequado, não só para dar resposta às múltiplas solicitações dos mais diversos organismos, mas também contribuindo para as necessidades dos próprios bombeiros na sua organização e planeamento estratégico. FLUXO DE INFORMAÇÕES OPERACIONAIS SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO DE OCORRÊNCIAS (SICO)
  72. 72. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003
  73. 73. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 A classificação da ocorrência é da responsabilidade do Corpo de Bombeiros em cuja AAP teve lugar o sinistro. Cada ocorrência tem um número, de sequência anual, dado ao Corpo de Bombeiros pelo respectivo CDCS. FLUXO DE INFORMAÇÕES OPERACIONAIS SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO DE OCORRÊNCIAS (SICO) Responsabilidade da Classificação
  74. 74. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Qualquer saída de qualquer veículo de socorro é de imediato comunicada ao CDCS respectivo pelo Corpo de Bombeiros, assim como todos os dados necessários à localização do sinistro. FLUXO DE INFORMAÇÕES OPERACIONAIS SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO DE OCORRÊNCIAS (SICO) Saídas para Socorro
  75. 75. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 A circulação da informação operacional é de relevante necessidade e é assumida por toda a cadeia de comando e coordenação dos bombeiros como uma acção imprescindível, garantindo-se a todo o momento a rapidez e precisão da informação. A informação operacional circula imediatamente e de forma regular dos Teatros de Operações para os CDCS, através do PCOB. FLUXO DE INFORMAÇÕES OPERACIONAIS SISTEMA DE NOTIFICAÇÕES OPERACIONAIS (SINOPE)
  76. 76. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Sempre que o início da ocorrência revista carácter excepcional, que seja potenciadora de situações de risco especial ou que possam vir a causar consequências a pessoas, bens ou meio ambiente, os CDCS informam de imediato o CNCS, que envia essa informação para os níveis superiores. FLUXO DE INFORMAÇÕES OPERACIONAIS SISTEMA DE NOTIFICAÇÕES OPERACIONAIS (SINOPE)
  77. 77. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 1 – Incêndios em estruturas FLUXO DE INFORMAÇÕES OPERACIONAIS SISTEMA DE NOTIFICAÇÕES OPERACIONAIS (SINOPE)  Urbanos em edifícios com mais de três (3) andares;  Urbanos que envolvam mais de cinco (5) veículos de socorro;  Urbanos com desalojados;  Urbanos com vítimas;  Unidades hoteleiras ou similares;  Unidades industriais;  Unidades militares, militarizadas, políticas ou prisionais;  Instalações portuárias;  Centros históricos;  Estabelecimentos de ensino;  Estabelecimentos de saúde;  Lares de 3ª idade;  Instalações dos serviços públicos;  Estabelecimentos recebendo público.
  78. 78. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 2 – Incêndios Florestais FLUXO DE INFORMAÇÕES OPERACIONAIS SISTEMA DE NOTIFICAÇÕES OPERACIONAIS (SINOPE)  Florestais com mais de cinco (5) veículos de socorro envolvidos e outros a caminho;  Florestais em parques ou reservas naturais;  Florestais com mais de duas (2) horas. 3 – Acidentes – Corpos de Bombeiros  Acidentes com pessoal dos Corpos de Bombeiros;  Acidentes com veículos de socorro dos Corpos de Bombeiros.
  79. 79. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 4 – Acidentes Rodoviários FLUXO DE INFORMAÇÕES OPERACIONAIS SISTEMA DE NOTIFICAÇÕES OPERACIONAIS (SINOPE)  Envolvendo veículos escolares;  Envolvendo veículos de transporte de passageiros;  Envolvendo veículos estrangeiros de transporte de passageiros;  Envolvendo mais de cinco (5) veículos;  Envolvendo mais de cinco (5) vítimas;  Qualquer acidente com membros dos Órgãos de Estado;  Todos os acidentes que condicionem ou cortem o trânsito nas Auto-Estradas, IP’s; IC’s, pontes ou túneis.
  80. 80. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 5 – Outros FLUXO DE INFORMAÇÕES OPERACIONAIS SISTEMA DE NOTIFICAÇÕES OPERACIONAIS (SINOPE)  Qualquer acidente com transporte de mercadorias perigosas;  Acidentes ferroviários com mais de cinco (5) vítimas ou descarrilamento de composição;  Cheias graves ou enxurradas;  Deslizamentos de terras;  Problemas graves em infraestruturas rodoviárias, ferroviárias ou hidráulicas;  Isolamento de pessoas ou aglomerados populacionais;  Aglomerados populacionais ameaçados;  Acidentes em mar, rios ou albufeiras;  Acidentes em aeroportos;  Qualquer acidente em laboratórios químicos ou nucleares;  Qualquer acidente em complexos industriais de elevado risco;  Sismos;  Simulacros de Zona Operacional ou Sector Operacional;  Qualquer situação local que possa ter reflexos a nível Distrital ou Nacional.
  81. 81. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Podem ser constituídas redes de comunicações de coordenação, de comando, tácticas, de manobra, técnicas e de apoio, conforme as necessidades e a complexidade da operação, abrangendo todo o campo de actividade. COMUNICAÇÕES DE SOCORRO E ALERTAS SISTEMA DE COMUNICAÇÕES DE SOCORRO (SCS) Constituição das redes de Comunicações de Socorro
  82. 82. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 CDCS (CCOD)CDCS (CCOD) CCOLCCOL CNCSCNCS PRRPRR CMACMA PCOBPCOB CCBCCB SISTEMA DE COMUNICAÇÕES DE SOCORRO (SCS) BALBAL
  83. 83. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Rede Táctica Rede Manobra PCOB CD OPAR ZCR CHGC CHVIAT Guarnição Rede Manobra CDCS Rede Coordenação Rede Estratégica IDB Rede Direcção
  84. 84. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 COMUNICAÇÕES DE SOCORRO E ALERTAS SISTEMA DE COMUNICAÇÕES DE SOCORRO (SCS) CNCSCNCSCNCSCNCS CDCSCDCSCDCSCDCS PCOBPCOB TO TO PCOBPCOB
  85. 85. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 O SAEB é uma forma de intensificar as acções preparatórias para tarefas de supressão ou minoração dos sinistros, colocando meios humanos e materiais de prevenção, em relação ao período de tempo e à área geográfica em que se preveja especial incidência de condições de risco ou emergência. COMUNICAÇÕES DE SOCORRO E ALERTAS SISTEMA DE DE ALERTAS À ESTRUTURA DOS BOMBEIROS (SAEB)
  86. 86. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 COMUNICAÇÕES DE SOCORRO E ALERTAS SISTEMA DE DE ALERTAS À ESTRUTURA DOS BOMBEIROS (SAEB) Nível de Alerta   Situação   Medidas a adoptar Pessoal CDCS / CCOD CNCS   Alerta Azul Previsibilidade de ocorrências pontuais não ultrapassando a capacidade de resposta de cada Corpo de Bombeiros Adopção de medidas preventivas adequadas. Adopção de excepcionais medidas de acompanhamento da situação.   Op. de Serviço.   Op. de Serviço.+ responsável pelas operações Alerta Amarelo Previsibilidade de ocorrência/as múltiplas podendo ultrapassar as capacidades de resposta da Zona Operacional.   Determinar ESALE para os Corpos de Bombeiros   Op. de Serviço + ECS   Op. de Serviço + responsável pelas Operações + ECS   Alerta Laranja Previsibilidade de ocorrência/as, múltiplas podendo ultrapassar as capacidades de resposta do Sector Operacional ou com necessidades de resposta Nacional ao nível sectorial. Activação do Núcleo Permanente de Acompanhamento da Situação (NUPAS), nos CCS Op. de Serviço reforçados + ECS + IDB Op. de Serviço reforçados + responsável pelas Operações + ECS + INBA Alerta Vermelho   Previsibilidade de ocorrência/as, com necessidades de resposta Nacional global.  Op. de Serviço reforçados + ECS + IDB  Op. de Serviço reforçados + responsável pelas Operações + ECS + INBA + INB  Activação do Núcleo de Situação de Cise nos CCS
  87. 87. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 O Alerta para os Corpos de Bombeiros caracteriza-se pela colocação destes em Estado de Alerta Especial (ESALE), através do respectivo CCS, que consiste:  Na maior mobilização de meios humanos e materiais para as missões a cumprir; COMUNICAÇÕES DE SOCORRO E ALERTAS SISTEMA DE DE ALERTAS À ESTRUTURA DOS BOMBEIROS (SAEB) Alerta para os Corpos de Bombeiros
  88. 88. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003  Na adopção de esquemas preparatórios para combate ou actuação eminente;  Na execução de missões de vigilância, devendo ser activados os recursos disponíveis;  Na tomada de outras medidas julgadas oportunas e necessárias, de forma coordenada. COMUNICAÇÕES DE SOCORRO E ALERTAS SISTEMA DE DE ALERTAS À ESTRUTURA DOS BOMBEIROS (SAEB) Alerta para os Corpos de Bombeiros
  89. 89. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Os Comandantes determinam para os respectivos Corpos de Bombeiros o nível de alerta necessário, em função do tipo de situação, da sua gravidade e do nível de prontidão que este exija, com início no nível azul e progredindo, de forma crescente, para os níveis amarelo, laranja e vermelho. COMUNICAÇÕES DE SOCORRO E ALERTAS SISTEMA DE DE ALERTAS À ESTRUTURA DOS BOMBEIROS (SAEB) Alerta para os Corpos de Bombeiros
  90. 90. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 A activação do SAEB é da exclusiva competência do CNCS. Sempre que as informações recebidas e oriundas do Sistema Nacional de Protecção e Socorro (SNAPS), levem a prever condições muito favoráveis à existência de situações de risco ou emergência, o CNCS informa e determina para os CDCS e as BPH o nível adequado, o período de tempo e a área geográfica em que se prevê especial incidência do fenómeno. COMUNICAÇÕES DE SOCORRO E ALERTAS SISTEMA DE DE ALERTAS À ESTRUTURA DOS BOMBEIROS (SAEB) Activação do SAEB
  91. 91. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 O CNCS informa e determina, se necessário, o Estado de Alerta Especial para os Corpos de Bombeiros das áreas abrangidas por tais condições, através do respectivo CDCS. COMUNICAÇÕES DE SOCORRO E ALERTAS SISTEMA DE DE ALERTAS À ESTRUTURA DOS BOMBEIROS (SAEB) Activação do SAEB
  92. 92. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 O Dispositivo Permanente de Resposta Operacional é constituído por GIPE sediados nos Corpos de Bombeiros durante o período diurno, para intervenção prioritária em missões de socorro na sua Área de Actuação Própria e Agrupamento Operacional. DISPOSITIVO PERMANENTE DE RESPOSTA OPERACIONAL (DIPRO)
  93. 93. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 O Dispositivo de Combate a Incêndios Florestais é um dispositivo sazonal, planeado pelo SNB e montado pelos Corpos de Bombeiros, especialmente vocacionado para as zonas florestais. DISPOSITIVO DE COMBATE A INCÊNDIOS FLORESTAIS (DICIF)
  94. 94. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 DISPOSITIVO PARA OPERAÇÕES INTERNACIONAIS (DIOI) - PRONTIDÃO : 5 DIAS - CURTA DURAÇÃO (< 15 d) - MEIOS TÉCNICOS E HUMANOS A DEFINIR - ELEVADA PRONTIDÃO (< 48 h) GRUPO ESPECIAL DE EMERGÊNCIA E RESGATE GRUPO ESPECIAL DE EMERGÊNCIA E RESGATE GRUPO ESPECIAL DE SOCORRO E ASSISTÊNCIA GRUPO ESPECIAL DE SOCORRO E ASSISTÊNCIA - DURAÇÃO : 90 DIAS- MEIOS TÉCNICOS E HUMANOS A DEFINIR GEERGEER GESAGESA
  95. 95. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Todo o pessoal dos bombeiros envolvido num Teatro de Operações deve usar vestuário identificativo da sua condição e função, conforme o estabelecido no regulamento de Uniformes dos Bombeiros (RUB). Identificação do pessoal e veículos Os veículos sem identificação permanente devem possuir outros dispositivos próprios de identificação.
  96. 96. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Os CDCS informam de imediato o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo (Maritime Rescue Coordination Centre – MRCC), em Lisboa, de qualquer acidente nas costas litorais de Portugal e na área de responsabilidade da autoridade marítima de que tenham conhecimento, informando de seguida o CNCS. Articulação com a Autoridade Marítima
  97. 97. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 Os Corpos de Bombeiros têm um prazo máximo de dois (2) anos para que as AAP dos Corpos de Bombeiros coincidem obrigatoriamente com a divisão administrativa do País. Áreas de Actuação Própria (AAP) Qualquer futura alteração das divisões administrativas do País implica a actualização automática das AAP dos Corpos de Bombeiros envolvidos.
  98. 98. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 ORGANIZAÇÃO OPERACIONAL DOS BOMBEIROS SICCCSICCC SCOSCO SAEBSAEBSCSSCS Sistema de Socorro e Luta Contra Incêndios (SSLI) SINOPESINOPE SICOSICO DIPRODIPRO DICIFDICIF SSLISSLI Unidade de ComandoUnidade de Comando Actuação coordenadaActuação coordenada Informação prontaInformação pronta
  99. 99. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SNAPSSNAPS SINPCSINPC SSLISSLI SNPCSNPC DEL DISTDEL DIST SER MUN PC SER MUN PC COEPCCOEPC NAC DIST MUN SNBSNB IDID CB’sCB’s CCSCCS NAC DIST
  100. 100. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SITUAÇÃO NORMAL Chefe Deleg Chefe Deleg SNPCSNPCGov CivilGov Civil Centro Coordenação Socorros CNCS/SNBCNCS/SNB Delegação Distrital Protecção Civil Delegação Distrital Protecção Civil SMPCSMPC APOIO CBCB Inspecção Distrital Sala Operações Sala Planeamento Inspector DistritalInspector Distrital
  101. 101. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SITUAÇÃO DE ACTIVAÇÃO DO CDOEPC Chefe Deleg Chefe Deleg Centro Coordenação Socorros Delegação Distrital Protecção Civil Delegação Distrital Protecção Civil SMPCSMPCCBCB Inspecção Distrital CMOEP C CMOEP C Inspector DistritalInspector Distrital MAI SNPC MAI SNPC CNCS/SNBCNCS/SNB Sala Operações Sala Crise da Protecção Civil Gover Civil
  102. 102. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 SISTEMA DE COMANDO OPERACIONAL CÉLULA DECÉLULA DE LOGÍSTICALOGÍSTICA CÉLULA DECÉLULA DE LOGÍSTICALOGÍSTICA ADJ RELAÇÕES PÚBLICASADJ RELAÇÕES PÚBLICASADJ RELAÇÕES PÚBLICASADJ RELAÇÕES PÚBLICAS CÉLULA DECÉLULA DE PLANEAMENTOPLANEAMENTO CÉLULA DECÉLULA DE PLANEAMENTOPLANEAMENTO DIVISÕESDIVISÕESDIVISÕESDIVISÕES CÉLULA DECÉLULA DE COMBATECOMBATE CÉLULA DECÉLULA DE COMBATECOMBATE ZCR´sZCR´sZCR´sZCR´s ADJ SEGURANÇAADJ SEGURANÇAADJ SEGURANÇAADJ SEGURANÇA ADJ LIGAÇÃOADJ LIGAÇÃOADJ LIGAÇÃOADJ LIGAÇÃO OPERAÇÕESOPERAÇÕES AÉREASAÉREAS OPERAÇÕESOPERAÇÕES AÉREASAÉREAS CHGCCHGCCHGCCHGC CHVIATCHVIATCHVIATCHVIAT P C O B COMANDANTE DAS OPERAÇÕES DE SOCORRO COMANDANTE DAS OPERAÇÕES DE SOCORRO
  103. 103. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003 ADJ RELAÇÕESADJ RELAÇÕES PÚBLICASPÚBLICAS ADJ RELAÇÕESADJ RELAÇÕES PÚBLICASPÚBLICAS Meios e recursos Situação Documentação Desmobilização Especialistas técnicos Centro de Operações de Emergência de Protecção Civil Centro de Operações de Emergência de Protecção Civil Comunicações Apoio sanitário Instalações Alimentação Aprovisionamento Transportes CÉLULA DECÉLULA DE PLANEAMENTOPLANEAMENTO CÉLULA DECÉLULA DE PLANEAMENTOPLANEAMENTO CÉLULA DECÉLULA DE LOGÍSTICALOGÍSTICA CÉLULA DECÉLULA DE LOGÍSTICALOGÍSTICA COM ACTIVAÇÃO DO CDOEPC - CALAMIDADE
  104. 104. SISTEMA DE SOCORRO E LUTA CONTRA INCÊNDIOS (SSLI) Núcleo de Formação 2003

×