Programa
PresençasSegmentadas
4Inquérito de Satisfação
Leis, Regulamentos & NormasEnvolventes e questões inerentesSegurança Eletrónica
QuestõesIniciais
Questões IniciaisLeis, Regulamentos & Normas•Afetam o MEU negócio?•São para CUMPRIR?•Porquê?
Leis, Regulamentos & Normas o quesão?
Enquadramento
Leis, Regulamentos & Normas como seenquadram?
Leis, Regulamentos & Normas como seenquadram?Entre outros Fatores estamos a falar de:• Standards, Normalização e Certifica...
Influência
Leis, Regulamentos & Normas qual a influência?Tendo por base o Modelo das 5 Forças (Porter 1980), amaior influencia na ind...
Análise do Riscoe do Desempenho
•Ambiente interno•Cenário dos objectivos•Identificação dos eventos•Avaliação do risco•Resposta ao risco•Actividades de con...
•Anulação•Redução•Partilha•AceitaçãoAs respostas ao risco empresarial podem seragrupadas nas seguintes categorias:
• Avaliar asconsequências• Avaliar oscustos/benefícios• Identificar asoportunidadesPara determinar as respostas potenciais...
•Assenta na elaboração de um plano de ações emrelação a vários níveis:• Geral da organização• Por área• IndividualAnálise ...
Avaliação
Leis, Regulamentos & Normas como avaliar?Análises SWOT & PESTEL• Aspetos mais interessantes a levar em consideração,tendo ...
Leis, Regulamentos & Normas como avaliar?Matriz BCG & BSC
O que a Empresa tem que conseguir?
Ws leis regulamentos & normas
Ws leis regulamentos & normas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ws leis regulamentos & normas

475 visualizações

Publicada em

Workshop Leis, regulamentos & Normas de que forma afectam o meu negócio

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
475
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Chedas Sampaio - Prof. Coordenador do Dep. De Mecânica e Presidente do CEEM - ISELNuno Figueiredo – Diretor Geral UTC-FS PortugalLicenciado – Gestão de Marketing (IPAM)Mestrado – Gestão de Serviço de Clientes (IPAM)Carlos Nobre - Gestor de Projetos UTC-FS PortugalLicenciado - Engenharia Eletrónica Telecomunicações e Computadores (ISEL)MBA – Gestão de Negócios (UAL)Mestrando – Engenharia de Redes de Computadores & Multimédia (ISEL)Ana Ferreira - Assessora Técnica at APSEI - Assoc. Port. Seg.Electrónica e Protecção IncêndioLicenciado - Engenharia Mecânica (ISEL)Jorge Afonso – Diretor Ibérico UTC-FSLicenciado - Engenharia Eletrónica e Telecomunicações(IST)
  • 74 Açõesda UTC-FS com um alcance em 2012 de:897 pessoasem toda a cadeia de valor9 Workshops & Seminários 65 Formações Técnicas & Comerciais Parcerias nas ações com:ISELAPSEI / NFPACARRIERMARIOFFIFSAvaliação Geral foi:Bom & Muito Bom – 87%Recomenda – 96,33%
  • Processo de Melhoria ConstanteNetworking - presenças por ordem alfabética (17 Clientes Finais & 37 de Indústrias relacionadas com o sector; 54 no total)AuchanATBanco Comercial Português - Millenium BCPBanco de PortugalCaixa de Crédito Agrícola MútuoCamara Municipal do SeixalCaixa Geral de DepósitosCP – Comboios de PortugalEDPFenaflorestaForça Aérea PortuguesaIBMISELMontepio GeralNAVETranstejoVodafone Portugal2045, S.A.A.P. Alarmes de PortugalACITELAlarmes AtlânticoAmbiairAudportCharonCarrier PortugalDCEA, LdaENA PortugalFeericaFermundoGaspar Correia, S.A.JCAJDMacgyverMarginalarmMedaroMicrosegurGRCwHomegradingMoura ConsultoresProsegurProsonicProtecção PlusSablónicaSafe SpotSdet EngenhariaSegurvougaSGTStanleyTecniquitelTecnishineTeselTytecVideodomeXKT
  • Leis, Regulamentos são para cumprirNormas são para seguir
  • Envolvente transacional- é tomado pelas pessoas ou entidades, que se estabelecem relações diretas com a empresa. Exemplos: fornecedores, clientes, colaboradores, estado, bancos,…Envolvente contextual – é o meio em que a empresa está inserida, a quem ela influencia e que influencia a empresa. Exemplos: cultura, religião, ambiente, leis, saúde,…
  • É vital para o sucesso das organizações a observação e adaptação constantes às mudanças do ambiente onde estão inseridas. A envolvente tanto oferece oportunidades como ameaças e podem classificar-se esses fatores entre variáveis que são controláveis (internas) e outras que não são controláveis (externas). Fatores, ou variáveis, que não são constantes ou lineares e que indiscutivelmente têm influência nas organizações e nos seus equilíbrios têm que obrigatoriamente ser tidas em conta.O ambiente micro está relacionado com questões estratégicas e táticas (com reflexos no curto, médio e longo prazo).O ambiente Macro está diretamente ligado à sustentabilidade (KOTLER, 1995) e que afeta e influencia o desempenho, as estratégias e o processo de decisão. Fazem parte do ambiente macro variáveis como o contexto económico, demográfico, social, político-legal e tecnológico.
  • Modelo das cinco forças competitivas (PORTER, 1980) oferece um enquadramento particularmente rico para compreender fatores que influenciam a posição das organizações no seu sector, ou na sua indústria e que determinam as linhas de concorrência e de cooperação (rivalidade intersectores; poder negocial dos clientes; poder negocial dos fornecedores; ameaças de novos concorrentes e ameaça de produtos substitutos).Exemplos:Fornecedores podem ser vedados de comercializar sem aprovaçõesInstaladores podem ser vedados se não tiverem alvaráAmbos podem sofrer coimas se não cumprirem Regulamentos e Leis como as ambientaisOs produtos substitutos ficam limitados por exemplo não se pode colocar uma central de Intrusão a fazer o IncêndioOs compradores são afetados por tudo o que foi dito acima
  • Key Performance Indicator, uma técnica de gestão conhecida em português como Indicador-chave de Desempenho.Alguns exemplos concretos de KPI são:Time to Market- Corresponde ao tempo de lançamento de um produto, que começa com a idealização do conceito e termina quando está disponível para venda.Lead Time - Consiste no tempo de duração de um determinado processo.Stock Out - Indica quantas vezes ou quantos dias um determinado produto em stock chega ao saldo zero.Market Share - Fatia de mercado que um determinado produto conquistou durante um determinado período de tempo.Produtividade Homem/hora - Número de unidades produzidas por cada indivíduo que trabalha na empresa.Ociosidade - % de tempo que uma equipe, unidade de construção ou máquina ficam sem produzir.Rotação de Stock – Consumo (Saídas) / Saldo Médio de Stock.
  • Anulação - Ações implementadas para abandonar as atividades que deram origem ao risco. A anulação do risco envolve, por exemplo, o abandono de uma linha de produto, a rejeição da expansão para um novo mercado geográfico, ou a venda de uma divisão. Redução - Ações para reduzir a probabilidade ou o impacto do risco, ou ambos.Partilha - Ações para reduzir a probabilidade ou o impacto do risco pela transferência ou partilha de parte do risco. As técnicas de partilha do risco podem incluir a compra de produtos seguros, a junção de riscos, transações inferiores, ou o recurso ao outsourcing de uma atividade.Aceitação- Não é realizada nenhuma ação para afetar a probabilidade ou o impacto do risco.
  • Avaliar as consequências das respostas ao risco potencial. Avaliar os custos/benefícios das respostas ao risco potencial . Os custos ou os benefícios das respostas ao risco potencial.Identificar as oportunidades possíveis para alcançar os objetivos da organização. Com uma monitorização constante a todos os fatores, ou variáveis, do meio envolvente interno e externo consegue-se em tempo útil determinar não só os riscos assim como as oportunidades que contribuam para os objetivos da organização.
  • As avaliações de desempenho recorrem a dados qualitativos e quantitativos e para uma análise mais eficaz poderá recorrer a ferramentas como o “dashboard”.Os objetivos primordiais do DB serão colocar de uma forma visual, e de uma forma intuitiva, os indicadores e os alertas necessários de acordo com os objetivos e as metas estabelecidas. Dados-chave do desempenho em formato gráfico; Fazer a ponte entre os KPI’s individuais e os da empresa; Informação atualizada num único painel; Comparativos ou análises multidimensionais; Atualização em tempo real; Disparar alertas (desvios) quando necessário.
  • A Análise SWOT é um sistema simples para posicionar ou verificar a posição estratégica da empresa no ambiente em questão.PESTEL é um método de análise do impacto de que uma variedade de fatores pode ter sobre a rentabilidade potencial de uma organização ou setor. Também pode ser usado em conjunto com outras ferramentas de gestão, como segmentação de mercado, cinco forças análise de Porter e análise de recursos de marketing e gestão.
  • A Matriz BCG nasceu em 1970. Seu objetivo é suportar a análise de portfólio de produtos ou de unidades de negócio baseado no conceito de ciclo de vida do produto. Ela é utilizada para alocar recursos em atividades de gestão de marcas e produtos (marketing), planeamento estratégico e análise de portfólio. Esta matriz é uma das formas mais usuais de representação da integração da empresa nas envolventes externas e internas.BalancedScorecardé uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenvolvida em 1992. O BSC é um sistema que materializa a visão e o crescimento. Tais medidas devem ser interligadas para comunicar um pequeno número de temas estratégicos amplos, como o crescimento da empresa, a redução de riscos ou o aumento de produtividade. (Risco e análise de desempenho = ValueBalancedScorecard)Objetivos; Indicadores; Meta; Iniciativas; Responsável
  • PORTER, M.E - Rio de Janeiro: Campus, 1990.Conhecendo o seu Mercado, Cumprindo a Lei, os Regulamentos e seguindo as Normas Pode operar sem RISCO de sanções ou descontinuidade do negócioPode ser um fator de DIFERENCIAÇÃO competitiva
  • Ws leis regulamentos & normas

    1. 1. Programa
    2. 2. PresençasSegmentadas
    3. 3. 4Inquérito de Satisfação
    4. 4. Leis, Regulamentos & NormasEnvolventes e questões inerentesSegurança Eletrónica
    5. 5. QuestõesIniciais
    6. 6. Questões IniciaisLeis, Regulamentos & Normas•Afetam o MEU negócio?•São para CUMPRIR?•Porquê?
    7. 7. Leis, Regulamentos & Normas o quesão?
    8. 8. Enquadramento
    9. 9. Leis, Regulamentos & Normas como seenquadram?
    10. 10. Leis, Regulamentos & Normas como seenquadram?Entre outros Fatores estamos a falar de:• Standards, Normalização e Certificação• Diferenciação e Concorrência• Barreiras à Entrada• Qualificação• Confiança
    11. 11. Influência
    12. 12. Leis, Regulamentos & Normas qual a influência?Tendo por base o Modelo das 5 Forças (Porter 1980), amaior influencia na indústria é?• Barreiras à entrada• Compradores• Substitutos• Fornecedores
    13. 13. Análise do Riscoe do Desempenho
    14. 14. •Ambiente interno•Cenário dos objectivos•Identificação dos eventos•Avaliação do risco•Resposta ao risco•Actividades de controlo•Informação e comunicação•MonitorizaçãoA gestão do risco empresarial consiste emoito componentes inter-relacionados:
    15. 15. •Anulação•Redução•Partilha•AceitaçãoAs respostas ao risco empresarial podem seragrupadas nas seguintes categorias:
    16. 16. • Avaliar asconsequências• Avaliar oscustos/benefícios• Identificar asoportunidadesPara determinar as respostas potenciais aosriscos, a gestão deve:
    17. 17. •Assenta na elaboração de um plano de ações emrelação a vários níveis:• Geral da organização• Por área• IndividualAnálise de Desempenho
    18. 18. Avaliação
    19. 19. Leis, Regulamentos & Normas como avaliar?Análises SWOT & PESTEL• Aspetos mais interessantes a levar em consideração,tendo em conta os objetivos traçados
    20. 20. Leis, Regulamentos & Normas como avaliar?Matriz BCG & BSC
    21. 21. O que a Empresa tem que conseguir?

    ×