O verbo 2ºciclo natalina

2.198 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.198
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
107
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O verbo 2ºciclo natalina

  1. 1. Língua Portuguesa – 2ºCiclo
  2. 2. O verbo é a mais variável de todas as palavras da Língua Portuguesa. Varia em tempo, modo, pessoa e voz (este último conteúdo só abordarás no 3ºCiclo). Chamamos Conjugação ao conjunto de todas as formas de um verbo. O verbo exprime uma acção ou um estado, situando-os no tempo.
  3. 3. Um estado do sujeito: Ex.: O João está feliz. Alguns verbos também podem exprimir uma qualidade. Ex.: O João é bom jogador.
  4. 4. Ontem – Passado ou Pretérito Acção Passada Ex.: A mãe fez um bolo.
  5. 5. Agora – Presente Acção que se está a realizar Ex.: A mãe faz um bolo.
  6. 6. Amanhã – Futuro Acção que ainda se vai realizar Ex.: A mãe fará um bolo.
  7. 7.  Os tempos verbais indicam o momento em que se realiza a acção expressa pelo verbo. Consideram-se os tempos seguintes:
  8. 8. O tempo presente se a acção decorre no momento em que se fala. Ex.: Neste momento, eu jogo à bola. O tempo do pretérito (passado) se a acção decorreu antes do momento em que se fala. Ex.: Em criança, eu jogava à bola. O tempo futuro se a acção decorrer depois do momento em que se fala. Ex.: Quando for grande, jogarei num grande clube.
  9. 9. No tempo do pretérito, ainda que todas as formas verbais indiquem acções passadas, existem diferenças que nos permitem considerar os seguintes tempos: O PRETÉRITO PERFEITO – acção é anterior ao momento em que se fala e está acabada (perfeita). Ex.: Ele leu o livro. O PRETÉRITO IMPERFEITO – a acção é anterior ao momento em que se fala, mas está inacabada (imperfeita) e prolonga-se no tempo. Ex.: Em pequena, ela passeava muito pela praia. O PRETÉRITO MAIS-QUE-PERFEITO – a acção a que se refere a forma verbal é anterior a uma outra já passada. Ex.: Ontem, encontrei um professor que conhecera na escola primária.
  10. 10. Os modos são as formas que os verbos tomam para indicar a maneira como a pessoa que fala encara a realização da acção. MODO INDICATIVO – a pessoa que fala encara a acção como real. Transmite uma ideia de certeza. Ex.: Eu gosto da minha escola. MODO CONJUNTIVO – a pessoa que fala encara a acção como uma possibilidade ou um desejo. Ex.: Talvez a nossa equipa ganhe o jogo. MODO CONDICIONAL – indica que a realização da acção depende de uma condição. Ex.: Se viesses comigo, ficaria feliz. MODO IMPERATIVO – exprime uma ordem, um conselho ou um pedido. Ex.: Vai sentar-te! – uma ordem Compra este livro. – um conselho Ajuda a tua amiga. – um pedido MODO INFINITIVO – exprime a ideia geral da acção. Ex. Dormir faz bem, chorar também.
  11. 11. O verbo, para além do tempo e do modo, também varia em pessoa e número.
  12. 12. As pessoas são três: 1ª pessoa – a que fala – eu/nós 2ª pessoa – aquela com quem se fala – tu/vós 3ª pessoa – aquela de quem se fala – ele/ela, eles/elas O número – como em outras classes de palavras, as formas verbais podem encontrar-se no singular e no plural. Ex. Eu tenho juízo. (singular) Nós temos juízo. (plural)
  13. 13. Regra geral, nos verbos regulares existe um conjunto de letras chamado radical que se mantém ao longo de toda a flexão. Nos verbos irregulares isso normalmente não acontece. Repara: amo – amavam – amarias – amassem - amaremos verbo regular faço – faziam – farias – fizessem – faremos verbo irregular Encontra-se facilmente o radical de um verbo com mais de uma sílaba, retirando as duas últimas letras (o r final e a vogal temática) ao infinitivo impessoal. Repara nos radicais assinalados nos verbos seguintes: lavar / temperar / viver / recorrer / abrir / desistir
  14. 14. Gerúndio – o gerúndio é uma forma verbal invariável terminada em ndo que, quando se associa a verbos auxiliares, exprime quase sempre uma acção em curso: rindo, chorando, lendo. O particípio passado é uma forma verbal que se usa na formação dos tempos compostos e que exprime uma acção acabada: lavado, sido, posto, ido. Por vezes, pode também apresentar: * o valor de um adjectivo: Ele trazia roupa lavada. * o valor de um nome: Diz o roto ao nu: - Porque não te vestes tu?
  15. 15. A professora de Língua Portuguesa, Natalina Quintas.

×