Morfologia verbal

10.540 visualizações

Publicada em

Classificação, conjugação e vozes verbais

Publicada em: Educação
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.540
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
70
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
301
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Morfologia verbal

  1. 1. MORFOLOGIA VERBAL<br />classificação, conjugação e vozes<br />
  2. 2. DEFINIÇÃO<br />É a palavra variável em tempo e modo que exprime basicamente o que se passa, isto é, é o acontecimento representado no tempo (ação, estado ou fenômeno). <br />Sintaticamente o verbo não possui um papel exclusivo, mas possui função obrigatória de predicado, mesmo que não seja seu núcleo.<br />
  3. 3. ESTRUTURA<br />Quando o acento da forma verbal recai sobre o radical temos uma FORMA RIZOTÔNICA<br />Quando o acento da forma verbal recai na vogal temática ou nas desinências temos uma FORMA ARRIZOTÔNICA<br />
  4. 4. MODOS<br />O modo é a forma assumida pelo verbo para exprimir um fato. São três os modos verbais portugueses: <br />Indicativo – expressa maior concretude em relação ao que se enuncia.<br />Subjuntivo – expressa possibilidade ou desejo, incerteza sobre o que se enuncia.<br />Imperativo – expressa ordem, advertência ou pedido.<br />
  5. 5. TEMPOS DO INDICATIVO<br />Presente – expressa um fato atual<br />Pretérito imperfeito – expressa um fato ocorrido no momento anterior ao atual, mas que não foi completamente terminado.<br />Pretérito perfeito – expressa um fato ocorrido no momento anterior ao atual, completamente terminado.<br />Pretérito mais-que-perfeito – exprime um fato terminado ocorrido antes de outro igualmente passado.<br />Futuro do presente – enuncia um fato que deve ocorrer posteriormente ao momento atual.<br />Futuro do pretérito – enuncia um fato que poderia ter ocorrido posteriormente a um tempo passado.<br />
  6. 6. TEMPOS DO SUBJUNTIVO<br />Presente – enuncia um fato que pode ocorrer no momento atual.<br />Pretérito imperfeito – exprime fato passado posterior a outro ocorrido, uma condição ou um desejo.<br />Futuro do presente – enuncia fato que pode ocorrer num momento futuro em relação ao atual.<br />
  7. 7. FORMAS NOMINAIS<br />Formas do verbo que podem exercer funções de nome (substantivo, adjetivo ou advérbio).<br />Infinitivo – se divide em pessoal ou impessoal<br />Impessoal – exprime a significação do verbo de modo vago e indefinido.<br />Pessoal – infinitivo relacionado às três pessoas do discurso.<br />Gerúndio – expressa uma ação em curso.<br />Particípio passado – Quando não é empregado na formação de tempos compostos, indica geralmente o resultado de uma ação terminada, flexionando-se em gênero, número e grau. Quando exprime somente estado, sem relação temporal, assume a função de adjetivo.<br />
  8. 8. CLASSIFICAÇÃO<br />Regulares<br />possuem as desinências normais de sua conjugação e sua flexão não provoca alterações no radical. Ex.: cantar, amar, vender, partir etc.<br />Irregulares<br />apresentam alterações no radical ou nas desinências. Ex.: caber, dizer, fazer, cuspir, ferir etc.<br />Defectivos<br />não apresentam conjugação completa. nesse caso encontram-se todos os verbos que indicam fenômenos naturais. Ex.: abolir, falir, demolir, chover, trovejar etc.<br />Abundantes<br />são aqueles com mais de uma forma com o mesmo valor. Normalmente apresenta essa característica no particípio. Ex.: (ter / haver) morrido, (ser / estar) morto etc.<br />Anômalos<br />incluem mais de um radical em sua conjugação. Ex.: ser (sou / fui / era), ir (vou / fui / ia).<br />
  9. 9. TEMPOS PRIMITIVOS E DERIVADOS<br />São tempos primitivos:<br /> presente do indicativo<br /> pretérito perfeito do indicativo <br /> infinitivo <br />Isto significa dizer que, a partir destes três tempos são formados todos os outros.<br />
  10. 10. DERIVADOS DO PRESENTE<br />Presente do subjuntivo<br />Imperativo afirmativo<br />Imperativo negativo<br />EXCEÇÃO<br />QUERER<br />
  11. 11.
  12. 12. DERIVADOS DO PRETÉRITO<br />pretérito mais-que-perfeito do indicativo<br />pretérito imperfeito do subjuntivo <br />futuro do subjuntivo<br />
  13. 13.
  14. 14. DERIVADOS DO INFINITIVO<br />EXCEÇÕES<br />PÔR<br />TER<br />VIR<br /><ul><li> Pretérito imperfeito</li></ul>EXCEÇÕES<br />DIZER<br />FAZER<br />TRAZER<br /><ul><li>Futuro do presente
  15. 15. Futuro do pretérito</li></li></ul><li>
  16. 16. VOZES VERBAIS<br />Chamam-se vozes verbais as formas assumidas pelo verbo utilizadas para indicar a posição do sujeito frente ao processo que se enuncia. <br />O sujeito pode ser agente ou paciente de uma ação verbal.<br />
  17. 17. VOZ ATIVA<br />O sujeito é o agente da ação verbal<br />Verbos de ação em geral<br />
  18. 18. VOZ PASSIVA<br />O sujeito sofre a ação do verbo<br />Apenas verbos transitivos diretos<br />
  19. 19. VOZ PASSIVA ANALÍTICA<br />Verbo auxiliar no tempo correspondente ao verbo da ativa<br />Verbo principal no particípio passado<br />Objeto da ativa transforma-se em sujeito da passiva<br />Sujeito da ativa torna-se agente da passiva, introduzido por preposição "por" ou "de"<br />
  20. 20. VOZ PASSIVA SINTÉTICA<br />Verbo transitivo direto na terceira pessoa<br />Partícula "se"<br />Sujeito paciente (facilmente confundido com objeto)<br />
  21. 21. VOZ REFLEXIVA<br />Sujeito pratica e sofre a ação<br />Verbo transitivo direto<br />Pronome reflexivo "se"<br />
  22. 22. VOZ RECÍPROCA<br />Tipo de voz reflexiva<br />Sujeito plural ou sujeito composto<br />O sujeito pratica a ação sobre outro elemento e sofre a mesma ação daquele<br />

×