MyBrainMagazine 16

195 visualizações

Publicada em

Milan and the Lakes

Publicada em: Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
195
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

MyBrainMagazine 16

  1. 1. Nero ESTRELAS SISTEMA SOLAR BOA VISTA ALIMENTAR O MUNDO CLEÓPATRA EDUCAR UM FARAÓ GUERRA DOS CEM ANOS AVC NAZARÉ ABORTAR MISSÃO PENICILINA DESOVA DAS TARTARUGAS
  2. 2. 2 • MyBrainMagazine
  3. 3. MyBrainMagazine • 3 MyBrainMagazine Milão, a cidade da moda, juntamente com o luxo dos lagos italianos, forma um dos encantos de Itália,... EMAIL mybrainsociety@gmail.com ENDEREÇO www.mybrainsociety.blogspot.pt Copyright © 2016 MyBrainSociety. Todos os direitos reservados. MyBrain (capa): Registered Trademarks® (marcas registadas). A MyBrain não se responsabiliza por material não solicitado. A sabedoria não tem limites INTERDITA A REPRODUÇÃO DE TEXTOS E DE IMAGENS CAPA Rua estreita em Bellagio, Lago de Como, Itália
  4. 4. 4 • MyBrainMagazine Í N D I C E visão .....................................................................................................7 meditação .............................................................................................8 roteiro de viagem .................................................................................9 .................................................................................10 .........................................................14 ...........................................15 ..................................................................................................16 .................................................................................................17 ...............................................................................18 ..............................................................................................19 ...............22 ............................................................................................23 ................................................................................24 ....................................................................................................25 ....................................................................................26 ..................................................................................................27 .............................................................28 ................................................................................................29 ....................................................................30 .........................................................................31 ................................................32 ......................................................................................33 ......................................................................34 .................................................................................35
  5. 5. MyBrainMagazine • 5 ........................................................................36 ..............................................................................38 ...................................................................................39 ...................................................................................40 ......................................................................41 ......................................................................................42 ................................................................................................43 .......................................44 ................................................45 .........................................................................................46 ........................................................................47 .................................................................................48 ...............................50 ........................................................................53 .............................................................................54 ......................................................................................56 ...............................................................................................57 .......................................................................58 .....................................................................................................60 ............................................................................62 .......................................................................63 ..............................................................................64 .......................................................65 ...............................................................................................66 ........................................................................................70
  6. 6. 6 • MyBrainMagazine
  7. 7. MyBrainMagazine • 7 SANTARÉM Mesmo à beira do Tejo, no Ribatejo, é famosa pelo seu castelo e pelos doces locais, os pampilhos. visão “É preciso provocar sistematicamente confusão. Isso promove a criatividade. Tudo aquilo que é contraditório gera vida.” Salvador Dalí
  8. 8. 8 • MyBrainMagazine DO LADO DE FORA Dois homens, gravemente doentes, estavam no mesmo quarto de hospital. Um deles podia sentar-se na cama durante uma hora, todas as tardes. A sua cama estava junto da única janela do quarto. O outro homem tinha que ficar sempre deitado de costas. Os homens conversavam horas e horas. E todas as tardes, quando o homem da cama perto da janela se sentava, passava o tempo a descrever ao seu companheiro de quarto todas as coisas que conseguia ver do lado de fora da janela. O homem da cama do lado começou a viver à espera desses períodos de uma hora, em que o seu mundo era alargado e animado por toda a atividade e cor do mundo do lado de fora da janela. A janela dava para um parque com um lindo lago. Patos e cisnes, chapinhavam na água enquanto as crianças brincavam com os seus barquinhos. Jovens namorados caminhavam de braços dados por entre as flores de todas as cores do arco-íris. Enquanto o homem da cama perto da janela descrevia tudo com extraordinário pormenor, o homem no outro lado do quarto fechava os olhos e imaginava as cenas. Dias e semanas passaram. Uma manhã, encontraram sem vida o homem perto da janela, que tinha falecido calmamente enquanto dormia. Logo que lhe pareceu apropriado, o outro homem perguntou se podia ser colocado na cama perto da janela. A enfermeira disse logo que sim e fez a troca. Depois de se certificar de que o homem estava bem instalado, a enfermeira deixou o quarto. Lentamente, o homem ergueu-se, apoiado no cotovelo, para contemplar o mundo lá fora. Fez um grande esforço e lentamente olhou para o lado de fora da janela – que dava para uma parede de tijolo! O homem perguntou à enfermeira o que teria feito com que o seu falecido companheiro de quarto lhe tivesse descrito coisas tão maravilhosas do lado de fora da janela. A enfermeira respondeu que o homem era cego e nem poderia ver a parede. Talvez quisesse transmitir-lhe alguma coragem… meditação “Meditação traz sabedoria; a falta de meditação deixa a ignorância. Escolha o caminho que o guia à sabedoria.” Buda
  9. 9. MyBrainMagazine • 9 “O mundo é um imenso livro do qual aqueles que nunca saem de casa leem apenas uma página.” Agostinho de Hipona roteiro de viagem GERÊS (3 DIAS) 1.º Dia - Viagem para Braga - Vieira do Minho Visita ao Mosteiro de Tibães, à catedral e ao Santuário do Bom Jesus, em Braga. Viagem para o hotel. Hotel Aquafalls 2.º Dia - Vieira do Minho - Brufe - Soajo - Lindoso - Mata de Albergaria - Vieira do Minho Visita aos espigueiros de Brufe e à serra da Peneda seguida de visita aos famosos espigueiros de Soajo e do castelo de Lindoso, também rodeado de espigueiros. Piquenique na famosa Mata de Albergaria, coração do Gerês e passeios pedestres. Regresso ao hotel. 3.º Dia - Vieira do Minho - Guimarães - Viagem de regresso Ida para Guimarães e visita à Citânia de Briteiros, povoação celtibera, ao Castelo e Palácio dos Duques.
  10. 10. 10 • MyBrainMagazine 10 • MyBrainMagazine ntre os Alpes e o rio Pó, a Lombardia tem paisagens variadas: desde a sua capital, capital da moda (com um quarteirão dedicado à mesma (Quadrilátero d'Oro: Via Monte Napoleon, Via della Spiga, Via Sant'Andrea e Via Pisoni) e com a famosa Galleria Vittorio Emanuele II) e da indústria de Itália, Milão, até às paisagens de tirar o fôlego conhecidas do grande ecrã dos lagos italianos. Milão, a segunda cidade maior de Itália, que já foi a capital do Império Romano (de 286 a 402 d.C.) começou a ser povoada no século VII a.C. por tribos celtas. Em 313 d.C., o imperador Constantino fez o Édito de Milão, legitimando o Cristianismo e convertendo o Império Romano ao laicismo. No século XI, uma comune (comuna) foi formada por todas as classes sociais e, a metade do século XIII, o governo passou a uma sucessão de dinastias - os Torriani, Visconti e, por fim, os famosos Sforza, temidos pelos seus brutais atos. Em 1525, a cidade caiu para uma possessão espanhola e, mais tarde, em 1713, austríaca. Em 1860, Milão juntou-se ao recém-formado Reino de Itália. Em 1919, Benito Mussolini fundou o Partido Fascista e foi o ditador fascista de Itália que se juntou a Hitler na 2.ª Guerra Mundial, sendo a cidade de Milão vítima das bombas dos Aliados. Após a guerra, Milão tornou-se a capital industrial e financeira de Itália. Milão recebeu muitos imigrantes e, culturalmente, foi o berço da filmografia italiana e a capital do design, da inovação e da produção nos anos 80 e 90. GEOGRAFIA EMilão, a segunda cidade maior de Itália, que já foi a capital do Império Romano (de 286 a 402 d.C.) começou a ser povoada no século VII a.C. por tribos celtas. Em 313 d.C., o imperador Constantino fez o Édito de Milão, legitimando o Cristianismo e convertendo o Império Romano ao laicismo. No século XI, uma comune (comuna) foi formada por todas as classes sociais e, a metade do século XIII, o governo passou a uma sucessão de dinastias - os Torriani, Visconti e, por fim, os famosos Sforza, temidos pelos seus brutais atos. Em 1525, a cidade caiu para uma possessão espanhola e, mais tarde, em 1713, austríaca. Em 1860, Milão juntou-se ao recém-formado Reino de Itália. Em 1919, Benito Mussolini fundou o Partido Fascista e foi o ditador fascista de Itália que se juntou a Hitler na 2.ª Guerra Mundial, sendo a cidade de Milão vítima das bombas dos Aliados. Após a guerra, Milão tornou-se a capital industrial e financeira de Itália. Milão recebeu muitos imigrantes e, culturalmente, foi o berço da filmografia italiana e a capital do design, da inovação e da produção nos anos 80 e 90. atos. Em 1525, a cidade caiu para uma possessão espanhola e, mais tarde, em 1713, austríaca. Em 1860, Milão juntou-se ao recém-formado Reino de Itália. Em 1919, Benito Mussolini fundou o Partido Fascista e foi o ditador fascista de Itália que se juntou a Hitler na 2.ª Guerra Mundial, sendo a cidade de Milão vítima das bombas dos Aliados. Após a guerra, Milão tornou-se a capital industrial e financeira de Itália. Milão recebeu muitos imigrantes e, culturalmente, foi o berço da filmografia italiana e a capital do design, da inovação e da produção nos anos 80 e 90. O Castelo Sforzesco, originalmente um forte dos Visconti, foi o lar da dinastia Sforza que governou Milão renascentista. Partes do castelo foram desenhadas por Leonardo da Vinci. A igreja de São Maurício, Chiesa di San Maurizio, do século XVI, foi uma capela real e convento e está repleta de frescos de Bernardino Luini. O famoso Teatro alla Scala, La Scala, é obra de Giuseppe Piermarini e tem 2800 lugares. Inaugurado em 1778, substituiu o antigo teatro, que ardeu num incêndio numa gala de carnaval.
  11. 11. MyBrainMagazine • 11 GEOGRAFIA Bellagio, Lago Como 11 • MyBrainMagazine O Duomo de Milão é uma das catedrais maiores do mundo e catedral gótica maior do mundo. Extravagante, foi construída em mármore rosa de Candoglia, mas a sua fachada é de um magnífico branco pérola e está adornada com 135 pináculos e 3.400 estátuas. Iniciado por Giangaleazzo Visconti em 1386, o projeto da catedral foi originalmente considerado inviável. Canais tiveram de ser escavados para o transporte de grandes quantidades de mármore para o centro da cidade e novas tecnologias foram inventadas para atender a escala nunca antes tentada. As linhas góticas tinham saído de moda e foram consideradas "demasiado francesas", por isso demorou vários anos a ser construída. A sua construção lenta tornou-se sinónimo de uma tarefa impossível. Na verdade, grande parte do seu ornamento é do século XIV, neo-gótico, com os toques finais só aplicados na década de 1960. Os lagos italianos são lagos glaciares alpinos, formados graças ao degelo de alguns glaciares na cadeia montanhosa dos Alpes. Os lagos Orta, Maggiore, Lugano, Como, Iseo e Garda são os principais. O lago Maggiore e o lago Lugano também banham o cantão suíço de Ticino, aliás, o lago Lugano deve o seu nome a uma cidade suíça com o mesmo nome. As paisagens destes lagos são de tirar o fôlego, pois, devido a serem lagos glaciares, estão rodeados em todas as margens por grandes montanhas. O lago Garda, que é o maior e o que está mais a este, tem uma península muito estreita, onde está a povoação de Sirmione, com o castelo Scaligero e a povoação romana Grotte di Cattulo. No lago Maggiore há várias ilhas pequenas, as ilhas Borromee, num total de 3 ilhas e 2 ilhéus, cuja mais famosa é a Isola Bella, com o Palazzo Borromeo, construído no século XVII pela família Borromeo que deu nome às ilhas. Há também uma ermida famosa no lago, a ermida de Santa Caterina del Sasso Ballaro, ainda é o lar de um monge carmelita, Roberto Comolli. O charmoso Lago Como, que deve o seu nome à maior cidade que banha, Como, com a forma de um Y invertido, possui duas das povoações mais charmosas de Itália, Varenna e Bellagio, que está na ponta onde se unem os dois braços do lago. Repleto de villas, é muito famoso pois aparece em muitos filmes. As villas mais famosas são a Villa Serbelloni e a villa Melzi d'Eril (construída em 1808 em estilo neoclássico por um associado de Napoleão, com jardins em estilo inglês), em Bellagio, a Villa Cipressi e Villa Monastero, em Varenna, a Villa Carlotta (do século XVII, deve o seu nome da princesa prussiana que a recebeu de prenda de casamento da mãe em 1847, e tem jardins com laranjeiras, camélias, azáleas e rododendros), em Tremezzo e a Villa del Balbianello, em Lenno, que é já conhecida do grande ecrã pelo filme James Bond 007 - Casino Royale e até pelo filme Star Wars Episódio II: Ataque dos Clones. Esta última villa foi mandada construir pelo cardeal Angelo Maria Durini no final do século XVIII, sobre as ruínas de um mosteiro franciscano, que hoje continua a ser a fachada da Igreja. Com a morte do cardeal, a villa passou para o seu sobrinho Luigi Porro Lambertenghi, patriota anti-austríaco ativo que quis Silvio Pellico como tutor para os seus filhos. Em seguida, passou para o marquês Giuseppe Arconati Visconti, por sua vez implicado na conspiração de 1821. Para escapar da sentença de morte, ele fugiu com a sua esposa, Constance Trotti Bentivoglio, em auto-exílio em Paris e, em seguida, na Bélgica, em Gaasbeek. Em 1919 a casa foi comprada pelo general americano Butler Amos, que a restaurou e, em 1974, os seus herdeiros venderam-na ao empresário Guido Monzino, explorador ávido e alpinista. Membro de uma das famílias mais fortes da burguesia milanesa, dedicou-se a uma nova renovação, que afetou não só os edifícios mas também o belo jardim. Foi o próprio que decidiu deixar a villa, que foi herdada pela FAI (Fondo Ambiente Italiano), em 1988.
  12. 12. 12 • MyBrainMagazine GEOGRAFIA MILÃO: Castelo Sforzesco, Basílica de Santa Maria delle Grazie, Chiesa di San Maurizio, Galleria Vittorio Emanuele II (x2), A Última Ceia, Duomo (telhado, pináculos, exterior e batistério x5), Teatro alla Scala (x2).
  13. 13. MyBrainMagazine • 13 GEOGRAFIA LAGOS: Ermida de Santa Caterina del Sasso Ballaro, Lago Maggiore; Lago Lugano; Bellagio, Lago Como (x3); Varenna, Lago Como; Bellagio, Lago Como; Villa Melzi d'Eril, Bellagio, Lago Como; Villa Carlotta, Tremezzo, Lago Como (x3); Villa del Balbianello, lago Como (x5).
  14. 14. 14 • MyBrainMagazine GEOGRAFIA A superfície dos continentes é diferente da superfície dos oceanos. Nos continentes, a rocha predominante é o granito e estes são de menor densidade. Os fundos oceânicos são constituídos por basalto e são de maior densidade. Os continentes são constituídos por: - cratões ou escudos: grandes áreas continentais estáveis e planas com história geológica variada, visto serem muito antigas; - plataformas: sequências sedimentares de origem marinha que cobrem os cratões; - cadeias montanhosas: consequência da colisão entre duas placas litosféricas. Quando se dá entre a crusta continental e a oceânica, a segunda, por ser mais densa, subducta por baixo da primeira, deformando as rochas. A parte que subducta pode entrar em fusão originando atividade vulcânica. Os fundos oceânicos são constituídos por: - plataforma continental: extensão do continente que entra pelo oceano, partilhando características com o continente; - talude continental: zona pouco extensa de declive acentuado; - planície abissal: entre os taludes continentais; - crista médio-oceânica: têm no centro um rifte (onde há criação de nova litosfera) que é intersectado por falhas transformantes; - fossa oceânica: perto da base do talude continental, onde ocorre a subducção. Durante o processo de arrefecimento de rocha no rifte, minerais ferromagnéticos adquirem a orientação do campo magnético vigente no momento da sua formação - paleomagnetismo. de ambos os lados do rifte, a polaridade está simétrica. Numa anomalia magnética, o Polo Sul geográfico coincide com o norte magnético e vice-versa. fósforo. O fósforo é um nutriente essencial para as proteínas vegetais e crescimento. Ora, os nutrientes estão em falta nos solos da Amazónia. Estão presos nas próprias plantas. A matéria orgânica fornece a maioria dos nutrientes, que são rapidamente absorvidos pelas plantas e árvores depois de entrar no solo. Mas alguns nutrientes, incluindo o fósforo, são levados pela chuva em córregos e rios. O fósforo que atinge solos amazónicos de areia do Sahara, um número estimado de 22 mil toneladas por ano, é quase o mesmo montante que esse perdeu da chuva e inundações. Os dados mostram que o vento e o tempo levam, em média, 182 milhões de toneladas de pó a cada ano e levam-no além da borda ocidental do Sahara. A poeira em seguida, viaja 1.600 milhas através do Oceano Atlântico. Perto da costa leste da América do Sul, 132 milhões de toneladas permanecem no ar, e 27,7 milhões de toneladas caem na superfície sobre a Bacia Amazónica. Cerca de 43 milhões de toneladas de poeira viajam mais longe para o Mar das Caraíbas. A quantidade de poeira é, na verdade, muito variável. Houve uma mudança de 86% entre a maior quantidade de poeira transportada em 2007 e a menor em 2011. Porquê tanta variação? Os cientistas acreditam que isso tem a ver com as condições do Sahel, a longa faixa de terra semi-árida na fronteira sul do Sahara. Depois de comparar as alterações no transporte de poeira a uma variedade de
  15. 15. MyBrainMagazine • 15 GEOGRAFIA A maioria das ilhas espalhadas ao longo da costa da Escandinávia foram criadas por glaciação. Durante a última era glacial, a Escandinávia estava coberta por uma capa de gelo de até três quilómetros de espessura. Os glaciares, ao avançar, desgastaram a paisagem, esculpindo fiordes e deixando montanhas de resíduos. O enorme peso do gelo pressionou a crusta terrestre para baixo, deixando áreas costeiras submersas. Desde que o gelo derreteu, há cerca de 19 mil anos, que a região tem estado, lentamente, a voltar a antiga altitude, elevando-se alguns milímetros por ano. À medida que a terra submersa se ergue, áreas elevadas projetam-se para fora da água e formam ilhas.
  16. 16. 16 • MyBrainMagazine GEOGRAFIA Os ventos são correntes de ar na atmosfera da Terra que se movem devido a diferenças de pressão. Quando a energia do Sol aquece a superfície terrestre, a massa de ar por cima desta torna-se mais quente e menos densa, o que a faz expandir-se e subir. Havendo menos ar a fazer pressão sobre a Terra, desenvolve-se uma área de baixa pressão. Para manter o equilíbrio, a massa de ar mais fria e de maior pressão mais próxima desloca-se para a área de menor pressão. O movimento desta massa de ar é o vento. Quanto maior for a diferença de temperaturas entre as massas de ar, mais forte é o vento. fósforo. O fósforo é um nutriente essencial para as proteínas vegetais e crescimento. Ora, os nutrientes estão em falta nos solos da Amazónia. Estão presos nas próprias plantas. A matéria orgânica fornece a maioria dos nutrientes, que são rapidamente absorvidos pelas plantas e árvores depois de entrar no solo. Mas alguns nutrientes, incluindo o fósforo, são levados pela chuva em córregos e rios. O fósforo que atinge solos amazónicos de areia do Sahara, um número estimado de 22 mil toneladas por ano, é quase o mesmo montante que esse perdeu da chuva e inundações. Os dados mostram que o vento e o tempo levam, em média, 182 milhões de toneladas de pó a cada ano e levam-no além da borda ocidental do Sahara. A poeira em seguida, viaja 1.600 milhas através do Oceano Atlântico. Perto da costa leste da América do Sul, 132 milhões de toneladas permanecem no ar, e 27,7 milhões de toneladas caem na superfície sobre a Bacia Amazónica. Cerca de 43 milhões de toneladas de poeira viajam mais longe para o Mar das Caraíbas. A quantidade de poeira é, na verdade, muito variável. Houve uma mudança de 86% entre a maior quantidade de poeira transportada em 2007 e a menor em 2011. Porquê tanta variação? Os cientistas acreditam que isso tem a ver com as condições do Sahel, a longa faixa de terra semi-árida na fronteira sul do Sahara. Depois de comparar as alterações no transporte de poeira a uma variedade de fatores climáticos, os cientistas descobriram uma correlação com a precipitação no Sahel do ano anterior. Quando a precipitação no Sahel aumentou, o transporte de poeira do ano seguinte foi menor. O mecanismo por trás da correlação é desconhecido. Uma possibilidade é que o aumento da precipitação significa mais vegetação e menos solo exposto à erosão do vento no Sahel. Uma segunda explicação mais provável, é que a quantidade de chuva está relacionada com a circulação dos ventos, o que varre a poeira, tanto do Sahel e do Saara na atmosfera superior, onde ele pode sobreviver à longa viagem através do oceano.
  17. 17. MyBrainMagazine • 17 GEOGRAFIA A Nazaré surgiu no século XVIII e é constituída por três locais distintos: a Praia, o Sítio e a Pederneira. A Praia está relacionada com as atividades piscatórias, que hoje em dia estão em crise, tendo levado muitos pescadores a enveredarem por outras profissões. O Sítio, desde sempre local de refúgio de pescadores contra os ataques de piratas, é um lugar secular de peregrinação e culto ligado a uma lenda que conta que D. Fuas Roupinho, Alcaide-mor de Porto de Mós, gostava de passar o seu tempo livre na Nazaré a caçar e que certo dia foi salvo pela N. Sra. da Nazaré quando o seu cavalo, descontrolado, ia caindo pelo precipício. A partir daí prestou-se-lhe homenagem e mandou-se construir uma ermida e um santuário em sua memória. No Sítio existe ainda um miradouro que apresenta numa das suas rochas a marca deixada pelo cavalo de D. Fuas Roupinho. A Pederneira foi um dos mais importantes portos de mar dos coutos de Alcobaça, entre os séculos XII e XVI, constituindo um dos estaleiros mais dinâmicos do reino. A Nazaré ainda possui duas tradições que ainda persistem: a seca do peixe (que era utilizada para alimentar as pessoas no inverno e em tempos de escassez, feita no Estindarte) e os trajes tradicionais (utilizados pela população mais idosa e conservadora). As sete saias fazem parte dos trajes da tradição. Diz o povo que representam as sete virtudes; os sete dias da semana; as sete cores do arco-íris; as sete ondas do mar, entre outras atribuições bíblicas, míticas e mágicas que envolvem o número sete. As nazarenas tinham o hábito de esperar os maridos e filhos, da volta da pesca, na praia, sentadas no areal, passando aí muitas horas de vigília. Usavam as várias saias para se cobrirem, as de cima para protegerem a cabeça e ombros do frio e da maresia e as restantes a taparem as pernas, estando desse modo sempre "compostas". No entanto, no traje de trabalho são usadas, normalmente, um menor número de saias (3 a 5). O traje de trabalho é mais pobre em cor e em tecidos, com duas ou três saias de baixo, que variam consoante a época do ano (inverno/verão); saia de cima simples e avental sem bordados, mas com uma renda aplicada e com bolso; cachené e xaile traçado. Existe ainda um terceiro traje – o das viúvas, todo preto e sem rendas ou bordados, com as saias de baixo brancas; sendo este usado actualmente apenas pelas mulheres mais idosas. fósforo. O fósforo é um nutriente essencial para as proteínas vegetais e crescimento. Ora, os nutrientes estão em falta nos solos da Amazónia. Estão presos nas próprias plantas. A matéria orgânica fornece a maioria dos nutrientes, que são rapidamente absorvidos pelas plantas e árvores depois de entrar no solo. Mas alguns nutrientes, incluindo o fósforo, são levados pela chuva em córregos e rios. O fósforo que atinge solos amazónicos de areia do Nazaré (praia) vista do Sítio, nazarena, praia da Nazaré ao anoitecer, tendas na praia, , praia da Nazaré e Sítio, ermida da Nossa Senhora da Nazaré, barcos na praia da Nazaré, barco de arte xávega na Nazaré, secagem do peixe, secagem do peixe e nazarena, nazarenas, nazarena numa rua da Nazaré, rua com estendais da roupa, igreja, Santuário da Nossa Senhora da Nazaré, mercado, igreja, Sítio, pôr-do-sol na praia da Nazaré (x2).
  18. 18. 18 • MyBrainMagazine A secagem de peixe, principalmente do bacalhau, é muito comum nos países nórdicos, principalmente na Islândia e na Noruega (como por exemplo em Å, nas ilhas Lofoten), mas em Portugal, na Nazaré, esta prática também já se tornou tradição. É antiga a tradição de secar o pescado em excesso na Nazaré e terá surgido com a necessidade de conservar o peixe para os dias de escassez. Seria desta forma que as peixeiras garantiam o sustento para as suas famílias, mas também lhes permitia ter peixe para vender nos mercados da região. Outrora a secagem fazia-se em pleno areal, com umas ervas que evitavam o contacto do peixe com a areia. Depois de amanhado e escalado, o pescado é colocado em água do mar com um pouco de sal. Muda-se a água duas ou três vezes e depois coloca-se a secar no estendal. As espécies mais utilizadas são o carapau, os batuques, a sardinha, a petinga, o cação, e o polvo, devido à sua abundância. Na Nazaré distinguem-se duas formas de secagem: o peixe seco e o enjoado, com características de preparação e de consumo diferentes. O peixe é primeiro “amanhado”, processo de tirar as tripas do peixe, depois é lavado e passado por uma salmoura feita com água e sal grosso. Por fim é aberto ou escalado, estendido nos paneiros e posto ao sol. A secagem dura cerca de 2 a 3 dias, dependendo das condições atmosféricas. Cada espécie de peixe tem uma forma diferente de secagem. O carapau, os batuques e o cação são abertos ou escalados, mas a petinga e a sardinha já são secas inteiras, bem como o polvo. É a sul da praia da Nazaré que se encontra o Estindarte, o estendal de secagem de pescado, onde as várias peixeiras secam e vendem o peixe ali exposto. A partir da ação enérgica de frei Tomás de S. Cirilo, frei João Baptista e Alberto da Virgem, o essencial da construção da complexa estrutura conventual decorreu até 1639, altura em que foi sagrada a igreja dedicada a Santa Cruz. Aqui, aliou-se o sentido simbólico da planta centralizada à prática pouco comum da colocação do templo no meio dos espaços de circulação associados às estruturas claustrais, estabelecendo-se assim a aproximação ao arquétipo do Templo de Salomão, primeiro espaço verdadeiramente sagrado da Cidade Santa. No Convento do Buçaco, o discurso iconográfico do espaço, das formas, dos materiais e das técnicas vai ao encontro de uma espiritualidade que se constrói pela fé e pobreza. O emprego das cortiças e da técnica dos embrechados, os conteúdos da azulejaria ou a força da imaginária religiosa reforçam esse sentido de uma exemplaridade cristã vivida no isolamento. O Convento de Santa Cruz do Buçaco tinha outra dimensão que respondia às necessidades da vida conventual mas, apesar dos rigores de um quotidiano de silêncio e penitência, não deixou de ter um papel fundamental no acolhimento ao cenário de guerra da Batalha GEOGRAFIA Bacalhau seco islandês, bacalhau seco na Noreuga, secagem do carapau na Nazaré
  19. 19. MyBrainMagazine • 19 GEOGRAFIA A ilha da Boa Vista, em Cabo Verde, é a ilha que está situada mais a leste no arquipélago, no grupo do Barlavento, a pouco mais de 450 quilómetros da costa africana. A Boa Vista é bastante plana e o ponto mais alto do território, o Pico d'Estância, tem apenas 390 metros de altura. A ilha, com cerca de 4200 habitantes, tem apenas um concelho, Boa Vista, cuja capital é a vila de Sal Rei, onde vivem cerca de 2500 pessoas. Sal Rei é a capital da ilha e em tempos, por volta de 1800, chamava-se Porto Inglês. Com o desenvolvimento do negócio do sal acabou por mudar para a atual designação. Trata-se de uma localidade de pescadores, onde fica situado o forte de Duque de Bragança. A ilha da Boa Vista foi descoberta em 1480, e na altura batizada de São Cristóvão, mas o seu desenvolvimento só aconteceu no século XVII quando se aperceberam da qualidade do sal existente no território. Até aí era apenas utilizada para a criação de gado. Em 1497 a ilha havia sido entregue ao capitão Rodrigo Afonso que levou para lá um pequeno grupo de pastores. Na Boa Vista a exploração do sal foi feita principalmente pelos ingleses, que exportavam o produto para a Europa. Na época, mais precisamente em 1620, foi fundada a Povoação Velha, a primeira localidade da Boa Vista. Aproveitando a mão de obra proporcionada pela escravatura, numerosos aristocratas instalaram-se na ilha. No entanto, a opulência que faziam questão de exibir acabou por atrair a atenção dos piratas que, em duas ocasiões, em 1815 e 1817, pilharam a ilha. Em consequência disso, acabou por ser construído, no ilhéu de Sal Rei, o forte do Duque de Bragança. Em 1843, a ilha recebeu a comissão luso-britânica para a abolição da escravatura. O negócio do sal foi rentável até ao início do século XX, mas a partir daí a ilha vive da pesca e do artesanato. Nos últimos anos, o setor do turismo desenvolveu-se bastante aproveitando o facto da Boa Vista ter as maiores praias de Cabo Verde. A ilha tem cerca de 55 km de praias de areia branca e algumas zonas de dunas, com oásis de tamareiras, a típica vegetação local. O primeiro presidente de Cabo Verde, depois da independência em 1975, Aristides Pereira, nasceu na ilha da Boavista e foi nesta ilha que surgiu a "morna", o mais famoso estilo musical cabo-verdiano. Apenas atrás dos Estados Unidos (Flórida) e do Oman, a ilha é o terceiro ponto de desova das tartarugas mundialmente. Praia, rio com pouca água, tronco, tartaruga a desovar, praia (x4), dunas, praia e ilhéu, Sal Rei (x6).
  20. 20. 20 • MyBrainMagazine Originalmente, as estátuas gregas, realizadas em mármore ou bronze, eram pintadas. Geralmente eram realizadas com objetivo de integrar estruturas arquitetónicas, surgindo em frisos, frontões, colunas (cariátides), etc. As estátuas do período arcaico, invariavelmente realizadas em pedra, revelam evidentes filiações na arte mesopotâmica e na arte egípcia. Nesta fase houve dois tipos de estátuas que tiveram especial divulgação: o Kouros e a Koré, a figura masculina e a feminina, respectivamemente, em pé, numa pose de grande rigidez e frontalidade. Durante período clássico, a um maior domínio do trabalho em pedra associou-se o gosto pela escultura em bronze. Atingiu-se então um maior realismo na tradução do movimento e da anatomia humana assim como uma grande perfeição técnica que, em alguns autores atinge um alto nível de virtuosismo. Os artistas deste período interessaram-se quase exclusivamente pela representação realista mas idealizada da figura humana, agrupando- a em quatro tipos canónicos, cada um deles sujeito a regras de proporção específicas: o adolescente, o homem maduro, a mulher jovem e a mulher madura. Fídias foi o mais importante escultor clássico. Deve-se a este artista as desaparecidas estátuas de Zeus, de Olímpia e a de Atenas, instaladas no Parténon, assim como os enormes frisos desse templo, atualmente expostos em Londres. A última fase do período clássico assistiu às melhores criações de Lísipo e Praxíteles. Deste úlitmo, salientam-se as famosas estátuas de "Hermes e Dionísio", atríbuído a 330 a. C. e a "Afrodite de Cnidus", de 350 a. C. Lísipo, autor do "Apoxiomenos", foi um dos derradeiros escultores clássicos, tornando-se num dos principais representantes do estilo helenístico. .Ingleses não saíam de Portugal. Beresford perseguia todos aqueles que estavam contra a presença dos ingleses em Portugal. Em 1817, Gomes Freire de Andrade tentou expulsar os ingleses mas não deu resultado. Porém, em 1818, um grupo de homens do Porto formaram o Sinédrio, uma sociedade secreta com objetivo preparar uma revolução. Esta sociedade tinha como principais membros Manuel Fernandes Tomás e os coronéis Cabreira e Sepúlveda. Em 24 de agosto de 1820 deu-se a revolução. O povo ajudou os revoltosos e fez na rua manifestações de apoio. A revolução espalhou-se pelo país. Os Ingleses foram expulsos de Portugal e criaram um governo provisório - Junta Provisional de Governo do Reino. O Governo Provisório começou a preparar eleições. Portugal escolheu os seus deputados e estes formaram as Cortes Constituintes que elaboraram uma Constituição de veludo e decorada a fio de ouro e prata. A Constituição de 1822 baseava-se na igualdade e na liberdade, ou seja, era liberalista. Em 4 de julho de 1821 a família real voltou e o rei D. HISTÓRIA Vénus de Milo, cariátide, Vitória de Samotrácia, estátua da deusa Atena.
  21. 21. MyBrainMagazine • 21 HISTÓRIA Fernão de Magalhães foi o primeiro homem a fazer uma circum- navegação na História. O seu objetivo era atingir as Molucas por Ocidente, solução que considerava mais rentável e segura que a rota do oriente via Índia-Malaca, repleta de muçulmanos e piratas hostis aos Portugueses e seus interesses. Depois de várias recusas de D. Manuel I (também de uma nau para a Índia), Magalhães dirigiu-se a Sevilha para "vender" o seu projeto ao rei de Espanha, Carlos V. Foi acompanhado de Rui Faleiro, português. A Carlos V propôs não apenas atingir as Molucas por Ocidente mas acima de tudo provar que aquelas ilhas não estavam dentro da área de jurisdição portuguesa defendida no Tratado de Tordesilhas (1494) mas sim em mares "espanhóis". Além disso, a viagem decorreria sempre em águas espanholas. Apesar de algumas reticências, Carlos V aceitou o projeto, confiando a Magalhães uma frota de cinco navios, 234 homens e 480 toneladas em navegação. Com muitas peripécias e uma rutura de relações com Faleiro, a armada de Magalhães saiu de Sanlúcar de Barrameda, em Espanha, a 20 setembro de 1519, depois de lhe nascer o primeiro filho e de sua mulher esperar outro, que o altivo navegador nunca conheceu. A viagem de circum-navegação começou bem, atingiu rapidamente a América do Sul (novembro), depois da escala nas Canárias. Em fevereiro de 1520 passaram no Rio da Prata, chegando a S. Julián, na Patagónia, mais a sul, em março. Começariam aqui os maiores problemas da viagem, ou melhor, acabaria a bonança da mesma. Seis meses ficaram ali retidos, para passar o inverno. Mas estalaram revoltas e motins, perdendo-se ainda a nau Santiago. Depois vem a procura do estreito, que receberia o nome de Magalhães, no extremo sul da América, região de "mau navegar". Passado este (38 dias) e o desaparecimento de mais uma nau (provando-se que uma rota pelo estreito seria péssima), após motins e tempestades, atingiu-se o Pacífico, assim batizado por Magalhães, pelas suas calmarias. Demorou quatro longos meses a atravessar, com muitas mortes (escorbuto), fome e as célebres "nebulosas de Magalhães", diminuindo-se cada vez mais a tripulação. Depois, chegou-se às ilhas Marianas (ou dos "Ladrões"), e veio a emboscada de Lapu-Lapu, em Mactan, nas Filipinas, morrendo Fernão de Magalhães. .Ingleses não saíam de Portugal. Beresford perseguia todos aqueles que estavam contra a presença dos ingleses em Portugal. Em 1817, Gomes Freire de Andrade tentou expulsar os ingleses mas não deu resultado. Porém, em 1818, um grupo de homens do Porto formaram o Sinédrio, uma sociedade secreta com objetivo preparar uma revolução. Esta sociedade tinha como principais membros Manuel Fernandes Tomás e os coronéis Cabreira e Sepúlveda. Em 24 de agosto de 1820 deu-se a revolução. O povo ajudou os revoltosos e fez na rua manifestações de apoio. A revolução espalhou-se pelo país. Os Ingleses foram expulsos de Portugal e criaram um governo provisório - Junta Provisional de Governo do Reino. O Governo Provisório começou a preparar eleições. Portugal escolheu os seus deputados e estes formaram as Cortes Constituintes que elaboraram uma Constituição de veludo e decorada a fio de ouro e prata. A Constituição de 1822 baseava-se na igualdade e na liberdade, ou seja, era liberalista. Em 4 de julho de 1821 a família real voltou e o rei D. João IV jurou com toda a solenidade a Constituição Portuguesa. Com a corte no Brasil durante 14 anos, este ficou muito mais desenvolvido. D. Pedro ficou a governar o Brasil e quando este recebeu a notícia da constituição declarou independência ao Brasil, em 7 de setembro de 1822. Este acontecimento ficou conhecido como Grito do Ipiranga. Com a revolução de 1820, o povo começou a dividir-se em partes: Apoiantes de D. Miguel (absolutistas) – nobreza e clero; Apoiantes de D. Pedro IV (liberais) – burguesia e povo. 6 anos depois da A viagem de circum-navegação começou bem, atingiu rapidamente a América do Sul (novembro), depois da escala nas Canárias. Em fevereiro de 1520 passaram no Rio da Prata, chegando a S. Julián, na Patagónia, mais a sul, em março. Começariam aqui os maiores problemas da viagem, ou melhor, acabaria a bonança da mesma. Seis meses ficaram ali retidos, para passar o inverno. Mas estalaram revoltas e motins, perdendo-se ainda a nau Santiago. Depois vem a procura do estreito, que receberia o nome de Magalhães, no extremo sul da América, região de "mau navegar". Passado este (38 dias) e o desaparecimento de mais uma nau (provando-se que uma rota pelo estreito seria péssima), após motins e tempestades, atingiu-se o Pacífico, assim batizado por Magalhães, pelas suas calmarias. Demorou quatro longos meses a atravessar, com muitas mortes (escorbuto), fome e as célebres "nebulosas de Magalhães", diminuindo-se cada vez mais a tripulação. Depois, chegou-se às ilhas Marianas (ou dos "Ladrões"), e veio a emboscada de Lapu-Lapu, em Mactan, nas Filipinas, morrendo Fernão de Magalhães. .Ingleses não saíam de Portugal. Beresford perseguia todos aqueles que estavam contra a presença dos ingleses em Portugal. Em 1817, Gomes Freire de Andrade tentou expulsar os ingleses mas não deu resultado. Porém, em 1818, um grupo de homens do Porto formaram o Sinédrio, uma sociedade secreta com objetivo preparar uma revolução. Esta sociedade tinha como principais membros Manuel Fernandes Tomás e os coronéis Cabreira e Sepúlveda. Em 24 de agosto de 1820 deu-se a revolução. O povo ajudou os revoltosos e fez na rua manifestações de apoio. A revolução espalhou-se pelo país. Os Ingleses foram expulsos de Portugal e criaram um governo provisório - Junta Provisional de Governo do Reino. O Governo Provisório começou a preparar eleições. Portugal escolheu os seus deputados e estes formaram as Cortes Constituintes que elaboraram uma Constituição de veludo e decorada a fio de ouro e prata. A Constituição de 1822 baseava-se na igualdade e na liberdade, ou seja, era liberalista. Em 4 de julho de 1821 a família real voltou e o rei D. João IV jurou com toda a solenidade a Constituição Portuguesa. Com a corte no Brasil durante 14 anos, este ficou muito mais desenvolvido. D. Pedro ficou a governar o Brasil e quando este recebeu a notícia da constituição declarou independência ao Brasil, em 7 de setembro de 1822. Este acontecimento ficou conhecido como Grito do Ipiranga. Com a revolução de 1820, o povo começou a dividir-se em partes: Apoiantes de D. Miguel (absolutistas) – nobreza e clero; Apoiantes de D. Pedro IV (liberais) – burguesia e povo. 6 anos depois da revolução, D.João VI morre e sucede-lhe D. Pedro mas, como não queria sair do Brasil pensou que se a sua filha D. Maria da Glória ficasse no trono e, como era menor de idade, D. Miguel ficava regente (de acordo com o liberalismo) e casaria com D. Maria quando fosse maior de idade. Em 1828, D. Miguel fez-se aclamar rei absoluto. Começou então a perseguir os liberais, que se refugiaram na ilha Terceira, nos Açores. Quando D. Pedro soube, foi para a ilha Terceira e formou um exército. O exército liberal, em 8 de junho de 1832, desembarcou na praia do Mindelo e seguiu para o Porto. Os soldados liberais traziam no cano das espingardas hortênsias. Então, D. Miguel cercou o Porto (cerco do Porto). Entretanto, veio uma armada liberal, comandada pelo Duque da Terceira, que desembarcou no Algarve. De seguida, D. Miguel levantou o cerco e dirigiu-se para sul. Este foi derrotado nas batalhas de Almoster e de Asseiceira e assinou um acordo de paz – Convenção de Évora Monte. Em 1834, D. Miguel foi expulso de Portugal e D. Pedro IV morreu. Sucede-lhe D. Maria II.A sua interpretação do corpo humano era ainda muito avançada para época, de forma a que só nos dias de hoje é que os seus desenhos foram finalmente entendidos.
  22. 22. 22 • MyBrainMagazine HISTÓRIA O português David Melgueiro foi o primeiro a aventurar-se na travessia das águas geladas do Ártico através da Passagem do Nordeste, entre 1660 e 1662. Diz-se que David Melgueiro, ao serviço da Marinha holandesa, partiu do Japão em 1660 ao comando do navio Padre Eterno. Carregado de riquezas orientais, especiarias e passageiros, terá decidido trocar as voltas aos piratas e a outros possíveis ataques no mar vindos de vários países europeus em guerra. Em vez de navegar do Japão para sul, indo até ao cabo da Boa Esperança, na África do Sul, dirigiu-se para norte, até ao estreito de Bering, conhecido na altura por estreito de Anian. Através do estreito de Bering, terá então passado do Pacífico para o oceano Ártico, avistado o arquipélago de Svalbard, e daí terá descido até ao Atlântico, primeiro até à Holanda, depois já noutro navio até Portugal. Essa rota pelo Ártico junto ao Norte da Sibéria é conhecida como a Passagem do Nordeste. Mas, infelizmente, é o sueco-finlandês Erik Nordenskiöld, que ficou com os louros de ser o primeiro a atravessar a Passagem do Nordeste, mas mais de 200 anos depois, em 1878. Melgueiro contou a sua viagem no Porto a um marinheiro francês, que por sua vez a contou a um diplomata e espião francês em Portugal, chamado La Madelène, que a contou ainda a um ministro francês. Estudos atuais sobre as alterações climáticas e a variabilidade do clima revelaram que os anos da expedição de David Melgueiro foram bastante quentes no Ártico. Portanto, é plausível que a Passagem do Nordeste estivesse livre de gelo, permitindo a sua travessia, tal como agora as alterações climáticas estão a tornar essa rota cada vez mais possível, ao provocarem todos os anos a diminuição do gelo no Verão. João Martins terá sido o primeiro a fazer outra rota, a Passagem do Noroeste, e passar o estreito de Bering, com a intenção de ir até às Filipinas e que alguma coisa o terá feito regressar à Terra Nova, em 1585. .Ingleses não saíam de Portugal. Beresford perseguia todos aqueles que estavam contra a presença dos ingleses em Portugal. Em 1817, Gomes Freire de Andrade tentou expulsar os ingleses mas não deu resultado. Porém, em 1818, um grupo de homens do Porto formaram o Sinédrio, uma sociedade secreta com objetivo preparar uma revolução. Esta sociedade tinha como principais membros Manuel Fernandes Tomás e os coronéis Cabreira e Sepúlveda. Em 24 de agosto de 1820 deu-se a revolução. O povo ajudou os revoltosos e fez na rua manifestações de apoio. A revolução espalhou-se pelo país. Os Ingleses foram expulsos de Portugal e criaram um governo provisório - Junta Provisional de Governo do Reino. O Governo Provisório começou a preparar eleições. Portugal escolheu os seus deputados e estes formaram as Cortes Constituintes que elaboraram uma Constituição de veludo e decorada a fio de ouro e prata. A Constituição de 1822 baseava-se na igualdade e na liberdade, ou seja, era liberalista. Em 4 de julho de 1821 a família real voltou e o rei D. João IV jurou com toda a solenidade a Constituição Portuguesa. Com a corte no Brasil durante 14 anos, este ficou muito mais desenvolvido. D. Pedro ficou a governar o Brasil e quando este recebeu a notícia da constituição declarou independência ao Brasil, em 7 de setembro de 1822. Este acontecimento ficou conhecido como Grito do Ipiranga. que a contou ainda a um ministro francês. Estudos atuais sobre as alterações climáticas e a variabilidade do clima revelaram que os anos da expedição de David Melgueiro foram bastante quentes no Ártico. Portanto, é plausível que a Passagem do Nordeste estivesse livre de gelo, permitindo a sua travessia, tal como agora as alterações climáticas estão a tornar essa rota cada vez mais possível, ao provocarem todos os anos a diminuição do gelo no Verão. João Martins terá sido o primeiro a fazer outra rota, a Passagem do Noroeste, e passar o estreito de Bering, com a intenção de ir até às Filipinas e que alguma coisa o terá feito regressar à Terra Nova, em 1585. .Ingleses não saíam de Portugal. Beresford perseguia todos aqueles que estavam contra a presença dos ingleses em Portugal. Em 1817, Gomes Freire de Andrade tentou expulsar os ingleses mas não deu resultado. Porém, em 1818, um grupo de homens do Porto formaram o Sinédrio, uma sociedade secreta com objetivo preparar uma revolução. Esta sociedade tinha como principais membros Manuel Fernandes Tomás e os coronéis Cabreira e Sepúlveda. Em 24 de agosto de 1820 deu-se a revolução. O povo ajudou os revoltosos e fez na rua manifestações de apoio. A revolução espalhou-se pelo país. Os Ingleses foram expulsos de Portugal e criaram um governo provisório - Junta Provisional de Governo do Reino. O Governo Provisório começou a preparar eleições. Portugal escolheu os seus deputados e estes formaram as Cortes Constituintes que elaboraram uma Constituição de veludo e decorada a fio de ouro e prata. A Constituição de 1822 baseava-se na igualdade e na liberdade, ou seja, era liberalista. Em 4 de julho de 1821 a família real voltou e o rei D. João IV jurou com toda a solenidade a Constituição Portuguesa. Com a corte no Brasil durante 14 anos, este ficou muito mais desenvolvido. D. Pedro ficou a governar o Brasil e quando este recebeu a notícia da constituição declarou independência ao Brasil, em 7 de setembro de 1822. Este acontecimento ficou conhecido como Grito do Ipiranga. Com a revolução de 1820, o povo começou a dividir-se em partes: Apoiantes de D. Miguel (absolutistas) – nobreza e clero; Apoiantes de D. Pedro IV (liberais) – burguesia e povo. 6 anos depois da revolução, D.João VI morre e sucede-lhe D. Pedro mas, como não queria sair do Brasil pensou que se a sua filha D. Maria da Glória ficasse no trono e, como era menor de idade, D. Miguel ficava regente (de acordo com o liberalismo) e casaria com D. Maria quando fosse maior de idade. Em 1828, D. Miguel fez-se aclamar rei absoluto. Começou então a perseguir os liberais, que se refugiaram na ilha Terceira, nos Açores. Quando D. Pedro soube, foi para a ilha Terceira e formou um exército. O exército liberal, em 8 de junho de 1832, desembarcou na praia do Mindelo e seguiu para o Porto. Os soldados liberais traziam no cano das espingardas hortênsias. Então, D. Miguel cercou o Porto (cerco do Porto). Entretanto, veio uma armada liberal, comandada pelo Duque da Terceira, que desembarcou no Algarve. De seguida, D. Miguel levantou o cerco e dirigiu-se para sul. Este foi derrotado nas batalhas
  23. 23. MyBrainMagazine • 23 HISTÓRIA Cleópatra, rainha do Egito durante a dinastia ptolemaica, de ascendência grega, nasceu em 69 a. C. e morreu em 30 a. C., em Alexandria. Ficou famosa na História por se ter tornado amante de Júlio César e, mais tarde, esposa de Marco António. Tornou-se rainha depois de o seu pai morrer, em 51 a. C., governando alternadamente com os irmãos Ptolomeu XIII (51 - 47 a. C.) e Ptolomeu XIV (47 - 44 a. C.) e com o filho Ptolomeu XV (44 - 30 a. C.). Cleópatra foi uma grande negociante, estratega militar, falava seis idiomas e conhecia filosofia, literatura e arte gregas. Conta Plutarco, que Cleópatra marcou um encontro com Júlio César, quando este chegou ao Egito, no inverno de 48 a.C. – 49 a.C., a fim de lhe dar um presente, que consistia num tapete. Este, ao ser desenrolado, mostrou que a própria rainha estava em seu interior (Cleópatra tinha sido enrolada no tapete pelo seu servo Apolodoro). Cleópatra teria então argumentado que tinha ficado encantada com as histórias amorosas de César, tendo-lhe César devolvido o trono. Tornou-se, assim, sua amante, o que ajudou a estabelecer o seu poder no país. Em 46 a.C., a convite de César, Cleópatra instala-se em Roma, com o filho, fixando residência nos jardins do Janículo, mesmo próxima da então esposa de César (a terceira), Calpúrnia Pisão. Depois de César ter sido assassinado em 44 a. C., Cleópatra regressou a Alexandria e retomou a sua posição como rainha. Em 41 a. C., uniu-se a Marco António, um dos governantes de Roma. Em 31 a. C., Roma declarou guerra ao Egito e obteve uma vitória decisiva na Batalha de Actium, na costa da Grécia. Cleópatra fugiu para o Egito e Marco António abandonou o seu posto e seguiu-a. Ambos acabaram por se suicidar, devido ao Egito ter perdido na guerra. Cleópatra deixou uma serpente picá-la. .Ingleses não saíam de Portugal. Beresford perseguia todos aqueles que estavam contra a presença dos ingleses em Portugal. Em 1817, Gomes Freire de Andrade tentou expulsar os ingleses mas não deu resultado. Porém, em 1818, um grupo de homens do Porto formaram o Sinédrio, uma sociedade secreta com objetivo preparar uma revolução. Esta sociedade tinha como principais membros Manuel Fernandes Tomás e os coronéis Cabreira e Sepúlveda. Em 24 de agosto de 1820 deu-se a revolução. O povo ajudou os revoltosos e fez na rua manifestações de apoio. A revolução espalhou-se pelo país. Os Ingleses foram expulsos de Portugal e criaram um governo provisório - Junta Provisional de Governo do Reino. O Governo Provisório começou a preparar eleições. Portugal escolheu os seus deputados e estes formaram as Cortes Constituintes que elaboraram uma Constituição de veludo e decorada a fio de ouro e prata. A Constituição de 1822 baseava-se na igualdade e na liberdade, ou seja, era liberalista. Em 4 de julho de 1821 a família real voltou e o rei D. João IV jurou com toda a solenidade a Constituição Portuguesa. Com a corte no Brasil durante 14 anos, este ficou muito mais desenvolvido. D. Pedro ficou a governar o Brasil e quando este recebeu a notícia da constituição declarou independência ao Brasil, em 7 de setembro de 1822. Este acontecimento ficou conhecido como Grito do Ipiranga. Com a revolução de 1820, o povo começou a dividir-se em partes: Apoiantes de D. Miguel (absolutistas) – nobreza e clero; Apoiantes de D. Pedro IV (liberais) – burguesia e povo. 6 anos depois da revolução, D.João VI morre e sucede-lhe D. Pedro mas, como não queria sair do Brasil pensou que se a sua filha D. Maria da Glória ficasse no trono e, como era menor de idade, D. Miguel
  24. 24. 24 • MyBrainMagazine HISTÓRIA O Homem do Paleolítico, há 15 mil a 750 mil anos, descobriu que os objetos pesados e redondos moviam-se mais facilmente que os objetos irregulares ao rodarem pelo chão. Percebeu também que alguns objetos pesados poderiam ser transportados facilmente se fossem rolados sobre um corpo redondo, como o tronco de uma árvore. No entanto, diagramas em objetos de barro antigos sugerem que a roda não se materializou durante milhares de anos até uma roda de oleiro ter sido usada em 3500 a.C. na Mesopotâmia. A roda mais antiga foi encontrada em Ljubljana, na Eslovénia, e acredita-se que tenha sido construída em 3200 a.C., estranhamente tarde. A invenção da roda e do eixo possibilitou a colocação de um tronco giratório através de um buraco numa roda, nascendo a carroça. A necessidade de maior velocidade e condução levou à criação da roda com raios, pelos egípcios, por volta de 2000 a.C. As quadrigas romanas usaram essas novas rodas. A roda pouco evoluiu até ao século XIX, quando Robert William Thompson inventou o pneu, uma roda de borracha com ar comprimido que acabou por culminar nos automóveis e bicicletas. muito novo, provavelmente quando estava no estúdio de Verocchio. Interessa-se pelo modo de como se encaixam as partes do corpo humano, que é um mecanismo muito complexo. A primeira batalha da Guerra da Restauração foi travada em 1644, em Montijo. A última e mais importante foi a de Montes Claros. No reinado de D. Afonso VI (que foi fechado no Palácio de Sintra porque estava maluco – foi substituído pelo conde de Castelo Melhor) é que se travaram as maiores batalhas: Ameixal, Castelo Rodrigo, Linhas de Elvas e Montes Claros. D. João IV ofereceu a coroa portuguesa à padroeira de Portugal – Nossa Senhora de Vila Viçosa. As guerras terminaram em 1668, com um tratado de paz entre Portugal e Castela, no reinado de D. Pedro II. Foram também reconquistadas várias colónias portuguesas dos franceses e holandeses. “Os combates de touros sempre foram considerados como um divertimento impróprio de humana Nação civilizada”. Intendente Geral da Polícia Lucas Seabra da Silva, 1809 Fomou-se então o pré-câmbrico, constituído por vermes, estromatólitos, medusas,... Nesse tempo praticamente só existiam algas e esses animais que viviam no oceano pois os continentes estavam ainda a formar-se Formou-se depois a era paleozoica. Do Câmbrico até ao Devónico foi a idade das trilobites. Depois vieram os peixes e os corais e no final desta era, no Carbónico e no Pérmico, vieram os primeiros répteis e anfíbios e também apareceram os fetos. rodas pré-históricas para mós, rodas de um coche, rodas com pneus de um automóvel, rodas com pneus de bicicletas
  25. 25. MyBrainMagazine • 25 HISTÓRIA Busto de Nero e Incêndio de Roma, Nero após matar a sua mãe. Um dos chefes mais detestáveis da História, o imperador Nero incendiou Roma, matou duas das suas mulheres e a sua própria mãe. Mas será que era assim tão cruel e mau? No Monte Ópio, em Roma, há um humilde parque público que, sob os seus pés, jaz, sepultada, parte do que foi outrora o mais majestoso palácio da história da Roma Antiga. Esse palácio chamava-se Domus Aurea, ou Casa Dourada, e foi construído por e para Nero. Quando o mundo enlouquecido do imperador de 30 anos se desmoronou em 68 d.C., o seu palácio talvez ainda nem estivesse finalizado. Nessa data, Nero terá ordenado a um súbdito que lhe passasse uma faca pela garganta, proferindo com voz arquejante, segundo consta, a frase “Que grande artista morre comigo”. Os imperadores que lhe sucederam remodelaram-no ou ignoraram-no, e no ano 104, Trajano reutilizou pedra dos muros e abóbadas do palácio para construir os alicerces para as suas famosas termas. Nos 1400 anos que se seguiram, o palácio enterrado permaneceu totalmente esquecido. Outros chefes detestáveis, Hitler e Estaline, não tinham imaginação (como a de Nero). Encomendou o assassínio da sua primeira mulher, Octávia; pontapeou até à morte a segunda mulher, Poppaea, quando ela estava grávida; ordenou o assassínio da própria mãe, Agripina, a Jovem (possivelmente depois de ter relações sexuais com ela); talvez assassinasse também o seu irmão adoptivo, Britannicus; deu instruções ao seu mentor, Séneca, para que cometesse suicídio (o que ele fez, com solenidade); castrou um jovem adolescente, casando-se de seguida com ele; supervisionou o incêndio de Roma, em 64 d.C. e atribuiu as culpas a um grupo de cristãos (incluindo São Pedro e São Paulo), que foram presos e decapitados, ou crucificados e atirados às chamas para iluminarem uma festividade imperial. quase certo que o Senado Romano ordenou o apagamento da influência de Nero por razões políticas. Talvez pelas enormes proporções das manifestações de dor pública que se seguiram à sua morte, o seu sucessor Otão mudou apressadamente de nome para Otão Nero. Romanos enlutados continuaram durante muito tempo a levar flores ao seu túmulo. Afirmava-se que o sítio era assombrado (em 1099, foi erigida uma igreja em cima dos vestígios da sepultura, na Piazza del Popolo). Ou talvez isso se devesse aos avistamentos de “falsos Neros” e à crença de que o jovem imperador regressaria um dia. Mas então e o grande imperador cristão Constantino, que mandou matar o filho primogénito, a segunda mulher e o sogro? E Augusto, que destruiu toda uma classe dirigente com as suas listas negras? Rios de sangue correram em Roma, mas Augusto conseguiu organizar uma propaganda eficaz para justificar todos os atos que praticou. Nero não terá sido um grande imperador, mas foi seguramente melhor do que afirmam ter sido e não foi pior do que os que o antecederam ou lhe sucederam. No tempo de Nero, Roma tinha ruas muito um grande imperador, mas foi seguramente melhor do que afirmam ter sido e não foi pior do que os que o antecederam ou lhe sucederam. No tempo de Nero, Roma tinha ruas muito estreitas e existiam muitos edifícios altos com andares superiores de madeira. O fogo era essencial para alumiar, cozinhar e aquecer. Por consequência, quase todos os imperadores tiveram grandes incêndios nos seus reinados. Acontece também que Nero não se encontrava em Roma quando o Grande Incêndio começou, mas na sua cidade natal de Antium (Anzio). Num determinado momento da deflagração, ele apressou-se de volta a Roma e, embora pareça ser verdade que Nero gostava efetivamente de tocar um instrumento de cordas denominado kithara (lira), o primeiro relato onde se afirma tê-lo feito enquanto olhava as chamas a devorarem a cidade foi escrito por Cassius Dio, século e meio depois da catástrofe. Segundo Tácito, que viveu no tempo de Nero, o imperador ordenou que os desalojados fossem acolhidos, ofereceu incentivos aos romanos capazes de reconstruir a cidade de forma expedita e criou e pôs em prática códigos de segurança contra incêndios. Ao mesmo tempo, reuniu, condenou e crucificou os odiados cristãos. E confiscou os restos carbonizados de Roma, escolhendo-os como local para a futura construção da sua Casa Dourada. O ginásio faz parte de uma mudança introduzida por Nero em Roma. O imperador apresentou o conceito de cultura grega e, com ele, a ideia da educação física e intelectual dos jovens, que em breve se propagaria pelo império. Nero revolucionou uma ordem social já de si mal estruturada. Apesar das ligações de sangue que o uniam a Augusto, do lado materno e paterno, ele não parecia tipicamente romano: loiro, de olhos azuis e rosto sardento, com mais aptidão para a arte do que para a guerra. A sua mãe Agripina, astuta e ambiciosa, foi acusada de conspiração para assassinar o seu irmão Calígula e, mais tarde, também matou provavelmente o seu terceiro marido, Cláudio, com cogumelos venenosos. Agripina proclamou Nero como digno sucessor ao trono e, em 54 d.C., pouco antes de completar 17 anos, ele tornou-se imperador. As intenções da mãe são talvez explicadas pelas moedas dessa época, nas quais o rosto do imperador adolescente está representado numa dimensão não inferior ao de Agripina. Nero introduziu os “Neronia”, os concursos de poesia, música e atletismo ao estilo olímpico. Porém, aquilo que agradava às massas populares nem sempre agradava às elites romanas. Quando Nero insistiu no sentido de os senadores competirem ao lado do povo noutros jogos públicos, o seu estado de graça começou a estalar. Além do Gymnasium Neronis, as obras públicas do jovem imperador incluíram um anfiteatro, um mercado de carne e o projecto de um canal que ligaria Nápoles ao porto marítimo de Roma, em Óstia, de maneira a evitar as imprevisíveis correntes marítimas e a garantir o trânsito em segurança do abastecimento de víveres à cidade. mercado de carne e o projecto de um canal que ligaria Nápoles ao porto marítimo de Roma, em Óstia, de maneira a evitar as imprevisíveis correntes marítimas e a garantir o trânsito em segurança do abastecimento de víveres à cidade. Estes empreendimentos custavam dinheiro, normalmente angariado pelos imperadores romanos através de incursões militares contra outros países. No entanto, o reinado pacífico de Nero excluiu esta opção. Na verdade, Nero concedera liberdade à Grécia, declarando que os contributos culturais dos gregos os desobrigavam de pagar impostos ao império. Em vez disso, ele taxou as classes mais abastadas com impostos sobre a propriedade imobiliária e, no caso do seu grande canal de navegação, expropriando-lhes também a terra. O Senado não autorizou a iniciativa. Nero fez o que pôde para contornar os senadores, mas começou rapidamente a criar inimigos. Um deles foi a sua mãe, Agripina, ressentida pela influência perdida e possivelmente envolvida na conspiração para elevar ao poder o seu enteado, Britannicus, como herdeiro legítimo do trono. Outro inimigo foi o seu conselheiro Séneca, alegadamente implicado numa conspiração para matar Nero. Em 65 d.C. estavam todos mortos e Nero teve mão livre para ser ele próprio. A 9 de junho de 1968 suicidou-se, cravando um punhal na garganta com a ajuda do escravo, Epafrodito. .muito novo, provavelmente quando estava no estúdio de Verocchio. Interessa-se pelo modo de como se encaixam as partes do corpo humano, que é um mecanismo muito complexo. A primeira batalha da Guerra da Restauração foi travada em 1644, em Montijo. A última e mais importante foi a de Montes Claros. No reinado de D. Afonso VI (que foi fechado no Palácio de Sintra porque estava maluco – foi substituído pelo conde de Castelo Melhor) é que se travaram as maiores batalhas: Ameixal, Castelo Rodrigo, Linhas de Elvas e Montes Claros. D. João IV ofereceu a coroa portuguesa à padroeira de Portugal – Nossa Senhora de Vila Viçosa. As guerras terminaram em 1668, com um tratado de paz entre Portugal e Castela, no reinado de D. Pedro II. Foram também reconquistadas várias colónias portuguesas dos franceses e holandeses. “Os combates de touros sempre foram considerados
  26. 26. 26 • MyBrainMagazine HISTÓRIA Em 1908 Henri Ford lançou o automóvel Modelo T, que já estava a ser preparado desde 1906 na secção de design da Ford Motor Company, empresa que viria a mudar os Estados Unidos da América para sempre. Com o fabrico do Ford T surgiu pela primeira vez a produção em série. O "pai" deste modelo, que viria a atingir uma velocidade máxima de 70 km/hora, desenvolveu um conceito para o Ford T que tinha como condição permitir uma condução fácil, segura e resistente. O lançamento deste automóvel veio também democratizar o setor, permitindo a um maior número de pessoas o acesso ao automóvel - o modelo T vendeu mais de 15 milhões de unidades. Contudo, viria a perder terreno para automóveis mais potentes e luxuosos. Em meados de 1927, foi anunciado o fim da produção do Ford T, tendo a fábrica sido encerrada durante cerca de seis meses, já que, ironicamente, ainda não estavam a trabalhar num novo modelo. .posição permitiu a Marco viajar pelos confins da Ásia - lugares como o Tibete, Birmânia e Índia, lugares que os europeus nunca antes tinham visto. Ao longo dos anos, Marco foi promovido a governador de uma grande cidade chinesa, como inspetor fiscal em Yaznhou, e uma sede oficial no Conselho Privado de Khan. Por tudo isso, Marco Polo ficou maravilhado com os costumes culturais da China, a grande riqueza e a estrutura social complexa. Ele ficou impressionado com o dinheiro de papel do império, pelo sistema de comunicação eficiente, pela queima de carvão, pólvora, porcelana, e chamou a Xanadu "o maior palácio que já existiu". Os Polo ficaram na China durante 17 anos, acumulando riquezas vastas de jóias e ouro. O imperador
  27. 27. MyBrainMagazine • 27 HISTÓRIA O processo de produção do papiro envolvia a colheita da planta com o mesmo nome, uma espécie de erva aquática com caules lenhosos triangulares que era abundante nas margens do Delta do Nilo, no Egito. As camadas fibrosas eram extraídas e cortadas e finas faixas. As camadas eram então humedecidas e compactadas numa folha. Esta folha de faixas contactas era deixada a secar ao sol, forçando a seiva adesiva da planta a colar as camadas umas às outras. Por fim, a folha seca de caules era martelada e colada a outras folhas para formar um rolo de papel pronto para a escrita, desenho ou mesmo para pintura. Foram os antigos egípcios, a partir do terceiro milénio a.C, Os responsáveis pela proliferação do papiro, devido à imensa disponibilidade de plantas. A técnica acabou por espalhar pelo Mediterrâneo e foi muito usada pelos gregos. Os Polo ficaram na China durante 17 anos, acumulando riquezas vastas de jóias e ouro. O imperador permitiu que os Polos voltassem a Veneza, aproveitando o regresso de uma embaixada de Arghun-Khan, que subira ao trono na Pérsia e solicitava uma princesa da corte mongol para se casar. A volta foi por via marítima, Kublai-Khan enviou 14 navios e um total de dois mil homens com eles. Como chegaram em Málaca em meados de maio de 1291, tiveram de esperar pelos ventos favoráveis das monções que só chegaram em outubro. Estiveram no Ceilão e de lá continuaram para a costa da Índia, chegando a Ormuz (Pérsia) após 20 meses da partida. Após entregarem a princesa, descobriram que o príncipe prometido fora morto, de modo que os Polo tiveram que permanecer na Pérsia até ser encontrado um pretendente apropriado para a princesa. Seguiram por terra até à Arménia, passando por Trebizond, Constantinopla e Negroponte, de onde embarcaram para Veneza. Chegaram em 1298, depois de terem estado fora durante 24 anos, as pessoas não os reconheceram e os Polo tiveram que se esforçar para falar italiano. Marco Polo comandou tropas na guerra contra Génova, acabando por ser feito prisioneiro. Durante o cativeiro, ditou as suas aventuras de viagem a um prisioneiro, Rusticiano de Pisa (Rustichello da Pisa), que foram traduzidas em latim, em 1315, pelo rei Francisco Pipino. Em 1471, depois de traduzidas em várias línguas, foram impressas. O livro de Marco Polo, Il Milione ou As Viagens, é um testemunho da fascinação do homem por viagens, novas paisagens e terras distantes. Em 1323, Marco Polo estava acamado devido a uma doença. Em 8 de janeiro de 1324, apesar dos esforços dos médicos para tratá-lo, Polo estava no seu leito da morte. Para escrever e certificar o seu testamento, a sua família chamou Giovanni Giustiniani, um padre de São Procolo. Sua mulher, Donata, e suas três filhas foram nomeadas por ele como co-executoras de seu testamento. A igreja tinha direito por lei a uma parcela da sua propriedade, mas ele aprovou e ordenou que uma soma adicional devia ser paga ao convento de San Lorenzo, em Veneza, o lugar onde ele desejava ser enterrado. Dividiu o resto do seu património, incluindo várias propriedades, entre indivíduos, instituições religiosas, e cada guilda e fraternidade a que pertencia. Também anulou várias dívidas, incluindo 300 liras que a sua cunhada lhe devia, e outros do convento de San Giovanni, São Paulo da Ordem dos Pregadores, e de um clérigo chamado frade Benvenuto. Ele ordenou que 220 soldos fossem pagos a Giovanni Giustiniani pelo seu trabalho como notário e pelas suas orações. O
  28. 28. 28 • MyBrainMagazine HISTÓRIA As velas eram, até ao início do século XX, produzidas por 6 passos: 1 - O primeiro passo era derreter a gordura, que costumava ser sebo proveniente da fusão da gordura animal. 2 - O sebo derretido ia para grandes vasilhas para facilitar o transporte e era retirado com chaleiras de metal e deitado nos moldes. 3 - Os fabricantes profissionais fiavam pavios de fios de algodão. 4 - Os pavios prontos eram mergulhados no sebo várias vezes para criar uma camada de base e conferir-lhes alguma força. 5 - Antes de o sebo ser vertido era passado por um pequeno orifício em moldes com pistões. 6 - Uma vez extraídas dos moldes, as velas eram limpas e penduradas em suportes para endurecerem. .Os Polo ficaram na China durante 17 anos, acumulando riquezas vastas de jóias e ouro. O imperador permitiu que os Polos voltassem a Veneza, aproveitando o regresso de uma embaixada de Arghun-Khan, que subira ao trono na Pérsia e solicitava uma princesa da corte mongol para se casar. A volta foi por via marítima, Kublai-Khan enviou 14 navios e um total de dois mil homens com eles. Como chegaram em Málaca em meados de maio de 1291, tiveram de esperar pelos ventos favoráveis das monções que só chegaram em outubro. Estiveram no Ceilão e de lá continuaram para a costa da Índia, chegando a Ormuz (Pérsia) após 20 meses da partida. Após entregarem a princesa, descobriram que o príncipe prometido fora morto, de modo que os Polo tiveram que permanecer na Pérsia até ser encontrado um pretendente apropriado para a princesa. Seguiram por terra até à Arménia, passando por Trebizond, Constantinopla e Negroponte, de onde embarcaram para Veneza. Chegaram em 1298, depois de terem estado fora durante 24 anos, as pessoas não os reconheceram e os Polo tiveram que se esforçar para falar italiano. Marco Polo comandou tropas na guerra contra Génova, acabando por ser feito prisioneiro. Durante o cativeiro, ditou as suas aventuras de viagem a um prisioneiro, Rusticiano de Pisa (Rustichello da Pisa), que foram traduzidas em latim, em 1315, pelo rei Francisco Pipino. Em 1471, depois de traduzidas em várias línguas, foram impressas. O livro de Marco Polo, Il Milione ou As Viagens, é um testemunho da fascinação do homem por viagens, novas paisagens e terras distantes. Em 1323, Marco Polo estava acamado devido a uma doença. Em 8 de janeiro de 1324, apesar dos esforços dos médicos para tratá-lo, Polo estava no seu leito da morte. Para escrever e certificar o seu testamento, a sua família chamou Giovanni Giustiniani, um padre de São Procolo. Sua mulher, Donata, e suas três filhas foram nomeadas por ele como co-executoras de seu testamento. A igreja tinha direito por lei a uma parcela da sua propriedade, mas ele aprovou e ordenou que uma soma adicional devia ser paga ao convento de San Lorenzo, em Veneza, o lugar onde ele desejava ser enterrado. Dividiu o resto do seu património, incluindo várias propriedades, entre indivíduos, instituições religiosas, e cada guilda e fraternidade a que pertencia. Também anulou várias dívidas, incluindo 300 liras que a sua cunhada lhe devia, e outros do convento de San Giovanni, São Paulo da Ordem dos Pregadores, e de um clérigo chamado frade Benvenuto. Ele ordenou que 220 soldos fossem pagos a Giovanni Giustiniani pelo seu trabalho como notário e pelas suas orações. O testamento, que não foi assinado por Marco Polo, mas foi validado pela então relevante regra "signum manus", pela qual o testador só tinha que tocar o documento para fazer cumprir a regra de direito, foi datado de 9 de janeiro de 1324. Devido à lei veneziana que diz que o dia termina ao pôr do sol, a data exata da morte de Marco Polo não pode ser determinada, mas foi entre o pôr do sol de 8 e o de 9 de janeiro de 1324.
  29. 29. MyBrainMagazine • 29 HISTÓRIA A primeira botica foi criada na Babilónia. As boticas preparavam e vendiam remédios e foram muito famosas até ao final do século XX, onde foram substituídas pelas grandes cadeias farmacêuticas e pelas farmácias modernas. Os remédios eram vendidos por um boticário. Os tratamentos mais usados pelos boticários eram a sangria, a veiculação, o clister e a camomila. desafio consistia em cobrir o edifício com uma dimensão próxima do Panteão de Roma sem recorrer aos arcos ogivados nem às soluções góticas. Brunelleschi construiu duas cúpulas, de secção octogonal, uma envolvendo a outra. A Brunelleschi se deve ainda a criação da perspetiva linear, caracterizada por um único ponto de fuga. A descoberta das leis da perspetiva permite a representação bidimensional de objetos tridimensionais. Esta descoberta a passagem da Idade Média para o Renascimento e não tem uma base empírica, mas racional e geométrica. trata-se um instrumento de conhecimento científico e de apropriação das regras de representação espacial. Além de Brunelleschi, destaca-se ainda Leon Battista Alberti, Donato Bramante, Miguel Ângelo (Michelangelo) e Andrea Palladio. A arquitetura do Renascimento tinha as seguintes características: equilíbrio e simetria das formas e volumes; predomínio da horizontalidade, obtida através de longas balaustradas, frisos e cornijas; utilização de elementos clássicos/ arte greco-romana: colunas (encimadas por capitéis), arcos de volta perfeita, abóbadas de berço, cúpulas e frontões triangulares nas fachadas; uso de pilastras (pilares de quatro faces) e de motivos decorativos inspirados em elementos naturais e mitológicos. Os pintores renascentistas inspiraram-se na natureza - paisagens, pessoas, coisas e animais - para a recriarem. As características da pintura renascentista eram: aplicação das leis da perspetiva (sugestão da existência de vários planos no quadro/ideia de profundidade); novas técnicas (sfumato e pintura a óleo) e utilização cada vez mais frequente da tela; representação de temas bíblicos e pagãos com figuração de retratos e paisagens; naturalismo e realismo na representação das figuras humanas e da Natureza. Na pintura, salientaram-se os italianos Fra Angélico, Masaccio, Botticelli, Rafael, Leonardo da Vinci, Miguel Ângelo, o flamengo Jan Van Eyck e o alemão Albert Dürer. Giotto di Bondone, mais conhecido simplesmente por Giotto, o primeiro nome da pintura renascentista, é considerado o introdutor da perspetiva na pintura da época. A característica principal do seu trabalho é a identificação da figura dos santos como seres humanos de aparência comum. Esses santos com ar humanizado eram os mais importantes das cenas que pintava, ocupando sempre posição de destaque na pintura. Assim, a pintura de Giotto vem ao encontro de uma visão humanista do mundo, que vai cada vez mais se afirmando até o Renascimento. Giotto procurou obter volume e altura realista nas figuras em suas obras e foi o pioneiro na introdução do espaço tridimensional na pintura europeia e o primeiro artista a assinar as suas obras. As figuras humanas, na escultura, eram representadas com um enorme realismo. As características da escultura renascentista eram: representação cuidada do corpo humano e expressão de sentimentos e dramas interiores; bustos e estátuas equestres à maneira da Roma Antiga; representação da nudez, com naturalismo e rigor anatómico; composição geométrica das figuras, normalmente em pirâmide (exemplo da Pietá de Miguel Ângelo). Na escultura celebrizaram-se Ghiberti, Donattelo, Miguel Ângelo e Verrochio. .Os Polo ficaram na China durante 17 anos, acumulando riquezas vastas de jóias e ouro. O imperador permitiu que os Polos voltassem a Veneza, aproveitando o regresso de uma embaixada de Arghun-Khan, que subira ao trono na Pérsia e solicitava uma princesa da corte mongol para se casar. A volta foi por via marítima,
  30. 30. 30 • MyBrainMagazine HISTÓRIA Em 1928, o cientista escocês Alexander Fleming descobriu o potencial da penicilina, pois esta já tinha sido descoberta (o seu crescimento) pelo estudante francês Ernest Duchesne em 1896. Fleming reparou que as colónias da bactéria Staphylococcus aureus não cresciam em áreas contaminadas com o bolor verde Penicillium notatum. A penicilina funciona pela inibição das enzimas bacterianas responsáveis pela síntese da parede celular e pela ativação de enzimas adicionais que fazem a decomposição da parede protetora do microorganismo indesejado. A penicilina é eficaz no combate a microorganismos que produzem paredes celulares. A estrutura química da penicilina liga-se à enzima que une as moléculas peptidoglicanas na parede celular, inibindo a formação de ligações cruzadas r causando a citólise, rebentamento da célula, por pressão osmótica ou de água. .influência dos partidos comunistas devido às dificuldades do pós- guerra. O presidente Truman, alarmado com a situação, tratou de proclamarem as necessidades da América conter o avanço comunista em todas as frentes (política de contenção), quer através de intervenções militares quer de ajuda económica. A doutrina Truman levou os EUA a proporem aos países europeus um plano de auxílio financeiro, o Plano Marshall - destinado a promover a recuperação económica e a estabilidade política, Aumentando o poder de compra dos europeus ocidentais, beneficiando o próprio comércio americano. Consolida-se assim o bloco ocidental, liderado pelos EUA. A reação soviética não se fez esperar e em 1947 é criado o Kominform, organismo que superintendia a ação dos partidos comunistas de todo mundo, com sede em Moscovo, e, em 1949, em resposta ao plano Marshall, a União Soviética instituiu o Comecon, a fim de incentivar a cooperação económica com os novos estados comunistas. Consolida-se assim o bloco de Leste, liderado pela URSS. O antagonismo dos dois blocos desencadeou um clima de profunda tensão e de inúmeros conflitos. As duas superpotências nunca ousaram confrontar-se diretamente, a razão da guerra ter demorado quase meio século, por isso é que se chamou a este período Guerra Fria. Cada superpotência procurava dispor de uma força cada vez mais destruidora de modo a tornar-se superior à sua rival, o equilíbrio do terror, que acabou por evitar a guerra. A escalada militar centrou-se na corrida às armas nucleares e na militarização dos dois blocos. Em 1949, os soviéticos conseguiram pela primeira vez na bomba atómica, graças a um casal de espiões soviéticos, O casal Rosenberg, infiltrado nos EUA, ficando a par dos americanos. Dois anos depois, os americanos fabricaram a primeira bomba de hidrogénio (500 vezes mais potente que a de Hiroshima) e, passado seis meses, a URSS igualava-os. A partir de então, com a construção de mísseis de médio e longo alcance, o terror nuclear não parou de aumentar. Entretanto, em 1949, os EUA formaram, com o Canadá e os seus aliados europeus, a organização do tratado do Atlântico Norte (NATO), Cujo objetivo era dotar o bloco ocidental com uma poderosa estrutura militar. Em 1955, a URSS estabeleceu o Pacto de Varsóvia, com os países comunistas europeus. Os EUA e a URSS alargaram ainda as alianças a outros países, ficando praticamente todo mundo envolvido no antagonismo bipolar. Os serviço secretos (A CIA americana e o KGB soviético), além de atividades de espionagem, exerciam uma vigilância permanente no interior dos próprios países. Na URSS e no Leste europeu, os que se opunham a Estaline foram alvo de violenta repressão. Nos EUA, uma campanha anticomunista, conduzida pelo senador McCarthy, perseguiu milhares de cidadãos por praticarem Alexander Fleming, penicilina.
  31. 31. MyBrainMagazine • 31 HISTÓRIA HISTÓRIA A Guerra dos Cem Anos, entre 1337 e 1453, entrecortada por períodos de paz, opôs Inglaterra e França. São vários os antecedentes deste conflito e este não se deve entender apenas como conflito militar, a ele se juntam numerosos conflitos e perturbações sociais e económicas. A Inglaterra pretendia expandir-se militar e economicamente e, logicamente, visava o continente. O monarca inglês era vassalo do rei da França pelo ducado da Guiena e pelo condado de Ponthieu; as obrigações de vassalagem eram prestadas a custo e por outro lado os franceses pretendiam reaver estes territórios. As influências francesa e inglesa na Flandres eram também opostas, pois os condes deste território eram vassalos da França e, por outro lado, a burguesia estava ligada economicamente a Inglaterra. O conflito foi desencadeado após a sucessão de Carlos IV de França. Os barões franceses, alegando a lei sálica que impedia a sucessão ao trono por via feminina, escolheram como rei Filipe de Valois (Filipe VI), sobrinho de Filipe o Belo por linha masculina, preterindo Eduardo III de Inglaterra, sobrinho de Carlos VI por sua mãe. Eduardo III reconhece Filipe VI em Amiens em 1329; no entanto, após a intervenção de Filipe VI na Flandres apoiando o conde contra os amotinados flamengos, Eduardo II suspende as exportações de lãs. A burguesia flamenga forma um partido a favor do rei de Inglaterra incitando-o a proclamar-se rei de França. Assim Eduardo III repudia o juramento de Amiens e em 1337 dá início ao conflito. A guerra evoluiu por quatro períodos: o 1.º entre 1337 e 1364, o 2.º entre 1364 e 1380, o 3.º entre 1380 e 1422 e o 4.º entre 1422 e 1453. Durante o primeiro período, os ingleses obtiveram várias vitórias, aniquilaram a frota francesa em Écluse (1340), tomaram Calais (1347) e em Poitiers (1356) chegaram a aprisionar o rei francês João o Bom. Em 1360 foi assinado o tratado de Brétigny; por este tratado a Inglaterra passou a exercer soberania sobre uma vasta parte do território francês. Entre 1356 e 1360 rebentou uma revolta em Paris e em 1358 os camponeses assolam várias províncias (Jacquerie). Já dentro do segundo período, Carlos V reconquista aos ingleses todos territórios com exceção de Calais. A luta estendeu-se a Castela com a França a apoiar o candidato à coroa, D. Henrique, contra D. Pedro aliado de Inglaterra. No terceiro período, após a loucura do rei Carlos VI, os candidatos à regência do trono francês dividem-se em dois partidos (Borguinhões e Armagnacs). A Batalha de Azincourt, deu-se a 25 de outubro de 1415, entre o exército inglês de Henrique V e as forças francesas de Carlos d'Albret, após um momento pouco feliz para o debilitado exército inglês, que se dirigia para Calais, preparando-se para regressar a Inglaterra. Esta batalha opôs, nos dois bosques de Azincourt e Tramecourt, perto de Saint-Pol (Artois), o exército feudal francês, que tentou derrubar em Calais o rei inglês Henrique V e as forças inglesas. Tal como Crecy e Poitiers, a Batalha de Azincourt significou um novo desastre para o aventureiro exército francês, desprovido de uma tática eficaz. A desproporção numérica, ao que parece 25 000 franceses contra 6000 ingleses, fez sobressair a vitória inglesa e mostrou a superioridade do seu sistema militar tanto nas vozes de comando como no armamento. A nobreza francesa que intercetara o exército britânico era composta de um contingente de cavalaria armada e infantaria, o que se tornou uma enorme desvantagem uma vez que antes da batalha ocorreram chuvas torrenciais. Os franceses tiveram de se bater com o excesso de peso das suas armas, o terreno barrento e estreito e com uma evidente falta de tática dos seus superiores que viam a batalha como um grande torneio. A tática inglesa era elementar mas racional; uma rodada dos archeiros era suficiente para ditar um resultado favorável aos ingleses. A cavalaria francesa era um alvo fácil para os archeiros ingleses, os célebres longbowmen, e os soldados que combatiam a pé também acabaram por ser esmagados. D'Albret, inúmeros duques e condes franceses, cerca de 500 membros da aristocracia francesa, foram mortos em combate, juntamente com 5000 soldados. As perdas inglesas foram comparativamente menores, perfazendo um total de 200 homens, incluindo o duque de York e o conde de Suffolk. Os ingleses aliam-se com os Borguinhões e entram em Paris. Em 1420 é assinado o tratado de Troyes pelo qual a princesa Catarina (filha de Carlos VI) casa com Henrique V de Inglaterra que é coroado rei de França. Só no quarto período surge entre os franceses um verdadeiro sentimento nacional. Joana d'Arc, analfabeta e filha de camponeses, obrigou os ingleses a levantarem o cerco a Orleães e o rei Carlos VII é sagrado em Reims. Joana d'Arc é capturada e condenada à fogueira por heresia pela Igreja inglesa, em 1431. O fim da guerra é marcado pela batalha de Castillon em 1453; apenas Joana d'Arc, analfabeta e filha de camponeses, obrigou os ingleses a levantarem o cerco a Orleães e o rei Carlos VII é sagrado em Reims. Joana d'Arc é capturada e condenada à fogueira por heresia pela Igreja inglesa, em 1431. O fim da guerra é marcado pela batalha de Castillon em 1453; apenas Calais permanece em poder dos ingleses. Nenhum tratado foi assinado de forma a assinalar o fim das hostilidades; a Inglaterra entra num período de guerra civil (Guerra das Duas Rosas) ao passo que em França a monarquia sai reforçada pelo sentimento nacionalista e caminha progressivamente para o absolutismo monárquico. influência dos partidos comunistas devido às dificuldades do pós-guerra. O presidente Truman, alarmado com a situação, tratou de proclamarem as necessidades da América conter o avanço comunista em todas as frentes (política de contenção), quer através de intervenções militares quer de ajuda económica. A doutrina Truman levou os EUA a proporem aos países europeus um plano de auxílio financeiro, o Plano Marshall - destinado a promover a recuperação económica e a estabilidade política, Aumentando o poder de compra dos europeus ocidentais, beneficiando o próprio comércio americano. Consolida-se assim o bloco ocidental, liderado pelos EUA. A reação soviética não se fez esperar e em 1947 é criado o Kominform, organismo que superintendia a ação dos partidos comunistas de todo mundo, com sede em Moscovo, e, em 1949, em resposta ao plano Marshall, a União Soviética instituiu o Comecon, a fim de incentivar a cooperação económica com os novos estados comunistas. Consolida-se assim o bloco de Leste, liderado pela URSS. O antagonismo dos dois blocos desencadeou um clima de profunda tensão e de inúmeros conflitos. As duas superpotências nunca ousaram confrontar-se diretamente, a razão da guerra ter demorado quase meio século, por isso é que se chamou a este período Guerra Fria. Cada superpotência procurava dispor de uma força cada vez mais destruidora de modo a tornar-se superior à sua rival, o equilíbrio do terror, que acabou por evitar a guerra. A escalada militar centrou-se na corrida às armas nucleares e na militarização dos dois blocos. Em 1949, os soviéticos conseguiram pela primeira vez na bomba atómica, graças a um casal de espiões soviéticos, O casal Rosenberg, infiltrado nos EUA, ficando a par dos americanos. Dois anos depois, os americanos fabricaram a primeira bomba de hidrogénio (500 vezes mais potente que a de Hiroshima) e, passado seis meses, a URSS igualava-os. A partir de então, com a construção de mísseis de médio e longo alcance, o terror nuclear não parou de aumentar. Entretanto, em 1949, os EUA formaram, com o Canadá e os seus aliados europeus, a organização do tratado do Atlântico Norte (NATO), Cujo objetivo era dotar o bloco ocidental com uma poderosa estrutura militar. Em 1955, a URSS estabeleceu o Pacto de Varsóvia, com os países comunistas europeus. Os EUA e a URSS alargaram ainda as alianças a outros países, ficando praticamente todo mundo envolvido no antagonismo bipolar. Os serviço secretos (A CIA americana e o KGB soviético), além de atividades de espionagem, exerciam uma vigilância permanente no interior dos próprios países. Na URSS e no Leste europeu, os que se opunham a Estaline foram alvo de violenta repressão. Nos EUA, uma campanha anticomunista, conduzida pelo senador McCarthy, perseguiu milhares de cidadãos por praticarem atividades antiamericanas - o macarthismo. desafio consistia em cobrir o edifício com uma dimensão próxima do Panteão de Roma sem recorrer aos arcos ogivados nem às soluções góticas. Brunelleschi construiu duas cúpulas, de secção octogonal, uma envolvendo a outra. A Brunelleschi se deve ainda a criação da perspetiva linear, caracterizada por um único ponto de fuga. A descoberta das leis da perspetiva permite a representação bidimensional de objetos tridimensionais. Esta descoberta a passagem da Idade Média para o Renascimento e não tem uma base empírica, mas racional e geométrica. trata-se um instrumento de conhecimento científico e de apropriação das regras de representação espacial. Além de Brunelleschi, destaca-se ainda Leon Battista Alberti, Donato Bramante, Miguel Ângelo (Michelangelo) e Andrea Palladio. A arquitetura do Renascimento tinha as seguintes características: equilíbrio e simetria das formas e volumes; predomínio da horizontalidade, obtida através de longas balaustradas, frisos e cornijas; utilização de elementos clássicos/ arte greco- romana: colunas (encimadas por capitéis), arcos de volta perfeita, abóbadas de berço, cúpulas e frontões triangulares nas fachadas; uso de pilastras (pilares de quatro faces) e de motivos decorativos inspirados em elementos naturais e mitológicos. Os pintores renascentistas inspiraram-se na natureza - paisagens, pessoas, coisas e animais - para a recriarem. As características da pintura Batalha de Crecy, Batalha de Azincourt, Joana d’Arc, Guerra das Duas Rosas
  32. 32. 32 • MyBrainMagazine HISTÓRIA O maior mamífero terrestre de sempre, o Paraceratherium, viveu durante o Oligoceno, há cerca de 30 milhões de anos. O clima arrefeceu repentinamente durante este período: a Antártida recebeu a primeira calota de gelo e os Alpes começaram a formar-se. Podendo atingir 20 toneladas, 9 m de comprimento e 5,5 metros de altura, o Paraceratherium extinguiu -se provavelmente pelo aparecimento de elefantes primitivos que derrubavam as árvores das quais provinha o alimento do megamamífero. Tinha os membros retos, a cauda curta, incisivos enormes para comer as folhas das árvores mais altas, as orelhas eram estranhamente curtas, pescoço tinha 3 metros de comprimento para chegar aos ramos mais altos e tinha uma bossa no quarto dianteiro, devido às vértebras serem muito altas. .posição permitiu a Marco viajar pelos confins da Ásia - lugares como o Tibete, Birmânia e Índia, lugares que os europeus nunca antes tinham visto. Ao longo dos anos, Marco foi promovido a governador de uma grande cidade chinesa, como inspetor fiscal em Yaznhou, e uma sede oficial no Conselho Privado de Khan. Por tudo isso, Marco Polo ficou maravilhado com os costumes culturais da China, a grande riqueza e a estrutura social complexa. Ele ficou impressionado com o dinheiro de papel do império, pelo sistema de comunicação eficiente, pela queima de carvão, pólvora, porcelana, e chamou a Xanadu "o maior palácio que já existiu". Os Polo ficaram na China durante 17 anos, acumulando riquezas vastas de jóias e ouro. O imperador permitiu que os Polos voltassem a Veneza, aproveitando o regresso de uma embaixada de Arghun- Khan, que subira ao trono na Pérsia e solicitava uma princesa da corte mongol
  33. 33. MyBrainMagazine • 33 HISTÓRIA As casas dos celtas costumavam ser circulares e, ao princípio, eram de madeira mas, com o evoluir dos tempos, passaram a ser de pedra. Possuíam telhados de colmo cónicos e paredes de vime. Tinham apenas uma porta de entrada que normalmente era de pele de animais. Estas casas tinham apenas uma divisão e albergavam muita gente, uma família inteira de várias gerações e o único compartimento servia de sala de estar, para tecer, albergar armas, para cozinha, refeições, armazenamento, para dormir (em colchões de palha e feno cobertos por um misto de peles de animais e lençóis de tecido),... No centro tinham uma fogueira e um caldeirão. Na construção, se a casa fosse de madeira, o primeiro passo era meter postes de madeira, seguido de um pilar central e traves oblíquas, depois era posto vime e por fim o telhado de colmo e a porta. Nas de pedra, empilhavam-se as pedras e um pilar de madeira no meio segurava o telhado de colmo. Os Polo ficaram na China durante 17 anos, acumulando riquezas vastas de jóias e ouro. O imperador permitiu que os Polos voltassem a Veneza, aproveitando o regresso de uma embaixada de Arghun-Khan, que subira ao trono na Pérsia e solicitava uma princesa da corte mongol para se casar. A volta foi por via marítima, Kublai-Khan enviou 14 navios e um total de dois mil homens com eles. Como chegaram em Málaca em meados de maio de 1291, tiveram de esperar pelos ventos favoráveis das monções que só chegaram em outubro. Estiveram no Ceilão e de lá continuaram para a costa da Índia, chegando a Ormuz (Pérsia) após 20 meses da partida. Após entregarem a princesa, descobriram que o príncipe prometido fora morto, de modo que os Polo tiveram que permanecer na Pérsia até ser encontrado um pretendente apropriado para a princesa. Seguiram por terra até à Arménia, passando por Trebizond, Constantinopla e Negroponte, de onde embarcaram para Veneza. Chegaram em 1298, depois de terem estado fora durante 24 anos, as pessoas não os reconheceram e os Polo tiveram que se esforçar para falar italiano. Marco Polo comandou tropas na guerra contra Génova, acabando por ser feito prisioneiro. Durante o cativeiro, ditou as suas aventuras de viagem a um prisioneiro, Rusticiano de Pisa (Rustichello da Pisa), que foram traduzidas em latim, em 1315, pelo rei Francisco Pipino. Em 1471, depois de traduzidas em várias línguas, foram impressas. O livro de Marco Polo, Il Milione ou As Viagens, é um testemunho da fascinação do homem por viagens, novas paisagens e terras distantes. Em 1323, Marco Polo estava acamado devido a uma doença. Em 8 de janeiro de 1324, apesar dos esforços dos médicos para tratá-lo, Polo estava no seu leito da morte. Para escrever e certificar o seu testamento, a sua família chamou Giovanni Giustiniani, um padre de São Procolo. Sua mulher, Donata, e suas três filhas foram nomeadas por ele como co-executoras de seu testamento. A igreja tinha direito por lei a uma parcela da sua propriedade, mas ele aprovou e ordenou que uma soma adicional devia ser paga ao convento de San Lorenzo, em Veneza, o lugar onde ele desejava ser enterrado. Dividiu o resto do seu património, incluindo várias propriedades, entre indivíduos, instituições religiosas, e cada guilda e fraternidade a que pertencia. Também anulou várias dívidas, incluindo 300 liras que a sua cunhada lhe

×