FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE UNAÍ – FACISA
Medicina Veterinária
PROJETO DE EXTENSÃO RURAL: COMBATE A DENGUE
Unaí – MG...
Bruno Santiago
Fernando Henrique Rocha Silva
Luiz Gustavo Gomes Oliveira
Rafaell Caldeira de Campos
Thiago Cândido Coimbra...
1- INTRODUÇÃO:
Dengue é uma doença febril aguda, de etiologia viral e de evolução benigna
na forma clássica e grave na for...
importância; desenvolvendo neles a responsabilidade por essa preservação e
conservação do ambiente de modo a erradicar doe...
 Promover o encontro da comunidade com a equipe da Zoonose Local,
para troca de informações;
 Sensibilizar a comunidade ...
6- CONCLUSÃO:
O controle desta doença tipicamente urbana é bastante complexo. Envolve, além
do setor saúde, fatores como i...
7- ANEXO – FOTOS – CAMPANHA
8- AGRADECIMENTOS:
Marizete dos Santos: Educadora em Saúde.
SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE
TELEFONE: 36775049
Cristina: Coo...
9- REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS
Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares
nacionais: Ciências Natu...
Faculdade de ciências da saúde de unaí
Faculdade de ciências da saúde de unaí
Faculdade de ciências da saúde de unaí
Faculdade de ciências da saúde de unaí
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Faculdade de ciências da saúde de unaí

181 visualizações

Publicada em

Projeto de Extensão

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
181
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Faculdade de ciências da saúde de unaí

  1. 1. FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE UNAÍ – FACISA Medicina Veterinária PROJETO DE EXTENSÃO RURAL: COMBATE A DENGUE Unaí – MG 2014
  2. 2. Bruno Santiago Fernando Henrique Rocha Silva Luiz Gustavo Gomes Oliveira Rafaell Caldeira de Campos Thiago Cândido Coimbra Vanusa das Dores Rocha Silva PROJETO DE EXTENSÃO RURAL: COMBATE A DENGUE Trabalho apresentado ao Curso de Graduação em Serviço Social da Facisa, como requisito parcial para a conclusão da disciplina de Extensão Rural. Professor (a): Daniel Suzuki. Unaí – MG 2014
  3. 3. 1- INTRODUÇÃO: Dengue é uma doença febril aguda, de etiologia viral e de evolução benigna na forma clássica e grave na forma hemorrágica. A dengue é hoje a mais importante arbovirose que afeta o homem e constitui se em sério problema de saúde pública no mundo, especialmente nos países tropicais, onde as condições do meio ambiente favorecem o desenvolvimento e a proliferação do Aedes aegypti, principal mosquito vetor. Transmissão: o vetor pica indivíduo que está na fase viremia da doença e 8 a 12 dias depois passa a transmitir o vírus por toda sua vida. Período de transmissibilidade: 1 dia antes do aparecimento da febre até o 6° dia de doença (período de viremia). Período de incubação no homem: de 3 a 15 dias (média de 5 a 6 dias). Sazonalidade: surtos ocorrem em áreas urbanas durante a estação chuvosa. O vetor alimenta-se no início da manhã ou ao entardecer. A dengue vem mobilizando todo o país, sendo objeto de campanhas desde os anos 2000, quando se atingiu o nível mais elevado de infestação, chegando a aproximadamente cerca de 720 mil casos dos vários tipos existentes da doença. Contudo, o número vem aumentando, e os órgãos governamentais convocam a população para o combate diário a dengue. Daí, a importância de buscar formas de mobilizar a comunidade escolar, implementando ações de combate à dengue no cotidiano. Sensibilizar alunos, professores, funcionários e pais são o nosso foco. 2- DESCRIÇÃO DO PROJETO  Apresentação e Justificativa: Sabe-se que a dengue é uma doença que pode ser evitada, entretanto é necessário que cada indivíduo faça a sua parte, deixando o ambiente livre de criadouros. Sabe-se, ainda, que mobilizar e estimular alunos de qualquer faixa etária para que pratiquem ações que preservem o ambiente é de grande
  4. 4. importância; desenvolvendo neles a responsabilidade por essa preservação e conservação do ambiente de modo a erradicar doenças como a dengue. De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais de Ciências Naturais: “Não basta ensinar, por exemplo, que não se deve jogar lixo nas ruas ou que é necessário não desperdiçar materiais, como água, papel ou plástico. Para que essas atitudes e valores se justifiquem, para não serem dogmas vazios de significados, é necessário informar sobre as implicações ambientais dessas ações. Nas cidades, lixo nas ruas pode significar bueiros entupidos e água de chuva sem escoamento, favorecendo as enchentes e a propagação de moscas, ratos ou outros veículos de doenças”. “.... especial atenção deve ser dada às doenças e aos problemas de higiene, saúde pessoal e ambiental que incidem sobre a comunidade local”. “É importante que se estudem as doenças de veiculação hídrica recorrentes na região, seus principais sintomas, modos de contágio e prevenção, em conexão com o tema transversal Saúde e o bloco ‘Ser humano e saúde’”. Assim, diante do exposto, o presente trabalho se justifica e vem sendo desenvolvido. 3- OBJETIVOS:  Gerais:  Sensibilizar os alunos participantes, bem como a comunidade escolar, da importância de se combater a dengue no cotidiano e informar sobre as medidas de prevenção;  Buscar informação sobre as variedades de sintomas da dengue e mutação do mosquito;  Incentivar os alunos a buscar alternativas para o reaproveitamento dos criadouros do mosquito: pneus, pet, pratinhos, dentre outros;  Mostrar através de artesanatos como os criadouros podem ser reutilizados;  Construir um portfólio da proposta e utilizá-lo como fonte de pesquisa;  Selecionar informações através de folhetos, panfletos, cartilhas que serão utilizados como fonte de pesquisa dos alunos;
  5. 5.  Promover o encontro da comunidade com a equipe da Zoonose Local, para troca de informações;  Sensibilizar a comunidade sobre a importância do trabalho do Agente Comunitário de Saúde;  Despertar nos estudantes o espírito investigativo sobre a dengue.  Objetivo Específico: • Levantar dados a respeito da dengue no que tange à educação da população quanto aos sintomas e prevenção; 4- Pesquisa de Campo: DENGUE EM UNAÍ DADOS A PARTIR DO DIA 01 DE JANEIRO ATÉ 30 DE MAIO 2014.  2859 casos notificados;  401 exames enviados pelo laboratório;  O Restante das notificações, são negativos e os demais aguardando resultados.  Obs.: Sendo que alguns não fizeram o exame. 5- CUSTOS:  Gastos para realização do projeto:  Gasolina: 30,00  Folhetos: 50,00  Total: 80,00
  6. 6. 6- CONCLUSÃO: O controle desta doença tipicamente urbana é bastante complexo. Envolve, além do setor saúde, fatores como infraestrutura das cidades, transporte de pessoas e cargas e meio ambiente, entre outros. Enquanto não houver uma vacina disponível, somente uma ação conjunta entre poder público, setor privado e a população poderá ser capaz de controlar a doença.
  7. 7. 7- ANEXO – FOTOS – CAMPANHA
  8. 8. 8- AGRADECIMENTOS: Marizete dos Santos: Educadora em Saúde. SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE TELEFONE: 36775049 Cristina: Coordenadora de Epidemiologia. TELEFONE: 36775057
  9. 9. 9- REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Ciências Naturais/Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998. 138 p. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/ciencias.pdf DAYRELL, Juarez. A escola como espaço sócio-cultural. Múltiplos olhares sobre educação e cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1999. p. 136-161.

×