a-linguagem-corporal-final

1.291 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.291
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
53
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

a-linguagem-corporal-final

  1. 1. A Linguagem Corporal Marcus Vinicius M. e Silva Divisão de Marketing Introdução Qual a importância? Albert Mehrabian constatou que no processo de comunicação interpessoal: Verbal 7% Não-Verbal 55% Vocal 38% 1
  2. 2. Introdução A linguagem do corpo é o reflexo externo do estado emocional da pessoa. O segredo da leitura da linguagem corporal está em captar o estado emocional de alguém escutando o que ele diz e observando seus gestos e comportamento. Introdução As mulheres percebem mais – filme mudo “Alguma coisa me diz lá dentro que ele estava mentindo” mentindo” Oradores perceptivos 2
  3. 3. Introdução GESTOS Culturalmente adquirido Inato Quando você cruza os braços, cruza com o braços, esquerdo por cima do direito ou vice-versa? vice- Introdução 3 REGRAS PARA UMA BOA “LEITURA” 1. Leia os gestos em grupos. grupos. Coçar a cabeça pode representar: representar: Dúvida Incerteza Mentira Esquecimento Suor Caspa Piolho 3
  4. 4. Introdução 3 REGRAS PARA UMA BOA “LEITURA” 1. Leia os gestos em grupos. grupos. EU NÃO ESTOU CERTA DISSO Introdução 3 REGRAS PARA UMA BOA “LEITURA” 2. Fique de olho na coerência Cê concorda comigo? Hum? comigo? Mas claro, claro, Walmir! Walmir! 4
  5. 5. Introdução 3 REGRAS PARA UMA BOA “LEITURA” 2. Fique de olho na coerência “Meu casamento vai bem, Dr…” bem, Introdução 3 REGRAS PARA UMA BOA “LEITURA” 3. Leve em conta o contexto ELE PODE ESTAR COM FRIO!Posição Queixo baixo defensiva a uma Braços cruzados argumentação 5
  6. 6. Uma boa apresentação, com grupos gestuais adequados e a sua boa aparência podem trazer resultados excepcionais! Introdução As Mãos 6
  7. 7. As Mãos Mãos espalmadas: espalmadas: Verdade; Honestidade; Fidelidade e Submissão “É verdade, acreditem!!!” verdade, acreditem!!!” Juramentos – somente a verdade As Mãos 7
  8. 8. Líderes – imagem de sinceridade e franqueza As Mãos As Mãos A franqueza na palma das mãos… mãos… Crianças escondem as mãos quando mentem. mentem. Homens colocam as mãos nos bolsos e cruzam os braços. braços. As mulheres desconversam … 8
  9. 9. As Mãos Mãos espalmadas para cima: cima: Mãos espalmadas para baixo: baixo: Dedo apontando: apontando: •Projeção de Autoridade; Autoridade; •Imposição de Submissão; Submissão; •Submissão; Submissão; •Atitude pacífica; pacífica; • Mostrar que está desarmado; desarmado; As Mãos Experiência com público: público: Mãos para cima – 84% dos ouvintes; ouvintes; Mãos para baixo – 52% dos ouvintes; ouvintes; Dedo em riste – 28%. 9
  10. 10. O Sorriso O Sorriso Os músculos do sorriso: sorriso: Orbiculares Ópticos Zigomáticos Maiores 10
  11. 11. O Sorriso Sorriso é sinal de submissão. A mulher sorri mais submissão. (cuidado!) cuidado!) Olhos e canto da boca para baixo. baixo. O Sorriso Por que o sorriso é contagiante? contagiante? Experiência do Professor Ulf Dimberg, Suécia. Dimberg, Suécia. Somos naturalmente inclinados a espelhar os outros. Involuntariamente, espelhamos o sorriso / riso dos Involuntariamente, outros – mesmo que ambos os sorrisos sejam falsos. falsos. 11
  12. 12. O Sorriso Os cinco tipos comuns de sorriso Cerrado – escondendo algo. algo. O Sorriso Os cinco tipos comuns de sorriso Queixo caído – treinado. treinado. 12
  13. 13. O Sorriso Os cinco tipos comuns de sorriso Só um lado erguido – a real emoção está no outro canto da boca. boca. O Sorriso Os cinco tipos comuns de sorriso Sorrisinho Bush (texano) – irônico. (texano) irônico. 13
  14. 14. O Sorriso Os cinco tipos comuns de sorriso Cabeça baixa, olhando para cima / lado – ar baixa, juvenil, divertido e misterioso. Destaca juvenil, misterioso. feminilidade. feminilidade. O Sorriso Sorrir faz bem. bem. Sorrir… Aumenta a duração dos contatos; contatos; Faz os Contatos serem mais tranqüilos; tranqüilos; Caso de Norman Cousins Criam mais resultados positivos. positivos. 14
  15. 15. Os braços Os braços Quando crianças, crianças, escondemo-nos atrás de escondemopoltronas, outros objetos e poltronas, da saia de nossas mães. mães. De 5 a 10 anos, cruzamos anos, firmemente os braços contra os peitos diante de situações que nos desagradam de alguma forma. 15
  16. 16. Os braços Trazemos esse gesto da infância. E ele é inato. infância. inato. Os chimpanzés fazem o mesmo em situações de perigo. perigo. CAUSA E EFEITO RESULTADO Grupos de voluntários foram orientados a assistir palestras de braços cruzados e descruzados… descruzados… 32% do grupo de braços cruzados reteve menos informação e teve mais pensamentos críticos. críticos. Os braços “Mas eu me sinto mais confortável…E aí???” confortável…E aí???” A postura mais confortável é conseqüência da maneira como você se sente… sente… …E essa postura pode gerar reações negativas nos outros. outros. A atitude força o gesto, e manter o gesto força a permanência da atitude. Faça o teste com um grupo que você não conhece… conhece… 16
  17. 17. Os braços DEBATE PÚBLICO Empreendedores Imobiliários ONG 90% cruzavam os braços… braços… 100% cruzavam os braços! braços! Público Quando você estiver apresentando… apresentando… Os braços Quando você o faz, sua faz, credibilidade diminui sensivelmente. sensivelmente. 17
  18. 18. Os braços E o público?… público?… Entregue objetos, testes, canetas; peça objetos, canetas; para que uma pessoa segure algo. algo. “Eu vejo que há pessoas com dúvidas. dúvidas. Fiquem à vontade em perguntar, e então perguntar, prosseguimos.” prosseguimos.” Os braços Enquanto a pessoa permanecer de braços cruzados, sua atitude negativa permanecerá. cruzados, permanecerá. Braços cruzados podem indicar nervosismo. nervosismo. Atitude Hostil Negativa e contida 18
  19. 19. Os braços O auto-abraço auto- HOMENS MULHERES Defensivo, mas Defensivo, confiante. confiante. Outros gestos de insegurança Ajuste de abotoaduras Mexer na pulseira do relógio Bater palmas levemente Os braços Em todos os casos, cruzou-se o braço em frente ao corpo. Esfregar as mãos Brincando com o botão do punho da camisa Mexer no anel da outra mão Mesmo se você estiver com dor nas costas, EVITE CRUZAR OS BRAÇOS! 19
  20. 20. Os braços Levando as mãos ao rosto 20
  21. 21. Levando as mãos ao rosto As pessoas sempre mentem. A mentira é o óleo mentem. que lubrifica as relações interpessoais. interpessoais. Quando crianças, crianças, tapamos a boca ao mentir… mentir… Os olhos para não ver o que queremos. queremos. …Ou os ouvidos quando ouvimos uma mentira ou uma bronca dos nossos pais. pais. Levando as mãos ao rosto Esses gestos tornam-se mais sutis quando tornamcrescemos. crescemos. Coçando o olho Coçando a orelha Cobrindo a boca com mais discrição 21
  22. 22. Levando as mãos ao rosto Quando não queremos ver aquilo em que não acreditamos, acreditamos, piscamos mais; mais; nossas pupilas se contraem; contraem; tapamos os olhos; ; olhos levamos as mãos à boca; boca; etc. Levando as mãos ao rosto 7 Gestos Comuns Associados à Mentira 1. Tapar a boca; boca; 2. Tocar o nariz Bill clinton levou a mão ao nariz uma vez a cada 4 minutos, num minutos, total de 26 toques, quando interrogado sobre Monica Levinsky. Levinsky. 22
  23. 23. Levando as mãos ao rosto 7 Gestos Comuns Associados à Mentira 1. Tapar a boca; boca; 2. Tocar o nariz; nariz; 3. Coçar a orelha; orelha; 4. Coçar o pescoço Mal visto pelo público. Ligeiro público. prurido na pele do pescoço quando aumenta a pressão arterial. Levando as mãos ao rosto 7 Gestos Comuns Associados à Mentira 1. Tapar a boca; boca; 2. Tocar o nariz; nariz; 3. Coçar a orelha; orelha; 4. Coçar o pescoço; pescoço; 5. Coçar o nariz; nariz; É outro gesto inconsciente de cobrir a boca quando mentimos / ouvimos uma mentira. mentira. 23
  24. 24. Levando as mãos ao rosto 7 Gestos Comuns Associados à Mentira 1. Tapar a boca; boca; Quando a mentira é exagerada, exagerada, chegamos a desviar os olhos. olhos. 2. Tocar o nariz; nariz; 3. Coçar a orelha; orelha; 4. Coçar o pescoço; pescoço; 5. Coçar o nariz; nariz; 6. Coçar os olhos; olhos; Levando as mãos ao rosto E nas apresentações? apresentações? Olhe de dois a três segundos para quem está lhe assistindo (lighthouse). lighthouse). “Vamos às perguntas?” Depois retome perguntas?” normalmente. normalmente. 24
  25. 25. Levando as mãos ao rosto Comentário sobre os olhos Olhar Social Olhar Íntimo Olhar do Poder Levando as mãos ao rosto Comentário sobre os olhos Olhar Social Olhar Íntimo Olhar do Poder 25
  26. 26. Levando as mãos ao rosto 7 Gestos Comuns Associados à Mentira 1. Tapar a boca; boca; 2. Tocar o nariz; nariz; 3. Coçar a orelha; orelha; 4. Coçar o pescoço; pescoço; 5. Coçar o nariz; nariz; 6. Coçar os olhos; olhos; 7. Afrouxar o colarinho; colarinho; Mesmo motivo pelo qual coçamos o pescoço. pescoço. Levando as mãos ao rosto Lembre-se de interpretar o Lembrecontexto!!! contexto!!! 26
  27. 27. Mais alguns grupos gestuais Mais alguns grupos gestuais Gestos da platéia Tamborilar os dedos e sacudir os pés… …Gestos de impaciência. Quando isso acontecer, tente mudar o gesto do ouvinte acontecer, – fazendo-o participar, por exemplo. Se todos estiverem - participar, fazendo exemplo. assim, é melhor terminar a apresentação o quanto , assim antes! 27
  28. 28. Mais alguns grupos gestuais Críticos Cabeça se sustenta, sustenta, indicador levantado – Interesse. Interesse. Polegar passa agora para baixo – Avaliação Negativa. Negativa. Coçando o queixo – Avaliando. Avaliando. Permanecimento do gesto leva a coçar os olhos. olhos. Mais alguns grupos gestuais Insegurança Mordendo os óculos – adiando a decisão. decisão. Baforada de cigarro – adiando a decisão. decisão. Dedo / caneta à boca – insegurança, insegurança, necessidade de afirmação. afirmação. 28
  29. 29. Mais alguns grupos gestuais Olhar por sobre os óculos – intimidador. intimidador. Cabeça pendendo para o lado – submissão. submissão. Direção dos pés Mais alguns grupos gestuais Posição muito negativa para certas apresentações. apresentações. 29
  30. 30. Dicas Dicas “Lubrificantes” Lubrificantes” VERBAL NÃO-VERBAL NÃO- Entendo… Entendo… Assinta Hum, hum… Olhe fixamente Interessante… Interessante… Incline-se à frente Incline- Sério??? Sério??? “Dê passagem” passagem” “Vamos lá!” lá!” “Pode falar!” falar!” Erga as sobrancelhas “Me fale mais a respeito” respeito” Franzir o cenho 30
  31. 31. Platéias Difíceis Acusador INSEGURO AGRESSIVO PRECISA SE AUTOAUTOAFIRMAR Sabe-tudo SabeINFORMOU-SE INFORMOUE TEM QUE MOSTRAR ISSO EXIBIDO TAGARELA Mal-humorado Mal- Cochichante TEM ALGUÉM EM CASA QUE O ABORRECE EXPLICAM POR VOCÊ VAI LHE USAR COMO BODEBODEEXPIATÓRIO Não se esmoreça com ele. ele. Espere ele respirar. respirar. Agradeça e prossiga sua apresentação. apresentação. Peça para que ele seja mais específico. específico. Concorde com o que ele diz, diz, Interrompa e peça ao grupo para comentar. comentar. Mostre que o propósito de sua apresentação é ser construtivo Freie-o com uma Freiepergunta difícil. difícil. Use pressão de igual para igual. igual. Espere um erro e peça ao grupo para corrigi-lo. corrigi- Dicas FAZEM PIADA DE SUA APRESENTAÇÃO Pare de falar, olhe falar, para quem cochicha e erga as sobrancelhas, sobrancelhas, “pedindo licença” para licença” continuar. continuar. Use a técnica lightouse. Dicas Gesticulando Olhe para no mínimo três pessoas fictícias dispostas homogeneamente na sala Mãos na altura do peito. peito. Gesticule, mas não encene! Gesticule, encene! NÃO EXAGERE! 31
  32. 32. Dicas Posturas Polegares expostos – Alerta e dominante. dominante. Mãos à frente – Alto controle / Tenso. Tenso. “Escorando-se” Escorando– casual, não se deixa ameaçar. ameaçar. Braços abertos – aberto / legítimo Apoiado na Mesa – autoritário / envolvido Dicas Evite manter os olhos em suas anotações; anotações; Se você não está nervoso então há algo de errado… errado… Sempre gesticule e use a ênfase verbal; Pause sempre – as pausas são sempre maiores pra você que pro público. público. Use sempre o humor – lembre-se que o sorriso lembrecontagia! contagia! Seja entusiasta – se você não for, quem será? será? Não tente ganhar o Nobel em técnicas de apresentação – isso pode piorar sua performance; KISS – Keep It Short and Simple! THE TRAINER’S POCKET BOOK, John Townsend 32
  33. 33. 33
  34. 34. 34
  35. 35. Fontes de Pesquisa: THE TRAINER’S POCKET BOOK, John Townsend (pdf) 35

×