Comunicação nas relações interpessoais

103.705 visualizações

Publicada em

Publicada em: Carreiras
5 comentários
38 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
103.705
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.717
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2.798
Comentários
5
Gostaram
38
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comunicação nas relações interpessoais

  1. 1. Comunicação nas Relações Interpessoais<br />Ana Kelly Martinez<br />
  2. 2. Objetivos <br />A importância do autoconhecimento nas relações interpessoais.<br />O papel da comunicação humana nos negócios.<br />A importância de dar e receber feedback.<br />Elementos que compõem as relações humanas.<br />A comunicação e suas estruturas.<br />Como diminuir conflitos.<br />
  3. 3. O que é Relação Interpessoal e Comunicação Humana?<br />
  4. 4. Comunicação Humana<br />Compreende miríades de formas, através das quais os homens transmitem e recebem idéias, impressões e imagens de toda ordem. Comunicação vem da palavras latina “communicare” que significa “pôr em comum”. <br />Comunicação é convivência, baseada no consentimento espontâneo dos indivíduos. <br />
  5. 5. 6ª<br />5ª<br />2ª<br />4ª<br />1ª<br />Veículos ou Transmissores<br />O Processo da Comunicação Humana<br />Mensagem<br />Fonte ou emissor humano<br />Voz<br />Vocabulário<br />Expressão<br />corporal<br />Decodificadores ou receptores<br />(ouvintes)<br />3ª<br />Retorno ou<br />Feed-back<br />
  6. 6. Feedback<br />
  7. 7. O feedback no comportamento humano e nas relações interpessoais, são importantes para o monitoramento e desenvolvimento pessoal e relacional. Para tornar-se um processo realmente útil, precisa ser, tanto quanto possível:<br />
  8. 8. Dirigido.<br />Oportuno.<br />Específico ao invés de geral.<br />Solicitado ao invés de imposto.<br />Descritivo ao invés de avaliativo.<br />Esclarecido para assegurar comunicação precisa.<br />Compatível com as necessidades (motivação) de ambos, comunicador e receptor.<br />
  9. 9. Comunicação segundo a quantidade de pessoas envolvidas no processo<br />
  10. 10. 2. Comunicação Intrapessoal<br />1. Comunicação Interpessoal<br />3. Comunicação Intragrupal<br />4. Comunicação Intergrupal<br />5. Comunicação de <br />massa<br />
  11. 11. Relações Interpessoais<br />Em situações de trabalho, compartilhadas por duas ou mais pessoas, há atividade predeterminadas a serem executadas, bem como interações e sentimentos recomendados, tais como: comunicação, cooperação, respeito, amizade.<br />FelaMoscovici<br />
  12. 12. Quais os elementos que compõem na comunicação e a relação interpessoal ?<br />Os principais elementos são o VERBAL E NÃO-VERBAL<br />
  13. 13. Comunicação Não-Verbal<br />Esse canal corresponde às nossas atitudes e sentimentospara com os outros. Os signos não-verbais importantes são:<br />Linguagem do corpo;<br />Paralinguagens;<br />Vestimenta.<br />
  14. 14. Linguagem do corpo<br />Há cinco elementos importantes na linguagem corporal, a saber:<br />Gestos;<br />Toque;<br />Expressão;<br />Proxêmica.<br />Postura do corpo;<br />
  15. 15. Paralinguagens<br />Descreve os signos não-verbais que acompanham a fala. Há reações e emoções muitas vezes imediatas a mensagem do outro. E ela pode sugerir o estado emocional e ou sua alteração neurológica.<br />Haaaaa;<br />Éeeeeee<br />Hummm<br />
  16. 16. 3. Vestimenta<br />Arquiteto<br />Este signo revela a personalidade, situação, status e trabalho das pessoas de certos grupos.<br />Como parte do dia-dia e fundamental na comunicação, a vestimenta, a indumentária, está presente visualmente em todas as pessoas e sociedades. <br />Professor<br />Professor<br />Engenheiro<br />Advogado<br />Juiz<br />Médico<br />
  17. 17. Comunicação Verbal<br />É ideal para descrever idéias, opiniões e argumentosque chamamos de abstratas.<br />A fala é um código de signos regulados por convenções, como a sintaxe e a gramática. Temos registros que classificamos como forte e fracos. A fala utiliza idiomas e coloquialismos que fazem parte de uma cultura.<br />
  18. 18. Realizando o contato<br />Auto – Apresentação<br />A forma como nos apresentamos para os outros dependerá da situação comunicativa.<br />Estratégias<br />É uma pequena peça do meio da comunicação, que diz respeito ao comportamento ou à interação. Utilizamos das estratégias a todo momento, mesmo quando não percebemos. Algumas podem constituir umhábito e quando utilizada repetidas vezes, torna-se um ritual.<br />
  19. 19. Estratégias Importantes<br />Redundância<br />Uso de repetição para enfatizaridéias importantes.<br />Feedback<br />O feedback pode ser enviado pelos canais não-verbal e verbale as respostas são ajustadasao contato e ao estilo da comunicação do emissor e receptor.<br />Perguntas<br />As perguntas servem para certificar o envio da mensagem.<br />
  20. 20. Como diminuir conflitos<br />
  21. 21. Conflitos nas relações interpessoais<br />Para Daniel Webster o conflito pode ocorrer como:<br />Ação competitiva.<br />Estado ou ação antagônica (como idéias, interesses ou pessoas divergentes).<br />Resultado de necessidade, instruções, desejos ou exigências incompatíveis. <br />Encontro hostil.<br />
  22. 22. Tipos de Conflitos<br />Conflito Interno: perturbações internas pode estar ligado a uma experiência, objetivo ou valores que estão sendo modificados para atenderem determinadas necessidades.<br />Conflito Interpessoal: temos quatro necessidades psicológicas básicas: <br /><ul><li>necessidade de ser valorizado e tratado como indivíduo.
  23. 23. necessidade de estar no controle.
  24. 24. necessidade de ter auto-estima.
  25. 25. a necessidade de ser coerente.</li></ul>Conflito em grupo: ocorrem em determinados grupos com equipes, departamentos, empresas. Geralmente este tipo de conflito ganha amplitudes maiores por políticas, fofocas ou insinuações.<br />
  26. 26. A comunicação no conflito<br />“A comunicação inadequada gera problemas porque os indivíduos começam a projetar o que eles acreditam ser a motivação da outra parte. Esta lacuna entre a mensagem enviada e a mensagem recebida contribui para os problemas de comunicação.” <br />PegPickering<br />
  27. 27. Reduza seus conflitos provocados pela comunicação utilizando técnicas como:<br />
  28. 28. Elimine a Linguagem Negativa: Esta linguagem focaliza o que não pode ser feito. <br />EX: não posso; não vou; não sou capaz; esqueci de; falhei; ignorei; reclamei de; precisei de; tive que; deveria; sempre; nunca.<br />Substitua a linguagem negativa pela positiva: Objetivo é salientar o que pode ser feito, alternativas e escolhas. <br />EX: se...então; sugestão; ponto de vista; perspectivas; opção; bem-vindo; concordo; benefício; excelente<br />
  29. 29. Barreiras na Comunicação<br />
  30. 30. Observa-se entre as pessoas no processo de comunicação. As barreiras são obstruções muitas vezes desencadeadas pelas idéias ou valores, interferências físicas ou limitações decorrentes dos símbolos utilizados na comunicação.<br />
  31. 31. Tipos de Barreiras<br />Barreira<br />Física ou <br />Mecânicas<br />Barreira<br />Semântica<br />Barreira<br />Humana<br />
  32. 32. Barreira física<br />Barreira semântica<br />Barreira humana<br />Interpretação de palavras.<br />Tradução da linguagem.<br />Significado de sinais.<br />Significado de símbolos.<br />Decodificação de gestos.<br />Sentido das lembranças.<br />Limitações pessoais.<br />Hábitos de ouvir.<br />Emoções.<br />Preocupações.<br />Sentimentos pessoais.<br />Motivações. <br />Espaço físico.<br />Distância.<br />Interferência física.<br />Falhas mecânicas.<br />Ruídos ambientais.<br />Ocorrências locais.<br />Adapatado de CHIAVENATO, Idalberto. Administração e recursos humanos: fundamentos básicos. 2003, p.115.<br />
  33. 33. Barreiras Humanas<br />Mensagem filtrada<br />Barreiras Físicas<br /> DESTINO<br />FONTE<br />Mensagem<br /> bloqueada<br />Barreiras Semânticas<br />Mensagem incorreta<br />Adapatado de CHIAVENATO, Idalberto. Administração e recursos humanos: fundamentos básicos. 2003, p.116.<br />
  34. 34. Criando barreiras comunicativas<br />Avaliando a fonte.<br />Tendo intenções e percepções diferentes.<br />Sendo distraído pelo barulho.<br />Ouvindo o que você espera ouvir.<br />Ignorando comunicações não-verbais.<br />
  35. 35. Barreiras Verbais<br />Uso inadequado da língua portuguesa.<br />Certos nomes insultuosos embora ditos em tom amistoso. Exemplos: boa vida, tubarão, vigarista, vagabundo, pilantra. <br />Uso de palavras sérias embora ditas em tom jocoso. Exemplos: chefinho, senhor, mestre, meu guia, filósofo.<br />Palavras repetidas constantemente. <br />
  36. 36. Palavras excessivamente familiares e que denotam uma intimidade inexistente entre os interlocutores. <br />Expressões que menosprezam a capacidade do ouvinte ou sua inteligência. Exemplos: Entendeu?<br />Uso excessivos de exemplos pessoais, contextualizados ou não. Exemplos: Eu..., Em casa..., Uma vez aconteceu comigo<br />Uso de palavras que se referem à nacionalidade, raça, apelido ou tipos regionais e derivados. <br />Expressões que constituem flagrantes ou mal dissimulados desafios. Exemplos: você está completamente enganado, isso é o que você pensa.<br />
  37. 37. Barreiras Não - Verbais<br />Proximidade excessiva do interlocutor, deixando-o desconfortável: geralmente mantemos uma distância ao redor de um metro, quando falamos com as pessoas.<br />Toques e empurrões constantes nos outros, o que faz com que o interlocutor se afaste.<br />Corpo com desvio de postura.<br />Mexer constantemente nas roupas e acessórios.<br />Não olhar para o interlocutor ou ter um olhar vago.<br />
  38. 38. Gestos exagerados ou repetidos em excesso.<br />Desviar o olhar do interlocutor, fixar o olhar firmemente nos olhos ou em qualquer parte do corpo do interlocutor. <br />Movimentos tensos durante a fala, tamborilar na mesa ou chacoalhar pernas e pés; ou, o extremo oposto, falar absolutamente parado.<br />Atenção corporal não genuína, quando deveria estar na posição de ouvir. <br />
  39. 39. Comportamento comunicativo eficiente na relação interpessoal<br />Utilizar estratégias eficazes;<br />Estabelecer empatia;<br />Nos apresentar de forma clara;<br />Perceber a nós mesmos e aos outros;<br />Responder positivamente ao feedback recebido;<br />Mostrar nossa aprovação aos outros;<br />Ser capaz de ouvir efetivamente os outros.<br />
  40. 40. ALGUMA PERGUNTA <br />
  41. 41. Chegamos ao final de mais uma jornada.<br />Muito obrigada por sua companhia!<br />Ana Kelly Martinez<br />Contato: (67)9980-1311<br />anakelly@falarte.com.br<br />www.falarte.com.br<br />

×