Alfabetizao educaçao na ed infantl

172 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
172
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alfabetizao educaçao na ed infantl

  1. 1. Faculdade Integrada AVM Pedagogia Disciplina: Teoria e Prática da Alfabetização
  2. 2. GRUPO: ALFALETRANDO  Claudia Patrícia Leite Veneno Ezidio (P517)  Cláudia Márcia do Nascimento Rosa (P658)  Jane Santiago da Fonseca  Luciana Cristina Silva Goulart (P881)  Sueli de Paula Laranja dos Santos (P927)  Ana Paula Alves Ferreira (P950) Projeto Interdisciplinar: Papel da Escola na Sociedade da Informação
  3. 3. ENTREVISTAS  A linguagem oral  Deve ser estimulada em rodas de conversa, reconto de histórias e em várias situações com o objetivo principal que a criança seja capaz de expressar seus desejos e desagrados com cada vez mais autonomia.  Grafismo e linguagem escrita. Todo tipo de material escrito precisa ser exposto à criança. Logo, ela perceberá a função social de cada um deles e terá uma tendência muito natural em reproduzir alguns, como por exemplo, a professora fazendo um registro de uma história no blocão. Por perceber que é uma forma de comunicação, começa a fazer tentativas de escritas que podem ser percebidas desde o maternal. Com o amadurecimento e com o importante estímulo (intervenção) do professor passa a formular hipóteses em relação a leitura e escrita.  A linguagem oral. Como continuidade do trabalho da Ed. Infantil, precisa ser PRIVILEGIADA, pois é ela que expressa a organização do pensamento. Quanto mais estimulada, melhor a expressão oral. Logo, a criança será capaz de criar textos orais criativos, com coerência, pequenas poesias etc. A concordância das frases e a pronúncia correta das palavras devem ser evidenciadas.  Grafismo e linguagem escrita. Na alfabetização o trabalho fica mais elaborado, afinal, precisam, no final do ano estar lendo e escrevendo. A escrita espontânea é mais evidenciada, assim como as intervenções. A escrita de palavras, frases e pequenos textos são ainda mais estimuladas. O livro de leitura é construído com a participação das crianças, ao longo do ano levam de casa convite de aniversário, conta de luz, panfletos, notícias de jornal, rótulos, convite de formatura, cartão telefônico, receitas, cartão de visita, e as próprias produções textuais das crianças também são anexadas. Com esse material, as crianças conhecem a função de um além de trabalharmos a leitura, a interpretação e a criação através da escrita espontânea. Visão do(s) Professor(es) da Educação Infantil Visão do(s) Professor(es) da Classe de Alfabetização
  4. 4. ENTREVISTAS  Expressão plástica. Precisa ser muito evidenciada na educação infantil. Acreditamos que precisa ser diária. Através desse tipo de expressão a criança sente-se mais capaz, mais segura, criativa e percebe suas potencialidades. É uma ótima forma de auto-conhecimento.  Expressão sonora e corporal. Devem ser privilegiadas na Ed. Infantil. O trabalho com o corpo é o que tem de mais importante nesta faixa etária. Somente experimentando todas as potencialidades do seu corpo de uma forma ampla e lúdica, ela será capaz, mais tarde, de manter-se por mais tempo concentrada e fazer movimentos mais finos como pegar no lápis, fazer letra cursiva, copiar do quadro, enfim, enfrentar a ELABORADA tarefa de se alfabetizar.  Expressão plástica. É muito importante também nesta fase pelo mesmo motivo que na educação infantil. O desenho é estimulado quase que diariamente. A utilização de outros matérias começam a ficar restritos a uma vez por semana nas aulas de artes.  Expressão sonora e corporal. Precisam continuar sendo trabalhadas também nesta faixa etária. Na alfabetização precisam de um tempo maior de concentração e investimento pessoal. Quanto mais conhecem e utilizam o seu corpo, mais preparados estarão para esta fase do conhecimento. Os alunos têm aula de educação física duas vezes por semana, parquinho todos os dias e aula de música uma vez por semana. Visão do(s) Professor(es) da Educação Infantil Visão do(s) Professor(es) da Classe de Alfabetização
  5. 5. CONSIDERAÇÕES  A entrevista foi feita com professoras do Colégio São Paulo (Instituição particular e religiosa) em Teresópolis.  A partir dos seus registros em relação ao modo como os conhecimentos lingüísticos devem ser trabalhados foi possível perceber que há uma coerência na linha de trabalho da escola, onde a educação infantil inicia o processo de alfabetização e no primeiro ano sistematizam, considerando a construção do conhecimento através dos avanços e dificuldades de cada criança.  Na educação infantil, as crianças convivem num ambiente alfabetizador numa prática lúdica que se organiza de forma que as crianças desenvolvam habilidades utilizando as diferentes linguagens (corporal, musical, plástica, oral e escrita), sempre utilizando as situações de comunicação. Essas situações privilegiam a expressão de suas idéias, necessidades valorizando-as para que possam avançar nesse processo.  Já na classe de alfabetização, ainda há um investimento no desenvolvimento dessas habilidades, com ênfase na sistematização da leitura e da escrita, levando a criança a compreender o seu significado e função.  Na educação infantil a norma culta não é priorizada, visto que o foco nesta etapa, é a viabilização de um ambiente alfabetizador, onde as crianças começam a ter contato com a leitura e escrita de forma lúdica e significativa.  Na alfabetização a pratica da discussão da norma culta já fica mais evidenciada através das intervenções da professora durante o processo da escrita da escrita.  Observamsos que com o desenvolvimento de atividades que contemplam a linguagem oral, escrita, plástica, sonora e corporal e com a utilização dos diferentes gêneros textuais, sempre com a participação das crianças, a multiplicidade de linguagens nas salas de aula acontece em ambas as etapas favorecendo o processo de construção da leitura e escrita. 
  6. 6. USO DE NOVAS TECNOLOGIAS- O COMPUTADOR NA ESCOLA  “O Papel da Escola na Sociedade da Informação”   A escola utiliza a tecnologia sob o ponto de vista do aprendizado, acreditando que a tecnologia tem um papel importante no desenvolvimento de habilidades para atuar no mundo de hoje. Apesar da escola não possuir nenhum projeto específico que aborde a questão do papel da escola na sociedade da informação, desde as séries iniciais, a tecnologia digital é utilizada através de cd, dvd, computadores, data show.A escola entende que essas ferramentas devem colaborar para trabalhar conteúdos, diversificar as aulas e manter os alunos em contato com as inovações que a cada dia se apresentam na sociedade.
  7. 7. USO DE NOVAS TECNOLOGIAS- O COMPUTADOR NA ESCOLA  “O Papel da Escola na Sociedade da Informação”   A escola utiliza a tecnologia sob o ponto de vista do aprendizado, acreditando que a tecnologia tem um papel importante no desenvolvimento de habilidades para atuar no mundo de hoje. Apesar da escola não possuir nenhum projeto específico que aborde a questão do papel da escola na sociedade da informação, desde as séries iniciais, a tecnologia digital é utilizada através de cd, dvd, computadores, data show.A escola entende que essas ferramentas devem colaborar para trabalhar conteúdos, diversificar as aulas e manter os alunos em contato com as inovações que a cada dia se apresentam na sociedade.

×