Panfleto Vestibular no AR Farias

1.315 visualizações

Publicada em

Panfleto Vestibular no AR Farias Brito 2a semana - 21 a 25 de maio

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.315
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
98
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Panfleto Vestibular no AR Farias

  1. 1. www.fariasbrito.com.br Participe e ganhe prêmios. Estas questões serão resolvidas nos programas do dia 21/05/2012 ao dia 25/05/2012, na rádio Líder FM 92,1, das 20 às 21h. Os programas serão transmitidos ao vivo pela FBTV: www.fbtv.com.br Ligue e Participe: (85)3464.7733 d) A abordagem do tema dentro de 03. Leia o texto. Dia 21/05/2012 uma perspectiva da chamada “nova “Na Bruzundanga, como no Brasil, história”, que valoriza a história- todos os representantes do povo, -problema, além do levantamento desde o vereador até o presidente História de diversos tipos de fontes e a ideia da república, eram eleitos por sufrá- Prof. Dawison Sampaio de que o mesmo fato pode ter in- gio universal e, lá, como aqui, de há terpretações diferentes. Dessa forma muito que os políticos tinham con-01. Leia o fragmento a seguir. compreendemos a alternância da seguido quase totalmente eliminar De todo modo os bandeirantes análise dos bandeirantes como vi- do aparelho eleitoral este elemento figuram entre os grandes mitos da historiografia brasileira sobretudo a lões ou desbravadores. perturbador – ’o voto’. Julgavam produzida em São Paulo no século os chefes e capatazes políticos que 02. Sobre a independência política do XIX e início do XX. O viajante francês apurar os votos dos seus concida- Brasil, Cáceres comenta: A inde- Saint-Hilaire, que esteve no Brasil dãos era anarquizar a instituição entre 1816 e 1822, encantou-se com pendência foi obra dos proprietá- e provocar um trabalho infernal as conquistas dos paulistas e escre- rios rurais e grandes comerciantes. na apuração porquanto cada qual veu sobre os longos percursos das Esses beneficiários da sociedade votaria em um nome, visto que, em bandeiras e a expansão territorial, colonial não pensaram na formação de uma nova sociedade, na abolição geral, os eleitores têm a tendência considerando-os como pertencen- da escravidão e na promoção das de votar em conhecidos ou ami- tes a uma “raça de gigantes”. Foi Capistrano de Abreu, no entanto, camadas marginalizadas. O libera- gos. Cada cabeça, cada sentença; quem inaugurou uma vertente his- lismo, segundo a visão desses seg- e para obviar os inconvenientes toriográfica dedicada a contestar mentos, consistia em acabar com os de semelhante fato, os mesários a figura heroica do bandeirante. últimos resquícios do sistema colo- de Bruzundanga lavravam as atas A partir da documentação jesuítica, nial, limitar o poder do imperador, conforme entendiam e davam destacou o emprego da violência, a mas mantendo a forma monárquica votações aos candidatos, conforme destruição das reduções religiosas e a de governo. queriam. (...) Às vezes semelhantes escravidão indiscriminada dos índios. CÁCERES, Florival. História do Brasil. eleitores votavam até com nome de Dicionário do Brasil Colonial, São Paulo: Moderna, 1995. p. 153. mortos, cujos diplomas apresenta- direção Ronaldo Vainfas. vam aos mesários solenes e hieráti- Sobre o texto, é correto afirmar. Essas ideias dominaram a Assembleia cos que nem sacerdotes de antigas a) A historiografia tradicional brasileira Constituinte. O projeto constitu- religiões”. nega o papel heroico dos bandei- cional de 1823, por ela elaborado, BARRETO, Lima. Os Bruzundangas. rantes no Brasil colonial, sendo vis- expressou fortemente os interesses Rio de Janeiro: Ediouro, s/d. p. 65-66. tos apenas como genocidas, o que das facções aristocráticas, uma vez pode ser comprovado pelas fontes que: Todas as alternativas contêm afir- históricas do sudeste brasileiro que a) instituía que o eleitor ou candidato mações que confirmam o compor- questionavam a interiorização dos tamento eleitoral criticado na sátira aos cargos de deputado e senador territórios resultantes das bandeiras. teria que comprovar elevada renda, de Lima Barreto, exceto: b) A tese de Capistrano de Abreu não proveniente, sobretudo, da ativi- a) O domínio político dos coronéis ru- é aceita nos livros didáticos por uti- lizar fontes históricas baseadas em dade agrícola. rais garantia a mecânica eleitoral textos religiosos, uma contradição b) estabelecia o exercício do poder fraudulenta operada através do voto com a ideia de história como ci- moderador como atribuição exclu- de curral. ência, que deve levar em conside- siva do imperador, que poderia in- b) O interesse das elites agrárias e a ração só os documentos oficiais. terferir em decisões tomadas pelo exclusão das demais classes sociais Consequentemente, as tradições Legislativo ou Judiciário. da política estavam garantidos nesse orais indígenas, que apoiaram as c) adotava diretrizes políticas que privi- sistema político-eleitoral. bandeiras, foram desqualificadas. legiavam os proprietários de terras e c) O sistema eleitoral descrito como c) O mito dos bandeirantes como he- de escravos e os grandes comercian- corrupto estava na base da política róis limitou-se a São Paulo, onde tes portugueses que tivessem renda dos governadores, posta em prá- pode-se perceber homenagens fei- em dinheiro. tica pelas oligarquias na chamada tas a eles em diversos locais, como d) determinava a adoção do voto uni- República Velha. as rodovias Raposo Tavares e dos versal para os homens brancos, livres d) O sistema eleitoral fraudulento foi Bandeirantes, a sede do governo, e cristãos, mas impedia que mulhe- o Palácio dos Bandeirantes e até consolidado, no fim dos anos 20, res, escravos e não católicos se ex- através da ação decisiva da Aliança um grupo de comunicações, a Rede pressassem nas eleições. Liberal. Bandeirantes. vestibularnoar@fariasbrito.com.br Vestibular no Ar
  2. 2. www.fariasbrito.com.br Vestibular no Ar04. A questão a seguir refere-se a um c) A molécula de CO2 apresenta ligações que apresenta maior temperatura trecho do discurso de posse do covalentes e o átomo de carbono de ebulição são, respectivamente: Presidente Fernando Collor de Melo com hibridização sp, enquanto a mo- a) glicose e nitrato de alumínio. em 1990. lécula de CC4 apresenta o átomo de b) glicose e nitrato de sódio. “Entendo assim o Estado carbono com hibridização sp3. c) nitrato de alumínio e glicose. não como produtor, mas como d) A molécula de amônia é apolar, d) nitrato de alumínio e nitrato de promotor muito condensado do apesar de apresentar 3 ligações N–H alumínio. bem-estar coletivo. Daí a convicção covalentes polares. de que a economia de mercado é a forma comprovadamente 06. Uma das principais operações rea- Dia 22/05/2012 lizadas em um laboratório de quí- superior de geração de riqueza, mica é a separação de substâncias de desenvolvimento intensivo e químicas envolvidas em misturas. sustentado. [...] Não abrigamos, Considere uma mistura formada Física a propósito, nenhum preconceito Prof. Paulo Lemos pelo sistema (H2O() + Areia(s) + colonial ante o capital estrangeiro. NaC()). A sequência recomendada 01. Na superfície da Terra, um certo Ao contrário: tornaremos o Brasil, de operações que um químico corpo flutua dentro de um reci- uma vez mais, hospitaleiro em deverá realizar a fim de separar piente com um líquido incompres- relação a ele [...] Não nos anima totalmente os componentes desta sível. Se esse sistema for levado à a ideia de discriminar nem contra mistura é: Lua, onde a aceleração gravitacio- nem a favor dos capitais externos, a) destilação; peneiração; filtração. nal é menor, o corpo: mas esperamos que não falte seu b) decantação; filtração; sublimação. a) submerge, atingindo o fundo do concurso para a diversificação da c) centrifugação; filtração; destilação recipiente. indústria, a ampliação do emprego simples. b) flutua, porém com uma porção e a transferência de tecnologia em d) centrifugação; destilação; evaporação. maior submersa. proveito do Brasil. Em síntese, essa proposta de modernização econômica 07. Para a reação 2NO + O → 2NO c) flutua com a mesma porção submersa. pela privatização [...] é a esperança (g) 2(g) 2(g) d) flutua, porém com uma porção menor foram obtidos os seguintes dados submersa. de completar a liberdade política, cinéticos: reconquistada com a transição 02. Admita que dois capacitores, um de Veloci- democrática, com a mais ampla e Experi- [NO]g [O2]g dade da Tempe- 3 µF e outro de 6 µF, sejam conecta- efetiva liberdade econômica”. mento (mol·L–1) (mol·L–1) reação ratura dos em série e carregados sob uma (ºC) Discurso Pronunciado por Sua Excelência, (mol·L–1·s–1) diferença de potencial de 120 V.o Senhor Fernando Collor, Presidente da República A diferença de potencial, em volts, Federativa do Brasil na Cerimônia de Posse no 1 0,020 0,010 1,0 · 10–4 400 Congresso Nacional em 15 de março de 1990. 2 0,040 0,010 4,0 · 10 –4 400 através do capacitor de 3 µF, é: Disponível em: <http://www.collor.com/ a) 40 b) 50discursos1990_001.asp,>. Acesso em: 21 abr. 2010. 3 0,020 0,040 4,0 · 10 –4 400 c) 80 d) 180 4 0,020 0,040 16,0 · 10 –4 ??? Esse texto explicita que o governo 03. Um recipiente rígido contém gás conduzira suas ações com base Analisando a tabela, é correto afir- perfeito sob pressão de 3 atm. Sem na(o): mar que: deixar variar a temperatura, são a) queda constante das taxas de juros, a) a expressão da velocidade da reação retirados 4 mols do gás, fazendo visando elevar o poder de compra e é v = k[NO]2 · [O2]. com que a pressão se reduza a o controle da inflação. b) a temperatura do último experi- 1 atm. O número de mols existente b) fortalecimento da indústria nacional mento é 400 °C. inicialmente no recipiente era: sob o controle do Estado com o obje- c) a velocidade da reação independe a) 6 b) 8 tivo de aquecer o mercado interno. da concentração de O2. c) 10 d) 12 c) política de abertura econômica com d) o valor da constante de velocidade 04. Dois sons no ar com a mesma altura práticas neoliberais implementadas (k) a 400 ºC é 1 L·mol–1. diferem em intensidade. O mais a partir de sucessivos planos estatais. intenso tem, em relação ao outro: d) incentivo a uma política de bem- 08. Três soluções aquosas de nitrato de a) apenas maior frequência. -estar, ampliando serviços sociais e sódio, nitrato de alumínio e glicose, b) apenas maior amplitude. direitos trabalhistas para intensificar com concentrações 0,5 mol/L, foram c) apenas maior velocidade de propa- a produção. aquecidas em três béqueres, sob as gação. mesmas condições ambientes, até a d) maior amplitude e maior velocidade ebulição. As temperaturas das três de propagação. Química soluções foram monitoradas com três termômetros devidamente Prof. Ronaldo Paiva calibrados.05. Considerando os seguintes compos- Matemática Prof. Tácito Vieira tos: Fe2O3; CO2; NH3 e CC4, assinale a alternativa correta. 05. “Protéticos e dentistas dizem que a) O composto Fe2O3 apresenta liga- a procura por dentes postiços não ções iônicas e a molécula de CO2 aumentou. Até declinou um pouqui- apresenta o átomo de carbono com nho. No Brasil, segundo a Associação hibridização sp2. Brasileira de Odontologia (ABO), há b) O composto CC4 é apolar e a molé- 1,9 milhão de pessoas sem nenhum cula de amônia apresenta a ligação A solução que a 25 ºC apresenta dente na boca e 80% delas já usam N–H iônica. maior pressão de vapor e a solução dentadura. Assunto encerrado.” 2 Vestibular no Ar vestibularnoar@fariasbrito.com.br
  3. 3. Vestibular no Ar www.fariasbrito.com.br Considere que a população brasi- b) os distintos povos da África prefe- 04. “Um levantamento realizado pelo leira fosse de 190 milhões de habi- rem negar suas origens étnicas e Instituto de Estudos Cubanos e tantes. Escolhendo ao acaso um culturais, pois não há espaço, no Cubano-Americanos (ICCA), da desses habitantes, a probabilidade mundo de hoje, para a defesa da Universidade de Miami, mostra de que ele não possua nenhum identidade cultural africana. que 95% dos cubanos nos EUA – a dente na boca e use dentadura, de c) a colonização britânica do litoral maior comunidade cubana fora da acordo com a ABO, é de: atlântico da África provocou a de- ilha, com 1,5 milhão de imigrantes a) 0,7% b) 0,75% finitiva associação do continente e o dobro disso em descendentes c) 0,8% d) 0,85% à escravidão e sua submissão aos diretos – aplaudem a nova aborda- projetos de hegemonia europeia no gem do governo de Barack Obama06. Em 2010 o número de turistas no Ocidente. País aumentou 20% em relação a para Cuba, mas se opõem ao fim do d) a maioria das divisões políticas da embargo econômico, pois acham que 2009. Em 2011, devido à violência, África definidas pelos colonizado- esse número decresceu 20% em a sanção é uma arma de negociação res se manteve, em linhas gerais, para mudanças democráticas na ilha”. relação a 2010. mesmo após os movimentos de O número de turistas em 2011, em Adaptado de “Uma ilha povoada pela crise”, independência. O Globo, 09/08/2009. relação a 2009, foi: a) o mesmo. b) o dobro. 02. Os operários das fábricas e das usi- Examine as seguintes afirmações. c) menor. d) o triplo. nas, assim como as tropas rebeldes, I. Cuba foi excluída da OEA na devem escolher sem demora seus Conferência de Punta del Este,07. Uma função f : R * → R é tal + representantes ao governo revo- em janeiro de 1962, e readmi- que f(3) = 1 e f(a · b) = f(a) + f(b) lucionário provisório, que deve ser tida em 2009, após a eleição de ∀a,.b, com {a, b } ⊂ R + . O valor de * constituído sob a guarda do povo Barack Obama nos EUA; revolucionário amotinado e do II. Diante da crise econômica dos  1  3 ( ) f   + f 3 corresponde a: exército. anos 1992 e 1993, o governo Manifesto de 27 de fevereiro de 1917. cubano permitiu a entrada de 1 In: FERRO, Marc. A Revolução capitais privados e liberou a forma- a) – 1 b) – Russa de 1917, 1974. 2 ção de sindicatos independentes; 1 III. Cuba esteve próxima do colapso c) d) 1 O manifesto, lançado em meio às 2 econômico com o fim da ajuda tensões de 1917 na Rússia, revela a posição dos: soviética, recuperando-se, na atu-08. Observe os pesos P1, P2 e P3, dis- tintos entre si, que possuem, cada a) czaristas, que buscavam organizar a alidade, graças à expansão do tu- um, uma quantidade inteira em luta pela retomada do poder. rismo e da exportação de açúcar; quilogramas. b) bolcheviques, que chamavam os IV. O embargo econômico imposto operários a se mobilizarem nos pelos EUA a Cuba, a partir de sovietes. 1960, contribuiu para que o go- c) social-democratas, que pretendiam verno cubano se aproximasse controlar o governo provisório. do bloco socialista, liderado pela d) mencheviques, que defendiam o ca- URSS. ráter democrático do novo governo. Assinale a alternativa correta. Colocando-se um, dois ou três pesos 03. O período entre guerras (1918-1939) a) Somente as afirmativas I e II estão em um mesmo prato de uma balança, corretas. foi marcado: pode-se equilibrar, no outro, 1, 2, 3, b) Somente as afirmativas I e IV estão a) pela vitória das ideias liberais, pe- 4, 5, 6 ou 7 kg de batatas. Entre P1, P2 corretas. las democracias na Europa, pela e P3, o mais pesado mede, em kg: c) Somente as afirmativas II e Ill estão crise econômica nos EUA, devido a) 3 b) 4 aos grandes gastos com a Primeira corretas. c) 5 d) 6 Guerra Mundial. d) Somente as afirmativas II e IV estão b) pelo gangsterismo nos EUA devido corretas. Dia 23/05/2012 à Lei Seca, pelo surgimento de re- gimes totalitários, como o Nazismo e o Fascismo, pelo crescimento da Geografia História intolerância e do racismo. Prof. Franzé Filgueiras Contemporânea c) pelo grande crescimento cientí- fico ocorrido principalmente com a 05. Considerando as seguintes afirma- Prof. Nilton Sousa Primeira Guerra Mundial. O homem ções referentes a questões de natu-01. “África vive (...) prisioneira de um descobriu novos remédios, como a reza cartográfica, marque a opção passado inventado por outros.” penicilina, e a força atômica, usada correta. Mia Couto. “Um retrato sem moldura”. pela Alemanha na Segunda Guerra a) Em um mapa com escala de In: HERNANDEZ, Leila. A África na sala de aula. Mundial. 1:250.000 a distância entre duas ci- São Paulo: Selo Negro, p.11, 2005. d) pela belle époque, os chamados dades é de 5 cm. Assim, a distância A frase acima se justifica porque: anos dourados, pela vida luxuosa da burguesia europeia, enriquecida real entre elas é de 125 km. a) os movimentos de independência na b) Vegetação, solos e rios são repre- África foram patrocinados pelos pa- com a Primeira Guerra Mundial. Ao mesmo tempo, a miséria devastava sentados, respectivamente, em ma- íses imperialistas, com o objetivo de a Rússia, o que a levou à primeira pas biogeográficos, geológicos e garantir a exploração econômica do revolução socialista da História. geomorfológicos. continente. 3 vestibularnoar@fariasbrito.com.br Vestibular no Ar
  4. 4. www.fariasbrito.com.br Vestibular no Ar c) O sistema de projeção cartográfica Depressões intermontanas e Caatingas interplanálticas semiáridas Dia 24/05/2012 corresponde ao traçado de linhas, em uma superfície plana, destinadas Araucárias Planaltos subtropicais com araucárias à representação de paralelos (longi- tude) e meridianos (latitude). Pradarias Coxilhas subtropicais com História pradarias mistas d) A escala de um mapa é a relação Faixas de Prof. Marcus Antonio (Não diferenciadas) existente entre as dimensões que fi- transição 01. A História pode ser vista como uma guram no desenho e as dimensões A respeito dos domínios morfocli- grande aventura humana, em que reais no terreno. há buscas e invenções incontáveis. máticos brasileiros, é correto afirmar A complexidade do ser humano06. Sobre a ciência Geográfica, é cor- que: exige do historiador: reto afirmar: a) os enclaves de matas úmidas no do- a) um reforço constante do ideário da a) A Geografia crítica situa o homem mínio morfoclimático da caatinga Escola Metódica, baseado na ob- como um ser estático e fruto da estão sendo preservados, man- jetividade e na imparcialidade do ação do Estado dominador, sendo tendo-se o equilíbrio ecológico, a conhecimento científico. incapaz de gerir seus próprios qualidade ambiental e a capacidade b) um estudo mais relacionado com a recursos e submisso às intempéries produtiva. interdisciplinaridade, com a comu- climáticas. b) o domínio dos cerrados recobre vas- nicação entre os diversos saberes b) Na perspectiva possibilista, as re- tas áreas de embasamento cristalino existentes. giões existem como resultado das com solos férteis e é influenciado c) uma pesquisa estruturada na racio- ações do meio ambiente sobre a pelo clima equatorial. nalidade das fontes escritas, sem relações com depoimentos orais ou sociedade, considerando ainda que, c) o domínio dos mares de morros subjetivos. na evolução das relações entre ho- florestados pela mata atlântica é o d) um saber específico sobre o tempo, mem e natureza, os gêneros de vida que apresenta as mais fortes evi- afirmando a concepção positivista moldam-se ao ambiente natural. dências da degradação ambiental de Comte, linear e progressista, c) A escola ratzeliana da geografia, e que vem se manifestando desde predominante no século XIX. conhecida como determinista, os primórdios da colonização do defendia a teoria do domínio da País. 02. Quando estudamos as civilizações sociedade sobre a natureza, atra- d) os domínios das araucárias e das flo- da Antiguidade, muitas vezes não vés do uso da ciência e da tecno- restas equatoriais apresentam uma sabemos por que razão temos que ocupação ordenada que se ajusta à compreender muitos dos hábitos logia adaptadas aos gêneros de e tradições arraigadas entre povos vida das civilizações. capacidade de suporte do ambiente, que viveram há tanto tempo atrás. d) Os estudos geográficos atuais liga- alcançando condições de equilíbrio Contudo, existe uma série de coisas dos à Geografia crítica e dialética socioambiental. que nos podem indicar que nossa analisam o modo pelo qual as so- era tão “moderna” e “tecnológica” ciedades produzem e reproduzem 08. Quanto à caracterização geográfica deve muito para as ideias que surgi- o espaço geográfico no decorrer do e ambiental do espaço cearense, ram há vários séculos. Se examinar- tempo histórico. destacam-se as seguintes unidades: mos bem, a Antiguidade está pre- planície litorânea, maciços residu- sente até no café da manhã, já que07. Considere a distribuição dos domí- ais, planaltos sedimentares e super- o pão é uma invenção dos egípcios. nios morfoclimáticos do Brasil fícies sertanejas. Analise as afirma- http://www.brasilescola.com/ historiag/as-influencias-antiguidade.htm (Ab’Sáber, 1965), conforme a figura ções abaixo e assinale a alternativa a seguir. correta. Sobre as civilizações da Antiguidade a) A planície litorânea é a principal Oriental, marque a opção falsa. área de desenvolvimento de proje- a) Entre os hebreus, os escribas cons- tos turísticos, sendo que estes aten- tituíam-se num grupo social que, dem aos cuidados da preservação aprendendo a ler e a escrever, de- ambiental. sempenhou importantes funções b) As superfícies sertanejas e os pla- religiosas na conversão de fiéis ao naltos sedimentares são as áreas de monoteísmo. maiores altitudes sendo utilizadas b) Os persas acreditavam que o bem e principalmente para a exploração o mal viviam em incessante luta até o dia do juízo final, quando todos agrícola. os homens seriam julgados por suas c) Os maciços residuais compreendem ações. as serras cristalinas, onde estão as c) A invenção do alfabeto pela civiliza- maiores altitudes, as mais baixas ção fenícia esteve ligada à necessi- temperaturas médias anuais e os dade que seus mercadores tinham Domínios maiores índices pluviométricos do de firmar contratos comerciais com Amazônico Terras baixas florestadas Estado. povos distantes. equatoriais d) Nas superfícies sertanejas, também d) Hamurabi foi um rei babilônico que Chapadões tropicais interiores Cerrado com serrados e florestas-galeria denominadas de “sertão semi- se tornou famoso por mandar ela- Mares de Áreas mamelonares tropical- -árido”, estão as áreas de maior ex- borar um importante código jurí- morros -atlânticas florestadas ploração de petróleo no Ceará. dico com leis escritas baseado no Caatingas Depressões intermontanas e Princípio de Talião. interplanálticas semiáridas Araucárias Planaltos subtropicais com4 araucárias Pradarias Vestibular no Ar Coxilhas subtropicais com vestibularnoar@fariasbrito.com.br pradarias mistas Faixas de (Não diferenciadas) transição
  5. 5. Vestibular no Ar www.fariasbrito.com.br03. Comparando-se as civilizações da Figura II Antiguidade Ocidental (Grécia e Química Figura representando um plano de átomos (parte da estrutura) da substância com Roma), com as da Antiguidade distribuição geométrica semelhante à da rede. Prof. Roberto Ricelly Oriental (Egito e Mesopotâmia), constata-se que ambas conheceram as mesmas instituições básicas, 05. A obtenção de água doce de boa muitas das quais, aliás, o Ocidente qualidade está se tornando cada tomou do Oriente. Contudo, houve vez mais difícil devido ao adensa- um setor original e específico da mento populacional, às mudanças civilização greco-romana. Trata-se climáticas, à expansão da atividade do setor: industrial e à poluição. A água, uma a) social, com novas formas de traba- vez captada, precisa ser purificada, lho compulsório e hierarquias sociais o que é feito nas estações de tra- baseadas no nascimento e na riqueza. tamento. Um esquema do processo Figura III b) religioso, com o aparecimento de di- de purificação é: Figura representando a estrutura da vindades com representação antro- substância com distribuição geométrica pomórfica e poderes ilimitados. → A → B → C → D → E → F semelhante à da bola de futebol. c) cultural, com o desenvolvimento das em que as etapas B, D e F são: artes plásticas e de expressões artís- B – adição de sulfato de alumínio e ticas derivadas do uso da escrita. óxido de cálcio; d) político, com a criação de práticas D – filtração em areia; participativas no poder e instituições F – fluoretação. republicanas de governo. Assim sendo, as etapas A, C e E04. Predominante durante toda a Idade devem ser, respectivamente: Média, o feudalismo se caracte- a) filtração grosseira, decantação e riza pelas relações de vassalagem cloração. (dependência pessoal) e de auto- b) decantação, cloração e filtração A propriedade à qual se refere o ridade e posse da terra. As vilas e grosseira. texto e as formas descritas para o o colonato tornam-se o centro da c) cloração, neutralização e filtração carbono são denominadas, respec- nova estrutura socioeconômica, grosseira. tivamente, de: que tem um sistema produtivo basi- d) filtração grosseira, neutralização e a) alotropia, grafite e diamante. camente voltado para o suprimento decantação. b) alotropia, grafite e fulereno. das necessidades individuais dos c) isomeria, fulereno e diamante. feudos. 06. Tudo com o que sonham os torcedo- d) isomeria, grafite e fulereno. Os feudos, por sua vez, constituíam res dos países participantes da Copa a unidade territorial da economia do Mundo de Futebol deste ano 07. Uma das alternativas viáveis ao feudal, caracterizando-se pela sua é que essa cena, representada na Brasil para o uso de fontes reno- autossuficiência econômica, pro- figura I, se repita inúmeras vezes. váveis de energia e com menor dução predominantemente agro- Na rede do adversário, é claro. impacto ambiental é o biodiesel. No pastoril e ausência quase total de O carbono apresenta a proprie- Brasil foi instituída a Lei 11.097, de comércio. Nos feudos, a produção dade de formar mais do que uma 13 de janeiro de 2005, que obriga, a de arte ocorre nos castelos. substância simples. Uma dessas partir de 2008, em todo o território http://www.infoescoIa.com/historia/ substâncias apresenta estrutura nacional, o uso de uma mistura em feudalismo/ em camadas, cada uma delas cons- volume de 2% de biodiesel e 98% tituída de hexágonos (figura II), de diesel de petróleo, denominada A respeito do Sistema Feudal, assi- com geometria semelhante à da nale a alternativa correta. de B2. Em janeiro de 2013, essa obri- rede de futebol. Uma outra subs- gatoriedade passará para 5% (B5). a) Consistia em um sistema de relações tância se apresenta como uma em que os vassalos doavam terras Esse biocombustível é substituto do estrutura fechada (figura III), na óleo diesel, que é um combustível aos seus suseranos, que ficavam qual os átomos de carbono estão obrigados a pagar impostos nas for- fóssil, pois é obtido da destilação arranjados com geometria seme- fracionada do petróleo. O procedi- mas de produtos e serviços. lhante aos gomos de uma bola de b) Esse sistema foi condenado pela mento normalmente utilizado para futebol. obtenção do biocombustível é atra- Igreja Católica, que não concordava Figura I com as exigências senhoriais que so- vés da transesterificação catalítica Bola na rede: é gol! brecarregavam os camponeses. entre um óleo vegetal com álcool c) Através do domínio político, exer- de cadeia curta, sendo obtidos éste- cido por meio da violência e da obe- res graxos, como pode ser represen- diência aos costumes, o servo era tado pela equação química abaixo: obrigado a prestar trabalhos e servi- ços ao Senhor Feudal. d) A principal fonte de lucro era o ex- cedente de produção, oriundo do trabalho servil e livremente comer- cializado pelos senhores feudais e servos. 5 vestibularnoar@fariasbrito.com.br Vestibular no Ar
  6. 6. www.fariasbrito.com.br Vestibular no Ar Como pode ser observado na equa- 03. Na equação CA · MA = ZZZ cada uma ção química do texto, a glicerina é das letras representa um algarismo um dos subprodutos do processo diferente no sistema de numeração de obtenção do biodiesel. Ela é um decimal. A soma C + A + M + Z é subproduto, pois não é um com- igual a: posto de interesse para essa reação. a) 17 Sabendo que a glicerina possui uma b) 19 densidade bem mais elevada que o c) 21 biodiesel, qual o processo que pode d) 23 ser conduzido para separação da mistura glicerina/biodiesel? 04. As medidas dos comprimentos das a) Destilação fracionada. diagonais do triângulo [XYZ] são b) Decantação. 8 cm, 9 cm e 55 cm. c) Catação. d) Condensação.08. Gigantes reservas de petróleo foram encontradas recentemente no Brasil. Essas reservas situam-se em regiões de grandes profun- Disponível em: <http://www.labvirtq.fe.usp.br/ didades em águas oceânicas e simulacoes/quimica/sim_qui_gasolinaadulterada. htm>. Acesso em: 29 set. 2009. (Adaptado). abaixo de uma camada de sal, por isso, denominadas de pré-sal. Com A partir dos dados da ilustração, é a exploração dessas reservas, o correto afirmar que, em volume, o Brasil aumentará significativamente Determine a medida do compri- teor de álcool presente nessa gaso- a produção de petróleo. Após a mento da diagonal [XA] do parale- lina é de: extração, o petróleo é transportado a) 32% lepípedo da figura. até as refinarias, onde passará por b) 68% a) 19 uma série de processos de purifi- c) 66% b) 15 cação denominada de refino, em d) 20% c) 13 que o petróleo entra na fornalha, d) 10 é aquecido e segue para a torre de destilação, onde serão separadas as Dia 25/05/2012 diversas frações. Língua Portuguesa Ao abastecer o veículo em um Prof. Sérgio Rosa posto, o consumidor adquire a gasolina “C”, uma mistura de gaso- Matemática 05. lina “A” (pura) com álcool anidro. Prof. Alexmay Soares A proporção em volume de álcool A GRAÇA DO IDIOMA anidro nessa mistura é determinada 01. No Dia dos Pais, 5 irmãos resolvem por resoluções federais, podendo Digam o que disserem, o passear com seus filhos, sendo que humor é quase sempre uma variar entre 20% e 25%. O teor de cada irmão possui somente um porta entreaberta, cheia de álcool na gasolina deve ser ana- filho. Chegando ao parque de diver- possibilidades. Humor, o conceito, lisado, a fim de aferir a qualidade sões eles vão à roda-gigante, onde já fundiu a cabeça de muita desse combustível, como ilustrado há 5 poltronas disponíveis e apenas gente séria. Pirandello gastou a seguir: dois lugares por poltrona. Por ques- quilos de papel rascunhando o tão de segurança, nenhuma criança seu O Humorismo e admitiu não pode ficar sem a companhia de um entender do assunto. Humberto Eco transformou a seriedade na adulto. Nessas condições, o total de real criminosa de O Nome da Rosa. maneiras dessas pessoas se acomo- Até Freud navegou pelas sinuosas darem é da forma a · (b!) . Calcule b a curvas do chiste. Mas ninguém a + b. parece acertar em cheio num alvo a) 7 b) 9 gelatinoso, que, nem bem cercado, c) 11 d) 12 parece escorrer pelos dedos. Afinal, humor é rótulo volúvel, aplicável 02. No triângulo ABC, AB = 20, AC = 21 tanto a comédias, farsas e ironias e BC = 29. Os pontos D e E sobre o como a palhaçadas no bar ou ditos lado BC são tais que BD = 8 e EC = 9. picarescos. Serve a sátiras, mímicas, A medida do ângulo DÂE, em graus, grunhidos, disfarces ou grosserias, é igual a: os bons jogos de palavras, a a) 30 b) 45 má associação de ideias, a mais c) 60 d) 75 deslavada denúncia do ridículo no sagrado. Para alguns, o molejo do 6 Vestibular no Ar vestibularnoar@fariasbrito.com.br
  7. 7. Vestibular no Ar www.fariasbrito.com.br corpo pesa mais que a elaboração ( ) O humor da piada se efetiva, do chiste. Um comediante popular, em razão da ambiguidade cau- como Tom Cavalcante, costuma sada pelo pronome “ela”, o que Gabarito 14/05/2012 dizer que a diferença está no uso ocasiona o desfecho do diálogo. História da voz, não na idade da piada. Rir, ( ) A referenciação contida no Prof. Hermano Melo antes da hora, engasga, garante texto, por meio do termo “ela”, Guimarães Rosa em Grande Sertão: 1 d 2 d 3 c 4 c estabelece um exemplo de coe- 1 B Veredas. Porque o cômico depende são anafórica. de senso prático de tempo, nem Geografia mais adiante, nem um toco a menos. Marque a alternativa correta. Prof. Olavo Colares [...] a) F F V Luiz Costa Pereira Junior. In: Revista Língua 5 d 6 a 7 a 8 d b) V F F 1 B Portuguesa. São Paulo: Segmento. Ano I, nº 12, 2006, p. 4. c) F V V d) V F V O fragmento da carta ao leitor, escrita pelo editor Luiz Costa, sina- 08. A questão que vem a seguir não Gabarito 15/05/2012 liza que: depende diretamente de texto. Geografia I. A língua permite seu uso de Prof. Adriano Bezerra Explora aspectos do conhecimento forma criativa e versátil por meio da língua e de seu uso. 1 d 2 c 3 a 4 d de recursos de linguagem e jogos 1 B implícitos; Complete os espaços com uma das II. O sistema da língua é aberto, formas entre parênteses. Biologia possibilita a escrita de textos hu- I. Ela __________ Ihes mandaria re- Prof. Claudio Ponte morísticos e desvela “a graça do médio. (mesmo – mesma) idioma”; II. Ele possuía __________ animais. 5 d 6 b 7 c 8 c 1 B III. O humor é “volúvel e gelati- (bastante – bastantes) noso”, causando desgaste à III. Eles não podiam __________ viver língua pela “má associação de felizes. (mesmo – mesmos) Gabarito 16/05/2012 ideias”. IV. Se houvesse _________ desgraça, Língua Portuguesa Analise as proposições e marque a fazenda seria reconstituída. Prof. Sousa Nunes a alternativa que apresenta a(s) (menos – menas) correta(s). 1 b 2 c 3 d 4 c A opção que completa corretamente 1 B a) III, apenas. b) II e III, apenas. os espaços é: Biologia c) I, apenas. a) mesmo - bastantes - mesmo - menas Prof. João Karllos d) I e II, apenas. b) mesma - bastante - mesmo - menos c) mesma - bastantes - mesmos - menas 5 d 6 d 7 b 8 b06. Assinale a alternativa em que a 1 B d) mesma - bastantes - mesmo - menos palavra “mal” esteja empregada com a mesma função sintática que em: Umas casariam, estas bem, Gabarito 17/05/2012 aquelas mal. Matemática a) O mal é que mãe e filha não se Prof. Arnaldo Torres entendem. b) Mal a mãe começou a falar-lhe, ela 1 b 2 d 3 d 4 d 1 B virou-se e saiu. c) A falta de empatia entre pais e filhos História é um mal recorrente. PRÉ-VESTIBULAR Prof. Zilfran Varela d) Repercutiam mal as palavras de FARIAS BRITO CENTRAL Bilinha sobre sua própria mãe. Rua Barão do Rio Branco, 2424 5 b 6 b 7 b 8 a 1 B PABX: 3464.774407. Não deixe sua cadela entrar na minha casa de novo. Ela está cheia de pulgas. Gabarito 18/05/2012 FB SOBRALENSE Química – Diana, não entre nessa casa de novo. Ela está cheia de pulgas. Praça Quirino Rodrigues, 326 Prof. Deomar Jr. Centro – Sobral – CE Em relação à interlocução que se PABX: (88)3677.8000 1 c 2 b 3 a 4 b 1 B estabelece na piada acima, analise as proposições e coloque V para as Física verdadeiras e F para as falsas. PRÉ-VESTIBULAR Prof. Eduardo Cavalcanti ( ) O termo “ela”, nas duas falas dos interlocutores, faz alusão FARIAS BRITO ALDEOTA 5 c 6 a 7 b 8 b aos mesmos referentes, con- Av. Júlio Abreu, 284 1 B siderando-se a comicidade na (cont. da Av. Dom Luís) 59064/12 - 2ª Semana - 21 a 25 de Maio construção de sentido do texto. PABX: 3486.9045 naldo26.4.12/Rev.: TSS 7 vestibularnoar@fariasbrito.com.br Vestibular no Ar
  8. 8. Vestibular no Ar www.fariasbrito.com.br 8vestibularnoar@fariasbrito.com.br Vestibular no Ar

×