O Apagão da Mão de Obra   e suas Perspectivas
Provocações• Quem trabalha em empresa (de qualquer tipo)?• Quem trabalha em RH ou liderança e, portanto, tem a  responsabi...
Então você conheceeste “tal de apagão” !!!
Mas, o que é o apagão  da mão-de-obra e como se manifesta?
• Trata-se de um fenômeno complexo, que incide deforma diferente nos variados setores, mas que temuma raiz comum: as defic...
A primeira é a indisponibilidade de recursoshumanos para fazer frente aos desafios docrescimento.• Diante do dinamismo de ...
A segunda forma de manifestação do apagão damão-de-obra diz respeito à qualidade daformação de nossos recursos humanos.• E...
Jornal Pioneiro – Sexta-feira – 18 de maio de 2012. Além da péssima colocação registrada por estudantes brasileirosnas av...
Então, quais sãoas perspectivas?
• Neste processo, as empresas devem reconhecernão somente a necessidade de implantarestratégias de curto, médio e longo pr...
O que vem antes?
O Ovo?
Ou a Galinha?
Ou seja:• Vamos esperar para ver o que acontece?- Pode ser que os reflexos da crise européia e a demora daretomada do cres...
• De acordo com Alfredo Assumpção, em artigopublicado este ano na revista VEJA, precisamosfazer um grande mutirão, incluin...
• Mas até que este movimento se estruture e ganheconsistência, o que podemos fazer agora, nomomento presente?• Como as emp...
• As respostas são simples, mas a solução não éfácil.- A responsabilidade não pode ser atribuídasomente às organizações e ...
• Buscar crescimento, expandir e reaprenderconhecimentos através de cursos de curta, média elonga duração;• Aprender a tra...
O pensamento que fica, ao final destes brevesquestionamentos, é que:- Estas habilidades podem, E DEVEM, seraprendidas e de...
MUITOOBRIGADO!  Fernando Guerraguerra@intral.com.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apagão da mão de obra

702 visualizações

Publicada em

Material de Apresentação Fernando Guerra

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
702
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apagão da mão de obra

  1. 1. O Apagão da Mão de Obra e suas Perspectivas
  2. 2. Provocações• Quem trabalha em empresa (de qualquer tipo)?• Quem trabalha em RH ou liderança e, portanto, tem a responsabilidade de admitir funcionários?• Quem tem vagas em aberto ou teve recentemente?• Foi fácil recrutar e selecionar?• Você reclama que está difícil atrair e manter funcionários na sua empresa?• Você acha que vai ficar mais fácil de contratar de agora em diante?
  3. 3. Então você conheceeste “tal de apagão” !!!
  4. 4. Mas, o que é o apagão da mão-de-obra e como se manifesta?
  5. 5. • Trata-se de um fenômeno complexo, que incide deforma diferente nos variados setores, mas que temuma raiz comum: as deficiências históricas denosso sistema de educação, dos níveis maisbásicos à educação continuada.• De maneira geral, haveria duas formas de suamanifestação:
  6. 6. A primeira é a indisponibilidade de recursoshumanos para fazer frente aos desafios docrescimento.• Diante do dinamismo de setores que cresceram (ealguns ainda crescem) a taxas chinesas, não temosnos dado conta da necessária formaçãoespecializada dos recursos humanos, apesar daforte expansão do ensino superior e da pós-graduação.
  7. 7. A segunda forma de manifestação do apagão damão-de-obra diz respeito à qualidade daformação de nossos recursos humanos.• Entre os formados e teoricamente capacitados,muitos detêm competências limitadas devido àsdebilidades históricas da educação no Brasil;• A recente universalização do ensino básico nãotem se mostrado suficiente para dotar osindivíduos de uma formação de qualidade.
  8. 8. Jornal Pioneiro – Sexta-feira – 18 de maio de 2012. Além da péssima colocação registrada por estudantes brasileirosnas avaliações internacionais, em 2011, de acordo com dados doINEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas), a taxa dereprovação no Ensino Médio foi de 13,1% (a maior desde 1999). Além disto, 9,6% dos estudantes neste ciclo abandonam a escola –no primeiro ano do Ensino Médio, o percentual de evasão foi de 11,8%. No Ensino Fundamental, as taxas de reprovação e abandono foramde 9,6% e 2,8%, no mesmo período, respectivamente. 92% de reprovação em recente concurso para o Magistério !!!!!!!
  9. 9. Então, quais sãoas perspectivas?
  10. 10. • Neste processo, as empresas devem reconhecernão somente a necessidade de implantarestratégias de curto, médio e longo prazo paraminimizar os impactos do apagão, mas também,assumir sua responsabilidade de agentetransformador da sociedade.
  11. 11. O que vem antes?
  12. 12. O Ovo?
  13. 13. Ou a Galinha?
  14. 14. Ou seja:• Vamos esperar para ver o que acontece?- Pode ser que os reflexos da crise européia e a demora daretomada do crescimento da economia Norte-americanafaçam a economia brasileira desacelerar e pessoascomecem a “sobrar” no mercado de trabalho.• Ou vamos agir?- Se vai faltar mão de obra qualificada (e já está faltando), oque é que estamos esperando?
  15. 15. • De acordo com Alfredo Assumpção, em artigopublicado este ano na revista VEJA, precisamosfazer um grande mutirão, incluindo governo einiciativa privada, para minimizarmos o gap decapital humano necessário para fazer crescer oPIB brasileiro de acordo com as grandesoportunidades que se desenham no cenárionacional.• Temos que Educar para Sobreviver !!!!
  16. 16. • Mas até que este movimento se estruture e ganheconsistência, o que podemos fazer agora, nomomento presente?• Como as empresas conseguirão atrair novostalentos, reter e motivar os colaboradores que jápossui?• E para a mão de obra disponível, como conquistaroportunidades no mercado de trabalho local einternacional?
  17. 17. • As respostas são simples, mas a solução não éfácil.- A responsabilidade não pode ser atribuídasomente às organizações e ao governo.- Deve ser assumida por todos os personagensenvolvidos, e especialmente pelos própriosprofissionais.
  18. 18. • Buscar crescimento, expandir e reaprenderconhecimentos através de cursos de curta, média elonga duração;• Aprender a trabalhar com metodologias validadase certificadas, com resultados comprováveis;• Analisar erros e corrigir os rumos, propor melhoriase inovar.
  19. 19. O pensamento que fica, ao final destes brevesquestionamentos, é que:- Estas habilidades podem, E DEVEM, seraprendidas e desenvolvidas em qualquer tempo,por qualquer um, independente da mão-de-obraestar “apagada” ou “acesa”, desde queassumamos a nossa responsabilidade e que:“ Pensemos GRANDE”.
  20. 20. MUITOOBRIGADO! Fernando Guerraguerra@intral.com.br

×