Na floresta vivia uma menina com o seu avô chamada Maria Castanha.
Deram-lhe este nome porque ela e o seu avô apanhavam ca...
Numa tarde Maria Castanha foi apanhar castanhas atravessou o rio em
cima de um tronco de uma árvore e encontrou os duendes...
Os duendes começaram a gritar: “Velho krock! Velho krock!"
Nesse momento, ao longe ouviu-se “croc, croc, croc", era o ruíd...
No dia seguinte a menina levantou-se para arrumar a
casa, acendeu a lareira, varreu o chão, fez as camas
a comida, e ficar...
Quando chegou a tarde, a Maria Castanha quis ir-se embora...,
mas os duendes deram as mãos e fizeram uma roda à volta dela...
Nos dois domingos seguintes a menina foi arrumar a cabana dos
duendes, mas no terceiro domingo a menina disse ao avô: - Ac...
Depois de tudo bem trancado, veio um duende disfarçado de
velhinha bateu à porta e disse:- Sou uma pobre velhinha que me
p...
No dia seguinte, o avô e Maria Castanha foram falar com o guarda
florestal e contaram –lhe o que aconteceu.
O guarda flore...
O avô e a Maria Castanha tiveram pena deles e disseram-lhes: -
Se não têm casa, podem ir viver connosco, lá ficam bem.
- O...
Depois, regressaram todos para casa do avô, muito contentes.
Os duendes fizeram o seu quarto no palheiro, e o velho Krock
...
Maria castanha com a historia dos duendes
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Maria castanha com a historia dos duendes

3.789 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.789
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
47
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
210
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Maria castanha com a historia dos duendes

  1. 1. Na floresta vivia uma menina com o seu avô chamada Maria Castanha. Deram-lhe este nome porque ela e o seu avô apanhavam castanhas para vender. Cada vez que iam apanhar castanhas o avô dizia para a menina: -Não passes para o outro lado do rio. Lembra-te que vivem lá os duendes da cabana. - Os duendes são maus, avô? - perguntou a menina. - Não, não são maus, mas gostam muito de fazer travessuras.
  2. 2. Numa tarde Maria Castanha foi apanhar castanhas atravessou o rio em cima de um tronco de uma árvore e encontrou os duendes, andavam sempre vestidos um de cada cor, o Azulinho, Verdinho, Laranjinha, Branquinho, Amarelinho e Vermelhinho. Eles ficaram muito contentes quando a viram. Brincaram muito com ela. Estava a escurecer e os duendes fizeram uma roda em volta dela para não a deixar ir embora.
  3. 3. Os duendes começaram a gritar: “Velho krock! Velho krock!" Nesse momento, ao longe ouviu-se “croc, croc, croc", era o ruído de um pássaro, e de repente viram chegar a voar um passáro grande para levar ao avô um papel escrito para não se preocupar que Maria Castanha ficava em casa dos duendes e voou, voouo o velho Krock, até ao avô.
  4. 4. No dia seguinte a menina levantou-se para arrumar a casa, acendeu a lareira, varreu o chão, fez as camas a comida, e ficaram todos muito contentes.
  5. 5. Quando chegou a tarde, a Maria Castanha quis ir-se embora..., mas os duendes deram as mãos e fizeram uma roda à volta dela. - Não, não, tu não te vais embora. E a menina começou a chorar. - Mas, por que é que não posso ir embora? - Podes ir embora mas tens que prometer que vens todos os domingos para arrumar a casa e fazer a comida! A Maria Castanha prometeu. - Se não cumprires , nós ficaremos muito zangados contigo e o velho Krock, como castigo, rouba-vos todas as castanhas antes de as poderem vender.
  6. 6. Nos dois domingos seguintes a menina foi arrumar a cabana dos duendes, mas no terceiro domingo a menina disse ao avô: - Acho que desta vez não vou. Estou cansada. - Está bem - disse o avô, - então temos que trancar bem as janelas e as portas, porque o velho Krock pode vir roubar-nos as castanhas.
  7. 7. Depois de tudo bem trancado, veio um duende disfarçado de velhinha bateu à porta e disse:- Sou uma pobre velhinha que me perdi na floresta; se me pudessem dizer o caminho... O avô levantou-se e foi abrir a porta logo entraram os duendes e o velho Krock a voar com um saco para levar todas as castanhas.
  8. 8. No dia seguinte, o avô e Maria Castanha foram falar com o guarda florestal e contaram –lhe o que aconteceu. O guarda florestal, ao saber o que tinha acontecido, chamou o cão e disse: - Vamos, atrás deles. E lá foram. Encontraram os duendes, estavam encharcados, sujos, a espirrar e a chorar. Noutro ramo, com as penas molhadas, estava o velho Krock. Tinham ficado sem cabana devido à tempestade naquela noite. -Fomos bem castigados, por pouco não morremos. Perdoem-nos, nunca mais faremos isso! - disse um dos duendes. -O guarda florestal deu ordem para ir buscar as castanha e eles foram, até apanharam mais.
  9. 9. O avô e a Maria Castanha tiveram pena deles e disseram-lhes: - Se não têm casa, podem ir viver connosco, lá ficam bem. - Obrigado, obrigado! - disseram os duendes. - Prometemos que vamos ser bonzinhos e que vamos trabalhar. Faremos todos os reca­dos, varremos a casa, vamos apanhar lenha, não precisam de fazer nada... só a comida, porque a Maria Castanha cozinha bem.
  10. 10. Depois, regressaram todos para casa do avô, muito contentes. Os duendes fizeram o seu quarto no palheiro, e o velho Krock encontrou no telhado um tronco bem forte onde fez a sua casa.

×