Um bocadinho de inverno

12.250 visualizações

Publicada em

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.250
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.571
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
559
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Um bocadinho de inverno

  1. 1. Um bocadinho de Inverno Paul Stewart e Chris Riddell
  2. 2. – Vou ter saudades de ti –disse o Coelho.– Vais ter saudades demim?– Não – disse o Ouriço.– Eu vou ter saudades deti – disse o Coelho.– Já sei – disse o Ouriço –ainda agora mo disseste.
  3. 3. – És esquecido – disse o Ouriço.– Esquecido? – disse o Coelho.– Se não fosses esquecido – disse o Ouriço -,lembravas-te de por que é que eu não vou tersaudades de ti.
  4. 4. – Lembra-me – disse o Coelho.– Vou estar a dormir – disse o Ouriço. – Quando estamos adormir não temos saudades dos amigos.
  5. 5. O Ouriço pegounuma pedra bicudae foi até à árvore. OCoelho comeu umaervinha verde, edepois uma florinha,e depois um trevo.
  6. 6. O Ouriço escreveu umamensagem na casca.
  7. 7. – Coelho - disse o Ouriço - , queroque me faças uma coisa. Vai serdifícil para um animal que é tãoesquecido. Foi por isso que escreviuma mensagem: para te lembrar.Quero que me guardes umbocadinho de Inverno.– Mas porquê? – perguntou o Coelho.– Quero saber como é o Inverno –disse o Ouriço.– O Inverno é duro e branco – disse oCoelho.– O Inverno é frio.– Mas frio como? – disse o Ouriço.– Agora tenho frio. Frio e s-o-o-o-n-o.E bocejou.
  8. 8. O Coelho abanou o amigo.– Ai! – gritou ele.
  9. 9. – Coelho – disse o Ouriço.– Está na hora de eu encontrar umsítio quente para passar o Inverno.
  10. 10. O Coelho chupou a pata.– Vou ter saudades de ti– disse ele.
  11. 11. Nesse ano o Inverno foi rigoroso.Caiu neve.O lago gelou.
  12. 12. O Coelho estava quentinho na toca, mas tinha fome.
  13. 13. – Isto é que é aborrecido no Inverno – disse o Coelho,enquanto saltava para fora. – Quanto mais frio está,mais comida eu quero.Olhou em volta. – E quanto mais frio está, menos comida encontro.Não havia erva verde.Não havia trevos verdes.O Coelho teve de se contentar com coisas castanhas.
  14. 14. Folhas castanhas.
  15. 15. Casca castanha.
  16. 16. Uma bolota castanha.
  17. 17. Quando o Coelho viu as palavras na árvore,ficou tão surpreendido que deixou cair a bolota.
  18. 18. A bolota rolou.Juntou neve.Transformou-se numa bolinha de neve.
  19. 19. O Coelho leu a mensagem.– Ai a minha cabeça – disseele. – Um bocadinho de quê?Soprava um vento gelado. OCoelho olhou para a bola deneve e lembrou-se.– Um bocadinho de Inverno –disse ele.
  20. 20. O Coelho rolou a bola de neve na neve. A bola ficou cada vez maior.
  21. 21. O Coelho embrulhou a bola de neve com folhas. – Não vão deixar entrar o calor. Não vão deixar sair o frio –disse o Coelho.
  22. 22. – Depois guardo-a debaixo do chão.
  23. 23. Chegou a Primavera. OSol brilhava. A nevederreteu-se e o lagovoltou a ser de água.O Ouriço acordou.
  24. 24. – Ouriço! – disse o Coelho.– Coelho! – disse o Ouriço.
  25. 25. – Oh, Coelho – disse o Ouriço -, comeste o Inverno.
  26. 26. – Não – disse o Coelho.– Comi foi a casca. O Inverno estáguardado.– Está na minha toca.– Vou buscá-lo.
  27. 27. O Coelho tocou na bolacastanha e macia.Disseste-me que o Inverno eraduro e branco – disse ele.– E frio.– Espera – disse o Coelho.
  28. 28. Retirou as folhas, uma a uma.
  29. 29. O Ouriço olhou paraa bola de neve.Tinha o aspecto deInverno.
  30. 30. O Ouriço cheirou a bola de neve.Cheirava a Inverno.
  31. 31. O Ouriço agarrou nabola de neve com aspatas.
  32. 32. – Ai – gritou ele.– Ela mordeu-me.
  33. 33. – É assim que é o Inverno – disse o Coelho.
  34. 34. – Obrigado por te tereslembrado – disse oouriço.– Lembrei-me porquetive saudades de ti –disse o coelho.– E tu, tiveste saudadesde mim?O Ouriço deu umsuspiro.– Oh, Coelho – disse ele.
  35. 35. P. B. – 2009/2010Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio

×