O baile dos 3 porquinhos

4.016 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.016
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
193
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
335
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O baile dos 3 porquinhos

  1. 1. Os três porquinhos são famosos na floresta. Conta-se que um dia, conseguiram apanhar um lobo e cozinhá-lo. O Lobo Grande não acredita nem numa única palavra! Estes porquinhos não são mais espertos do que os outros e tenciona mesmo comê-los! Cada um dos três porquinhos tem uma casa no floresta. O Lobo Grande já descobriu onde mora o primeiro dos três. – Logo que ele saia, atiro -me a ele e como-o – diz, de si para si. E fica à espera.
  2. 2. Daí a pouco, abre-se a porta. Mas quem sai não é o porquinho. – Que vejo eu? É o caçador! – exclama o Lobo Grande – Aposto que comeu o meu porquinho. Ainda por cima, leva a espingarda!! – Vou segui-lo. Vai para casa do segundo porco, de certeza. – E o Lobo Grande põe-se a seguir o caçador, mas de longe, com medo da espingarda. – Entretanto, o caçador pára diante de uma linda casa e entra. – Ai ai ai? – pensa o Lobo Grande. – Oxalá não coma também aquele!
  3. 3. Daí a pouco, abre-se a porta. O caçador sai com o Capuchinho Vermelho. – Mas está claro! – diz o Lobo Grande. – O caçador é amigo do Capuchinho Vermelho e não dos três porquinhos. Como sou estúpido! Aposto que vão para a casa da avó. Muito bem, vou segui-los.
  4. 4. O caçador e o Capuchinho Vermelho dirigem-se para uma linda casa de tijolo, toda iluminada, na qual se ouvem risadas e música. Entram. Como a porta está aberta, o Lobo Grande também entra e vê algo inacreditável!
  5. 5. Todos os animais da quinta estão reunidos! Trazem chapéus, vestidos compridos, bigodes postiços, cantam e dançam e riem às gargalhadas. – Vamos lá dançar a farândola – convida um deles, puxando-o por um braço. – O Lobo Grande começa a rodopiar agarrado ao seu par. Entretanto, a cadela da quinta observa os dançarinos.
  6. 6. O Lobo Grande agrada-lhe bastante. Leva-o para o meio da roda. – Beijo! Beijo!! – gritam os animais. O Lobo Grande tem medo. O que é um beijo? O que lhe irá acontecer? Fecha os olhos com força. E de repente, sente uma coisa muito doce….. …Uma coisa tão doce que tem a sensação de derreter. Esquece-se do lugar onde está. Só tem uma única ideia na cabeça, divertir-se, dançar e receber muitos mais desses beijos maravilhosos.
  7. 7. O Lobo Grande já não pensa nos três porquinhos, no caçador, no Capuchinho Vermelho, nem sequer na avó. Mas a avó observa-o atentamente. O Lobo Grande não lhe agrada. Parece um lobo a sério. – Quero ficar descansada – diz ela. Então pega num alfinete e espeta-o na cauda do lobo. O Lobo Grande solta um uivo. – É mesmo um lobo!! – grita a avó – Fujam todos, depressa!
  8. 8. Apavorados os animais correm para a porta. – É lobo! É lobo – gritam. – O Lobo Grande não percebe nada.
  9. 9. Tenta deter os amigos, mas escorrega… … e dá um grande trambolhão! – Ó diabo, deve-se ter magoado! – diz a galinha.
  10. 10. – Coitado do lobo – diz o touro. – Era tão bonito, tão simpático! – Que bem que dançava! – elogia a cabra. – Que bem que beijava! – suspira a cadela. – Talvez até, lá no fundo, não seja assim tão mau – diz o primeiro porco. – Talvez devêssemos socorrê-lo – sugere o segundo. No dia seguinte, quando o Lobo Grande acorda, sente umas terríveis dores de cabeça. – Onde terei feito este galo? – pergunta a si próprio. É então, que vê três porquinhos sentados aos pés da cama a observá-lo.. O Lobo Grande não percebe mesmo nada!
  11. 11. – Então, não nos reconheces? – perguntam os três porquinhos. – E contam tudo ao Lobo Grande que desata a rir. O Lobo Grande recupera depressa. Daí a pouco já pode sair. – E se organizássemos alguma coisa para festejar a minha cura? – sugere ele, uma manhã. – Podíamos fazer um grande baile de máscaras, como da última vez – responde o amigo. – Boa! – exclama o Lobo Grande. E até já sabe de que se vai disfarçar…

×