SlideShare uma empresa Scribd logo

O baile dos 3 porquinhos

D
Danyela25
1 de 13
Baixar para ler offline
O baile dos 3 porquinhos
Os três porquinhos são famosos na floresta.
Conta-se que um dia, conseguiram apanhar um
lobo e cozinhá-lo. O Lobo Grande não acredita nem
numa única palavra! Estes porquinhos não são mais
espertos do que os outros e tenciona mesmo
comê-los!

Cada um dos três
porquinhos tem uma
casa no floresta.
O Lobo Grande já
descobriu onde
mora o primeiro dos
três.
– Logo que ele
saia, atiro -me a ele
e como-o – diz, de si
para si. E fica à
espera.
Daí a pouco, abre-se a
porta.
Mas quem sai não é o
porquinho.
– Que vejo eu? É o caçador!
– exclama o Lobo Grande –
Aposto que comeu o meu
porquinho.
Ainda por cima, leva a
espingarda!!

– Vou segui-lo. Vai para casa
do segundo porco, de
certeza.
– E o Lobo Grande põe-se a
seguir o caçador, mas de
longe, com medo da
espingarda.
– Entretanto, o caçador pára
diante de uma linda casa e
entra.
– Ai ai ai? – pensa o Lobo
Grande. – Oxalá não coma
também aquele!
Daí a pouco, abre-se a porta.
O caçador sai com o Capuchinho
Vermelho.

– Mas está claro! – diz o Lobo Grande.
– O caçador é amigo do Capuchinho
Vermelho e não dos três porquinhos. Como
sou estúpido! Aposto que vão para a casa da
avó. Muito bem, vou segui-los.
O caçador e o Capuchinho Vermelho dirigem-se para uma
linda casa de tijolo, toda iluminada, na qual se ouvem
risadas e música. Entram. Como a porta está aberta, o
Lobo Grande também entra e vê algo inacreditável!
Todos os animais da quinta estão reunidos! Trazem
chapéus, vestidos compridos, bigodes postiços, cantam
e dançam e riem às gargalhadas.
– Vamos lá dançar a farândola – convida um
deles, puxando-o por um braço.
– O Lobo Grande começa a rodopiar agarrado ao seu par.
Entretanto, a cadela da quinta observa os dançarinos.

Recomendados

Conto torrado nuvem.caracol_Clara
Conto torrado nuvem.caracol_ClaraConto torrado nuvem.caracol_Clara
Conto torrado nuvem.caracol_ClaraClara Sousa
 
A ovelhinha-que-veio-para-jantar
A ovelhinha-que-veio-para-jantarA ovelhinha-que-veio-para-jantar
A ovelhinha-que-veio-para-jantarOfelia Liborio
 
Natal conto melhor-natal-de-sempre
Natal conto melhor-natal-de-sempreNatal conto melhor-natal-de-sempre
Natal conto melhor-natal-de-sempreMarisol Santos
 
Coração de Mãe
Coração de MãeCoração de Mãe
Coração de MãePedro Moura
 
Orelha de limão
Orelha de limãoOrelha de limão
Orelha de limãotlfleite
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A galinha medrosa de antonio mota
A galinha medrosa de antonio motaA galinha medrosa de antonio mota
A galinha medrosa de antonio motaColégio Colibri
 
7 a menina que esquecia de levar a fala para a escola
7  a menina que esquecia de levar a fala para a escola7  a menina que esquecia de levar a fala para a escola
7 a menina que esquecia de levar a fala para a escolatlfleite
 
Carlota barbosa a bruxa medrosa
Carlota barbosa a bruxa medrosa Carlota barbosa a bruxa medrosa
Carlota barbosa a bruxa medrosa Lara Gonçalves
 
A magia da estrela do outono
A magia da estrela do outonoA magia da estrela do outono
A magia da estrela do outonoCarla Ferreira
 
O sapato que miava (1)
O sapato que miava (1)O sapato que miava (1)
O sapato que miava (1)tlfleite
 
A bruxa zanaga- ilustrações de Carla Antunes
A bruxa zanaga- ilustrações de Carla AntunesA bruxa zanaga- ilustrações de Carla Antunes
A bruxa zanaga- ilustrações de Carla AntunesIsa Crowe
 
A história da bruxinha
A história da bruxinhaA história da bruxinha
A história da bruxinhaKatia Martinez
 
Escola dos meninos felizes livro
Escola dos meninos felizes   livroEscola dos meninos felizes   livro
Escola dos meninos felizes livroRoberto Schkolnick
 
Quando me sinto... zangado
Quando me sinto... zangadoQuando me sinto... zangado
Quando me sinto... zangadoLurdesRFernandes
 
João e-os-5-sentidos
João e-os-5-sentidosJoão e-os-5-sentidos
João e-os-5-sentidosMara Pinto
 
Bruxa mimi
Bruxa mimiBruxa mimi
Bruxa mimiAna Alho
 

Mais procurados (20)

A galinha medrosa de antonio mota
A galinha medrosa de antonio motaA galinha medrosa de antonio mota
A galinha medrosa de antonio mota
 
O senhor mago e a folha
O senhor mago e a folhaO senhor mago e a folha
O senhor mago e a folha
 
O meu pai
O meu paiO meu pai
O meu pai
 
A Sopa Verde
A Sopa VerdeA Sopa Verde
A Sopa Verde
 
RITA, NÃO GRITA!
RITA, NÃO GRITA!RITA, NÃO GRITA!
RITA, NÃO GRITA!
 
7 a menina que esquecia de levar a fala para a escola
7  a menina que esquecia de levar a fala para a escola7  a menina que esquecia de levar a fala para a escola
7 a menina que esquecia de levar a fala para a escola
 
Carlota barbosa a bruxa medrosa
Carlota barbosa a bruxa medrosa Carlota barbosa a bruxa medrosa
Carlota barbosa a bruxa medrosa
 
Nao quero dormir!
Nao quero dormir!Nao quero dormir!
Nao quero dormir!
 
A magia da estrela do outono
A magia da estrela do outonoA magia da estrela do outono
A magia da estrela do outono
 
Rafa girafa
Rafa girafaRafa girafa
Rafa girafa
 
O sapato que miava (1)
O sapato que miava (1)O sapato que miava (1)
O sapato que miava (1)
 
A bruxa zanaga- ilustrações de Carla Antunes
A bruxa zanaga- ilustrações de Carla AntunesA bruxa zanaga- ilustrações de Carla Antunes
A bruxa zanaga- ilustrações de Carla Antunes
 
A história da bruxinha
A história da bruxinhaA história da bruxinha
A história da bruxinha
 
Escola dos meninos felizes livro
Escola dos meninos felizes   livroEscola dos meninos felizes   livro
Escola dos meninos felizes livro
 
História desculpa ....
História desculpa ....História desculpa ....
História desculpa ....
 
O livro dos corações
O livro dos coraçõesO livro dos corações
O livro dos corações
 
Quando me sinto... zangado
Quando me sinto... zangadoQuando me sinto... zangado
Quando me sinto... zangado
 
Um bocadinho inverno
Um bocadinho invernoUm bocadinho inverno
Um bocadinho inverno
 
João e-os-5-sentidos
João e-os-5-sentidosJoão e-os-5-sentidos
João e-os-5-sentidos
 
Bruxa mimi
Bruxa mimiBruxa mimi
Bruxa mimi
 

Destaque

Eu Sei Tudo Sobre O Pai Natal 2
Eu Sei Tudo Sobre O Pai Natal 2Eu Sei Tudo Sobre O Pai Natal 2
Eu Sei Tudo Sobre O Pai Natal 2Cat Rego
 
A oficina do pai natal- pdf
A oficina do pai natal- pdfA oficina do pai natal- pdf
A oficina do pai natal- pdfIsa Crowe
 
O pai natal e o menino jesus 1
O pai natal e o menino jesus 1O pai natal e o menino jesus 1
O pai natal e o menino jesus 1anamedeiros152
 
A verdadeira história dos 3 porquinhos
A verdadeira história dos 3 porquinhosA verdadeira história dos 3 porquinhos
A verdadeira história dos 3 porquinhosAna Luis
 
Apostilacantigasinfantisfascculodacriana2009 130115145613-phpapp01
Apostilacantigasinfantisfascculodacriana2009 130115145613-phpapp01Apostilacantigasinfantisfascculodacriana2009 130115145613-phpapp01
Apostilacantigasinfantisfascculodacriana2009 130115145613-phpapp01maumau81
 
Projeto os três porquinhos
Projeto os três porquinhosProjeto os três porquinhos
Projeto os três porquinhossandramirandan
 
Um Pai Natal saudavel
Um Pai Natal saudavelUm Pai Natal saudavel
Um Pai Natal saudavelMarisa
 
Expressão Plástica Natal
Expressão Plástica NatalExpressão Plástica Natal
Expressão Plástica NatalBruno Reimão
 
Ovelha perdida
Ovelha perdidaOvelha perdida
Ovelha perdidaFi Nobre
 
Viver o Natal, por Sidónio e Tiago.
Viver o Natal, por Sidónio e Tiago.Viver o Natal, por Sidónio e Tiago.
Viver o Natal, por Sidónio e Tiago.isabel preto
 
História da-árvore-de-natal
História da-árvore-de-natalHistória da-árvore-de-natal
História da-árvore-de-natalbibliotecaeb23vv
 
historia sim-_o e a noite de natal
  historia   sim-_o e a noite de natal  historia   sim-_o e a noite de natal
historia sim-_o e a noite de natalfranciscamonteiro
 

Destaque (20)

Eu Sei Tudo Sobre O Pai Natal 2
Eu Sei Tudo Sobre O Pai Natal 2Eu Sei Tudo Sobre O Pai Natal 2
Eu Sei Tudo Sobre O Pai Natal 2
 
A oficina do pai natal- pdf
A oficina do pai natal- pdfA oficina do pai natal- pdf
A oficina do pai natal- pdf
 
Uma Prenda de Natal
Uma Prenda de NatalUma Prenda de Natal
Uma Prenda de Natal
 
Tu é que és o pai natal
Tu é que és o pai natalTu é que és o pai natal
Tu é que és o pai natal
 
O pai natal e o menino jesus 1
O pai natal e o menino jesus 1O pai natal e o menino jesus 1
O pai natal e o menino jesus 1
 
A verdadeira história dos 3 porquinhos
A verdadeira história dos 3 porquinhosA verdadeira história dos 3 porquinhos
A verdadeira história dos 3 porquinhos
 
Os tres porquinhos
Os tres porquinhosOs tres porquinhos
Os tres porquinhos
 
Os três porquinhos
Os três porquinhosOs três porquinhos
Os três porquinhos
 
Apostilacantigasinfantisfascculodacriana2009 130115145613-phpapp01
Apostilacantigasinfantisfascculodacriana2009 130115145613-phpapp01Apostilacantigasinfantisfascculodacriana2009 130115145613-phpapp01
Apostilacantigasinfantisfascculodacriana2009 130115145613-phpapp01
 
Projeto os três porquinhos
Projeto os três porquinhosProjeto os três porquinhos
Projeto os três porquinhos
 
Um Pai Natal saudavel
Um Pai Natal saudavelUm Pai Natal saudavel
Um Pai Natal saudavel
 
Expressão Plástica Natal
Expressão Plástica NatalExpressão Plástica Natal
Expressão Plástica Natal
 
Cuisenaire
CuisenaireCuisenaire
Cuisenaire
 
A historia do natal
A historia do natalA historia do natal
A historia do natal
 
Ovelha perdida
Ovelha perdidaOvelha perdida
Ovelha perdida
 
História de Natal - " Anjos"
História de Natal - " Anjos"História de Natal - " Anjos"
História de Natal - " Anjos"
 
Os três ursos
Os três ursosOs três ursos
Os três ursos
 
Viver o Natal, por Sidónio e Tiago.
Viver o Natal, por Sidónio e Tiago.Viver o Natal, por Sidónio e Tiago.
Viver o Natal, por Sidónio e Tiago.
 
História da-árvore-de-natal
História da-árvore-de-natalHistória da-árvore-de-natal
História da-árvore-de-natal
 
historia sim-_o e a noite de natal
  historia   sim-_o e a noite de natal  historia   sim-_o e a noite de natal
historia sim-_o e a noite de natal
 

Semelhante a O baile dos 3 porquinhos

Artes três porquinhos 1º
Artes três porquinhos 1ºArtes três porquinhos 1º
Artes três porquinhos 1ºAna Wronski
 
Os Três Portinhos
Os Três PortinhosOs Três Portinhos
Os Três PortinhosPaty Nunes
 
Livro abc do aprender
Livro abc do aprenderLivro abc do aprender
Livro abc do aprendersbtvd
 
Um lobo culto
Um lobo cultoUm lobo culto
Um lobo cultoAVEOS
 
Um lobo culto
Um lobo cultoUm lobo culto
Um lobo cultoAVEOS
 
"Um lobo culto"
"Um lobo culto""Um lobo culto"
"Um lobo culto"AVEOS
 
O cachorro e coelho
O cachorro e coelhoO cachorro e coelho
O cachorro e coelhoJoão Lopes
 
A horta do sr. lobo
A horta do sr. loboA horta do sr. lobo
A horta do sr. lobobibabbe
 
A horta do Sr. Lobo
A horta do Sr. LoboA horta do Sr. Lobo
A horta do Sr. Lobobibabbe
 
A horta do sr. lobo
A horta do sr. loboA horta do sr. lobo
A horta do sr. lobobibabbe
 
A horta do sr lobo[1]
A horta do sr lobo[1]A horta do sr lobo[1]
A horta do sr lobo[1]Teresa Ramos
 
O cachorro e o coelho
O cachorro e o coelhoO cachorro e o coelho
O cachorro e o coelhoBruno Dinardi
 
O Cachorro e o Coelho
O Cachorro e o CoelhoO Cachorro e o Coelho
O Cachorro e o CoelhoAngela Santos
 
O Cachorroecoelho
O CachorroecoelhoO Cachorroecoelho
O Cachorroecoelhomgamam
 
O Cachorroecoelho
O CachorroecoelhoO Cachorroecoelho
O Cachorroecoelhomgamam
 
O Cachorro e o Coelho
O Cachorro e o CoelhoO Cachorro e o Coelho
O Cachorro e o Coelhousr_isaltino
 

Semelhante a O baile dos 3 porquinhos (20)

Artes três porquinhos 1º
Artes três porquinhos 1ºArtes três porquinhos 1º
Artes três porquinhos 1º
 
Os Três Portinhos
Os Três PortinhosOs Três Portinhos
Os Três Portinhos
 
Livro abc do aprender
Livro abc do aprenderLivro abc do aprender
Livro abc do aprender
 
Fábulas de monteiro lobato
Fábulas de monteiro lobatoFábulas de monteiro lobato
Fábulas de monteiro lobato
 
Um lobo culto
Um lobo cultoUm lobo culto
Um lobo culto
 
Um lobo culto
Um lobo cultoUm lobo culto
Um lobo culto
 
"Um lobo culto"
"Um lobo culto""Um lobo culto"
"Um lobo culto"
 
O CãO E O Coelho
O CãO E O CoelhoO CãO E O Coelho
O CãO E O Coelho
 
O cachorro e coelho
O cachorro e coelhoO cachorro e coelho
O cachorro e coelho
 
A horta do sr. lobo
A horta do sr. loboA horta do sr. lobo
A horta do sr. lobo
 
A horta do Sr. Lobo
A horta do Sr. LoboA horta do Sr. Lobo
A horta do Sr. Lobo
 
A horta do sr. lobo
A horta do sr. loboA horta do sr. lobo
A horta do sr. lobo
 
A horta do sr lobo[1]
A horta do sr lobo[1]A horta do sr lobo[1]
A horta do sr lobo[1]
 
O cachorro e o coelho
O cachorro e o coelhoO cachorro e o coelho
O cachorro e o coelho
 
O Cachorro e o Coelho
O Cachorro e o CoelhoO Cachorro e o Coelho
O Cachorro e o Coelho
 
O Cachorroecoelho
O CachorroecoelhoO Cachorroecoelho
O Cachorroecoelho
 
O cachorro e coelho
O cachorro e coelhoO cachorro e coelho
O cachorro e coelho
 
O Cachorroecoelho
O CachorroecoelhoO Cachorroecoelho
O Cachorroecoelho
 
O Cachorro e o coelho
O Cachorro e o coelhoO Cachorro e o coelho
O Cachorro e o coelho
 
O Cachorro e o Coelho
O Cachorro e o CoelhoO Cachorro e o Coelho
O Cachorro e o Coelho
 

Último

B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...azulassessoriaacadem3
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...azulassessoriaacadem3
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 

Último (20)

SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 

O baile dos 3 porquinhos

  • 2. Os três porquinhos são famosos na floresta. Conta-se que um dia, conseguiram apanhar um lobo e cozinhá-lo. O Lobo Grande não acredita nem numa única palavra! Estes porquinhos não são mais espertos do que os outros e tenciona mesmo comê-los! Cada um dos três porquinhos tem uma casa no floresta. O Lobo Grande já descobriu onde mora o primeiro dos três. – Logo que ele saia, atiro -me a ele e como-o – diz, de si para si. E fica à espera.
  • 3. Daí a pouco, abre-se a porta. Mas quem sai não é o porquinho. – Que vejo eu? É o caçador! – exclama o Lobo Grande – Aposto que comeu o meu porquinho. Ainda por cima, leva a espingarda!! – Vou segui-lo. Vai para casa do segundo porco, de certeza. – E o Lobo Grande põe-se a seguir o caçador, mas de longe, com medo da espingarda. – Entretanto, o caçador pára diante de uma linda casa e entra. – Ai ai ai? – pensa o Lobo Grande. – Oxalá não coma também aquele!
  • 4. Daí a pouco, abre-se a porta. O caçador sai com o Capuchinho Vermelho. – Mas está claro! – diz o Lobo Grande. – O caçador é amigo do Capuchinho Vermelho e não dos três porquinhos. Como sou estúpido! Aposto que vão para a casa da avó. Muito bem, vou segui-los.
  • 5. O caçador e o Capuchinho Vermelho dirigem-se para uma linda casa de tijolo, toda iluminada, na qual se ouvem risadas e música. Entram. Como a porta está aberta, o Lobo Grande também entra e vê algo inacreditável!
  • 6. Todos os animais da quinta estão reunidos! Trazem chapéus, vestidos compridos, bigodes postiços, cantam e dançam e riem às gargalhadas. – Vamos lá dançar a farândola – convida um deles, puxando-o por um braço. – O Lobo Grande começa a rodopiar agarrado ao seu par. Entretanto, a cadela da quinta observa os dançarinos.
  • 7. O Lobo Grande agrada-lhe bastante. Leva-o para o meio da roda. – Beijo! Beijo!! – gritam os animais. O Lobo Grande tem medo. O que é um beijo? O que lhe irá acontecer? Fecha os olhos com força. E de repente, sente uma coisa muito doce….. …Uma coisa tão doce que tem a sensação de derreter. Esquece-se do lugar onde está. Só tem uma única ideia na cabeça, divertir-se, dançar e receber muitos mais desses beijos maravilhosos.
  • 8. O Lobo Grande já não pensa nos três porquinhos, no caçador, no Capuchinho Vermelho, nem sequer na avó. Mas a avó observa-o atentamente. O Lobo Grande não lhe agrada. Parece um lobo a sério. – Quero ficar descansada – diz ela. Então pega num alfinete e espeta-o na cauda do lobo. O Lobo Grande solta um uivo. – É mesmo um lobo!! – grita a avó – Fujam todos, depressa!
  • 9. Apavorados os animais correm para a porta. – É lobo! É lobo – gritam. – O Lobo Grande não percebe nada.
  • 10. Tenta deter os amigos, mas escorrega… … e dá um grande trambolhão! – Ó diabo, deve-se ter magoado! – diz a galinha.
  • 11. – Coitado do lobo – diz o touro. – Era tão bonito, tão simpático! – Que bem que dançava! – elogia a cabra. – Que bem que beijava! – suspira a cadela. – Talvez até, lá no fundo, não seja assim tão mau – diz o primeiro porco. – Talvez devêssemos socorrê-lo – sugere o segundo. No dia seguinte, quando o Lobo Grande acorda, sente umas terríveis dores de cabeça. – Onde terei feito este galo? – pergunta a si próprio. É então, que vê três porquinhos sentados aos pés da cama a observá-lo.. O Lobo Grande não percebe mesmo nada!
  • 12. – Então, não nos reconheces? – perguntam os três porquinhos. – E contam tudo ao Lobo Grande que desata a rir. O Lobo Grande recupera depressa. Daí a pouco já pode sair. – E se organizássemos alguma coisa para festejar a minha cura? – sugere ele, uma manhã. – Podíamos fazer um grande baile de máscaras, como da última vez – responde o amigo. – Boa! – exclama o Lobo Grande. E até já sabe de que se vai disfarçar…