Tempo eterno

325 visualizações

Publicada em

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
325
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tempo eterno

  1. 1. A suave luz da manhã anuncia mais um dia que se inicia.
  2. 2. A cada novo amanhecer, por que acordamos?...
  3. 3. De batalha em batalha, a vida vamos levando.
  4. 4. Mais um dia de batalhas, - emocionais, financeiras, profissionais, acadêmicas, intelectuais...
  5. 5. Há quem diga que o que nos faz acordar e enfrentar mais um dia é a esperança da felicidade.
  6. 6. Há quem diga que o que nos faz acordar e enfrentar mais um dia é a esperança da felicidade . Felicidade – esta palavra tão usada, mas tão difícil de definir.
  7. 7. O que vem a ser a Felicidade, – onde haveremos de encontrá-la?
  8. 8. O que vem a ser a Felicidade , – onde haveremos de encontrá-la? Vejamos o que nos ensina o eterno mestre acerca da Felicidade:...
  9. 9. “ Felizes são aqueles que levam consigo uma parte das dores do mundo. Durante a longa caminhada, eles saberão mais coisas sobre a felicidade do que aqueles que a evitam.” frase atribuída a Jesus Cristo
  10. 10. E o que significa “ levar consigo uma parte das dores do mundo”?
  11. 11. Compaixão, conforme a tradição budista, significa ser mais sensível ao outro; à dor do outro, à alegria do outro.
  12. 12. Compaixão, conforme a tradição budista, significa ser mais sensível ao outro ; Nos tempos atuais, onde as pessoas estão cada vez mais materialistas e ensimesmadas, “ compaixão” é um termo em desuso...
  13. 13. Nas conversas diárias, impera a individualidade: “ O meu salário.” “ O meu próximo carro.” “ O novo toque do meu moderno celular.” “ O roteiro de férias da minha família”...
  14. 14. E ao nos cegarmos para a compaixão, nos afastamos na mesma medida da verdadeira felicidade.
  15. 16. É na Caridade que se encontra a materialização da Compaixão.
  16. 17. É na Caridade que se realiza o prometido encontro com o nosso Criador, - pois Ele marcou o encontro onde nos parece mais contraditório: no oprimido, no sedento, no faminto e no nu.
  17. 18. Portanto, naqueles que não contam para os critérios dominantes da sociedade.
  18. 19. Naqueles que o sistema considera nulos, pois praticamente não produzem nada, e quase nada consomem, Deus quis reconhecer Sua existência.
  19. 20. Ele os chama de “ Meus irmãos e Minhas irmãs menores” e diz: “ Quem os recebe a Mim recebe, quem os rejeita a Mim rejeita.”
  20. 21. Ele os chama de “ Meus irmãos e Minhas irmãs menores” e diz: “ Quem os recebe a Mim recebe, quem os rejeita a Mim rejeita.” Aproveitar esta breve, frágil e incerta existência terrena para acumular vitórias nas batalhas do espírito. Partilhar bens e dons – materiais e espirituais.
  21. 22. Procurar a elevação espiritual, progredindo em virtudes e boas ações. Ascender, um degrau que seja, todo dia, em direção à nossa Bem-aventurança.
  22. 23. Preservar o coração de todas as sugestões ou impulsos diversos que o desencaminham da Pureza e do Silêncio necessários ao estabelecimento nele da Presença Divina.
  23. 24. “ Ó Filho do Ser! Teu coração é Meu lar; santifica-o para Minha descida. Teu espírito é a sede de Minha Revelação; purifica-o, para que nele Eu possa Me manifestar.” dos Escritos da Fé Bahá’í
  24. 25. “ Ó Filho do Ser! Teu coração é Meu lar ; santifica-o para Minha descida. ...” Renascer a cada dia, aperfeiçoando a essência que em nós habita.
  25. 26. Acima de tudo que se deve guardar, cuidar da criança do nosso espírito.
  26. 27. Acima de tudo que se deve guardar, cuidar da criança do nosso espírito.
  27. 28. Tema musical: “ The flight of the Earls”, Phil Coulter Formatação: [email_address]
  28. 29. Apresentação inspirada em trechos do livro “ A Força da Ternura”, de Leonardo Boff

×