SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 32
Baixar para ler offline
1
UNIVERSDADE DE SÃO PAULO
COLÉGIO TÉCNICO DE LORENA
ENSINO MÉDIO – PRIMEIRO ANO
AS MEMBRANAS CELULARES
FB: Marco Alcântara
E-correio: marko@usp.br
AULAS 03
2
Roteiro da aula
MANUTENÇÃO DA IDENTIDADE CELULAR
CARACTERÍSTICAS GERAIS DA MEMBRANA
TROCAS ENTRE CÉLULA E AMBIENTE
DIFUSÃO: UM FENÔMENO FÍSICO
DIFUSÃO FACILITADA
OSMOSE
TRANSPORTE ATIVO
PROCESSOS QUE ENVOLVEM VESÍCULAS
Composição química da célula x ambiente?
Para sobreviver: precisa preservar essa
composição.
Membrana plasmática:
PERMEABILIDADE SELETIVA.
MANUTENÇÃO DA IDENTIDADE CELULAR
Espessura: 7 a 9 nm – só no microscópio
eletrônico
Constituição lipoprotéica: proteína e
(fosfo)lipídeos
“Mosaico fluído”
Retículo, complexo de Golgi, mitocôndrias –
também!
CARACTERÍSTICAS GERAIS DA MEMBRANA
Estrutura da membrana plasmática
Ácidos graxos, lipídeos simples e fosfolipídeos
Três maneiras:
- Processos Passivos
- Processos Ativos
- Processos Mediados por Vesículas
TROCAS ENTRE CÉLULA E AMBIENTE
Astrocasentreacélulaeoambiente.
Células inteiras
ou restos de
estruturas
celulares
Formação de
vacúolo e gasto
de energia
Fagocitose
(partículas
grandes,
geralmente
sólidas)
MacromoléculasFormação de
vacúolos e
gasto de
energia
Pinocitose
(pequenas,
geralmente
líquidas)
(com
vesículas)
Endocitose e
exocitose
Açúcares
simples,
aminoácidos,
Na+
, K+
Proteína
carreadora,
gasto de
energia
Transporte
ativo
Açúcares
simples,
aminoácidos
Gradiente de
concentrações,
proteína
carreadora
Sem gasto
energia
Difusão
facilitada
O2
, CO2
, Água,
substâncias
solúveis em
lipídeos
gradiente de
concentrações
Sem gasto
energia
Difusão
simples,
osmose
Transporte
passivo
ExemplosCondições
para ocorrer
Nome dos
Processos
Células inteiras
ou restos de
estruturas
celulares
Formação de
vacúolo e gasto
de energia
Fagocitose
(partículas
grandes,
geralmente
sólidas)
MacromoléculasFormação de
vacúolos e
gasto de
energia
Pinocitose
(pequenas,
geralmente
líquidas)
(com
vesículas)
Endocitose e
exocitose
Açúcares
simples,
aminoácidos,
Na+
, K+
Proteína
carreadora,
gasto de
energia
Transporte
ativo
Açúcares
simples,
aminoácidos
Gradiente de
concentrações,
proteína
carreadora
Sem gasto
energia
Difusão
facilitada
O2
, CO2
, Água,
substâncias
solúveis em
lipídeos
gradiente de
concentrações
Sem gasto
energia
Difusão
simples,
osmose
Transporte
passivo
ExemplosCondições
para ocorrer
Nome dos
Processos
Difusão:
Movimento partículas: solução ou meio gasoso.
Maior concentração para menor concentração
Gradiente de concentração – a favor
Difusão na célula
Condição: a membrana ser permeável à
substância.
DIFUSÃO: UM FENÔMENO FÍSICO
Sentido do gradiente
O2
e CO2
consumo mitocôndrias e
resíduo da respiração.
Trocas de O2 e de CO2 por difusão
Qualquer substância
atravessa bicamada
lipídica igualmente???
DIFUSÃO FACILITADA
permeabilidade seletiva de uma bicamada lipídica a diferentes substâncias
Permeabilidade comparativa da membrana às várias moléculas
10-8Íon Sódio (Na+)
10-7Íon Potássio (K+)
10-6Íon Cloro (Cl-)
10-3Glicose
10-3Triptofano
10-1Glicerol
100Água
Grau de PermeabilidadeSubstância
10-8Íon Sódio (Na+)
10-7Íon Potássio (K+)
10-6Íon Cloro (Cl-)
10-3Glicose
10-3Triptofano
10-1Glicerol
100Água
Grau de PermeabilidadeSubstância
Precisa de moléculas transportadoras!
Esquema de proteínas encaixadas na bicamada lipídica
Exemplo: açúcares simples e aminoácidos.
Difusão facilitada.
Molécula transportadora (proteína): específica
para a substância transportada.
Semelhante a enzima - chave-fechadura
Características da difusão facilitada:
De acordo com o gradiente de concentração
Não há consumo de energia
Sentido do gradiente
OSMOSE
Esquema da osmose
Condição: membrana semipermeável.
SOLVENTE
OSMOSE
OSMOSE NA CÉLULA ANIMAL
Osmose em hemácias
Solução isotônica, hipertônica e hipotônica
Célula plasmolisada
OSMOSE NA CÉLULA VEGETAL
Conseqüências em célula vegetal ≠ célula animal
Célula vegetal em três dimensões
Solução hipertônica, solução isotônica, solução hipotônica
OSMOSE EM CÉLULA VEGETAL
Célula vegetal túrgida e plasmolisada
Exemplo: sódio e potássio nas hemácias.
Na+ : muito mais concentrado fora da célula.
K+ : menos concentrado fora.
Transporte Ativo e Difusão de Na+ e K+.
TRANSPORTE ATIVO
Características:
Pode ocorrer contra o gradiente de concentração
– remador subindo o rio
De onde vem essa energia?
Exemplo: ATP → ADP + Pi + ε
Transporte ativo Na+
e K+
- bomba de sódio ●
e potássio 
Depende da energia fornecida pela célula – célula precisa estar viva.
Relação entre velocidade de captação e a
concentração externa – sem e com carreadores
ENDOCITOSE x EXOCITOSE
PINOCITOSE x FAGOCITOSE
PROCESSOS QUE ENVOLVEM VESÍCULAS
Esquema da endocitose
Esquema da exocitose
Vesícula secretora eliminando seu conteúdo para fora da célula
♥!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Membrana plasmatica e_transportes
Membrana plasmatica e_transportesMembrana plasmatica e_transportes
Membrana plasmatica e_transportes
Joanison Vicente
 
MEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTE
MEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTEMEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTE
MEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTE
MARCIAMP
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
cavip
 
Membrana
MembranaMembrana
Membrana
letyap
 
ÁCIDOS NUCLEICOS-PARTE 1
ÁCIDOS NUCLEICOS-PARTE 1ÁCIDOS NUCLEICOS-PARTE 1
ÁCIDOS NUCLEICOS-PARTE 1
César Milani
 
apostilla Bilogia Iesde
apostilla Bilogia Iesdeapostilla Bilogia Iesde
apostilla Bilogia Iesde
TiagOo Fonseca
 
Ppt 3 Dna, Um PolíMero De NucleóTidos Em Dupla HéLice
Ppt 3   Dna, Um PolíMero De NucleóTidos Em Dupla HéLicePpt 3   Dna, Um PolíMero De NucleóTidos Em Dupla HéLice
Ppt 3 Dna, Um PolíMero De NucleóTidos Em Dupla HéLice
Nuno Correia
 

Mais procurados (20)

A membrana e a permeabilidade
A membrana e a permeabilidadeA membrana e a permeabilidade
A membrana e a permeabilidade
 
Membranas de Transportes
Membranas de TransportesMembranas de Transportes
Membranas de Transportes
 
Membranas
 Membranas Membranas
Membranas
 
Transportes transmembrana #2
Transportes transmembrana #2Transportes transmembrana #2
Transportes transmembrana #2
 
Membrana plasmatica e_transportes
Membrana plasmatica e_transportesMembrana plasmatica e_transportes
Membrana plasmatica e_transportes
 
Este PowerPoint foi elaborado pelos alunos pesquisando a célula
Este PowerPoint foi elaborado pelos alunos pesquisando a célulaEste PowerPoint foi elaborado pelos alunos pesquisando a célula
Este PowerPoint foi elaborado pelos alunos pesquisando a célula
 
MEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTE
MEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTEMEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTE
MEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTE
 
Biologia molecular
 Biologia molecular Biologia molecular
Biologia molecular
 
Membranaplasmatica
 Membranaplasmatica Membranaplasmatica
Membranaplasmatica
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
Membrana
MembranaMembrana
Membrana
 
Bioeletrogênese
BioeletrogêneseBioeletrogênese
Bioeletrogênese
 
Membrana completa
Membrana completaMembrana completa
Membrana completa
 
Envoltórios celulares
Envoltórios celularesEnvoltórios celulares
Envoltórios celulares
 
Membrana plasmática
Membrana plasmáticaMembrana plasmática
Membrana plasmática
 
Núcleo
NúcleoNúcleo
Núcleo
 
ÁCIDOS NUCLEICOS-PARTE 1
ÁCIDOS NUCLEICOS-PARTE 1ÁCIDOS NUCLEICOS-PARTE 1
ÁCIDOS NUCLEICOS-PARTE 1
 
apostilla Bilogia Iesde
apostilla Bilogia Iesdeapostilla Bilogia Iesde
apostilla Bilogia Iesde
 
Ppt 3 Dna, Um PolíMero De NucleóTidos Em Dupla HéLice
Ppt 3   Dna, Um PolíMero De NucleóTidos Em Dupla HéLicePpt 3   Dna, Um PolíMero De NucleóTidos Em Dupla HéLice
Ppt 3 Dna, Um PolíMero De NucleóTidos Em Dupla HéLice
 
Gabarito ap2
Gabarito ap2Gabarito ap2
Gabarito ap2
 

Destaque (6)

Osmose reversa3
Osmose reversa3Osmose reversa3
Osmose reversa3
 
Experimento Osmose na Batata Explicação
Experimento Osmose na Batata ExplicaçãoExperimento Osmose na Batata Explicação
Experimento Osmose na Batata Explicação
 
Osmose Reversa X Troca Iônica
Osmose Reversa X Troca IônicaOsmose Reversa X Troca Iônica
Osmose Reversa X Troca Iônica
 
Transporte de membrana
Transporte de membranaTransporte de membrana
Transporte de membrana
 
Sinapse química e elétrica #4
Sinapse química e elétrica #4Sinapse química e elétrica #4
Sinapse química e elétrica #4
 
B8 exercícios de osmose
B8   exercícios de osmoseB8   exercícios de osmose
B8 exercícios de osmose
 

Semelhante a Aulas 03-membranas-celulares

Membrana plasmatica
Membrana plasmaticaMembrana plasmatica
Membrana plasmatica
Lilian Souza
 
Bioquímica I - Variedade de funções dos hidratos de carbono
Bioquímica I - Variedade de funções dos hidratos de carbonoBioquímica I - Variedade de funções dos hidratos de carbono
Bioquímica I - Variedade de funções dos hidratos de carbono
Catarina Cruz
 
Uf ba.rabelo.aula.membrana.1
Uf ba.rabelo.aula.membrana.1Uf ba.rabelo.aula.membrana.1
Uf ba.rabelo.aula.membrana.1
Jorge Rabelo
 
Plastos e fotossíntese
Plastos e fotossíntesePlastos e fotossíntese
Plastos e fotossíntese
César Milani
 
Plano de aula deiseane 07
Plano de aula deiseane 07Plano de aula deiseane 07
Plano de aula deiseane 07
familiaestagio
 
Plano de aula adriana fernandes vii (prova)
Plano de aula adriana fernandes vii (prova)Plano de aula adriana fernandes vii (prova)
Plano de aula adriana fernandes vii (prova)
familiaestagio
 

Semelhante a Aulas 03-membranas-celulares (20)

Membrana plasmatica
Membrana plasmaticaMembrana plasmatica
Membrana plasmatica
 
FUNDAMENTOS DE BIOQUIMICA
FUNDAMENTOS DE  BIOQUIMICAFUNDAMENTOS DE  BIOQUIMICA
FUNDAMENTOS DE BIOQUIMICA
 
Bioquímica I - Variedade de funções dos hidratos de carbono
Bioquímica I - Variedade de funções dos hidratos de carbonoBioquímica I - Variedade de funções dos hidratos de carbono
Bioquímica I - Variedade de funções dos hidratos de carbono
 
MEMBRANAS.pdf
MEMBRANAS.pdfMEMBRANAS.pdf
MEMBRANAS.pdf
 
Estudo da membrana plasmática
Estudo da membrana plasmáticaEstudo da membrana plasmática
Estudo da membrana plasmática
 
Biofísica leitura complementar enviar
Biofísica leitura complementar enviarBiofísica leitura complementar enviar
Biofísica leitura complementar enviar
 
Uf ba.rabelo.aula.membrana.1
Uf ba.rabelo.aula.membrana.1Uf ba.rabelo.aula.membrana.1
Uf ba.rabelo.aula.membrana.1
 
Fisiologia celular
Fisiologia celularFisiologia celular
Fisiologia celular
 
Biologia 2
Biologia 2Biologia 2
Biologia 2
 
Plastos e fotossíntese
Plastos e fotossíntesePlastos e fotossíntese
Plastos e fotossíntese
 
Memorex Biologia 1.1
Memorex Biologia  1.1Memorex Biologia  1.1
Memorex Biologia 1.1
 
Citologia membrana,citoplasma e núcleo (com textos)
Citologia   membrana,citoplasma e núcleo (com textos)Citologia   membrana,citoplasma e núcleo (com textos)
Citologia membrana,citoplasma e núcleo (com textos)
 
Membranas Biológicas
Membranas BiológicasMembranas Biológicas
Membranas Biológicas
 
Biologia fai enfermagem 2 semestre 2011 ok
Biologia fai enfermagem  2 semestre 2011 okBiologia fai enfermagem  2 semestre 2011 ok
Biologia fai enfermagem 2 semestre 2011 ok
 
Membrana
MembranaMembrana
Membrana
 
Resumo pas 1 em
Resumo pas 1 emResumo pas 1 em
Resumo pas 1 em
 
A membrana plasmática
A membrana plasmáticaA membrana plasmática
A membrana plasmática
 
Relatório de física ( molas elásticas )
Relatório de física ( molas elásticas )Relatório de física ( molas elásticas )
Relatório de física ( molas elásticas )
 
Plano de aula deiseane 07
Plano de aula deiseane 07Plano de aula deiseane 07
Plano de aula deiseane 07
 
Plano de aula adriana fernandes vii (prova)
Plano de aula adriana fernandes vii (prova)Plano de aula adriana fernandes vii (prova)
Plano de aula adriana fernandes vii (prova)
 

Último

História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 

Último (20)

História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdfVIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
 
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoQuestões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 

Aulas 03-membranas-celulares

  • 1. 1 UNIVERSDADE DE SÃO PAULO COLÉGIO TÉCNICO DE LORENA ENSINO MÉDIO – PRIMEIRO ANO AS MEMBRANAS CELULARES FB: Marco Alcântara E-correio: marko@usp.br AULAS 03
  • 2. 2 Roteiro da aula MANUTENÇÃO DA IDENTIDADE CELULAR CARACTERÍSTICAS GERAIS DA MEMBRANA TROCAS ENTRE CÉLULA E AMBIENTE DIFUSÃO: UM FENÔMENO FÍSICO DIFUSÃO FACILITADA OSMOSE TRANSPORTE ATIVO PROCESSOS QUE ENVOLVEM VESÍCULAS
  • 3. Composição química da célula x ambiente? Para sobreviver: precisa preservar essa composição. Membrana plasmática: PERMEABILIDADE SELETIVA. MANUTENÇÃO DA IDENTIDADE CELULAR
  • 4. Espessura: 7 a 9 nm – só no microscópio eletrônico Constituição lipoprotéica: proteína e (fosfo)lipídeos “Mosaico fluído” Retículo, complexo de Golgi, mitocôndrias – também! CARACTERÍSTICAS GERAIS DA MEMBRANA
  • 5. Estrutura da membrana plasmática
  • 6. Ácidos graxos, lipídeos simples e fosfolipídeos
  • 7. Três maneiras: - Processos Passivos - Processos Ativos - Processos Mediados por Vesículas TROCAS ENTRE CÉLULA E AMBIENTE
  • 8. Astrocasentreacélulaeoambiente. Células inteiras ou restos de estruturas celulares Formação de vacúolo e gasto de energia Fagocitose (partículas grandes, geralmente sólidas) MacromoléculasFormação de vacúolos e gasto de energia Pinocitose (pequenas, geralmente líquidas) (com vesículas) Endocitose e exocitose Açúcares simples, aminoácidos, Na+ , K+ Proteína carreadora, gasto de energia Transporte ativo Açúcares simples, aminoácidos Gradiente de concentrações, proteína carreadora Sem gasto energia Difusão facilitada O2 , CO2 , Água, substâncias solúveis em lipídeos gradiente de concentrações Sem gasto energia Difusão simples, osmose Transporte passivo ExemplosCondições para ocorrer Nome dos Processos Células inteiras ou restos de estruturas celulares Formação de vacúolo e gasto de energia Fagocitose (partículas grandes, geralmente sólidas) MacromoléculasFormação de vacúolos e gasto de energia Pinocitose (pequenas, geralmente líquidas) (com vesículas) Endocitose e exocitose Açúcares simples, aminoácidos, Na+ , K+ Proteína carreadora, gasto de energia Transporte ativo Açúcares simples, aminoácidos Gradiente de concentrações, proteína carreadora Sem gasto energia Difusão facilitada O2 , CO2 , Água, substâncias solúveis em lipídeos gradiente de concentrações Sem gasto energia Difusão simples, osmose Transporte passivo ExemplosCondições para ocorrer Nome dos Processos
  • 9. Difusão: Movimento partículas: solução ou meio gasoso. Maior concentração para menor concentração Gradiente de concentração – a favor Difusão na célula Condição: a membrana ser permeável à substância. DIFUSÃO: UM FENÔMENO FÍSICO Sentido do gradiente
  • 10. O2 e CO2 consumo mitocôndrias e resíduo da respiração. Trocas de O2 e de CO2 por difusão
  • 11. Qualquer substância atravessa bicamada lipídica igualmente??? DIFUSÃO FACILITADA permeabilidade seletiva de uma bicamada lipídica a diferentes substâncias
  • 12. Permeabilidade comparativa da membrana às várias moléculas 10-8Íon Sódio (Na+) 10-7Íon Potássio (K+) 10-6Íon Cloro (Cl-) 10-3Glicose 10-3Triptofano 10-1Glicerol 100Água Grau de PermeabilidadeSubstância 10-8Íon Sódio (Na+) 10-7Íon Potássio (K+) 10-6Íon Cloro (Cl-) 10-3Glicose 10-3Triptofano 10-1Glicerol 100Água Grau de PermeabilidadeSubstância
  • 13. Precisa de moléculas transportadoras! Esquema de proteínas encaixadas na bicamada lipídica Exemplo: açúcares simples e aminoácidos.
  • 15. Molécula transportadora (proteína): específica para a substância transportada. Semelhante a enzima - chave-fechadura Características da difusão facilitada: De acordo com o gradiente de concentração Não há consumo de energia Sentido do gradiente
  • 17. Esquema da osmose Condição: membrana semipermeável.
  • 19. OSMOSE NA CÉLULA ANIMAL Osmose em hemácias Solução isotônica, hipertônica e hipotônica Célula plasmolisada
  • 20. OSMOSE NA CÉLULA VEGETAL Conseqüências em célula vegetal ≠ célula animal Célula vegetal em três dimensões
  • 21. Solução hipertônica, solução isotônica, solução hipotônica OSMOSE EM CÉLULA VEGETAL
  • 22. Célula vegetal túrgida e plasmolisada
  • 23. Exemplo: sódio e potássio nas hemácias. Na+ : muito mais concentrado fora da célula. K+ : menos concentrado fora. Transporte Ativo e Difusão de Na+ e K+. TRANSPORTE ATIVO
  • 24. Características: Pode ocorrer contra o gradiente de concentração – remador subindo o rio De onde vem essa energia? Exemplo: ATP → ADP + Pi + ε
  • 25. Transporte ativo Na+ e K+ - bomba de sódio ● e potássio  Depende da energia fornecida pela célula – célula precisa estar viva.
  • 26. Relação entre velocidade de captação e a concentração externa – sem e com carreadores
  • 27. ENDOCITOSE x EXOCITOSE PINOCITOSE x FAGOCITOSE PROCESSOS QUE ENVOLVEM VESÍCULAS
  • 30. Vesícula secretora eliminando seu conteúdo para fora da célula
  • 31.
  • 32. ♥!