Lee Richstone, Casey Seideman, Lauren Baldinger, Sompol Permpongkosol, Thomas W. Jarrett, Li-Ming Su, Christian Pavlovich ...
Introdução <ul><li>A cirurgia laparoscópica teve uma tremenda evolução no campo da urologia nas últimas 2 décadas </li></u...
Introdução <ul><li>A conversão para uma incisão aberta causa impacto em pacientes em diversas formas, incluindo aumento da...
Objetivos <ul><li>Identificar a freqüência de conversão em vários procedimentos urológicos e como ela evolui com o decorre...
Materiais e Métodos <ul><li>Estudo retrospectivo de 2.128 casos de operação laparoscópica realizados entre 1993 e 2005: </...
Materiais e Métodos <ul><li>Todas cirurgias foram realizadas em um único instituto, por 4 cirurgiões </li></ul><ul><li>Con...
Resultados <ul><li>Pacientes que necessitaram de conversão para cirurgia aberta (grupo 1) </li></ul><ul><ul><li>68 (3,3%) ...
Resultados
Resultados <ul><li>O número absoluto de conversões e conversões/casos realizados por ano diminuiu significativamente com o...
Resultados
Resultados <ul><li>As indicações foram:  </li></ul><ul><ul><li>Lesões vasculares - 38,5% dos casos  </li></ul></ul><ul><ul...
Resultados
Resultados <ul><li>Não houve diferenças significativas ao paciente quanto a idade, sexo, história cirúrgica, pontuação ASA...
Resultados <ul><li>Modelo de regressão lógica – fatores potenciais de risco associados com conversão </li></ul><ul><ul><li...
Discussão <ul><li>Durante a experiência foi registrada uma taxa de conversão de 3,2%, com uma diminuição significativa com...
Conclusão <ul><li>A taxa de conversão durante a cirurgia laparoscópica não é uniforme em todos os procedimentos, o que é i...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Conversion during laparoscopic surgery

472 visualizações

Publicada em

Conversion During Laparoscopic Surgery: Frequency, Indications and Risk Factors


Acadêmico: André Meluzzi dos Reis
Goiânia, 2008.

Publicada em: Saúde e medicina, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
472
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conversion during laparoscopic surgery

  1. 1. Lee Richstone, Casey Seideman, Lauren Baldinger, Sompol Permpongkosol, Thomas W. Jarrett, Li-Ming Su, Christian Pavlovich and Louis R. Kavoussi From the North Shore-Long Island Jewish Health System (LR, CS, LB, LRK), New Hyde Park, New York, Department of Urology, Ramathibodi Hospital (SP), Bangkok, Thailand, George Washington University Hospital (TWJ), Washington, D. C., and The Brady Urological Institute (LMS, CP), Baltimore, Maryland The Journal of Urology - September 2008 (Vol. 180, Issue 3, Pages 855-859, DOI: 10.1016/j.juro.2008.05.026) . Acadêmico: André Meluzzi dos Reis Goiânia, 2008.
  2. 2. Introdução <ul><li>A cirurgia laparoscópica teve uma tremenda evolução no campo da urologia nas últimas 2 décadas </li></ul><ul><li>Existem poucos dados na literatura urológica sobre a necessidade de conversão de procedimentos laparoscópicos planejados em laparotomia aberta </li></ul>
  3. 3. Introdução <ul><li>A conversão para uma incisão aberta causa impacto em pacientes em diversas formas, incluindo aumento da dor pós-operatória, tempo intra-operatório, tempo de internação e custos hospitalares. </li></ul><ul><li>A capacidade de quantificar com precisão o risco de conversão é importante para um aconselhamento pré-operatório minucioso do paciente </li></ul>
  4. 4. Objetivos <ul><li>Identificar a freqüência de conversão em vários procedimentos urológicos e como ela evolui com o decorrer do tempo e experiência do cirurgião </li></ul><ul><li>Identificar as indicações de conversão </li></ul><ul><li>Identificar os fatores de risco para a conversão </li></ul>
  5. 5. Materiais e Métodos <ul><li>Estudo retrospectivo de 2.128 casos de operação laparoscópica realizados entre 1993 e 2005: </li></ul><ul><ul><li>Nefrectomia radical (LRN) - 549 </li></ul></ul><ul><ul><li>Nefrectomia simples (LSN) - 186 </li></ul></ul><ul><ul><li>Nefrectomia parcial (LPN) - 347 </li></ul></ul><ul><ul><li>Nefrectomia para doação de órgão (LDN) - 553 </li></ul></ul><ul><ul><li>Pieloplastia (LP) - 301 </li></ul></ul><ul><ul><li>Nefroureterectomia (LNU) - 106 </li></ul></ul><ul><ul><li>Dissecção de nodo linfático retroperitonial ( LRPLND) - 86 </li></ul></ul>
  6. 6. Materiais e Métodos <ul><li>Todas cirurgias foram realizadas em um único instituto, por 4 cirurgiões </li></ul><ul><li>Conversões abertas foram identificadas assim como sua freqüência relacionada com o total de casos e com o decorrer do tempo </li></ul><ul><li>O procedimento específico realizado em cada caso foi determinado </li></ul><ul><li>Estatística descritiva e análise univariada foram utilizados para comparar pacientes com vs pacientes sem conversão durante a cirurgia laparoscópica </li></ul>
  7. 7. Resultados <ul><li>Pacientes que necessitaram de conversão para cirurgia aberta (grupo 1) </li></ul><ul><ul><li>68 (3,3%) </li></ul></ul><ul><li>Pacientes que não necessitaram de conversão para cirurgia aberta (grupo 2) </li></ul><ul><ul><li>2.011 (96,7%) </li></ul></ul>
  8. 8. Resultados
  9. 9. Resultados <ul><li>O número absoluto de conversões e conversões/casos realizados por ano diminuiu significativamente com o tempo, atingindo um patamar de aproximadamente de 1% ao ano. </li></ul><ul><li>A conversão foi inversamente relacionada ao volume de casos e à experiência acumulada do cirurgião. </li></ul>
  10. 10. Resultados
  11. 11. Resultados <ul><li>As indicações foram: </li></ul><ul><ul><li>Lesões vasculares - 38,5% dos casos </li></ul></ul><ul><ul><li>Preocupação com margens - 13,5% </li></ul></ul><ul><ul><li>Lesão intestinal - 13,5% </li></ul></ul><ul><ul><li>Falha no progresso - 11,5% </li></ul></ul><ul><ul><li>Aderências - 9,6% </li></ul></ul><ul><ul><li>Lesão diafragmática - 1,9% </li></ul></ul><ul><ul><li>Outras - 11,5% </li></ul></ul>
  12. 12. Resultados
  13. 13. Resultados <ul><li>Não houve diferenças significativas ao paciente quanto a idade, sexo, história cirúrgica, pontuação ASA ou tamanho do tumor entre os grupos 1 e 2. </li></ul><ul><li>Nos grupos 1 e 2 foi significativo o tempo operatório (304 vs 219 minutos) e a perda sanguínea estimada (904 x 255 cc) (cada um com p menor que 0,0001). </li></ul>
  14. 14. Resultados <ul><li>Modelo de regressão lógica – fatores potenciais de risco associados com conversão </li></ul><ul><ul><li>Ano de cirurgia laparoscópica </li></ul></ul><ul><ul><li>Idade do paciente </li></ul></ul><ul><ul><li>Perda de sangue estimada </li></ul></ul><ul><li>A idade foi a única variável significativamente associada à conversão </li></ul><ul><ul><li>Pacientes com > 50 anos : 3,9 vezes mais chances de sofrer conversão </li></ul></ul>
  15. 15. Discussão <ul><li>Durante a experiência foi registrada uma taxa de conversão de 3,2%, com uma diminuição significativa com o tempo até chegar a um patamar de 1,3% em 2005 </li></ul><ul><li>Foi notado que a taxa de conversão varia com os diferentes procedimentos </li></ul><ul><li>Não foi observada associação com a idade do paciente, tamanho do tumor, sexo ou pontuação ASA, o que ajuda-nos no aconselhamento dos pacientes baseado em sua elegibilidade. </li></ul><ul><li>No modelo de regressão lógica, a única variável significativamente associada à conversão é a idade. </li></ul>
  16. 16. Conclusão <ul><li>A taxa de conversão durante a cirurgia laparoscópica não é uniforme em todos os procedimentos, o que é importante para o aconselhamento do paciente </li></ul><ul><li>A mais comum indicação para a conversão é a lesão vascular </li></ul><ul><li>É importante afirmar que a freqüência de conversão é dinâmica e provavelmente relacionada com o volume de casos e a experiência acumulada do cirurgião. </li></ul>

×