Concurso “Uma Aventura Literária 2013”                              Modalidade de Texto Original        Era uma vez uma me...
Concurso “Uma Aventura Literária 2013”                           Modalidade de Texto Original        No dia seguinte, Lesc...
Concurso “Uma Aventura Literária 2013”                              Modalidade de Texto OriginalA viagem tinha chegado ao ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Uma aventura literária 2013 texto original - as férias de verão - ana marçal 4ºd

3.684 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.684
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Uma aventura literária 2013 texto original - as férias de verão - ana marçal 4ºd

  1. 1. Concurso “Uma Aventura Literária 2013” Modalidade de Texto Original Era uma vez uma menina chamada Joana. Joana era uma menina loira, magra, tinha olhos azuis e a sua boca era rosada. Era rica,inteligente, a miúda mais popular do liceu e vestia-se muito bem. Num dia de sol, Joana acordou, tomou banho, vestiu-se e foi para o liceu. Chegou ao liceu e os colegas aplaudiram-na por uma única razão: era o seu aniversário.Joana tinha-se esquecido que fazia anos. Os seus 16 anos. Normalmente, os estudantes do liceu faziam uma festa quando faziam 16 anos. Depois das aulas, Joana, chamou o seu motorista e foi para casa. Quando chegou a casa começou a organizar a sua festa. Finalizada a organização da festa, as pessoas começaram a chegar. Havia balões,empregados, comida, bebida, cadeiras, mesas, palhaços, música, músicos, dança, dançarinas eum bolo enorme… O fim da festa tinha chegado e já era de manhã. No dia seguinte, era um dia especial e divertido para os estudantes: era o último dia deaulas, e iam chegar as férias de verão. Joana aproveitou o dia para se despedir dos seus amigos. Ela disse: - Finalmente! O dia chegou ao fim. Há já muito tempo que Joana tinha decidido passar as férias no Algarve. Telefonou à sua melhor amiga Lescy e pediu-lhe para ir a casa dela. Lescy despachou-se e foi ter com a amiga. Quando chegou a casa da Joana perguntou-lhe: - O que foi?! O que foi?! Joana respondeu: - Preciso que me ajudes a fazer as malas. É rápido. - Quando é que começamos? – perguntou Lescy. Joana respondeu-lhe ansiosa: - Já! E assim foi. Fizeram as malas. Ana Marçal – E.B.1 Professor Romeu Gil – 4º Ano – Turma D
  2. 2. Concurso “Uma Aventura Literária 2013” Modalidade de Texto Original No dia seguinte, Lescy e Joana foram numa carrinha privada que tinha WC, guarda-roupa, armário para sapatos, camas, cozinha, comida… Chegaram ao Algarve. Era lindo havia: prédios, praias, cafés, snack-bares, restaurantes,geladarias, piscinas e hotéis… Joana e Lescy instalaram-se no hotel e logo depois foram andar de cruzeiro. No cruzeiro existia quase tudo o que a Joana queria, mas havia um problema: Joananão podia entrar no cruzeiro, porque não estava na lista. Lescy disse: -Joana, há um problema. Não estás na lista, mas eu estou. O cruzeiro partiu e Lescy estava lá em cima. Joana ficou furiosa e foi até ao hotel. Retirou da sua mala o fato de mergulho, vestiu-oe foi até a praia. Entrou dentro de água e nadou, nadou na esperança de alcançar o cruzeiro. Mas ocansaço já era tanto que teve de parar. Sentou-se numa rocha que encontrou e, ao fim de alguns momentos, reparou queestava a viver uma aventura. Reparou também que para vivenciar uma aventura marítimatinha de saber o que existia debaixo de água e disse: - Debaixo da água há: cavalos-marinhos, tubarões, rochas, peixes, polvos, pedras… Enquanto pensava nisso apareceu um animal que tinha oito pernas: era um polvo.Nadou, nadou, gritou, mas ninguém a ouviu, claro que tinha lógica não a ouvirem, porqueestava no fundo do mar. Depois de horas a fugir, despistou o polvo e apareceu um tubarão, mas, felizmente,encontrou o cruzeiro e alcançou-o. Entretanto, encontrou Lescy e as duas deram um enorme abraço. De repente apareceu o comandante do barco, que estava a fazer vigilância eperguntou a Joana: - Como te chamas? -Eu? Eu? Eu chamo-me Joana. Admirado, o diretor disse: -Joana? Mas o seu nome não consta da nossa lista. Joana explicou então a sua aventura e o diretor disse que ela podia ficar no barco coma sua amiga e desfrutar do resto do dia Ana Marçal – E.B.1 Professor Romeu Gil – 4º Ano – Turma D
  3. 3. Concurso “Uma Aventura Literária 2013” Modalidade de Texto OriginalA viagem tinha chegado ao fim, toda gente saiu do cruzeiro e a Joana pagou 500 euros aodiretor pela viagem.Joana concordou com Lescy que iriam ter umas férias divertidas, e assim foi.No último dia de férias de verão no algarve e voltaram para casa.Ao voltar para casa, a carrinha começou a fazer um barulho esquisito tinha acabado a gasolina.O motorista disse:-Desculpem meninas, mas terão de ir a pé com as malas.E assim foi.Quando chegaram a casa as duas amigas adormeceram e quando acordaram, contaram aaventura a mãe.E passaram o resto das férias a divertirem-se mas sem aventura nenhuma. Ana Marçal – E.B.1 Professor Romeu Gil – 4º Ano – Turma D

×