SlideShare uma empresa Scribd logo
O Diretor de Protocolo
João Frederico Livi
CRA/PR 21.250
Diretor de Protocolo D-4640, ano
Rotário 2012/2013
DIRETOR DE PROTOCOLO
www.joaoflivi.blogspot.com
 Sócio fundador do Rotaract Club de Marechal Cândido Rondon (1987
– presidente 1989/1990);
 Ex-integrante do Rotary Club de Palotina (2003/2004 – responsável
pela carta mensal do EGD Pedro Celso dos Santos);
 Membro do Rotary Club de Marechal Cândido Rondon Beira-Lago, há
desde 1994;
 Protocolo do clube em várias gestões e integrante de diversas
comissões, bem como, presidente do Clube;
 EGA do D-4640 e membro de várias comissões a níves distrital;
 Conselheiro do Interact Club de Marechal Cândido Rondon Beira-
Lago;
 Bacharel em Administração;
 Pós-graduado em Marketing e Vendas;
 Curso de protocolo civil em 1991;
 Autor do blog: joaoflivi.blogspot.com.br.
DIRETOR DE PROTOCOLO
O AUDITÓRIO VAZIO
www.joaoflivi.blogspot.com
Um palestrante entrou num auditório para proferir
uma palestra e, com surpresa, deu com o auditório
vazio. Só havia um homem sentado na primeira fila.
Desconcertado, o palestrante perguntou ao homem
se devia ou não dar a palestra só para ele. O homem
respondeu:
- Sou um homem simples, não entendo dessas
coisas. Mas se eu entrasse num galinheiro e
encontrasse apenas uma galinha para alimentar, eu
alimentaria essa única galinha.
O AUDITÓRIO VAZIO
www.joaoflivi.blogspot.com
O palestrante entendeu a mensagem e deu a palestra
inteira, conforme havia preparado. Quando
terminou, perguntou ao homem:
- Então, gostou da palestra?
O homem respondeu:
- Como eu lhe disse, sou um homem simples, não
entendo dessas coisas... Mas se eu entrasse num
galinheiro e só tivesse uma única galinha, eu não
daria o saco de milho inteiro para ela.
O AUDITÓRIO VAZIO
www.joaoflivi.blogspot.com
O protocolo é aquele que dá vida para a reunião
Deve saber o momento certo de improvisar
É o que faz acontecer
Nunca será o destaque da reunião
O PROTOCOLO
www.joaoflivi.blogspot.com
 O Rotary International prevê estatutos padronizados
para os clubes. E recomenda o regimento interno para
que linhas mestras sejam obedecidas;
 Dentro deste contexto está o cargo de diretor de
protocolo (Reg. Interno previsto para os clubes, Art.
I, Seção 2), mas suas atribuições não são detalhadas
nesta norma interna. Mas todos sabem do resultado
de uma boa ou má atuação;
 A denominação é de Diretor de Protocolo e não
simplesmente Protocolo. Protocolo é o cargo ou o
próprio ato, não a pessoa.
O DIRETOR DE PROTOCOLO
www.joaoflivi.blogspot.com
Mesa da presidência (mesa de trabalho);
Panóplia (porta bandeiras);
Tribuna (átrio);
Companheiros (fulano, doutor etc);
O QUE O
DIRETOR DE PROTOCOLO
PRECISA SABER
www.joaoflivi.blogspot.com
 Informar companheiros visitantes, pais, irmãos;
 Informar nome de outros visitantes;
 Informar datas comemorativas dos companheiros
(aniversários, admissão no clube);
 Informar de conquistas de companheiros;
 Informar datas comemorativas da semana;
 Informar de eventos que aconteçam na região;
 Informar número de companheiros presentes.
O QUE O
DIRETOR DE PROTOCOLO
PRECISA SABER
www.joaoflivi.blogspot.com
 O Diretor de Protocolo é o coordenador de toda e
qualquer atividade rotária, devendo trabalhar em
estreita colaboração com quem a preside;
 Pode ser no clube ou além do clube. No clube através
das reuniões ordinárias e festivas; fora do clube, em
eventos distritais (EDI, GIDS, Almoço de
Área, assembléia, etc);
 A missão do diretor de Protocolo tem início na
preparação da reunião;
ATRIBUIÇÕES DO
DIRETOR DE PROTOCOLO
www.joaoflivi.blogspot.com
 Chegar ao local da reunião com bastante
antecedência;
 Verificar lugares, som, panóplia, símbolos
rotários, tribuna etc;
 Providenciar preparativos para o orador
(painéis, projetores etc, conforme o caso);
ATRIBUIÇÕES DO
DIRETOR DE PROTOCOLO
www.joaoflivi.blogspot.com
 Providenciar, com a ajuda das comissões de
companheirismo e de programa, a recepção dos
convidados, com particular deferência para com
aqueles que se destinarem à Mesa da Presidência;
 Encaminhar visitantes ao tesoureiro e secretário
para preencher o cartão de recuperação e
pagamento de despesas, se existentes;
ATRIBUIÇÕES DO
DIRETOR DE PROTOCOLO
www.joaoflivi.blogspot.com
 Colaborar com o presidente na composição da Mesa
que dirigirá a reunião, atendo-se às disposições do
cerimonial oficial do país, do protocolo rotário e das
boas normas sociais;
 Informar-se, com segura antecipação, se a presença de
convidados e companheiros destinados à Mesa da
Presidência foi devidamente confirmada;
 Repartir tarefas com o vice-diretor de protocolo;
ATRIBUIÇÕES DO
DIRETOR DE PROTOCOLO
www.joaoflivi.blogspot.com
 Pôr-se minuciosamente a par de cada item do
programa a ser desenvolvido na reunião, de modo a
encontrar-se capacitado a intervir com total
desembaraço no momento certo, ou de prestar
imediata e eficiente colaboração ao presidente, ou a
qualquer pessoa que haja de participar da execução do
programa;
 Acomodar convidados à mesa da presidência ou junto
aos demais companheiros;
ATRIBUIÇÕES DO
DIRETOR DE PROTOCOLO
www.joaoflivi.blogspot.com
 Evitar que companheiros se sentem sempre no mesmo
lugar e com as mesmas pessoas;
 Indicar ao presidente que tudo está em ordem, para
iniciar-se a reunião;
 Anunciar a constituição da Mesa, apresentando seus
componentes ao plenário;
www.joaoflivi.blogspot.com
ATRIBUIÇÕES DO
DIRETOR DE PROTOCOLO
 Cuidar do conforto e da segurança dos convidados e
companheiros, provendo o que for de mister, desde
número e disposição de mesas e cadeiras, asseio do
recinto, arejamento e ventilação, cardápio, serviço de
garçon e atendentes de toda a natureza, manutenção
de silêncio, e organização de serviços de portaria e de
policiamento, se necessários;
 Não voltar à tribuna para anunciar chegada de
retardatários (exceto por razão especial - o orador, por
ex.);
www.joaoflivi.blogspot.com
ATRIBUIÇÕES DO
DIRETOR DE PROTOCOLO
 Supervisionar, em consonância com o secretário, a
redação e a expedição dos convites para
companheiros e convidados que deverão ocupar lugar
na Mesa da Presidência.
www.joaoflivi.blogspot.com
ATRIBUIÇÕES DO
DIRETOR DE PROTOCOLO
 Preparar a reunião com antecedência, confirmando as
presenças;
 Escolher o cardápio e supervisionar a decoração e
mesas, quando de festivas;
 Verificar o funcionamento da parte elétrica e
ventilação;
FUNÇÕES E
RESPONSABILIDADES
DIRETOR DE PROTOCOLO
www.joaoflivi.blogspot.com
 Fazer a formação da mesa diretora, observando os
preceitos de RI e as normas oficiais;
 Postar a tribuna a esquerda da mesa diretiva, com luz
adequada;
 Orientar a colocação das bandeiras;
 Colocar o sino e o martelo;
www.joaoflivi.blogspot.com
FUNÇÕES E
RESPONSABILIDADES
DIRETOR DE PROTOCOLO
 Recepcionar e anunciar o nome correto do visitantes;
 Acolher os visitantes atrasados, indicando um
companheiro para recepcioná-los;
 Providenciar materiais necessários para o
palestrante, como água, microfone, som etc;
 Controlar o tempo do palestrante e avisar
discretamente do término do tempo.
www.joaoflivi.blogspot.com
FUNÇÕES E
RESPONSABILIDADES
DIRETOR DE PROTOCOLO
 Discrição no vestir-se;
 Não é animador de festinhas nem vedete de circo
Tribuna (átrio);
 Demorar-se ao microfone/tribuna o menos possível;
 Utilizar-se do microfone/tribuna o menor número de
vezes;
CUIDADOS NECESSÁRIOS PARA
O DIRETOR DE PROTOCOLO
www.joaoflivi.blogspot.com
 Evitar o relato de casos cômicos e pitorescos, ou dizer
“gracinhas”;
 Dar o seu “recado” em linguagem correta e sóbria;
 Limitar-se à apresentação da Mesa e uma ou outra
comunicação indispensável;
 Não alongar-se em apresentação dos componentes da
mesa, seus feitos ou suas vidas.
www.joaoflivi.blogspot.com
CUIDADOS NECESSÁRIOS PARA
O DIRETOR DE PROTOCOLO
 Colaborar estreitamente com as comissões que
forem apresentar algo na reunião;
 Não usar apelidos para identificar companheiros
(use o nome, o prenome ou ambos);
 Não usar apelidos para identificar visitantes.
O QUE O DIRETOR DE P
ROTOCOLO PRECISA SABER
www.joaoflivi.blogspot.com
 “Contar com uma personalidade
simpática, decorrente de um sadio entusiasmo e
de um natural desembaraço; ser sóbrio em seus
atos e palavras; enérgico e delicado; ter atenção
pronta e ação rápida; dicção clara e um regular
domínio do vernáculo.”
 Companheiro Levindo Lopes, EP Rotary Club de São Paulo Oeste
www.joaoflivi.blogspot.com
O QUE O DIRETOR DE P
ROTOCOLO PRECISA SABER
 O Diretor de Protocolo é o que trabalha de forma
discreta, mas, que faz a o encontro rotário acontecer
em clima de harmonia e companheirismo.
 “É mais fácil induzir os homens à prestação de
serviços do que inebriá-los com palavras
empolgantes”.
 Paul Harris
www.joaoflivi.blogspot.com
O QUE O DIRETOR DE P
ROTOCOLO PRECISA SABER
 Elegância não é somente regra protocolar, é questão
de educação;
 Não esquecer de homenagear os companheiros (tenha
um deles na mesa da presidência) ou os visitantes de
destaque (rotarianos ou não);
 Estimular a Comissão de Companheirismo no sentido
de evitar a formação de grupos e de promover a
integração dos visitantes e companheiros do clube;
PROCEDIMENTOS PARA AS
REUNIÕES ORDINÁRIAS
www.joaoflivi.blogspot.com
 Apresentar as pessoas pelo nome e indicar a
classificação, profissão ou outros dados
pessoais;
 Se perceber algum erro, corrija-o, com
naturalidade.
www.joaoflivi.blogspot.com
PROCEDIMENTOS PARA AS
REUNIÕES ORDINÁRIAS
 Em se tratando de festivas normais, as cautelas
devem ser menores, mas não podem ser
desprezadas, desde a formação da mesa da
presidência, até a organização do local e recepção
de convidados e visitantes;
 Mostrar aos convidados o funcionamento e
objetivos de Interact;
www.joaoflivi.blogspot.com
PROCEDIMENTOS PARA AS
REUNIÕES ORDINÁRIAS
 Os pais e irmãos são convidados, assim como todo e
qualquer rotariano de outros clubes ou visitantes não
rotarianos; devem receber todas as atenções;
 Após a transmissão somente os presidente trocam de
lugar.
www.joaoflivi.blogspot.com
PROCEDIMENTOS PARA AS
REUNIÕES FESTIVAS
 A reunião inicia com a abertura tradicional e a
apresentação protocolar;
 Uma curta mensagem de instrução rotária é sempre
desejável;
 É dispensável o expediente da secretaria;
 É importante a programação de atividades de
companheirismo;
DESENVOLVIMENTO DE
UMA REUNIÃO FESTIVA
www.joaoflivi.blogspot.com
 Se a festiva for especial ou específica em razão de
algum fato ou acontecimento, o orador deverá
centrar-se neste fato ou acontecimento. Caso
contrário, é até recomendável não produzir
palestras, que podem se tornar enfadonhas para os
visitantes. A Reunião Festiva deve ser “light”;
 Antes do encerramento, é importante a
apresentação dos dados estatísticos.
www.joaoflivi.blogspot.com
DESENVOLVIMENTO DE
UMA REUNIÃO FESTIVA
 Evite colocar poucas pessoas em local muito grande.
Surgirá uma sensação de uma reunião excessivamente
formal;
 Evite colocar muitas pessoas em local muito pequeno.
As pessoas ficarão ansiosas, impacientes e sufocadas.
Desejarão retirar-se do encontro;
 Retire todos os objetos dispensáveis antes das
reuniões, dando ao local uma impressão de ambiente
limpo (cadeiras, mesas, móveis e outros que não serão
usados);
www.joaoflivi.blogspot.com
DESENVOLVIMENTO DE
UMA REUNIÃO FESTIVA
 Não enfeite demasiadamente a mesa para que a
decoração não se transforme em incômodo e
desconfortável trambolho;
 Cuidado para não acomodar número excessivo
de pessoas na mesma mesa, gerando
desconforto;
www.joaoflivi.blogspot.com
DESENVOLVIMENTO DE
UMA REUNIÃO FESTIVA
 Não há necessidades das exigências formais das
reuniões festivas. Mas, é preciso ter o cuidado
para não cometer a indelicadeza de mal colocar
um convidado de alta hierarquia num canto
esquecido da Mesa, tendo, em lugar
preferencial, figuras inteiramente apagadas.
COMPOSIÇÃO DA MESA
DA PRESIDÊNCIA
www.joaoflivi.blogspot.com
 O Presidente José de Tal, demais integrantes
da Mesa da Presidência; Minhas Senhoras,
Senhores Convidados, Companheiras,
Companheiros: é com elevada honra e muito
prazer que passamos a anunciar a composição
da Mesa que presidirá os trabalhos desta
reunião, e que está assim constituída:
www.joaoflivi.blogspot.com
COMPOSIÇÃO DA MESA
DA PRESIDÊNCIA
 Ao centro (ou no lugar n° 1), o comp. João
Alberto do Sei Lá (nome por inteiro de todos os
componentes), nosso presidente, que tem, ao seu
lado direito, a Maria das Falas
Perfeitas, convidado de honra e homenageado do
dia (ou da noite);
 A seguir, o companheiro (ordem dos que estão na
mesa).
 Aos integrantes da mesa da presidência
solicitamos a saudação com uma calorosa salva de
palmas.
www.joaoflivi.blogspot.com
COMPOSIÇÃO DA MESA
DA PRESIDÊNCIA
 Presidente do Clube ;
 Presidente de Clube;
 Ex-Presidente;
 Presidente-Eleito;
 Vice-Presidente;
 Secretário;
 Tesoureiro;
ORDEM DE PRECEDÊNCIA E LUGAR
NA MESA DA PRESIDÊNCIA
www.joaoflivi.blogspot.com
 Diretores sem Pasta(na ordem dos Serviços de
cada um);
 Diretores do Protocolo;
 Presidentes de Comissão ou Subcomissão, na
ordem dos Serviços, e, dentro deles, na seqüência
em que são mencionados no Regimento Interno.
www.joaoflivi.blogspot.com
ORDEM DE PRECEDÊNCIA E LUGAR
NA MESA DA PRESIDÊNCIA
 Havendo vários governadores, todos devem ser
convidados à Mesa;
 Havendo vários ex-governadores, todos devem ser
convidados à Mesa;
 Se impossível, e em circunstâncias normais, o
ex-governador mais antigo (tenha a ordem de
antiguidade), representará, na Mesa, os demais de outros
Distritos;
 Havendo vários presidentes, a precedência é ditada pela
antiguidade dos clubes a que presidem (os Guias Distritais
e as Cartas Mensais publicam as datas de sua fundação).
www.joaoflivi.blogspot.com
ORDEM DE PRECEDÊNCIA E LUGAR
NA MESA DA PRESIDÊNCIA
 1 – Presidente de Clube
 2 – Prefeito Municipal
 3 – Governador do distrito
 4 - EGD
 6 – Presidente da ASR
 7 – Presidente do Rotaract
 8 – Presidente do Rotary Kids.
MODELO PARA COMPOSIÇÃO DA
MESA DA PRESIDÊNCIA
www.joaoflivi.blogspot.com
 Representantes não serão chamados para a mesa da
presidência ou o convidado vai ao jantar ou
almoço, ou não vai, porque o convite é sempre
pessoal. Se, no entanto, o convidado mandar um
representante, este não deve ocupar lugar na mesa da
presidência, exceto se representar o homenageado da
ocasião.
 Cônjuges de autoridades não é necessários ir à mesa
 Presidente da Câmara, Juízes de Direito, Clero
etc, nominar e constar eles numa mesa auxiliar.
EXEMPLO DE ORDEM PROTOCOLAR
MAIS COMUM EM REUNIÕES FESTIVAS
www.joaoflivi.blogspot.com
ORDEM DE PRECEDÊNCIA E
LUGAR NA MESA PRINCIPAL
4 2 1 3 5
www.joaoflivi.blogspot.com
ORDEM DE PRECEDÊNCIA E
LUGAR NA MESA PRINCIPAL
8 6 4 2 1 3 5 7 9
www.joaoflivi.blogspot.com
7 5 3 1 2 4 6 8
www.joaoflivi.blogspot.com
ORDEM DE PRECEDÊNCIA E
LUGAR NA MESA PRINCIPAL
 A reunião de trabalho com o governador do
distrito deve ser prestigiada pela maioria dos
integrantes do clube e não existe um trabalho
protocolar necessário para a mesma.
VISITA
DO GOVERNADOR OU RDI
www.joaoflivi.blogspot.com
 A reunião de trabalho com o Representante
Distrital de Interact deve igualmente ser
prestigiada pela maioria dos integrantes do clube.
 Deve-se obedecer a regra de reunião festiva.
VISITA
DO GOVERNADOR OU RDI
www.joaoflivi.blogspot.com
 Ocupará sempre, em todas as reuniões, lugar de
extremo destaque;
 Se atrás da mesa, estará em posição mais elevada
que ela, tendo a tribuna a sua esquerda;
 A Bandeira Nacional ocupará o centro, destacada e
bem à vista. Estará ladeada, à direita, pela Bandeira
do Estado do Paraná, e, à esquerda, pela Bandeira do
Município, seguindo para o lado oposto com a
Bandeira do seu Rotary Club e do outro lado a
bandeira do Interact Club.
 As demais bandeiras seguem a ordem de
precedência.
A PANÓPLIA, AS BANDEIRAS
OU PAVILHÕES
www.joaoflivi.blogspot.com
 Exiba, na panóplia, no mínimo as bandeiras das
pátrias dos companheiros do clube e de visitante ou
convidado ilustre;
 Obedeça a ordem de antiguidade rotária dos
companheiros, ou em ordem alfabética das nações;
www.joaoflivi.blogspot.com
A PANÓPLIA, AS BANDEIRAS
OU PAVILHÕES
 A Bandeira do Brasil:
 No centro, entre bandeiras de número ímpar;
 Imediatamente à direita da bandeira que estiver
mais próxima do centro, se o número for par;
 Distendida e sem mastro, com a estrela solitária na
parte superior e sem que haja obstáculo entre ela e
quem a vê.
www.joaoflivi.blogspot.com
A PANÓPLIA, AS BANDEIRAS
OU PAVILHÕES
 Hasteando-se várias bandeiras, a Bandeira do Brasil
será a primeira a chegar ao topo e a última a descer;
 A Bandeira poderá ser hasteada a qualquer hora do
dia ou da noite ;
 Durante a noite, haverá de ser abundantemente
iluminada;
 Distendida e sem mastro, com a estrela solitária na
parte superior e sem que haja obstáculo entre ela e
quem a vê.
www.joaoflivi.blogspot.com
A PANÓPLIA, AS BANDEIRAS
OU PAVILHÕES
www.joaoflivi.blogspot.com
A PANÓPLIA, AS BANDEIRAS
OU PAVILHÕES
A PANÓPLIA, AS BANDEIRAS
OU PAVILHÕES
 Se for apenas tocado, será executada só a primeira
parte. Se for cantado, serão executadas as duas partes;
 O Hino Nacional deve ser ouvido de pé, em atitude de
máximo respeito, em silêncio (se não for
cantado), estando os civis do sexo masculino
descobertos (sem chapéus ou similares) e os militares
em continência;
www.joaoflivi.blogspot.com
O HINO NACIONAL
 As mãos podem ser mantidas respeitosamente em qualquer
posição. Antigamente a mão direita era conservada sobre o
coração, mas modernamente isso não é mais prescrito;
 Se houver execução de Hino Estrangeiro, o Hino Nacional será
sempre executado depois, como sinal de homenagem e respeito
ao outro País (Lei 5700/71, art. 24, § 4o.);
 O Hino Nacional pode ser aplaudido ao final da execução.
O HINO NACIONAL
www.joaoflivi.blogspot.com
 Não podem ser usados indiscriminadamente ;
 A roda dentada ou denteada foi realizado por
Montagne Bear, e criado no Rotary Club de
Chicago, em 1905, mas com algumas alterações, a
atual é de 1920;
 Seis raios, vinte e quatro dentes, um rasgo de
chaveta, um dente sobre o eixo de cada braço e
três dentes entre as linhas centrais do braço;
 A roda inteira é dourada, com quatro espaços
rebaixados em azul real. Os dizeres “Rotary” e
“International” são em dourado.
OS SÍMBOLOS ROTÁRIOS
www.joaoflivi.blogspot.com
 O distintivo e o símbolo são de uso exclusivo de
rotarianos e Rotary Clubs;
 É permitido o seu uso em papéis, documentos e
cartas de Rotary Clubs e de Rotary International;
 Permite-se o seu uso, ainda, em bandeiras oficiais
de Rotary, crachás, flâmulas, decorações de
convenções, marcos rotários, tabuletas indicativas
de estrada, atos oficiais dos clubes e como
distintivos de lapela de rotarianos e seus cônjuges;
www.joaoflivi.blogspot.com
O USO DO
DISTINTIVO ROTÁRIO
 Embora sem autorização expressa, permite-se o uso de
adesivos em veículos exclusivamente de rotarianos, e
em prêmios, brindes e troféus concedidos pelos clubes;
 Não é permitido o uso: em cartas ou cartões
comerciais, como meio de identificar mercadorias, ou
em atividade comercial;
 Não é permitido o uso do emblema combinado com
outros distintivos ou logotipos de qualquer natureza;
 Não é permitido o uso por organizações não integrantes
do Rotary International (como clubes desligados ou não
admitidos).
O USO DO
DISTINTIVO ROTÁRIO
www.joaoflivi.blogspot.com
O nome Interact surgiu da aglutinação dos
radicais das palavras “International
Action” (inter+act), ou “Ação
Internacional!”.
O USO DO
DISTINTIVO INTERACT
www.joaoflivi.blogspot.com
 As quatro argolas no centro
do símbolo representam os
quatro principais objetivos
do clube, que são:
O USO DO
DISTINTIVO INTERACT
www.joaoflivi.blogspot.com
1 - Formação de companheirismo, a base (argola de
baixo);
 As quatro argolas no
centro do símbolo
representam os quatro
principais objetivos do
clube, que são:
O USO DO
DISTINTIVO INTERACT
www.joaoflivi.blogspot.com
2 - Prestação de serviços à comunidade, o fogo
(argola de cima);
 As quatro argolas no
centro do símbolo
representam os quatro
principais objetivos do
clube, que são:
O USO DO
DISTINTIVO INTERACT
www.joaoflivi.blogspot.com
3 - formação profissional
(argola lateral esquerda);
 As quatro argolas no
centro do símbolo
representam os quatro
principais objetivos do
clube, que são:
O USO DO
DISTINTIVO INTERACT
www.joaoflivi.blogspot.com
4 - E desenvolvimento da
qualidade de liderança (argola
lateral direita).
MODELO DE BANDEIRA
MODELO DE BANDEIRA
MARECHAL CÂNDIDO RONDON BEIRA LAGO - PR
DISTRITO 4640
www.joaoflivi.blogspot.com
 É o momento que precisa ser o mais marcante
na vida rotária do companheiro.
 Dar-se-á a posse numa reunião festiva, com
presença de familiares.
 Escolher algum interactiano mais antigo para dar
as boas vinda.
POSSE DE NOVOS
COMPANHEIROS
www.joaoflivi.blogspot.com
FIM
 João Frederico Livi
 CRA/PR 21.210
 Vendas – Propaganda e Publicidade
 Rotary Club de Marechal Cândido Rondon
Beira Lago
 E-mail: joaolivi@gmail.com
 Skype: joaolivi@hotmail.com
www.joaoflivi.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Código de Cultura da Apiki
Código de Cultura da ApikiCódigo de Cultura da Apiki
Código de Cultura da Apiki
Apiki WordPress
 
Sistemas de Produção
Sistemas de ProduçãoSistemas de Produção
Sistemas de Produção
Willian dos Santos Abreu
 
Slides ao Jovem Empreendedor
Slides ao Jovem EmpreendedorSlides ao Jovem Empreendedor
Slides ao Jovem Empreendedor
Ibrahim Cesar
 
Histórico de recursos humanos
Histórico de recursos humanosHistórico de recursos humanos
Histórico de recursos humanos
Alexandre Cavalcanti
 
Aulas - Estratégias Empresariais - 2009
Aulas - Estratégias Empresariais - 2009Aulas - Estratégias Empresariais - 2009
Aulas - Estratégias Empresariais - 2009
Sergio Luis Seloti Jr
 
Comunicação Empresarial - Definição clássica
Comunicação Empresarial -  Definição clássicaComunicação Empresarial -  Definição clássica
Comunicação Empresarial - Definição clássica
Mauro de Oliveira
 
Especialidade de Vida Familiar
Especialidade de Vida FamiliarEspecialidade de Vida Familiar
Especialidade de Vida Familiar
Uirapuru Desbravadores
 
Protocolo Rotario 2016-2017
Protocolo Rotario 2016-2017Protocolo Rotario 2016-2017
Protocolo Rotario 2016-2017
JUAN CONTRERAS CACERES
 
Design Thinking - Metodologia para Inovação
Design Thinking - Metodologia para InovaçãoDesign Thinking - Metodologia para Inovação
Design Thinking - Metodologia para Inovação
Paulo Oliveira
 
Unidade iv.2 gestão de pedidos
Unidade iv.2   gestão de pedidosUnidade iv.2   gestão de pedidos
Unidade iv.2 gestão de pedidos
Daniel Moura
 
Rock in Rio - Draft Project
Rock in Rio - Draft ProjectRock in Rio - Draft Project
Rock in Rio - Draft Project
Mariana Pita
 
Fluxogramas
FluxogramasFluxogramas
Treinamento para presidentes de Interact Clubes
Treinamento para presidentes de Interact ClubesTreinamento para presidentes de Interact Clubes
Treinamento para presidentes de Interact Clubes
Franklin Silva
 
Curso de oratória 2018 Senac.pdf
Curso de oratória 2018 Senac.pdfCurso de oratória 2018 Senac.pdf
Curso de oratória 2018 Senac.pdf
FbioBezerra18
 
Trabalhando a cultura do feedback. Por onde começar?
Trabalhando a cultura do feedback. Por onde começar?Trabalhando a cultura do feedback. Por onde começar?
Trabalhando a cultura do feedback. Por onde começar?
Taller Negócio Digitais
 
Aula 2 Cultura Organizacional
Aula 2  Cultura OrganizacionalAula 2  Cultura Organizacional
Aula 2 Cultura Organizacional
Rafaela Marques
 
As 21 irrefutáveis leis da liderança
As 21 irrefutáveis leis da liderançaAs 21 irrefutáveis leis da liderança
As 21 irrefutáveis leis da liderança
Fabricio Pangoni
 
Imagem Pessoal Vs Postura Profissional protocolo
Imagem Pessoal Vs Postura Profissional protocoloImagem Pessoal Vs Postura Profissional protocolo
Imagem Pessoal Vs Postura Profissional protocolo
Nuno Granada
 
Maceria . Introducción a la figura del MACERO
Maceria . Introducción a la figura del MACEROMaceria . Introducción a la figura del MACERO
Maceria . Introducción a la figura del MACERO
Pablo Javier Figueroa Bresler
 
Gestão de mudanças 02
Gestão de mudanças 02Gestão de mudanças 02
Gestão de mudanças 02
EVALDO JUNIO SILVA DA GAMA
 

Mais procurados (20)

Código de Cultura da Apiki
Código de Cultura da ApikiCódigo de Cultura da Apiki
Código de Cultura da Apiki
 
Sistemas de Produção
Sistemas de ProduçãoSistemas de Produção
Sistemas de Produção
 
Slides ao Jovem Empreendedor
Slides ao Jovem EmpreendedorSlides ao Jovem Empreendedor
Slides ao Jovem Empreendedor
 
Histórico de recursos humanos
Histórico de recursos humanosHistórico de recursos humanos
Histórico de recursos humanos
 
Aulas - Estratégias Empresariais - 2009
Aulas - Estratégias Empresariais - 2009Aulas - Estratégias Empresariais - 2009
Aulas - Estratégias Empresariais - 2009
 
Comunicação Empresarial - Definição clássica
Comunicação Empresarial -  Definição clássicaComunicação Empresarial -  Definição clássica
Comunicação Empresarial - Definição clássica
 
Especialidade de Vida Familiar
Especialidade de Vida FamiliarEspecialidade de Vida Familiar
Especialidade de Vida Familiar
 
Protocolo Rotario 2016-2017
Protocolo Rotario 2016-2017Protocolo Rotario 2016-2017
Protocolo Rotario 2016-2017
 
Design Thinking - Metodologia para Inovação
Design Thinking - Metodologia para InovaçãoDesign Thinking - Metodologia para Inovação
Design Thinking - Metodologia para Inovação
 
Unidade iv.2 gestão de pedidos
Unidade iv.2   gestão de pedidosUnidade iv.2   gestão de pedidos
Unidade iv.2 gestão de pedidos
 
Rock in Rio - Draft Project
Rock in Rio - Draft ProjectRock in Rio - Draft Project
Rock in Rio - Draft Project
 
Fluxogramas
FluxogramasFluxogramas
Fluxogramas
 
Treinamento para presidentes de Interact Clubes
Treinamento para presidentes de Interact ClubesTreinamento para presidentes de Interact Clubes
Treinamento para presidentes de Interact Clubes
 
Curso de oratória 2018 Senac.pdf
Curso de oratória 2018 Senac.pdfCurso de oratória 2018 Senac.pdf
Curso de oratória 2018 Senac.pdf
 
Trabalhando a cultura do feedback. Por onde começar?
Trabalhando a cultura do feedback. Por onde começar?Trabalhando a cultura do feedback. Por onde começar?
Trabalhando a cultura do feedback. Por onde começar?
 
Aula 2 Cultura Organizacional
Aula 2  Cultura OrganizacionalAula 2  Cultura Organizacional
Aula 2 Cultura Organizacional
 
As 21 irrefutáveis leis da liderança
As 21 irrefutáveis leis da liderançaAs 21 irrefutáveis leis da liderança
As 21 irrefutáveis leis da liderança
 
Imagem Pessoal Vs Postura Profissional protocolo
Imagem Pessoal Vs Postura Profissional protocoloImagem Pessoal Vs Postura Profissional protocolo
Imagem Pessoal Vs Postura Profissional protocolo
 
Maceria . Introducción a la figura del MACERO
Maceria . Introducción a la figura del MACEROMaceria . Introducción a la figura del MACERO
Maceria . Introducción a la figura del MACERO
 
Gestão de mudanças 02
Gestão de mudanças 02Gestão de mudanças 02
Gestão de mudanças 02
 

Destaque

Guia Para Interactianos
Guia Para InteractianosGuia Para Interactianos
Guia Para Interactianos
Marina Wekid
 
Administração de Interact Clubs
Administração de Interact ClubsAdministração de Interact Clubs
Administração de Interact Clubs
Marina Wekid
 
Aprofundamento do Programa de Interact
Aprofundamento do Programa de InteractAprofundamento do Programa de Interact
Aprofundamento do Programa de Interact
Marina Wekid
 
Manual do Bom Interactiano
Manual do Bom InteractianoManual do Bom Interactiano
Manual do Bom Interactiano
Marina Wekid
 
Siglas Rotárias Importantes
Siglas Rotárias ImportantesSiglas Rotárias Importantes
Siglas Rotárias Importantes
Marina Wekid
 
Treinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact Club
Treinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact ClubTreinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact Club
Treinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact Club
Franklin Silva
 
O que é o Interact Club
O que é o Interact ClubO que é o Interact Club
O que é o Interact Club
Vinicius Carossini
 
Candidatura Representação Distrital Rotaract 4590 - 2014-2015
Candidatura Representação Distrital Rotaract 4590 - 2014-2015Candidatura Representação Distrital Rotaract 4590 - 2014-2015
Candidatura Representação Distrital Rotaract 4590 - 2014-2015
Murilo Cagliari
 
Protocolo
ProtocoloProtocolo
Protocolo
vitoriailhadomel
 
Novas Gerações: 10 Dicas para Presidentes de Comissão Distrital de Programas
Novas Gerações: 10 Dicas para Presidentes de Comissão Distrital de ProgramasNovas Gerações: 10 Dicas para Presidentes de Comissão Distrital de Programas
Novas Gerações: 10 Dicas para Presidentes de Comissão Distrital de Programas
Rotary International
 
Regimento interno D4500 (1)
Regimento interno D4500 (1)Regimento interno D4500 (1)
Regimento interno D4500 (1)
Kleber Filho
 
Divulgação Interact Club
Divulgação Interact ClubDivulgação Interact Club
Divulgação Interact Club
Marina Wekid
 
Inscrições Confirmados 16.05
Inscrições Confirmados 16.05Inscrições Confirmados 16.05
Inscrições Confirmados 16.05
Max Bender
 
Treinamento imagem pública 2008 2009 por Juliana Martins
Treinamento imagem pública 2008 2009 por Juliana MartinsTreinamento imagem pública 2008 2009 por Juliana Martins
Treinamento imagem pública 2008 2009 por Juliana Martins
Rotaract Clubs do Distrito 4610
 
735pt
735pt735pt
Plano de liderança do clube
Plano de liderança do clubePlano de liderança do clube
Plano de liderança do clube
Miguel Loureiro
 
Apostila TMRD 2009
Apostila TMRD 2009Apostila TMRD 2009
Apostila TMRD 2009
Marina Wekid
 
Interact
InteractInteract
Interact
Franklin Silva
 
Informação para novos sócios
Informação para novos sóciosInformação para novos sócios
Informação para novos sócios
Miguel Loureiro
 
Modelo de Projeto Interact
Modelo de Projeto InteractModelo de Projeto Interact
Modelo de Projeto Interact
Marina Wekid
 

Destaque (20)

Guia Para Interactianos
Guia Para InteractianosGuia Para Interactianos
Guia Para Interactianos
 
Administração de Interact Clubs
Administração de Interact ClubsAdministração de Interact Clubs
Administração de Interact Clubs
 
Aprofundamento do Programa de Interact
Aprofundamento do Programa de InteractAprofundamento do Programa de Interact
Aprofundamento do Programa de Interact
 
Manual do Bom Interactiano
Manual do Bom InteractianoManual do Bom Interactiano
Manual do Bom Interactiano
 
Siglas Rotárias Importantes
Siglas Rotárias ImportantesSiglas Rotárias Importantes
Siglas Rotárias Importantes
 
Treinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact Club
Treinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact ClubTreinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact Club
Treinamento para Comissão de Serviços à Comunidade de Interact Club
 
O que é o Interact Club
O que é o Interact ClubO que é o Interact Club
O que é o Interact Club
 
Candidatura Representação Distrital Rotaract 4590 - 2014-2015
Candidatura Representação Distrital Rotaract 4590 - 2014-2015Candidatura Representação Distrital Rotaract 4590 - 2014-2015
Candidatura Representação Distrital Rotaract 4590 - 2014-2015
 
Protocolo
ProtocoloProtocolo
Protocolo
 
Novas Gerações: 10 Dicas para Presidentes de Comissão Distrital de Programas
Novas Gerações: 10 Dicas para Presidentes de Comissão Distrital de ProgramasNovas Gerações: 10 Dicas para Presidentes de Comissão Distrital de Programas
Novas Gerações: 10 Dicas para Presidentes de Comissão Distrital de Programas
 
Regimento interno D4500 (1)
Regimento interno D4500 (1)Regimento interno D4500 (1)
Regimento interno D4500 (1)
 
Divulgação Interact Club
Divulgação Interact ClubDivulgação Interact Club
Divulgação Interact Club
 
Inscrições Confirmados 16.05
Inscrições Confirmados 16.05Inscrições Confirmados 16.05
Inscrições Confirmados 16.05
 
Treinamento imagem pública 2008 2009 por Juliana Martins
Treinamento imagem pública 2008 2009 por Juliana MartinsTreinamento imagem pública 2008 2009 por Juliana Martins
Treinamento imagem pública 2008 2009 por Juliana Martins
 
735pt
735pt735pt
735pt
 
Plano de liderança do clube
Plano de liderança do clubePlano de liderança do clube
Plano de liderança do clube
 
Apostila TMRD 2009
Apostila TMRD 2009Apostila TMRD 2009
Apostila TMRD 2009
 
Interact
InteractInteract
Interact
 
Informação para novos sócios
Informação para novos sóciosInformação para novos sócios
Informação para novos sócios
 
Modelo de Projeto Interact
Modelo de Projeto InteractModelo de Projeto Interact
Modelo de Projeto Interact
 

Semelhante a Treinamento protocolo interact

Treinamento Protocolo PRonto.pptx
Treinamento Protocolo PRonto.pptxTreinamento Protocolo PRonto.pptx
Treinamento Protocolo PRonto.pptx
DanielSoares934800
 
DRR Training: The Trainer - PT
DRR Training: The Trainer - PTDRR Training: The Trainer - PT
DRR Training: The Trainer - PT
Rotary International
 
O mirante de santana 14
O mirante de santana 14O mirante de santana 14
O mirante de santana 14
Suyen Miranda
 
O mirante de santana 10
O mirante de santana 10O mirante de santana 10
O mirante de santana 10
Suyen Miranda
 
Formação dirigentes clubes
Formação dirigentes   clubesFormação dirigentes   clubes
Formação dirigentes clubes
Jaime F. Ribeiro
 
Secretario 2010 2011
Secretario 2010 2011Secretario 2010 2011
Secretario 2010 2011
vitoriailhadomel
 
Publicações reuniões produtivas
Publicações   reuniões produtivasPublicações   reuniões produtivas
Publicações reuniões produtivas
XPONENCIAL DESENVOLVIMENTO HUMANO
 
Aula 14 Cerimonial e Protocolo .pptx
Aula 14 Cerimonial e Protocolo .pptxAula 14 Cerimonial e Protocolo .pptx
Aula 14 Cerimonial e Protocolo .pptx
JessicaSantosJeh
 
Carta mensal 07 2011
Carta mensal 07 2011Carta mensal 07 2011
Carta mensal 07 2011
Rotary Jandaia do Sul
 

Semelhante a Treinamento protocolo interact (9)

Treinamento Protocolo PRonto.pptx
Treinamento Protocolo PRonto.pptxTreinamento Protocolo PRonto.pptx
Treinamento Protocolo PRonto.pptx
 
DRR Training: The Trainer - PT
DRR Training: The Trainer - PTDRR Training: The Trainer - PT
DRR Training: The Trainer - PT
 
O mirante de santana 14
O mirante de santana 14O mirante de santana 14
O mirante de santana 14
 
O mirante de santana 10
O mirante de santana 10O mirante de santana 10
O mirante de santana 10
 
Formação dirigentes clubes
Formação dirigentes   clubesFormação dirigentes   clubes
Formação dirigentes clubes
 
Secretario 2010 2011
Secretario 2010 2011Secretario 2010 2011
Secretario 2010 2011
 
Publicações reuniões produtivas
Publicações   reuniões produtivasPublicações   reuniões produtivas
Publicações reuniões produtivas
 
Aula 14 Cerimonial e Protocolo .pptx
Aula 14 Cerimonial e Protocolo .pptxAula 14 Cerimonial e Protocolo .pptx
Aula 14 Cerimonial e Protocolo .pptx
 
Carta mensal 07 2011
Carta mensal 07 2011Carta mensal 07 2011
Carta mensal 07 2011
 

Treinamento protocolo interact

  • 1. O Diretor de Protocolo João Frederico Livi CRA/PR 21.250 Diretor de Protocolo D-4640, ano Rotário 2012/2013 DIRETOR DE PROTOCOLO www.joaoflivi.blogspot.com
  • 2.  Sócio fundador do Rotaract Club de Marechal Cândido Rondon (1987 – presidente 1989/1990);  Ex-integrante do Rotary Club de Palotina (2003/2004 – responsável pela carta mensal do EGD Pedro Celso dos Santos);  Membro do Rotary Club de Marechal Cândido Rondon Beira-Lago, há desde 1994;  Protocolo do clube em várias gestões e integrante de diversas comissões, bem como, presidente do Clube;  EGA do D-4640 e membro de várias comissões a níves distrital;  Conselheiro do Interact Club de Marechal Cândido Rondon Beira- Lago;  Bacharel em Administração;  Pós-graduado em Marketing e Vendas;  Curso de protocolo civil em 1991;  Autor do blog: joaoflivi.blogspot.com.br. DIRETOR DE PROTOCOLO
  • 4. Um palestrante entrou num auditório para proferir uma palestra e, com surpresa, deu com o auditório vazio. Só havia um homem sentado na primeira fila. Desconcertado, o palestrante perguntou ao homem se devia ou não dar a palestra só para ele. O homem respondeu: - Sou um homem simples, não entendo dessas coisas. Mas se eu entrasse num galinheiro e encontrasse apenas uma galinha para alimentar, eu alimentaria essa única galinha. O AUDITÓRIO VAZIO www.joaoflivi.blogspot.com
  • 5. O palestrante entendeu a mensagem e deu a palestra inteira, conforme havia preparado. Quando terminou, perguntou ao homem: - Então, gostou da palestra? O homem respondeu: - Como eu lhe disse, sou um homem simples, não entendo dessas coisas... Mas se eu entrasse num galinheiro e só tivesse uma única galinha, eu não daria o saco de milho inteiro para ela. O AUDITÓRIO VAZIO www.joaoflivi.blogspot.com
  • 6. O protocolo é aquele que dá vida para a reunião Deve saber o momento certo de improvisar É o que faz acontecer Nunca será o destaque da reunião O PROTOCOLO www.joaoflivi.blogspot.com
  • 7.  O Rotary International prevê estatutos padronizados para os clubes. E recomenda o regimento interno para que linhas mestras sejam obedecidas;  Dentro deste contexto está o cargo de diretor de protocolo (Reg. Interno previsto para os clubes, Art. I, Seção 2), mas suas atribuições não são detalhadas nesta norma interna. Mas todos sabem do resultado de uma boa ou má atuação;  A denominação é de Diretor de Protocolo e não simplesmente Protocolo. Protocolo é o cargo ou o próprio ato, não a pessoa. O DIRETOR DE PROTOCOLO www.joaoflivi.blogspot.com
  • 8. Mesa da presidência (mesa de trabalho); Panóplia (porta bandeiras); Tribuna (átrio); Companheiros (fulano, doutor etc); O QUE O DIRETOR DE PROTOCOLO PRECISA SABER www.joaoflivi.blogspot.com
  • 9.  Informar companheiros visitantes, pais, irmãos;  Informar nome de outros visitantes;  Informar datas comemorativas dos companheiros (aniversários, admissão no clube);  Informar de conquistas de companheiros;  Informar datas comemorativas da semana;  Informar de eventos que aconteçam na região;  Informar número de companheiros presentes. O QUE O DIRETOR DE PROTOCOLO PRECISA SABER www.joaoflivi.blogspot.com
  • 10.  O Diretor de Protocolo é o coordenador de toda e qualquer atividade rotária, devendo trabalhar em estreita colaboração com quem a preside;  Pode ser no clube ou além do clube. No clube através das reuniões ordinárias e festivas; fora do clube, em eventos distritais (EDI, GIDS, Almoço de Área, assembléia, etc);  A missão do diretor de Protocolo tem início na preparação da reunião; ATRIBUIÇÕES DO DIRETOR DE PROTOCOLO www.joaoflivi.blogspot.com
  • 11.  Chegar ao local da reunião com bastante antecedência;  Verificar lugares, som, panóplia, símbolos rotários, tribuna etc;  Providenciar preparativos para o orador (painéis, projetores etc, conforme o caso); ATRIBUIÇÕES DO DIRETOR DE PROTOCOLO www.joaoflivi.blogspot.com
  • 12.  Providenciar, com a ajuda das comissões de companheirismo e de programa, a recepção dos convidados, com particular deferência para com aqueles que se destinarem à Mesa da Presidência;  Encaminhar visitantes ao tesoureiro e secretário para preencher o cartão de recuperação e pagamento de despesas, se existentes; ATRIBUIÇÕES DO DIRETOR DE PROTOCOLO www.joaoflivi.blogspot.com
  • 13.  Colaborar com o presidente na composição da Mesa que dirigirá a reunião, atendo-se às disposições do cerimonial oficial do país, do protocolo rotário e das boas normas sociais;  Informar-se, com segura antecipação, se a presença de convidados e companheiros destinados à Mesa da Presidência foi devidamente confirmada;  Repartir tarefas com o vice-diretor de protocolo; ATRIBUIÇÕES DO DIRETOR DE PROTOCOLO www.joaoflivi.blogspot.com
  • 14.  Pôr-se minuciosamente a par de cada item do programa a ser desenvolvido na reunião, de modo a encontrar-se capacitado a intervir com total desembaraço no momento certo, ou de prestar imediata e eficiente colaboração ao presidente, ou a qualquer pessoa que haja de participar da execução do programa;  Acomodar convidados à mesa da presidência ou junto aos demais companheiros; ATRIBUIÇÕES DO DIRETOR DE PROTOCOLO www.joaoflivi.blogspot.com
  • 15.  Evitar que companheiros se sentem sempre no mesmo lugar e com as mesmas pessoas;  Indicar ao presidente que tudo está em ordem, para iniciar-se a reunião;  Anunciar a constituição da Mesa, apresentando seus componentes ao plenário; www.joaoflivi.blogspot.com ATRIBUIÇÕES DO DIRETOR DE PROTOCOLO
  • 16.  Cuidar do conforto e da segurança dos convidados e companheiros, provendo o que for de mister, desde número e disposição de mesas e cadeiras, asseio do recinto, arejamento e ventilação, cardápio, serviço de garçon e atendentes de toda a natureza, manutenção de silêncio, e organização de serviços de portaria e de policiamento, se necessários;  Não voltar à tribuna para anunciar chegada de retardatários (exceto por razão especial - o orador, por ex.); www.joaoflivi.blogspot.com ATRIBUIÇÕES DO DIRETOR DE PROTOCOLO
  • 17.  Supervisionar, em consonância com o secretário, a redação e a expedição dos convites para companheiros e convidados que deverão ocupar lugar na Mesa da Presidência. www.joaoflivi.blogspot.com ATRIBUIÇÕES DO DIRETOR DE PROTOCOLO
  • 18.  Preparar a reunião com antecedência, confirmando as presenças;  Escolher o cardápio e supervisionar a decoração e mesas, quando de festivas;  Verificar o funcionamento da parte elétrica e ventilação; FUNÇÕES E RESPONSABILIDADES DIRETOR DE PROTOCOLO www.joaoflivi.blogspot.com
  • 19.  Fazer a formação da mesa diretora, observando os preceitos de RI e as normas oficiais;  Postar a tribuna a esquerda da mesa diretiva, com luz adequada;  Orientar a colocação das bandeiras;  Colocar o sino e o martelo; www.joaoflivi.blogspot.com FUNÇÕES E RESPONSABILIDADES DIRETOR DE PROTOCOLO
  • 20.  Recepcionar e anunciar o nome correto do visitantes;  Acolher os visitantes atrasados, indicando um companheiro para recepcioná-los;  Providenciar materiais necessários para o palestrante, como água, microfone, som etc;  Controlar o tempo do palestrante e avisar discretamente do término do tempo. www.joaoflivi.blogspot.com FUNÇÕES E RESPONSABILIDADES DIRETOR DE PROTOCOLO
  • 21.  Discrição no vestir-se;  Não é animador de festinhas nem vedete de circo Tribuna (átrio);  Demorar-se ao microfone/tribuna o menos possível;  Utilizar-se do microfone/tribuna o menor número de vezes; CUIDADOS NECESSÁRIOS PARA O DIRETOR DE PROTOCOLO www.joaoflivi.blogspot.com
  • 22.  Evitar o relato de casos cômicos e pitorescos, ou dizer “gracinhas”;  Dar o seu “recado” em linguagem correta e sóbria;  Limitar-se à apresentação da Mesa e uma ou outra comunicação indispensável;  Não alongar-se em apresentação dos componentes da mesa, seus feitos ou suas vidas. www.joaoflivi.blogspot.com CUIDADOS NECESSÁRIOS PARA O DIRETOR DE PROTOCOLO
  • 23.  Colaborar estreitamente com as comissões que forem apresentar algo na reunião;  Não usar apelidos para identificar companheiros (use o nome, o prenome ou ambos);  Não usar apelidos para identificar visitantes. O QUE O DIRETOR DE P ROTOCOLO PRECISA SABER www.joaoflivi.blogspot.com
  • 24.  “Contar com uma personalidade simpática, decorrente de um sadio entusiasmo e de um natural desembaraço; ser sóbrio em seus atos e palavras; enérgico e delicado; ter atenção pronta e ação rápida; dicção clara e um regular domínio do vernáculo.”  Companheiro Levindo Lopes, EP Rotary Club de São Paulo Oeste www.joaoflivi.blogspot.com O QUE O DIRETOR DE P ROTOCOLO PRECISA SABER
  • 25.  O Diretor de Protocolo é o que trabalha de forma discreta, mas, que faz a o encontro rotário acontecer em clima de harmonia e companheirismo.  “É mais fácil induzir os homens à prestação de serviços do que inebriá-los com palavras empolgantes”.  Paul Harris www.joaoflivi.blogspot.com O QUE O DIRETOR DE P ROTOCOLO PRECISA SABER
  • 26.  Elegância não é somente regra protocolar, é questão de educação;  Não esquecer de homenagear os companheiros (tenha um deles na mesa da presidência) ou os visitantes de destaque (rotarianos ou não);  Estimular a Comissão de Companheirismo no sentido de evitar a formação de grupos e de promover a integração dos visitantes e companheiros do clube; PROCEDIMENTOS PARA AS REUNIÕES ORDINÁRIAS www.joaoflivi.blogspot.com
  • 27.  Apresentar as pessoas pelo nome e indicar a classificação, profissão ou outros dados pessoais;  Se perceber algum erro, corrija-o, com naturalidade. www.joaoflivi.blogspot.com PROCEDIMENTOS PARA AS REUNIÕES ORDINÁRIAS
  • 28.  Em se tratando de festivas normais, as cautelas devem ser menores, mas não podem ser desprezadas, desde a formação da mesa da presidência, até a organização do local e recepção de convidados e visitantes;  Mostrar aos convidados o funcionamento e objetivos de Interact; www.joaoflivi.blogspot.com PROCEDIMENTOS PARA AS REUNIÕES ORDINÁRIAS
  • 29.  Os pais e irmãos são convidados, assim como todo e qualquer rotariano de outros clubes ou visitantes não rotarianos; devem receber todas as atenções;  Após a transmissão somente os presidente trocam de lugar. www.joaoflivi.blogspot.com PROCEDIMENTOS PARA AS REUNIÕES FESTIVAS
  • 30.  A reunião inicia com a abertura tradicional e a apresentação protocolar;  Uma curta mensagem de instrução rotária é sempre desejável;  É dispensável o expediente da secretaria;  É importante a programação de atividades de companheirismo; DESENVOLVIMENTO DE UMA REUNIÃO FESTIVA www.joaoflivi.blogspot.com
  • 31.  Se a festiva for especial ou específica em razão de algum fato ou acontecimento, o orador deverá centrar-se neste fato ou acontecimento. Caso contrário, é até recomendável não produzir palestras, que podem se tornar enfadonhas para os visitantes. A Reunião Festiva deve ser “light”;  Antes do encerramento, é importante a apresentação dos dados estatísticos. www.joaoflivi.blogspot.com DESENVOLVIMENTO DE UMA REUNIÃO FESTIVA
  • 32.  Evite colocar poucas pessoas em local muito grande. Surgirá uma sensação de uma reunião excessivamente formal;  Evite colocar muitas pessoas em local muito pequeno. As pessoas ficarão ansiosas, impacientes e sufocadas. Desejarão retirar-se do encontro;  Retire todos os objetos dispensáveis antes das reuniões, dando ao local uma impressão de ambiente limpo (cadeiras, mesas, móveis e outros que não serão usados); www.joaoflivi.blogspot.com DESENVOLVIMENTO DE UMA REUNIÃO FESTIVA
  • 33.  Não enfeite demasiadamente a mesa para que a decoração não se transforme em incômodo e desconfortável trambolho;  Cuidado para não acomodar número excessivo de pessoas na mesma mesa, gerando desconforto; www.joaoflivi.blogspot.com DESENVOLVIMENTO DE UMA REUNIÃO FESTIVA
  • 34.  Não há necessidades das exigências formais das reuniões festivas. Mas, é preciso ter o cuidado para não cometer a indelicadeza de mal colocar um convidado de alta hierarquia num canto esquecido da Mesa, tendo, em lugar preferencial, figuras inteiramente apagadas. COMPOSIÇÃO DA MESA DA PRESIDÊNCIA www.joaoflivi.blogspot.com
  • 35.  O Presidente José de Tal, demais integrantes da Mesa da Presidência; Minhas Senhoras, Senhores Convidados, Companheiras, Companheiros: é com elevada honra e muito prazer que passamos a anunciar a composição da Mesa que presidirá os trabalhos desta reunião, e que está assim constituída: www.joaoflivi.blogspot.com COMPOSIÇÃO DA MESA DA PRESIDÊNCIA
  • 36.  Ao centro (ou no lugar n° 1), o comp. João Alberto do Sei Lá (nome por inteiro de todos os componentes), nosso presidente, que tem, ao seu lado direito, a Maria das Falas Perfeitas, convidado de honra e homenageado do dia (ou da noite);  A seguir, o companheiro (ordem dos que estão na mesa).  Aos integrantes da mesa da presidência solicitamos a saudação com uma calorosa salva de palmas. www.joaoflivi.blogspot.com COMPOSIÇÃO DA MESA DA PRESIDÊNCIA
  • 37.  Presidente do Clube ;  Presidente de Clube;  Ex-Presidente;  Presidente-Eleito;  Vice-Presidente;  Secretário;  Tesoureiro; ORDEM DE PRECEDÊNCIA E LUGAR NA MESA DA PRESIDÊNCIA www.joaoflivi.blogspot.com
  • 38.  Diretores sem Pasta(na ordem dos Serviços de cada um);  Diretores do Protocolo;  Presidentes de Comissão ou Subcomissão, na ordem dos Serviços, e, dentro deles, na seqüência em que são mencionados no Regimento Interno. www.joaoflivi.blogspot.com ORDEM DE PRECEDÊNCIA E LUGAR NA MESA DA PRESIDÊNCIA
  • 39.  Havendo vários governadores, todos devem ser convidados à Mesa;  Havendo vários ex-governadores, todos devem ser convidados à Mesa;  Se impossível, e em circunstâncias normais, o ex-governador mais antigo (tenha a ordem de antiguidade), representará, na Mesa, os demais de outros Distritos;  Havendo vários presidentes, a precedência é ditada pela antiguidade dos clubes a que presidem (os Guias Distritais e as Cartas Mensais publicam as datas de sua fundação). www.joaoflivi.blogspot.com ORDEM DE PRECEDÊNCIA E LUGAR NA MESA DA PRESIDÊNCIA
  • 40.  1 – Presidente de Clube  2 – Prefeito Municipal  3 – Governador do distrito  4 - EGD  6 – Presidente da ASR  7 – Presidente do Rotaract  8 – Presidente do Rotary Kids. MODELO PARA COMPOSIÇÃO DA MESA DA PRESIDÊNCIA www.joaoflivi.blogspot.com
  • 41.  Representantes não serão chamados para a mesa da presidência ou o convidado vai ao jantar ou almoço, ou não vai, porque o convite é sempre pessoal. Se, no entanto, o convidado mandar um representante, este não deve ocupar lugar na mesa da presidência, exceto se representar o homenageado da ocasião.  Cônjuges de autoridades não é necessários ir à mesa  Presidente da Câmara, Juízes de Direito, Clero etc, nominar e constar eles numa mesa auxiliar. EXEMPLO DE ORDEM PROTOCOLAR MAIS COMUM EM REUNIÕES FESTIVAS www.joaoflivi.blogspot.com
  • 42. ORDEM DE PRECEDÊNCIA E LUGAR NA MESA PRINCIPAL 4 2 1 3 5 www.joaoflivi.blogspot.com
  • 43. ORDEM DE PRECEDÊNCIA E LUGAR NA MESA PRINCIPAL 8 6 4 2 1 3 5 7 9 www.joaoflivi.blogspot.com
  • 44. 7 5 3 1 2 4 6 8 www.joaoflivi.blogspot.com ORDEM DE PRECEDÊNCIA E LUGAR NA MESA PRINCIPAL
  • 45.  A reunião de trabalho com o governador do distrito deve ser prestigiada pela maioria dos integrantes do clube e não existe um trabalho protocolar necessário para a mesma. VISITA DO GOVERNADOR OU RDI www.joaoflivi.blogspot.com
  • 46.  A reunião de trabalho com o Representante Distrital de Interact deve igualmente ser prestigiada pela maioria dos integrantes do clube.  Deve-se obedecer a regra de reunião festiva. VISITA DO GOVERNADOR OU RDI www.joaoflivi.blogspot.com
  • 47.  Ocupará sempre, em todas as reuniões, lugar de extremo destaque;  Se atrás da mesa, estará em posição mais elevada que ela, tendo a tribuna a sua esquerda;  A Bandeira Nacional ocupará o centro, destacada e bem à vista. Estará ladeada, à direita, pela Bandeira do Estado do Paraná, e, à esquerda, pela Bandeira do Município, seguindo para o lado oposto com a Bandeira do seu Rotary Club e do outro lado a bandeira do Interact Club.  As demais bandeiras seguem a ordem de precedência. A PANÓPLIA, AS BANDEIRAS OU PAVILHÕES www.joaoflivi.blogspot.com
  • 48.  Exiba, na panóplia, no mínimo as bandeiras das pátrias dos companheiros do clube e de visitante ou convidado ilustre;  Obedeça a ordem de antiguidade rotária dos companheiros, ou em ordem alfabética das nações; www.joaoflivi.blogspot.com A PANÓPLIA, AS BANDEIRAS OU PAVILHÕES
  • 49.  A Bandeira do Brasil:  No centro, entre bandeiras de número ímpar;  Imediatamente à direita da bandeira que estiver mais próxima do centro, se o número for par;  Distendida e sem mastro, com a estrela solitária na parte superior e sem que haja obstáculo entre ela e quem a vê. www.joaoflivi.blogspot.com A PANÓPLIA, AS BANDEIRAS OU PAVILHÕES
  • 50.  Hasteando-se várias bandeiras, a Bandeira do Brasil será a primeira a chegar ao topo e a última a descer;  A Bandeira poderá ser hasteada a qualquer hora do dia ou da noite ;  Durante a noite, haverá de ser abundantemente iluminada;  Distendida e sem mastro, com a estrela solitária na parte superior e sem que haja obstáculo entre ela e quem a vê. www.joaoflivi.blogspot.com A PANÓPLIA, AS BANDEIRAS OU PAVILHÕES
  • 52. A PANÓPLIA, AS BANDEIRAS OU PAVILHÕES
  • 53.  Se for apenas tocado, será executada só a primeira parte. Se for cantado, serão executadas as duas partes;  O Hino Nacional deve ser ouvido de pé, em atitude de máximo respeito, em silêncio (se não for cantado), estando os civis do sexo masculino descobertos (sem chapéus ou similares) e os militares em continência; www.joaoflivi.blogspot.com O HINO NACIONAL
  • 54.  As mãos podem ser mantidas respeitosamente em qualquer posição. Antigamente a mão direita era conservada sobre o coração, mas modernamente isso não é mais prescrito;  Se houver execução de Hino Estrangeiro, o Hino Nacional será sempre executado depois, como sinal de homenagem e respeito ao outro País (Lei 5700/71, art. 24, § 4o.);  O Hino Nacional pode ser aplaudido ao final da execução. O HINO NACIONAL www.joaoflivi.blogspot.com
  • 55.  Não podem ser usados indiscriminadamente ;  A roda dentada ou denteada foi realizado por Montagne Bear, e criado no Rotary Club de Chicago, em 1905, mas com algumas alterações, a atual é de 1920;  Seis raios, vinte e quatro dentes, um rasgo de chaveta, um dente sobre o eixo de cada braço e três dentes entre as linhas centrais do braço;  A roda inteira é dourada, com quatro espaços rebaixados em azul real. Os dizeres “Rotary” e “International” são em dourado. OS SÍMBOLOS ROTÁRIOS www.joaoflivi.blogspot.com
  • 56.  O distintivo e o símbolo são de uso exclusivo de rotarianos e Rotary Clubs;  É permitido o seu uso em papéis, documentos e cartas de Rotary Clubs e de Rotary International;  Permite-se o seu uso, ainda, em bandeiras oficiais de Rotary, crachás, flâmulas, decorações de convenções, marcos rotários, tabuletas indicativas de estrada, atos oficiais dos clubes e como distintivos de lapela de rotarianos e seus cônjuges; www.joaoflivi.blogspot.com O USO DO DISTINTIVO ROTÁRIO
  • 57.  Embora sem autorização expressa, permite-se o uso de adesivos em veículos exclusivamente de rotarianos, e em prêmios, brindes e troféus concedidos pelos clubes;  Não é permitido o uso: em cartas ou cartões comerciais, como meio de identificar mercadorias, ou em atividade comercial;  Não é permitido o uso do emblema combinado com outros distintivos ou logotipos de qualquer natureza;  Não é permitido o uso por organizações não integrantes do Rotary International (como clubes desligados ou não admitidos). O USO DO DISTINTIVO ROTÁRIO www.joaoflivi.blogspot.com
  • 58. O nome Interact surgiu da aglutinação dos radicais das palavras “International Action” (inter+act), ou “Ação Internacional!”. O USO DO DISTINTIVO INTERACT www.joaoflivi.blogspot.com
  • 59.  As quatro argolas no centro do símbolo representam os quatro principais objetivos do clube, que são: O USO DO DISTINTIVO INTERACT www.joaoflivi.blogspot.com 1 - Formação de companheirismo, a base (argola de baixo);
  • 60.  As quatro argolas no centro do símbolo representam os quatro principais objetivos do clube, que são: O USO DO DISTINTIVO INTERACT www.joaoflivi.blogspot.com 2 - Prestação de serviços à comunidade, o fogo (argola de cima);
  • 61.  As quatro argolas no centro do símbolo representam os quatro principais objetivos do clube, que são: O USO DO DISTINTIVO INTERACT www.joaoflivi.blogspot.com 3 - formação profissional (argola lateral esquerda);
  • 62.  As quatro argolas no centro do símbolo representam os quatro principais objetivos do clube, que são: O USO DO DISTINTIVO INTERACT www.joaoflivi.blogspot.com 4 - E desenvolvimento da qualidade de liderança (argola lateral direita).
  • 64. MODELO DE BANDEIRA MARECHAL CÂNDIDO RONDON BEIRA LAGO - PR DISTRITO 4640 www.joaoflivi.blogspot.com
  • 65.  É o momento que precisa ser o mais marcante na vida rotária do companheiro.  Dar-se-á a posse numa reunião festiva, com presença de familiares.  Escolher algum interactiano mais antigo para dar as boas vinda. POSSE DE NOVOS COMPANHEIROS www.joaoflivi.blogspot.com
  • 66. FIM  João Frederico Livi  CRA/PR 21.210  Vendas – Propaganda e Publicidade  Rotary Club de Marechal Cândido Rondon Beira Lago  E-mail: joaolivi@gmail.com  Skype: joaolivi@hotmail.com www.joaoflivi.blogspot.com