SlideShare uma empresa Scribd logo
SEX  NA H  RA CERTA 1.  A PESSOA CERTA 2. O MOTIVO CERTO 3. O MOMENTO CERTO
   Aquela a quem você ama    Aquela em quem você confia    Aquela com quem você se comprometeu SEX  NA H  RA CERTA 1. A PESSOA CERTA
   Sentem insegurança com sua aparência, e no fundo, desejam provar quem são    Tem facilidade para ser mais impulsivos do que pensativos    Tem pouco ou nenhum interesse nos valores espirituais    Vêm de famílias onde não tinham muita amizade com os pais    Não se sentem amados em casa, e quando não percebem expressões de aprovação entre os pais e irmãos    Não pensam com cuidado acerca de si mesmos, e a respeito do sexo antes do casamento Os mais vulneráveis: SEX  NA H  RA CERTA 2. O MOTIVO CERTO
   Necessidade de aceitação social - ser como os amigos    Rito de passagem - se sentirem mais adultos    Gratificação instantânea - prazer imediato    Necessidade de ser tocado - carinho X toque sexual    Prova de amor - argumento para ganhar o que quer    Curiosidade - saber como é    Prazer - sem confiança e comprometimento ele é parcial    Alívio das tensões - fuga de problemas Os motivos mais comuns SEX  NA H  RA CERTA 2. O MOTIVO CERTO
   Compromisso    Fidelidade    Sentimento    Aceitação O verdadeiro motivo SEX  NA H  RA CERTA 2. O MOTIVO CERTO AMOR
POR QUE ESPERAR? 1. Ele diz claramente que você deve esperar até o casamento . Só no casamento os dois devem se "tornar uma só carne" (Gênesis. 2:24).  2. Prejudica a amizade com Ele . Você se sente distante de Deus quando segue um caminho diferente do que Ele recomendou. Compensa?  3. Provoca um sentimento de culpa.  Você sente angustia e incomodo como conseqüências de uma decisão equivocada. Essa dor incomoda, dura algum tempo, e só pode ser curada pelo perdão de Deus.  SEX  NA H  RA CERTA 3. O MOMENTO CERTO CASAMENTO
4. Prejudica a reputação. Fica a fama de fácil . As pessoas gostam de se aproveitar dos fáceis, mas preferem relacionamentos sérios com os fiéis. 5. Interfere na comunicação do casal . Quando o sexo surge no namoro ele vira a prioridade no relacionamento. A atração e a aventura dão um tempero diferente. Todo o tempo juntos é aproveitado para ele, ou para criar um "clima". O bate-papo, tão importante para que os dois se conheçam e vivam felizes por toda a vida, passa a ser secundário.  6. Deixando o sexo para o casamento, há mais possibilidades do desenvolvimento de uma forte amizade entre o casal . O diálogo faz com que os dois se aceitem, se entendam e se ajudem, e isso é amizade. O sexo dentro do casamento vai ser o presente.  7. O desejo sexual se torna mais forte que o sentimento de amor . O relaciona-mento passa a ser mantido mais pela beleza e pela atração, do que pelo amor. SEX  NA H  RA CERTA 3. O MOMENTO CERTO
8. Leva a dependência de vícios sexuais.  Como não há comprometimento, buscam-se "novas" maneiras de tornar o sexo um prazer. Surgem ai os vícios sexuais que vão acompanhar por toda a vida.  9. Tira o brilho da relação sexual dentro do casamento.  Sexo proibido, aventura, tem outro sabor. Quando o casamento chegar, e tudo se tornar normal e permitido, o brilho diminui consideravelmente.  10. Pode surgir ressentimento entre os dois por saber que um já perdeu a virgindade . Com quem foi? Como foi? Porque não foi comigo? Foi tão fácil? São perguntas que vão arranhar o relacionamento depois do casamento.  11. Fica o medo das comparações, no casamento . Se ele ou ela já experimentaram o sexo com outros, como foi? Será que comigo está sendo tão bom? Durante a relação sexual, surgirá também o risco das lembranças de experiências anteriores. SEX  NA H  RA CERTA 3. O MOMENTO CERTO
12. Destrói a confiança mútua . Fica sempre o medo de que o sexo, que aconteceu com tanta facilidade no namoro, abra as portas para uma nova aventura com alguém mais interessante. A preocupação é: "Se foi fácil comigo, pode ser fácil com outro(a)".  13. Pode provocar, mais tarde, experiências extra-conjugais .  14. Depois que você se libera antes do casamento, é muito mais difícil voltar atrás.  15. O risco de contrair DST (doenças sexualmente transmissíveis) e AIDS é muito grande . O prazer começa a falar mais alto do que a razão, e ai tudo pode acontecer.  16. O risco de gravidez e aborto está sempre presente . Basta ver a quantidade de pais e mães solteiros, hoje, e o número de abortos que são provocados.  SEX  NA H  RA CERTA 3. O MOMENTO CERTO
17. Abala o relacionamento com os pais.  Os pais proíbem, os filhos forçam, e se cria uma confusão. Tudo por causa de uma relação que pode ser passageira. Compensa arranhar o relacionamento com os pais, companheiros de toda a vida, por vontades ou momentos de prazer? 18. Pode provocar prejuízo na educação dos filhos . Dificilmente os filhos serão melhores que seus pais. Eles poderão dizer amanhã, quando você for orientá-los: "Não se preocupopem, não vou fazer com meu namorado nada mais do que vocês faziam quando namoravam". É isso que você quer?  19. O fim de um relacionamento onde houve sexo é muito mais doloroso . Os corpos criaram intimidade e compromisso, e isso fica difícil de quebrar quando se descobre que um não foi feito para o outro.  20. Quando você espera até o casamento está demonstrando amor . Quem ama respeita!  SEX  NA H  RA CERTA 3. O MOMENTO CERTO
21. A espera tem a bênção de Deus . Deus e seus secretários, a vida e o tempo, se encarregam de recompensar a obediência.  SEX  NA H  RA CERTA 3. O MOMENTO CERTO SEXO ANTES DO CASAMENTO: Um minuto de prazer por uma vida de sofrimento
I CORINTIOS 6:12-13 “ Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convém. Todas as coisas são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas... O corpo não é para a impureza, mas para o Senhor, e o Senhor, para o corpo.” I CORINTIOS 6:18-20 “ Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo. Acaso não sabeis que o vosso corpo é o santuário do Espírito santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo.” SEX  NA H  RA CERTA PARA PENSAR
I TESSALONICENSES 4:3-8 “ Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição, que cada um saiba possuir o seu corpo em santificação e honra, não com desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus; e que, nesta matéria, ninguém ofenda, nem defraude a seu irmão; porque o Senhor, contra todas estas coisas, como antes vos avisamos e testificamos claramente, é o vingador, porquanto Deus não nos chamou para a impureza e sim para a santificação... Quem rejeita estas coisas não rejeita ao homem e sim a Deus, que também vos dá o seu Espírito Santo.” II TIMÓTEO 2:22 “ Foge... das paixões da mocidade. Segue a justiça, a fé, o amor e a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor.” SEX  NA H  RA CERTA PARA PENSAR
1. Aprenda a dizer não . Crie medidas preventivas para evitar a tentação. O momento correto para se tentar escapar de um incêndio é quando ele ainda está se iniciando, e não quando o edifício está totalmente em chamas.  2. Evite assistir programas ou filmes picantes com apelos eróticos . Assistindo normalmente à TV por algumas horas, durante 10 anos, um jovem brasileiro terá visto, pelo menos, 92.000 cenas de sexo.   3. Mantenha um diálogo aberto com o(a) namorado(a) sobre seus sentimentos acerca do momento certo para o sexo.  4. Tenha um super amigo para quem você conta suas lutas e busca apoio.   5. Relacione-se com pessoas que tenham os mesmos objetivos que você. SEX  NA H  RA CERTA É POSSÍVEL RESISTIR
6. Planeje bem seus encontros, criando sempre atividades diferentes.  A rotina abre as portas para o prazer e para a tentação.  7. Estabeleça seus limites no início do namoro e mantenha-os.   8. Controle as carícias, controlando seu próprio corpo.  9. Evite ficar sozinho com o(a) namorado(a) por muito tempo.  10. Gaste tempo meditando nas coisas de Deus para ser "transformado pela renovação da mente" (Rom. 12:2).  Bons pensamentos geram boas atitudes.  11. Leia bons materiais sobre o assunto . A Bíblia, os livros de Ellen White e alguns livros de escritores cristãos vão lhe dar a maior força.  12. Pense nos benefícios que você tem ao deixar o sexo para a hora certa.   13. Não se julgue forte e capaz para vencer sozinho as tentações sexuais . Aprenda de Deus, pois ele é quem melhor conhece o seu "funcionamento". SEX  NA H  RA CERTA É POSSÍVEL RESISTIR
14. Insista em seguir os planos de Deus.  Confie em seu poder. A oração traz transformação.  15. Faça um compromisso com você mesmo e com Deus . Ele não falha!   SEX  NA H  RA CERTA É POSSÍVEL RESISTIR FILIPENSES 4:13 “ Tudo posso nAquele que me fortalece”.
[object Object],[object Object],SEX  NA H  RA CERTA É POSSÍVEL RECONSTRUIR I JOÃO 1:9 “ Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ministração Sobre Relacionamentos
Ministração Sobre RelacionamentosMinistração Sobre Relacionamentos
Ministração Sobre Relacionamentos
paulodetarsopontes
 
Preparando-se Para O Casamento - John Piper
Preparando-se Para O Casamento - John PiperPreparando-se Para O Casamento - John Piper
Preparando-se Para O Casamento - John Piper
BeatrizIBorges
 
7 conselhos para ser uma mulher virtuosa
7 conselhos para ser uma mulher virtuosa7 conselhos para ser uma mulher virtuosa
7 conselhos para ser uma mulher virtuosa
Conselheiro Cristao
 
AULA- PAPO JOVEM TEMA DO LIVRO NÃO PISE NA BOLA – RICHARD SIMONETTI
AULA- PAPO JOVEMTEMA DO LIVRO NÃO PISE NA BOLA – RICHARD SIMONETTIAULA- PAPO JOVEMTEMA DO LIVRO NÃO PISE NA BOLA – RICHARD SIMONETTI
AULA- PAPO JOVEM TEMA DO LIVRO NÃO PISE NA BOLA – RICHARD SIMONETTI
Harleyde Santos
 
Livro esposa desejável marido encantador 29ago
Livro esposa desejável marido encantador 29agoLivro esposa desejável marido encantador 29ago
Livro esposa desejável marido encantador 29ago
Pr Ismael Carvalho
 
14 falar e ouvir - estudo 2
14   falar e ouvir - estudo 214   falar e ouvir - estudo 2
14 falar e ouvir - estudo 2
PIB Penha
 
Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010 Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010
Pr Ismael Carvalho
 
8 restauracao para casamentos em crise
8  restauracao para casamentos em crise8  restauracao para casamentos em crise
8 restauracao para casamentos em crise
PIB Penha
 
Amigos e inimigos do casamento
Amigos e inimigos do casamentoAmigos e inimigos do casamento
Amigos e inimigos do casamento
Pr Ismael Carvalho
 
Ebook Mais forte que adultério
Ebook Mais forte que  adultérioEbook Mais forte que  adultério
Ebook Mais forte que adultério
Pr Ismael Carvalho
 
Coletânea de dinâmicas para casais
Coletânea de dinâmicas para casaisColetânea de dinâmicas para casais
Coletânea de dinâmicas para casais
Pr Ismael Carvalho
 
Estudo familiar para encontro de casal
Estudo familiar para encontro de casalEstudo familiar para encontro de casal
Estudo familiar para encontro de casal
Valtemir Guimaraes
 
Ficar Ou Namorar!
Ficar Ou Namorar!Ficar Ou Namorar!
Ficar Ou Namorar!
josyespirita
 
Watchman nee-a-família-cristã-normal
Watchman nee-a-família-cristã-normalWatchman nee-a-família-cristã-normal
Watchman nee-a-família-cristã-normal
Francisco Deuzilene
 
Relacionamento Conjugal
Relacionamento ConjugalRelacionamento Conjugal
Relacionamento Conjugal
Vladimir de Siqueira
 
Papo sobre namoro
Papo sobre namoroPapo sobre namoro
Papo sobre namoro
ESTUDANTETEOLOGIA
 
Papo sobre namoro
Papo sobre namoro Papo sobre namoro
Papo sobre namoro
ESTUDANTETEOLOGIA
 
Três erros graves
Três erros gravesTrês erros graves
Três erros graves
Cintia Amorim Cintiaamorim
 
6 inimigos da familia, influencias internas
6   inimigos da familia, influencias internas6   inimigos da familia, influencias internas
6 inimigos da familia, influencias internas
PIB Penha
 
Palestra seminario de casais 2015
Palestra seminario de casais 2015Palestra seminario de casais 2015
Palestra seminario de casais 2015
Junior Cesar Santiago
 

Mais procurados (20)

Ministração Sobre Relacionamentos
Ministração Sobre RelacionamentosMinistração Sobre Relacionamentos
Ministração Sobre Relacionamentos
 
Preparando-se Para O Casamento - John Piper
Preparando-se Para O Casamento - John PiperPreparando-se Para O Casamento - John Piper
Preparando-se Para O Casamento - John Piper
 
7 conselhos para ser uma mulher virtuosa
7 conselhos para ser uma mulher virtuosa7 conselhos para ser uma mulher virtuosa
7 conselhos para ser uma mulher virtuosa
 
AULA- PAPO JOVEM TEMA DO LIVRO NÃO PISE NA BOLA – RICHARD SIMONETTI
AULA- PAPO JOVEMTEMA DO LIVRO NÃO PISE NA BOLA – RICHARD SIMONETTIAULA- PAPO JOVEMTEMA DO LIVRO NÃO PISE NA BOLA – RICHARD SIMONETTI
AULA- PAPO JOVEM TEMA DO LIVRO NÃO PISE NA BOLA – RICHARD SIMONETTI
 
Livro esposa desejável marido encantador 29ago
Livro esposa desejável marido encantador 29agoLivro esposa desejável marido encantador 29ago
Livro esposa desejável marido encantador 29ago
 
14 falar e ouvir - estudo 2
14   falar e ouvir - estudo 214   falar e ouvir - estudo 2
14 falar e ouvir - estudo 2
 
Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010 Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010
 
8 restauracao para casamentos em crise
8  restauracao para casamentos em crise8  restauracao para casamentos em crise
8 restauracao para casamentos em crise
 
Amigos e inimigos do casamento
Amigos e inimigos do casamentoAmigos e inimigos do casamento
Amigos e inimigos do casamento
 
Ebook Mais forte que adultério
Ebook Mais forte que  adultérioEbook Mais forte que  adultério
Ebook Mais forte que adultério
 
Coletânea de dinâmicas para casais
Coletânea de dinâmicas para casaisColetânea de dinâmicas para casais
Coletânea de dinâmicas para casais
 
Estudo familiar para encontro de casal
Estudo familiar para encontro de casalEstudo familiar para encontro de casal
Estudo familiar para encontro de casal
 
Ficar Ou Namorar!
Ficar Ou Namorar!Ficar Ou Namorar!
Ficar Ou Namorar!
 
Watchman nee-a-família-cristã-normal
Watchman nee-a-família-cristã-normalWatchman nee-a-família-cristã-normal
Watchman nee-a-família-cristã-normal
 
Relacionamento Conjugal
Relacionamento ConjugalRelacionamento Conjugal
Relacionamento Conjugal
 
Papo sobre namoro
Papo sobre namoroPapo sobre namoro
Papo sobre namoro
 
Papo sobre namoro
Papo sobre namoro Papo sobre namoro
Papo sobre namoro
 
Três erros graves
Três erros gravesTrês erros graves
Três erros graves
 
6 inimigos da familia, influencias internas
6   inimigos da familia, influencias internas6   inimigos da familia, influencias internas
6 inimigos da familia, influencias internas
 
Palestra seminario de casais 2015
Palestra seminario de casais 2015Palestra seminario de casais 2015
Palestra seminario de casais 2015
 

Destaque

O Que O Sexo Faz Pelo Casamento
O Que O Sexo Faz Pelo CasamentoO Que O Sexo Faz Pelo Casamento
O Que O Sexo Faz Pelo Casamento
Pr Ismael Carvalho
 
O sexo que os cristãos praticam
O sexo que os cristãos praticamO sexo que os cristãos praticam
O sexo que os cristãos praticam
Pr Ismael Carvalho
 
Palestra sexualidade, gravidez e dst s pronta
Palestra sexualidade, gravidez e dst s prontaPalestra sexualidade, gravidez e dst s pronta
Palestra sexualidade, gravidez e dst s pronta
Bianca Trajanoski
 
As doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamentoAs doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamento
Pr Ismael Carvalho
 
Encontro De Casais
Encontro De CasaisEncontro De Casais
Encontro De Casais
Eduardo Sales de lima
 
Palestra - Hábitos dos casais felizes
Palestra - Hábitos dos casais felizesPalestra - Hábitos dos casais felizes
Palestra - Hábitos dos casais felizes
Pr Ismael Carvalho
 
Apostila palestra para casais
Apostila   palestra para casaisApostila   palestra para casais
Apostila palestra para casais
Construção Edificações
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Alinebrauna Brauna
 
Apresentação as quatro estações do casamento
Apresentação   as quatro estações do casamentoApresentação   as quatro estações do casamento
Apresentação as quatro estações do casamento
Danjaine
 
SEO: Getting Personal
SEO: Getting PersonalSEO: Getting Personal
SEO: Getting Personal
Kirsty Hulse
 

Destaque (10)

O Que O Sexo Faz Pelo Casamento
O Que O Sexo Faz Pelo CasamentoO Que O Sexo Faz Pelo Casamento
O Que O Sexo Faz Pelo Casamento
 
O sexo que os cristãos praticam
O sexo que os cristãos praticamO sexo que os cristãos praticam
O sexo que os cristãos praticam
 
Palestra sexualidade, gravidez e dst s pronta
Palestra sexualidade, gravidez e dst s prontaPalestra sexualidade, gravidez e dst s pronta
Palestra sexualidade, gravidez e dst s pronta
 
As doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamentoAs doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamento
 
Encontro De Casais
Encontro De CasaisEncontro De Casais
Encontro De Casais
 
Palestra - Hábitos dos casais felizes
Palestra - Hábitos dos casais felizesPalestra - Hábitos dos casais felizes
Palestra - Hábitos dos casais felizes
 
Apostila palestra para casais
Apostila   palestra para casaisApostila   palestra para casais
Apostila palestra para casais
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
 
Apresentação as quatro estações do casamento
Apresentação   as quatro estações do casamentoApresentação   as quatro estações do casamento
Apresentação as quatro estações do casamento
 
SEO: Getting Personal
SEO: Getting PersonalSEO: Getting Personal
SEO: Getting Personal
 

Semelhante a Tem15

Sexo na hora certa
Sexo na hora certaSexo na hora certa
Sexo na hora certa
Ricardo Teixeira
 
Sexo na Hora Certa.ppt
Sexo na Hora Certa.pptSexo na Hora Certa.ppt
Sexo na Hora Certa.ppt
Colégio Galileu
 
O que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o CristãoO que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o Cristão
Pregador Manasses
 
Papo sobre namoro
Papo sobre namoroPapo sobre namoro
Papo sobre namoro
ESTUDANTETEOLOGIA
 
Licao 05 A RealizaçãO Sexual No Casamento
Licao 05 A RealizaçãO Sexual No CasamentoLicao 05 A RealizaçãO Sexual No Casamento
Licao 05 A RealizaçãO Sexual No Casamento
guest06a00c
 
Edson alves de sousa o divorcio comeca no namoro
Edson alves de sousa   o divorcio comeca no namoroEdson alves de sousa   o divorcio comeca no namoro
Edson alves de sousa o divorcio comeca no namoro
jneves3
 
Sexualidade na juventude.docx
Sexualidade na juventude.docxSexualidade na juventude.docx
Sexualidade na juventude.docx
MichelyCriattoDecor
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
Felicio Araujo
 
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO capítulo 22.pptx
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO capítulo 22.pptxO EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO capítulo 22.pptx
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO capítulo 22.pptx
Odilon Dutra da Silva
 
O prazer da espera gi inverno 2010
O prazer da espera   gi inverno 2010O prazer da espera   gi inverno 2010
O prazer da espera gi inverno 2010
55443
 
Nossa família não é problema de outra pessoa pps
Nossa família não é problema de outra pessoa ppsNossa família não é problema de outra pessoa pps
Nossa família não é problema de outra pessoa pps
C. Soares
 
DEZ INIMIGOS MORTAIS AO CASAMENTO.pptx
DEZ INIMIGOS MORTAIS AO CASAMENTO.pptxDEZ INIMIGOS MORTAIS AO CASAMENTO.pptx
DEZ INIMIGOS MORTAIS AO CASAMENTO.pptx
Celso Lanes
 
Namoro na adolescência
Namoro na adolescênciaNamoro na adolescência
Namoro na adolescência
Carlos Franco
 
Pregação Pr. Coty - Casamento
Pregação Pr. Coty - CasamentoPregação Pr. Coty - Casamento
Pregação Pr. Coty - Casamento
mendoncakarine
 
O noivado que Deus aprova para casais.ppt
O noivado que Deus aprova para casais.pptO noivado que Deus aprova para casais.ppt
O noivado que Deus aprova para casais.ppt
ValdineyRodriguesBez1
 
Ménage à Trois - Sexo com Três Pessoas
Ménage à Trois - Sexo com Três PessoasMénage à Trois - Sexo com Três Pessoas
Ménage à Trois - Sexo com Três Pessoas
Pastor Robson Colaço
 
Corte
CorteCorte
Corte
flower37
 
Fatores que contribuem para que o casamento resista ao tempo
Fatores que contribuem para que o casamento resista ao tempoFatores que contribuem para que o casamento resista ao tempo
Fatores que contribuem para que o casamento resista ao tempo
Eli Rocha Silva
 
Princípio bíblico casamento
Princípio bíblico casamentoPrincípio bíblico casamento
Princípio bíblico casamento
Nixon Vieira Nascimento
 
Livro tom certo.docx
Livro tom certo.docxLivro tom certo.docx
Livro tom certo.docx
luiz antonio nicolau
 

Semelhante a Tem15 (20)

Sexo na hora certa
Sexo na hora certaSexo na hora certa
Sexo na hora certa
 
Sexo na Hora Certa.ppt
Sexo na Hora Certa.pptSexo na Hora Certa.ppt
Sexo na Hora Certa.ppt
 
O que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o CristãoO que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o Cristão
 
Papo sobre namoro
Papo sobre namoroPapo sobre namoro
Papo sobre namoro
 
Licao 05 A RealizaçãO Sexual No Casamento
Licao 05 A RealizaçãO Sexual No CasamentoLicao 05 A RealizaçãO Sexual No Casamento
Licao 05 A RealizaçãO Sexual No Casamento
 
Edson alves de sousa o divorcio comeca no namoro
Edson alves de sousa   o divorcio comeca no namoroEdson alves de sousa   o divorcio comeca no namoro
Edson alves de sousa o divorcio comeca no namoro
 
Sexualidade na juventude.docx
Sexualidade na juventude.docxSexualidade na juventude.docx
Sexualidade na juventude.docx
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
 
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO capítulo 22.pptx
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO capítulo 22.pptxO EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO capítulo 22.pptx
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO capítulo 22.pptx
 
O prazer da espera gi inverno 2010
O prazer da espera   gi inverno 2010O prazer da espera   gi inverno 2010
O prazer da espera gi inverno 2010
 
Nossa família não é problema de outra pessoa pps
Nossa família não é problema de outra pessoa ppsNossa família não é problema de outra pessoa pps
Nossa família não é problema de outra pessoa pps
 
DEZ INIMIGOS MORTAIS AO CASAMENTO.pptx
DEZ INIMIGOS MORTAIS AO CASAMENTO.pptxDEZ INIMIGOS MORTAIS AO CASAMENTO.pptx
DEZ INIMIGOS MORTAIS AO CASAMENTO.pptx
 
Namoro na adolescência
Namoro na adolescênciaNamoro na adolescência
Namoro na adolescência
 
Pregação Pr. Coty - Casamento
Pregação Pr. Coty - CasamentoPregação Pr. Coty - Casamento
Pregação Pr. Coty - Casamento
 
O noivado que Deus aprova para casais.ppt
O noivado que Deus aprova para casais.pptO noivado que Deus aprova para casais.ppt
O noivado que Deus aprova para casais.ppt
 
Ménage à Trois - Sexo com Três Pessoas
Ménage à Trois - Sexo com Três PessoasMénage à Trois - Sexo com Três Pessoas
Ménage à Trois - Sexo com Três Pessoas
 
Corte
CorteCorte
Corte
 
Fatores que contribuem para que o casamento resista ao tempo
Fatores que contribuem para que o casamento resista ao tempoFatores que contribuem para que o casamento resista ao tempo
Fatores que contribuem para que o casamento resista ao tempo
 
Princípio bíblico casamento
Princípio bíblico casamentoPrincípio bíblico casamento
Princípio bíblico casamento
 
Livro tom certo.docx
Livro tom certo.docxLivro tom certo.docx
Livro tom certo.docx
 

Mais de Clube de Lideres Online

Sobreviventes
SobreviventesSobreviventes
Avioes
AvioesAvioes
Perfil Do Instrutor
Perfil Do InstrutorPerfil Do Instrutor
Perfil Do Instrutor
Clube de Lideres Online
 
Ordem Unida
Ordem UnidaOrdem Unida
I SemináRio De Ordem Unida
I SemináRio De Ordem UnidaI SemináRio De Ordem Unida
I SemináRio De Ordem Unida
Clube de Lideres Online
 
Crescimento De Clubes De Desbravadores
Crescimento De Clubes De DesbravadoresCrescimento De Clubes De Desbravadores
Crescimento De Clubes De Desbravadores
Clube de Lideres Online
 
Autoridades E Prerrogativas
Autoridades E PrerrogativasAutoridades E Prerrogativas
Autoridades E Prerrogativas
Clube de Lideres Online
 
Comandos Por Gestos
Comandos Por GestosComandos Por Gestos
Comandos Por Gestos
Clube de Lideres Online
 
A Ordem Unida Na HistóRia
A Ordem Unida Na HistóRiaA Ordem Unida Na HistóRia
A Ordem Unida Na HistóRia
Clube de Lideres Online
 
Julian Beever Desenhos na calada
Julian Beever Desenhos na caladaJulian Beever Desenhos na calada
Julian Beever Desenhos na calada
Clube de Lideres Online
 
Tres
TresTres
Uma Nova Manha
Uma Nova ManhaUma Nova Manha
Uma Nova Manha
Clube de Lideres Online
 
Tosse Salvadora
Tosse SalvadoraTosse Salvadora
Tosse Salvadora
Clube de Lideres Online
 
Teste Dalai Lama(Amor)
Teste Dalai Lama(Amor)Teste Dalai Lama(Amor)
Teste Dalai Lama(Amor)
Clube de Lideres Online
 
Sentido Do Matrimonio
Sentido Do MatrimonioSentido Do Matrimonio
Sentido Do Matrimonio
Clube de Lideres Online
 
Perguntas.
Perguntas.Perguntas.

Mais de Clube de Lideres Online (20)

Sobreviventes
SobreviventesSobreviventes
Sobreviventes
 
Avioes
AvioesAvioes
Avioes
 
Apresentação Dobrar Bandeiras
Apresentação Dobrar BandeirasApresentação Dobrar Bandeiras
Apresentação Dobrar Bandeiras
 
Perfil Do Instrutor
Perfil Do InstrutorPerfil Do Instrutor
Perfil Do Instrutor
 
Ordem Unida
Ordem UnidaOrdem Unida
Ordem Unida
 
I SemináRio De Ordem Unida
I SemináRio De Ordem UnidaI SemináRio De Ordem Unida
I SemináRio De Ordem Unida
 
Crescimento De Clubes De Desbravadores
Crescimento De Clubes De DesbravadoresCrescimento De Clubes De Desbravadores
Crescimento De Clubes De Desbravadores
 
Autoridades E Prerrogativas
Autoridades E PrerrogativasAutoridades E Prerrogativas
Autoridades E Prerrogativas
 
Comandos Por Gestos
Comandos Por GestosComandos Por Gestos
Comandos Por Gestos
 
A Ordem Unida Na HistóRia
A Ordem Unida Na HistóRiaA Ordem Unida Na HistóRia
A Ordem Unida Na HistóRia
 
ApresentaçãO Dobrar Bandeiras
ApresentaçãO Dobrar BandeirasApresentaçãO Dobrar Bandeiras
ApresentaçãO Dobrar Bandeiras
 
Bandeira Dobra
Bandeira DobraBandeira Dobra
Bandeira Dobra
 
Banderins unidade
Banderins unidadeBanderins unidade
Banderins unidade
 
Julian Beever Desenhos na calada
Julian Beever Desenhos na caladaJulian Beever Desenhos na calada
Julian Beever Desenhos na calada
 
Tres
TresTres
Tres
 
Uma Nova Manha
Uma Nova ManhaUma Nova Manha
Uma Nova Manha
 
Tosse Salvadora
Tosse SalvadoraTosse Salvadora
Tosse Salvadora
 
Teste Dalai Lama(Amor)
Teste Dalai Lama(Amor)Teste Dalai Lama(Amor)
Teste Dalai Lama(Amor)
 
Sentido Do Matrimonio
Sentido Do MatrimonioSentido Do Matrimonio
Sentido Do Matrimonio
 
Perguntas.
Perguntas.Perguntas.
Perguntas.
 

Último

Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Gabriel de Mattos Faustino
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
Faga1939
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Danilo Pinotti
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
joaovmp3
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 

Último (8)

Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 

Tem15

  • 1. SEX NA H RA CERTA 1. A PESSOA CERTA 2. O MOTIVO CERTO 3. O MOMENTO CERTO
  • 2. Aquela a quem você ama  Aquela em quem você confia  Aquela com quem você se comprometeu SEX NA H RA CERTA 1. A PESSOA CERTA
  • 3. Sentem insegurança com sua aparência, e no fundo, desejam provar quem são  Tem facilidade para ser mais impulsivos do que pensativos  Tem pouco ou nenhum interesse nos valores espirituais  Vêm de famílias onde não tinham muita amizade com os pais  Não se sentem amados em casa, e quando não percebem expressões de aprovação entre os pais e irmãos  Não pensam com cuidado acerca de si mesmos, e a respeito do sexo antes do casamento Os mais vulneráveis: SEX NA H RA CERTA 2. O MOTIVO CERTO
  • 4. Necessidade de aceitação social - ser como os amigos  Rito de passagem - se sentirem mais adultos  Gratificação instantânea - prazer imediato  Necessidade de ser tocado - carinho X toque sexual  Prova de amor - argumento para ganhar o que quer  Curiosidade - saber como é  Prazer - sem confiança e comprometimento ele é parcial  Alívio das tensões - fuga de problemas Os motivos mais comuns SEX NA H RA CERTA 2. O MOTIVO CERTO
  • 5. Compromisso  Fidelidade  Sentimento  Aceitação O verdadeiro motivo SEX NA H RA CERTA 2. O MOTIVO CERTO AMOR
  • 6. POR QUE ESPERAR? 1. Ele diz claramente que você deve esperar até o casamento . Só no casamento os dois devem se "tornar uma só carne" (Gênesis. 2:24). 2. Prejudica a amizade com Ele . Você se sente distante de Deus quando segue um caminho diferente do que Ele recomendou. Compensa? 3. Provoca um sentimento de culpa. Você sente angustia e incomodo como conseqüências de uma decisão equivocada. Essa dor incomoda, dura algum tempo, e só pode ser curada pelo perdão de Deus. SEX NA H RA CERTA 3. O MOMENTO CERTO CASAMENTO
  • 7. 4. Prejudica a reputação. Fica a fama de fácil . As pessoas gostam de se aproveitar dos fáceis, mas preferem relacionamentos sérios com os fiéis. 5. Interfere na comunicação do casal . Quando o sexo surge no namoro ele vira a prioridade no relacionamento. A atração e a aventura dão um tempero diferente. Todo o tempo juntos é aproveitado para ele, ou para criar um "clima". O bate-papo, tão importante para que os dois se conheçam e vivam felizes por toda a vida, passa a ser secundário. 6. Deixando o sexo para o casamento, há mais possibilidades do desenvolvimento de uma forte amizade entre o casal . O diálogo faz com que os dois se aceitem, se entendam e se ajudem, e isso é amizade. O sexo dentro do casamento vai ser o presente. 7. O desejo sexual se torna mais forte que o sentimento de amor . O relaciona-mento passa a ser mantido mais pela beleza e pela atração, do que pelo amor. SEX NA H RA CERTA 3. O MOMENTO CERTO
  • 8. 8. Leva a dependência de vícios sexuais. Como não há comprometimento, buscam-se "novas" maneiras de tornar o sexo um prazer. Surgem ai os vícios sexuais que vão acompanhar por toda a vida. 9. Tira o brilho da relação sexual dentro do casamento. Sexo proibido, aventura, tem outro sabor. Quando o casamento chegar, e tudo se tornar normal e permitido, o brilho diminui consideravelmente. 10. Pode surgir ressentimento entre os dois por saber que um já perdeu a virgindade . Com quem foi? Como foi? Porque não foi comigo? Foi tão fácil? São perguntas que vão arranhar o relacionamento depois do casamento. 11. Fica o medo das comparações, no casamento . Se ele ou ela já experimentaram o sexo com outros, como foi? Será que comigo está sendo tão bom? Durante a relação sexual, surgirá também o risco das lembranças de experiências anteriores. SEX NA H RA CERTA 3. O MOMENTO CERTO
  • 9. 12. Destrói a confiança mútua . Fica sempre o medo de que o sexo, que aconteceu com tanta facilidade no namoro, abra as portas para uma nova aventura com alguém mais interessante. A preocupação é: "Se foi fácil comigo, pode ser fácil com outro(a)". 13. Pode provocar, mais tarde, experiências extra-conjugais . 14. Depois que você se libera antes do casamento, é muito mais difícil voltar atrás. 15. O risco de contrair DST (doenças sexualmente transmissíveis) e AIDS é muito grande . O prazer começa a falar mais alto do que a razão, e ai tudo pode acontecer. 16. O risco de gravidez e aborto está sempre presente . Basta ver a quantidade de pais e mães solteiros, hoje, e o número de abortos que são provocados. SEX NA H RA CERTA 3. O MOMENTO CERTO
  • 10. 17. Abala o relacionamento com os pais. Os pais proíbem, os filhos forçam, e se cria uma confusão. Tudo por causa de uma relação que pode ser passageira. Compensa arranhar o relacionamento com os pais, companheiros de toda a vida, por vontades ou momentos de prazer? 18. Pode provocar prejuízo na educação dos filhos . Dificilmente os filhos serão melhores que seus pais. Eles poderão dizer amanhã, quando você for orientá-los: "Não se preocupopem, não vou fazer com meu namorado nada mais do que vocês faziam quando namoravam". É isso que você quer? 19. O fim de um relacionamento onde houve sexo é muito mais doloroso . Os corpos criaram intimidade e compromisso, e isso fica difícil de quebrar quando se descobre que um não foi feito para o outro. 20. Quando você espera até o casamento está demonstrando amor . Quem ama respeita! SEX NA H RA CERTA 3. O MOMENTO CERTO
  • 11. 21. A espera tem a bênção de Deus . Deus e seus secretários, a vida e o tempo, se encarregam de recompensar a obediência. SEX NA H RA CERTA 3. O MOMENTO CERTO SEXO ANTES DO CASAMENTO: Um minuto de prazer por uma vida de sofrimento
  • 12. I CORINTIOS 6:12-13 “ Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convém. Todas as coisas são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas... O corpo não é para a impureza, mas para o Senhor, e o Senhor, para o corpo.” I CORINTIOS 6:18-20 “ Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo. Acaso não sabeis que o vosso corpo é o santuário do Espírito santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo.” SEX NA H RA CERTA PARA PENSAR
  • 13. I TESSALONICENSES 4:3-8 “ Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição, que cada um saiba possuir o seu corpo em santificação e honra, não com desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus; e que, nesta matéria, ninguém ofenda, nem defraude a seu irmão; porque o Senhor, contra todas estas coisas, como antes vos avisamos e testificamos claramente, é o vingador, porquanto Deus não nos chamou para a impureza e sim para a santificação... Quem rejeita estas coisas não rejeita ao homem e sim a Deus, que também vos dá o seu Espírito Santo.” II TIMÓTEO 2:22 “ Foge... das paixões da mocidade. Segue a justiça, a fé, o amor e a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor.” SEX NA H RA CERTA PARA PENSAR
  • 14. 1. Aprenda a dizer não . Crie medidas preventivas para evitar a tentação. O momento correto para se tentar escapar de um incêndio é quando ele ainda está se iniciando, e não quando o edifício está totalmente em chamas. 2. Evite assistir programas ou filmes picantes com apelos eróticos . Assistindo normalmente à TV por algumas horas, durante 10 anos, um jovem brasileiro terá visto, pelo menos, 92.000 cenas de sexo. 3. Mantenha um diálogo aberto com o(a) namorado(a) sobre seus sentimentos acerca do momento certo para o sexo. 4. Tenha um super amigo para quem você conta suas lutas e busca apoio. 5. Relacione-se com pessoas que tenham os mesmos objetivos que você. SEX NA H RA CERTA É POSSÍVEL RESISTIR
  • 15. 6. Planeje bem seus encontros, criando sempre atividades diferentes. A rotina abre as portas para o prazer e para a tentação. 7. Estabeleça seus limites no início do namoro e mantenha-os. 8. Controle as carícias, controlando seu próprio corpo. 9. Evite ficar sozinho com o(a) namorado(a) por muito tempo. 10. Gaste tempo meditando nas coisas de Deus para ser "transformado pela renovação da mente" (Rom. 12:2). Bons pensamentos geram boas atitudes. 11. Leia bons materiais sobre o assunto . A Bíblia, os livros de Ellen White e alguns livros de escritores cristãos vão lhe dar a maior força. 12. Pense nos benefícios que você tem ao deixar o sexo para a hora certa. 13. Não se julgue forte e capaz para vencer sozinho as tentações sexuais . Aprenda de Deus, pois ele é quem melhor conhece o seu "funcionamento". SEX NA H RA CERTA É POSSÍVEL RESISTIR
  • 16. 14. Insista em seguir os planos de Deus. Confie em seu poder. A oração traz transformação. 15. Faça um compromisso com você mesmo e com Deus . Ele não falha! SEX NA H RA CERTA É POSSÍVEL RESISTIR FILIPENSES 4:13 “ Tudo posso nAquele que me fortalece”.
  • 17.