SlideShare uma empresa Scribd logo
PRECE INICIALPAZ DO DIA- LORIVAL LOPESLEITURA DO DIA 08 DE MAIO DE 2011MÃE! CERTAMENTE SOFRES, MAS QUE TÃO GRANDES ALEGRIAS TENS!O AMOR EM TI GERA OS CUIDADOS COM OS FILHOS, PORÉM ESSES CUIDADOS SÃO SOBREPUJADOS POR ALEGRIAS INDESCRITIVEIS.VIBRA, Ó MÃE, O TEU CORAÇÃO! FAZE-O T0CAR OS CÉUS, CHEGAR A MARIA E A GRANDIOSAS ALMAS QUE SEJAM EXEMPLOS DE SUBLIME MATERNIDADE. ELEVA-O A DEUS E A JESUS, O DIVINO E AMODO MESTRE.CONSERVA A PAZ NO TEU CORAÇÃO! MESMO NOS INSTANTES ANGUSTIOSOS, NÃO TE FALTA O SOCORRO DIVINO, PORQUE O TEU AMOR É INCOMPARÁVEL.E DIZEMOS NÓS: “OBRIGADO, DEUS, PELA NOSSA MÃE! MUITO OBRIGADO!”.
AULA- PAPO JOVEMTEMA DO LIVRO NÃO PISE NA BOLA – RICHARD SIMONETTIAMOR À PRIMEIRA VISTA1 - Existe o amor à primeira vista?Salvo em circunstâncias especiais, de almas afins, que se reencontram  para gloriosas  Experiências em comum, o amor não é uma aquisição “à vista”. Melhor que seja uma realização “a prazo”, desenvolvido e sustentado em longos anos de experiência em comum.2 - Mas não é freqüente as pessoas dizerem que logo no primeiro contato encontraram o homem ou a mulher de suas vidas?É possível, mas também muitos viram o parceiro de sua vida transformar-se em tormento dela, culminando com a separação.3 - Estavam equivocados?Talvez existisse uma ligação efetiva, fruto de experiências em comum no pretérito. Vieram para consolidá-la, mas a relação deteriorou-se com o tempo.4 -Por isso costuma-se dizer que com o amor passamos o tempo e com o tempo passa o amor?O que passa é a paixão, o amor-desejo, o amor-deslumbramento. Alguns quilos de sal consumidos em comum e as pessoas começam a sentir que o parceiro não é tão desejável e nada deslumbrante.
5 - O que seria, então, o verdadeiro amor? Lembro-me da série famosa de publicações ilustradas, sob o titulo “Amar é...”, envolvendo manifestações de afeto recíprocas. Do homem para a mulher:Amar é conversar com ela; amar é entender seus momentos difíceis; amar é lembrar de seu aniversário; amar é acompanhá-la ao médico; amar é dar-lhe um descanso na cozinha... São incontáveis as situações em que se enfatiza algo que o amante faz pela amada ou vice-versa. Amar é isso - querer o bem de alguém.6 - Mesmo esse amor não se desgasta com o tempo?Depende das pessoas. O amor é como uma planta que se não for bem cuidada, morre. Muitos casais, unidos por legítimos laços de afetividade, acabam vendo o amor fenecer por falta de cuidado e atenção.7 - Por que isso acontece?Porque as pessoas se envolvem muito com seus negócios, seus interesses pessoais, suas paixões, e não deixam espaço para cultivar o amor.8 - Não são as dificuldades de relacionamento que acabam por provocar as tormentas do amor? As pessoas se amam muito mas, de repente, descobrem que são muito diferentes. O homem e a mulher se completam justamente porque são diferentes. Pretender que tenham identidade plena de interesses e aptidões seria contrariar a própria biologia. Se o amor for bem cultivado, com os defensivos  da compreensão, do respeito e da tolerância, não haverá espaço para as ervas daninhas do desentendimento, que matam o amor.
SEXO1 - A Doutrina Espírita condena o amor livre?O Espiritismo não se situa como um tribunal. Apenas nos informa quanto às conseqüências   de   nossos   atos   e   nos   ensina   que   o   amor   nunca   é   livre, porqüanto é impossível exercitá-lo em plenitude sem cogitar da felicidade e do bem estar do ser amado.2 - O que é então, o amor livre?Apenas  libertinagem sexual,  em que se confunde amar  com  transar,  nos domínios da inconseqüência.3 - E isso é ruim?Em princípio é muito bom, mas nunca nos realiza afetivamente, deixando  sempre um resíduo amargo de inquietude e insatisfação. 4 - Não se deve buscar o sexo antes do casamento?Na atual conjuntura, pretender que os jovens esperem pelo casamento para  exercitar o sexo, seria o mesmo que tapar o sol com a peneira. Mas deveriam colocá-lo no lugar certo: depois do amor. Não exercitá-lo antes da certeza de que há entre os parceiros uma ligação afetiva legítima.5 - Isso não  fica  complicado quando a disposição é apenas de um dos parceiros?  A moça, por exemplo, cujo namorado insiste em transar?Se tal orientação não serve para o parceiro, o parceiro não serve para ela.6 - Tal comportamento pode parecer fácil na teoria. Na prática não é assim, porqüanto há um estímulo, quase uma indução à promiscuidade.É um problema de consciência, um caminho a seguir. Nunca foi fácil remar contra   a   correnteza.   Jesus   dizia   que   tudo   é   possível   àquele   que   cre.  Se estivermos convictos de que esse é o caminho, chegaremos lá. 7 -  Normalmente, logo nos primeiros contatos, os rapazes querem ir para o motel.  Se   a   jovem  se   recusa,   perdem  o   interesse.   como   lidar   com  esse problema quando ela se sente atraída por alguém que age assim?7 -  Normalmente, logo nos primeiros contatos, os rapazes querem ir para o motel.  Se   a   jovem  se   recusa,   perdem  o   interesse.   como   lidar   com  esse problema quando ela se sente atraída por alguém que age assim?Se   houver   nele   um   sinal   de   vida   inteligente,   algo   além   do   mero comportamento   instintivo   de  macho   obtuso,   gostará   de   vê-la   resistindo   e mudará   suas   disposições.  Se  não  mudar,   a   jovem  deve   partir   para   outra. Atração irresistível é filha de devaneios fantasiosos.8 - E quando o jovem não consegue passar sem o sexo Promíscuo?Experimente ocupar seu tempo em atividades produtivas, relacionadas com  estudo,   realização   profissional,   atividade   religiosa,   exercício   do   Bem. Pensamento vazio é  forja do demônio —diz o velho ditado.  Saem dela as brasas mais ardentes do desejo sexual
GRAVIDEZ INDESEJADA1 - Sou solteira, estudante, 17 anos. Estou grávida. Por que Deus fez isso comigo?Se você sai na chuva e se molha ou põe a mão no fogo e se queima, pode  culpar Deus? Qualquer adolescente sabe que a relação sexual envolve a possibilidade de concepção.2 -Mas não é tudo programado pelos Espíritos prepostos de Deus?Não confunda os programas de Deus com os “programas” dos homens. Deus sustenta a vida, mas sua manifestação, condição e qualidade dependem de nossas iniciativas.3 - Se não é pela vontade de Deus que fiquei grávida, então posso abortar e livrar-me do problema?Deus nos consente fazer o que desejamos, embora nem sempre façamos o que Ele deseja.  “Transar”  indiscriminadamente,  por exemplo.  O mal  está em fazer o que Ele não deseja nem consente. Aqui situa-se o aborto. No primeiro caso temos uma experiência que acabará nos ensinando que o sexo não deve  ser   inconseqüente.  No  segundo  temos   um  lamentável  gesto  de  rebeldia  e crueldade para com o filho asilado em seu ventre.4 -Vai complicar. Meus pais querem que eu aborte.Os problemas que enfrentará com seus pais são insignificantes, diante dos que resultam do aborto.5 -E se eu procurar um bom médico?Nenhum médico a  livrará das  conseqüências  funestas do aborto,  que é crime diante das leis divinas.6 - Isso não  importa agora.  Quero  resolver  o presente.  Do  futuro cuidarei depois.Se você quebrar a perna e precisar engessá-la, preferirá mandar amputá-la? Um filho, você saberá um dia, é muitas vezes um “engessamento” existencial,   impondo-nos   proveitosas   disciplinas.   O   aborto   é   lamentável amputação moral que lhe reservará muitos dissabores.7 - O casamento seria uma solução,  mas meu namorado não quer.  Devo pressioná-lo?No passado  fazia-se  isso para salvar a reputação da  jovem e a honra da família. Não importava se o casamento forçado inviabilizaria uma convivência feliz. Hoje sabemos que o único nome pelo qual devemos zelar é o de filhos de Deus,  procurando cumprir  suas  leis,  a partir  do  inconfundível   “não matarás”, contido no decálogo moisaico.8 - Não me sinto preparada para a maternidade.Raras mulheres sentem-se. A maternidade é sempre um desafio, mas um bom desafio que vencerá tranqüilamente, se confiar em Deus e dedicar-se ao filho.    
UMA JOVEM DESILUDIDA1 -Eu estava noiva, casamento marcado. Meu noivo envolveu-se com outra mulher   e   desmanchou   o   compromisso.   Estou   desiludida   e   infeliz.   Como enfrentar o problema?Considere que a desilusão tem um aspecto altamente positivo. Significa que você estava  iludida quanto aos sentimentos de seu noivo.  Melhor  acontecer agora. Depois, com o casamento, filhos, vida em comum, seria bem pior.2 -Mas sinto que ele é o homem de minha vida...Esteja certa de que o «homem de sua vida” não a deixaria por outra. Afinal, com seu gesto ele deixou evidente que você não é a mulher da vida dele.3 - E como explicar o extremado amor que lhe devoto?Amor extremado é paixão, péssima conselheira que sustenta rancores e  mágoas que infernizam nossa existência.4 - Não consigo imaginá-lo com outra. Tenho ganas de matá-lo.Isso demonstra que efetivamente não o  ama. Amar é querer o bem de alguém. Se o amasse de verdade respeitaria sua decisão, seu direito de decidir o próprio destino.5 -Os criminosos não devem ser punidos?A justiça é da competência de Deus. O que você pretende é vingança, algo fora de moda para aqueles que compreendem, com Jesus, que o perdão é o bálsamo divino para todas as mágoas.6 -Melhor seria morrer...Realmente, a vida espiritual é mais agradável, segundo nos informam os Espíritos, mas apenas para aqueles que partem convocados por Deus, após uma existência em plenitude de trabalho e dedicação ao Bem. Você está apenas começando a jornada humana.
REFLEXÃOAmar não é olhar um para o outro, é olhar juntos na mesma direção. “ Antoine de Saint- Exupéry”
PRECE FINAL

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Papo sobre namoro
Papo sobre namoroPapo sobre namoro
Papo sobre namoro
ESTUDANTETEOLOGIA
 
Papo sobre namoro
Papo sobre namoro Papo sobre namoro
Papo sobre namoro
ESTUDANTETEOLOGIA
 
Relacionamento Conjugal
Relacionamento ConjugalRelacionamento Conjugal
Relacionamento Conjugal
Vladimir de Siqueira
 
Amigos e inimigos do casamento
Amigos e inimigos do casamentoAmigos e inimigos do casamento
Amigos e inimigos do casamento
Pr Ismael Carvalho
 
O sexo que os cristãos praticam
O sexo que os cristãos praticamO sexo que os cristãos praticam
O sexo que os cristãos praticam
Pr Ismael Carvalho
 
Ministração Sobre Relacionamentos
Ministração Sobre RelacionamentosMinistração Sobre Relacionamentos
Ministração Sobre Relacionamentos
paulodetarsopontes
 
Coletânea de dinâmicas para casais
Coletânea de dinâmicas para casaisColetânea de dinâmicas para casais
Coletânea de dinâmicas para casais
Pr Ismael Carvalho
 
Encontro De Casais
Encontro De CasaisEncontro De Casais
Encontro De Casais
Eduardo Sales de lima
 
UFC: Entrando em Combate pela Aliança Conjugal
UFC: Entrando em Combate pela Aliança ConjugalUFC: Entrando em Combate pela Aliança Conjugal
UFC: Entrando em Combate pela Aliança Conjugal
Daniel Faria Jr.
 
Palestra seminario de casais 2015
Palestra seminario de casais 2015Palestra seminario de casais 2015
Palestra seminario de casais 2015
Junior Cesar Santiago
 
Oatoconjugal timebeverlylahye-110713123527-phpapp02
Oatoconjugal timebeverlylahye-110713123527-phpapp02Oatoconjugal timebeverlylahye-110713123527-phpapp02
Oatoconjugal timebeverlylahye-110713123527-phpapp02
Patricia Machado
 
Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)
Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)
Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)
Ev Nelson Fernandes
 
Apostila O Sexo nosso de cada dia..
Apostila O Sexo nosso de cada dia..Apostila O Sexo nosso de cada dia..
Apostila O Sexo nosso de cada dia..
Pr Ismael Carvalho
 
Livro esposa desejável marido encantador 29ago
Livro esposa desejável marido encantador 29agoLivro esposa desejável marido encantador 29ago
Livro esposa desejável marido encantador 29ago
Pr Ismael Carvalho
 
7 conselhos para ser uma mulher virtuosa
7 conselhos para ser uma mulher virtuosa7 conselhos para ser uma mulher virtuosa
7 conselhos para ser uma mulher virtuosa
Conselheiro Cristao
 
A língua domando esta fera josué gonçalves ebooksgospel.blogspot.com
A língua domando esta fera   josué gonçalves ebooksgospel.blogspot.comA língua domando esta fera   josué gonçalves ebooksgospel.blogspot.com
A língua domando esta fera josué gonçalves ebooksgospel.blogspot.com
leniogravacoes
 
Incompatibilidade de genios
Incompatibilidade de geniosIncompatibilidade de genios
Incompatibilidade de genios
Home
 
Curso de noivos
Curso de noivosCurso de noivos
Curso de noivos
Cristiano Roncy
 
Swing ou Troca de Casais
Swing ou Troca de CasaisSwing ou Troca de Casais
Swing ou Troca de Casais
Pastor Robson Colaço
 
O uso de brinquedos sexuais por parte dos cristãos
O uso de brinquedos sexuais por parte dos cristãosO uso de brinquedos sexuais por parte dos cristãos
O uso de brinquedos sexuais por parte dos cristãos
Juraci Rocha
 

Mais procurados (20)

Papo sobre namoro
Papo sobre namoroPapo sobre namoro
Papo sobre namoro
 
Papo sobre namoro
Papo sobre namoro Papo sobre namoro
Papo sobre namoro
 
Relacionamento Conjugal
Relacionamento ConjugalRelacionamento Conjugal
Relacionamento Conjugal
 
Amigos e inimigos do casamento
Amigos e inimigos do casamentoAmigos e inimigos do casamento
Amigos e inimigos do casamento
 
O sexo que os cristãos praticam
O sexo que os cristãos praticamO sexo que os cristãos praticam
O sexo que os cristãos praticam
 
Ministração Sobre Relacionamentos
Ministração Sobre RelacionamentosMinistração Sobre Relacionamentos
Ministração Sobre Relacionamentos
 
Coletânea de dinâmicas para casais
Coletânea de dinâmicas para casaisColetânea de dinâmicas para casais
Coletânea de dinâmicas para casais
 
Encontro De Casais
Encontro De CasaisEncontro De Casais
Encontro De Casais
 
UFC: Entrando em Combate pela Aliança Conjugal
UFC: Entrando em Combate pela Aliança ConjugalUFC: Entrando em Combate pela Aliança Conjugal
UFC: Entrando em Combate pela Aliança Conjugal
 
Palestra seminario de casais 2015
Palestra seminario de casais 2015Palestra seminario de casais 2015
Palestra seminario de casais 2015
 
Oatoconjugal timebeverlylahye-110713123527-phpapp02
Oatoconjugal timebeverlylahye-110713123527-phpapp02Oatoconjugal timebeverlylahye-110713123527-phpapp02
Oatoconjugal timebeverlylahye-110713123527-phpapp02
 
Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)
Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)
Relacionamento uma questão de sobrevivência (powerpoint)
 
Apostila O Sexo nosso de cada dia..
Apostila O Sexo nosso de cada dia..Apostila O Sexo nosso de cada dia..
Apostila O Sexo nosso de cada dia..
 
Livro esposa desejável marido encantador 29ago
Livro esposa desejável marido encantador 29agoLivro esposa desejável marido encantador 29ago
Livro esposa desejável marido encantador 29ago
 
7 conselhos para ser uma mulher virtuosa
7 conselhos para ser uma mulher virtuosa7 conselhos para ser uma mulher virtuosa
7 conselhos para ser uma mulher virtuosa
 
A língua domando esta fera josué gonçalves ebooksgospel.blogspot.com
A língua domando esta fera   josué gonçalves ebooksgospel.blogspot.comA língua domando esta fera   josué gonçalves ebooksgospel.blogspot.com
A língua domando esta fera josué gonçalves ebooksgospel.blogspot.com
 
Incompatibilidade de genios
Incompatibilidade de geniosIncompatibilidade de genios
Incompatibilidade de genios
 
Curso de noivos
Curso de noivosCurso de noivos
Curso de noivos
 
Swing ou Troca de Casais
Swing ou Troca de CasaisSwing ou Troca de Casais
Swing ou Troca de Casais
 
O uso de brinquedos sexuais por parte dos cristãos
O uso de brinquedos sexuais por parte dos cristãosO uso de brinquedos sexuais por parte dos cristãos
O uso de brinquedos sexuais por parte dos cristãos
 

Destaque

Prece inicial
Prece inicialPrece inicial
Prece inicial
Harleyde Santos
 
Aula- O que é Espiritismo?
Aula- O que é Espiritismo?Aula- O que é Espiritismo?
Aula- O que é Espiritismo?
Harleyde Santos
 
AULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalhoAULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalho
Harleyde Santos
 
Aula- Lei divina ou lei natural
Aula- Lei divina ou lei naturalAula- Lei divina ou lei natural
Aula- Lei divina ou lei natural
Harleyde Santos
 
02 pbde - existência, sobrevivência e individualidade da alma
02   pbde - existência, sobrevivência e individualidade da alma02   pbde - existência, sobrevivência e individualidade da alma
02 pbde - existência, sobrevivência e individualidade da alma
Cláudio Luciano
 
Espiritismo
EspiritismoEspiritismo
Espiritismo
Fernanda Pietra
 
A codificação espírita
A codificação espíritaA codificação espírita
A codificação espírita
Francisco de Assis Alencar
 
Fatos que antecederam a codificação do espiritismo
Fatos que antecederam a codificação do espiritismoFatos que antecederam a codificação do espiritismo
Fatos que antecederam a codificação do espiritismo
Márcia Albuquerque
 
principios basicos do espiritismo
principios basicos do espiritismoprincipios basicos do espiritismo
principios basicos do espiritismo
cleomarjunior
 
Aula 02 princípios
Aula 02   princípiosAula 02   princípios
Aula 02 princípios
Acacio de Carvalho
 
Contexto histórico - Espiritismo
Contexto histórico - EspiritismoContexto histórico - Espiritismo
Contexto histórico - Espiritismo
Denise Aguiar
 
Espiritismo
EspiritismoEspiritismo
Espiritismo
Daniel Portes
 
Princípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do EspiritismoPrincípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do Espiritismo
paikachambi
 

Destaque (13)

Prece inicial
Prece inicialPrece inicial
Prece inicial
 
Aula- O que é Espiritismo?
Aula- O que é Espiritismo?Aula- O que é Espiritismo?
Aula- O que é Espiritismo?
 
AULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalhoAULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalho
 
Aula- Lei divina ou lei natural
Aula- Lei divina ou lei naturalAula- Lei divina ou lei natural
Aula- Lei divina ou lei natural
 
02 pbde - existência, sobrevivência e individualidade da alma
02   pbde - existência, sobrevivência e individualidade da alma02   pbde - existência, sobrevivência e individualidade da alma
02 pbde - existência, sobrevivência e individualidade da alma
 
Espiritismo
EspiritismoEspiritismo
Espiritismo
 
A codificação espírita
A codificação espíritaA codificação espírita
A codificação espírita
 
Fatos que antecederam a codificação do espiritismo
Fatos que antecederam a codificação do espiritismoFatos que antecederam a codificação do espiritismo
Fatos que antecederam a codificação do espiritismo
 
principios basicos do espiritismo
principios basicos do espiritismoprincipios basicos do espiritismo
principios basicos do espiritismo
 
Aula 02 princípios
Aula 02   princípiosAula 02   princípios
Aula 02 princípios
 
Contexto histórico - Espiritismo
Contexto histórico - EspiritismoContexto histórico - Espiritismo
Contexto histórico - Espiritismo
 
Espiritismo
EspiritismoEspiritismo
Espiritismo
 
Princípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do EspiritismoPrincípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do Espiritismo
 

Semelhante a AULA- PAPO JOVEM TEMA DO LIVRO NÃO PISE NA BOLA – RICHARD SIMONETTI

Aula 3 sexo
Aula 3   sexoAula 3   sexo
Aula 3 sexo
Fatoze
 
Esperar até quando ?
Esperar até quando ?Esperar até quando ?
Esperar até quando ?
Adriano Silva
 
Licao 01 O Amor, Um Dom De Deus
Licao 01 O Amor, Um Dom De DeusLicao 01 O Amor, Um Dom De Deus
Licao 01 O Amor, Um Dom De Deus
guest06a00c
 
Três erros graves
Três erros gravesTrês erros graves
Três erros graves
Cintia Amorim Cintiaamorim
 
Aula fidelidade 2014
Aula fidelidade 2014Aula fidelidade 2014
Aula fidelidade 2014
Mocidade Bezzerra de Menezes
 
Aula 6 uma jovem desiludida
Aula 6   uma jovem desiludidaAula 6   uma jovem desiludida
Aula 6 uma jovem desiludida
Fatoze
 
7 segredos da prosperidade
7 segredos da prosperidade7 segredos da prosperidade
7 segredos da prosperidade
Euklides Filomeno Dos Santos João
 
A descoberta da sexualidade
A descoberta da sexualidadeA descoberta da sexualidade
A descoberta da sexualidade
guest61f4512
 
Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010 Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010
Pr Ismael Carvalho
 
Leia o artigo abaixo da revista mundo jovem de 20
Leia o artigo abaixo da revista mundo jovem de 20Leia o artigo abaixo da revista mundo jovem de 20
Leia o artigo abaixo da revista mundo jovem de 20
Vera Oliveira
 
Curso para noivos
Curso para noivosCurso para noivos
Curso para noivos
César E Denise Variza
 
Beijar, transar e largar
Beijar, transar e largarBeijar, transar e largar
Beijar, transar e largar
Jean Francesco
 
A procura da felicidade
A procura da felicidadeA procura da felicidade
A procura da felicidade
Olga Lopes Gonçalo
 
Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01
Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01
Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01
Elenice Santos
 
Edson alves de sousa o divorcio comeca no namoro
Edson alves de sousa   o divorcio comeca no namoroEdson alves de sousa   o divorcio comeca no namoro
Edson alves de sousa o divorcio comeca no namoro
jneves3
 
Expetativa e Realidade do Sexo.pptx
Expetativa e Realidade do Sexo.pptxExpetativa e Realidade do Sexo.pptx
Expetativa e Realidade do Sexo.pptx
Pastor Robson Colaço
 
O que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o CristãoO que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o Cristão
Pregador Manasses
 
Diferenças entre amor e paixão
Diferenças entre amor e paixãoDiferenças entre amor e paixão
Diferenças entre amor e paixão
REPRESENTANTE COMERCIAL NA AREA DE IMOBILIARIA
 
Como se libertar das relacoes t lucy beresford
Como se libertar das relacoes t   lucy beresfordComo se libertar das relacoes t   lucy beresford
Como se libertar das relacoes t lucy beresford
Samuel Alves dos Santos Lima
 
Como se libertar das relacoes tóxicas.pdf
Como se libertar das relacoes tóxicas.pdfComo se libertar das relacoes tóxicas.pdf
Como se libertar das relacoes tóxicas.pdf
SandraLima324724
 

Semelhante a AULA- PAPO JOVEM TEMA DO LIVRO NÃO PISE NA BOLA – RICHARD SIMONETTI (20)

Aula 3 sexo
Aula 3   sexoAula 3   sexo
Aula 3 sexo
 
Esperar até quando ?
Esperar até quando ?Esperar até quando ?
Esperar até quando ?
 
Licao 01 O Amor, Um Dom De Deus
Licao 01 O Amor, Um Dom De DeusLicao 01 O Amor, Um Dom De Deus
Licao 01 O Amor, Um Dom De Deus
 
Três erros graves
Três erros gravesTrês erros graves
Três erros graves
 
Aula fidelidade 2014
Aula fidelidade 2014Aula fidelidade 2014
Aula fidelidade 2014
 
Aula 6 uma jovem desiludida
Aula 6   uma jovem desiludidaAula 6   uma jovem desiludida
Aula 6 uma jovem desiludida
 
7 segredos da prosperidade
7 segredos da prosperidade7 segredos da prosperidade
7 segredos da prosperidade
 
A descoberta da sexualidade
A descoberta da sexualidadeA descoberta da sexualidade
A descoberta da sexualidade
 
Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010 Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010
 
Leia o artigo abaixo da revista mundo jovem de 20
Leia o artigo abaixo da revista mundo jovem de 20Leia o artigo abaixo da revista mundo jovem de 20
Leia o artigo abaixo da revista mundo jovem de 20
 
Curso para noivos
Curso para noivosCurso para noivos
Curso para noivos
 
Beijar, transar e largar
Beijar, transar e largarBeijar, transar e largar
Beijar, transar e largar
 
A procura da felicidade
A procura da felicidadeA procura da felicidade
A procura da felicidade
 
Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01
Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01
Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01
 
Edson alves de sousa o divorcio comeca no namoro
Edson alves de sousa   o divorcio comeca no namoroEdson alves de sousa   o divorcio comeca no namoro
Edson alves de sousa o divorcio comeca no namoro
 
Expetativa e Realidade do Sexo.pptx
Expetativa e Realidade do Sexo.pptxExpetativa e Realidade do Sexo.pptx
Expetativa e Realidade do Sexo.pptx
 
O que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o CristãoO que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o Cristão
 
Diferenças entre amor e paixão
Diferenças entre amor e paixãoDiferenças entre amor e paixão
Diferenças entre amor e paixão
 
Como se libertar das relacoes t lucy beresford
Como se libertar das relacoes t   lucy beresfordComo se libertar das relacoes t   lucy beresford
Como se libertar das relacoes t lucy beresford
 
Como se libertar das relacoes tóxicas.pdf
Como se libertar das relacoes tóxicas.pdfComo se libertar das relacoes tóxicas.pdf
Como se libertar das relacoes tóxicas.pdf
 

Último

controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 

Último (14)

controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 

AULA- PAPO JOVEM TEMA DO LIVRO NÃO PISE NA BOLA – RICHARD SIMONETTI

  • 1. PRECE INICIALPAZ DO DIA- LORIVAL LOPESLEITURA DO DIA 08 DE MAIO DE 2011MÃE! CERTAMENTE SOFRES, MAS QUE TÃO GRANDES ALEGRIAS TENS!O AMOR EM TI GERA OS CUIDADOS COM OS FILHOS, PORÉM ESSES CUIDADOS SÃO SOBREPUJADOS POR ALEGRIAS INDESCRITIVEIS.VIBRA, Ó MÃE, O TEU CORAÇÃO! FAZE-O T0CAR OS CÉUS, CHEGAR A MARIA E A GRANDIOSAS ALMAS QUE SEJAM EXEMPLOS DE SUBLIME MATERNIDADE. ELEVA-O A DEUS E A JESUS, O DIVINO E AMODO MESTRE.CONSERVA A PAZ NO TEU CORAÇÃO! MESMO NOS INSTANTES ANGUSTIOSOS, NÃO TE FALTA O SOCORRO DIVINO, PORQUE O TEU AMOR É INCOMPARÁVEL.E DIZEMOS NÓS: “OBRIGADO, DEUS, PELA NOSSA MÃE! MUITO OBRIGADO!”.
  • 2. AULA- PAPO JOVEMTEMA DO LIVRO NÃO PISE NA BOLA – RICHARD SIMONETTIAMOR À PRIMEIRA VISTA1 - Existe o amor à primeira vista?Salvo em circunstâncias especiais, de almas afins, que se reencontram para gloriosas Experiências em comum, o amor não é uma aquisição “à vista”. Melhor que seja uma realização “a prazo”, desenvolvido e sustentado em longos anos de experiência em comum.2 - Mas não é freqüente as pessoas dizerem que logo no primeiro contato encontraram o homem ou a mulher de suas vidas?É possível, mas também muitos viram o parceiro de sua vida transformar-se em tormento dela, culminando com a separação.3 - Estavam equivocados?Talvez existisse uma ligação efetiva, fruto de experiências em comum no pretérito. Vieram para consolidá-la, mas a relação deteriorou-se com o tempo.4 -Por isso costuma-se dizer que com o amor passamos o tempo e com o tempo passa o amor?O que passa é a paixão, o amor-desejo, o amor-deslumbramento. Alguns quilos de sal consumidos em comum e as pessoas começam a sentir que o parceiro não é tão desejável e nada deslumbrante.
  • 3. 5 - O que seria, então, o verdadeiro amor? Lembro-me da série famosa de publicações ilustradas, sob o titulo “Amar é...”, envolvendo manifestações de afeto recíprocas. Do homem para a mulher:Amar é conversar com ela; amar é entender seus momentos difíceis; amar é lembrar de seu aniversário; amar é acompanhá-la ao médico; amar é dar-lhe um descanso na cozinha... São incontáveis as situações em que se enfatiza algo que o amante faz pela amada ou vice-versa. Amar é isso - querer o bem de alguém.6 - Mesmo esse amor não se desgasta com o tempo?Depende das pessoas. O amor é como uma planta que se não for bem cuidada, morre. Muitos casais, unidos por legítimos laços de afetividade, acabam vendo o amor fenecer por falta de cuidado e atenção.7 - Por que isso acontece?Porque as pessoas se envolvem muito com seus negócios, seus interesses pessoais, suas paixões, e não deixam espaço para cultivar o amor.8 - Não são as dificuldades de relacionamento que acabam por provocar as tormentas do amor? As pessoas se amam muito mas, de repente, descobrem que são muito diferentes. O homem e a mulher se completam justamente porque são diferentes. Pretender que tenham identidade plena de interesses e aptidões seria contrariar a própria biologia. Se o amor for bem cultivado, com os defensivos da compreensão, do respeito e da tolerância, não haverá espaço para as ervas daninhas do desentendimento, que matam o amor.
  • 4. SEXO1 - A Doutrina Espírita condena o amor livre?O Espiritismo não se situa como um tribunal. Apenas nos informa quanto às conseqüências de nossos atos e nos ensina que o amor nunca é livre, porqüanto é impossível exercitá-lo em plenitude sem cogitar da felicidade e do bem estar do ser amado.2 - O que é então, o amor livre?Apenas libertinagem sexual, em que se confunde amar com transar, nos domínios da inconseqüência.3 - E isso é ruim?Em princípio é muito bom, mas nunca nos realiza afetivamente, deixando sempre um resíduo amargo de inquietude e insatisfação. 4 - Não se deve buscar o sexo antes do casamento?Na atual conjuntura, pretender que os jovens esperem pelo casamento para exercitar o sexo, seria o mesmo que tapar o sol com a peneira. Mas deveriam colocá-lo no lugar certo: depois do amor. Não exercitá-lo antes da certeza de que há entre os parceiros uma ligação afetiva legítima.5 - Isso não fica complicado quando a disposição é apenas de um dos parceiros? A moça, por exemplo, cujo namorado insiste em transar?Se tal orientação não serve para o parceiro, o parceiro não serve para ela.6 - Tal comportamento pode parecer fácil na teoria. Na prática não é assim, porqüanto há um estímulo, quase uma indução à promiscuidade.É um problema de consciência, um caminho a seguir. Nunca foi fácil remar contra a correnteza. Jesus dizia que tudo é possível àquele que cre. Se estivermos convictos de que esse é o caminho, chegaremos lá. 7 - Normalmente, logo nos primeiros contatos, os rapazes querem ir para o motel. Se a jovem se recusa, perdem o interesse. como lidar com esse problema quando ela se sente atraída por alguém que age assim?7 - Normalmente, logo nos primeiros contatos, os rapazes querem ir para o motel. Se a jovem se recusa, perdem o interesse. como lidar com esse problema quando ela se sente atraída por alguém que age assim?Se houver nele um sinal de vida inteligente, algo além do mero comportamento instintivo de macho obtuso, gostará de vê-la resistindo e mudará suas disposições. Se não mudar, a jovem deve partir para outra. Atração irresistível é filha de devaneios fantasiosos.8 - E quando o jovem não consegue passar sem o sexo Promíscuo?Experimente ocupar seu tempo em atividades produtivas, relacionadas com estudo, realização profissional, atividade religiosa, exercício do Bem. Pensamento vazio é forja do demônio —diz o velho ditado. Saem dela as brasas mais ardentes do desejo sexual
  • 5. GRAVIDEZ INDESEJADA1 - Sou solteira, estudante, 17 anos. Estou grávida. Por que Deus fez isso comigo?Se você sai na chuva e se molha ou põe a mão no fogo e se queima, pode culpar Deus? Qualquer adolescente sabe que a relação sexual envolve a possibilidade de concepção.2 -Mas não é tudo programado pelos Espíritos prepostos de Deus?Não confunda os programas de Deus com os “programas” dos homens. Deus sustenta a vida, mas sua manifestação, condição e qualidade dependem de nossas iniciativas.3 - Se não é pela vontade de Deus que fiquei grávida, então posso abortar e livrar-me do problema?Deus nos consente fazer o que desejamos, embora nem sempre façamos o que Ele deseja. “Transar” indiscriminadamente, por exemplo. O mal está em fazer o que Ele não deseja nem consente. Aqui situa-se o aborto. No primeiro caso temos uma experiência que acabará nos ensinando que o sexo não deve ser inconseqüente. No segundo temos um lamentável gesto de rebeldia e crueldade para com o filho asilado em seu ventre.4 -Vai complicar. Meus pais querem que eu aborte.Os problemas que enfrentará com seus pais são insignificantes, diante dos que resultam do aborto.5 -E se eu procurar um bom médico?Nenhum médico a livrará das conseqüências funestas do aborto, que é crime diante das leis divinas.6 - Isso não importa agora. Quero resolver o presente. Do futuro cuidarei depois.Se você quebrar a perna e precisar engessá-la, preferirá mandar amputá-la? Um filho, você saberá um dia, é muitas vezes um “engessamento” existencial, impondo-nos proveitosas disciplinas. O aborto é lamentável amputação moral que lhe reservará muitos dissabores.7 - O casamento seria uma solução, mas meu namorado não quer. Devo pressioná-lo?No passado fazia-se isso para salvar a reputação da jovem e a honra da família. Não importava se o casamento forçado inviabilizaria uma convivência feliz. Hoje sabemos que o único nome pelo qual devemos zelar é o de filhos de Deus, procurando cumprir suas leis, a partir do inconfundível “não matarás”, contido no decálogo moisaico.8 - Não me sinto preparada para a maternidade.Raras mulheres sentem-se. A maternidade é sempre um desafio, mas um bom desafio que vencerá tranqüilamente, se confiar em Deus e dedicar-se ao filho.    
  • 6. UMA JOVEM DESILUDIDA1 -Eu estava noiva, casamento marcado. Meu noivo envolveu-se com outra mulher e desmanchou o compromisso. Estou desiludida e infeliz. Como enfrentar o problema?Considere que a desilusão tem um aspecto altamente positivo. Significa que você estava iludida quanto aos sentimentos de seu noivo. Melhor acontecer agora. Depois, com o casamento, filhos, vida em comum, seria bem pior.2 -Mas sinto que ele é o homem de minha vida...Esteja certa de que o «homem de sua vida” não a deixaria por outra. Afinal, com seu gesto ele deixou evidente que você não é a mulher da vida dele.3 - E como explicar o extremado amor que lhe devoto?Amor extremado é paixão, péssima conselheira que sustenta rancores e mágoas que infernizam nossa existência.4 - Não consigo imaginá-lo com outra. Tenho ganas de matá-lo.Isso demonstra que efetivamente não o ama. Amar é querer o bem de alguém. Se o amasse de verdade respeitaria sua decisão, seu direito de decidir o próprio destino.5 -Os criminosos não devem ser punidos?A justiça é da competência de Deus. O que você pretende é vingança, algo fora de moda para aqueles que compreendem, com Jesus, que o perdão é o bálsamo divino para todas as mágoas.6 -Melhor seria morrer...Realmente, a vida espiritual é mais agradável, segundo nos informam os Espíritos, mas apenas para aqueles que partem convocados por Deus, após uma existência em plenitude de trabalho e dedicação ao Bem. Você está apenas começando a jornada humana.
  • 7. REFLEXÃOAmar não é olhar um para o outro, é olhar juntos na mesma direção. “ Antoine de Saint- Exupéry”