SlideShare uma empresa Scribd logo
Revolução do 25 de AbrilDisciplina:HistóriaProfessora:Ana HelenaTrabalho elaborado por:Gonçalo Mantas nº4
IntroduçãoEspero com a realização deste trabalho conseguir transmitir aos meuscolegas o que era a  vida dos nossos antepassados e a diferença que se podeobservar na politica salazarista e a que existe actualmente.
Revolução dos Cravos  A Revolução dos Cravos foi um período da história de Portugal,desencadeado por um golpe de Estado militar ocorrido a 25 de Abril de1974 que depôs o regime ditatorial Estado Novo, vigente desde 1933 einiciou um processo que viria a terminar com a implantação de um regimedemocrático com a entrada em vigor de uma nova Constituição a 25 de Abrilde 1976.  Este golpe, normalmente conhecido pelos portugueses como 25 de Abril,foi conduzido por um movimento militar, o Movimento das Forças Armadas,composto por oficiais intermédios da hierarquia militar, na sua maior partecapitães que tinham participado na Guerra Colonial e apoiados pelosoficiais milicianos, estudantes recrutados, muitos deles universitários.
O estado do país  A economia cresceu bastante, em particular no início da década de 1950.Economicamente, o regime mantinha a sua política de Corporativismo, o queresultou na concentração da economia portuguesa nas mãos de uma elite de Industriais.  A guerra colonial tornava-se tema forte de discussão e era assunto deeleição para as forças anti-regime. Portugal estava muito isolado do restodo Mundo. Muitos estudantes e opositores viam-se forçados a abandonar opaís para escapar à guerra, à prisão e à tortura.
Anos setenta  Em Fevereiro de 1974, Marcelo Caetano é forçado pela velha guarda doregime a destituir o general António de Spínola e os seus apoiantes.Tentava este, com ideias algo federalistas, modificar o curso da políticacolonial portuguesa, que se revelava demasiado dispendiosa.  Conhecidas as divisões existentes no seio da elite do regime, o MFAdecide levar adiante um golpe de estado. O movimento nasce secretamenteem 1973. Nele estão envolvidos certos oficiais do exército que jáconspiravam, descontentes por motivos de carreira militar.
Movimentações militares durante a RevoluçãoNo dia 24 de Abril de 1974, um grupo de militares comandados por OteloSaraiva de Carvalho instalou secretamente o posto de comando doMovimento golpista no quartel da Pontinha, em Lisboa.Às 22h 55m é transmitida a canção "E depois do Adeus", de Paulo deCarvalho, pelos Emissores Associados de Lisboa, emitida por Luís FilipeCosta. Este foi um dos sinais previamente combinados pelos golpistas, quedesencadeou a tomada de posições da primeira fase do golpe de estado.
O segundo sinal foi dado às 0h20 m, quando foi transmitida a canção"Grândola, Vila Morena", de José Afonso, pelo programa Limite, da RádioRenascença, que confirmava o golpe e marcava o início das operações.   O locutor de serviço nessa emissão foi Leite de Vasconcelos, jornalista ePoeta Moçambicano.  O golpe militar do dia 25 de Abril teve a colaboração de vários regimesmilitares que desenvolveram uma acção concertada.
Cravo  O cravo vermelho tornou-se o símbolo da Revolução de Abril de 1974.   Logo ao amanhecer o povo começou a juntar-se nas ruas, juntamente comos soldados revoltados. Entretanto, uma florista, que levava cravos paraUm hotel, teria dado um cravo a um soldado, que o colocou no cano daespingarda.   Os outros soldados vendo a rua cheia de floristas fizeram o mesmo,colocando cravos vermelhos nos canos das suas armas.
Consequências  No dia seguinte, forma-se a Junta de Salvação Nacional, constituídapor militares, e que procederá a um governo de transição. O essencialdo programa do MFA é o programa dos três D:Democratizar, Descolonizar, Desenvolver.  Entre as medidas imediatas da revolução contam-se a extinção dapolícia política (PIDE/DGS) e da Censura. Os sindicatos livres e ospartidos foram legalizados. Só a 26 foram libertados os presospolíticos, da Prisão de Caxias e de Peniche. Os líderes políticos daoposição no exílio voltaram ao país nos dias seguintes. Passada umasemana, o 1.º de Maio foi celebrado legalmente nas ruas pela primeiravez em muitos anos. Em Lisboa reuniram-se cerca de um milhão depessoas.
  Portugal passou por um período conturbado que durou cerca de 2 anos,(Processo Revolucionário Em Curso), marcado pela luta e perseguiçãopolítica entre as facções de esquerda e direita. Foram nacionalizadas asgrandes empresas. Foram igualmente "saneadas" e muitas vezes forçadasao exílio personalidades que se identificavam com o Estado Novo ou nãopartilhavam da mesma visão política que então se estabelecia para o país.
ConclusãoCom a realização deste trabalho podemos concluir que a revolução doscravos foi uma grande revolução e que dificilmente será apagada das nossasmemórias.
Bibliografiahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_dos_Cravoshttp://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:25_Abril_1983_Porto_by_Henrique_Matos_01.jpghttp://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:25_de_Abril_sempre_Henrique_Matos.jpg

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

8 b grp08_trab1
8 b grp08_trab18 b grp08_trab1
8 b grp08_trab1
pedrofrancisco10
 
RrevoluçAo
RrevoluçAoRrevoluçAo
RrevoluçAo
ricardocostacruz
 
O 25 de Abril de 1974
O 25 de  Abril de 1974 O 25 de  Abril de 1974
O 25 de Abril de 1974
AMLC
 
5 de outubro
5 de outubro 5 de outubro
5 de outubro
Ana Barreiros
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
Sara Catarina
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Stéphanie Dias
 
Portugal democrático
Portugal democráticoPortugal democrático
Portugal democrático
maria40
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
tomascm1
 
Trabalho 25 de abril 2
Trabalho 25 de abril   2 Trabalho 25 de abril   2
Trabalho 25 de abril 2
Joana Algodão Doce
 
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da DemocraciaPortugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
home
 
O Dia 25 de Abril de 1974
O Dia 25 de Abril de 1974O Dia 25 de Abril de 1974
O Dia 25 de Abril de 1974
diuguitofelgas
 
MFA
MFAMFA
O 25 de abril relato dos acontecimentos
O 25 de abril   relato dos acontecimentosO 25 de abril   relato dos acontecimentos
O 25 de abril relato dos acontecimentos
Escola Secundaria luis de freitas Branco
 
Revolução democrática portuguesa
Revolução democrática portuguesaRevolução democrática portuguesa
Revolução democrática portuguesa
AnaGomes40
 
Marcelismo
MarcelismoMarcelismo
Marcelismo
Frederico
 
25 de abril de 1974 (2)
25 de abril de 1974 (2)25 de abril de 1974 (2)
25 de abril de 1974 (2)
adelaide1970
 
Portugal PóS 25 De Abril
Portugal PóS 25 De AbrilPortugal PóS 25 De Abril
Portugal PóS 25 De Abril
Inês
 
Revolução de 25 de Abril de 1974
Revolução de 25 de Abril de 1974Revolução de 25 de Abril de 1974
Revolução de 25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
tomascm1
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
Ana Paiva
 

Mais procurados (20)

8 b grp08_trab1
8 b grp08_trab18 b grp08_trab1
8 b grp08_trab1
 
RrevoluçAo
RrevoluçAoRrevoluçAo
RrevoluçAo
 
O 25 de Abril de 1974
O 25 de  Abril de 1974 O 25 de  Abril de 1974
O 25 de Abril de 1974
 
5 de outubro
5 de outubro 5 de outubro
5 de outubro
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Portugal democrático
Portugal democráticoPortugal democrático
Portugal democrático
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
 
Trabalho 25 de abril 2
Trabalho 25 de abril   2 Trabalho 25 de abril   2
Trabalho 25 de abril 2
 
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da DemocraciaPortugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
 
O Dia 25 de Abril de 1974
O Dia 25 de Abril de 1974O Dia 25 de Abril de 1974
O Dia 25 de Abril de 1974
 
MFA
MFAMFA
MFA
 
O 25 de abril relato dos acontecimentos
O 25 de abril   relato dos acontecimentosO 25 de abril   relato dos acontecimentos
O 25 de abril relato dos acontecimentos
 
Revolução democrática portuguesa
Revolução democrática portuguesaRevolução democrática portuguesa
Revolução democrática portuguesa
 
Marcelismo
MarcelismoMarcelismo
Marcelismo
 
25 de abril de 1974 (2)
25 de abril de 1974 (2)25 de abril de 1974 (2)
25 de abril de 1974 (2)
 
Portugal PóS 25 De Abril
Portugal PóS 25 De AbrilPortugal PóS 25 De Abril
Portugal PóS 25 De Abril
 
Revolução de 25 de Abril de 1974
Revolução de 25 de Abril de 1974Revolução de 25 de Abril de 1974
Revolução de 25 de Abril de 1974
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 

Destaque

How to make create 3 d doughnut chart circular puzzle with hole in center pie...
How to make create 3 d doughnut chart circular puzzle with hole in center pie...How to make create 3 d doughnut chart circular puzzle with hole in center pie...
How to make create 3 d doughnut chart circular puzzle with hole in center pie...
SlideTeam.net
 
SafePeak - Poria hospital case study
SafePeak - Poria hospital case studySafePeak - Poria hospital case study
SafePeak - Poria hospital case study
Vladi Vexler
 
Trabajo Final Innovación
Trabajo Final InnovaciónTrabajo Final Innovación
Trabajo Final Innovación
Paul Gabriel Rojas Lopez
 
火花和灯
火花和灯火花和灯
火花和灯
Ivy Tai
 
Operacion de equipo de computo
Operacion de equipo de computoOperacion de equipo de computo
Operacion de equipo de computo
eduardo_garcia10
 
General Spínola
General SpínolaGeneral Spínola
General Spínola
João Camacho
 
INFORMATIVO CRAS
INFORMATIVO CRASINFORMATIVO CRAS
INFORMATIVO CRAS
GROSSOSRN
 
Treatment
TreatmentTreatment
Treatment
LATVD
 

Destaque (8)

How to make create 3 d doughnut chart circular puzzle with hole in center pie...
How to make create 3 d doughnut chart circular puzzle with hole in center pie...How to make create 3 d doughnut chart circular puzzle with hole in center pie...
How to make create 3 d doughnut chart circular puzzle with hole in center pie...
 
SafePeak - Poria hospital case study
SafePeak - Poria hospital case studySafePeak - Poria hospital case study
SafePeak - Poria hospital case study
 
Trabajo Final Innovación
Trabajo Final InnovaciónTrabajo Final Innovación
Trabajo Final Innovación
 
火花和灯
火花和灯火花和灯
火花和灯
 
Operacion de equipo de computo
Operacion de equipo de computoOperacion de equipo de computo
Operacion de equipo de computo
 
General Spínola
General SpínolaGeneral Spínola
General Spínola
 
INFORMATIVO CRAS
INFORMATIVO CRASINFORMATIVO CRAS
INFORMATIVO CRAS
 
Treatment
TreatmentTreatment
Treatment
 

Semelhante a Revolução do 25 de abril

A Descoberta Do 25 De Abril
A Descoberta Do 25 De AbrilA Descoberta Do 25 De Abril
A Descoberta Do 25 De Abril
oalvarinho
 
Glossário
GlossárioGlossário
Glossário
João Lima
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
Paula Morgado
 
25 abril
25 abril 25 abril
25 abril
guest6613ae
 
25 de Abril
25 de Abril25 de Abril
25 de Abril
MINV
 
A RevoluçãO Dos Cravos
A RevoluçãO Dos CravosA RevoluçãO Dos Cravos
A RevoluçãO Dos Cravos
Sílvia Mendonça
 
25 de Abril_.pptxk'opkjiuiy656564exgfcxfd
25 de Abril_.pptxk'opkjiuiy656564exgfcxfd25 de Abril_.pptxk'opkjiuiy656564exgfcxfd
25 de Abril_.pptxk'opkjiuiy656564exgfcxfd
HlderSilva41
 
Salazarismo
SalazarismoSalazarismo
Trab1 8a grp08
Trab1 8a grp08Trab1 8a grp08
Trab1 8a grp08
pedrofrancisco10
 
Trabalho 25 de abril
Trabalho 25 de abrilTrabalho 25 de abril
Trabalho 25 de abril
francisca3012
 
Trabalho 25 de abril
Trabalho 25 de abrilTrabalho 25 de abril
Trabalho 25 de abril
francisca3012
 
Revolução dos escravos/25 de abril de 1974
Revolução dos escravos/25 de abril de 1974Revolução dos escravos/25 de abril de 1974
Revolução dos escravos/25 de abril de 1974
Ivo Madureira
 
25 de abril
25 de abril25 de abril
25 de abril
Silvia Fernandes
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
O estado novo e o 25 de abril afonso
O estado novo e o 25 de abril  afonsoO estado novo e o 25 de abril  afonso
O estado novo e o 25 de abril afonso
Paula Morgado
 
Mihaela e bernardo
Mihaela e bernardoMihaela e bernardo
Mihaela e bernardo
Ana Barreiros
 
Capitães avril
Capitães avrilCapitães avril
Capitães avril
Sara Pérez
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
Vitor Peixoto
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
João Lima
 

Semelhante a Revolução do 25 de abril (20)

A Descoberta Do 25 De Abril
A Descoberta Do 25 De AbrilA Descoberta Do 25 De Abril
A Descoberta Do 25 De Abril
 
Glossário
GlossárioGlossário
Glossário
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 
25 abril
25 abril 25 abril
25 abril
 
25 de Abril
25 de Abril25 de Abril
25 de Abril
 
A RevoluçãO Dos Cravos
A RevoluçãO Dos CravosA RevoluçãO Dos Cravos
A RevoluçãO Dos Cravos
 
25 de Abril_.pptxk'opkjiuiy656564exgfcxfd
25 de Abril_.pptxk'opkjiuiy656564exgfcxfd25 de Abril_.pptxk'opkjiuiy656564exgfcxfd
25 de Abril_.pptxk'opkjiuiy656564exgfcxfd
 
Salazarismo
SalazarismoSalazarismo
Salazarismo
 
Trab1 8a grp08
Trab1 8a grp08Trab1 8a grp08
Trab1 8a grp08
 
Trabalho 25 de abril
Trabalho 25 de abrilTrabalho 25 de abril
Trabalho 25 de abril
 
Trabalho 25 de abril
Trabalho 25 de abrilTrabalho 25 de abril
Trabalho 25 de abril
 
Revolução dos escravos/25 de abril de 1974
Revolução dos escravos/25 de abril de 1974Revolução dos escravos/25 de abril de 1974
Revolução dos escravos/25 de abril de 1974
 
25 de abril
25 de abril25 de abril
25 de abril
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
 
O estado novo e o 25 de abril afonso
O estado novo e o 25 de abril  afonsoO estado novo e o 25 de abril  afonso
O estado novo e o 25 de abril afonso
 
Mihaela e bernardo
Mihaela e bernardoMihaela e bernardo
Mihaela e bernardo
 
Capitães avril
Capitães avrilCapitães avril
Capitães avril
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
 

Último

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 

Revolução do 25 de abril

  • 1. Revolução do 25 de AbrilDisciplina:HistóriaProfessora:Ana HelenaTrabalho elaborado por:Gonçalo Mantas nº4
  • 2. IntroduçãoEspero com a realização deste trabalho conseguir transmitir aos meuscolegas o que era a vida dos nossos antepassados e a diferença que se podeobservar na politica salazarista e a que existe actualmente.
  • 3. Revolução dos Cravos A Revolução dos Cravos foi um período da história de Portugal,desencadeado por um golpe de Estado militar ocorrido a 25 de Abril de1974 que depôs o regime ditatorial Estado Novo, vigente desde 1933 einiciou um processo que viria a terminar com a implantação de um regimedemocrático com a entrada em vigor de uma nova Constituição a 25 de Abrilde 1976. Este golpe, normalmente conhecido pelos portugueses como 25 de Abril,foi conduzido por um movimento militar, o Movimento das Forças Armadas,composto por oficiais intermédios da hierarquia militar, na sua maior partecapitães que tinham participado na Guerra Colonial e apoiados pelosoficiais milicianos, estudantes recrutados, muitos deles universitários.
  • 4. O estado do país A economia cresceu bastante, em particular no início da década de 1950.Economicamente, o regime mantinha a sua política de Corporativismo, o queresultou na concentração da economia portuguesa nas mãos de uma elite de Industriais. A guerra colonial tornava-se tema forte de discussão e era assunto deeleição para as forças anti-regime. Portugal estava muito isolado do restodo Mundo. Muitos estudantes e opositores viam-se forçados a abandonar opaís para escapar à guerra, à prisão e à tortura.
  • 5. Anos setenta Em Fevereiro de 1974, Marcelo Caetano é forçado pela velha guarda doregime a destituir o general António de Spínola e os seus apoiantes.Tentava este, com ideias algo federalistas, modificar o curso da políticacolonial portuguesa, que se revelava demasiado dispendiosa. Conhecidas as divisões existentes no seio da elite do regime, o MFAdecide levar adiante um golpe de estado. O movimento nasce secretamenteem 1973. Nele estão envolvidos certos oficiais do exército que jáconspiravam, descontentes por motivos de carreira militar.
  • 6. Movimentações militares durante a RevoluçãoNo dia 24 de Abril de 1974, um grupo de militares comandados por OteloSaraiva de Carvalho instalou secretamente o posto de comando doMovimento golpista no quartel da Pontinha, em Lisboa.Às 22h 55m é transmitida a canção "E depois do Adeus", de Paulo deCarvalho, pelos Emissores Associados de Lisboa, emitida por Luís FilipeCosta. Este foi um dos sinais previamente combinados pelos golpistas, quedesencadeou a tomada de posições da primeira fase do golpe de estado.
  • 7. O segundo sinal foi dado às 0h20 m, quando foi transmitida a canção"Grândola, Vila Morena", de José Afonso, pelo programa Limite, da RádioRenascença, que confirmava o golpe e marcava o início das operações. O locutor de serviço nessa emissão foi Leite de Vasconcelos, jornalista ePoeta Moçambicano. O golpe militar do dia 25 de Abril teve a colaboração de vários regimesmilitares que desenvolveram uma acção concertada.
  • 8. Cravo O cravo vermelho tornou-se o símbolo da Revolução de Abril de 1974. Logo ao amanhecer o povo começou a juntar-se nas ruas, juntamente comos soldados revoltados. Entretanto, uma florista, que levava cravos paraUm hotel, teria dado um cravo a um soldado, que o colocou no cano daespingarda. Os outros soldados vendo a rua cheia de floristas fizeram o mesmo,colocando cravos vermelhos nos canos das suas armas.
  • 9. Consequências No dia seguinte, forma-se a Junta de Salvação Nacional, constituídapor militares, e que procederá a um governo de transição. O essencialdo programa do MFA é o programa dos três D:Democratizar, Descolonizar, Desenvolver. Entre as medidas imediatas da revolução contam-se a extinção dapolícia política (PIDE/DGS) e da Censura. Os sindicatos livres e ospartidos foram legalizados. Só a 26 foram libertados os presospolíticos, da Prisão de Caxias e de Peniche. Os líderes políticos daoposição no exílio voltaram ao país nos dias seguintes. Passada umasemana, o 1.º de Maio foi celebrado legalmente nas ruas pela primeiravez em muitos anos. Em Lisboa reuniram-se cerca de um milhão depessoas.
  • 10. Portugal passou por um período conturbado que durou cerca de 2 anos,(Processo Revolucionário Em Curso), marcado pela luta e perseguiçãopolítica entre as facções de esquerda e direita. Foram nacionalizadas asgrandes empresas. Foram igualmente "saneadas" e muitas vezes forçadasao exílio personalidades que se identificavam com o Estado Novo ou nãopartilhavam da mesma visão política que então se estabelecia para o país.
  • 11. ConclusãoCom a realização deste trabalho podemos concluir que a revolução doscravos foi uma grande revolução e que dificilmente será apagada das nossasmemórias.