SlideShare uma empresa Scribd logo
Reforma Ortográfica A B C
 
As novas regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa entram em vigor a partir de 1º de janeiro de 2009. Oito países, onde o português é língua oficial, vão precisar ajustar sua gramática às novas regras, que têm como objetivo unificar as diferentes grafias.
No Brasil, as principais mudanças serão a eliminação de alguns acentos e do trema, além da adoção de novas regras para o hífen.
Esta é a quinta vez que a ortografia da língua portuguesa passa por reformas. As regras ortográficas atuais continuarão a ser aceitas até dezembro de 2012 .
 
O alfabeto incorpora as letras k, w e y, que serão usadas para escrever: 1) símbolos de unidades de medida: km (quilômetro), kg (quilograma), w (watt); 2) palavras e nomes estrangeiros e seus derivados como show, playboy, playground, windsurf, kung fu, yin, yang, Kafka, kafkiano .
 
O trema deixa de ser usado, a não ser em nomes próprios e derivados. Palavras como lingüiça, seqüestro, tranqüilo deixam de ter trema. No entanto, o acento continua a ser usado em palavras estrangeiras e seus derivados: Müller e Bündchen são exemplos.
 
O acento agudo não será mais usado nos ditongos abertos ei e oi de paroxítonas (que têm acento tônico na penúltima sílaba). Palavras como idéia, assembléia e jibóia perdem o acento agudo. As oxítonas terminadas em éis, éu, éus, ói, óis continuam a ser acentuadas: chapéu(s), papéis, herói(s), troféu(s).
 
Palavras paroxítonas com i e u tônicos perdem o acento quando vierem depois de ditongo. Por exemplo, feiúra, baiúca, bocaiúva ficam feiura, baiuca, bocaiuva. No entanto, o acento permanece se a palavra for oxítona e o i ou o u estiverem no final ou seguidos de s. Exemplos são Piauí, tuiuiú, tuiuiús.
 
Formas verbais que têm o acento tônico na raiz, com u tônico precedido de g ou q e seguido de e ou i também perdem o acento agudo. Verbos como averigúe (averiguar), apazigúe (apaziguar) e argúem (arg(u)ir) mudam e passam a ser grafadas averigue, apazigue, arguem.
 
O acento circunflexo não será mais usado nas terceiras pessoas do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos crer, dar, ler, ver e derivados.
No entanto, permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter, vir e derivados (manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir, etc). Exemplos: ele tem dois carros/eles têm dois carros; ele vem de Sorocaba/eles vêm de Sorocaba .
Por exemplo: 'eles crêem', 'que eles dêem', 'todos lêem', 'as meninas vêem' passam a ser escritos desta forma: 'eles creem', 'que eles deem', 'todos leem' e 'as meninas veem'. Palavras terminadas em hiato oo também vão sofrer mudanças: enjôo, vôo e magôo ficam enjoo, voo e magoo.
 
Os acentos agudo e circunflexo não serão mais usados para diferenciar as seguintes palavras: 1) pára (flexão do verbo parar) de para (preposição); 2) péla (flexão do verbo pelar) de pela (combinação da preposição com o artigo); 3) pólo (substantivo) de polo (combinação antiga e popular de 'por' e 'lo');
 
4) pélo (flexão do verbo pelar), pêlo (substantivo) e pelo (combinação da preposição com o artigo; 5) pêra (substantivo - fruta), péra (substantivo arcaico - pedra) e pera (preposição arcaica).
O acento circunflexo permanece para diferenciar pôde (passado do verbo poder) de pode (presente do verbo poder). Permanece também o acento para diferenciar pôr (verbo) de por (preposição). O uso do circunflexo para diferenciar as palavras forma (formato) e fôrma (de fazer bolo) é facultativo.
 
Depois de prefixo, quando a segunda palavra começar com s ou r, as consoantes devem ser duplicadas. Exemplos: antirreligioso, antissemita, contrarregra. No entanto, o hífen será mantido quando os prefixos terminarem com r, como hiper-, inter- e super-. Exemplos: hiper- -requintado, inter-resistente, super- -revista.
 
Não usa-se o hífen quando o prefixo terminar em vogal e a segunda palavra começar com uma vogal diferente. Exemplos: extraescolar, aeroespacial, autoestrada.
 
Sempre usa-se o hífen diante de h. Observe os exemplos: anti-higiênico, super-homem.
 
Prefixo terminado em vogal: 1) não usa-se hífen diante de vogal diferente: autoescola, antiaéreo. 2) Sem hífen diante de consoante diferente de r e s: anteprojeto, semicírculo.
3) Não usa-se também diante de r e s, e dobram-se essas letras: antirracismo, antissocial, ultrassom. 4) Usa-se hífen diante de mesma vogal: contra-ataque, micro-ondas.
 
Prefixo terminado em consoante: 1) usa-se o hífen diante de mesma consoante: inter-regional, sub-bibliotecário. 2) Não usa-se hífen diante de consoante diferente: intermunicipal, supersônico. 3) Não usa-se também diante de vogal: interestadual, superinteressante.
 
Com o prefixo sub, usa-se o hífen diante de palavra iniciada por r: sub-região, sub-raça etc. Palavras iniciadas por h perdem essa letra e juntam-se sem hífen: subumano, subumanidade. Com os prefixos circum e pan, usa-se o hífen diante de palavra iniciada por m, n e vogal: circum-navegação, pan-americano.
O prefixo co une-se em geral com a segunda palavra, mesmo quando esta se inicia por o: coobrigação, coordenar, cooperar, cooperação, cooptar .
 
Com o prefixo vice, usa-se sempre o hífen: vice-presidente, vice-rei, vice-almirante. Não se deve usar o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição, como girassol, madressilva, mandachuva, pontapé, paraquedas, paraquedista.
Com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, sempre usa-se o hífen: ex-aluno, sem-terra, além-mar, aquém-mar, recém-casado, pós-graduação, pré-vestibular, pró-europeu.
 
Há variação na pronúncia dos verbos terminados em guar, quar e quir, como aguar, averiguar, apaziguar, desaguar, enxaguar, obliquar, delinquir. Esses verbos admitem duas pronúncias em algumas formas do presente do indicativo, do presente do subjuntivo e também do imperativo.
Se forem pronunciadas com a ou i tônicos, essas formas devem ser acentuadas.
Exemplos: verbo enxaguar: enxáguo, enxáguas, enxágua, enxáguam; enxágue, enxágues, enxáguem. No verbo delinquir: delínquo, delínques, delínque, delínquem; delínqua, delínquas, delínquam.
 
Se os verbos forem pronunciados com u tônico, essas formas deixam de ser acentuadas. Exemplos (a vogal sublinhada é tônica, isto é, deve ser pronunciada mais fortemente que as outras): Obs: no Brasil, a pronúncia mais corrente é a primeira, com a e i tônicos.
verbo enxaguar: enxaguo, enxaguas, enxagua, enxaguam, enxague, enxagues, enxaguem. verbo delinquir: delinquo, delinques, delinque, delinquem, delinqua, delinquas, delinquam.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Novo Acordo Ortográfico
Novo Acordo OrtográficoNovo Acordo Ortográfico
Novo Acordo Ortográfico
Escolanelda
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
Portal do Vestibulando
 
Acordo ortográfico
Acordo ortográficoAcordo ortográfico
Acordo ortográfico
Paula Oliveira Cruz
 
Guia pratico da nova ortografia power point
Guia pratico da nova ortografia   power pointGuia pratico da nova ortografia   power point
Guia pratico da nova ortografia power point
Luciene Tinello
 
Novo acordo ortográfico[1]
Novo acordo ortográfico[1]Novo acordo ortográfico[1]
Novo acordo ortográfico[1]
Deivison Candinho
 
Guia da Nova Ortografia 2015
Guia da Nova Ortografia 2015Guia da Nova Ortografia 2015
Guia da Nova Ortografia 2015
Rômulo Giacome
 
Apresentação nova ortografia
Apresentação nova ortografiaApresentação nova ortografia
Apresentação nova ortografia
Bianca Dias
 
Novo acordo ortografico
Novo acordo ortograficoNovo acordo ortografico
Novo acordo ortografico
Marypjs
 
Novo Acordo Ortografico 1
Novo Acordo Ortografico 1Novo Acordo Ortografico 1
Novo Acordo Ortografico 1
Newton Campos
 
O acordo ortográfico da língua portuguesa
O acordo ortográfico da língua portuguesaO acordo ortográfico da língua portuguesa
O acordo ortográfico da língua portuguesa
Rita Teixeira d'Azevedo
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
Ramilson Saldanha
 
Novo Acordo Ortográfico de Língua Portuguesa ( 1990)
Novo Acordo Ortográfico  de Língua Portuguesa ( 1990)Novo Acordo Ortográfico  de Língua Portuguesa ( 1990)
Novo Acordo Ortográfico de Língua Portuguesa ( 1990)
Cristina Seiça
 
Reforma ortográfica
Reforma ortográficaReforma ortográfica
Reforma ortográfica
mfmpafatima
 
G1: Guia rápido sobre o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.
G1: Guia rápido sobre o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.G1: Guia rápido sobre o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.
G1: Guia rápido sobre o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.
carlos ars
 
Reforma ortográfica da língua portuguesa
Reforma ortográfica da língua portuguesaReforma ortográfica da língua portuguesa
Reforma ortográfica da língua portuguesa
Portal do Vestibulando
 
Nova Ortografia
Nova OrtografiaNova Ortografia
Nova Ortografia
Valeria Bortoluzzi
 
Reforma ortografica - tabela
Reforma ortografica - tabelaReforma ortografica - tabela
Reforma ortografica - tabela
Amanda Ourofino
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
MkrH Uniesp
 
Novo acordo ortografico
Novo acordo ortograficoNovo acordo ortografico
Novo acordo ortografico
Flávio Ferreira
 

Mais procurados (19)

Novo Acordo Ortográfico
Novo Acordo OrtográficoNovo Acordo Ortográfico
Novo Acordo Ortográfico
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
 
Acordo ortográfico
Acordo ortográficoAcordo ortográfico
Acordo ortográfico
 
Guia pratico da nova ortografia power point
Guia pratico da nova ortografia   power pointGuia pratico da nova ortografia   power point
Guia pratico da nova ortografia power point
 
Novo acordo ortográfico[1]
Novo acordo ortográfico[1]Novo acordo ortográfico[1]
Novo acordo ortográfico[1]
 
Guia da Nova Ortografia 2015
Guia da Nova Ortografia 2015Guia da Nova Ortografia 2015
Guia da Nova Ortografia 2015
 
Apresentação nova ortografia
Apresentação nova ortografiaApresentação nova ortografia
Apresentação nova ortografia
 
Novo acordo ortografico
Novo acordo ortograficoNovo acordo ortografico
Novo acordo ortografico
 
Novo Acordo Ortografico 1
Novo Acordo Ortografico 1Novo Acordo Ortografico 1
Novo Acordo Ortografico 1
 
O acordo ortográfico da língua portuguesa
O acordo ortográfico da língua portuguesaO acordo ortográfico da língua portuguesa
O acordo ortográfico da língua portuguesa
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
 
Novo Acordo Ortográfico de Língua Portuguesa ( 1990)
Novo Acordo Ortográfico  de Língua Portuguesa ( 1990)Novo Acordo Ortográfico  de Língua Portuguesa ( 1990)
Novo Acordo Ortográfico de Língua Portuguesa ( 1990)
 
Reforma ortográfica
Reforma ortográficaReforma ortográfica
Reforma ortográfica
 
G1: Guia rápido sobre o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.
G1: Guia rápido sobre o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.G1: Guia rápido sobre o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.
G1: Guia rápido sobre o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.
 
Reforma ortográfica da língua portuguesa
Reforma ortográfica da língua portuguesaReforma ortográfica da língua portuguesa
Reforma ortográfica da língua portuguesa
 
Nova Ortografia
Nova OrtografiaNova Ortografia
Nova Ortografia
 
Reforma ortografica - tabela
Reforma ortografica - tabelaReforma ortografica - tabela
Reforma ortografica - tabela
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Novo acordo ortografico
Novo acordo ortograficoNovo acordo ortografico
Novo acordo ortografico
 

Destaque

Appreciation letter -AlGihaz company
Appreciation letter -AlGihaz companyAppreciation letter -AlGihaz company
Appreciation letter -AlGihaz companyMahmoud Yacoub
 
FMD Recommendation
FMD RecommendationFMD Recommendation
FMD RecommendationPeter Rotich
 
10120140502007
1012014050200710120140502007
10120140502007
IAEME Publication
 
40120140502001
4012014050200140120140502001
40120140502001
IAEME Publication
 
10120140501013
1012014050101310120140501013
10120140501013
IAEME Publication
 
30120140503002
3012014050300230120140503002
30120140503002
IAEME Publication
 
20320140501020
2032014050102020320140501020
20320140501020
IAEME Publication
 

Destaque (10)

18Juice
18Juice18Juice
18Juice
 
Appreciation letter -AlGihaz company
Appreciation letter -AlGihaz companyAppreciation letter -AlGihaz company
Appreciation letter -AlGihaz company
 
loka_sausana_ienak_pilseta
loka_sausana_ienak_pilsetaloka_sausana_ienak_pilseta
loka_sausana_ienak_pilseta
 
FMD Recommendation
FMD RecommendationFMD Recommendation
FMD Recommendation
 
Zeugnis Boitsova
Zeugnis BoitsovaZeugnis Boitsova
Zeugnis Boitsova
 
10120140502007
1012014050200710120140502007
10120140502007
 
40120140502001
4012014050200140120140502001
40120140502001
 
10120140501013
1012014050101310120140501013
10120140501013
 
30120140503002
3012014050300230120140503002
30120140503002
 
20320140501020
2032014050102020320140501020
20320140501020
 

Semelhante a Reforma OrtográFica

Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
MkrH Uniesp
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
MkrH Uniesp
 
Acordo Ortográfico
Acordo OrtográficoAcordo Ortográfico
Acordo Ortográfico
socorrolevy
 
Língua portuguesa 1
Língua portuguesa 1Língua portuguesa 1
Língua portuguesa 1
Fabioarslonga
 
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesaApresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
robioprof
 
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesaApresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
robioprof
 
Guia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografiaGuia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografia
Pastor Juscelino Freitas
 
Aula 3 acordo ortográfico
Aula 3 acordo ortográficoAula 3 acordo ortográfico
Aula 3 acordo ortográfico
ProfFernandaBraga
 
Cefet/Coltec Aula 3 Acordo Ortográfico
Cefet/Coltec Aula 3   Acordo OrtográficoCefet/Coltec Aula 3   Acordo Ortográfico
Cefet/Coltec Aula 3 Acordo Ortográfico
ProfFernandaBraga
 
Novo acordo
Novo acordoNovo acordo
Novo acordo
Amelia Barros
 
Reforma ortografica[1]
Reforma ortografica[1]Reforma ortografica[1]
Reforma ortografica[1]
Sandro Az
 
Acordo Ortográfico www.professorpalmito.com.br
Acordo Ortográfico www.professorpalmito.com.brAcordo Ortográfico www.professorpalmito.com.br
Acordo Ortográfico www.professorpalmito.com.br
Prof Palmito Rocha
 
Guia prático nova ortografia
Guia prático   nova ortografiaGuia prático   nova ortografia
Guia prático nova ortografia
Patricia Fernandes
 
Guia prático nova ortografia pg10
Guia prático   nova ortografia pg10Guia prático   nova ortografia pg10
Guia prático nova ortografia pg10
kisb1337
 
Guia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografiaGuia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografia
Rubney Carrion Antunes
 
Nilza ativ5
Nilza ativ5Nilza ativ5
Nilza ativ5
Nilza Gomes
 
A nova ortografia.
A nova ortografia.A nova ortografia.
A nova ortografia.
keillaefrazio
 
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].pptREFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
PatrciaMonteiro61
 
Acordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slidesAcordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slides
homago
 
Acordoortogrfico 090415083253-phpapp01
Acordoortogrfico 090415083253-phpapp01Acordoortogrfico 090415083253-phpapp01
Acordoortogrfico 090415083253-phpapp01
Marcus Muri
 

Semelhante a Reforma OrtográFica (20)

Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Acordo Ortográfico
Acordo OrtográficoAcordo Ortográfico
Acordo Ortográfico
 
Língua portuguesa 1
Língua portuguesa 1Língua portuguesa 1
Língua portuguesa 1
 
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesaApresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
 
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesaApresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
 
Guia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografiaGuia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografia
 
Aula 3 acordo ortográfico
Aula 3 acordo ortográficoAula 3 acordo ortográfico
Aula 3 acordo ortográfico
 
Cefet/Coltec Aula 3 Acordo Ortográfico
Cefet/Coltec Aula 3   Acordo OrtográficoCefet/Coltec Aula 3   Acordo Ortográfico
Cefet/Coltec Aula 3 Acordo Ortográfico
 
Novo acordo
Novo acordoNovo acordo
Novo acordo
 
Reforma ortografica[1]
Reforma ortografica[1]Reforma ortografica[1]
Reforma ortografica[1]
 
Acordo Ortográfico www.professorpalmito.com.br
Acordo Ortográfico www.professorpalmito.com.brAcordo Ortográfico www.professorpalmito.com.br
Acordo Ortográfico www.professorpalmito.com.br
 
Guia prático nova ortografia
Guia prático   nova ortografiaGuia prático   nova ortografia
Guia prático nova ortografia
 
Guia prático nova ortografia pg10
Guia prático   nova ortografia pg10Guia prático   nova ortografia pg10
Guia prático nova ortografia pg10
 
Guia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografiaGuia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografia
 
Nilza ativ5
Nilza ativ5Nilza ativ5
Nilza ativ5
 
A nova ortografia.
A nova ortografia.A nova ortografia.
A nova ortografia.
 
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].pptREFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
 
Acordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slidesAcordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slides
 
Acordoortogrfico 090415083253-phpapp01
Acordoortogrfico 090415083253-phpapp01Acordoortogrfico 090415083253-phpapp01
Acordoortogrfico 090415083253-phpapp01
 

Mais de guest5a4e95d

Naturatataia
NaturatataiaNaturatataia
Naturatataia
guest5a4e95d
 
O Que é Letramento
O Que é LetramentoO Que é Letramento
O Que é Letramento
guest5a4e95d
 
Estrada Para O Sucesso Snoopy
Estrada Para O Sucesso SnoopyEstrada Para O Sucesso Snoopy
Estrada Para O Sucesso Snoopy
guest5a4e95d
 
Acordalagrima
AcordalagrimaAcordalagrima
Acordalagrima
guest5a4e95d
 
Educar
EducarEducar
Educar
guest5a4e95d
 
Primeiros Socorros
Primeiros SocorrosPrimeiros Socorros
Primeiros Socorrosguest5a4e95d
 
Acordalagrima
AcordalagrimaAcordalagrima
Acordalagrima
guest5a4e95d
 
Fantastiques Incas
Fantastiques IncasFantastiques Incas
Fantastiques Incasguest5a4e95d
 
Mensagem
MensagemMensagem
Mensagem
guest5a4e95d
 

Mais de guest5a4e95d (9)

Naturatataia
NaturatataiaNaturatataia
Naturatataia
 
O Que é Letramento
O Que é LetramentoO Que é Letramento
O Que é Letramento
 
Estrada Para O Sucesso Snoopy
Estrada Para O Sucesso SnoopyEstrada Para O Sucesso Snoopy
Estrada Para O Sucesso Snoopy
 
Acordalagrima
AcordalagrimaAcordalagrima
Acordalagrima
 
Educar
EducarEducar
Educar
 
Primeiros Socorros
Primeiros SocorrosPrimeiros Socorros
Primeiros Socorros
 
Acordalagrima
AcordalagrimaAcordalagrima
Acordalagrima
 
Fantastiques Incas
Fantastiques IncasFantastiques Incas
Fantastiques Incas
 
Mensagem
MensagemMensagem
Mensagem
 

Último

ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
2m Assessoria
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
joaovmp3
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
Momento da Informática
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Gabriel de Mattos Faustino
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Danilo Pinotti
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
Faga1939
 

Último (10)

ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
 

Reforma OrtográFica

  • 2.  
  • 3. As novas regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa entram em vigor a partir de 1º de janeiro de 2009. Oito países, onde o português é língua oficial, vão precisar ajustar sua gramática às novas regras, que têm como objetivo unificar as diferentes grafias.
  • 4. No Brasil, as principais mudanças serão a eliminação de alguns acentos e do trema, além da adoção de novas regras para o hífen.
  • 5. Esta é a quinta vez que a ortografia da língua portuguesa passa por reformas. As regras ortográficas atuais continuarão a ser aceitas até dezembro de 2012 .
  • 6.  
  • 7. O alfabeto incorpora as letras k, w e y, que serão usadas para escrever: 1) símbolos de unidades de medida: km (quilômetro), kg (quilograma), w (watt); 2) palavras e nomes estrangeiros e seus derivados como show, playboy, playground, windsurf, kung fu, yin, yang, Kafka, kafkiano .
  • 8.  
  • 9. O trema deixa de ser usado, a não ser em nomes próprios e derivados. Palavras como lingüiça, seqüestro, tranqüilo deixam de ter trema. No entanto, o acento continua a ser usado em palavras estrangeiras e seus derivados: Müller e Bündchen são exemplos.
  • 10.  
  • 11. O acento agudo não será mais usado nos ditongos abertos ei e oi de paroxítonas (que têm acento tônico na penúltima sílaba). Palavras como idéia, assembléia e jibóia perdem o acento agudo. As oxítonas terminadas em éis, éu, éus, ói, óis continuam a ser acentuadas: chapéu(s), papéis, herói(s), troféu(s).
  • 12.  
  • 13. Palavras paroxítonas com i e u tônicos perdem o acento quando vierem depois de ditongo. Por exemplo, feiúra, baiúca, bocaiúva ficam feiura, baiuca, bocaiuva. No entanto, o acento permanece se a palavra for oxítona e o i ou o u estiverem no final ou seguidos de s. Exemplos são Piauí, tuiuiú, tuiuiús.
  • 14.  
  • 15. Formas verbais que têm o acento tônico na raiz, com u tônico precedido de g ou q e seguido de e ou i também perdem o acento agudo. Verbos como averigúe (averiguar), apazigúe (apaziguar) e argúem (arg(u)ir) mudam e passam a ser grafadas averigue, apazigue, arguem.
  • 16.  
  • 17. O acento circunflexo não será mais usado nas terceiras pessoas do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos crer, dar, ler, ver e derivados.
  • 18. No entanto, permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter, vir e derivados (manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir, etc). Exemplos: ele tem dois carros/eles têm dois carros; ele vem de Sorocaba/eles vêm de Sorocaba .
  • 19. Por exemplo: 'eles crêem', 'que eles dêem', 'todos lêem', 'as meninas vêem' passam a ser escritos desta forma: 'eles creem', 'que eles deem', 'todos leem' e 'as meninas veem'. Palavras terminadas em hiato oo também vão sofrer mudanças: enjôo, vôo e magôo ficam enjoo, voo e magoo.
  • 20.  
  • 21. Os acentos agudo e circunflexo não serão mais usados para diferenciar as seguintes palavras: 1) pára (flexão do verbo parar) de para (preposição); 2) péla (flexão do verbo pelar) de pela (combinação da preposição com o artigo); 3) pólo (substantivo) de polo (combinação antiga e popular de 'por' e 'lo');
  • 22.  
  • 23. 4) pélo (flexão do verbo pelar), pêlo (substantivo) e pelo (combinação da preposição com o artigo; 5) pêra (substantivo - fruta), péra (substantivo arcaico - pedra) e pera (preposição arcaica).
  • 24. O acento circunflexo permanece para diferenciar pôde (passado do verbo poder) de pode (presente do verbo poder). Permanece também o acento para diferenciar pôr (verbo) de por (preposição). O uso do circunflexo para diferenciar as palavras forma (formato) e fôrma (de fazer bolo) é facultativo.
  • 25.  
  • 26. Depois de prefixo, quando a segunda palavra começar com s ou r, as consoantes devem ser duplicadas. Exemplos: antirreligioso, antissemita, contrarregra. No entanto, o hífen será mantido quando os prefixos terminarem com r, como hiper-, inter- e super-. Exemplos: hiper- -requintado, inter-resistente, super- -revista.
  • 27.  
  • 28. Não usa-se o hífen quando o prefixo terminar em vogal e a segunda palavra começar com uma vogal diferente. Exemplos: extraescolar, aeroespacial, autoestrada.
  • 29.  
  • 30. Sempre usa-se o hífen diante de h. Observe os exemplos: anti-higiênico, super-homem.
  • 31.  
  • 32. Prefixo terminado em vogal: 1) não usa-se hífen diante de vogal diferente: autoescola, antiaéreo. 2) Sem hífen diante de consoante diferente de r e s: anteprojeto, semicírculo.
  • 33. 3) Não usa-se também diante de r e s, e dobram-se essas letras: antirracismo, antissocial, ultrassom. 4) Usa-se hífen diante de mesma vogal: contra-ataque, micro-ondas.
  • 34.  
  • 35. Prefixo terminado em consoante: 1) usa-se o hífen diante de mesma consoante: inter-regional, sub-bibliotecário. 2) Não usa-se hífen diante de consoante diferente: intermunicipal, supersônico. 3) Não usa-se também diante de vogal: interestadual, superinteressante.
  • 36.  
  • 37. Com o prefixo sub, usa-se o hífen diante de palavra iniciada por r: sub-região, sub-raça etc. Palavras iniciadas por h perdem essa letra e juntam-se sem hífen: subumano, subumanidade. Com os prefixos circum e pan, usa-se o hífen diante de palavra iniciada por m, n e vogal: circum-navegação, pan-americano.
  • 38. O prefixo co une-se em geral com a segunda palavra, mesmo quando esta se inicia por o: coobrigação, coordenar, cooperar, cooperação, cooptar .
  • 39.  
  • 40. Com o prefixo vice, usa-se sempre o hífen: vice-presidente, vice-rei, vice-almirante. Não se deve usar o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição, como girassol, madressilva, mandachuva, pontapé, paraquedas, paraquedista.
  • 41. Com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, sempre usa-se o hífen: ex-aluno, sem-terra, além-mar, aquém-mar, recém-casado, pós-graduação, pré-vestibular, pró-europeu.
  • 42.  
  • 43. Há variação na pronúncia dos verbos terminados em guar, quar e quir, como aguar, averiguar, apaziguar, desaguar, enxaguar, obliquar, delinquir. Esses verbos admitem duas pronúncias em algumas formas do presente do indicativo, do presente do subjuntivo e também do imperativo.
  • 44. Se forem pronunciadas com a ou i tônicos, essas formas devem ser acentuadas.
  • 45. Exemplos: verbo enxaguar: enxáguo, enxáguas, enxágua, enxáguam; enxágue, enxágues, enxáguem. No verbo delinquir: delínquo, delínques, delínque, delínquem; delínqua, delínquas, delínquam.
  • 46.  
  • 47. Se os verbos forem pronunciados com u tônico, essas formas deixam de ser acentuadas. Exemplos (a vogal sublinhada é tônica, isto é, deve ser pronunciada mais fortemente que as outras): Obs: no Brasil, a pronúncia mais corrente é a primeira, com a e i tônicos.
  • 48. verbo enxaguar: enxaguo, enxaguas, enxagua, enxaguam, enxague, enxagues, enxaguem. verbo delinquir: delinquo, delinques, delinque, delinquem, delinqua, delinquas, delinquam.