SlideShare uma empresa Scribd logo
ORAÇÕES
SUBORDINADAS
SUBSTANTIVAS
ANTES DE INICIARMOS,
PRECISAMOS REVISAR:
• Verbo Transitivo
• Verbo Intransitivo
• Objeto direto
• Objeto indireto
• Frase/ Oração/ Período
2
TRANSITIVIDADE
VERBAL
Verbo Transitivo: Precisa de
complemento
Ex: Eu tenho conhecimento
Quem tem, tem:
Algo
Alguma coisa
Alguém
Verbo Intransitivo: Não precisa
de complemento
Ex: Meu sobrinho nasceu.
OBJETO DIRETO E INDIRETO
 Objeto Direto: é um complemento verbal e na maioria das vezes ele não está
acompanhado por preposição.
Ex: A criança destruiu minha casa
OBS: Sempre que NÃO tiver preposição após o verbo ele é Objeto Direto
 Objeto Indireto: O objeto indireto é um complemento verbal que
necessariamente terá a companhia de uma preposição.
Ex: Meu namorado discordou de mim.
Obs: Quem discorda, discorda DE algém, DE algo ou DE alguma coisa
5
V.T.D O.D
V..T.I O.I
FRASE/ ORAÇÃO/ PERÍODO
6
FRASE
7
• Todo enunciado que tem sentido
• Temos dois tipos:
frase nominal
frase verbal
Ex: Que criança inteligente! (Frase nominal, pois não tem
verbo)
Esta criança é inteligente! (Frase verbal, pois possui
verbo)
ORAÇÃO
8
Todo enunciado que tem sentido e há a
presença de verbo ou locução verbal
Ex: Mamãe está furiosa
Obs: Toda oração é considerada frase
PERÍODO
9
• Trata-se de um enunciado construído por
uma ou mais orações e possui sentido
completo.
 Período Simples: possui apenas uma
oração
Ex: Eu acordei cedo hoje
 Período Composto: Possui duas ou mais
orações
Ex: Eu juntei dinheiro e comprei um carro.
O PERÍODO PODE SER
COMPOSTO POR:
10
• Coordenação: Orações independentes (sentido
sozinho)
• Subordinação: Orações dependentes (Uma
oração depende da outra)
Ex: Eu fui a feira e comprei muitas frutas
Ex: Não fui a festa porque estava doente
COORDENAÇÃO:
• Aditivas
• Adversativas
• Alternativas
• Conclusivas
• Explicativas
• Orações Subordinadas Adverbiais
• Orações Subordinadas Adjetivas
• Orações Subordinadas Substantivas
11
SUBORDINAÇÃO:
ORAÇÕES SUBORDINADAS
SUBSTANTIVAS
• Desempenham o papel de Substantivo na oração;
• Podem exercer as funções Sintáticas de : Sujeito, Predicado,
Complemento Nominal, Objeto direto, Objeto Indireto e Aposto.
• São iniciadas pelas conjunções integrantes “que” e “se”
Ex: Eu desejo que ela volte logo
Oração Subordinada Substantiva Objetiva
Direta
12
V.T.D
1. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA
SUBJETIVA
13
As orações subordinadas substantivas subjetivas exercem o valor
de sujeito da oração principal.
Exemplo: É fundamental que você chegue antes à reunião.
Oração principal: É fundamental
Oração subordinada substantiva subjetiva: que você chegue antes
à reunião.
2. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA
PREDICATIVA
• As orações subordinadas substantivas predicativas exercem o valor de
predicativo do sujeito, ou seja, aquilo que se revela sobre o sujeito da
oração.
• Exemplo: Nosso desejo é que ela vença o campeonato.
• Oração principal: Nosso desejo é
Oração subordinada substantiva predicativa: que ela vença o
campeonato.
14
3. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA
COMPLETIVA NOMINAL
• As orações subordinadas substantivas completivas nominais possuem o valor
de complemento nominal (completa o sentido do nome da oração principal),
sendo sempre iniciada por uma preposição.
• Exemplo: Temos fé de que a humanidade pare de destruir o planeta.
• Oração principal: Temos fé
Oração subordinada substantiva completiva nominal: de que a humanidade
pare de destruir o planeta.
15
4. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA OBJETIVA
DIRETA
16
As orações subordinadas substantivas objetivas diretas possuem o valor
de objeto direto do verbo da oração principal.
Exemplo: Desejo que vocês sejam felizes.
Oração principal: Desejo
Oração subordinada substantiva objetiva direta: que vocês sejam felizes.
5. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA OBJETIVA
INDIRETA
• As orações subordinadas substantivas objetivas indiretas possuem o valor de
objeto indireto do verbo da oração principal, sendo iniciadas por preposição.
• Exemplo: O gerente precisa (de) que esteja tudo em ordem.
• Oração principal: O gerente precisa
Oração subordinada substantiva objetiva indireta: que esteja tudo em ordem.
17
6. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA
APOSITIVA
• As orações subordinadas substantivas apositivas possuem o valor de aposto
de qualquer termo da oração principal.
• Exemplo: Todos pensam a mesma coisa: que eu sou um vitorioso.
• Oração principal: Todos pensam a mesma coisa
Oração subordinada substantiva apositiva: que eu sou um vitorioso.
18
19
20
Como identificar orações subordinadas substantivas?
• Primeiro passo
Localizar a oração principal. Essa oração, como o próprio
nome diz, é essencial para o período:
• É real que a extinção humana começou.
• Ivone sabe que seus pais desapareceram.
• Nós não cansamos de comer biscoitos.
• Era contrário a que divulgassem o vídeo.
• O importante é que ninguém se feriu.
• Isto, que pense mal de mim, acaba com nossa amizade.
Observe que as orações em destaque são as principais
responsáveis pelo sentido de cada enunciado. Desse modo,
as orações subordinadas existem para completar esse
21
• Segundo passo
Verificar se as orações subordinadas exercem uma destas
funções:
• sujeito:
• É real que a extinção humana começou.
• objeto direto:
• Ivone sabe que seus pais desapareceram.
• objeto indireto:
• Nós não cansamos de comer biscoitos.
• complemento nominal:
• Era contrário a que divulgassem o vídeo.
• predicativo do sujeito:
• O importante é que ninguém se feriu.
• aposto:
22
OBRIGADA

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Orações subordinadas substantivas- 9ano.pptx

Tipos de predicado
Tipos de predicadoTipos de predicado
Tipos de predicado
Vivian gusm?
 
Oracoes subordinadas.pptx
Oracoes subordinadas.pptxOracoes subordinadas.pptx
Oracoes subordinadas.pptx
FtimaDantas7
 
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
guest93d9a1
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
Ayla De Sá Marques
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
Ayla De Sá Marques
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
Carolina Loçasso Pereira
 
Oracoes subordinadas substantivas
Oracoes subordinadas substantivasOracoes subordinadas substantivas
Oracoes subordinadas substantivas
nixsonmachado
 
Oracao subordinada substantivablog2015
Oracao subordinada substantivablog2015Oracao subordinada substantivablog2015
Oracao subordinada substantivablog2015
Christiane Queiroz
 
Oracoes subordinadas substantivas.pptx
Oracoes  subordinadas  substantivas.pptxOracoes  subordinadas  substantivas.pptx
Oracoes subordinadas substantivas.pptx
Marlene Cunhada
 
Orac3a7c3b5es subordinadas-substantiva-adjetiva-e-adverbiais
Orac3a7c3b5es subordinadas-substantiva-adjetiva-e-adverbiaisOrac3a7c3b5es subordinadas-substantiva-adjetiva-e-adverbiais
Orac3a7c3b5es subordinadas-substantiva-adjetiva-e-adverbiais
Flávio Ferreira
 
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS.pptx
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS.pptxORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS.pptx
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS.pptx
JeaneteFernandes4
 
Oracoes subordinadas substantivas.
Oracoes subordinadas substantivas.Oracoes subordinadas substantivas.
Oracoes subordinadas substantivas.
Sâmara Souza de Azevedo
 
Português
PortuguêsPortuguês
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
Sâmara Souza de Azevedo
 
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Orações Subordinadas II
www.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Orações Subordinadas IIwww.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Orações Subordinadas II
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Orações Subordinadas II
Videoaulas De Português Apoio
 
Português - Orações Subordinadas - Parte II - CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Português - Orações Subordinadas - Parte II - CentroApoio.com - Vídeo AulasPortuguês - Orações Subordinadas - Parte II - CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Português - Orações Subordinadas - Parte II - CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Vídeo Aulas Apoio
 
Oracoes subordinadas substantivas.
Oracoes subordinadas substantivas.Oracoes subordinadas substantivas.
Oracoes subordinadas substantivas.
Sâmara Souza de Azevedo
 
www.ensinofundamental.net.br - Português - Oração Subordinada II
www.ensinofundamental.net.br - Português -  Oração Subordinada IIwww.ensinofundamental.net.br - Português -  Oração Subordinada II
www.ensinofundamental.net.br - Português - Oração Subordinada II
EnsinoFundamental
 
Apresent recup
Apresent recupApresent recup
Apresent recup
blogdoalunocefa
 
Orações subordinadas substantivas.
Orações subordinadas substantivas.Orações subordinadas substantivas.
Orações subordinadas substantivas.
Sâmara Souza de Azevedo
 

Semelhante a Orações subordinadas substantivas- 9ano.pptx (20)

Tipos de predicado
Tipos de predicadoTipos de predicado
Tipos de predicado
 
Oracoes subordinadas.pptx
Oracoes subordinadas.pptxOracoes subordinadas.pptx
Oracoes subordinadas.pptx
 
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
Oracoes subordinadas substantivas
Oracoes subordinadas substantivasOracoes subordinadas substantivas
Oracoes subordinadas substantivas
 
Oracao subordinada substantivablog2015
Oracao subordinada substantivablog2015Oracao subordinada substantivablog2015
Oracao subordinada substantivablog2015
 
Oracoes subordinadas substantivas.pptx
Oracoes  subordinadas  substantivas.pptxOracoes  subordinadas  substantivas.pptx
Oracoes subordinadas substantivas.pptx
 
Orac3a7c3b5es subordinadas-substantiva-adjetiva-e-adverbiais
Orac3a7c3b5es subordinadas-substantiva-adjetiva-e-adverbiaisOrac3a7c3b5es subordinadas-substantiva-adjetiva-e-adverbiais
Orac3a7c3b5es subordinadas-substantiva-adjetiva-e-adverbiais
 
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS.pptx
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS.pptxORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS.pptx
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS.pptx
 
Oracoes subordinadas substantivas.
Oracoes subordinadas substantivas.Oracoes subordinadas substantivas.
Oracoes subordinadas substantivas.
 
Português
PortuguêsPortuguês
Português
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Orações Subordinadas II
www.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Orações Subordinadas IIwww.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Orações Subordinadas II
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Orações Subordinadas II
 
Português - Orações Subordinadas - Parte II - CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Português - Orações Subordinadas - Parte II - CentroApoio.com - Vídeo AulasPortuguês - Orações Subordinadas - Parte II - CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Português - Orações Subordinadas - Parte II - CentroApoio.com - Vídeo Aulas
 
Oracoes subordinadas substantivas.
Oracoes subordinadas substantivas.Oracoes subordinadas substantivas.
Oracoes subordinadas substantivas.
 
www.ensinofundamental.net.br - Português - Oração Subordinada II
www.ensinofundamental.net.br - Português -  Oração Subordinada IIwww.ensinofundamental.net.br - Português -  Oração Subordinada II
www.ensinofundamental.net.br - Português - Oração Subordinada II
 
Apresent recup
Apresent recupApresent recup
Apresent recup
 
Orações subordinadas substantivas.
Orações subordinadas substantivas.Orações subordinadas substantivas.
Orações subordinadas substantivas.
 

Último

1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 

Último (20)

1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 

Orações subordinadas substantivas- 9ano.pptx

  • 2. ANTES DE INICIARMOS, PRECISAMOS REVISAR: • Verbo Transitivo • Verbo Intransitivo • Objeto direto • Objeto indireto • Frase/ Oração/ Período 2
  • 4. Verbo Transitivo: Precisa de complemento Ex: Eu tenho conhecimento Quem tem, tem: Algo Alguma coisa Alguém Verbo Intransitivo: Não precisa de complemento Ex: Meu sobrinho nasceu.
  • 5. OBJETO DIRETO E INDIRETO  Objeto Direto: é um complemento verbal e na maioria das vezes ele não está acompanhado por preposição. Ex: A criança destruiu minha casa OBS: Sempre que NÃO tiver preposição após o verbo ele é Objeto Direto  Objeto Indireto: O objeto indireto é um complemento verbal que necessariamente terá a companhia de uma preposição. Ex: Meu namorado discordou de mim. Obs: Quem discorda, discorda DE algém, DE algo ou DE alguma coisa 5 V.T.D O.D V..T.I O.I
  • 7. FRASE 7 • Todo enunciado que tem sentido • Temos dois tipos: frase nominal frase verbal Ex: Que criança inteligente! (Frase nominal, pois não tem verbo) Esta criança é inteligente! (Frase verbal, pois possui verbo)
  • 8. ORAÇÃO 8 Todo enunciado que tem sentido e há a presença de verbo ou locução verbal Ex: Mamãe está furiosa Obs: Toda oração é considerada frase
  • 9. PERÍODO 9 • Trata-se de um enunciado construído por uma ou mais orações e possui sentido completo.  Período Simples: possui apenas uma oração Ex: Eu acordei cedo hoje  Período Composto: Possui duas ou mais orações Ex: Eu juntei dinheiro e comprei um carro.
  • 10. O PERÍODO PODE SER COMPOSTO POR: 10 • Coordenação: Orações independentes (sentido sozinho) • Subordinação: Orações dependentes (Uma oração depende da outra) Ex: Eu fui a feira e comprei muitas frutas Ex: Não fui a festa porque estava doente
  • 11. COORDENAÇÃO: • Aditivas • Adversativas • Alternativas • Conclusivas • Explicativas • Orações Subordinadas Adverbiais • Orações Subordinadas Adjetivas • Orações Subordinadas Substantivas 11 SUBORDINAÇÃO:
  • 12. ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS • Desempenham o papel de Substantivo na oração; • Podem exercer as funções Sintáticas de : Sujeito, Predicado, Complemento Nominal, Objeto direto, Objeto Indireto e Aposto. • São iniciadas pelas conjunções integrantes “que” e “se” Ex: Eu desejo que ela volte logo Oração Subordinada Substantiva Objetiva Direta 12 V.T.D
  • 13. 1. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA SUBJETIVA 13 As orações subordinadas substantivas subjetivas exercem o valor de sujeito da oração principal. Exemplo: É fundamental que você chegue antes à reunião. Oração principal: É fundamental Oração subordinada substantiva subjetiva: que você chegue antes à reunião.
  • 14. 2. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA PREDICATIVA • As orações subordinadas substantivas predicativas exercem o valor de predicativo do sujeito, ou seja, aquilo que se revela sobre o sujeito da oração. • Exemplo: Nosso desejo é que ela vença o campeonato. • Oração principal: Nosso desejo é Oração subordinada substantiva predicativa: que ela vença o campeonato. 14
  • 15. 3. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA COMPLETIVA NOMINAL • As orações subordinadas substantivas completivas nominais possuem o valor de complemento nominal (completa o sentido do nome da oração principal), sendo sempre iniciada por uma preposição. • Exemplo: Temos fé de que a humanidade pare de destruir o planeta. • Oração principal: Temos fé Oração subordinada substantiva completiva nominal: de que a humanidade pare de destruir o planeta. 15
  • 16. 4. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA OBJETIVA DIRETA 16 As orações subordinadas substantivas objetivas diretas possuem o valor de objeto direto do verbo da oração principal. Exemplo: Desejo que vocês sejam felizes. Oração principal: Desejo Oração subordinada substantiva objetiva direta: que vocês sejam felizes.
  • 17. 5. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA OBJETIVA INDIRETA • As orações subordinadas substantivas objetivas indiretas possuem o valor de objeto indireto do verbo da oração principal, sendo iniciadas por preposição. • Exemplo: O gerente precisa (de) que esteja tudo em ordem. • Oração principal: O gerente precisa Oração subordinada substantiva objetiva indireta: que esteja tudo em ordem. 17
  • 18. 6. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA APOSITIVA • As orações subordinadas substantivas apositivas possuem o valor de aposto de qualquer termo da oração principal. • Exemplo: Todos pensam a mesma coisa: que eu sou um vitorioso. • Oração principal: Todos pensam a mesma coisa Oração subordinada substantiva apositiva: que eu sou um vitorioso. 18
  • 19. 19
  • 20. 20
  • 21. Como identificar orações subordinadas substantivas? • Primeiro passo Localizar a oração principal. Essa oração, como o próprio nome diz, é essencial para o período: • É real que a extinção humana começou. • Ivone sabe que seus pais desapareceram. • Nós não cansamos de comer biscoitos. • Era contrário a que divulgassem o vídeo. • O importante é que ninguém se feriu. • Isto, que pense mal de mim, acaba com nossa amizade. Observe que as orações em destaque são as principais responsáveis pelo sentido de cada enunciado. Desse modo, as orações subordinadas existem para completar esse 21
  • 22. • Segundo passo Verificar se as orações subordinadas exercem uma destas funções: • sujeito: • É real que a extinção humana começou. • objeto direto: • Ivone sabe que seus pais desapareceram. • objeto indireto: • Nós não cansamos de comer biscoitos. • complemento nominal: • Era contrário a que divulgassem o vídeo. • predicativo do sujeito: • O importante é que ninguém se feriu. • aposto: 22
  • 23.