SlideShare uma empresa Scribd logo
O Climograma

  {Desenvolvido pelo professor Mauricio Martins, na primavera de 2012}
O que é?
O que é?
        Um gráfico que representa as características do clima
         de um lugar, após um longo período de observações e
       registro, através da temperatura e da pluviosidade.




a linha indica variação
da temperatura média                             cada coluna representa
 mensal ao longo do                                      o total
          ano                                    de chuvas de cada mês
Como se constrói
 o climograma?
A partir dos dados do boletim meteorológico...
                J    F     M    A    M    J    J    A    S    O    N    D

Temperatura
Média Mensal    6    8     10   16   20   23   23   22   18   15   11   8
    (ºC)
Pluviosidade
   Total       100   110   90   80   60   25   20   20   40   85   90   110
Mensal(mm)
A partir dos dados do boletim meteorológico...
                J    F       M        A         M       J             J          A         S    O    N    D

Temperatura
Média Mensal    6    8       10       16        20     23             23         22        18   15   11   8
    (ºC)
Pluviosidade
   Total       100   110     90       80        60     25             20         20        40   85   90   110
Mensal(mm)



                         T (ºC)                                 Primeiro, o gráfico de temperatura
                          30
                          27
                          24
                          21                         23 23
                                                                 22
                          18                    20
                                                                       18
                          15               16
                                                                            15
                          12
                            9         10
                                                                                  11
                            6     8                                                    8
                              6
                            3
                            0
                              J   F M A M J                 J    A S O N D
J    F     M    A    M    J    J    A    S    O    N    D

Temperatura
Média Mensal    6    8     10   16   20   23   23   22   18   15   11   8
    (ºC)
Pluviosidade
   Total       100   110   90   80   60   25   20   20   40   85   90   110
Mensal(mm)
J    F         M         A    M     J      J    A     S     O    N     D

Temperatura
Média Mensal    6    8         10        16   20    23     23   22    18   15    11    8
    (ºC)
Pluviosidade
   Total       100   110       90        80   60    25     20   20    40   85    90   110
Mensal(mm)




                                                         Depois, o gráfico de pluviosidade
                      P (mm)
                         150
                         135
                         120
                         105
                          90
                          75
                          60
                          45
                          30
                          15
                           0
                                    J   F M A M J    J A S O N D
Unindo os gráficos de temperatura e de pluviosidade, temos o climograma.
Unindo os gráficos de temperatura e de pluviosidade, temos o climograma.
        Agora vamos identificar as estações do ano...


                                          Temperaturas mais
                                         altas no meio do ano




                   J   F M A M J       J A S O N D
                          primavera   verão          outono
                                                                    Em 21 ou 22 de
                                              No dia 22 ou 23 de   dezembro, começa
                  No dia 20 de
                                              setembro começa,         o solstício
                  março, começa
                                                 o equinócio
                   o equinócio
                                  Em 20 ou 21 de
                                  junho, começa o
                                      solstício
Análise do Climograma
Análise do Climograma
Maior temperatura?                 Maior pluviosidade?

  Em torno de 27ºC,                 Em torno de 42mm,
      em julho                          em outubro

Menor temperatura?                Menor pluviosidade ?

   Em torno de 6ºC,                 Em torno de 10mm,
     em janeiro                      em julho e agosto
Amplitude térmica?                 Comportamento
                                    da pluviosidade
   27ºC - 6ºC = 21ºC                 em relação às
                                   estações do ano?
    Hemisfério?                      No verão ocorrem
  Norte, pois as maiores         ! menos chuvas do que
                                   nas demais estações,
 temperaturas indicam a            quando as chuvas são
  ocorrência do verão no              poucas e bem
       meio do ano                     distribuídas.
Comparação entre Climogramas
Comparação entre Climogramas




Em 1, a temperatura varia pouco ao longo do ano, permanecendo
elevada, característica da zona tropical. Em II, a temperatura varia bastante ao
longo do ano, característica da zona temperada.
Em 1, a pluviosidade total é elevada, bem distribuída ao longo do ano com
ligeira queda na primavera. Em II, não ocorrem muitas chuvas ao longo do
ano, sem grandes variações mensais.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Brasil – massas de ar e clima
Brasil – massas de ar e climaBrasil – massas de ar e clima
Brasil – massas de ar e clima
Professor
 
Aula 1º anos Téc. Integrados - Localização Geográfica
Aula 1º anos Téc. Integrados - Localização GeográficaAula 1º anos Téc. Integrados - Localização Geográfica
Aula 1º anos Téc. Integrados - Localização Geográfica
Eduardo Mendes
 
A estrutura da terra
A estrutura da terraA estrutura da terra
A estrutura da terra
Prof.Paulo/geografia
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
Professor
 
INDICADORES SOCIAIS
INDICADORES SOCIAISINDICADORES SOCIAIS
INDICADORES SOCIAIS
Conceição Fontolan
 
África
ÁfricaÁfrica
Fatores climáticos
Fatores climáticosFatores climáticos
Fatores climáticos
Roberta Sumar
 
Estrutura interna da terra
Estrutura interna da terraEstrutura interna da terra
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
Professor
 
A estrutura da terra 6o ano
A estrutura da terra 6o anoA estrutura da terra 6o ano
A estrutura da terra 6o ano
Nahya Paola Souza
 
Climas do mundo
Climas do mundoClimas do mundo
Climas do mundo
Blog do Prof. Elienai
 
Climas do brasil
Climas do brasilClimas do brasil
Climas do brasil
Suely Takahashi
 
As formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoAs formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundo
Professor
 
Projeçoes cartograficas
Projeçoes cartograficasProjeçoes cartograficas
Projeçoes cartograficas
Prof.Paulo/geografia
 
Regioes brasil
Regioes brasilRegioes brasil
Regioes brasil
Prof.Paulo/geografia
 
Vegetação Brasileira
Vegetação BrasileiraVegetação Brasileira
Vegetação Brasileira
Cleber Reis
 
Formação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevoFormação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevo
Prof. Francesco Torres
 
Clima E Climas Do Brasil Aula
Clima E Climas Do Brasil   AulaClima E Climas Do Brasil   Aula
Clima E Climas Do Brasil Aula
Luciano Pessanha
 
Clima, tempo e vegetação 6º ano, Ensino Fundamental II
Clima, tempo e vegetação 6º ano, Ensino Fundamental IIClima, tempo e vegetação 6º ano, Ensino Fundamental II
Clima, tempo e vegetação 6º ano, Ensino Fundamental II
Jaciane Anizio
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
Luciano Pessanha
 

Mais procurados (20)

Brasil – massas de ar e clima
Brasil – massas de ar e climaBrasil – massas de ar e clima
Brasil – massas de ar e clima
 
Aula 1º anos Téc. Integrados - Localização Geográfica
Aula 1º anos Téc. Integrados - Localização GeográficaAula 1º anos Téc. Integrados - Localização Geográfica
Aula 1º anos Téc. Integrados - Localização Geográfica
 
A estrutura da terra
A estrutura da terraA estrutura da terra
A estrutura da terra
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
 
INDICADORES SOCIAIS
INDICADORES SOCIAISINDICADORES SOCIAIS
INDICADORES SOCIAIS
 
África
ÁfricaÁfrica
África
 
Fatores climáticos
Fatores climáticosFatores climáticos
Fatores climáticos
 
Estrutura interna da terra
Estrutura interna da terraEstrutura interna da terra
Estrutura interna da terra
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
 
A estrutura da terra 6o ano
A estrutura da terra 6o anoA estrutura da terra 6o ano
A estrutura da terra 6o ano
 
Climas do mundo
Climas do mundoClimas do mundo
Climas do mundo
 
Climas do brasil
Climas do brasilClimas do brasil
Climas do brasil
 
As formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoAs formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundo
 
Projeçoes cartograficas
Projeçoes cartograficasProjeçoes cartograficas
Projeçoes cartograficas
 
Regioes brasil
Regioes brasilRegioes brasil
Regioes brasil
 
Vegetação Brasileira
Vegetação BrasileiraVegetação Brasileira
Vegetação Brasileira
 
Formação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevoFormação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevo
 
Clima E Climas Do Brasil Aula
Clima E Climas Do Brasil   AulaClima E Climas Do Brasil   Aula
Clima E Climas Do Brasil Aula
 
Clima, tempo e vegetação 6º ano, Ensino Fundamental II
Clima, tempo e vegetação 6º ano, Ensino Fundamental IIClima, tempo e vegetação 6º ano, Ensino Fundamental II
Clima, tempo e vegetação 6º ano, Ensino Fundamental II
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
 

Destaque

Climas do-brasil
Climas do-brasilClimas do-brasil
Climas do-brasil
Stéfano Silveira
 
Climas do brasil
Climas do brasilClimas do brasil
Climas do brasil
Alexia 14
 
Climas do Brasil
Climas do BrasilClimas do Brasil
Climas do Brasil
moajr2
 
Tipos De Clima
Tipos De ClimaTipos De Clima
Tipos De Clima
João Morais
 
Atividades Climogramas e Climas do Brasil
Atividades Climogramas e Climas do BrasilAtividades Climogramas e Climas do Brasil
Atividades Climogramas e Climas do Brasil
Doug Caesar
 
Climas e climogramas do brasil
Climas e climogramas do brasilClimas e climogramas do brasil
Climas e climogramas do brasil
Camila Brito
 
Atividades climas
Atividades climasAtividades climas
Atividades climas
Doug Caesar
 
Clima do brasil
Clima do brasilClima do brasil
Clima e vegetação
Clima e vegetaçãoClima e vegetação
Clima e vegetação
Salageo Cristina
 
Os tipos de Clima e Vegetação do Brasil
Os tipos de Clima e Vegetação  do BrasilOs tipos de Clima e Vegetação  do Brasil
Os tipos de Clima e Vegetação do Brasil
Lana Delly Nascimento
 
Climas
ClimasClimas
Climas
sandrafaela
 
Clima e vegetação do Brasil
Clima e vegetação do BrasilClima e vegetação do Brasil
Clima e vegetação do Brasil
Portal do Vestibulando
 
B.convergencia de normas d procesal int
B.convergencia de normas d procesal intB.convergencia de normas d procesal int
B.convergencia de normas d procesal int
Universidad de Sonora
 
Realizamos climogramas
Realizamos climogramasRealizamos climogramas
Realizamos climogramas
Marga Bio
 
Posicionamiento web Geolocalizado
Posicionamiento web GeolocalizadoPosicionamiento web Geolocalizado
Posicionamiento web Geolocalizado
compuarc
 
Mapa significativo
Mapa significativoMapa significativo
Mapa significativo
Marga Bio
 
Registre climogrames de La Fageda
Registre climogrames de La FagedaRegistre climogrames de La Fageda
Registre climogrames de La FagedaLa Fageda
 
Blocos Economicos
Blocos EconomicosBlocos Economicos
Blocos Economicos
Taís Melo
 
O espaço Natural Brasileiro Clima.
O espaço Natural Brasileiro Clima.O espaço Natural Brasileiro Clima.
O espaço Natural Brasileiro Clima.
Dênis Almeida
 
Aula do pré vest sobre climas do Brasil e do mundo
Aula do pré vest sobre climas do Brasil e do mundoAula do pré vest sobre climas do Brasil e do mundo
Aula do pré vest sobre climas do Brasil e do mundo
Gabriel Lecoque Francisco
 

Destaque (20)

Climas do-brasil
Climas do-brasilClimas do-brasil
Climas do-brasil
 
Climas do brasil
Climas do brasilClimas do brasil
Climas do brasil
 
Climas do Brasil
Climas do BrasilClimas do Brasil
Climas do Brasil
 
Tipos De Clima
Tipos De ClimaTipos De Clima
Tipos De Clima
 
Atividades Climogramas e Climas do Brasil
Atividades Climogramas e Climas do BrasilAtividades Climogramas e Climas do Brasil
Atividades Climogramas e Climas do Brasil
 
Climas e climogramas do brasil
Climas e climogramas do brasilClimas e climogramas do brasil
Climas e climogramas do brasil
 
Atividades climas
Atividades climasAtividades climas
Atividades climas
 
Clima do brasil
Clima do brasilClima do brasil
Clima do brasil
 
Clima e vegetação
Clima e vegetaçãoClima e vegetação
Clima e vegetação
 
Os tipos de Clima e Vegetação do Brasil
Os tipos de Clima e Vegetação  do BrasilOs tipos de Clima e Vegetação  do Brasil
Os tipos de Clima e Vegetação do Brasil
 
Climas
ClimasClimas
Climas
 
Clima e vegetação do Brasil
Clima e vegetação do BrasilClima e vegetação do Brasil
Clima e vegetação do Brasil
 
B.convergencia de normas d procesal int
B.convergencia de normas d procesal intB.convergencia de normas d procesal int
B.convergencia de normas d procesal int
 
Realizamos climogramas
Realizamos climogramasRealizamos climogramas
Realizamos climogramas
 
Posicionamiento web Geolocalizado
Posicionamiento web GeolocalizadoPosicionamiento web Geolocalizado
Posicionamiento web Geolocalizado
 
Mapa significativo
Mapa significativoMapa significativo
Mapa significativo
 
Registre climogrames de La Fageda
Registre climogrames de La FagedaRegistre climogrames de La Fageda
Registre climogrames de La Fageda
 
Blocos Economicos
Blocos EconomicosBlocos Economicos
Blocos Economicos
 
O espaço Natural Brasileiro Clima.
O espaço Natural Brasileiro Clima.O espaço Natural Brasileiro Clima.
O espaço Natural Brasileiro Clima.
 
Aula do pré vest sobre climas do Brasil e do mundo
Aula do pré vest sobre climas do Brasil e do mundoAula do pré vest sobre climas do Brasil e do mundo
Aula do pré vest sobre climas do Brasil e do mundo
 

Último

Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 

Último (20)

Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 

O Climograma

  • 1. O Climograma {Desenvolvido pelo professor Mauricio Martins, na primavera de 2012}
  • 3. O que é? Um gráfico que representa as características do clima de um lugar, após um longo período de observações e registro, através da temperatura e da pluviosidade. a linha indica variação da temperatura média cada coluna representa mensal ao longo do o total ano de chuvas de cada mês
  • 4. Como se constrói o climograma?
  • 5. A partir dos dados do boletim meteorológico... J F M A M J J A S O N D Temperatura Média Mensal 6 8 10 16 20 23 23 22 18 15 11 8 (ºC) Pluviosidade Total 100 110 90 80 60 25 20 20 40 85 90 110 Mensal(mm)
  • 6. A partir dos dados do boletim meteorológico... J F M A M J J A S O N D Temperatura Média Mensal 6 8 10 16 20 23 23 22 18 15 11 8 (ºC) Pluviosidade Total 100 110 90 80 60 25 20 20 40 85 90 110 Mensal(mm) T (ºC) Primeiro, o gráfico de temperatura 30 27 24 21 23 23 22 18 20 18 15 16 15 12 9 10 11 6 8 8 6 3 0 J F M A M J J A S O N D
  • 7. J F M A M J J A S O N D Temperatura Média Mensal 6 8 10 16 20 23 23 22 18 15 11 8 (ºC) Pluviosidade Total 100 110 90 80 60 25 20 20 40 85 90 110 Mensal(mm)
  • 8. J F M A M J J A S O N D Temperatura Média Mensal 6 8 10 16 20 23 23 22 18 15 11 8 (ºC) Pluviosidade Total 100 110 90 80 60 25 20 20 40 85 90 110 Mensal(mm) Depois, o gráfico de pluviosidade P (mm) 150 135 120 105 90 75 60 45 30 15 0 J F M A M J J A S O N D
  • 9. Unindo os gráficos de temperatura e de pluviosidade, temos o climograma.
  • 10. Unindo os gráficos de temperatura e de pluviosidade, temos o climograma. Agora vamos identificar as estações do ano... Temperaturas mais altas no meio do ano J F M A M J J A S O N D primavera verão outono Em 21 ou 22 de No dia 22 ou 23 de dezembro, começa No dia 20 de setembro começa, o solstício março, começa o equinócio o equinócio Em 20 ou 21 de junho, começa o solstício
  • 12. Análise do Climograma Maior temperatura? Maior pluviosidade? Em torno de 27ºC, Em torno de 42mm, em julho em outubro Menor temperatura? Menor pluviosidade ? Em torno de 6ºC, Em torno de 10mm, em janeiro em julho e agosto Amplitude térmica? Comportamento da pluviosidade 27ºC - 6ºC = 21ºC em relação às estações do ano? Hemisfério? No verão ocorrem Norte, pois as maiores ! menos chuvas do que nas demais estações, temperaturas indicam a quando as chuvas são ocorrência do verão no poucas e bem meio do ano distribuídas.
  • 14. Comparação entre Climogramas Em 1, a temperatura varia pouco ao longo do ano, permanecendo elevada, característica da zona tropical. Em II, a temperatura varia bastante ao longo do ano, característica da zona temperada. Em 1, a pluviosidade total é elevada, bem distribuída ao longo do ano com ligeira queda na primavera. Em II, não ocorrem muitas chuvas ao longo do ano, sem grandes variações mensais.

Notas do Editor

  1. \n
  2. \n
  3. \n
  4. \n
  5. \n
  6. \n
  7. \n
  8. \n
  9. \n
  10. \n
  11. \n
  12. \n
  13. \n
  14. \n
  15. \n
  16. \n
  17. \n
  18. \n
  19. \n
  20. \n
  21. \n
  22. \n
  23. \n
  24. \n
  25. \n
  26. \n
  27. \n
  28. \n
  29. \n
  30. \n
  31. \n
  32. \n
  33. \n
  34. \n
  35. \n
  36. \n
  37. \n
  38. \n
  39. \n
  40. \n
  41. \n
  42. \n
  43. \n
  44. \n
  45. \n
  46. \n
  47. \n
  48. \n
  49. \n
  50. \n
  51. \n
  52. \n
  53. \n
  54. \n
  55. \n
  56. \n
  57. \n
  58. \n
  59. \n
  60. \n