SlideShare uma empresa Scribd logo
Filipe Lopes nº07
Nasceu nos Açores em 1923 e faleceu em Lisboa em 1993. Fez os
estudos secundários já em Lisboa. Sem estudos universitários foi, em
1979, deputada à Assembleia da República. Colaborou em diversos
jornais e revistas. Não se prendendo fortemente a nenhuma corrente
literária, esteve inicialmente ligada ao surrealismo e, segundo a
própria, a sua mais importante filiação estabeleceu-se em relação ao
romantismo. A obra de Natália Correia estende-se por géneros
variados, desde a poesia ao romance, teatro e ensaio.
Foi fundadora da Frente Nacional para a Defesa da Cultura, interveio
politicamente ao nível da cultura e do património, na defesa dos
direitos humanos e dos direitos da mulher. Apelou sempre à literatura
como forma de intervenção na sociedade, tendo tido um papel activo
na oposição ao Estado Novo.
Ficou conhecida pela sua personalidade vigorosa e polémica, que se
reflecte na sua escrita.
Rio de Nuvens (1947)
Poemas (1955)
Dimensão Encontrada (1957)
Passaporte (1958)
Comunicação (1958)
Cântico do País Emerso (1961)
O Vinho e a Lira (1966)
Mátria (1968)
As Maçãs de Orestes (1970)
A Mosca Iluminada (1972)
O Anjo do Ocidente à Entrada de Ferro (1973)
Poemas a Rebate (1975)
Epístola aos Iamitas (1978)
O Dilúvio e a Pomba (1979)
O Armistício (1985)
Os Sonetos Românticos (1990)
O Sol nas Noites e o Luar nos Dias I e II (1993)
Aventuras de Um Pequeno Herói (1945)
Anoiteceu no Bairro (1946), A Madona (1968)
A Ilha de Circe (1983)
Onde Está o Menino Jesus (1987)
As Núpcias (1990)
Como dramaturga escreveu O Progresso de Édipo (1957)
O Homúnculo (1965)
O Encoberto (1969)
Erros Meus, Má Fortuna, Amor Ardente (1981)
A Pécora (1983)
Descobri que Era Europeia — Impressões de Uma Viagem à
América (1951)
  Poesia de Arte e Realismo Poético (1958)
  A Questão Académica de 1907 (1962)
  Uma Estátua para Herodes (1974)
  Não Percas a Rosa — Diário e algo mais: 25 de Abril de 1974 —
20 de Dezembro de 1975 (1978)
  Somos Todos Hispanos (1988)
  Antologia da Poesia Erótica e Satírica (1966)
  Cantares dos Trovadores Galego-Portugueses (1970)
  Trovas de D. Dinis (1970)
  O Surrealismo na Poesia Portuguesa (1973)
  A Mulher (1973)
  A Ilha de São Nunca (1982)
  Antologia da Poesia do Período Barroco (1982)
Quanto Mais Amada Mais Desisto
De amor nada mais resta que um Outubro
e quanto mais amada mais desisto:
quanto mais tu me despes mais me cubro
e quanto mais me escondo mais me avisto.

E sei que mais te enleio e te deslumbro
porque se mais me ofusco mais existo.
Por dentro me ilumino, sol oculto,
por fora te ajoelho, corpo místico.

Não me acordes. Estou morta na quermesse
dos teus beijos. Etérea, a minha espécie
nem teus zelos amantes a demovem.

Mas quanto mais em nuvem me desfaço
mais de terra e de fogo é o abraço
com que na carne queres reter-me jovem.
                          reter-

                    Natália Correia, in quot;O Dilúvio e a Pombaquot;
Poema Involuntário
Decididamente a palavra
quer entrar no poema e dispõe
com caligráfica raiva
do que o poeta no poema põe.

Entretanto o poema subsiste
informal em teus olhos talvez
mas perdido se em precisa palavra
significas o que vês.

Virtualmente teus cabelos sabem
se espalhando avencas no travesseiro
que se eu digo prodigiosos cabelos
as insólitas flores que se abrem
não têm sua cor nem seu cheiro.

Finalmente vejo-te e sei que o mar
             vejo-
o pinheiro a nuvem valem a pena
e é assim que sem poetizar
se faz a si mesmo o poema.

            Natália Correia, in quot;O Vinho e a Liraquot;
Cidadania

Buquê de ruídos úteis
o dia. O tom mais púrpura
do avião sobressai
locomovida rosa pública.

Entre os edifícios a acácia
de antigamente ainda ousa
trazer ao cimo a folhagem
sua dor de apertada coisa.

Um solo de saxofone excresce
mensagem que a morte adia
aflito pássaro que enrouquece
a garganta da telefonia.

Em cada bolso do cimento
uma lenta aranha de gás
manipula o dividendo
de um suicídio lilás.

        Natália Correia, in quot;O Vinho e a Liraquot;
Paz
Irreprimível natureza
exacta medida do sem-fim
                   sem-
não atinjas outras distâncias
que existem dentro de mim.

Que os meus outros rostos não sejam
o instável pretexto da minha essência.
Possam meus rios confluir
para o mar duma só consciência.

Quero que suba à minha fronte
a serenidade desta condição:
harmonia exterior à estátua
que sabe que não tem coração.

             Natália Correia, in quot;Poemas (1955)quot;
Os Namorados Lisboetas

Entre o olival e a vinha
o Tejo líquido jumento
sua solar viola afina
a todo o azul do seu comprimento

tendo por lânguida bainha
barcaças de bacia larga
que possessas de ócio animam
o sol a possuí-las de ilharga.
        possuí-

Sua lata de branca tinta
vai derramando um vapor
precisando a tela marinha
debuxada com os lápis de cor

da liberdade de sermos dois
a máquina de fazer púrpura
que em todas as coisas fermenta
seu tácito sumo de uva.

               Natália Correia, in quot;O Vinho e a Liraquot;
O Testamento dos Namorados
Escolhamos as coisas mais inúteis
o verde água o rumor das frutas
e partamos como quem sai
ao domingo naturalmente.

Deixemos entretanto o sinal
de ter existido carnalmente:
da tua força um castiçal
da minha fragilidade um pente.

Esse hieróglifo essa lousa
deixemos para que uma criança
a encontre como quem ousa
um novo passo de dança.

                Natália Correia, in quot;O Vinho e a Liraquot;
http://canais.sapo.pt/lazer/k4/113821.html

http://www.laurapoesias.com/poetas/natalia_correia_biog.htm

http://www.citador.pt/poemas.php?poemas=Natalia_Correia&op=7&author=20254
Natalia Correia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

AMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IV
AMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IVAMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IV
AMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IV
Emília Maij
 
Orgulho e Preconceito de Jane Austen
Orgulho e Preconceito de Jane AustenOrgulho e Preconceito de Jane Austen
Orgulho e Preconceito de Jane Austen
Rita Silva
 
Características poéticas de Ricardo Reis
Características poéticas de Ricardo ReisCaracterísticas poéticas de Ricardo Reis
Características poéticas de Ricardo Reis
Dina Baptista
 
Ode Triunfal de Álvaro de Campos
Ode Triunfal de Álvaro de CamposOde Triunfal de Álvaro de Campos
Ode Triunfal de Álvaro de Campos
guest3fc89a1
 
Num bairro moderno
Num bairro modernoNum bairro moderno
Num bairro moderno
aramalho340
 
Karl popper - Filosofia 11º ano
Karl popper - Filosofia 11º anoKarl popper - Filosofia 11º ano
Karl popper - Filosofia 11º ano
FilipaFonseca
 
O resumo de Os Maias
O resumo de Os MaiasO resumo de Os Maias
O resumo de Os Maias
António Fernandes
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
Bárbara Minhoto
 
Memorial do Convento - Cap. III
Memorial do Convento - Cap. IIIMemorial do Convento - Cap. III
Memorial do Convento - Cap. III
12º A Golegã
 
Amnistia Internacional
Amnistia InternacionalAmnistia Internacional
Amnistia Internacional
ProfCidadania1
 
Romantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de SousaRomantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de Sousa
Lurdes Augusto
 
Uma análise da obra amor de perdição de
Uma análise da obra amor de perdição deUma análise da obra amor de perdição de
Uma análise da obra amor de perdição de
Fernanda Pantoja
 
Cógito cartesiano de Descartes
Cógito cartesiano de DescartesCógito cartesiano de Descartes
Cógito cartesiano de Descartes
Joana Filipa Rodrigues
 
Comparação cantigas trovadorescas e musicas atuais
Comparação cantigas trovadorescas e musicas atuaisComparação cantigas trovadorescas e musicas atuais
Comparação cantigas trovadorescas e musicas atuais
Wesley Germano Otávio
 
Noite Fechada, de Cesário Verde
Noite Fechada, de Cesário VerdeNoite Fechada, de Cesário Verde
Noite Fechada, de Cesário Verde
Dina Baptista
 
Memorial do Convento - Cap. IV
Memorial do Convento - Cap. IVMemorial do Convento - Cap. IV
Memorial do Convento - Cap. IV
12º A Golegã
 
Cesário Verde - Análise do poema "Contrariedades"
Cesário Verde - Análise do poema "Contrariedades"Cesário Verde - Análise do poema "Contrariedades"
Cesário Verde - Análise do poema "Contrariedades"
Carlos Pina
 
Resumos de Português: Cesário verde
Resumos de Português: Cesário verdeResumos de Português: Cesário verde
Resumos de Português: Cesário verde
Raffaella Ergün
 
Resumo filme o Rapaz do Pijama às Riscas
Resumo filme o Rapaz do Pijama às RiscasResumo filme o Rapaz do Pijama às Riscas
Resumo filme o Rapaz do Pijama às Riscas
RaQuel Oliveira
 
Argumentação e Filosofia: O exemplo da pena de morte
Argumentação e Filosofia: O exemplo da pena de morteArgumentação e Filosofia: O exemplo da pena de morte
Argumentação e Filosofia: O exemplo da pena de morte
Joaquim Melro
 

Mais procurados (20)

AMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IV
AMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IVAMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IV
AMOR DE PERDIÇÃO análise capítulo IV
 
Orgulho e Preconceito de Jane Austen
Orgulho e Preconceito de Jane AustenOrgulho e Preconceito de Jane Austen
Orgulho e Preconceito de Jane Austen
 
Características poéticas de Ricardo Reis
Características poéticas de Ricardo ReisCaracterísticas poéticas de Ricardo Reis
Características poéticas de Ricardo Reis
 
Ode Triunfal de Álvaro de Campos
Ode Triunfal de Álvaro de CamposOde Triunfal de Álvaro de Campos
Ode Triunfal de Álvaro de Campos
 
Num bairro moderno
Num bairro modernoNum bairro moderno
Num bairro moderno
 
Karl popper - Filosofia 11º ano
Karl popper - Filosofia 11º anoKarl popper - Filosofia 11º ano
Karl popper - Filosofia 11º ano
 
O resumo de Os Maias
O resumo de Os MaiasO resumo de Os Maias
O resumo de Os Maias
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
Memorial do Convento - Cap. III
Memorial do Convento - Cap. IIIMemorial do Convento - Cap. III
Memorial do Convento - Cap. III
 
Amnistia Internacional
Amnistia InternacionalAmnistia Internacional
Amnistia Internacional
 
Romantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de SousaRomantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de Sousa
 
Uma análise da obra amor de perdição de
Uma análise da obra amor de perdição deUma análise da obra amor de perdição de
Uma análise da obra amor de perdição de
 
Cógito cartesiano de Descartes
Cógito cartesiano de DescartesCógito cartesiano de Descartes
Cógito cartesiano de Descartes
 
Comparação cantigas trovadorescas e musicas atuais
Comparação cantigas trovadorescas e musicas atuaisComparação cantigas trovadorescas e musicas atuais
Comparação cantigas trovadorescas e musicas atuais
 
Noite Fechada, de Cesário Verde
Noite Fechada, de Cesário VerdeNoite Fechada, de Cesário Verde
Noite Fechada, de Cesário Verde
 
Memorial do Convento - Cap. IV
Memorial do Convento - Cap. IVMemorial do Convento - Cap. IV
Memorial do Convento - Cap. IV
 
Cesário Verde - Análise do poema "Contrariedades"
Cesário Verde - Análise do poema "Contrariedades"Cesário Verde - Análise do poema "Contrariedades"
Cesário Verde - Análise do poema "Contrariedades"
 
Resumos de Português: Cesário verde
Resumos de Português: Cesário verdeResumos de Português: Cesário verde
Resumos de Português: Cesário verde
 
Resumo filme o Rapaz do Pijama às Riscas
Resumo filme o Rapaz do Pijama às RiscasResumo filme o Rapaz do Pijama às Riscas
Resumo filme o Rapaz do Pijama às Riscas
 
Argumentação e Filosofia: O exemplo da pena de morte
Argumentação e Filosofia: O exemplo da pena de morteArgumentação e Filosofia: O exemplo da pena de morte
Argumentação e Filosofia: O exemplo da pena de morte
 

Semelhante a Natalia Correia

Aula - Gêneros líricos e épicos na Literatura Brasileira
Aula - Gêneros líricos e épicos na Literatura BrasileiraAula - Gêneros líricos e épicos na Literatura Brasileira
Aula - Gêneros líricos e épicos na Literatura Brasileira
Aleksandra Sampaio
 
Poesias afro-brasileiras
Poesias afro-brasileiras Poesias afro-brasileiras
Poesias afro-brasileiras
Mary Alvarenga
 
O que é literatura
O que é literaturaO que é literatura
O que é literatura
Evilane Alves
 
Parque dos poetas
Parque dos poetasParque dos poetas
Parque dos poetas
BibJoseRegio
 
Parque dos Poetas, Oeiras
Parque dos Poetas, OeirasParque dos Poetas, Oeiras
Parque dos Poetas, Oeiras
BESL
 
Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de AndradeCarlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade
Cláudia Heloísa
 
A MODERNIDADE NA PROSA E NO VERSO
A MODERNIDADE NA PROSA E NO VERSOA MODERNIDADE NA PROSA E NO VERSO
A MODERNIDADE NA PROSA E NO VERSO
Italo Delavechia
 
Diapositivos dia da poesia
Diapositivos dia da poesiaDiapositivos dia da poesia
Diapositivos dia da poesia
Luci Cruz
 
O Romantismo
O RomantismoO Romantismo
O Romantismo
Ronaldo Mesquita
 
Parque dos Poetas, Oeiras
Parque dos Poetas, OeirasParque dos Poetas, Oeiras
Parque dos Poetas, Oeiras
Agostinho.Gouveia
 
Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de AndradeCarlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade
Ana Paula Ribeiro de Oliveira
 
Poesia romântica brasileira
Poesia romântica brasileiraPoesia romântica brasileira
Poesia romântica brasileira
Fabricio Souza
 
Literatura e sociedade
Literatura e sociedadeLiteratura e sociedade
Literatura e sociedade
Juçara Keylla
 
Romantismo slide
Romantismo   slideRomantismo   slide
Romantismo slide
Alexandre Costa
 
Lira dos vinte anos andré,douglas, luis augusto
Lira dos vinte anos  andré,douglas, luis augustoLira dos vinte anos  andré,douglas, luis augusto
Lira dos vinte anos andré,douglas, luis augusto
teresakashino
 
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptxANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
PabloGabrielKdabra
 
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptxANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
PabloGabrielKdabra
 
Dia mundial da poesia vf
Dia mundial da poesia vfDia mundial da poesia vf
Dia mundial da poesia vf
Escola Secundária Sta Maria do Olival
 
Literatura romantismo
Literatura romantismoLiteratura romantismo
Literatura romantismo
Mara Medeiros
 
A vida de Vinicius de Moraes
A vida de Vinicius de MoraesA vida de Vinicius de Moraes
A vida de Vinicius de Moraes
Stephanie Caroline
 

Semelhante a Natalia Correia (20)

Aula - Gêneros líricos e épicos na Literatura Brasileira
Aula - Gêneros líricos e épicos na Literatura BrasileiraAula - Gêneros líricos e épicos na Literatura Brasileira
Aula - Gêneros líricos e épicos na Literatura Brasileira
 
Poesias afro-brasileiras
Poesias afro-brasileiras Poesias afro-brasileiras
Poesias afro-brasileiras
 
O que é literatura
O que é literaturaO que é literatura
O que é literatura
 
Parque dos poetas
Parque dos poetasParque dos poetas
Parque dos poetas
 
Parque dos Poetas, Oeiras
Parque dos Poetas, OeirasParque dos Poetas, Oeiras
Parque dos Poetas, Oeiras
 
Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de AndradeCarlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade
 
A MODERNIDADE NA PROSA E NO VERSO
A MODERNIDADE NA PROSA E NO VERSOA MODERNIDADE NA PROSA E NO VERSO
A MODERNIDADE NA PROSA E NO VERSO
 
Diapositivos dia da poesia
Diapositivos dia da poesiaDiapositivos dia da poesia
Diapositivos dia da poesia
 
O Romantismo
O RomantismoO Romantismo
O Romantismo
 
Parque dos Poetas, Oeiras
Parque dos Poetas, OeirasParque dos Poetas, Oeiras
Parque dos Poetas, Oeiras
 
Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de AndradeCarlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade
 
Poesia romântica brasileira
Poesia romântica brasileiraPoesia romântica brasileira
Poesia romântica brasileira
 
Literatura e sociedade
Literatura e sociedadeLiteratura e sociedade
Literatura e sociedade
 
Romantismo slide
Romantismo   slideRomantismo   slide
Romantismo slide
 
Lira dos vinte anos andré,douglas, luis augusto
Lira dos vinte anos  andré,douglas, luis augustoLira dos vinte anos  andré,douglas, luis augusto
Lira dos vinte anos andré,douglas, luis augusto
 
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptxANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
 
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptxANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
ANÁLISE ALGUMA POESIA KDABRA.pptx
 
Dia mundial da poesia vf
Dia mundial da poesia vfDia mundial da poesia vf
Dia mundial da poesia vf
 
Literatura romantismo
Literatura romantismoLiteratura romantismo
Literatura romantismo
 
A vida de Vinicius de Moraes
A vida de Vinicius de MoraesA vida de Vinicius de Moraes
A vida de Vinicius de Moraes
 

Último

Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 

Último (20)

Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 

Natalia Correia

  • 2. Nasceu nos Açores em 1923 e faleceu em Lisboa em 1993. Fez os estudos secundários já em Lisboa. Sem estudos universitários foi, em 1979, deputada à Assembleia da República. Colaborou em diversos jornais e revistas. Não se prendendo fortemente a nenhuma corrente literária, esteve inicialmente ligada ao surrealismo e, segundo a própria, a sua mais importante filiação estabeleceu-se em relação ao romantismo. A obra de Natália Correia estende-se por géneros variados, desde a poesia ao romance, teatro e ensaio. Foi fundadora da Frente Nacional para a Defesa da Cultura, interveio politicamente ao nível da cultura e do património, na defesa dos direitos humanos e dos direitos da mulher. Apelou sempre à literatura como forma de intervenção na sociedade, tendo tido um papel activo na oposição ao Estado Novo. Ficou conhecida pela sua personalidade vigorosa e polémica, que se reflecte na sua escrita.
  • 3. Rio de Nuvens (1947) Poemas (1955) Dimensão Encontrada (1957) Passaporte (1958) Comunicação (1958) Cântico do País Emerso (1961) O Vinho e a Lira (1966) Mátria (1968) As Maçãs de Orestes (1970) A Mosca Iluminada (1972) O Anjo do Ocidente à Entrada de Ferro (1973) Poemas a Rebate (1975) Epístola aos Iamitas (1978) O Dilúvio e a Pomba (1979)
  • 4. O Armistício (1985) Os Sonetos Românticos (1990) O Sol nas Noites e o Luar nos Dias I e II (1993) Aventuras de Um Pequeno Herói (1945) Anoiteceu no Bairro (1946), A Madona (1968) A Ilha de Circe (1983) Onde Está o Menino Jesus (1987) As Núpcias (1990) Como dramaturga escreveu O Progresso de Édipo (1957) O Homúnculo (1965) O Encoberto (1969) Erros Meus, Má Fortuna, Amor Ardente (1981) A Pécora (1983)
  • 5. Descobri que Era Europeia — Impressões de Uma Viagem à América (1951) Poesia de Arte e Realismo Poético (1958) A Questão Académica de 1907 (1962) Uma Estátua para Herodes (1974) Não Percas a Rosa — Diário e algo mais: 25 de Abril de 1974 — 20 de Dezembro de 1975 (1978) Somos Todos Hispanos (1988) Antologia da Poesia Erótica e Satírica (1966) Cantares dos Trovadores Galego-Portugueses (1970) Trovas de D. Dinis (1970) O Surrealismo na Poesia Portuguesa (1973) A Mulher (1973) A Ilha de São Nunca (1982) Antologia da Poesia do Período Barroco (1982)
  • 6. Quanto Mais Amada Mais Desisto De amor nada mais resta que um Outubro e quanto mais amada mais desisto: quanto mais tu me despes mais me cubro e quanto mais me escondo mais me avisto. E sei que mais te enleio e te deslumbro porque se mais me ofusco mais existo. Por dentro me ilumino, sol oculto, por fora te ajoelho, corpo místico. Não me acordes. Estou morta na quermesse dos teus beijos. Etérea, a minha espécie nem teus zelos amantes a demovem. Mas quanto mais em nuvem me desfaço mais de terra e de fogo é o abraço com que na carne queres reter-me jovem. reter- Natália Correia, in quot;O Dilúvio e a Pombaquot;
  • 7. Poema Involuntário Decididamente a palavra quer entrar no poema e dispõe com caligráfica raiva do que o poeta no poema põe. Entretanto o poema subsiste informal em teus olhos talvez mas perdido se em precisa palavra significas o que vês. Virtualmente teus cabelos sabem se espalhando avencas no travesseiro que se eu digo prodigiosos cabelos as insólitas flores que se abrem não têm sua cor nem seu cheiro. Finalmente vejo-te e sei que o mar vejo- o pinheiro a nuvem valem a pena e é assim que sem poetizar se faz a si mesmo o poema. Natália Correia, in quot;O Vinho e a Liraquot;
  • 8. Cidadania Buquê de ruídos úteis o dia. O tom mais púrpura do avião sobressai locomovida rosa pública. Entre os edifícios a acácia de antigamente ainda ousa trazer ao cimo a folhagem sua dor de apertada coisa. Um solo de saxofone excresce mensagem que a morte adia aflito pássaro que enrouquece a garganta da telefonia. Em cada bolso do cimento uma lenta aranha de gás manipula o dividendo de um suicídio lilás. Natália Correia, in quot;O Vinho e a Liraquot;
  • 9. Paz Irreprimível natureza exacta medida do sem-fim sem- não atinjas outras distâncias que existem dentro de mim. Que os meus outros rostos não sejam o instável pretexto da minha essência. Possam meus rios confluir para o mar duma só consciência. Quero que suba à minha fronte a serenidade desta condição: harmonia exterior à estátua que sabe que não tem coração. Natália Correia, in quot;Poemas (1955)quot;
  • 10. Os Namorados Lisboetas Entre o olival e a vinha o Tejo líquido jumento sua solar viola afina a todo o azul do seu comprimento tendo por lânguida bainha barcaças de bacia larga que possessas de ócio animam o sol a possuí-las de ilharga. possuí- Sua lata de branca tinta vai derramando um vapor precisando a tela marinha debuxada com os lápis de cor da liberdade de sermos dois a máquina de fazer púrpura que em todas as coisas fermenta seu tácito sumo de uva. Natália Correia, in quot;O Vinho e a Liraquot;
  • 11. O Testamento dos Namorados Escolhamos as coisas mais inúteis o verde água o rumor das frutas e partamos como quem sai ao domingo naturalmente. Deixemos entretanto o sinal de ter existido carnalmente: da tua força um castiçal da minha fragilidade um pente. Esse hieróglifo essa lousa deixemos para que uma criança a encontre como quem ousa um novo passo de dança. Natália Correia, in quot;O Vinho e a Liraquot;