SlideShare uma empresa Scribd logo
O SENTIDO DA VIDA...
à luz da doutrina espírita.
Qual o verdadeiro sentido da vida?
“Cada filosofia e religião tem uma resposta.”
“Para o materialismo é o sucesso financeiro e material.”
“Para o niilismo (crença no nada) a existência humana
seria desprovida de qualquer sentido.”
“Para Santo Agostinho é viver a palavra de Deus a cada
dia” : “Criaste-nos, Senhor, para Ti e nosso coração
estará inquieto enquanto não descansar em Ti”.
“Para o jovem é a busca dos objetivos no trabalho, na
escola, na vida afetiva, na vida material.”
“Para o homem maduro é o engrandecimento e
crescimento espiritual, as conquistas interiores.”
“Para o espírita podemos resumir na célebre frase de
Allan Kardec “Nascer, morrer, renascer ainda e progredir
sempre, tal é a lei.”
“Para Jesus” Vide Mateus 8
35 Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á,
mas, qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do
evangelho, esse a salvará.
36 Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e
perder a sua alma?
132. Qual o objetivo da encarnação dos Espíritos?
“Deus lhes impõe a encarnação com o fim de fazê-los chegar
à perfeição. Para uns, é expiação; para outros, missão.
Mas, para alcançarem essa perfeição, têm que sofrer todas as
vicissitudes da existência corporal: nisso é que está a
expiação.
Colocar o Espírito em condições de suportar e cooperar na
parte que lhe toca na obra da criação. Evoluir.
 Após conquistarmos nossos objetivos, no trabalho, nos estudos,
na vida pessoal e material questionamos qual o motivo de tanto
esforço? Ainda nos falta algo!
 O sucesso pessoal e o conforto material não nos satisfazem pois
nos países do chamado 1º mundo ocorrem altos índices de
suicídios. (Suécia e Japão)
 É quando a sabedoria divina nos convida a olharmos para dentro
de nós mesmos...e buscarmos agora as conquistas interiores!
 Atingindo a maturidade espiritual questionamos a dor, as
injustiças, o sofrimento, as tragédias, a morte, a justiça ou injustiça
divinas.
 Podemos colocar em dúvida a própria a existência de um DEUS
de amor e misericórdia.
Porque sofremos?
Porque crianças nascem com doenças terríveis?
Porque o mal sempre vence?
Porque tantas catástrofes?
Porque morremos?
Porque somos infelizes?
Porque o desencanto pela vida?
Por que DEUS permite a dor?
Essa talvez seja a grande questão da
humanidade.
Quando examinamos a vida do berço ao túmulo
parece que misérias e sorte são distribuidos de
maneira desigual.
Se DEUS existe porque permite tanta injustiça
Em 1857 Jesus delibera que enviaria ao mundo o
Consolador para esclarecer e explicar essas
questões.
Na doutrina espírita essas perguntas foram
respondidas e receberam a consolação!
O Cristo Consolador é feliz expressão utilizada
por Allan Kardec para indicar que todas as
misérias, decepções, dores físicas, perda de
seres amados, encontram consolação na fé no
futuro, na confiança na justiça de Deus, que o
Cristo veio ensinar aos homens
[...]. Allan Kardec: O evangelho segundo o espiritismo, cap. VI, item 2.
Evangelho Seg. Esp Capítulo 5 itens 4 e 6 – Causa das
Aflições
4. Causas Atuais das Aflições
De duas espécies são as vicissitudes da vida, umas têm
sua causa na vida presente; outras, fora desta vida...
Quantos homens caem por sua própria culpa! Quantos são
vítimas de sua delinquência, desordem, ira, imprevidência,
de seu orgulho e de sua ambição!
A maior causa dos nossos sofrimentos tem origem nas
imperfeições do nosso caráter
...Livro Céu e Inferno...cada imperfeição moral gera um
sofrimento.
A lógica da reencarnação nos mostra que não vivemos
uma única existência e trazemos mazelas e inimigos do
passado. Não existem inocentes!
166. Como pode a alma, que não alcançou a perfeição
durante a vida corpórea, acabar de depurar-se?
“Sofrendo a prova de uma nova existência.”
167. Qual o fim objetivado com a reencarnação?
“Expiação, melhoramento progressivo da Humanidade.
Sem isto, onde a justiça?”
A misericórdia divina nos permite escolher o tipo de provas
que devemos enfrentar!
258. Quando na erraticidade, antes de começar nova existência
corporal, tem o Espírito consciência e previsão do que lhe sucederá
no curso da vida terrena?
“Ele próprio escolhe o gênero de provas por que há de passar e nisso
consiste o seu livre-arbítrio.”
O sentido das vidas na visão do
Consolador
 Os bens materiais são importantes, devem ser buscados, mas
não devem tornarem-se um fim em si mesmo. O que é uma vida
de sucesso???
 Os bens materiais e as riquezas devem ser utilizados em nome
do progresso da sociedade e como ferramentas para minimizar as
misérias do mundo.
 Muitos nascem favorecidos pela fortuna, como uma difícil prova,
devem vencer o orgulho e o egoísmo e proporcionar o progresso.
 Quando nos afastamos dos propósitos espirituais ficamos
fragilizados, doentes, perdidos. Daí vem as depressões e o
desencanto pela vida.
Errando o Alvo, Sofremos
Pecado é errar o alvo, perder o rumo, o alvo é o cumprimento da lei de Deus.
Errar é portanto desviar-se do caminho, do planejamento divino, por orgulho,
egoísmo, dúvida. Daí sofremos e adoecemos.
PECADO - Em hebraico a palavra pecado é chattat = errar o alvo, ou mudar
de direção; em grego é amartía = sair da rota; em latim é peccare que, em seu
uso primitivo, significava: "fazer passo em falso, perder o pé, e, portanto, cair
Quando perdemos as referencias das leis divinas, que estão
escritas na nossa consciência, isso causa um desvio, um conflito
em nós. A perda da rota nos causa sofrimento físico, mental e
espiritual.
Nem o universo, nem a estrada, nem o planejamento divino se
alteram com nossa perda de rumo. Nós é que sofremos as
conseqüências.
O paralítico de Cafarnaum
( Mc 2:3-12 Lc 5:18-36 ), ( Mc 2:1-12 Lc 5:17-26 )
1 E, ENTRANDO no barco, passou para o outro lado, e chegou à sua
cidade. E eis que lhe trouxeram um paralítico, deitado numa cama.
2 E Jesus, vendo a fé deles, disse ao paralítico: Filho, tem bom ânimo,
perdoados te são os teus pecados.
Quando Jesus cura do paralítico, perdoando seus pecados, ele está nos
ensinado que adoecemos quando saímos da rota/planejamento traçado
por Deus para nossa reencarnação.
 A cura nesse sentido representa uma salvação / retorno para junto da sua
consciência onde está escrita a lei de Deus.
 O fato do paralítico voltar a andar, para Jesus fica em segundo plano, o mais
importante é a cura da alma!
 Uma alma realinhada com os propósitos divinos cura seu corpo; ou pelo
menos ajuda na cura.
 Não eram somente cura de corpos mas também de espíritos. Salvação. Como
ocorreu também com Zaqueu que era doente pela corrupção.
 Em quais áreas de nossas vidas estão nossas cegueiras, nossas paralisias,
nossas deformidades morais?
 Em quais setores da vida estamos endemoniados, deprimidos e paralisados?
Violência
Preconceitos
Racismo
Orgulho
Egoísmo
Indiferença
Tédio
Depressão
Vícios
Todos são reflexos da doença do espírito, desviado da rota das leis divinas,
gerando a dor e o sofrimento reinantes em nosso mundo.
Guerras, fome, injustiças, suicídios, depressões, misérias, crimes, drogas,
desencanto com a vida.
Emmanuel: “ Todo o mal que causamos ao outro gravita em torno de nós até
que retorna.”
Doenças da Alma
Sofrimentos mentais, depressão, angustias, síndrome do pânico são as
marcas da transição planetária. Mentes doentes.
Maioria das pessoas perderam o sentido espiritual da vida, mantendo o foco
no mundano, no materialismo, no hedonismo e pouquíssimo conhecimento
espiritual e quase nenhum do evangelho.
Perderam sentido da vida por não terem nenhuma base de espiritualidade,
ou apenas uma espiritualidade ritualística e superficial baseada apenas em
cultos exteriores.
Buscam a religião mercantilista onde sou favorecido materialmente por
adorar e seguir os preceitos divinos.
Deus não castiga, não amaldiçoa e não condena.
Hoje servimos a Mamon, por isso sofremos!
Culto do material, do fútil do supérfluo, criamos necessidades frívolas
A Cura
 A dor é o aguilhão que nos tira da zona de conforto e nos faz refletir e buscar a
cura.
 Jesus nos pergunta: Já doeu o bastante? O que queres que eu faça?
 A dor no corpo físico serve como um sinal de alerta, com objetivo de
preservação. Há algo errado, busquemos ajuda!
 A dor desempenha o mesmo papel no corpo espiritual ou no psiquismo da
criatura. A dor é pedagógica nos dois planos, indica que houve um desvio, uma
erro de rota.
 A ignorância espiritual nos adoece e a cura está na reforma íntima. Ter como
alvo e meta o homem de bem a evolução espiritual.
 A misericórdia divina age em nosso favor a todo momento senão nossos
débitos seriam impagáveis.
 A cura não se resume a retirada dos obsessores mas na nossa transformação
moral. Novo rumo, novo alvo, novo roteiro.
FUGIR DA MELANCOLIA – Evangelho Segundo o Espiritismo
25. Sabeis por que, às vezes, uma vaga tristeza se apodera dos vossos
corações e vos leva a considerar amarga a vida?
É que vosso Espírito, aspirando à felicidade e à liberdade, jungido ao corpo
que lhe serve de prisão, em vãos esforços para sair dele. Vem então o
abatimento, o tédio, e vos julgais infelizes.
Crede-me, resisti com energia a essas impressões que vos enfraquecem a
vontade. São inatas no espírito de todos os homens as aspirações por uma
vida melhor; mas, não as busqueis neste mundo...
 Devemos compreender também que a depressão tem causas
físicas, quando há um funcionamento deficiente do cérebro.
Busquemos também a ajuda da medicina dos homens aliada ao
suporte espiritual superior!
O desencanto pela vida , amarguras, pesares, ressentimentos são
regiões traumatizadas de nossa alma, que devemos curar, usando os
anti sépticos da boa vontade, do perdão, da renúncia, da humildade
e principalmente da reforma íntima.
Compreendemos porque sofremos, e pela misericórdia divina
pagamos nossas faltas pelo mínimo, vide João Batista!
674. A necessidade do trabalho é lei da Natureza?
“O trabalho é lei da Natureza, por isso mesmo que constitui uma necessidade...”
675. Por trabalho só se devem entender as ocupações materiais?
“Não; o Espírito trabalha, assim como o corpo. Toda ocupação útil é trabalho.”
 “Sem o trabalho, o homem permaneceria sempre na infância espiritual”
“Tudo na Natureza trabalha.”
“A ociosidade seria um suplício, em vez de ser um benefício.”
Vivenciar a lei de Justiça, Amor e Caridade
886. Qual o verdadeiro sentido da palavra caridade, como a
entendia Jesus?
“Benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições dos
outros, perdão das ofensas.”
“Amai-vos uns aos outros, eis toda a lei, lei divina, mediante a qual
governa Deus os mundos. O amor é a lei de atração para os seres vivos
e organizados”
625. Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem,
para lhe servir de guia e modelo?
“Jesus.”
João 13 – 6 “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao
Pai, senão por mim.”
TER FÉ NA PROVIDENCIA DIVINA
Ter fé é confiar...e espiritismo não prega uma fé
cega mas uma fé raciocinada.
Nesse momento em que as sombras da transição
planetária envolvem o mundo a luz do consolador
é mostrada a humanidade como um farol
apontando a saída do labirinto de equívocos em
que nos envolvemos.
24
"Olhai para as aves do
céu, que nem semeiam,
nem segam, nem ajuntam
em celeiros; e vosso Pai
celestial as alimenta. Não
tendes vós muito mais
valor do que elas?"
(Mateus 6:26)
"Não andeis, pois,
inquietos, dizendo: Que
comeremos, ou que
beberemos, ou com que
nos vestiremos?"
(Mateus 6:31)
"Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos
serão acrescentadas."
(Mateus 6:33)
 Contato com o Criador, buscar forças para enfrentar as
dificuldades e imperfeições.
 A oração propicia a renovação. Reconexão com o Pai.
 Criar hábitos saudáveis para mudar a atitude.
 Educação do nosso desejo.
 Quando oramos aprendemos a desejar. Dizendo sim ou não
aos nossos pedidos Deus nos educa.
 Deus atende nossos pedidos através das pessoas que cruzam
os nossos caminhos.
 Deus não fala...Ele se manifesta através de acontecimentos e
pessoas.
Reforma Íntima -> Homem de Bem
Cumpre a lei de justiça, de amor e de caridade, sem
esperar retorno.
 Respeita/ama a todos, sem distinção de etnias ou
crenças. Ama ao ser humano.
 Tem confiança em Deus e na sua justiça, sabedoria e
misericórdia.
 Defende o fraco contra o forte e sacrifica seus interesses
à justiça.
 Não é egoísta.
Não odeia, nem quer se vingar, não é violento.
 É indulgente com seu próximo, não julga.
 Combate suas paixões e compartilha seus bens.
Reforma Íntima -> Homem de Bem
 Devemos converter nossas experiências boas ou ruins
em patrimônio da nossa alma. Bagagem espiritual.
 Mantendo a fé, orando, praticando o bem, trabalhando,
fazendo a reforma intima, Deus passa a caminhar ao nosso
lado.
 Não nos reconectamos com a espiritualidade superior,
corrigindo a nossa rota, o socorro sempre vem, através da
intuição, o aconselhamento de um amigo, nos
acontecimentos da vida! Acalmamos nossa alma aflita!
 O Consolador no diz uma vida é muito pouco para
explicar a complexidade da existência.
 Sempre tenhamos um objetivo. Conhece-te a ti mesmo. A
vida é muito mais que sucesso material. Temos uma
infinidade de vidas e mundos para viver e evoluir!
ESCALA DOS ESPÍRITOS
Livro Boa Nova – Capítulo 8 – Bom Ânimo
– E quando os negócios do mundo nos são adversos?
– E quando tudo parece em. luta contra nós?
Jesus, esclareceu com bondade :
– Qual o melhor negócio do mundo, Bartolomeu?
Será a aventura que se efetua a peso de ouro, muita
vez amordaçando-se o coração e a consciência, para
aumentar as preocupações da vida material, ou a
iluminação definitiva da alma para Deus, que se realiza
tão só pela boa vontade do homem, que deseje
marchar para o seu amor, por entre as luzes do
caminho?
Não será a adversidade nos negócios do mundo um
convite amigo para a criatura semear com mais amor?
Um apelo indireto que a arranque às ilusões da Terra
para as verdades do reino de Deus?
“Espíritas!, amai-vos, eis o primeiro
ensinamento. Instruí-vos, eis o segundo...”.
(Espírito de Verdade. Paris,1860.)

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Nascer_de_Novo_fesman.ppt

Conflitos existenciais joanna de angelis - divaldo franco.pdf
Conflitos existenciais   joanna de angelis - divaldo franco.pdfConflitos existenciais   joanna de angelis - divaldo franco.pdf
Conflitos existenciais joanna de angelis - divaldo franco.pdf
Marcos Paterra
 
Conheça o Espiritismo
Conheça o EspiritismoConheça o Espiritismo
Conheça o Espiritismo
Helio Cruz
 
Uma razao para viver (richard simonetti)
Uma razao para viver (richard simonetti)Uma razao para viver (richard simonetti)
Uma razao para viver (richard simonetti)
Helio Cruz
 
Consequencias do suicidio no plano Espiritual
Consequencias do suicidio no plano EspiritualConsequencias do suicidio no plano Espiritual
Consequencias do suicidio no plano Espiritual
Marta Gomes
 
Reforma íntima: uma abordagem espírita
Reforma íntima:   uma abordagem espíritaReforma íntima:   uma abordagem espírita
Reforma íntima: uma abordagem espírita
EmmanuelSales4
 
Capítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docx
Capítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docxCapítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docx
Capítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docx
Marta Gomes
 
Cb 10 descrição do mundo espiritual e mediunidade
Cb 10   descrição do mundo espiritual e mediunidadeCb 10   descrição do mundo espiritual e mediunidade
Cb 10 descrição do mundo espiritual e mediunidade
Norberto Scavone Augusto
 
E a vida continua
E a vida continuaE a vida continua
E a vida continua
Wanderson Luz
 
17 encontro espírita sobre medicina espiritual (celd)
17 encontro espírita sobre medicina espiritual (celd)17 encontro espírita sobre medicina espiritual (celd)
17 encontro espírita sobre medicina espiritual (celd)
Ricardo Akerman
 
Suicidio parte-dois
Suicidio parte-doisSuicidio parte-dois
Suicidio parte-dois
Rosângela Elias
 
curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14
Roseli Lemes
 
Capitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritual
Capitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritualCapitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritual
Capitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritual
Marta Gomes
 
A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
Marcos Accioly
 
A IMPORTANCIA DA DOR
A  IMPORTANCIA DA DORA  IMPORTANCIA DA DOR
A IMPORTANCIA DA DOR
Fatima Carvalho
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
paikachambi
 
Jesus e a Alegria de Viver - Nazareno Feitosa v.6
Jesus e a Alegria de Viver - Nazareno Feitosa v.6Jesus e a Alegria de Viver - Nazareno Feitosa v.6
Jesus e a Alegria de Viver - Nazareno Feitosa v.6
Nazareno Feitosa
 
O problema do ser do destino e da dor !
O problema do ser do destino e da dor !O problema do ser do destino e da dor !
O problema do ser do destino e da dor !
Leonardo Pereira
 
Regressão terapêutica espirita
Regressão terapêutica espiritaRegressão terapêutica espirita
Regressão terapêutica espirita
Anselmo Heib
 
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Jornada 2008 apocalipse e os problemas humanos
Jornada 2008   apocalipse e os problemas humanosJornada 2008   apocalipse e os problemas humanos
Jornada 2008 apocalipse e os problemas humanos
Norberto Tomasini Jr
 

Semelhante a Nascer_de_Novo_fesman.ppt (20)

Conflitos existenciais joanna de angelis - divaldo franco.pdf
Conflitos existenciais   joanna de angelis - divaldo franco.pdfConflitos existenciais   joanna de angelis - divaldo franco.pdf
Conflitos existenciais joanna de angelis - divaldo franco.pdf
 
Conheça o Espiritismo
Conheça o EspiritismoConheça o Espiritismo
Conheça o Espiritismo
 
Uma razao para viver (richard simonetti)
Uma razao para viver (richard simonetti)Uma razao para viver (richard simonetti)
Uma razao para viver (richard simonetti)
 
Consequencias do suicidio no plano Espiritual
Consequencias do suicidio no plano EspiritualConsequencias do suicidio no plano Espiritual
Consequencias do suicidio no plano Espiritual
 
Reforma íntima: uma abordagem espírita
Reforma íntima:   uma abordagem espíritaReforma íntima:   uma abordagem espírita
Reforma íntima: uma abordagem espírita
 
Capítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docx
Capítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docxCapítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docx
Capítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docx
 
Cb 10 descrição do mundo espiritual e mediunidade
Cb 10   descrição do mundo espiritual e mediunidadeCb 10   descrição do mundo espiritual e mediunidade
Cb 10 descrição do mundo espiritual e mediunidade
 
E a vida continua
E a vida continuaE a vida continua
E a vida continua
 
17 encontro espírita sobre medicina espiritual (celd)
17 encontro espírita sobre medicina espiritual (celd)17 encontro espírita sobre medicina espiritual (celd)
17 encontro espírita sobre medicina espiritual (celd)
 
Suicidio parte-dois
Suicidio parte-doisSuicidio parte-dois
Suicidio parte-dois
 
curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14
 
Capitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritual
Capitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritualCapitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritual
Capitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritual
 
A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
 
A IMPORTANCIA DA DOR
A  IMPORTANCIA DA DORA  IMPORTANCIA DA DOR
A IMPORTANCIA DA DOR
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
 
Jesus e a Alegria de Viver - Nazareno Feitosa v.6
Jesus e a Alegria de Viver - Nazareno Feitosa v.6Jesus e a Alegria de Viver - Nazareno Feitosa v.6
Jesus e a Alegria de Viver - Nazareno Feitosa v.6
 
O problema do ser do destino e da dor !
O problema do ser do destino e da dor !O problema do ser do destino e da dor !
O problema do ser do destino e da dor !
 
Regressão terapêutica espirita
Regressão terapêutica espiritaRegressão terapêutica espirita
Regressão terapêutica espirita
 
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
 
Jornada 2008 apocalipse e os problemas humanos
Jornada 2008   apocalipse e os problemas humanosJornada 2008   apocalipse e os problemas humanos
Jornada 2008 apocalipse e os problemas humanos
 

Último

Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
Oziete SS
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
REFORMADOR PROTESTANTE
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
GABRIELADIASDUTRA1
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Salmo 91
Salmo 91Salmo 91
Salmo 91
Nilson Almeida
 
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdfEstudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
JaquelineSantosBasto
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
claudiovieira83
 
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicosSEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
a futura religião da nova ordem mundial.
a  futura religião da nova ordem mundial.a  futura religião da nova ordem mundial.
a futura religião da nova ordem mundial.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo DiaFesta das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
André Luiz Marques
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 

Último (15)

Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Salmo 91
Salmo 91Salmo 91
Salmo 91
 
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdfEstudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
 
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicosSEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
a futura religião da nova ordem mundial.
a  futura religião da nova ordem mundial.a  futura religião da nova ordem mundial.
a futura religião da nova ordem mundial.
 
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo DiaFesta das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 

Nascer_de_Novo_fesman.ppt

  • 1. O SENTIDO DA VIDA... à luz da doutrina espírita.
  • 2. Qual o verdadeiro sentido da vida? “Cada filosofia e religião tem uma resposta.” “Para o materialismo é o sucesso financeiro e material.” “Para o niilismo (crença no nada) a existência humana seria desprovida de qualquer sentido.” “Para Santo Agostinho é viver a palavra de Deus a cada dia” : “Criaste-nos, Senhor, para Ti e nosso coração estará inquieto enquanto não descansar em Ti”. “Para o jovem é a busca dos objetivos no trabalho, na escola, na vida afetiva, na vida material.”
  • 3. “Para o homem maduro é o engrandecimento e crescimento espiritual, as conquistas interiores.” “Para o espírita podemos resumir na célebre frase de Allan Kardec “Nascer, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.” “Para Jesus” Vide Mateus 8 35 Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará. 36 Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?
  • 4. 132. Qual o objetivo da encarnação dos Espíritos? “Deus lhes impõe a encarnação com o fim de fazê-los chegar à perfeição. Para uns, é expiação; para outros, missão. Mas, para alcançarem essa perfeição, têm que sofrer todas as vicissitudes da existência corporal: nisso é que está a expiação. Colocar o Espírito em condições de suportar e cooperar na parte que lhe toca na obra da criação. Evoluir.
  • 5.  Após conquistarmos nossos objetivos, no trabalho, nos estudos, na vida pessoal e material questionamos qual o motivo de tanto esforço? Ainda nos falta algo!  O sucesso pessoal e o conforto material não nos satisfazem pois nos países do chamado 1º mundo ocorrem altos índices de suicídios. (Suécia e Japão)  É quando a sabedoria divina nos convida a olharmos para dentro de nós mesmos...e buscarmos agora as conquistas interiores!  Atingindo a maturidade espiritual questionamos a dor, as injustiças, o sofrimento, as tragédias, a morte, a justiça ou injustiça divinas.  Podemos colocar em dúvida a própria a existência de um DEUS de amor e misericórdia.
  • 6. Porque sofremos? Porque crianças nascem com doenças terríveis? Porque o mal sempre vence? Porque tantas catástrofes? Porque morremos? Porque somos infelizes? Porque o desencanto pela vida?
  • 7. Por que DEUS permite a dor? Essa talvez seja a grande questão da humanidade. Quando examinamos a vida do berço ao túmulo parece que misérias e sorte são distribuidos de maneira desigual. Se DEUS existe porque permite tanta injustiça Em 1857 Jesus delibera que enviaria ao mundo o Consolador para esclarecer e explicar essas questões.
  • 8. Na doutrina espírita essas perguntas foram respondidas e receberam a consolação! O Cristo Consolador é feliz expressão utilizada por Allan Kardec para indicar que todas as misérias, decepções, dores físicas, perda de seres amados, encontram consolação na fé no futuro, na confiança na justiça de Deus, que o Cristo veio ensinar aos homens [...]. Allan Kardec: O evangelho segundo o espiritismo, cap. VI, item 2.
  • 9. Evangelho Seg. Esp Capítulo 5 itens 4 e 6 – Causa das Aflições 4. Causas Atuais das Aflições De duas espécies são as vicissitudes da vida, umas têm sua causa na vida presente; outras, fora desta vida... Quantos homens caem por sua própria culpa! Quantos são vítimas de sua delinquência, desordem, ira, imprevidência, de seu orgulho e de sua ambição! A maior causa dos nossos sofrimentos tem origem nas imperfeições do nosso caráter ...Livro Céu e Inferno...cada imperfeição moral gera um sofrimento.
  • 10. A lógica da reencarnação nos mostra que não vivemos uma única existência e trazemos mazelas e inimigos do passado. Não existem inocentes! 166. Como pode a alma, que não alcançou a perfeição durante a vida corpórea, acabar de depurar-se? “Sofrendo a prova de uma nova existência.” 167. Qual o fim objetivado com a reencarnação? “Expiação, melhoramento progressivo da Humanidade. Sem isto, onde a justiça?”
  • 11. A misericórdia divina nos permite escolher o tipo de provas que devemos enfrentar! 258. Quando na erraticidade, antes de começar nova existência corporal, tem o Espírito consciência e previsão do que lhe sucederá no curso da vida terrena? “Ele próprio escolhe o gênero de provas por que há de passar e nisso consiste o seu livre-arbítrio.”
  • 12. O sentido das vidas na visão do Consolador  Os bens materiais são importantes, devem ser buscados, mas não devem tornarem-se um fim em si mesmo. O que é uma vida de sucesso???  Os bens materiais e as riquezas devem ser utilizados em nome do progresso da sociedade e como ferramentas para minimizar as misérias do mundo.  Muitos nascem favorecidos pela fortuna, como uma difícil prova, devem vencer o orgulho e o egoísmo e proporcionar o progresso.  Quando nos afastamos dos propósitos espirituais ficamos fragilizados, doentes, perdidos. Daí vem as depressões e o desencanto pela vida.
  • 13. Errando o Alvo, Sofremos Pecado é errar o alvo, perder o rumo, o alvo é o cumprimento da lei de Deus. Errar é portanto desviar-se do caminho, do planejamento divino, por orgulho, egoísmo, dúvida. Daí sofremos e adoecemos. PECADO - Em hebraico a palavra pecado é chattat = errar o alvo, ou mudar de direção; em grego é amartía = sair da rota; em latim é peccare que, em seu uso primitivo, significava: "fazer passo em falso, perder o pé, e, portanto, cair
  • 14. Quando perdemos as referencias das leis divinas, que estão escritas na nossa consciência, isso causa um desvio, um conflito em nós. A perda da rota nos causa sofrimento físico, mental e espiritual. Nem o universo, nem a estrada, nem o planejamento divino se alteram com nossa perda de rumo. Nós é que sofremos as conseqüências. O paralítico de Cafarnaum ( Mc 2:3-12 Lc 5:18-36 ), ( Mc 2:1-12 Lc 5:17-26 ) 1 E, ENTRANDO no barco, passou para o outro lado, e chegou à sua cidade. E eis que lhe trouxeram um paralítico, deitado numa cama. 2 E Jesus, vendo a fé deles, disse ao paralítico: Filho, tem bom ânimo, perdoados te são os teus pecados.
  • 15. Quando Jesus cura do paralítico, perdoando seus pecados, ele está nos ensinado que adoecemos quando saímos da rota/planejamento traçado por Deus para nossa reencarnação.  A cura nesse sentido representa uma salvação / retorno para junto da sua consciência onde está escrita a lei de Deus.  O fato do paralítico voltar a andar, para Jesus fica em segundo plano, o mais importante é a cura da alma!  Uma alma realinhada com os propósitos divinos cura seu corpo; ou pelo menos ajuda na cura.  Não eram somente cura de corpos mas também de espíritos. Salvação. Como ocorreu também com Zaqueu que era doente pela corrupção.  Em quais áreas de nossas vidas estão nossas cegueiras, nossas paralisias, nossas deformidades morais?  Em quais setores da vida estamos endemoniados, deprimidos e paralisados?
  • 16. Violência Preconceitos Racismo Orgulho Egoísmo Indiferença Tédio Depressão Vícios Todos são reflexos da doença do espírito, desviado da rota das leis divinas, gerando a dor e o sofrimento reinantes em nosso mundo. Guerras, fome, injustiças, suicídios, depressões, misérias, crimes, drogas, desencanto com a vida. Emmanuel: “ Todo o mal que causamos ao outro gravita em torno de nós até que retorna.” Doenças da Alma
  • 17. Sofrimentos mentais, depressão, angustias, síndrome do pânico são as marcas da transição planetária. Mentes doentes. Maioria das pessoas perderam o sentido espiritual da vida, mantendo o foco no mundano, no materialismo, no hedonismo e pouquíssimo conhecimento espiritual e quase nenhum do evangelho. Perderam sentido da vida por não terem nenhuma base de espiritualidade, ou apenas uma espiritualidade ritualística e superficial baseada apenas em cultos exteriores. Buscam a religião mercantilista onde sou favorecido materialmente por adorar e seguir os preceitos divinos. Deus não castiga, não amaldiçoa e não condena. Hoje servimos a Mamon, por isso sofremos! Culto do material, do fútil do supérfluo, criamos necessidades frívolas
  • 18. A Cura  A dor é o aguilhão que nos tira da zona de conforto e nos faz refletir e buscar a cura.  Jesus nos pergunta: Já doeu o bastante? O que queres que eu faça?  A dor no corpo físico serve como um sinal de alerta, com objetivo de preservação. Há algo errado, busquemos ajuda!  A dor desempenha o mesmo papel no corpo espiritual ou no psiquismo da criatura. A dor é pedagógica nos dois planos, indica que houve um desvio, uma erro de rota.  A ignorância espiritual nos adoece e a cura está na reforma íntima. Ter como alvo e meta o homem de bem a evolução espiritual.  A misericórdia divina age em nosso favor a todo momento senão nossos débitos seriam impagáveis.  A cura não se resume a retirada dos obsessores mas na nossa transformação moral. Novo rumo, novo alvo, novo roteiro.
  • 19. FUGIR DA MELANCOLIA – Evangelho Segundo o Espiritismo 25. Sabeis por que, às vezes, uma vaga tristeza se apodera dos vossos corações e vos leva a considerar amarga a vida? É que vosso Espírito, aspirando à felicidade e à liberdade, jungido ao corpo que lhe serve de prisão, em vãos esforços para sair dele. Vem então o abatimento, o tédio, e vos julgais infelizes. Crede-me, resisti com energia a essas impressões que vos enfraquecem a vontade. São inatas no espírito de todos os homens as aspirações por uma vida melhor; mas, não as busqueis neste mundo...  Devemos compreender também que a depressão tem causas físicas, quando há um funcionamento deficiente do cérebro. Busquemos também a ajuda da medicina dos homens aliada ao suporte espiritual superior!
  • 20. O desencanto pela vida , amarguras, pesares, ressentimentos são regiões traumatizadas de nossa alma, que devemos curar, usando os anti sépticos da boa vontade, do perdão, da renúncia, da humildade e principalmente da reforma íntima. Compreendemos porque sofremos, e pela misericórdia divina pagamos nossas faltas pelo mínimo, vide João Batista!
  • 21. 674. A necessidade do trabalho é lei da Natureza? “O trabalho é lei da Natureza, por isso mesmo que constitui uma necessidade...” 675. Por trabalho só se devem entender as ocupações materiais? “Não; o Espírito trabalha, assim como o corpo. Toda ocupação útil é trabalho.”  “Sem o trabalho, o homem permaneceria sempre na infância espiritual” “Tudo na Natureza trabalha.” “A ociosidade seria um suplício, em vez de ser um benefício.”
  • 22. Vivenciar a lei de Justiça, Amor e Caridade 886. Qual o verdadeiro sentido da palavra caridade, como a entendia Jesus? “Benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições dos outros, perdão das ofensas.” “Amai-vos uns aos outros, eis toda a lei, lei divina, mediante a qual governa Deus os mundos. O amor é a lei de atração para os seres vivos e organizados” 625. Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para lhe servir de guia e modelo? “Jesus.” João 13 – 6 “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.”
  • 23. TER FÉ NA PROVIDENCIA DIVINA Ter fé é confiar...e espiritismo não prega uma fé cega mas uma fé raciocinada. Nesse momento em que as sombras da transição planetária envolvem o mundo a luz do consolador é mostrada a humanidade como um farol apontando a saída do labirinto de equívocos em que nos envolvemos.
  • 24. 24 "Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?" (Mateus 6:26) "Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?" (Mateus 6:31) "Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas." (Mateus 6:33)
  • 25.  Contato com o Criador, buscar forças para enfrentar as dificuldades e imperfeições.  A oração propicia a renovação. Reconexão com o Pai.  Criar hábitos saudáveis para mudar a atitude.  Educação do nosso desejo.  Quando oramos aprendemos a desejar. Dizendo sim ou não aos nossos pedidos Deus nos educa.  Deus atende nossos pedidos através das pessoas que cruzam os nossos caminhos.  Deus não fala...Ele se manifesta através de acontecimentos e pessoas.
  • 26. Reforma Íntima -> Homem de Bem Cumpre a lei de justiça, de amor e de caridade, sem esperar retorno.  Respeita/ama a todos, sem distinção de etnias ou crenças. Ama ao ser humano.  Tem confiança em Deus e na sua justiça, sabedoria e misericórdia.  Defende o fraco contra o forte e sacrifica seus interesses à justiça.  Não é egoísta. Não odeia, nem quer se vingar, não é violento.  É indulgente com seu próximo, não julga.  Combate suas paixões e compartilha seus bens.
  • 27. Reforma Íntima -> Homem de Bem  Devemos converter nossas experiências boas ou ruins em patrimônio da nossa alma. Bagagem espiritual.  Mantendo a fé, orando, praticando o bem, trabalhando, fazendo a reforma intima, Deus passa a caminhar ao nosso lado.  Não nos reconectamos com a espiritualidade superior, corrigindo a nossa rota, o socorro sempre vem, através da intuição, o aconselhamento de um amigo, nos acontecimentos da vida! Acalmamos nossa alma aflita!  O Consolador no diz uma vida é muito pouco para explicar a complexidade da existência.  Sempre tenhamos um objetivo. Conhece-te a ti mesmo. A vida é muito mais que sucesso material. Temos uma infinidade de vidas e mundos para viver e evoluir!
  • 29. Livro Boa Nova – Capítulo 8 – Bom Ânimo – E quando os negócios do mundo nos são adversos? – E quando tudo parece em. luta contra nós? Jesus, esclareceu com bondade : – Qual o melhor negócio do mundo, Bartolomeu? Será a aventura que se efetua a peso de ouro, muita vez amordaçando-se o coração e a consciência, para aumentar as preocupações da vida material, ou a iluminação definitiva da alma para Deus, que se realiza tão só pela boa vontade do homem, que deseje marchar para o seu amor, por entre as luzes do caminho? Não será a adversidade nos negócios do mundo um convite amigo para a criatura semear com mais amor? Um apelo indireto que a arranque às ilusões da Terra para as verdades do reino de Deus?
  • 30. “Espíritas!, amai-vos, eis o primeiro ensinamento. Instruí-vos, eis o segundo...”. (Espírito de Verdade. Paris,1860.)