SlideShare uma empresa Scribd logo
Modernismo no Brasil
O modernismo no Brasil foi um movimento artístico,
cultural e literário que se caracterizou pela liberdade
estética, o nacionalismo e a crítica social.
Inspirado pelas inovações artísticas das
vanguardas europeias (cubismo, futurismo,
dadaísmo, expressionismo e surrealismo), o
modernismo teve como marco inicial a Semana
de Arte Moderna, que se realizou entre os dias 11
e 18 de fevereiro de 1922, no Theatro Municipal
de São Paulo.
O cubismo ganhou espaço no Brasil somente
depois da Semana de Arte Moderna de 1922,
no entanto, não existem no País artistas que
apresentaram obras com características
exclusivas do Cubismo.
Os artistas brasileiros receberam fortes
influências, mas apenas mostrando
características mescladas do cubismo com
outras expressões artísticas em suas obras.
Nessas condições, podemos citar obras dos
artistas Vicente do Rego Monteiro, Anita
Malfatti, Antonio Gomide, Tarsila do Amaral,
dentre outros.
O Futurismo representou um movimento
literário e artístico que tinha como principal
característica a valorização da tecnologia e
velocidade.
O Futurismo teve intensa relação com a
literatura, surgindo a partir do Manifesto
Futurista, idealizado pelo escritor e poeta
italiano Filippo Tommaso Marinetti.
O Dadaísmo, ou simplesmente “Dadá”, foi
um movimento artístico pertencente às
vanguardas europeias do século XX, cujo
lema era: "a destruição também é criação".
Características do movimento dadaísta:
Rompimento com os modelos tradicionais e clássicos;
Espírito vanguardista e de protesto;
Espontaneidade, improvisação e irreverência artística;
Anarquismo e niilismo;
Busca do caos e desordem;
Teor ilógico e irracional;
Caráter irônico, radical, destrutivo, agressivo e
pessimista;
Aversão à guerra e aos valores burgueses;
Rejeição ao nacionalismo e ao materialismo;
Crítica ao consumismo e ao capitalismo.
Expressionismo é um movimento de
vanguarda nascido na Alemanha,
em 1910. Ele apresenta distorção da
realidade, pessimismo e crítica
sociopolítica. Está fortemente ligado
às artes visuais.
O surrealismo é um movimento artístico
surgido na Europa em 1919. As obras
desse movimento têm caráter onírico. O
artista surrealista mais famoso é Salvador
Dalí. Salvador Dalí é o mais popular pintor
surrealista.
Tarsila do Amaral foi uma das
artistas mais talentosas do Brasil e
o seu trabalho passou por diferentes
fases, inclusive uma mais
surrealista. O quadro Urutu é um
exemplo desse período.
No país, o cenário era de insatisfação, pois muitas
pessoas consideravam a política, a economia e a
cultura estagnadas. Parte disso estava
relacionado com o modelo político vigente
baseado na política do café com leite.
Com o poder concentrado nas mãos de grandes
fazendeiros, paulistas e mineiros se revezavam no
poder. Isso ocorreu até 1930, quando um golpe de
estado depôs o presidente Washington Luís, pondo fim
à República velha.
Foi nesse cenário de incertezas que
um grupo de artistas, empenhados em
propor uma renovação estética na arte,
apresentam um novo olhar, mais
libertário, contrário ao tradicionalismo e
ao rigor estético.
Assim, surge a Semana de Arte Moderna liderada
pelo chamado “Grupo dos cinco”: Anita Malfatti,
Mário de Andrade, Menotti del Picchia, Oswald de
Andrade e Tarsila do Amaral.
Esse evento, que reuniu diversas
apresentações e exposições, colaborou
com o surgimento de revistas,
manifestos, movimentos artísticos e
grupos com experimentações estéticas
inovadoras.
Contexto histórico do modernismo no Brasil
O modernismo no Brasil surge logo após a Primeira
Guerra Mundial (1914-1918), que levou a morte de
milhares de pessoas, a destruição de diversas
cidades e a instabilidade política e social.
.
Assim, numa tentativa de reestruturar o país
politicamente, e também o campo das artes -
estimulado pelas vanguardas europeias -,
encontra-se a motivação para romper com o
tradicionalismo.
No país, o movimento modernista surgiu na
segunda fase da República velha (1889-
1930), chamada de República das Oligarquias
ou República do café com leite.
Nesse contexto, o poder era revezado entre
paulistas e mineiros, e dominado por aristocratas
fazendeiros.
Em decorrência disso e do aumento da inflação,
que fazia aumentar a crise e propulsionava
greves e protestos, o momento era de
insatisfação.
Ao mesmo tempo, o movimento tenentista
ganhava força e tentava derrubar o esquema das
oligarquias, cujo poder estava concentrado nas
mãos das elites agrárias tradicionais.
Fases do modernismo no Brasil
O modernismo no Brasil foi um longo período (1922-
1960), que reuniu diversas características e obras, por
isso, esteve dividido em três fases, também chamadas
de gerações:
Primeira fase modernista (1922-1930) - a fase heroica
ou de destruição
Segunda fase modernista (1930-1945) - a fase de
consolidação ou geração de 30
Terceira fase modernista (1945-1960) - a geração de 45
Primeira fase modernista no Brasil (1922-
1930)
A primeira fase do modernismo esteve voltada
para a busca de uma identidade nacional.
Nesse momento, diversos artistas
aproveitaram a agitação causada pela
Semana de Arte Moderna para romper com
os modelos preconcebidos que, segundo
eles, eram limitados e impediam a
criatividade.
Inspirado nas ideias das vanguardas
artísticas europeias, os artistas buscam uma
renovação estética. Por esse motivo, ela é
conhecida como a "fase heroica", sendo a
mais radical de todas.
Também chamada de "fase de destruição", pois
propunha a destruição dos modelos que
vigoravam no cenário artístico-cultural do país.
A consolidação de uma arte genuinamente
brasileira possibilitou a valorização da cultura e do
folclore. Junto a isso, os artistas estabelecem a
liberdade formal, rompendo com a sintaxe e
utilizando uma linguagem mais coloquial para se
aproximar da fala cotidiana.
Muitas revistas e manifestos foram criados, o
que fez surgir alguns movimentos, dos quais
se destacam:
Movimento pau-brasil;
Movimento antropofágico;
Movimento regionalista;
Movimento verde-amarelo.
Características da primeira fase modernista
fase mais radical e nacionalista;
busca de uma identidade nacional;
maior liberdade formal com rupturas da sintaxe;
presença de regionalismos e linguagem informal;
valorização do folclore, arte e cultura popular
brasileira;
uso de versos livres, que não possuem métrica
(medida);
uso de versos brancos, com ausência de rimas;
utilização do sarcasmo e da ironia.
Autores e obras da primeira fase modernista
Os escritores e as obras mais relevantes da
primeira geração modernista, foram:
Mario de Andrade (1893-1945) - Obras: Paulicéia
Desvairada (1922), Amar, Verbo Intransitivo (1927)
e Macunaíma (1928).
Oswald de Andrade (1890-1954) - Obras: Os
condenados (1922), Memórias Sentimentais de
João Miramar (1924) e Pau Brasil (1925).
Manuel Bandeira (1886-1968) - Obras: A cinza das
horas (1917), Carnaval (1919)
e Libertinagem (1930).

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a modernismo no Brasil apresentação 1.pptx

Tendências artísticas do pós segunda guerra nos eua e
Tendências artísticas do pós segunda guerra nos eua eTendências artísticas do pós segunda guerra nos eua e
Tendências artísticas do pós segunda guerra nos eua e
Ed de Souza
 
1.ª Fase do Modernismo Brasileira - Contexto histórico, autores e obras.
1.ª Fase do Modernismo Brasileira - Contexto histórico, autores e obras.1.ª Fase do Modernismo Brasileira - Contexto histórico, autores e obras.
1.ª Fase do Modernismo Brasileira - Contexto histórico, autores e obras.
MrPitobaldo
 
Trabalho de História
Trabalho de HistóriaTrabalho de História
Trabalho de História
Matheus Bolsarini
 
Aula 2
Aula 2 Aula 2
Aula 2 Novo Colégio
Aula 2 Novo ColégioAula 2 Novo Colégio
Aula 2 Novo Colégio
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
Lú Feitosa
 
Semana de 22 modernistas
Semana de 22   modernistasSemana de 22   modernistas
Semana de 22 modernistas
Carlos Zaranza
 
O projeto estético e ideológico do modernismo brasileiro
O projeto estético e ideológico do modernismo brasileiroO projeto estético e ideológico do modernismo brasileiro
O projeto estético e ideológico do modernismo brasileiro
Paulo Konzen
 
Ficha de leitura as vanguardas
Ficha de leitura   as vanguardasFicha de leitura   as vanguardas
Ficha de leitura as vanguardas
Joao Papelo
 
Modernismo no brasil
Modernismo no brasilModernismo no brasil
Modernismo no brasil
Miquéias Vitorino
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Sheila Cristina Carlos
 
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdfLiteratura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
MAURICIOMARQUESDACOS
 
História da Arte Aula 4 , Modernismo Brasileiro, abstrato e Pop Art
 História da Arte Aula 4 , Modernismo Brasileiro, abstrato e Pop Art História da Arte Aula 4 , Modernismo Brasileiro, abstrato e Pop Art
História da Arte Aula 4 , Modernismo Brasileiro, abstrato e Pop Art
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Modernismo planejamento 3 ano agosto
Modernismo  planejamento 3 ano agostoModernismo  planejamento 3 ano agosto
Modernismo planejamento 3 ano agosto
elgachristiany
 
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
Vítor Santos
 
33354-Texto do Artigo-111602-1-10-20151229 (1).pdf
33354-Texto do Artigo-111602-1-10-20151229 (1).pdf33354-Texto do Artigo-111602-1-10-20151229 (1).pdf
33354-Texto do Artigo-111602-1-10-20151229 (1).pdf
Marcondes Menezes
 
A semana de arte moderna
A semana de arte modernaA semana de arte moderna
A semana de arte moderna
ZezeSilva1
 
Portugal. naturalismo e vanguardas
Portugal. naturalismo e vanguardasPortugal. naturalismo e vanguardas
Portugal. naturalismo e vanguardas
home
 
poparte.pdf
poparte.pdfpoparte.pdf
poparte.pdf
LucimeireMello
 
Art Pop
Art PopArt Pop

Semelhante a modernismo no Brasil apresentação 1.pptx (20)

Tendências artísticas do pós segunda guerra nos eua e
Tendências artísticas do pós segunda guerra nos eua eTendências artísticas do pós segunda guerra nos eua e
Tendências artísticas do pós segunda guerra nos eua e
 
1.ª Fase do Modernismo Brasileira - Contexto histórico, autores e obras.
1.ª Fase do Modernismo Brasileira - Contexto histórico, autores e obras.1.ª Fase do Modernismo Brasileira - Contexto histórico, autores e obras.
1.ª Fase do Modernismo Brasileira - Contexto histórico, autores e obras.
 
Trabalho de História
Trabalho de HistóriaTrabalho de História
Trabalho de História
 
Aula 2
Aula 2 Aula 2
Aula 2
 
Aula 2 Novo Colégio
Aula 2 Novo ColégioAula 2 Novo Colégio
Aula 2 Novo Colégio
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 
Semana de 22 modernistas
Semana de 22   modernistasSemana de 22   modernistas
Semana de 22 modernistas
 
O projeto estético e ideológico do modernismo brasileiro
O projeto estético e ideológico do modernismo brasileiroO projeto estético e ideológico do modernismo brasileiro
O projeto estético e ideológico do modernismo brasileiro
 
Ficha de leitura as vanguardas
Ficha de leitura   as vanguardasFicha de leitura   as vanguardas
Ficha de leitura as vanguardas
 
Modernismo no brasil
Modernismo no brasilModernismo no brasil
Modernismo no brasil
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdfLiteratura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
 
História da Arte Aula 4 , Modernismo Brasileiro, abstrato e Pop Art
 História da Arte Aula 4 , Modernismo Brasileiro, abstrato e Pop Art História da Arte Aula 4 , Modernismo Brasileiro, abstrato e Pop Art
História da Arte Aula 4 , Modernismo Brasileiro, abstrato e Pop Art
 
Modernismo planejamento 3 ano agosto
Modernismo  planejamento 3 ano agostoModernismo  planejamento 3 ano agosto
Modernismo planejamento 3 ano agosto
 
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
9_ano_9_4_sociedade_cultura_num_mundo_em_mudança.pdf
 
33354-Texto do Artigo-111602-1-10-20151229 (1).pdf
33354-Texto do Artigo-111602-1-10-20151229 (1).pdf33354-Texto do Artigo-111602-1-10-20151229 (1).pdf
33354-Texto do Artigo-111602-1-10-20151229 (1).pdf
 
A semana de arte moderna
A semana de arte modernaA semana de arte moderna
A semana de arte moderna
 
Portugal. naturalismo e vanguardas
Portugal. naturalismo e vanguardasPortugal. naturalismo e vanguardas
Portugal. naturalismo e vanguardas
 
poparte.pdf
poparte.pdfpoparte.pdf
poparte.pdf
 
Art Pop
Art PopArt Pop
Art Pop
 

Mais de coletivoddois

DANÇA Arte educação uma introdução da dança
DANÇA Arte educação uma introdução da dançaDANÇA Arte educação uma introdução da dança
DANÇA Arte educação uma introdução da dança
coletivoddois
 
Povos indígenas para crianças apresentação
Povos indígenas para crianças apresentaçãoPovos indígenas para crianças apresentação
Povos indígenas para crianças apresentação
coletivoddois
 
Atividades Rítmicas e Dança conceitos iniciais
Atividades Rítmicas e Dança conceitos iniciaisAtividades Rítmicas e Dança conceitos iniciais
Atividades Rítmicas e Dança conceitos iniciais
coletivoddois
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
coletivoddois
 
Jogos, Esporte, Lutas, Danças e Ginástica.ppt
Jogos, Esporte, Lutas, Danças e Ginástica.pptJogos, Esporte, Lutas, Danças e Ginástica.ppt
Jogos, Esporte, Lutas, Danças e Ginástica.ppt
coletivoddois
 
As Danças Fólcloricas conceitos gerais na Educação
As Danças Fólcloricas conceitos gerais na EducaçãoAs Danças Fólcloricas conceitos gerais na Educação
As Danças Fólcloricas conceitos gerais na Educação
coletivoddois
 
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.pptArte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
coletivoddois
 
Cartilha sobre violencia contra mulher
Cartilha  sobre  violencia contra mulherCartilha  sobre  violencia contra mulher
Cartilha sobre violencia contra mulher
coletivoddois
 

Mais de coletivoddois (8)

DANÇA Arte educação uma introdução da dança
DANÇA Arte educação uma introdução da dançaDANÇA Arte educação uma introdução da dança
DANÇA Arte educação uma introdução da dança
 
Povos indígenas para crianças apresentação
Povos indígenas para crianças apresentaçãoPovos indígenas para crianças apresentação
Povos indígenas para crianças apresentação
 
Atividades Rítmicas e Dança conceitos iniciais
Atividades Rítmicas e Dança conceitos iniciaisAtividades Rítmicas e Dança conceitos iniciais
Atividades Rítmicas e Dança conceitos iniciais
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Jogos, Esporte, Lutas, Danças e Ginástica.ppt
Jogos, Esporte, Lutas, Danças e Ginástica.pptJogos, Esporte, Lutas, Danças e Ginástica.ppt
Jogos, Esporte, Lutas, Danças e Ginástica.ppt
 
As Danças Fólcloricas conceitos gerais na Educação
As Danças Fólcloricas conceitos gerais na EducaçãoAs Danças Fólcloricas conceitos gerais na Educação
As Danças Fólcloricas conceitos gerais na Educação
 
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.pptArte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
 
Cartilha sobre violencia contra mulher
Cartilha  sobre  violencia contra mulherCartilha  sobre  violencia contra mulher
Cartilha sobre violencia contra mulher
 

modernismo no Brasil apresentação 1.pptx

  • 2. O modernismo no Brasil foi um movimento artístico, cultural e literário que se caracterizou pela liberdade estética, o nacionalismo e a crítica social.
  • 3. Inspirado pelas inovações artísticas das vanguardas europeias (cubismo, futurismo, dadaísmo, expressionismo e surrealismo), o modernismo teve como marco inicial a Semana de Arte Moderna, que se realizou entre os dias 11 e 18 de fevereiro de 1922, no Theatro Municipal de São Paulo.
  • 4. O cubismo ganhou espaço no Brasil somente depois da Semana de Arte Moderna de 1922, no entanto, não existem no País artistas que apresentaram obras com características exclusivas do Cubismo. Os artistas brasileiros receberam fortes influências, mas apenas mostrando características mescladas do cubismo com outras expressões artísticas em suas obras. Nessas condições, podemos citar obras dos artistas Vicente do Rego Monteiro, Anita Malfatti, Antonio Gomide, Tarsila do Amaral, dentre outros.
  • 5.
  • 6. O Futurismo representou um movimento literário e artístico que tinha como principal característica a valorização da tecnologia e velocidade. O Futurismo teve intensa relação com a literatura, surgindo a partir do Manifesto Futurista, idealizado pelo escritor e poeta italiano Filippo Tommaso Marinetti.
  • 7.
  • 8. O Dadaísmo, ou simplesmente “Dadá”, foi um movimento artístico pertencente às vanguardas europeias do século XX, cujo lema era: "a destruição também é criação".
  • 9. Características do movimento dadaísta: Rompimento com os modelos tradicionais e clássicos; Espírito vanguardista e de protesto; Espontaneidade, improvisação e irreverência artística; Anarquismo e niilismo; Busca do caos e desordem; Teor ilógico e irracional; Caráter irônico, radical, destrutivo, agressivo e pessimista; Aversão à guerra e aos valores burgueses; Rejeição ao nacionalismo e ao materialismo; Crítica ao consumismo e ao capitalismo.
  • 10. Expressionismo é um movimento de vanguarda nascido na Alemanha, em 1910. Ele apresenta distorção da realidade, pessimismo e crítica sociopolítica. Está fortemente ligado às artes visuais.
  • 11.
  • 12. O surrealismo é um movimento artístico surgido na Europa em 1919. As obras desse movimento têm caráter onírico. O artista surrealista mais famoso é Salvador Dalí. Salvador Dalí é o mais popular pintor surrealista.
  • 13.
  • 14. Tarsila do Amaral foi uma das artistas mais talentosas do Brasil e o seu trabalho passou por diferentes fases, inclusive uma mais surrealista. O quadro Urutu é um exemplo desse período.
  • 15. No país, o cenário era de insatisfação, pois muitas pessoas consideravam a política, a economia e a cultura estagnadas. Parte disso estava relacionado com o modelo político vigente baseado na política do café com leite.
  • 16. Com o poder concentrado nas mãos de grandes fazendeiros, paulistas e mineiros se revezavam no poder. Isso ocorreu até 1930, quando um golpe de estado depôs o presidente Washington Luís, pondo fim à República velha.
  • 17. Foi nesse cenário de incertezas que um grupo de artistas, empenhados em propor uma renovação estética na arte, apresentam um novo olhar, mais libertário, contrário ao tradicionalismo e ao rigor estético.
  • 18. Assim, surge a Semana de Arte Moderna liderada pelo chamado “Grupo dos cinco”: Anita Malfatti, Mário de Andrade, Menotti del Picchia, Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral.
  • 19. Esse evento, que reuniu diversas apresentações e exposições, colaborou com o surgimento de revistas, manifestos, movimentos artísticos e grupos com experimentações estéticas inovadoras.
  • 20. Contexto histórico do modernismo no Brasil O modernismo no Brasil surge logo após a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), que levou a morte de milhares de pessoas, a destruição de diversas cidades e a instabilidade política e social. .
  • 21. Assim, numa tentativa de reestruturar o país politicamente, e também o campo das artes - estimulado pelas vanguardas europeias -, encontra-se a motivação para romper com o tradicionalismo.
  • 22. No país, o movimento modernista surgiu na segunda fase da República velha (1889- 1930), chamada de República das Oligarquias ou República do café com leite.
  • 23. Nesse contexto, o poder era revezado entre paulistas e mineiros, e dominado por aristocratas fazendeiros. Em decorrência disso e do aumento da inflação, que fazia aumentar a crise e propulsionava greves e protestos, o momento era de insatisfação. Ao mesmo tempo, o movimento tenentista ganhava força e tentava derrubar o esquema das oligarquias, cujo poder estava concentrado nas mãos das elites agrárias tradicionais.
  • 24. Fases do modernismo no Brasil O modernismo no Brasil foi um longo período (1922- 1960), que reuniu diversas características e obras, por isso, esteve dividido em três fases, também chamadas de gerações: Primeira fase modernista (1922-1930) - a fase heroica ou de destruição Segunda fase modernista (1930-1945) - a fase de consolidação ou geração de 30 Terceira fase modernista (1945-1960) - a geração de 45
  • 25. Primeira fase modernista no Brasil (1922- 1930) A primeira fase do modernismo esteve voltada para a busca de uma identidade nacional.
  • 26. Nesse momento, diversos artistas aproveitaram a agitação causada pela Semana de Arte Moderna para romper com os modelos preconcebidos que, segundo eles, eram limitados e impediam a criatividade. Inspirado nas ideias das vanguardas artísticas europeias, os artistas buscam uma renovação estética. Por esse motivo, ela é conhecida como a "fase heroica", sendo a mais radical de todas.
  • 27. Também chamada de "fase de destruição", pois propunha a destruição dos modelos que vigoravam no cenário artístico-cultural do país. A consolidação de uma arte genuinamente brasileira possibilitou a valorização da cultura e do folclore. Junto a isso, os artistas estabelecem a liberdade formal, rompendo com a sintaxe e utilizando uma linguagem mais coloquial para se aproximar da fala cotidiana.
  • 28. Muitas revistas e manifestos foram criados, o que fez surgir alguns movimentos, dos quais se destacam: Movimento pau-brasil; Movimento antropofágico; Movimento regionalista; Movimento verde-amarelo.
  • 29. Características da primeira fase modernista fase mais radical e nacionalista; busca de uma identidade nacional; maior liberdade formal com rupturas da sintaxe; presença de regionalismos e linguagem informal; valorização do folclore, arte e cultura popular brasileira; uso de versos livres, que não possuem métrica (medida); uso de versos brancos, com ausência de rimas; utilização do sarcasmo e da ironia.
  • 30. Autores e obras da primeira fase modernista Os escritores e as obras mais relevantes da primeira geração modernista, foram: Mario de Andrade (1893-1945) - Obras: Paulicéia Desvairada (1922), Amar, Verbo Intransitivo (1927) e Macunaíma (1928). Oswald de Andrade (1890-1954) - Obras: Os condenados (1922), Memórias Sentimentais de João Miramar (1924) e Pau Brasil (1925). Manuel Bandeira (1886-1968) - Obras: A cinza das horas (1917), Carnaval (1919) e Libertinagem (1930).